Meu Feed

Últimos dias

Militarização do Espaço: Comando Espacial dos EUA será lançado na próxima semana

Militarização do Espaço: Comando Espacial dos EUA será lançado na próxima semana

canaltech A Força Espacial dos Estados Unidos, proposta pelo presidente Donald Trump em 2018, será oficializada no dia 29 deste mês. A revelação veio do vice-presidente dos EUA, Mike Pence, após uma reunião com o chefe do Estado Maior Conjunto, o general Joseph Dunford. "Na próxima semana, lançaremos formalmente o novo comando unificado de combate, que ficará conhecido como Comando Espacial dos Estados Unidos", anunciou o vice-presidente. Ele também revelou que o general da Força Aérea John "Jay" Raymond foi escalado para chefiar o Comando Espacial (SPACECOM) e suas 87 unidades. O vice-presidente dos EUA, Mike Pence, durante o anúncio nesta terça. Foto: Shawn Thew/EPA/EFE Foi em maio de 2018 que Trump anunciou a intenção de criar o ramo militar da Força Espacial, ideia que ele encaminhou formalmente ao Pentágono no último mês de fevereiro. A proposta é que o novo comando faça parte parte da Força Aérea, assim como o Corpo de Fuzileiros Navais faz parte do Departamento da Marinha. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- "Nossos adversários estão treinando forças e desenvolvendo tecnologia para minar nossa segurança no espaço, e eles estão trabalhando muito nisso", afirmou o presidente. "É por isso que meu governo reconheceu o espaço como um campo de guerra e fez a criação da Força Espacial uma prioridade de segurança nacional”. Pence afirmou que o SPACECOM inicia "o próximo capítulo da história". "Colocamos fim a décadas de cortes e redução orçamentária e renovamos o compromisso dos Estados Unidos com a exploração espacial humana, prometendo ir mais longe e mais rápido do que nunca", disse o vice-presidente. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Queimadas na floresta amazônica brasileira são vistas por satélite da NASA 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Funcionários da Microsoft ouvem o que você fala próximo ao Xbox Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios Com aporte de US$ 400 mi, Nubank contratará mil profissionais nos próximos meses Veja Mais

Johnny Flynn aparece como David Bowie em primeira foto de novo filme

R7 - Música Um novo filme sobre a vida de David Bowie está chegando e sua primeira imagem foi divulgada. Stardust terá o ator Johnny Flynn vivendo o músico, e a trama mostra a transformação de Bowie na persona Ziggy Stardust durante os anos 70. É justamente Flynn que aparece na foto tirada por Paul Van Carter, já caracterizado como o artista -- veja acima. O elenco ainda conta com Marc Maron como o agende de Bowie, assim como Jena Malone (Jogos Vorazes) no papel de Angie Jones, primeira esposa do cantor. O roteiro fica por conta de Christopher Bell, e a direção com Gabriel Range. Autorização Ainda sem uma data de lançamento, o longa já está causando polêmica. Isso porque o filho de David Bowie, o cineasta Duncan Jones, deixou claro que a família não autorizou a produção ou o uso de qualquer música do astro. Bowie nos deixou em Janeiro de 2016, aos 69 anos, após uma luta contra o câncer. Veja Mais

Star Wars: Phil Szostak revela o verdadeiro significado do nome R2-D2

Star Wars: Phil Szostak revela o verdadeiro significado do nome R2-D2

Tecmundo Os fãs da maior aventura intergaláctica do cinema estão adorando acompanhar o Twitter de Phil Szostak no último mês. O gerente de arte criativa da Lucasfilm tem usado a rede social para falar sobre velhos mitos da franquia. E parece que as teorias sobre o nome de um dos robôs mais famosos do mundo não estavam completamente erradas.Os posts recentes de Szostak falam sobre o boato de que George Lucas escolheu o nome R2-D2 depois de ouvir o termo enquanto trabalhava na mixagem de som de um filme. No livro The Making of Star Wars, de 2007, Lucas fala que, ao mixar a THX 1138, alguém gritou "R2D2" (Reel Two, Dialogue Two) e ele anotou o nome. A teoria agora é confirmada porque há uma gravação desse diálogo salva pelo designer de som Walter Munch e que foi exibida no Skywalker Ranch em abril de 2018.Leia mais... Veja Mais

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 35 milhões no próximo sábado

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 35 milhões no próximo sábado

R7 - Economia Quina premiou 138 apostas e a quadra, 8.329 Marcelo Fonseca/Folhapress - 15/01/2019 Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.181 da Mega-Sena, realizado nesta quarta-feira (21) em São Paulo (SP). A Caixa Econômica Federal deve pagar R$ 35 milhões no próximo sorteio, que ocorre no sábado (24). As dezenas sorteadas nesta quarta-feira foram: 01 — 08 — 19 — 33 — 36 — 48. No mesmo concurso, a Quina saiu para 138 apostas, que vão levar R$ 19.770. Um total de 8.329 ganhadores acertaram a quadra e vão receber R$ 468,15. A Mega-Sena paga o prêmio principal para quem acertar os 6 números sorteados. Ainda é possível ganhar prêmios ao acertar 4 ou 5 números. O jogo de seis números custa R$ 3,50. Veja Mais

Ronda agradece fãs em vídeo e brinca com dedo cheio de pontos após acidente

Superesportes - Mais esportes Ex-campeã do UFC respirou aliviada depois de cirurgia bem-sucedida Veja Mais

George R. R. Martin fala sobre Game of Thrones e finalização dos livros

George R. R. Martin fala sobre Game of Thrones e finalização dos livros

Tecmundo Com o encerramento da série da HBO Game of Thrones, a expectativa passou a ser direcionada completamente para a finalização dos livros. Uma dúvida que vinha perseguindo os fãs era se George R. R. Martin iria seguir o final ou apresentar um novo desfecho. Depois de alguns meses de especulação, o escritor decidiu se pronunciar.Em nova entrevista para o The Guardian, o idealizador de As Crônicas de Gelo e Fogo reforçou que a conclusão transmitida pela emissora em nada afeta o plano original. A ideia é publicar algo diferente do que foi visto na série, dando outro rumo aos personagens. O escritor, que era bastante presente no início das filmagens, acabou se afastando em virtude do sucesso da série da HBO e da falta de novos livros.Leia mais... Veja Mais

Funcionários da Microsoft ouvem o que você fala próximo ao Xbox

Funcionários da Microsoft ouvem o que você fala próximo ao Xbox

canaltech Ao longo de todo o mês de agosto, temos descoberto que funcionários ligados a algumas das maiores empresas de tecnologia do mundo estão escutando nossas conversas sem que fiquemos sabendo e, nesta quarta-feira (21), descobrimos que não estamos salvos nem mesmo quando vamos jogar videogame. Segundo revelação feita por alguns funcionários terceirizados da Microsoft, o problema com a empresa mais uma vez tinha relação com a Cortana. No começo deste mês, já foi revelado que as interações com a assistente virtual através do Windows era monitoradas por terceirizados, e agora descobrimos que aquelas que partiam dos consoles Xbox também passavam pelo mesmo monitoramento. De acordo com uma reportagem da Vice, funcionários terceirizados da Microsoft também faziam o monitoramento de qualquer comando de voz gravado pelo Xbox — e isso desde o Xbox 360, antes da existência da assistente virtual nos consoles da marca. O sistema deveria gravar os comandos de voz apenas quando o usuário ativasse a Cortana por comandos específicos, e os funcionários deveriam ouvir a interação para medir a qualidade da resposta da IA, mas a reportagem revelou que diversas vezes os aparelhos habilitavam sozinhos os comandos de voz, e os funcionários tinham acesso então a conversas pessoais dos donos dos videogames. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Em comunicado oficial, a Microsoft afirmou que deixa claro em suas políticas de uso que as interações feitas por comando de voz em seus aparelhos podem ser revisadas por funcionários para efetuar o controle de qualidade dessas interações, e que recentemente atualizou a política de uso de seus equipamentos para tornar mais clara essa coleta e revisão das interações. Além da Microsoft, a Apple, Google, Amazon e Facebook também possuem práticas parecidas para a melhoria de seus algoritmos de IA, e têm sofrido com a pressão pública desde que essas práticas foram reveladas. Até o momento, Apple, Facebook e Google já avisaram que estão interrompendo temporariamente a revisão das interações até que uma solução positiva para todas as partes seja encontrada, enquanto a Amazon vai permitir que os usuários optem em não ter suas conversas com a Alexa gravadas para a melhoria do produto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Queimadas na floresta amazônica brasileira são vistas por satélite da NASA O maior campus da Amazon acaba de ser inaugurado na Índia Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Veja Mais

A Voz do Brasil - 21/08/2019

A Voz do Brasil - 21/08/2019

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Governo planeja ampliar número de voos entre Brasil e Argentina, diz ministro da Infraestrutura

G1 Economia Acordo bilateral entre os dois países prevê 133 frequências – ida e volta – semanais para cada país. Todas estão ocupadas. O governo pretende ampliar o número de voos entre Brasil e Argentina previsto no acordo bilateral de "céus abertos", que estabelece as regras e número de voos entre dois países. Segundo informou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, atualmente a rota está com todas as frequências ocupadas. Para o ministro, há demanda por mais voos entre os dois países. “A gente tem uma saturação de voos para a Argentina. Precisamos abrir espaço porque o acordo hoje com a Argentina é muito antigo. Estamos trabalhando para modernizar esse acordo e liberar mais voos”, disse. O acordo está sendo negociado entre a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a agência reguladora do setor aéreo argentino. O ministro afirmou que espera que a negociação seja concluída ainda em 2019. O acordo bilateral entre Brasil e Argentina prevê 133 frequências semanais – ida e volta – para cada um dos países. Segundo informou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), todas as frequências estão sendo usadas. Com todas as frequências ocupadas, as empresas não podem solicitar voos para rotas que estão incluídas no acordo bilateral, explicou a agência reguladora brasileira. Assim, não há como uma empresa oferecer um novo voo entre Rio de Janeiro e Buenos Aires, por exemplo. Novos voos só podem ser ofertados em rotas que não fazem parte do acordo bilateral. Essas ofertas são possíveis graças ao Acordo de Fortaleza. Esse acordo foi negociado em 1996 e permite voos em rotas diferentes das rotas regionais efetivamente operadas nos termos dos acordos bilaterais entre Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai. Veja Mais

Posche investe em startup israelita para aumentar segurança de carros autônomos

R7 - Economia A Porsche adquiriu uma participação minoritária na startup TriEye buscando melhorar a segurança dos seus carros autônomos. A companhia israelita desenvolveu uma tecnologia com um sensor infravermelho de ondas curtas (SWIR), que ajuda a ver com mais facilidade em condições impróprias, como muita chuva, neblina ou até poeira. O design da empresa utiliza tecnologias que […] Veja Mais

Veja astronautas instalando adaptador para naves da SpaceX na EEI [vídeo]

Veja astronautas instalando adaptador para naves da SpaceX na EEI [vídeo]

Tecmundo Assim como usuários de smartphones precisam de adaptadores para usar certos gadgets, a NASA também tem que modificar suas conexões para aceitar produtos externos. A agência americana colocou dois astronautas em uma caminhada espacial hoje para instalar um dock adaptador na Estação Espacial Internacional, que permite a conexão de foguetes privados da Boeing e SpaceX.O processo de instalação, porém, não é tão simples quanto conectar um cabo no celular: os astronautas Nick Hague and Andrew Morgan ficaram mais de seis horas trabalhando na implementação dos adaptadores. A NASA até transmitiu todo o procedimento ao vivo na internet, por meio do link abaixo:Leia mais... Veja Mais

WhatsApp: 26,5% dos brasileiros conhecem alguém que teve a conta hackeada ou roubada

R7 - Economia Pouco mais de um quarto da população brasileira (26,5%) conhece alguém que teve a conta do WhatsApp hackeada ou roubada, segundo mostra uma pesquisa da PSafe, empresa de desenvolvimento de aplicativos de segurança, performance e privacidade. Outros 6,5% afirmaram que foram vítimas. Dentre os prejuízos listados pelos entrevistados, 26,7% citaram o vazamento de conversas privadas […] Veja Mais

Brasil tem empresas estatais demais? 5 perguntas sobre privatização

Brasil tem empresas estatais demais? 5 perguntas sobre privatização

R7 - Economia Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos foi criada em 1969 Marcelo Camargo/Agência Brasil O governo federal anunciou nesta quarta-feira (21) a inclusão de 9 estatais em um plano de privatização. Empresas como Correios e o Porto de Santos estão entre as listadas para passar a integrar o PPI (Programa de Parcerias de Investimento) ou o PND (Plano Nacional de Desestatização). Mas, afinal, o país tem estatais demais? O Brasil tem 138 empresas estatais federais. Se contabilizadas as companhias que pertencem a Estados e municípios, e não apenas à União, o total passa de 400, de acordo com levantamento feito pelo Observatório das Estatais, da FGV (Fundação Getulio Vargas). Veja a lista das estatais que o governo Bolsonaro vai privatizar O número já foi maior. Na década de 1990, o país privatizou 119 estatais, com a geração de US$ 70,3 bilhões em receita, segundo o coordenador de Economia Aplicada do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV, Armando Castelar. Os valores, diz ele, fazem da privatização brasileira daquela época uma das maiores em todo o mundo, ao lado de países como México, Austrália e Reino Unido. Na conta entram desde a venda de geradoras de energia e de bancos estaduais à concessão de rodovias e à quebra do monopólio público do setor de telecomunicações — incluindo a privatização da Telebras, a maior do período, que levantou R$ 22 bilhões. Há desde empresas já consideradas eficientes na época, como a mineradora Vale, a estatais que eram bastante deficitárias. "No caso da Embraer e da CSN, era privatizar ou fechar", ilustra o economista. Leia mais: Não há decisão sobre privatizar Petrobras, diz Onyx Paulo Guedes, o "superministro" da Economia do presidente Jair Bolsonaro, assumiu sinalizando que pretendia retomar o ciclo, que arrefeceu durante os anos de gestão petista, entre 2003 e 2016. Ele decidiu manter a estrutura do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), montada durante o governo Temer para coordenar as dezenas de privatizações propostas por sua equipe, liderada pela ex-presidente da Infraero Martha Seiller.   Brasil é o terceiro país com mais estatais BBC O tema divide não apenas a opinião pública, mas também especialistas. Apesar da vitória de Bolsonaro, que defendeu abertamente a venda de estatais em seu programa, pesquisa do Datafolha divulgada em dezembro apontou que 7 em cada 10 brasileiros eram contra privatizações. Parte dos economistas acredita que faz sentido que existam estatais em setores considerados estratégicos — seja como mecanismo de promoção de desenvolvimento ou de indução da inovação. Outros, por sua vez, questionam o conceito de "estratégico" e avaliam que o Estado pode promover crescimento econômico sem necessariamente ser dono de empresas, com um bom marco regulatório, boas agências de fiscalização e promovendo a competição. Mas, afinal, o Brasil tem um número excessivo de estatais? Faz sentido para o Estado se desfazer delas? Privatizar é bom ou ruim para a economia?   BBC A seguir, a BBC News Brasil explica as privatizações em 5 perguntas: 1) A União é dona de mais de 100 empresas – isso é muito? Em uma lista de 39 países compilada pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) com dados de 2015, as 134 estatais federais que o Brasil tinha na época colocavam o país em quarto lugar, atrás de Índia (270), Hungria (370) e China (51.341). Vizinhos como Argentina e Colômbia tinham, respectivamente, 59 e 39 estatais federais e economias desenvolvidas como Alemanha e França, 71 e 51. Estados Unidos e Reino Unido tinham 16 cada uma. O economista-sênior da OCDE responsável pela área de monitoramento da economia brasileira, Jens Arnold, afirma que o Brasil está no grupo de países em que as estatais têm peso importante – com faturamento total equivalente a cerca de 5% do PIB (Produto Interno Bruto). Mas ressalta que, quando o assunto são empresas públicas, "não existe um número ótimo".   Petrobras é uma estatal de economia mista, com ações negociadas em bolsa Reuters "Contanto que elas tenham bom desempenho e boa governança (nenhum número pode ser considerado excessivo)", afirma o economista alemão. Levando isso em consideração, contudo, ele avalia que o país tem espaço, de um lado, para melhorar a estrutura de parte das empresas públicas e, de outro, para privatizar. "A privatização não deveria ser um debate ideológico, mas algo pragmático", diz. Em sua visão, o excesso de indicações políticas – que muitas vezes acaba abrindo caminho para a corrupção – e a falta de metas concretas de performance na maioria das estatais brasileiras tornam sua gestão, de forma geral, menos eficiente do que no setor privado. 2) O que aconteceu com as empresas que o Brasil já privatizou? Um estudo amplo publicado em 2005 por pesquisadores da USP, da Fundação Getulio Vargas e da Universidade Presbiteriana Mackenzie com 102 empresas privatizadas entre 1987 e 2000 concluiu que, grosso modo, elas melhoraram o desempenho desde que passaram a ser geridas pela iniciativa privada.   Telecomunicações mostram a complexidade da discussão sobre o efeito das privatizações Getty Images/BBC Brasil Com base em 15 indicadores de performance, calculados a partir das informações divulgadas nos relatórios financeiros anuais das empresas, o levantamento assinala especialmente um aumento na lucratividade e na eficiência operacional das companhias, afirma Francisco Anuatti Neto, professor do Departamento de Economia da USP de Ribeirão Preto e um dos autores do trabalho. Esse é o caso, por exemplo, da Vale, objeto de estudo dos professores do departamento de Economia da PUC-Rio Vinicius Carrasco e João Manoel Pinho de Mello. Fazendo uma análise dos retornos das American Depositary Receipts (as ADRs, que são recibos de ações emitidos nos EUA para negociar ações de empresas de fora do país na Bolsa de Nova York) da Vale, eles verificaram que elas geraram um retorno nominal em dólar de mais de 3.000% entre 1997, ano da privatização, e 2011. Os pesquisadores reconhecem que parte do desempenho foi impulsionado pelo aumento da demanda da China por minério de ferro. Ainda assim, quando se comparam os resultados da Vale no período com os de outra empresa do setor de mineração, a australiana Rio Tinto, os da brasileira seguem sendo bastante superiores. Parte desses ganhos, ressalta Carrasco, voltou para os cofres do governo na forma de impostos, um dos benefícios que ele considera "ignorados" nos processos de privatização. No caso específico da Vale, ele acrescenta, o governo ainda ganhou com sua participação minoritária na empresa, através do BNDESPar – o braço do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social que administra participações da instituição pública de fomento em outras empresas. Através do BNDES, o governo ainda detém pouco mais de 7% das ações da mineradora. Composição acionária da Vale: BNDESPar tem pouco mais de 7% das ações da mineradora Vale/Reprodução Um das críticas feitas à privatização da Vale se personifica no caso da Samarco, que é subsidiária da mineradora, e da cidade mineira de Mariana. Em 2015, a barragem de Fundão da Samarco, com milhões de metros cúbicos de rejeito de minério de ferro, se rompeu, destruiu completamente três distritos, deixou milhares de desabrigados e causou o maior desastre ambiental que o país já viu. Esse seria um reflexo negativo da gestão pela iniciativa privada, mais focada em cortar custos para garantir retorno aos acionistas do que em garantir condições de segurança adequadas em seus empreendimentos. Para o economista da PUC-Rio, episódios como esse seriam evitados com melhor regulação. "Exigindo-se multas vultosas do culpados, por exemplo, até para mandar um sinal para os outros players (e desestimular condutas negligentes)."   Críticos às privatizações atribuem episódios como o desastre de Mariana Rogério Alves/TV Senado Professor da UFRJ e pesquisador associado da Universidade de Sussex, Caetano Penna ilustra a complexidade da discussão sobre as privatizações com o caso do setor de telecomunicações. O economista pondera que o serviço melhorou depois que passou a ser prestado pelo setor privado, "mas ele ainda não é exatamente competitivo, e o consumidor brasileiro paga caro quando comparado ao de outros países". Um estudo de 2014 da UIT (União Internacional de Telecomunicações), ligada à ONU, mostrava que a telefonia móvel no Brasil era uma das mais caras do mundo, com preço da ligação superior ao praticado em todos os países europeus. Entre 166 nações avaliadas, em apenas 47 os custos eram superiores aos do Brasil. Olhando para os aspectos positivos da quebra do monopólio público do setor de telecomunicações, Armando Castelar, do Ibre-FGV, destaca a universalização da telefonia fixa, possibilitada pelo desenho de um subsídio cruzado no processo de privatização: consumidores de regiões mais ricas pagavam inicialmente mais caro para possibilitar que o serviço chegasse a áreas mais remotas do país. Esse seria, em sua visão, um exemplo de como o Estado conseguiu assegurar um benefício social por meio do contrato de privatização e do modelo regulatório do setor. "O Estado não precisa necessariamente ser dono para tomar decisões estratégicas", afirma. 3) E quando a privatização não funciona? Entre 2000 e 2017, o mundo viu pelo menos 835 casos de "remunicipalização", de acordo com o think tank Transnational Institute (TNI), baseado na Holanda. No levantamento há mais de uma centena de casos de empresas de geração e distribuição de energia na Alemanha e a reestatização de empresas de água e esgoto em mais de dez cidades francesas, como Paris, Marselha e Bordeaux. Entre os problemas observados durante a gestão privada estavam o não cumprimento de investimentos previstos em contrato, a queda na qualidade do serviço, a falta de transparência e o aumento de preços. O trabalho se concentrou em seis setores: energia, educação, transporte, saúde e assistência social, gestão de serviços públicos locais e água e saneamento. Só nessa última área foram mapeados 267 casos – e as histórias, de forma geral, são muito parecidas, diz Satoko Kishimoto, pesquisadora do TNI. Para cumprir, ainda que parcialmente, os investimentos com os quais haviam se comprometido nos contratos de privatização, as empresas tomaram empréstimos no setor privado – em geral mais caros do que os captados no setor público – e aumentaram progressivamente seu nível de endividamento.   Manifestantes contrários à privatização da empresa de saneamento do Rio Tomaz Silva/Agência Brasil Com o passar do tempo, para arcar com o serviço e ao mesmo tempo garantir o nível de rentabilidade entre 11% e 12%, a média do setor, os prestadores de serviço acabaram elevando as tarifas, o que fez com que o consumidor final pagasse cada vez mais caro. O roteiro é semelhante ao que aconteceu na cidade de Itu (SP), onde o serviço de saneamento, após dez anos gerido pela iniciativa privada, voltou a ser administrado pela prefeitura em 2017. O caso do município paulista é um dos 12 que a TNI está verificando para incluir no mapeamento de 2018 das remunicipalizações do setor de água e esgoto. "O que temos observado é que a tendência se mantém. Essa área é um caso clássico em que a administração privada falhou", avalia Kishimoto. 4) O que o governo Bolsonaro pretende privatizar? A gestão Bolsonaro vem dando sequência a uma série de projetos de desestatização anunciados pela equipe do antecessor, Michel Temer. É o caso do "plano de desinvestimento" da Petrobras, por exemplo. Em junho, a petroleira vendeu sua participação na rede de gasodutos Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG). No mês seguinte, se desfez de 30% das ações que detinha na BR Distribuidora, que deixou de ter controle estatal. Estão na lista ainda oito refinarias, a participação da Petrobras na processadora de gás argentina Mega e empresas como a Liquigás, distribuidora de gás liquefeito de petróleo.   Governo anunciou 17 novos projetos de privatização Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil No âmbito do PPI (Programa de Parcerias de Investimento), que centraliza os projetos, já foram feitas concessões de aeroportos, rodovias e ferrovias. Nesta quarta-feira, foi anunciado um pacote com pelo menos 9 projetos de privatização de estatais - parte das empresas entrou direto no PND (Plano Nacional de Desestatização) e parte foi incluída na carteira do PPI para estudo, que é o caso dos Correios e do Porto de Santos. Durante a divulgação, a secretária do PPI, Martha Seiller, afirmou que, neste último caso, seriam feitos estudos para entender melhor qual seria a modelagem dos projetos de privatização.   Usina de Itaipu é uma das subsidiárias da Eletrobras Alexandre Marchetti/ItaipuBinacional  5) Afinal, ter estatais é bom ou ruim para a economia? Entre as economias desenvolvidas há desde países em que as estatais têm um peso forte, como é o caso da Noruega e de Cingapura, até aqueles em que elas são escassas, como os Estados Unidos. "Não existe um único modelo de sucesso", diz a professora da FGV Direito-SP Mariana Pargendler. Ela e o professor da Universidade de Stanford Curtis J. Milhaupt estudaram aqueles e outros cinco países para avaliar os desafios de gestão de estatais de capital aberto em diferentes regiões – como funcionam as leis às quais elas estão sujeitas, se estão suscetíveis a interferência política e que importância elas têm no contexto geral da economia local. No caso de Cingapura, a administração do Partido da Ação Popular criou, desde a independência do país da Malásia nos anos 1960, uma série de "empresas ligadas ao governo" (government linked companies, GLC), nas quais tem participação por meio de uma holding, a Temasek.   Parte do lucro do petróleo na Noruega foi destinado a um fundo social Getty Images/BBC Brasil  A holding controla hoje 23 das maiores empresas do país, com valor de mercado correspondente a 40% da capitalização do mercado de ações (ou seja, do valor de mercado das empresas de capital aberto) de Cingapura. Segundo Pargendler, o desenho regulatório que dá uma orientação comercial às empresas e o fato de que entre o governo em si e as estatais há um intermediário (a Temasek) reduzem a influência política sobre as empresas públicas a um mínimo. O modelo de Cingapura, destacado por organizações como o Banco Mundial e a OCDE, há anos inspira países como a China. Na Noruega, ainda segundo o estudo, a estatização ganhou fôlego após a Segunda Guerra Mundial, em um cenário em que o mercado de capitais enfraquecido limitava a capacidade do setor privado de investir. Uma das maiores empresas do país é a estatal de petróleo, a Statoil, criada em 1972 depois da descoberta de um grande volume de reservas. Parte da renda arrecadada com a exploração da commodity é encaminhada desde os anos 1990 a um fundo soberano destinado a financiar políticas sociais e a servir de "colchão" para a economia quando o petróleo se esgotar. A pesquisadora pondera que não faltam exemplos de empresas públicas demasiadamente suscetíveis à influência política ou usadas pelo Estado como vacas leiteiras ("cash cow", no jargão em inglês) – ou seja, de onde só se tiram recursos até que eles se esgotem. O setor de óleo e gás, aliás, tem uma série de casos polêmicos nesse sentido – como a petroleira da Colômbia, a Ecopetrol, onde, segundo ela, a influência política interfere negativamente na gestão da empresa, e a própria Petrobras, objeto de um dos maiores escândalos de corrupção do Brasil. "Mas é uma visão maniqueísta colocar as estatais de um lado (como ineficientes) e as privadas de outro", ressalva. Para que as privatizações efetivamente funcionem, diz Castelar, do Ibre-FGV, o Estado precisa desenhar um bom modelo regulatório, estar "bem aparelhado para fiscalizar" e desenhar bons contratos, que condicionem a gestão privada a fazer novos investimentos para que a desestatização também gere eventuais benefícios sociais – no caso específico do saneamento, a universalização do serviço, já que metade dos brasileiros ainda não tem acesso a esgoto tratado. "É preciso criar métricas para monitorar a qualidade do serviço, ter boas agências reguladoras e competição entre as empresas", acrescenta Carrasco, da PUC-RJ. Penna, da UFRJ, pondera que a defesa das privatizações "às vezes se dá sobre argumentos muito teóricos". "É a ideia de que o Estado é propenso à corrupção e à ineficiência, mas tudo isso tem que ser verificado caso a caso." Nesse sentido, ele pontua que, após reestatizada, a empresa de saneamento de Paris voltou a dar lucro e reduziu os preços. Já em Londres, onde o serviço foi privatizado, um estudo da Universidade de Greenwich publicado em 2017 apontava que os contribuintes estavam pagando 2,3 bilhões de libras a mais por ano. "Privatizar ou não é um falso dilema. A questão é como, é definir o que é estratégico, fazer uma análise de custo-benefício nas empresas públicas e, se elas forem ineficientes, tentar entender o porquê", diz. Veja Mais

Thom Yorke e Flea se reúnem na nova “Daily Battles”; ouça agora

R7 - Música Thom Yorke chamou o sempre ótimo Flea para tocar em sua nova música, 'Daily Battles'. A canção fará parte da trilha sonora do filme Motherless Brooklyn, estrelado por Edward Norton. Foi o próprio ator, fã declarado de Radiohead, quem pediu a faixa para Yorke. Em entrevista, Norton disse: Eu queria que Thom escrevesse uma balada melancólica do velho mundo, e eu queria que sua voz fosse semelhante à voz de Lionel [personagem de Norton]. O ator ainda falou sobre a relação da música com o longa, que se passa nos anos 50 e mostra o personagem de Norton, um detetive, investigando o assassinato de seu mentor. Leia: É tão instantaneamente comovente e evocativa de vários temas do filme, sem ser excessivamente específico sobre eles, mas ainda é. Eu pensei em uma ideia de batalhas diárias que todo mundo está lutando, que você está tentando se levantar e sair. Flea, do Red Hot Chili Peppers, toca baixo na canção. Os dois trabalham juntos no ótimo Atoms for Peace, supergrupo que ainda conta com Nigel Godrich, Joey Waronker e o percussionista brasileiro Mauro Refosco. Thom Yorke https://www.youtube.com/watch?v=gFjep-baGuU Os últimos meses têm sido incríveis para o frontman. Em 2018, Thom Yorke fez sua primeira trilha sonora completa, para o filme Suspiria. Já neste ano, o vocalista lançou mais um disco solo, ANIMA, que veio acompanhado de um curta na Netflix. Veja Mais

Não há decisão sobre privatizar Petrobras, diz Onyx Lorenzoni

Não há decisão sobre privatizar Petrobras, diz Onyx Lorenzoni

R7 - Economia O ministro Onyx Lorenzoni, da Casa Civil, em entrevista DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO A Petrobras é uma empresa global e há a necessidade de estudos sobre eventual processo de privatização da companhia, antes de qualquer decisão a ser tomada pelo governo brasileiro sobre o assunto, afirmou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. "Não temos ainda uma definição do Ministério (de Minas e Energia), do governo e da empresa, de colocarmos como um todo no PPI", afirmou ele a jornalistas, ao apresentar uma lista de empresas que serão desestatizadas. Leia também: Governo e Câmara articulam projeto para privatização da Eletrobras Questionado sobre o assunto após notícia nesta quarta-feira de que a equipe econômica planeja privatizar a Petrobras até o final do governo de Jair Bolsonaro, ele afirmou que estudos são necessários. "A Petrobras como um todo passará por estudos da equipe do PPI... por tudo o que ela significa, será feito algo muito criterioso", declarou. "Em relação à Petrobras, estamos trabalhando, o MME (Ministério de Minas e Energia) estuda, e aquilo que é adequado na visão do governo está sendo feito." Ele acrescentou que a Petrobras está em um processo de recuperação e reorganização, que inclui venda de ativos.     Veja Mais

Aberta Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 21/08/19

Aberta Semana Nacional da Pessoa com Deficiência - 21/08/19

Câmana dos Deputados Foi aberta na Câmara dos Deputados a Semana Nacional da Pessoa com Deficiência. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Ministro da Saúde explica como será o Programa Médicos pelo Brasil – 21/08/19

Ministro da Saúde explica como será o Programa Médicos pelo Brasil – 21/08/19

Câmana dos Deputados O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, falou sobre a instalação da Comissão Mista que vai avaliar a Medida Provisória 890 que institui o Programa Médicos pelo Brasil. O ministro explicou como será o projeto e a tramitação no congresso da MP. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Os 10 melhores apps iOS da semana (21/08/19)

Os 10 melhores apps iOS da semana (21/08/19)

canaltech Quarta-feira é dia de conferir uma lista com 10 aplicativos que estão bombando na App Store e que precisam ser conhecidos. Nesta semana, encontramos dicas de apps para edição de vídeo, o FiLMiC Pro e o Editor de Vídeo com Música, e de fotos, o Fyuse - Fotos em 3D. Selecionamos ainda duas dicas incríveis para quem gosta de games, o Discord e o Gametrack, além de sugestões de pescaria, criação de roteiros, para lembrar da hora de tomar remédios, entre outras opções. Prepare o seu iPhone ou iPad e confira as dicas desta semana: -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- 1- Discord A primeira dica é para quem está por dentro dos games. Com o aplicativo Discord, você passa por uma experiência incrível de comunicação através de conversas de voz em grupo, mensagens em tempo real com vídeos, GIFs e emojis, mensagens privadas, diversas opções de organização e customização do seu canal, entre muitas outras vantagens. Com cinco estrelas de classificação na App Store e no top 10 na categoria "Redes sociais", Discord pode ser baixado gratuitamente. 2- Fishbrain - Fishing App Agora, chegou a hora de conhecer um aplicativo dedicado à pescaria. No Fishbrain - Fishing App, considerado o melhor aplicativo de pesca, você confere dados sobre onde estão os peixes e quais iscas deve utilizar, contando ainda com uma ferramenta chamada Previsão de Pesca para você organizar as suas saídas. Os dados são bastante precisos! O aplicativo ainda permite que você registre o seu histórico pessoal de pesca, monitore o seu desempenho pessoal, crie as suas listas de pesca e grupos, entre diversas outras opções. Classificado com cinco estrelas na App Store, você pode fazer o download de Fishbrain - Fishing App gratuitamente. 3- Fyuse - Fotos em 3D Uma dica para quem gosta de criar em cima de fotos: o Fyuse - Fotos em 3D. O aplicativo permite que você crie imagens com interações em 3D, sendo possível conferir diferentes ângulos de uma mesma foto. Gratuito para download, Fyuse - Fotos em 3D está classificado com quase cinco estrelas na loja de aplicativos da Apple. 4- FiLMiC Pro As dicas dessa semana não contam só com aplicativos para fotos, como também para vídeos. A sugestão agora é o FiLMiC Pro, uma filmadora para celular avançada, aprimorada com recursos de ponta. Com interface de câmera manual intuitiva e fácil de usar, você transforma o seu iPhone ou iPad em uma filmadora incrível. O app conta com recursos deslizantes para o ajuste do foco e da exposição, sobreposição analítica, controle de estabilidade do zoom, osciloscópio, matriz de ajustes, controles de curva, entre as mais variadas opções. Com quase cinco estrelas de classificação na App Store, o aplicativo FiLMiC Pro custa R$ 54,90. 5- Untitled - Screenwriting Notes Agora, uma dica para os criativos. Com o aplicativo Untitled - Screenwriting Notes, você cria os seus roteiros de forma organizada e sem complicação. O app conta com recursos de notas rápidas, rascunhos, formatação e fontes, exportação de vários formatos, sincronização com o iCloud, entre várias outras opções. O aplicativo conta com cinco estrelas de classificação na App Store e o download pode ser feito por R$ 18,90. 6- CUCO - Tratamento Digital Caso se lembrar de tomar o remédio na hora certa é um problema, você precisa conhecer o CUCO - Tratamento Digital. O aplicativo oferece opções para você acompanhar a sua rotina de tratamento, receber alertas sobre quando os remédios estão acabando e quando é hora de tomar cada um deles e, inclusive, permite que cuidadores sejam adicionados para ajudar na recuperação. O aplicativo está classificado com cinco estrelas na App Store e pode ser baixado gratuitamente. 7- Flipflop Solitaire O jogo Solitaire (Paciência) é um dos clássicos das cartas que está sempre disponível em versões para PC e smartphones. Então, a dica da vez é o FlipFlop Solitaire para iOS, que conta com diversas opções para deixar a sua experiência de jogatina ainda mais incrível. Classificado com quase cinco estrelas na loja de aplicativos da Apple, Flipflop Solitaire pode ser baixado sem custo. 8- ELSA Speak - Accent Reduction Sabe falar inglês mas sente um pouco de dificuldade na pronúncia? Se a resposta for sim, ou se você apenas tem o interesse de aprender ainda mais, a dica é o ELSA Speack - Accent Reduction. No aplicativo, que funciona com a tecnologia de reconhecimento de voz, você faz exercícios diários para melhorar a sua pronúncia, visando ter um inglês perfeito. São mais de 400 lições com mais de duas mil palavras comuns no idioma em dezenas de tópicos diferentes. O aplicativo conta com cinco estrelas de classificação na App Store e pode ser baixado sem custo. 9- Editor de Vídeo com Música Chegou a hora demais um aplicativo para você criar vídeos incríveis para as suas redes sociais. O Editor de Vídeo com Música é um app que permite a inserção de música e voz nas suas criações, contando com uma biblioteca com mais de 25 gêneros musicais, mais de 100 filtros de vídeo, entre outras opções. Possui ainda ferramentas para cortes de vídeo e áudio, gravação de voz, posicionamento de faixas e muito mais Com cinco estrelas de classificação na App Store, Editor de Vídeo com Música pode ser baixado gratuitamente. 10- GameTrack Para fechar a lista da semana, mais uma dica para quem gosta de games. No aplicativo Gametrack, você monitora o seu progresso nos jogos, adiciona aqueles que você já finalizou e ainda cria listas de desejo e confere informações sobre os seus títulos favoritos. Com quase cinco estrelas de classificação na App Store, GameTrack pode ser baixado sem custo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay WhatsApp passa por instabilidades nesta quarta-feira (21) Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Redmi Note 8 Pro será lançado ainda em agosto com câmera de 64 megapixels Veja Mais

Oi PN e ON revertem movimento de queda e fecham em alta nesta quarta

Valor Econômico - Finanças O movimento de queda nos papéis foi revertido em meio a notícias de que a companhia prepara a saída de seu diretor-presidente Veja Mais

Morre Miltinho, técnico campeão mundial de futsal e bi da Liga Nacional com o Atlético

Superesportes - Mais esportes Treinador vencedor com o Galo de Manoel Tobias e cia. não resistiu a AVC Veja Mais

AO VIVO: Siga os shows no palco Arena da Festa do Peão de Barretos 2019

G1 Pop & Arte AO VIVO: Siga os shows no palco Arena da Festa do Peão de Barretos 2019 Veja Mais

Deputados vão levar ao governo insatisfação com diretor-geral da ANP - 21/08/19

Deputados vão levar ao governo insatisfação com diretor-geral da ANP - 21/08/19

Câmana dos Deputados Deputados da CPI do BNDES querem que o presidente da Agência Nacional do Petróleo seja demitido. Eles vão levar a reclamação até o presidente Jair Bolsonaro. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Câmara é Notícia 21h | Maia comenta privatização Eletrobras - 21/08/2019

Câmara é Notícia 21h | Maia comenta privatização Eletrobras - 21/08/2019

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Microplásticos estão presentes na água potável, mas riscos para a saúde são desconhecidos, diz OMS

Glogo - Ciência Em seu primeiro relatório sobre o tema, Organização Mundial da Saúde recomenda reduzir poluição e ampliar pesquisa científica sobre microplásticos no corpo humano. Parte deles pode ser retida por meio do tratamento da água. A redução na poluição com plástico e o tratamento adequado da água podem minimizar o problema dos microplásticos Chesbayprogram/Visualhunt Cada vez mais estudos científicos identificam a presença de microplásticos na água potável, tanto na engarrafada quanto na água de torneira, mas pouco ainda se sabe sobre seus impactos à saúde humana. Em seu primeiro relatório sobre microplásticos na água potável, publicado nesta quarta-feira (21), a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que somente a redução na poluição com plástico e o tratamento adequado da água podem minimizar o problema. Os microplásticos são pequenos resíduos que vêm dos mais diversos produtos de plástico. Eles podem ser de vários tamanhos. Às vezes são tão pequenos que podem ser invisíveis a olho nu, mas já se tornaram um dos principais poluentes da água nos rios e oceanos. Segundo a OMS, as partículas maiores, em geral, não são absorvidas pelo corpo humano e acabam sendo eliminadas naturalmente. Por esse motivo, a Organização ainda não vê razões para alarde em relação aos impactos dos microplásticos na saúde humana. Mas isso não significa ignorá-los. Eles podem trazer outros elementos estranhos ao corpo. E ainda não temos conhecimento científico suficiente para saber como o corpo reage a partículas menores, os chamados "nanoplásticos". A OMS recomenda uma ampliação das pesquisas sobre esses plásticos. "Os microplásticos são onipresentes no ambiente e foram detectados em água marinha, esgoto, água doce, na comida, no ar e na água potável, tanto na engarrafada quanto na água de torneira", constata o relatório. Eles caem no ciclo das águas tanto por meio do descarte direto de produtos de plástico em rios e áreas de enchentes quanto pela eliminação de resíduos industriais. Algumas partículas vêm, até mesmo, dos próprios sistemas de tratamento e distribuição de água. Cientistas encontram microplástico no Ártico Riscos à saúde Os estudos realizado até hoje são suficientes para identificar a presença dos microplásticos. Entretanto, a OMS alerta os governos e autoridades de saúde pública para o fato de que ainda faltam métodos adequados e padronizados para analisar essas partículas de plástico e seus impactos. Embora ainda não seja necessário fazer um monitoramento de rotina para a presença de microplásticos na água, de acordo com a OMS, há pelo menos três os potenciais riscos à saúde humana, pois essas partículas são: Um perigo físico para o corpo, pois representam um "corpo estranho" e não fazem parte da alimentação humana normal; Um perigo químico, pois os produtos de plástico contêm elementos químicos que podem ser tóxicos; Um perigo biológico, pois essas partículas podem reter e acumular micro-organismos que fazem mal ao ser humano, como bactérias e fungos, por exemplo. Além disso, a OMS observa que a poluição causada pelo plástico mal descartado tem impactos na qualidade de vida das pessoas, no turismo e pode agravar a poluição do ar. "Se as emissões de plástico no ambiente continuarem nos níveis atuais, em um século pode haver a disseminação dos riscos associados aos microplásticos em ecossistemas aquáticos", diz o texto. Uma forma possível de reduzir a poluição com plástico é "um maior comprometimento público e político", o que já vem ocorrendo em muitos lugares. "Mais de 60 países já taxam ou proíbem o uso de plásticos descartáveis, especialmente as sacolas plásticas", afirma a OMS. Tratamento de água e esgoto Além de reduzir a poluição, a forma mais eficiente de minimizar o problema é intensificar o tratamento de água e esgoto e levá-lo para os lugares que ainda não têm, segundo a OMS. "Onde existem, eles são considerados altamente eficientes em remover partículas com características parecidas àquelas dos microplásticos", afirma o documento. O tratamento de esgoto pode remover mais de 90% dos microplásticos, especialmente se forem utilizadas técnicas de filtragem da água. "Embora estejam disponíveis apenas dados limitados sobre a eficácia da remoção dos microplásticos no tratamento da água potável, esse tratamento se mostrou efetivo na remoção de muito mais partículas, de tamanho menor e em maiores concentrações do que os microplásticos", acresenta a OMS. Entretanto, aproximadamente 67% da população em países de renda baixa e média ainda não tem acesso ao saneamento básico. E 20% do esgoto doméstico não passa sequer por tratamento secundário (aquele que remove, pelo menos, os poluentes sólidos e a maior parte da matéria orgânica). Nesses lugares, mesmo que os microplásticos possam ser encontrados em concentrações maiores nas fontes de água doce e potável, os riscos associados a outras impurezas da água pode ser ainda maior. Embalagens plásticas descartadas de forma inadequada também podem gerar o microplástico ao serem fragmentadas pela ação do tempo Pixabay/Divulgação Ou seja, os micro-organismos ainda são a maior preocupação da OMS quando o assunto é a qualidade da água consumida pelas pessoas. De qualquer forma, "ao resolver o problema maior de exposição à água não tratada, as comunidades podem, simultaneamente, resolver a preocupação menor relacionada aos microplásticos na superfície da água e em outras fontes de água potável", afirma a Organização. Veja Mais

The Prodigy avisa que está em estúdio trabalhando em músicas novas

R7 - Música Boa notícia para quem estava esperando um retorno do The Prodigy. Cinco meses após a perda do vocalista Keith Flint, os membros sobreviventes avisaram que estão de volta ao estúdio para trabalhar em músicas novas. Liam Howlett aparece na imagem, que diz: De volta ao estúdio fazer barulho. Novas faixas do Prodigy estão a caminho, boooom. Essa é a primeira vez que a banda se reúne para gravar após a morte de Flint. Em Março deste ano, o frontman tirou a própria vida -- meses antes, em 2018, eles lançaram o disco No Tourists e estavam prestes a entrar em turnê. Confira a publicação abaixo. Futuro sem Keith Flint https://www.instagram.com/p/B1ZYhMTB33U/?utm_source=ig_embed O grupo não deixou claro se as novas músicas terão alguma participação do falecido vocalista, como por exemplo vocais previamente gravados. Os membros também não falaram sobre a possibilidade de chamar um novo frontman para a banda. Agora é aguardar! LEIA TAMBÉM: Liam Gallagher celebra Keith Flint com a bela 'Champagne Supernova' Veja Mais

BC vende menos dólares que ofertado em primeira operação com reservas

Valor Econômico - Finanças Nova estratégia reanima debate sobre nível de reservas Veja Mais

Veja as 9 estatais que o governo quer privatizar

R7 - Economia O Governo Federal anunciou nesta quarta-feira (21) nove das 17 estatais que serão privatizadas nos próximos meses. As outras oito que haviam sido citadas por Paulo Guedes já estão incluídas nos estudos do Programa de Parceria de Investimentos. Os prazos para realização das privatizações não foram informados. Confira a lista: – Telebras – ABGF – […] Veja Mais

Senado aprova MP da liberdade econômica e retira trecho sobre trabalho aos domingos

G1 Economia Com aprovação, texto segue para sanção de Bolsonaro. Proposta enviada pela Câmara permitia trabalho aos domingos e feriados com regras diferentes da CLT; entenda. Senadores reunidos no plenário nesta quarta (21) durante a votação da MP da liberdade econômica Roque de Sá/Agência Senado O Senado aprovou nesta quarta-feira (21) a medida provisória conhecida como MP da liberdade econômica. O texto já foi aprovado pela Câmara dos Deputados e seguirá para o presidente Jair Bolsonaro decidir se sanciona, veta parcialmente ou veta a íntegra da proposta. >> Leia mais abaixo os detalhes da medida provisória Durante a votação desta quarta-feira, os senadores decidiram retirar da MP o trecho aprovado pela Câmara que permitia trabalho aos domingos e feriados. Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o tema será discutido posteriormente via projeto de lei. A CLT prevê que o descanso "deverá coincidir com o domingo, no todo ou em parte", e a proposta aprovada pela Câmara previa o descanso "preferencialmente aos domingos", abrindo espaço para a concessão do benefício em outros dias da semana. Quando o Senado muda um projeto enviado pela Câmara, a proposta é submetida a uma nova votação pelos deputados. No caso da MP da liberdade econômica, porém, os senadores consideraram o trecho sobre trabalho aos domingos como "matéria estranha". Com isso, o projeto seguirá para sanção sem ter de voltar à Câmara. O texto altera o Código Civil, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e a Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro e modifica as regras de direito civil, administrativo, empresarial e trabalhista, entre outros. Senado aprova MP da Liberdade Econômica O que diz a medida provisória Saiba o que diz a MP aprovada pelo Congresso: Carteira de trabalho eletrônica A MP prevê que as carteiras de trabalho serão emitidas pelo Ministério da Economia "preferencialmente em meio eletrônico" – a impressão em papel será exceção. O documento terá como identificação única do empregado o número do CPF; Os empregadores terão cinco dias úteis, a partir da admissão do trabalhador, para fazer as anotações; o trabalhador deverá ter acesso às informações em até 48 horas, contadas a partir da inscrição das informações. Registro de ponto A proposta determina que serão obrigatórios os registros de entrada e de saída no trabalho somente em empresas com mais de 20 funcionários. Atualmente, a anotação é obrigatória para empresas com mais de 10 trabalhadores. Fim de alvará para atividades de baixo risco A MP prevê o fim do alvará para quem exerce atividade de baixo risco (costureiras e sapateiros, por exemplo). A definição das atividades de baixo risco será estabelecida em um ato do Poder Executivo, caso não haja regras estaduais, distritais ou municipais sobre o tema. Substituição do e-Social O Sistema de Escrituração Digital de Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas, que unifica o envio de dados sobre trabalhadores, será substituído por um sistema de informações digitais de obrigações previdenciárias e trabalhistas. 'Abuso regulatório' A proposta cria a figura do "abuso regulatório", infração cometida pela administração pública quando editar norma que "afete ou possa afetar a exploração da atividade econômica". O texto estabelece as situações que poderão ser enquadradas como "abuso regulatório" e determina que normas ou atos administrativos estarão inválidos: criar reservas de mercado para favorecer um grupo econômico em prejuízo de concorrentes; redigir normas que impeçam a entrada de novos competidores nacionais ou estrangeiros no mercado; exigir especificação técnica desnecessária para o objetivo da atividade econômica; criar demanda artificial ou compulsória de produto, serviço ou atividade profissional, "inclusive de uso de cartórios, registros ou cadastros"; colocar limites à livre formação de sociedades empresariais ou atividades econômicas não proibidas em lei federal. Desconsideração da personalidade jurídica A desconsideração da personalidade jurídica é um mecanismo estabelecido no Código Civil de 2002 que permite que sócios e proprietários de um negócio sejam responsabilizados pelas dívidas da empresa. A desconsideração é aplicada em processo judicial, por um juiz, a pedido de um credor ou do Ministério Público. A proposta altera as regras para a desconsideração da personalidade jurídica, detalhando o que é desvio de finalidade e confusão patrimonial. Negócios jurídicos O texto também muda o trecho do Código Civil que trata dos negócios jurídicos – acordos celebrados entre partes, com um objetivo determinado, com consequências jurídicas. A proposta inclui um dispositivo no Código Civil que prevê que as partes de um negócio poderão pactuar regras de interpretação das regras oficializadas no acordo, mesmo que diferentes das previstas em lei. Documentos públicos digitais A proposta altera a lei sobre a digitalização de documentos, autorizando a digitalização a alcançar também documentos públicos. Segundo a proposta, os documentos digitais terão o mesmo valor probatório do documento original. Registros públicos A MP prevê que registros públicos, realizados em cartório, podem ser escriturados, publicados e conservados em meio eletrônico. Entre os registros que podem atender às novas regras estão o registro civil de pessoas naturais; o de constituição de pessoas jurídicas; e o registro de imóveis. Comitê para súmulas tributárias A MP cria um comitê formado por integrantes do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais, da Receita Federal, do Ministério da Economia e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional. O grupo poderá editar súmulas da Administração Tributária Federal, que passarão a vincular os atos normativos praticados pelas entidades. Fundos de investimento A proposta cria uma série de regras para os fundos de investimento, definidos como "comunhão de recursos" destinados à aplicação em ativos financeiros e bens. A proposta estabelece as regras de registro dos fundos na Comissão de Valores Imobiliários, as informações que deverão constar nos regulamentos dos fundos e as regras para solicitar a insolvência. Fim do Fundo Soberano O texto determina que será extinto o Fundo Soberano, vinculado ao Ministério da Economia. Liberação de atividade econômica A MP libera os horários de funcionamento dos estabelecimentos, inclusive em feriados, “sem que para isso esteja sujeita a cobranças ou encargos adicionais”, tendo apenas algumas restrições, como normas de proteção ao meio ambiente (repressão à poluição sonora, inclusive), regulamento condominial e legislação trabalhista. O que diz o governo Segundo o secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel, a medida provisória pode gerar cerca de 3,7 milhões de empregos em 10 anos. “[A MP] facilita abertura e fechamento de empresas, facilita iniciar atividades, para estabelecimentos de baixo risco, que não dependem mais de alvará, de licenças, que significam de 3 a 6 meses de espera, que não vai ter mais", disse Uebel no último dia 14. Ainda de acordo com o secretário, um estudo estima que a lei vai gerar crescimento adicional do Produto Interno Bruto (PIB) em mais de 7% também em 10 anos. Veja Mais

Cielo irá recomprar até 400 mil ações

R7 - Economia A Cielo (CIEL3) aprovou nesta quarta-feira (21) a abertura de um novo Programa de Recompra de Ações. A companhia está autorizada a adquirir até 400 mil ações ordinárias, sem valor nominal, de sua própria emissão. O prazo de vigência é de 2 a 10 de setembro de 2019. O novo programa faz frente aos compromissos […] Veja Mais

Exclusivo | Deezer lança modo escuro para iOS

Exclusivo | Deezer lança modo escuro para iOS

canaltech Nesta quarta-feira (21), a Deezer anunciou uma grande novidade: o modo escuro, um dos recursos mais desejados pelos usuários. Esse novo design pode ser ativado ou desativado a qualquer momento no iOS e na versão do Deezer para desktop. Muitos aplicativos estão recorrendo ao modo escuro, porque é algo que agrada os usuários pela possibilidade de descansar a vista e economizar a vida útil da bateria. O recurso também oferece melhor legibilidade em condições de pouca luz. Os usuários gratuitos e Premium podem acessar o modo escuro em seus dispositivos móveis e no site do Deezer simplesmente indo até as definições do app, selecionando configurações do display e, depois, escolhendo o "modo escuro". Dentro de suas configurações, os usuários do iOS também podem alterar a cor do ícone do aplicativo Deezer do branco padrão para o escuro. O modo escuro do Deezer pode ser ativado ou desativado, de acordo com a vontade do usuário (Foto: Divulgação/Deezer) Com a novidade, o background do Deezer, que era branco, fica preto. Já a fonte, que na versão original é preta e cinza, fica branca e cinza claro. O modo escuro traz contrastes com as imagens (que ilustram as músicas e os álbuns) e permite que elas se destaquem. Além disso, as seções que ficam embaixo, como "Início", "Minha música" e "Buscar" permanecem no mesmo lugar. A mudança é puramente visual, mesmo. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Embora o modo escuro possa trazer mais benefícios durante o período noturno, alguns usuários podem preferir um plano de fundo mais escuro durante o dia também, para ajudar na sua experiência de leitura. Além disso, usuários que escolherem manter o fundo vibrante perceberão que a cor muda dinamicamente para corresponder ao trabalho artístico de todas as faixas que estão sendo reproduzidas. O diretor de produto e crescimento da Deezer, Stefan Tweraser, anuncia: “O modo escuro não é apenas um dos recursos mais solicitados por nossos usuários, mas também é uma coisa sobre a qual estamos pessoalmente empolgados". Ele ainda aproveita para acrescentar: "Se você quer evitar o cansaço visual ou é apenas o seu estilo preferido, o modo escuro do Deezer é para aqueles que ousam se aventurar pelo lado sombrio". Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Redmi Note 8 Pro será lançado ainda em agosto com câmera de 64 megapixels Veja Mais

Tidal anuncia recurso de compartilhamento no Stories do Instagram e Facebook

Tidal anuncia recurso de compartilhamento no Stories do Instagram e Facebook

canaltech O Tidal, plataforma de streaming de músicas e vídeos, acaba de anunciar que será possível fazer o compartilhamento de conteúdo no Stories do Instagram e no Facebook muito em breve. Assinantes do serviço para Android ou iOS poderão conferir a novidade no menu e, em seguida, na opção "Compartilhar". Poderão ser compartilhadas músicas, álbuns, artistas e playlists como imagens estáticas, no caso de se tratar somente da música, e como prévias de 15 segundos no caso de vídeos. A biblioteca do Tidal conta com mais de 60 milhões de músicas e mais de 250 mil videoclipes, possuindo também milhares de coberturas de shows e centenas de séries em vídeos originais, e tudo isso poderá ser compartilhado no Instagram ou Facebook. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Imagem: Reprodução "Nós vemos todos os dias usuários compartilhando os seus conteúdos favoritos do Tidal nas redes sociais. Com o relevante catálogo de vídeos do Tidal, tornou-se uma prioridade mostrar melhor o conteúdo e assimilá-lo em outros aplicativos populares — estamos orgulhosos de continuar indicando o caminho do conteúdo de vídeo entre os nossos colegas", conta Lior Tibon, COO da plataforma de streaming. A novidade será disponibilizada ao longo desta semana. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Redmi Note 8 Pro será lançado ainda em agosto com câmera de 64 megapixels Veja Mais

Google adia desligamento do Hangouts no G Suite

Google adia desligamento do Hangouts no G Suite

canaltech Nesta tarde de quarta-feira (21), a equipe da Google anunciou que está adiando o encerramento da versão clássica do Hangouts. No início do ano, a empresa disse que os usuários corporativos do G Suite deveriam trocar o Hangouts pela versão mais recente, o Hangouts Chat, que é basicamente um concorrente do Slack. A versão nova conta também com o Hangouts Meet, um serviço de videoconferência. Com esse adiamento, os usuários do G Suite podem continuar usando o Hangouts clássico até pelo menos junho de 2020. O anúncio foi feito no próprio blog oficial de atualizações do G Suite. A equipe fala sobre o antigo anúncio do encerramento e que, dada a repercussão, tomou a decisão de adiar: "Naquela época, fornecemos um cronograma de alterações e informamos que, em outubro de 2019, começaríamos a aposentar os clientes do Hangouts clássico para G Suite", relembra. "Desde então, ouvimos comentários de muitos de vocês que gostariam de ter mais tempo para migrar suas empresas do Hangouts clássico para o Hangouts Chat. Como resultado, estamos oficialmente adiando a data de transição final para junho de 2020", atesta a empresa. Hangouts Chat (Foto: Divulgação/Google) A Google também afirma que, enquanto isso, continuará "aprimorando a experiência de transição das conversas em grupo clássicas do Hangouts, além de adicionar novos recursos de bate-papo, como confirmações de leitura". A equipe também conta que vai fazer um aviso com antecedência assim que houver uma data mais definitiva para a migração. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Administradores que preferem migrar suas equipes totalmente para o Hangouts Chat ainda podem solicitar um convite para o Programa de transição acelerada, que desativa o Hangouts clássico e migra todos os usuários para a nova versão, proporcionando acesso antecipado a novos recursos do bate-papo. A equipe anuncia que a migração por unidade organizacional não está disponível no momento e as conversas em grupo do Hangouts clássico precisarão ser recriadas. "Para administradores que já se inscreveram no acesso antecipado por meio do Programa de Transição Acelerada, estamos adicionando novos domínios continuamente", afirma a empresa. Por enquanto, nada disso impacta as contas dos usuários comuns — essas mudanças são apenas para usuários corporativos. "Nenhuma alteração será feita na versão para usuários dos Hangouts clássicos", diz a Google. "Continuamos a apoiar os consumidores". Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Redmi Note 8 Pro será lançado ainda em agosto com câmera de 64 megapixels Veja Mais

BC ofertará até US$ 550 milhões no mercado à vista na quinta-feira

Valor Econômico - Finanças Segundo anúncio feito nesta quarta, leilão será realizado entre 9h30 e 9h35, simultâneo à oferta em montante equivalente em swaps reversos Veja Mais

Como o dia virou noite em São Paulo [CT News]

Como o dia virou noite em São Paulo [CT News]

canaltech Como o dia virou noite em São Paulo? // Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance // Briga entre Sony e Marvel pode tirar Homem-Aranha do MCU // Walmart processa Tesla por causa de painéis solares // Spotify deve ganhar recurso de stories Assista ao vídeo. Veja Mais

Brasil pode ter revelado possível design do PlayStation 5

Brasil pode ter revelado possível design do PlayStation 5

canaltech Esperado para o fim do ano que vem, o PlayStation 5 ainda é um mistério guardado a sete chaves na Sony, mas uma patente registrada no Brasil pode ter revelado como será o design do aparelho. A patente foi registrada em maio deste ano no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e publicado no dia 13 de agosto pela Revista da Propriedade Industrial. Na publicação, é possível ver a imagem de algo que se parece com um console de videogame, podendo muito bem ser o design do PlayStation 5 ou então do seu dev kit (um console mais potente e cheio de ferramentas de debug que é utilizado pelos desenvolvedores para testar seus jogos em desenvolvimento). Segundo os dados que constam no documento, o registro feito no país vale pelos próximos 10 anos antes de precisarem ser renovados caso a empresa queira manter os direitos sobre o uso do design no país. É possível ver também que o suposto PS5 terá um enorme chanfro em “ V” em seu topo, com as saídas de ar voltadas para o interior desse chanfro. Esse é um design um tanto curioso para aparelhos eletrônicos, pois tem potencial para atrapalhar a dispersão do calor, o que poderia causar um aquecimento além do normal para o suposto console. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Imagem da patente que supostamente seria de um dev kit do PS5 (Imagem: Revista da Propriedade Industrial) Mas outras características do design dão a entender que ele se trataria mesmo de um dev kit do novo console da Sony. Por exemplo, é possível ver diversas entradas USB na parte frontal do aparelho, ao lado do leitor de disco. Segundo o desenho, são cinco portas do tipo, então é bem provável que se trate mesmo de um dev kit, pois os desenvolvedores muitas vezes precisam conectar diversos equipamentos externos no console para fazer os testes de seus jogos, e todos os consoles da Sony — incluindo aqueles que não possuíam controles sem fio — nunca disponibilizaram mais do que duas entradas USB para os jogadores. Por enquanto, a Sony já divulgou diversas informações sobre as especificações de hardware do novo console, mas a patente brasileira é o primeiro registro que temos de algo que poderia se assemelhar a um produto final. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay WhatsApp passa por instabilidades nesta quarta-feira (21) Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Redmi Note 8 Pro será lançado ainda em agosto com câmera de 64 megapixels Veja Mais

Médicos pelo Brasil: Ruy Carneiro fala da importância do programa - 21/08/19

Médicos pelo Brasil: Ruy Carneiro fala da importância do programa - 21/08/19

Câmana dos Deputados A Medida Provisória (MP 890/2019) cria o programa Médicos pelo Brasil, em substituição ao programa Mais Médicos lançado em 2013 pela ex-presidente Dilma Rousseff. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Segurança Pública - Porte de arma por agente de segurança em avião - 21/08/2019 - 16:29

Segurança Pública - Porte de arma por agente de segurança em avião - 21/08/2019 - 16:29

Câmana dos Deputados Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado - Audiência Pública - Requerimento nº 42/2019, de autoria do Deputado Coronel Tadeu. Audiência pública sobre a proposta que susta a limitação para porte de arma por agente público de segurança em avião (PDC 1018/18, que susta a Portaria 461/18, da Anac). Foram convidados, entre outros, o diretor de Relações Externas da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), Marcelo Pedroso; o diretor-geral do Departamento da Polícia Federal, Maurício Leite Valeixo; e o superintendente de Infraestrutura Aeroportuária, Rafael José Botelho Faria . Veja Mais

CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA - Reunião Deliberativa - 21/08/2019 - 14:49

CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA - Reunião Deliberativa - 21/08/2019 - 14:49

Câmana dos Deputados Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania - Reunião Deliberativa Veja Mais

Câmara aprova projeto que permite posse de arma em toda a propriedade rural

G1 Economia Texto segue para Bolsonaro sancionar ou vetar; urgência do projeto foi aprovada nesta terça (20). Pela regra atual, do Estatuto do Desarmamento, posse só é permitida na sede da propriedade. Deputados reunidos no plenário da Câmara durante a sessão desta quarta-feira (21) Luis Macedo/Câmara dos Deputados A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (21) o projeto que permite posse de arma em toda a extensão da propriedade rural. Como o texto já passou pelo Senado, seguirá para o presidente Jair Bolsonaro decidir se sanciona, veta parcialmente ou veta a íntegra. A urgência do texto foi aprovada nesta terça (20), o que viabilizou a votação da proposta diretamente pelo plenário, sem discussão em comissões. O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. O direito à posse só permite manter a arma dentro de casa. Entenda o projeto De acordo com o Estatuto do Desarmamento, de 2003, quem tem posse de arma pode manter o objeto "no interior de sua residência ou domicílio". Portanto, no caso de propriedade rural, a posse só é permitida na sede da fazenda. O texto aprovado pela Câmara, contudo, estabelece a chamada "posse rural estendida", ou seja, permite que a posse de arma se estenda por toda a propriedade rural. Argumentos pró e contra Durante toda a sessão, deputados apresentaram argumentos favoráveis e contrários ao projeto. José Mário Schreiner (DEM-GO), por exemplo, afirmou que o morador do campo precisa de arma para proteger não só a casa, mas toda a propriedade. "Só quem não conhece a realidade do homem e da mulher rural, do pequeno, do médio ou do maior proprietário e principalmente dos trabalhadores rurais, não entende a vulnerabilidade que os produtores rurais vivem no nosso país", disse. Na mesma linha, Domingos Sávio (PSDB-MG) disse que o poder público não consegue garantir "a menor condição" de segurança no meio rural. Deputados contrários ao projeto, porém, como Paulo Teixeira (PT-SP), argumentaram que liberar a posse de arma pode aumentar a violência. "A liberação de armas num país onde há 60 mil homicídios vai aumentar a violência e os homicídios. O que está se tentando fazer ao liberar mais armas no campo é potencializar o conflito agrário, para que haja mais mortos e mais vítimas", disse o deputado. Também contrário, Marcelo Freixo (PSOL-RJ) disse que "ninguém quer ver desproteção" do morador do campo, mas "não é verdade" que a ampliação da posse de arma protegerá mais quem vive em área rural. Veja Mais

FLA 2 X 0 INTER: Com dois de B. Henrique, Flamengo vence na Libertadores; veja entrevistas!

FLA 2 X 0 INTER: Com dois de B. Henrique, Flamengo vence na Libertadores; veja entrevistas!

Fox Sports Brasil Flamengo vence o Internacional e sai na frente no confronto. Veja entrevistas ao vivo! Quer saber tudo sobre esporte? Acesse nosso site! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP FOX Sports! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Flamengo #Internacional #Libertadores Veja Mais

Anitta diz que fará show antológico no Rock in Rio 2019

G1 Pop & Arte Cantora se apresenta no dia 5 de outubro, no Palco Mundo. Anitta vai visitar a Cidade do Rock antes de estrear no Rock in Rio no Brasil O "RJ2" acompanhou uma visita especial à Cidade do Rock e conversou com a cantora Anitta, uma das atrações do Palco Mundo no festival. Ela falou da expectativa de se apresentar pela primeira vez no Rock in Rio do Rio de Janeiro. "Vai ser a primeira vez minha fazendo show aqui. Vou fazer um show bem antológico, que fala muito sobre a minha vida e a minha carreira. Eu já vim uma vez, tentei curtir o show e não consegui. Era muita gente a cada cinco segundos, muita gente pedindo foto e eu vi que não ia dar para assistir e fui pra casa, era o show da Beyoncé", conta ela. Anitta sobe ao palco no dia 5 de outubro, mesmo dia que H.E.R., Pink e Black Eyed Peas se apresentam. "Os funks serão os grandes momentos, os auges. Alegria ou revolta, mas revolta eu também estou preparada", revela. Veja Mais

Joaquin Phoenix revela que relutou em aceitar papel de Coringa

Joaquin Phoenix revela que relutou em aceitar papel de Coringa

Tecmundo Joaquim Phoenix é um dos atores mais emblemáticos de sua geração. Conhecido por fugir de grandes produções, o anúncio do ator para o papel de Coringa surpreendeu muita gente. Às vésperas da exibição do filme nos festivais de Veneza e Toronto, ele falou para a Total Film sobre o caminho até o "sim".O ator explicou que relutou em aceitar o papel pois se sentiu paralisado de medo. Em uma reflexão, Phoenix explicou melhor a situação: "Havia muito medo, sim. Mas eu sempre digo que há o medo que motiva e o que paralisa. Há o medo no qual você não pode se mover nem 1 milímetro e há aquele que é tipo 'OK, o que fazemos agora? Isso não é bom o suficiente'. E você vai mais fundo. Amo esse tipo de medo. Ele nos guia, nos faz trabalhar mais e melhor".Leia mais... Veja Mais

FT: Ata mostra Fed dividido sobre rumo dos juros

Valor Econômico - Finanças Rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos subiram diante da divulgação de documento Veja Mais

Sistema vai integrar base de dados de criminalidade de estados e municípios

Sistema vai integrar base de dados de criminalidade de estados e municípios

canaltech Cinco estados brasileiros começam a receber informações do sistema de big data do Sistema Nacional de Estatística de Segurança Pública (Sinesp). O governo apresentou na terça-feira (20) o conjunto de quatro ferramentas que poderá ser usado por agentes públicos no combate à criminalidade.  O pacote conta com:  Sinesp Big Data: ferramenta que serve como banco de dados e base para todos os outro serviços;  Big Data - Geo inteligência: sistema de geolocalização para indicar quando e onde uma ocorrência foi registrada. "Será possível, por exemplo, visualizar rotas de policiamento e mapas de calor com os locais onde mais acontecem crimes e em quais horários", diz comunicado;  Big Data - Tempo real: consulta e acompanhamento de ocorrências, verificação de sensores, visualização câmeras, viaturas e de pessoas com tornozeleiras em tempo real; Big Data - Busca: sistema de procura de boletins de ocorrências de outros estados e municípios que não o do oficial.  O sistema foi apresentado pelo ministro Sérgio Moro, durante Seminário de Boas Práticas em Tecnologia da Informação Voltadas à Segurança Pública. “O policial não pode estar em todo o lugar e quanto mais informações ele detiver, melhor. Inteligência é tudo. Informação é tudo”, reforçou Moro.  -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- A ideia da ferramenta é integrar sistemas de vários estados e municípios para que policiais tenham acesso a informações de outros casos e até possa consultar ações realizadas no passado.  “Na prática, agentes de segurança poderão acompanhar as ocorrências de todo o país, buscar informações e ficha criminal de suspeitos, monitorar veículos roubados, atuar no combate ao tráfico nas regiões de fronteiras, além de agir de prontidão na prevenção de assaltos e homicídios”, informa comunicado do governo federal.  Os primeiros locais a receber a ferramenta são Espírito Santo, Goiás, Pará, Paraná e Pernambuco. O governo também informou que o Ceará deve fazer parte desta primeira leva. O motivo é que o sistema foi desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC), com base em uma prática de sucesso adotada pelo estado.  A proposta é de que, até o final do ano, a novidade chegue também aos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins. Ainda não há previsão para que o serviço chegue a outras regiões.  Para colocar o programa de pé, o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) deve direcionar investimentos na casa de R$ 32 milhões para infraestrutura digital. Segundo o órgão, os estados não devem ter nenhum custo adicional para implementação do serviço de inteligência. Também ainda pelo comunicado, os dados, subsidiados por todos os órgãos da administração pública estadual e federal, serão hospedados em nuvem. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Queimadas na floresta amazônica brasileira são vistas por satélite da NASA O maior campus da Amazon acaba de ser inaugurado na Índia Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Veja Mais

CPI do BNDES - Depoimento do ex-chefe do Departamento de Investimento da BNDESPAR - 21/08/19

CPI do BNDES - Depoimento do ex-chefe do Departamento de Investimento da BNDESPAR - 21/08/19

Câmana dos Deputados Local: Anexo II, Plenário 08. Início: 21/08/2019 às 14h45. Pauta: 1) - Tomada de depoimento dos Senhores: - André Gustavo Salcedo Teixeira Mendes - ex-Chefe do Departamento de Investimento da BNDESPAR (Req 187/2019) - Décio Fabrício Oddone - ex-Diretor de Investimentos da Braskem (Req 198/19) 2 - Deliberação de requerimentos. Veja Mais

Fãs criam evento para invadir Sony e trazer Homem-Aranha de volta ao MCU

Fãs criam evento para invadir Sony e trazer Homem-Aranha de volta ao MCU

Tecmundo Admiradores do teioso lançaram um evento no Facebook para invadir a Sony e trazer o personagem de Tom Holland de volta para o MCU. A mobilização aconteceu depois da notícia de que o herói não faz mais parte do Universo Cinematográfico da Marvel. O evento criado no Facebook está marcado para acontecer no dia 31 de outubro de 2019 na sede da Sony Pictures Studios. Até o momento, quase 3 mil pessoas estão confirmadas e outras 2.2 mil estão interessadas. O plano dos fãs é simples: “invadir o estúdio vestidos de Homem-Aranha e trazer o nosso menino para casa”. Leia mais... Veja Mais

Senadores fecham acordo para aprovar MP da Liberdade Econômica

R7 - Economia Senadores anunciaram nos bastidores um acordo para aprovar a Medida Provisória da Liberdade Econômica retirando, porém, as mudanças feitas sobre o trabalho aos domingos. Ou seja, seria retirado da medida a permissão para trabalhar aos domingos e feriados. Pelo texto da Câmara, o trabalhador deveria repousar pelo menos em um domingo no período de quatro semanas. Se o acordo for efetivado, a votação da MP representa uma derrota para o governo, mesmo que o restante do texto seja aprovado.Pelo acordo, os senadores fariam uma votação avaliando se o trabalho aos domingos é pertinente ao tema da medida provisória. Considerando o assunto como um "jabuti" na MP, o trecho seria retirado. Dessa forma, como não há modificação nem acréscimo ao texto, mas, uma supressão, o texto não teria de voltar para a Câmara. Sem a votação, a MP perderia a validade após o dia 27 de agosto. Veja Mais

Queimadas na floresta amazônica brasileira são vistas por satélite da NASA

Queimadas na floresta amazônica brasileira são vistas por satélite da NASA

canaltech O dia virou noite na cidade de São Paulo na última segunda-feira (19), quando, em pleno meio da tarde, a capital paulista precisou acionar sua iluminação artificial para manter a ordem, pois o céu estava escuro a ponto de ter sido comparado ao Mundo Invertido de Stranger Things. Isso aconteceu como consequência de uma séries de fatores meteorológicos comuns à época do inverno somados à fumaça que atingiu a região Sudeste, após mais de duas semanas de queimadas na região amazônica, em especial nos estados do Acre e de Rondônia. E a NASA registrou tal fumaça por meio do satélite Aqua, publicando a imagem no Flickr oficial do Goddard Space Flight Center. A foto mostra incêndios ocorrendo nos estados de Rondônia, Amazonas, Pará e Mato Grosso no dia 11 de agosto de 2019 (Foto: NASA) "Na região amazônica, os incêndios são raros na maior parte do ano porque o clima úmido impede que eles comecem e se espalhem. No entanto, em julho e agosto, a atividade normalmente aumenta devido à chegada da estação seca. Muitas pessoas usam o fogo para manter terras cultiváveis e pastagens ou para limpar a terra, ou para outros fins", descreve a agência espacial, reforçando que os incêndios em questão são resultado da ação humana. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- De acordo com dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), a Amazônia concentra 52,5% dos focos de queimadas no ano de 2019, com o Cerrado aparecendo em segundo lugar, com 30,1%, seguido pela Mata Atlântica, com 10,9%. O órgão também revela que foram registrados 72.843 pontos de incêndios na região amazônica entre janeiro deste ano e a última segunda-feira (19), número que é 83% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Então, sim, a maior floresta tropical do mundo está sendo consumida por chamas mais do que antes, e as imagens de satélites justamente mostram que os incêndios se concentram em locais onde a mata foi derrubada para a criação de pastos. Resta ao poder público tomar providências para evitar uma catástrofe que vai além do céu apocalíptico em São Paulo, vai além da questão ambiental brasileira: é um problema que tem impacto em todo o planeta, uma vez que, no meio-ambiente, tudo está interconectado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: O maior campus da Amazon acaba de ser inaugurado na Índia Honor entra para mercado de games mobile com gamepad e parcerias com estúdios Vazamento indica que Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance 4 passos para criar um site e começar sua presença online do zero Pendrive Kingston 16 GB custa só R$ 14,90 se pagar com RecargaPay Veja Mais

Conheça as estatais que o governo federal quer privatizar

G1 Economia Governo anunciou plano para privatizar nove empresas estatais. O governo federal anunciou nesta quarta-feira (21) um plano para privatizar nove empresas estatais – entre elas os Correios –, que serão incluídas no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Além dessas nove, o governo reforçou a presença de outras sete empresas já incluídas no programa de desestatização: Eletrobras, Casa da Moeda, Ceasa Minas, CBTU, Trensurb, Codesa e Porto de São Sebastião. O governo pretende vender ainda outros dois ativos: a Lotex e cerca de 20 milhões de ações excedentes do Banco do Brasil detidas pela União. Mapa das Privatizações: levantamento do G1 detalha projetos federais, estaduais e municipais Conheça as novas estatais que o governo quer privatizar: Telebras A Telebras foi fundada em 1972 para gerir o setor de telefonia no Brasil e agregava 27 estatais de telefonia, além de uma operadora de longa distância (Embratel). Era a companhia que instalava telefones fixos no país. Em 1998, o sistema foi privatizado e parte das operadoras estaduais foram agregadas em outras empresas que hoje formam companhias como Oi e Vivo, por exemplo. A Telebras, porém, continua responsável por prover a infraestrutura e redes de telecomunicações prestadas pelo governo e pelas empresas privadas, além de levar internet a regiões remotas onde não há oferta. Ela administra 30 mil quilômetros de fibra ótica no Brasil e opera satélites, por exemplo. A companhia é de economia mista, ou seja, é controlada pelo governo, mas também tem capital privado, com ações negociadas na bolsa brasileira, a B3. Suas ações ordinárias (com direito a voto) fecharam a R$ 39,39, em alta de quase 65% nesta quarta-feira (21), após o anúncio da privatização. A empresa chegou a ter quase 100 mil funcionários mas, hoje, tem 503 empregados. Em 2018, a Telebras teve receita líquida R$ 199,6 milhões e um prejuízo de R$ 224,8 milhões. Em 21 de agosto, tinha valor de mercado de R$ 1,9 bilhão, segundo a Economática. Na véspera, estava avaliada em R$ 1,1 bilhão. Correios Correios estão na mira das privatizações Reprodução/EPTV É uma empresa vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. A origem dos Correios no Brasil é de 1663. A companhia chega a todos os municípios do país e presta serviços de envio de cartas e encomendas e também de serviços financeiros e conveniência. No ano passado, a empresa registrou lucro de R$ 161 milhões. O resultado positivo ainda está distante de superar o rombo observado durante a crise financeira. Entre 2015 e 2016, a estatal acumulou prejuízos de R$ 4 bilhões. A empresa tem cerca de 105 mil empregados e 12 mil pontos de atendimento em todo o país. Para tentar reverter o quadro de perdas, a empresa tem optado por fechar agências e também já abriu um plano de desligamento voluntário (PDV). Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) Porto de Santos, administrado pela Codesp, é um dos mais importantes do país Reprodução/ TV Gazeta A Codesp administra o Porto de Santos, um dos mais importantes do país. É responsável por realizar obras de construção e conservação da estrutura do porto. A companhia também faz a pré-qualificação de operadores portuários e ainda tem como uma das suas responsabilidades a arrecadação de tarifas portuárias.  No primeiro semestre deste ano, foram movimentadas 63,6 milhões de toneladas no Porto de Santos, uma queda de 1,4% ao observado no mesmo período de 2018.   Para este ano, a projeção é que o Porto de Santos movimente 133 milhões de toneladas. Se essa previsão se confirmar, a movimentação ficará próxima do recorde observado em 2018 (133,2 milhões de toneladas).   Dataprev Dataprev é a empresa de tecnologia da Previdência Social Divulgação Criada em 1974, a Dataprev é uma empresa vinculada ao Ministério da Economia. Tem sede em Brasília e possui unidades em cinco estados – Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Santa Catarina. É responsável, por exemplo, pelo processamento do pagamento de benefícios previdenciários e pela aplicação online dos pedidos de seguro-desemprego. Também tem como atribuição gerir o Cadastro Nacional de Informações Sociais, que é responsável por conceder direitos como aposentadorias e salário-maternidade. Serpro O Serpro é o Serviço Federal de Processamento de Dados. É uma empresa pública com sede em Brasília, criada em dezembro de 1964. Tem o objetivo de desenvolver soluções tecnológicas para o Estado, prestando serviços para órgãos como Receita Federal (o principal cliente), Denatran e Tesouro Nacional. Atualmente, o Sepro possui três linhas de negócio: serviços sob medida, serviços de informação e serviços em nuvem. Ao final de 2018, a empresa reportou receitas de US$ 2,7 bilhões, e encerrou o período com lucro de R$ 459 milhões, um aumento de quase 4 vezes em relação ao ano anterior. O número de funcionários ao final do ano passado, segundo o relatório da administração, o Sepro tinha cerca de 9,2 mil funcionários e mais de 3 mil clientes, incluindo órgãos e entidades da administração pública e privada. Emgea A Emgea, criada em 2001, atua na gestão de carteiras de crédito, incluindo imobiliário, comercial e perante o setor público. Também trabalha na recuperação de crédito, prestando serviços de cobrança de dívidas com a Secretaria do Patrimônio da União (SPU). A empresa tem 91 funcionários, além de 66 terceirizados, e sede em Brasília. Tem um capital social de R$ 9 bilhões, e teve em 2018 uma receita líquida de R$ 702 milhões. Fechou o ano com lucro de R$ 396 milhões. Ceitec Criada por meio de um decreto presidencial em 2008, a Ceitec é uma empresa na área da indústria de microeletrônica. Ela é vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), e tem sede em Porto Alegre.  A companhia atua no segmento de semicondutores, produzindo itens que ajudam, por exemplo, na identificação patrimonial/logística, identificação pessoal, identificação veicular e identificação animal.  Até julho deste ano, a Ceitec acumulou receita de R$ 6,257 milhões.  Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) Sede atual da Ceagesp, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo TV Globo/Reprodução Apesar do nome, a Ceagesp é uma empresa federal, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A companhia mantém a maior rede pública de armazéns, silos e graneleiros do estado de São Paulo. Na capital paulista, a Ceagesp mantém o Entreposto Terminal de São Paulo, na zona oeste – a maior central de abastecimento de frutas, legumes, verduras, flores e pescados da América Latina. Fundada em 1969, com a fusão da Ceasa e da Cagesp, ela já esteve na mira da privatização em 1997, quando foi federalizada e incluída no Programa Nacional de Desestatização (PND) durante o governo Fernando Henrique Cardoso. Em 2015, sem que a privatização fosse em frente, ela saiu do PND. Em maio deste ano, a estatal tinha cerca de 600 trabalhadores. Em 2016, a empresa teve uma receita líquida de cerca de R$ 93 milhões, mas um prejuízo de R$ 12,5 milhões. Associação Brasileira Gestora dos Fundos Garantidores e Garantias (ABGF) Vinculada ao Ministério da Economia, a ABGF foi criada em 2013, por um decreto da então presidente Dilma Rousseff, para administrar constituir e administrar fundos garantidores para operações de exportação e infraestrutura, entre outros. A empresa também fornece informações às seguradoras e resseguradoras que operam com o Fundo de Estabilidade do Seguro Rural. O presidente da empresa é hoje Guilherme Estrada Rodrigues, procurador federal de carreira. Veja Mais

Play Store com visual renovado começa a ser liberada para usuários

Play Store com visual renovado começa a ser liberada para usuários

Tecmundo A Google começou a liberar o novo visual da Play Store de forma massiva para todos os usuários. A loja oficial do Android recebeu poucas mudanças nos últimos anos, mas, desta vez, há uma necessidade maior por alterações, visto que a companhia pretende uniformizar o visual de todos os seus aplicativos implementando o tema Material Design. Esse esforço da Google parece estar sendo acelerado para que tudo esteja em dia no momento do lançamento do Android 10 Q.Na versão antiga da Play Store, as categorias de apps (jogos, filmes & TV, música, etc.) ficavam na parte superior, e cada uma delas assumia uma cor diferente. Agora, a loja possui o branco como cor predominante e os atalhos de categorias foram reposicionados para a parte inferior do app, ficando ao alcance dos dedos ao se utilizar uma única mão para manejar o celular.Leia mais... Veja Mais

CT News - 21/08/2019 (Como o dia virou noite em São Paulo)

CT News - 21/08/2019 (Como o dia virou noite em São Paulo)

canaltech Como o dia virou noite em São Paulo? // Motorola RAZR 2019 terá foco no design e não na performance // Briga entre Sony e Marvel pode tirar Homem-Aranha do MCU // Walmart processa Tesla por causa de painéis solares // Spotify deve ganhar recurso de stories Ouça ao podcast. Veja Mais

Gerdau: Kapitalo eleva participação acionária

R7 - Economia A Kapitalo Investimentos aumentou sua participação acionária na Gerdau (GGBR4), informou a empresa por meio de comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (21). Com a operação, a Kapitalo passa a deter 35.955.104 ações preferenciais, o que corresponde a 5,12% do capital social da companhia. “Os fundos declaram, neste ano, que as compras realizadas não objetivam alterar […] Veja Mais

Inadimplência no comércio lojista do Rio aumenta 1,9% em julho, diz levantamento

G1 Economia Índice chega ao maior nível do ano, segundo Serviço de Proteção ao Crédito do CDLRio. A Inadimplência no comércio lojista da Cidade do Rio de Janeiro aumentou 1,9% em julho em relação ao mesmo mês do ano passado. É o maior índice do ano, de acordo com os registros do Serviço Central de Proteção ao Crédito do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDLRio). As consultas ao crédito - índice que mostra o movimento do comércio - cairam 3,9% e as dívidas quitadas, que mostra o número de consumidores que colocaram suas dívidas em dia, recuaram 1,3%. De acordo com o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, o índice de menos 3,9% nas Consultas mostra claramente o fraco desempenho do comércio. Ele lembra que entre os fatores que influnciaram no desempenho das vendas no mês de julho são os mesmos do mês de junho: a crise por que passa o Estado do Rio de Janeiro e o aumento do desemprego, que leva os consumidores a uma postura mais cautelosa devido ao baixo crescimento da renda. Ao comparar o mês de julho com o mês anterior (junho), os registros do Serviço Central de Proteção ao Crédito do CDLRio mostram que as consultas e as dívidas quitadas diminuíram, respectivamente, 5,8% e 8% e a inadimplência cresceu 2,1%. No acumulado dos sete primeiros meses do ano (janeiro/julho) em relação ao mesmo período de 2018, as Consultas e as Dívidas Quitadas recuaram 7,7% e 2,4% e a inadimplência aumentou 3,1%. Cheque Segundo o LIG Cheque, registro de cadastro da entidade, em julho em relação ao mesmo mês de 2018, as Consultas e as Dívidas Quitadas caíram, respectivamente, 8,1% e 2,4% e a Inadimplência cresceu 1,2%. Comparando-se julho com o mês anterior (junho), as Consultas e as Dívidas Quitadas diminuíram, respectivamente, 8,5% e 1,2% e a Inadimplência subiu 0,3%. No acumulado dos primeiros sete meses desse ano (janeiro/julho) em relação ao ano passado, a Inadimplência aumentou 1,3% e as Consultas e as Dívidas Quitadas recuaram, respectivamente, 10,5% e 1,6%. Veja Mais

Medidas fiscais para a promoção da saúde é tema de debate na CLP – 21/08/19

Medidas fiscais para a promoção da saúde é tema de debate na CLP – 21/08/19

Câmana dos Deputados A Comissão de Legislação Participativa promoveu hoje o debate "Medidas fiscais para a promoção da saúde". A proposta da deputada Erika Kokay PT-DF é discutir a relação entre tributos e saúde, de modo a entender como os subsídios fiscais e a tributação de produtos não saudáveis afetam a saúde, impondo ônus ao sistema público de saúde. Entrevistados: - Bernard Appy, diretor-executivo do Centro de Cidadania Fiscal; - Tathiane Psicitelli, professora da Fundação Getúlio Vargas; - Deputado Leonardo Monteiro (PT-MG); - Paula Johns, diretora da Aliança de Controle do Tabagismo (ACT); - Deputado Alexandre Padilha (PT-SP), ex-Ministro da Saúde. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Agenda Netflix: 13 Reasons Why e mais 14 novidades entre 22 e 28 de agosto

Agenda Netflix: 13 Reasons Why e mais 14 novidades entre 22 e 28 de agosto

Tecmundo A série 13 Reasons Why é o grande destaque na Netflix Brasil entre os dias 22 e 28 de agosto. O programa, de grande popularidade entre o público adolescente, retorna com sua 3ª temporada além de um especial, intitulado “Tentando Entender os Porquês”.Outros 14 títulos, entre lançamentos e retornos ao catálogo, serão disponibilizados na plataforma de streaming, incluindo filmes como Quatro Vidas de um Cachorro (2017) e Nerve (2016).Leia mais... Veja Mais

Privatizações animam mercado e Ibovespa vai aos 101 mil pontos

Valor Econômico - Finanças A trégua no exterior, com o movimento positivo das bolsas americanas, ajudou a embalar o Ibovespa Veja Mais

Governo anuncia plano para privatizar nove empresas estatais; veja lista

G1 Economia Anúncio foi feito no Palácio do Planalto após reunião do presidente Bolsonaro com o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos. Viabilidade do plano será analisada pelo BNDES. Presidente Jair Bolsonaro discursa em reunião do PPI na qual governo definiu 9 empresas que quer privatizar Marcos Corrêa/PR O governo federal anunciou nesta quarta-feira (21) um plano para privatizar nove empresas estatais. O anúncio foi feito no Palácio do Planalto após uma reunião do presidente Jair Bolsonaro com o conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Segundo a secretária especial do PPI, Martha Seillier, e o secretário de Desestatização, Salim Mattar, o plano do governo envolve as seguintes empresas: Telecomunicações Brasileiras S/A (Telebras); Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios); Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp); Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social (Dataprev); Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro); Empresa Gestora de Ativos (Emgea); Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada (Ceitec); Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp); Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias (ABGF). A viabilidade do plano, contudo, ainda depende de análise do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). De acordo com o governo, esses estudos vão indicar se há condições de mercado para concretizar a venda das estatais. As análises também poderão recomendar a manutenção da estatal ou a extinção da empresa. Governo federal tem atualmente 130 estatais; veja lista Segundo o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, a carteira atual do PPI está estimada em R$ 1,3 trilhão, e a estimativa do governo é passar para R$ 2 trilhões com o anúncio desta quarta-feira. Eletrobras Mais cedo, nesta quarta-feira, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou que a Eletrobras deverá ser privatizada "o mais rápido possível". A privatização da estatal depende de aval do Congresso. Nesta terça-feira (20), a Câmara derrubou uma medida provisória (MP) que previa aporte de R$ 3,5 bilhões para a empresa. A privatização da Eletrobras é um assunto que vem sendo debatido desde o governo Michel Temer. Correios Em entrevista nesta quarta, Bolsonaro antecipou que os Correios estariam na lista de privatizações. "Começa com os Correios, eu não tenho de cabeça aqui. A privatização dos Correios passa também, segundo decisão do Supremo, pela Câmara, pelo Congresso Nacional. Então, é um processo longo", frisou o presidente. Os Correios são vinculados ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e estão presente em mais de 5 mil municípios. Atualmente, a empresa é presidida por Floriano Peixoto. Em junho, ele substituiu Juarez Cunha, contrário à privatização. Veja Mais

Game of Thrones: Kit Harington conta como reagiu ao roteiro da 8ª temporada

Game of Thrones: Kit Harington conta como reagiu ao roteiro da 8ª temporada

Tecmundo Atenção! Este texto contém spoilers da 8ª temporada de Game of Thrones.Em entrevista para o The Hollywood Reporter, Kit Harington, indicado ao Emmy de Melhor Ator em Série Dramática, revelou qual foi a sua reação ao ler o roteiro da 8ª temporada de Game of Thrones. Leia mais... Veja Mais

Legislação Participativa - Medidas fiscais para a promoção da saúde - 21/08/2019 - 15:31

Legislação Participativa - Medidas fiscais para a promoção da saúde - 21/08/2019 - 15:31

Câmana dos Deputados PARTICIPE! Faça sua pergunta aos deputados. https://edemocracia.camara.leg.br/audiencias/sala/1143 Audiência pública sobre medidas fiscais para a promoção da saúde. Foram convidados, entre outros, o diretor do Centro de Cidadania Fiscal, Bernard Appy; a diretora da organização não governamental ACT Promoção da Saúde, Paula Johns; e a professora da Fundação Getúlio Vargas (FGV) Tathiane Psicitelli. Veja Mais

Doria volta a defender Aécio fora do PSDB: "Inocentado, poderá voltar"

Valor Econômico - Finanças Documento que pede o afastamento imediato do ex-governador mineiro deve ser apreciado nesta quarta pela executiva nacional do partido Veja Mais

Turismo - Audiência sobre Parque Nacional Cavernas do Peruaçu (MG) - 21/08/2019 - 15:21

Turismo - Audiência sobre Parque Nacional Cavernas do Peruaçu (MG) - 21/08/2019 - 15:21

Câmana dos Deputados Audiência pública sobre Parque Nacional Cavernas do Peruaçu (MG). Foram convidados, entre outros, a assessora especial do Ministério do Turismo, Lia Noleto; a chefe da assessoria de Gestão Estratégica do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur),Rafael Augusto Luisi de Oliveira; e o diretor do Departamento de Cooperação e Fomento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) Marcelo José Santos de Brito. Veja Mais

Edward Furlong fala sobre retorno à franquia Exterminador do Futuro

Edward Furlong fala sobre retorno à franquia Exterminador do Futuro

Tecmundo Longe da franquia Exterminador do Futuro desde O Julgamento Final (1991), o retorno de Edward Furlong pegou muitos fãs de surpresa. Novamente, ele viverá John Connor, agora no longa Destino Sombrio, que estreia em outubro nos cinemas.Recentemente, o ator esteve com parte do elenco na Silicon Valley Comic Con, e como esperado, respondeu a perguntas sobre como será sua volta à série de filmes e como foi ter que guardar o segredo por tanto tempo. "Será uma pequena participação, mas estou lá! Estou contente de voltar à franquia e realmente muito feliz de estar fazendo isso", explicou. Sobre o silêncio até o anúncio, Furlong explicou que não estava autorizado a dizer nada antes da revelação.Leia mais... Veja Mais

ATHLÉTICO PR 0 X 1 SÃO PAULO: Veja entrevista ao vivo de Cuca!

ATHLÉTICO PR 0 X 1 SÃO PAULO: Veja entrevista ao vivo de Cuca!

Fox Sports Brasil São Paulo vence o Athlético Paranaense na Arena da Baixada e entra no G4. Veja entrevistas ao vivo! Quer saber tudo sobre esporte? Acesse nosso site! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP FOX Sports! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #SãoPaulo #AthléticoParanaense #Brasileirão Veja Mais

Cemig avalia IPO da Gasmig

R7 - Economia A Cemig (CMIG4) está estudando realizar um oferta pública inicial (IPO) de ações da Gasmig (Companhia de Gás de Minas Gerais), informou a empresa por meio de comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (21). A companhia também não descarta fazer uma alienação de controle ou uma alienação de participação minoritária para investidor estratégico. O objetivo da operação […] Veja Mais

O Megadeth já tem data para voltar aos palcos e com um baita convidado

R7 - Música Em Junho deste ano, Dave Mustaine anunciou que foi diagnosticado com câncer e, com isso, daria uma pausa no Megadeth. Na prática, isso significou o cancelamento de diversos shows da banda, incluindo no Brasil, sem previsão de volta. Agora, porém, isso mudou e a notícia é boa! O grupo acaba de anunciar seus primeiros planos para o ano que vem, quando se unirá ao Five Finger Death Punch em uma turnê pela Europa. Apesar das datas específicas ainda não terem sido reveladas, as bandas já divulgaram algumas cidades que receberão os shows. O giro está sendo divulgado com a hashtag #MegaDeathPunch e através do site MegaDeathPunch.com. Nesta turnê, o headliner é o Five Finger, enquanto o Megadeth abre ao lado do Bad Wolves. Até o momento, foram anunciadas apenas as cidades Helsinki, da Finlândia, e Estocolmo, na Suécia. Ao que tudo indica, todas as informações serão reveladas no dia 9 de Setembro. Megadeth Mustaine ainda está em tratamento, mas não parou seus trabalhos com o grupo. Os membros continuam trabalhando nas novas músicas, que estarão no disco sucessor de Dystopia (2016). Entretanto, como afirmou David Ellefson, eles ainda não foram ao estúdio de fato para gravar as canções. Saiba mais por aqui. Veja Mais

Oi: Vic DTVM reduz participação acionária

R7 - Economia Devido a uma operação de empréstimo de ações, a Vic DTVM, em conjunto com investidor Victor Adler, reduziu a sua participação acionária na Oi (OIBR3; OIBR4) para 1.100.694 ações preferenciais, informou a empresa por meio de comunicado enviado ao mercado nesta terça-feria (21). O número representa 0,6% do total de ações preferencias e 0,02% do capital social da Companhia. […] Veja Mais

IPCA é marco para CRI, dizem gestores

Valor Econômico - Finanças Se estratégia da Caixa funcionar, abrirá uma frente de mercado, em securitização, quase nula hoje Veja Mais

Governo inclui Correios, Telebrás e mais 7 em pacote de privatizações

Governo inclui Correios, Telebrás e mais 7 em pacote de privatizações

R7 - Economia Novas empresas devem render R$ 700 bi ao governo Carolina Antunes/PR - 9.4.2019 O governo federal adicionou nesta quarta-feira (21) nove novas estatais no pacote de privatizações articuladas para os próximos meses. A decisão inclui à lista do programa de desestatização as companhias ABGF, Emgea, Serpro, Dataprev, Ceagesp, Codesp, Ceitec, Telebrás e Correios. Com a decisão, o PPI (Programa de Parcerias e Investimentos) agora é composto por 17 empresas estatais. Pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro disse que as privatizações começarão pelos Correios. Brasil tem empresas estatais demais? 5 perguntas sobre privatização As novas empresas incluídas no PPI devem render mais R$ 700 bilhões ao plano de privatizações. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, estima que agora o pacote vai resultar em investimentos "próximos" de R$ 2 trilhões aos cofres públicos. Confira a lista das estatais que devem ser privatizadas Já presentes no programa: • Casa da Moeda; • Ceasaminas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais); • CBTU (Companhia Brasileira de Trens Urbanos); • Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre S.A.); • Codesa (Companhia Docas do Espírito Santo); • EBC (Empresa Brasil de Comunicação); • Eletrobrás; • Lotex (Loteria Instantânea Exclusiva). Novidades: • Emgea (Empresa Gestora de Ativos); • ABGF (Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias); • Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados); • Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência Social); • Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo); • Codesp (Companhia Docas do Estado de São Paulo). • Ceitec (Centro de Excelência em Tecnologia Eletrônica Avançada); • Telebrás; • Correios. Questionado sobre a possível inclusão da Petrobras em uma lista futura, Lorenzoni disse que a petroleira é uma empresa global e há ainda a necessidade de mais estudos sobre eventual processo. "Não temos ainda uma definição do Ministério [de Minas e Energia], do governo e da empresa, de colocarmos como um todo no PPI", afirmou o ministro. Área social Além de incluir nove empresas no Programa de Parcerias de Investimentos, o governo federal anunciou serão alvo de estudos com o objetivo de atrair investimentos privados. O governo irá se debruçar sobre projetos voltados para a universalização do saneamento, creches, unidades prisionais, iluminação pública para enfrentamento à criminalidade, atendimento socioeducativo, recuperação energética de resíduos e sólidos urbanos. 61% são contra privatização da Petrobras e 55% contra dos Correios Os estudos irão envolver os ministérios da Educação, da Justiça, da Mulher e Direitos Humanos, do Desenvolvimento Regional e do Meio Ambiente. A parceria privada nas creches, segundo o governo, tem potencial de envolver questões como a finalização das obras e contratação de professores. Durante a coletiva, foi dito que há mais de mil creches inacabadas em todo o Brasil onde foram alocados recursos públicos. As novidades foram anunciadas em coletiva após a 10ª reunião do Conselho do PPI. Segundo Onyx, assim que forem finalizados estudos do Ministério da Saúde, as UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) também poderão ser incluídas no programa. Veja Mais

Pompeo de Mattos comenta 2° turno da reforma da Previdência

Pompeo de Mattos comenta 2° turno da reforma da Previdência

Câmana dos Deputados O PDT foi um dos partidos da Câmara que mais apresentou emendas à Reforma da Previdência. Ao analisar todos os pontos apresentados pelo Executivo, o partido tentou minimizar o que considera prejudicial para a classe trabalhadora. Para repercutir a aprovação na Câmara da proposta de emenda à Constituição quanto à Previdência, o entrevistado desta edição do Palavra Aberta é o deputado Pompeo de Mattos, do PDT do Rio Grande do Sul. Apresentação de Regina Assumpção, e o programa tem produção da TV e da Rádio Câmara. Conheça nossos termos de uso: http://www.camara.leg.br/internet/tvcamara/?lnk=TERMO-DE-USO&selecao=CONTEUDO&nome=termoUso Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Exoplaneta sem atmosfera pode dar ajuda valiosa na busca por outra Terra

Exoplaneta sem atmosfera pode dar ajuda valiosa na busca por outra Terra

Tecmundo Um novo estudo usando dados do Telescópio Espacial Spitzer da NASA sobre um exoplaneta orbitando uma estrela anã vermelha fornece mais uma pista na busca dos astrônomos por planetas habitáveis. Publicado na revista Nature, a pesquisa mostra que o exoplaneta tem pouca ou nenhuma atmosfera.O LHS 3844b, descoberto em 2018 pela missão Transiting Exoplanet Satellite Survey (TESS) da NASA, está na constelação de Indus, a 48,6 anos-luz. Com um raio de 1,3 vezes o da Terra, ele completa uma órbita ao redor da anã vermelha LHS 3844 a cada 11 horas, o que faz com que um lado do planeta esteja sempre voltado para ela, registrando uma temperatura de 770°C.Leia mais... Veja Mais

Privatização da Petrobras é factível, mas mercado encara com ceticismo

Valor Econômico - Finanças Profissionais ouvidos pelo "Valor" afirmam que é estratégico investir na Petrobras, mas não por causa da privatização, e recomendam cuidado Veja Mais

Plenário - Sessão de votação - 21/08/19

Plenário - Sessão de votação - 21/08/19

Câmana dos Deputados PLENÁRIO - Sessão Deliberativa. Local: Plenário da Câmara dos Deputados. Início: 21/08/2019 às 13h38. Veja Mais

Pacote de privatizações do governo federal foi desidratado

R7 - Economia O pacote de privatizações do governo federal, que inicialmente previa a oferta de 17 companhias estatais, foi desidratado. Nesta tarde de quarta-feira, apenas nove companhias foram listadas dentro do programa de desestatização: ABGF, Emgea, Serpro, Dataprev, Ceagesp, Codesp, Ceitec, Telebrás e Correios.Para chegar ao número de 17, o governo citou a Lotex, que já passou por duas tentativas frustradas de leilão, a venda de ações do Banco do Brasil detidas pela União e seis estatais que já estavam no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI). A Lotex, no entanto, nem pode ser caracterizada como estatal, pois é uma atividade da Caixa Loterias, e não uma subsidiária.Ao tentar explicar as informações trocadas, o secretário especial de Desestatizações, Salim Matar, disse que houve "equívoco de informação" e que, na realidade, as 17 ofertas se referiam ao que está no "pipeline" do governo.Prazos também não foram informados, apesar da insistência dos jornalistas em entender o cronograma do governo. "O mais importante não é prazo, é a atitude", respondeu Salim. Veja Mais

Anatel se reúne para aprovar compra da Time Warner pela AT&T

Valor Econômico - Finanças Negócio de US$ 85 bilhões envolveu 18 países e só aguarda aval da agência brasileira para ser finalizado Veja Mais

Volocopter anuncia seu primeiro táxi aéreo autônomo comercial [vídeo]

Volocopter anuncia seu primeiro táxi aéreo autônomo comercial [vídeo]

Tecmundo A Volocopter anunciou seu primeiro táxi aéreo autônomo comercial: o VoloCity. O projeto vem sendo desenvolvido desde 2011 e havia passado por vários estágios e demonstrações públicas em eventos de tecnologia. Agora, o VoloCity está pronto para transportar até dois passageiros e sua bagagem de mão, por até 35 quilômetros e a uma velocidade máxima de 110 km/h.Ele é o veículo elétrico de decolagem e aterrissagem de quarta geração da companhia alemã, que possui 18 rotores e redundância em todos os sistemas críticos.Leia mais... Veja Mais

Comissão Especial PL 3453/08 - Parcerias Público Privadas - - 21/08/2019 - 15:26

Comissão Especial PL 3453/08 - Parcerias Público Privadas -  - 21/08/2019 - 15:26

Câmana dos Deputados Comissão Especial destinada a proferir parecer ao Projeto de Lei nº 3453, de 2008, do Senado Federal, que "altera o art. 116 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, para condicionar a celebração de convênios com pessoas jurídicas de direito privado a prévio processo seletivo", e apensados - Reunião Deliberativa - a) Deliberação de Requerimentos b) Audiência Pública: Tema: Parcerias Público Privadas, Concessões Públicas e Fundos de Investimento em Infraestrutura 1) AUGUSTO NEVES DAL POZZO - Presidente do Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos da Infr... Veja Mais

Governo inclui 9 estatais em programa de privatizações

G1 Economia Governo inclui 9 estatais em programa de privatizações Veja Mais

Programa The Game Changers ensina inglês em forma de jogos para estudantes do Ensino Médio

R7 - Economia A Internacional School, empresa de soluções para o aprendizado do inglês dentro das escolas, acaba de lançar o “The Game Changers”, novo programa bilíngue para estudantes do Ensino Médio. O programa segue o método PBL (Aprendizagem Baseada em Dados) e conta com o conceito de ensino híbrido, combinando aulas presenciais e online. De acordo com […] Veja Mais

Bolsa de Buenos Aires fecha em alta de 2,61% e dólar tem leve alta

Valor Econômico - Finanças Apesar do dia tranquilo, o Banco Central do país voltou a intervir com a venda de US$ 94 milhões em reservas Veja Mais

Dwayne Johnson lidera lista de atores mais bem pagos

G1 Pop & Arte Ex-lutador, antes conhecido como The Rock, recebeu US$ 89,4 milhões entre junho de 2018 e junho de 2019, segundo a revista 'Forbes'. Chris Hemsworth e Robert Downey Jr. completam top 3. Dwayne Johnson em 'Arranha-céu: Coragem Sem Limite' Reprodução Dwayne Johnson, estrela das franquias "Jumanji" e "Velozes e Furiosos", encabeçou a lista anual de atores mais bem pagos do mundo, informou a revista "Forbes" nesta quarta-feira. Johnson, ex-lutador antes conhecido como The Rock, recebeu US$ 89,4 milhões entre junho de 2018 e junho de 2019, disse a publicação. Isso inclui seu salário e uma fatia dos lucros dos filmes, US$ 700 mil por episódio da série "Ballers", da HBO, e mais direitos autorais de sua linha de roupas, sapatos e fones de ouvido. Veja o top 10: Dwayne Johnson (US$89.4 milhões) Chris Hemsworth (US$ 76,4 milhões) Robert Downey Jr. (US$ 66 milhões) Akshay Kumar (US$ 65 milhões) Jackie Chan (US$ 58 milhões) Bradley Cooper (US$ 57 milhões) Adam Sandler (US$ 57 milhões) Chris Evans (US$ 43.5 milhões) Paul Rudd (US$ 41 milhões) Will Smith (US$ 35 milhões) Spin-off de "Velozes e Furiosos" estreia nos cinemas No ano passado, Johnson só ficou atrás de George Clooney, que lucrou com a venda de sua fabricante de tequila. Os dois seguintes da lista são dois astros de "Vingadores: Ultimato", o filme mais lucrativo da história. Chris Hemsworth, que interpretou Thor, recebeu US$ 76,4 milhões, e Robert Downey Jr., que encarnou o Homem de Ferro, US$ 66 milhões, disse a "Forbes". Semana Pop tem mulher mais bonita do mundo, Vingadores e cirurgia de Jojo Todynho Outros colegas de elenco, como Bradley Cooper, Chris Evans e Paul Rudd, também ficaram entre os 10 mais bem remunerados. Mas a maior parte dos ganhos de Cooper veio de "Nasce Uma Estrela", drama musical que dirigiu, produziu, coescreveu e estrelou ao lado de Lady Gaga – US$ 40 milhões dos 57 milhões de que recebeu vieram desse filme, segundo a revista. As cifras não contemplam as deduções de impostos nem as remunerações de agentes, empresários e advogados, detalhou a revista. Veja Mais

Financiamento de jatinho no BNDES foi ‘transparente’, diz Luciano Huck

Financiamento de jatinho no BNDES foi ‘transparente’, diz Luciano Huck

R7 - Economia Empresa de Huck obteve empréstimo de R$ 17 mi no BNDES Claudinei Ligieri/Futura Press/Folhapress - 07.12.2017 O apresentador Luciano Huck afirmou que o empréstimo de R$ 17,7 milhões feito com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para a compra de jatinho foi “transparente, pago até o fim, sem atraso”. O empréstimo, revelado na última segunda-feira (19), foi tomado em 2013 junto à Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos Ltda. EPP, empresa da qual o apresentador é sócio. Huck, Claudia Leitte e Victor & Leo estão na lista de jatinhos do BNDES Em nota, Huck defendeu as operações da Finame, concebidas “para favorecer a indústria nacional, abrindo-lhe condições de competir em pé de igualdade com produtores estrangeiros” e disse que o empréstimo foi “transparente, pago até o fim, sem atraso”. “A compra e o financiamento da aeronave foi feita por meio de um contrato absolutamente legal, sem vício, vantagem ou privilégio”, afirmou o apresentador. 'Se ele comprou jatinho, faz parte do caos', diz Bolsonaro sobre Huck Um dia antes da divulgação, Huck fez críticas a Jair Bolsonaro. “Esse governo foi eleito de maneira democrática. Mas eu não acredito que a gente está vivendo o primeiro capítulo da renovação. Para mim, estamos vivendo o último capítulo do que não deu certo”, disse o apresentador. Sem citar Huck, Bolsonaro rebateu as declarações em seguida. “O anúncio [do BNDES] vai expor gente que está dizendo que estamos no último capítulo do fracasso”, declarou. Além de Huck, aparecem na lista do BNDES empresas ligadas ao governador João Doria, à JBS, à família Moreira Salles e aos cantores Claudia Leitte e Victor & Leo, que teriam obtidos jatinhos a partir da linha de crédito. Veja Mais

Bolsas dos EUA fecham em alta com otimismo por varejistas e após ata do Fed

R7 - Economia NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices de Wall Street subiram nesta quarta-feira com ganhos expressivos de varejistas apontando para a força da demanda do consumidor norte-americano, e mantendo ganhos minutos após a ata do Federal Reserve (banco central dos EUA) mostrar que os dirigentes da autoridade monetária debateram um corte mais agressivo da taxa de juros no mês passado.As ações dos EUA tiveram altas sólidas após resultados melhores do que o esperado das varejistas Target Corp TGT.N e Lowe's Cos Inc LOW.N. As ações-alvo subiram 20,4% depois que a Target elevou sua previsão de lucro anual. As ações da Lowe subiram 10,4% depois que a rede de melhoria de casa superou as estimativas de lucro.Os gastos robustos do consumidor norte-americano ajudaram a evitar temores de uma recessão iminente. Preocupações sobre uma desaceleração econômica aumentaram recentemente à medida que a curva de rendimento entre os Treasuries de 2 anos e 10 anos se inverteu na semana passada. Embora a curva de rendimento tenha voltado a se inverter brevemente na quarta-feira, teve pouco impacto nas ações desta vez.O Dow Jones subiu 0,93%, para 26.202,73 pontos. O S&P 500 avançou 0,82%, para 2.924,43 pontos. O Nasdaq teve alta de 0,9%, para 8.020,21 pontos."Desde que tenhamos um ambiente saudável para empregos que temos agora, será muito difícil abalar a confiança das pessoas", disse JJ Kinahan, estrategista-chefe de mercado da TD Ameritrade, em Chicago. "No final do dia, se as pessoas estão empregadas, elas vão sair e gastar algum dinheiro".A ata da última reunião do Federal Reserve, em 30 e 31 de julho, quando o banco central dos EUA reduziu a taxa de juros norte-americana em 25 pontos-base, mostrou que os formuladores de políticas debateram um corte de forma mais agressiva. Alguns participantes preferiram uma redução de 50 pontos-base, mas o comitê esteve unido em querer evitar a aparência de estar no caminho para novos cortes nas taxas.(Por Lewis Krauskopf) Veja Mais