Meu Feed

No mais...

MUDANÇA RADICAL NO FUTEBOL DO PALMEIRAS EM 2020 ?

MUDANÇA RADICAL NO FUTEBOL DO PALMEIRAS EM 2020 ?

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Palmeiras #Futebol #CampeonatoBrasileiro Veja Mais

Especialistas acham que Exterminador do Futuro gera desinformação sobre as IAs

Especialistas acham que Exterminador do Futuro gera desinformação sobre as IAs

canaltech O sexto filme da franquia O Exterminador do Futuro, que no Brasil ganha o título de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio, está previsto para estrear na próxima quinta-feira (31). Embora o público esteja muito ansioso pela estreia do longa, o filme gerou polêmica entre especialistas relacionados com a inteligência artificial. Em laboratórios da Universidade de Cambridge, pesquisadores temem que o filme leve o público a se enganar sobre os verdadeiros perigos da inteligência artificial. Em entrevista à BBC News, o cientista Yoshua Bengio, um dos pioneiros no desenvolvimento de deep learning, conta sua insatisfação em torno da franquia: "Eles criam uma imagem que não é coerente com o atual entendimento que se tem sobre como os sistemas de IA funcionam no presente e no futuro próximo. Estamos muito longe de sistemas de IA superinteligentes e pode haver alguns obstáculos muito grandes para ir muito além da inteligência humana", afirma. Exterminador do Futuro gera debate sobre inteligência artificial De acordo com os especialistas, O Exterminador do Futuro pode gerar medo e desinformação sobre sistemas inteligência artificial, já que, no novo filme da franquia, ciborgues basicamente instauram o caos e controlam o mundo. "A realidade é que isso não vai acontecer", defende Edward Grefenstette, pesquisador na unidade de pesquisa em inteligência artificial do Facebook em Londres. "Normalmente, quando as pessoas falam sobre os riscos de IA, elas imaginam cenários onde as máquinas alcançaram uma 'inteligência artificial geral' e têm habilidades cognitivas para agir muito além do controle e das especificações passadas por seus criadores humanos", acrescenta. Bengio, por sua vez, reitera: "Os sistemas mais avançados de hoje não são capazes nem de controlar o corpo de um rato". -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Já o pesquisador Neil Lawrence, que ensina machine learning na Universidade de Cambridge, diz que seria mais apropriado chamar boa parte da tecnologia de inteligência artificial de hoje de "computação e estatística". Segundo ele, "a maior parte do que chamamos de IA hoje é o uso de grande capacidade computacional combinada com muitos dados, para selecionar correlações estatísticas". Ele afirma que o filme pode fazer as pessoas refletirem sobre como as guerras serão no futuro. O fato é que cientistas afirmam que não precisamos esperar pelo futuro para ter uma ideia de possíveis danos causados pela inteligência artificial, uma vez que sistemas de reconhecimento facial já estão sendo usados para encontrar a oprimir minorias na China, por exemplo, bots estão sendo usados para manipular eleições em redes sociais, e vídeos de deepfakes têm preocupado muito os especialistas no assunto — além da população em geral, já que tais vídeos simplesmente adicionam o rosto de qualquer pessoa à filmagem de maneira extremamente realista. Deepfakes têm gerado polêmica entre especialistas "A imprensa precisa parar de tratar a IA como um tipo de descoberta científica que foi encontrada em uma escavação ou encontrada em Marte. Inteligência artificial é apenas uma tecnologia que as pessoas usam para fazer coisas", finaliza Bryson. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

blink-182 toca Misfits e se pinta de Coringa no Halloween; vídeo

blink-182 toca Misfits e se pinta de Coringa no Halloween; vídeo

R7 - Música blink-182 de Coringa Tenho Mais Discos Que Amigos Foto por Daniel Rojas A banda de pop/punk blink-182 entrou no clima de Halloween. No último Sábado (26), o grupo participou de uma festa temática da rádio KROQ e por lá tocou 19 músicas, sendo que começou o bis com uma cover de 'Skulls', clássico do Misfits. Nada mais certeiro do que tocar uma música da banda de horror punk no Halloween, certo? blink-182 fantasiado de Coringa https://www.instagram.com/p/B4JfBjSBgz6/ Além disso, Mark Hoppus compartilhou diversas imagens de como ele, Travis Barker e Matt Skiba estavam pintados a caráter como Coringa, que acabou de ganhar um filme de sucesso nos cinemas. Setlist https://www.instagram.com/p/B4JB4eAhUVi/ Feeling This The Rock Show Aliens Exist Cynical What's My Age Again? First Date Bored to Death Blame It on My Youth Generational Divide Built This Pool Adam's Song I Miss You Dysentery Gary Dumpweed Darkside Violence Bis: Skulls (Misfits cover) All the Small Things Dammit https://www.youtube.com/watch?v=_moXtcZqLBQ Veja Mais

Concorrendo com Amazon, Microsoft fecha contrato de US$ 10 bi com o Pentágono

Concorrendo com Amazon, Microsoft fecha contrato de US$ 10 bi com o Pentágono

canaltech A Microsoft ganhou um contrato bilionário com o governo dos Estados Unidos relacionado à segurança nacional. A empresa competia com a Amazon para ser o fornecedor de serviços sobre armazenamentos de dados em nuvem ao Pentágono por um período de dez anos. A decisão foi divulgada na última sexta-feira (25). As gigantes disputam um contrato chamado JEDI, sigla em inglês para empresa de infraestrutura conjunta de defesa. A Microsoft vai receber US$ 10 bilhões para fornecer sistema de armazenamento e bases de dados de nuvem para o Pentágono durante a próxima década. Ao menos cinco gigantes brigavam por este contrato no começo do ano passado: Amazon, Microsoft, IBM, Oracle e Google. Contudo, o Pentágono informou neste ano que somente Microsoft e Amazon tinham capacidade para crumprir suas exigências. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Segundo reportagem do New York Times, a Amazon se surpreendeu com a decisão, já que é líder em armazenamento em nuvem do mercado com o Amazon Web Services. De acordo a empresa, “um estudo detalhado simplesmente comparando as ofertas levava a uma conclusão diferente”, conforme informou em nota para o jornal norte-americano. Atualmente, a Amazon tem participação de 48% deste mercado, contra 15,5% da Microsoft. A decisão também pode ter questões políticas relacionadas. O presidente Donald Trump se mostrou vocal ao apoiar a Microsoft em críticas a Jeff Bezos, dono da Amazon e que também é dono do Washington Post, veículo de forte crítica ao presidente. Segundo a publicação, a escolha da Microsoft pode levantar a empresa no negócio de computação em nuvem. O contrato é considerado um dos maiores da história. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

Lucro da CCR cai 6,9% no 3º trimestre, para R$ 340,2 milhões

G1 Economia Queda do endividamento é considerada positiva porque o grupo deverá passar por uma renovação de portfólio nos próximos dois anos. O lucro da CCR voltou a cair no terceiro trimestre deste ano e ficou bem abaixo da expectativa de analistas do setor. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a redução do lucro líquido foi de 6,9%, para R$ 340,2 milhões. A receita da companhia ficou mais próxima das projeções do mercado e terminou o período em R$ 2,698 bilhões, um crescimento de 12,6% em relação ao mesmo trimestre de 2018. O tráfego consolidado do grupo avançou 6%, impulsionado principalmente pela nova operação da ViaSul (responsável pelas Rodovias de Integração do Sul), iniciada no começo de 2019. Excluindo o resultado da nova concessionária, haveria um aumento de 2% na movimentação. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em R$ 1,4 bilhão, um crescimento de 16,4%. A dívida líquida consolidada do grupo atingiu R$ 13 bilhões, um aumento de 3% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. O endividamento medido pela relação entre dívida líquida e o Ebitda ajustado caiu de 2,6 vezes para 2,3 vezes — indicando uma maior capacidade do grupo para contrair novos financiamentos. Essa redução é considerada positiva principalmente porque o grupo deverá passar por uma renovação de portfólio nos próximos dois anos — tanto pelo fim de contratos importantes, como a NovaDutra e a RodoNorte, quanto pela perspectiva de diversos leilões de infraestrutura atrativos nos próximos dois anos. Os custos totais do grupo no trimestre cresceram 9%, para R$ 1,77 bilhão. A principal alta foi na linha de depreciações e amortizações, que registrou aumento de 33,1%, para R$ 497,9 milhões. A alta se deve, principalmente, pela conclusão de investimentos nas concessionárias Metrô Bahia, MSVia e ViaQuatro, e devido à proximidade do final dos contratos rodoviários da RodoNorte e da NovaDutra, que terminam em 2021. Rodonorte CCR RodoNorte Veja Mais

Decisão sobre anúncios políticos coloca Facebook contra a opinião pública

Decisão sobre anúncios políticos coloca Facebook contra a opinião pública

canaltech Entre o final de setembro e o início de outubro, o Facebook confirmou uma informação que deixou muita gente preocupada: a de que, apesar de a empresa investir bastante em formas de conter o compartilhamento de fake news e campanhas de desinformação, a rede social não vai exigir que perfis e páginas de partidos políticos ou de candidatos sejam obrigados a passar por checagem de fatos em seus anúncios. Mesmo com a mudança, o Facebook garante que ninguém, nem mesmo perfis ligados a figuras políticas, conseguiria usar a rede social para criar anúncios cujo objetivo é reduzir o número de eleitores que comparecem às urnas. Mas parece que mesmo essa regra não está sendo seguida, pois o Washington Post descobriu, na semana passada, uma campanhas de anúncios voltados para eleitores do Arizona contendo mensagens que falavam que essas pessoas tinham problemas em seus registros de eleitores. E o pior de tudo: a origem deste anúncio foi um comitê de ação política (PAC) que apoia o presidente Donald Trump. No total, foram encontradas mais de vinte mensagens similares que foram exibidas como anúncios no Facebook para eleitores do Arizona nos últimos cinco meses, todas postadas pelo mesmo comitê. Perguntado sobre o caso, o Facebook se limitou a dizer que iria remover quatro das mensagens encontradas, e que as outras iriam passar pela verificação de uma empresa de fact-checking para decidir se seriam removidas. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Contra a parede Esse é apenas o mais recente caso de campanhas políticas tentado utilizar o Facebook como uma plataforma para amedrontar e enganar eleitores, e é uma das maiores preocupações de veículos de imprensa e do Congresso dos EUA com a aproximação das eleições de 2020. Em 2016, nas últimas eleições presidenciais, o Facebook muito usado para campanhas de desinformação que acabaram manipulando indiretamente o resultado das votações, e o medo é de que a empresa esteja se prestando ao mesmo papel para a eleição do ano que vem. Essa preocupação foi um dos motivos que levou o CEO da rede social, Mark Zuckerberg, a comparecer para depoimento diante do Congresso dos Estados Unidos na quarta passada (23). Durante o inquérito, a representante Alexandria Ocasio-Cortez, do Partido Democrata, perguntou para Zuckerberg se, por exemplo, ela resolvesse criar um anúncio falso no Facebook falando sobre como algum candidato do Partido Republicano apoiou o Green New Deal (um projeto de ruptura do atual sistema econômico feito de maneira drástica para se impedir a piora dos efeitos do aquecimento global, e que é visto como uma afronta ao modo de vida americano pelos apoiadores do Partido Republicano), se o Facebook teria alguma ferramenta para impedi-la de fazer isso. Zuckerberg afirmou que não saberia responder isso a ela naquele momento, mas que provavelmente ela conseguiria rodar esse anúncio na rede social sem grandes problemas. E a ideia logo foi colocada à prova: um comitê de ação política de apoio à candidatos de esquerda resolveu testar o Facebook criando uma campanha difamatória afirmando que Lindsay Graham, uma das figuras conservadoras mais importantes do Partido Republicano, apoiava o Green New Deal. Essa postagem foi criada e então postada em forma de anúncio no Facebook, que usou suas ferramentas de checagem para marcá-la como falsa e remover a campanha da plataforma. Perguntado sobre o porquê de esse conteúdo ter sido revisado, mas as postagens que vieram do PAC ligado à Donald Trump não, um porta-voz do Facebook confirmou aquilo que já se suspeitava: a postagem com mentiras sobre Graham passou pelo mecanismo de checagem da plataforma por ter sido criada por um grupo político independente, mas se essa criação fosse de alguém com ligações diretas à Ocasio-Cortez, o Facebook não teria tomado qualquer medida para evitar que essa mensagem falsa se espalhasse. Não se sabe exatamente por que o Facebook resolveu mudar essas políticas da rede social, já que, até o fim de setembro, todos os anúncios da plataforma tinham o conteúdo checados, independente de quem fizesse a postagem. Apesar de não confirmar os motivos da mudança, ela ocorreu na mesma semana que a senadora Elizabeth Warren apareceu pela primeira vez no topo das pesquisas para quem será o representante do Partido Democrata nas eleições presidenciais de 2020. Warren é a candidata que, em um áudio vazado no começo deste mês, Zuckerberg afirma que deve ser parada a qualquer custo, pois uma das principais plataformas da campanha dela é criar legislações para diminuir o poder de monopólio que o Facebook possui sobre o ecossistema das redes sociais. Outro ponto interessante é que, na mesma semana da mudança, Zuckerberg teve uma reunião à portas fechadas na Casa Branca com o presidente Donald Trump, e nenhuma das partes revelou o que foi discutido no encontro. Problemas internos Mas não é apenas a opinião pública e o Congresso que estão em cima do bilionário por conta dessa decisão: os próprios funcionários do Facebook não estão nada satisfeitos com isso. De acordo com o revelado pelo New York Times nesta segunda-feira (28), mais de 250 funcionários da empresa assinaram uma petição pedindo pelo retorno de um maior rigor na política de anúncios da empresa. A petição, que foi compartilhada no chat interno do Facebook, afirma que liberdade de expressão é diferente de pagar para dizer o que quiser, alertando que as campanhas de desinformação acertam de forma indireta até mesmo aqueles que não estão nas redes sociais, e que a atual política de não efetuar qualquer tipo de checagem nas publicações de candidatos à eleição é uma afronta a todos os valores da empresa, pois, ao invés de proteger os usuários da plataforma, o Facebook está dando carta branca para que políticos falem o que acharem melhor sem precisar comprovar nada, e afirmando indiretamente que todo e qualquer conteúdo postado por campanhas políticas é de confiança, mesmo com os inúmeros exemplos apenas da última eleição no país provando que isso não é verdade. A sugestão dos funcionários é simples: apenas voltar às regras antigas e obrigar os políticos a passarem pelo mesmo tipo de checagem que qualquer outra página ou perfil do Facebook. Outra sugestão dada pela petição é criar regras para que qualquer anúncio de campanha política fosse identificado visualmente como sendo uma propaganda política (para evitar, por exemplo, que as campanhas tentem passar maior credibilidade se passando por artigos da imprensa), e ainda que qualquer perfil vinculado a um político não tenha acesso a algumas opções de definição de público muito específicas (para evitar que o mesmo político crie campanhas com mensagens totalmente diferentes voltadas para grupos distintos da mesma região, como forma de manipular a imagem pública do candidato). Até o momento, o Facebook não se pronunciou sobre a petição. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

Por que será que fotos de Tim Cook usando AirPods são manipulações digitais?

Por que será que fotos de Tim Cook usando AirPods são manipulações digitais?

canaltech Depois que o CEO da Huawei, Ren Zhengfei, foi flagrado utilizando um iPad na fila do raio-x de um aeroporto, mais um CEO enfrenta rumores sobre o não-uso dos gadgets de sua própria marca. Sob os holofotes da vez está Tim Cook, o todo-poderoso da Apple, e sua estranha relação com os AirPods. Há fortes indícios de que o executivo não utiliza os fones sem fio da Maçã, com pelo menos três situações comprovando o fato. Nas situações citadas, o CEO teria simulado o uso dos fones de ouvido com a ajuda do Photoshop. Vamos aos fatos! A conta do Twitter pessoal do Tim Cook teve sua imagem de perfil alterada após o anúncio dos AirPods Pro. A seguir, a imagem anterior e a nova estão colocadas lado a lado, e a única diferença é a presença dos fones sem fio da Apple, além de um suave ajuste na posição do rosto do empresário. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Comparando as imagens de perfil, é fácil perceber que o gadget foi adicionado em edição (Fonte: The Verge) Em diferentes posts no Twitter do CEO, é possível perceber a adição do fone sem fio, como apontou Chaim Gartenberg em post na rede social. I can only draw two possible conclusions here: either someone had to photoshop an AirPod into Tim’s ear for the second picture, or someone had to photoshop an AirPod out of Tim’s ear for the first onehttps://t.co/48vEWiyMelhttps://t.co/D0tjCH5CqM pic.twitter.com/VCJZJhNSrc — Chaim Gartenberg (@cgartenberg) 20 de março de 2019 Em uma pesquisa de imagens rápida feita pelo The Verge, não foram encontrados outros exemplos de Cook usando AirPods, o que parece ser no mínimo suspeito. O mais próximo foi a entrevista da ABC News, dada em 2016, onde CEO diz que usa os aparelhos há um tempo e simula segurar um par, apenas. Depois destes três fatos, a questão é: por que o líder de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo não se deixou fotografar com esses aparelhos nos ouvidos? Compare os modelos: AirPods à esquerda e AirPods Pro à direita Com a reformulação do design original, os fones novos são mais arredondados, o que deve reduzir consideravelmente a queda dos aparelhos, quando plugados nas orelhas. Seria esse um pedido pessoal de Tim para usá-los? Talvez nunca descobriremos essa resposta. As possibilidades para essa questão são literalmente infinitas e, provavelmente, a resposta é muito menos interessante do que se especula. Em eventual comunicado à imprensa, a resposta oficial pode ser que o tempo do CEO é muito valioso para ele administrar a própria conta do Twitter, ou que ele ainda não teve tempo para fazer um ensaio fotográfico com os novos AirPods Pro. Seguimos de olho, em busca de uma imagem verdadeira do Tim Cook usando os fones da Apple! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Pedrão Baldanza (Som Nosso de Cada Dia, Sá & Guarabyra) morre em Belo Horizonte

Pedrão Baldanza (Som Nosso de Cada Dia, Sá & Guarabyra) morre em Belo Horizonte

R7 - Música Pedrão Baldanza Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Reprodução / Facebook Notícia triste para a música brasileira nesse final de tarde: Pedrão Baldanza faleceu aos 66 anos de idade. O baixista conhecido por trabalhar com nomes como Sá & Guarabyra, além da banda de rock progressivo Som Nosso de Cada Dia, tinha 66 anos de idade e segundo o site Rock Brasileiro, estava internado em Belo Horizonte em uma UTI. A causa da morte não foi revelada.   Pedrão Baldanza https://www.youtube.com/watch?v=DW9BBhtOzLA A morte de Pedrão foi comentada por diversos nomes importantes da música brasileira, como o produtor Pena Schmidt (Titãs, Ira!, Ultraje a Rigor), que falou a respeito no Facebook e disse que agora a banda Som Nosso de Cada Dia está 'reunida'. Luiz Carlos Sá, da dupla Sá & Guarabyra, também se manifestou: Uma banda que se mantém junta durante muito tempo vira uma família. Hoje perdemos um irmão. Adeus, Pedrão Baldanza, Pedroso, Don Pierre, você estará sempre com a gente em nossa música, em nossas viagens, em nossos palcos, em nossa amizade. Pedrão será velado no Funeral House em Belo Horizonte, a partir das 18h30 de hoje, 28/10 e a previsão é que ele siga para cremação às 12h de amanhã, 29/10. O endereço é Avenida Afonso Pena, 2158, Funcionários. Além de ter trabalhado com esses nomes, Baldanza ainda tocou com alguns dos maiores artistas da MPB, indo de Raul Seixas até Chico Buarque passando por Marina Lima, Ney Matogrosso, Erasmo Carlos e mais. Que descanse em paz. Veja Mais

Hígia finalmente pode ser considerado um planeta anão

Hígia finalmente pode ser considerado um planeta anão

canaltech Astrônomos do Observatório Europeu do Sul, no Chile, usaram imagens do Very Large Telescope (VLT) para confirmar que Hígia tem formato esférico. Assim, o Sistema Solar em breve deve totalizar seis planetas-anões oficialmente reconhecidos. Já faz algum tempo que observadores estão tentando riscar a última característica necessária para a confirmação de Hígia, atualmente classificado como asteroide, na mesma categoria de Plutão. E usaram um instrumento do VLT originalmente pensado para detectar planetas fora do Sistema Solar, o SPHERE. A descoberta foi publicada nesta segunda-feira, 28, na revista ‘Nature Astronomy’. O estudo é liderado por Pierre Vernazza, do Laboratório de Astrofísica de Marselha, na França, que ainda disse ter esperado encontrar ao menos uma grande cratera no corpo celeste, mas se surpreendeu com sua superfície relativamente lisa. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Hígia é o menor planeta-anão já descoberto (Imagem: ESO/P. Vernazza) "Este resultado foi uma verdadeira surpresa, já que esperávamos a presença de uma grande bacia de impacto", disse, em comunicado à imprensa. Astrônomos acreditam que Hígia surgiu de um objeto maior, após o impacto com algum outro objeto. Mas não conseguiram confirmar essa teoria ainda. O sexto planeta-anão De acordo com as imagens obtidas, os astrônomos disseram que Hígia possui 430 km de diâmetro. É mais ou menos a distância entre São Paulo e Rio de Janeiro, e dá cerca de um quinto de Plutão, o maior planeta-anão conhecido. Assim, todas as quatro características que classificam um corpo celeste na categoria estão preenchidas: Orbita o Sol; Não é uma lua; Tem órbita em torno do sol acompanhada por outros objetos com trajetória semelhante; É esferoide, descontadas algumas imperfeições. Além de Hígia, que ainda precisa ser reconhecido oficialmente como planeta-anão pela União Astronômica Internacional (IAU), e Plutão, há outros quatro corpos celestes no Sistema Solar já registrados: Haumea, Makemake e Eris, que ficam além da órbita de Netuno, o último planeta, e Ceres, que, assim como Hígia, está dentro do Cinturão de Asteroides.   Com o avanço tecnológico, a raça humana vai registrar cada vez mais planetas-anões na órbita do Sol. Há mais algumas dezenas de corpos celestes em observação que astrônomos estão tentando confirmar o status. Os estudos de Hígia ainda não acabaram. Astrônomos ainda esperam conseguir determinar sua origem. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Smartwatch da Xiaomi, AirPods Pro, Google quer a FitBit – Hoje no TecMundo

Smartwatch da Xiaomi, AirPods Pro, Google quer a FitBit – Hoje no TecMundo

Tecmundo Na edição do Hoje no TecMundo desta segunda-feira (28), falamos dos novos AirPods Pro revelados pela Apple, da data do anúncio do vindrouro smartwatch da Xiaomi e do interesse da Google na marca de wearables FitBit. Temos também novas informações sobre o Windows 10X, um golpe descoberto no Apple Pay e o anúncio de uma versão mais potente do processador Core i9 da Intel. Confira:1) Apple anuncia AirPods Pro com cancelamento de ruído ativo por US$ 2492) Apple Pay: homem é condenado por fraude usando cartões roubados3) Windows 10X tem detalhes de seu funcionamento vazados4) Google estaria interessada em comprar a FitBit [Sem link por enquanto. Atualizaremos quando estiver disponível]5) Primeiro smartwatch da Xiaomi com Android Wear chega dia 56) Intel anuncia o processador Core i9-9900KS Special Edition [Também sem link no momento. Atualizaremos quando estiver disponível]Leia mais... Veja Mais

WhatsApp Beta para Android já testa modo noturno no widget

WhatsApp Beta para Android já testa modo noturno no widget

Tecmundo Há algumas semanas, surgiram notícias de que os desenvolvedores do WhatsApp estariam se preparando para finalmente lançar o modo noturno do aplicativo. Agora, usuários da versão beta do app para Android começaram a receber uma atualização que traz o modo, pelo menos ao seu widget de visualização.O site Windows United foi o primeiro a apresentar a novidade, que apesar de ainda não estar presente em todo o aplicativo, pode ser ativada no widget de visualização, que pode ser criado na tela inicial do Android. O modo noturno é chamado de "night blue", com um tom de azul escuro já encontrado em diversos outros aplicativos, como o Twitter.Leia mais... Veja Mais

EUA podem estender suspensão de tarifa sobre US$ 34 bilhões de importações chinesas

G1 Economia Suspensão de cobrança de tarifas sobre produtos chineses está prevista para expirar em 28 de dezembro. O Escritório do Representante de Comércio (USTR) dos Estados Unidos estuda estender uma suspensão de cobrança de tarifas sobre US$ 34 bilhões em produtos chineses prevista para expirar em 28 de dezembro, informou a agência nesta segunda-feira (28). Presidente da China, Xi Jinping, e presidente dos EUA, Donald Trump, se cumprimentam em imagem de novembro de 2017. Damir Sagolj/Reuters O USTR, principal agência de comércio dos EUA, disse que receberia comentários sobre a proposta de suspensão de tarifas de 1º de novembro a 30 de novembro. Em dezembro de 2018, o USTR disse que, a pedido de importadores dos EUA, US$ 34 bilhões em importações de produtos chineses ficariam isentos de uma tarifa de 25% imposta pela primeira vez em julho de 2018. Em sua decisão sobre a possível prorrogação da suspensão de tarifas, o USTR vai avaliar os esforços dos importadores de obter os mesmos produtos nos Estados Unidos ou em terceiros países, de acordo com comunicado. Veja Mais

Exportadores se preocupam com relação entre Bolsonaro e Alberto Fernández

O Tempo - Política Se o presidente brasileiro entrar em colisão com o argentino, pode perder oportunidade de negócios com o país, que está fragilizado Veja Mais

Xiaomi Redmi 8 e 8A a partir de R$ 587 em 10x sem juros e com estoque no Brasil

Xiaomi Redmi 8 e 8A a partir de R$ 587 em 10x sem juros e com estoque no Brasil

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Smartphones Xiaomi já são uma verdadeira "febre" entre os brasileiros, e pode ter chegado a hora de você ter um Xiaomi recém lançado para chamar de seu sem as dores de cabeça de importar um aparelho chinês por conta própria. Estamos falando dos Redmi 8 e 8A com suas poderosas baterias de 5.000 mAh, e de comprá-los com a Amazon brasileira, claro. A maior rede varejista do mundo só vende em seu catálogo brasileiro produtos que já estão com estoque em território nacional, o que significa que você paga o preço final em reais, sem lidar com as taxas relacionadas ao processo de importação, pode parcelar em até 10x sem juros no cartão de crédito (coisa que os e-commerces chineses não costumam permitir), o frete é baratinho (e muitas vezes grátis), e você ainda conta com a Garantia A a Z, que o protege contra eventuais contratempos envolvendo o envio ou o estado do produto recebido. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Sobre o Redmi 8 Lançado agora em outubro deste ano, o aparelho traz tela IPS LCD de 6,2 polegadas e resolução HD+ protegida com Gorilla Glass 5, enquanto a parte traseira do smartphone tem capa de plástico com proteção contra respingos de água. Por dentro, o Redmi 8 traz chipset Snapdragon 439 de oito núcleos, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento (expansível a até 512 GB via microSD) e uma bateria para lá de poderosa com 5.000 mAh. A capacidade da bateria, por sinal, é um dos grandes diferenciais do aparelho, que tem especificações mais modestas mas compensa tudo isso ao permitir uso de cerca de dois dias com uma única recarga e, além de tudo, a bateria tem suporte a carregamento rápido de 18W. Na traseira, além do sensor de digitais, há uma câmera dupla com sensor Sony de 12 megapixels e outro sensor de profundidade com mais 2 MP, garantindo aquelas fotos que todo mundo ama com o fundo desfocado. Para selfies, a câmera frontal oferece 8 MP com HDR, que deixa as imagens mais atraentes graças a cores intensificadas e contraste aprimorado. Preços e opções do Redmi 8 Na cor preta: a partir de R$ 874 Na cor azul: a partir de R$ 874 Na cor vermelha: a partir de R$ 896 Sobre o Redmi 8A Já o Redmi 8A, lançado em setembro, é mais básico do que o Redmi 8, sendo ideal para aquelas pessoas que precisam ter um smartphone do tipo "bom, bonito e barato" em mãos e querem pagar pouco para entrar no "mundão" da Xiaomi. E por "bom" estamos falando em recursos que, apesar de modestos, são suficientes para aquele uso moderado do cotidiano. O aparelho também tem como grande destaque uma bateria poderosa de 5.000 mAh, que segura a onda por cerca de dois dias de uso sem exigir uma nova recarga. O restante das especificações traz processador Snapdragon 439 de oito núcleos, 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento, também com possibilidade de expansão para até 512 GB via microSD. Sua tela é uma IPS LCD de 6,2 polegadas e resolução HD, também contando com proteção Gorilla Glass, e ela abriga em seu recorte a câmera frontal de 8 MP. A câmera principal também é única, oferecendo 12 megapixels, ambas com HDR presente. Preços e opções do Redmi 8A Na cor preta: a partir de R$ 618 Na cor azul: a partir de R$ 587 Na cor vermelha: a partir de R$ 599 *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp e também do grupo no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Apple libera download do iOS 13.2, iPadOS 13.2 e tvOS 13.2 nesta segunda (28)

Apple libera download do iOS 13.2, iPadOS 13.2 e tvOS 13.2 nesta segunda (28)

canaltech Nesta segunda-feira (28) a Apple disponibilizou para todos seus clientes o iOS 13.2, iPadOS 13.2 e tvOS 13.2, as versões mais atualizadas do sistema operacional da empresa para iPhones, iPads e Apple TV, respectivamente. Em comum entre todos está o suporte aos AirPods Pro, os novos fones de ouvido sem fio da Apple. Mas, além do suporte aos novos fones da empresa, cada sistema operacional também traz algumas mudanças específicas deles. Os sistemas para dispositivos móveis (iOS e iPadOS) compartilham entre si diversas novas funções relativas ao uso de fones. Além de ambos adicionarem um recurso de cancelamento de ruído para os novos AirPods Pro, ambos os sistemas também recebem a função “Announce Messages with Siri”, que permitirá que a Siri leia automaticamente para você qualquer nova mensagem que tenha recebido. A opção funciona apenas com alguns modelos de AirPods e fones Beats, então essa função poderá não ser usada por todos os usuários. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- AirPods Pro (Imagem: Apple) Outra novidade que também é compartilhada por ambos os sistemas é a transparência das pastas de organização de atalhos da página inicial, que passa a se adaptar melhor à cor do plano de fundo do seu aparelho. Ambos os sistemas também recebem a função “Transfer to HomePod”, que permite que os usuários possam enviar de maneira mais rápida um áudio que está sendo reproduzido no celular ou tablet para o alto-falante inteligente da empresa. A atualização também permite que o HomePod reconheça comandos de mais de uma única voz, além de também incluir mais opções de automação para o HomeKit e o AirPlay2. Uma que é exclusiva não apenas do iOS 13.2, mas especificamente para os três modelos do iPhone 11, é a introdução da Deep Fusion, um sistema que utiliza algoritmos de IA e fotografias tiradas com diferenças na exposição para melhorar a qualidade das fotos, realçando detalhes e permitindo identificar melhor a diferença de textura entre os elementos que compõem a foto. Já para o tvOS, uma função exclusiva introduzida na atualização é a “AirPlay to TV” automatizada, que torna muito mais simples enviar qualquer vídeo ou áudio para ser reproduzido direto em uma Apple TV atualizada com o tvOS 13.2, assim como para alguns aparelhos de streaming para a TV fabricados por outras empresas que possuem o aplicativo Apple TV instalado. Foto tirada usando o Deep Fusion em um iPhone 11 (Imagem: Apple) Tanto o iOS 13.2, iPadOS 13.2 e tvOS 13.2 já podem ser baixados gratuitamente em todos os aparelhos da Apple que utilizam esses sistemas operacionais, e o download pode ser feito direto pelo menu de configurações dos aparelhos. A companhia também está trabalhando na atualização 6.1 para o watchOS, mas não há uma previsão de quando a nova versão do sistema operacional do Apple Watch será liberada. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Apple anuncia AirPods Pro, com cancelamento de ruído e design diferente Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Pacientes não identificados são reconhecidos em ressonância magnética Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

O Canaltech Ofertas é seguro? Tiramos todas as suas dúvidas

O Canaltech Ofertas é seguro? Tiramos todas as suas dúvidas

canaltech O Canaltech, além de manter você, leitor, sempre atualizado com as melhores notícias e novidades do mundo da tecnologia, conta também com um serviço eficiente de divulgação dos melhores (e menores!) preços de milhares de produtos de eletrônicos, como smartphones, itens de informática, produtos para gamers, televisores, acessórios, entre muitos outros. Estamos falando do Canaltech Ofertas! Lançada em 2018, a iniciativa conta com uma equipe que pesquisa diariamente as melhores ofertas disponíveis em grandes redes do varejo brasileiro, e as oportunidades são compartilhadas em grupos que temos tanto no WhatsApp quanto no Telegram. Diariamente, dezenas de oportunidades de ouro são postadas, muitas delas sendo ofertas relâmpago e outras selecionadas exclusivamente por nosso time de experts para os leitores do Canaltech. Para participar dos grupos do Canaltech Ofertas, é muito simples: basta acessar o link de convite para cada um deles (que você encontra no final deste texto). A partir desse momento, todas as melhores ofertas, promoções e descontos do mercado, principalmente para itens de tecnologia, serão disponibilizadas em primeira mão para você! O Canaltech Ofertas é confiável?  É comum desconfiarmos de ofertas que parecem "boas demais para ser verdade", já que existem muitos golpes na internet. No entanto, a equipe especializada do Canaltech Ofertas conta com profissionais experientes que, ao se depararem com uma nova oferta, verificam todos os detalhes da promoção em questão para somente divulgar ofertas verdadeiras e de lojas confiáveis. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Além disso, para fins de organização e, sobretudo, de segurança, somente os administradores dos grupos do Canaltech Ofertas são autorizados a postar qualquer conteúdo a respeito de produtos com desconto. Posso confiar nos cupons que o Canaltech Ofertas divulga? Todo e qualquer cupom divulgado pelo Canaltech Ofertas passa por um processo de verificação de veracidade. Nós não divulgamos "furadas" e tampouco golpes, então fique tranquilo pois temos todo um time de especialistas por trás de cada oferta disparada, seja nos grupos, seja no site. E você mesmo pode verificar a porcentagem abatida com um cupom durante o processo de compra, tudo antes de confirmar o pagamento — ou seja: você consegue confirmar o desconto oferecido pelos cupons por conta própria, não restando dúvidas de que tal promoção é mesmo autêntica. Normalmente, nós mostramos esse passo a passo nas ofertas divulgadas que exigem a validação de cupons para ganhar o desconto. Vale ressaltar que há cupons com prazo definido (e, nestes casos, os prazos são sempre informados por nós), e há cupons que podem expirar a qualquer momento — com essa decisão ficando sob responsabilidade da loja que ofereceu o cupom, apenas. Parceiros do Canaltech Ofertas Muitas das ofertas que divulgamos diariamente são de lojas parceiras do Canaltech Ofertas. Entre elas, estão nomes muito conhecidos no varejo brasileiro, incluindo as lojas do grupo B2W (Americanas, Submarino e Shoptime), além da gigante Amazon e também do Magazine Luiza. No "Magalu", inclusive, temos uma loja do próprio Canaltech na plataforma, como parte do programa Magazine Você. A nossa loja se chama Magazine Canaltechbr e sempre tem muitas oportunidades de comprar todo tipo de produto tecnológico por lá, pagando mais barato e contando com a expertise do Canaltech na escolha dos produtos. Vale ressaltar que, no Magazine Canaltechbr, todo o processo de cobrança, faturamento e logística é feito pelo próprio Magazine Luiza, que, além do site, possui mais de mil lojas físicas espalhadas pelo Brasil. Outro ponto legal que você deve ter em mente é que os preços em nossa loja muitas vezes são diferentes dos anunciados no site principal do Magazine Luiza, e o motivo é que o Magazine Você recebe ofertas exclusivas que não são divulgadas no site principal. E os benefícios não param por aí! Muitas ofertas divulgadas pelo Canaltech são compatíveis com o Ame Digital, que te dá ainda mais vantagens. O aplicativo disponível gratuitamente para Android e iOS serve para você pagar suas compras e ainda receber uma grana de volta, graças ao esquema de cashback. É só baixar o app, cadastrar seu cartão de crédito por ali e, quando escolher os produtos das lojas parceiras, escanear o QR Code do pedido para validar a compra pelo Ame. Depois, basta você fazer os pagamentos por meio do aplicativo, usando o seu cartão de crédito, e em até 30 dias poderá receber o valor proporcional do cashback — que fica em sua carteira digital Ame, e você pode usar esse valor em compras futuras nas lojas parceiras. Se o preço do produto for maior do que o seu saldo Ame, é só complementar o valor restante com o cartão de crédito cadastrado. E se você não gastar o que recebeu de cashback, o saldo Ame permanece ali na sua carteira até que você deseje gastá-lo, já que o valor não expira nunca e os cashbacks são cumulativos. Então você pode deixar o dinheiro ali acumulando à vontade e, no futuro, pode até mesmo fazer compras sem pagar nada! Outras dúvidas sobre o Canaltech Ofertas Buscamos responder algumas perguntas que são frequentemente apresentadas pelos usuários, a fim de que os descontos e promoções do Canaltech Ofertas possam ser aproveitados sem qualquer tipo de problema. Você pode conferi-las logo a seguir: Meu cupom do Canaltech Ofertas não está funcionando. Por quê? Alguns descontos disponibilizados pelos cupons são válidos somente para clientes que estejam efetuando sua primeira compra, principalmente quando são utilizados em aplicativos como o Rappi, iFood, Uber, entre outros. Por isso, vale verificar se existe algum aviso dentro do próprio app ou site informando sobre esse pré-requisito para a aplicação dos descontos. Além disso, é necessário sempre verificar se o item a ser comprado se encaixa nas regras de utilização do cupom de desconto. Existem cupons que podem ser usados somente para abater porcentagens do preço de livros, por exemplo. Caso eles sejam utilizados para produtos que não estão inclusos na promoção, o desconto não será efetuado. Se, mesmo constando como disponível no site do Canaltech, o cupom não estiver funcionando, isso significa que a promoção foi finalizada pela loja sem aviso prévio. Nesses casos, seu funcionamento depende somente da própria loja. Por que as ofertas duram pouco? A maioria dos sites parceiros do Canaltech Ofertas disponibiliza descontos que são válidos por determinado período de tempo ou enquanto durarem os estoques. Por isso, caso algum cupom de desconto tenha sido desativado antes do tempo proposto pela loja, provavelmente isso ocorreu porque o estoque do produto foi esgotado. Algumas superofertas, que acarretam em cupons com 50% de desconto ou mais, se encaixam em ofertas do tipo “relâmpago”, que têm como objetivo impulsionar o volume de vendas de determinado produto por tempo limitado, o que pode contribuir para o curto prazo de validade de seu cupom de desconto. Para utilizar o cupom tenho que pagar somente à vista? Os critérios de pagamento para utilizar cada cupom de desconto são estabelecidos pela própria loja. Há ofertas que só são válidas para pagamento à vista, sim, mas há diversas outras que permitem o parcelamento no cartão de crédito. O Canaltech Ofertas anunciou uma promoção, mas não existe um cupom. E agora? Nesses casos, não é necessário inserir nenhum código de cupom para obter seu desconto, pois o preço do produto já sofreu alteração dentro do próprio site. Basta efetuar sua compra normalmente e o desconto será obtido. Existe algum custo para utilizar os cupons de desconto do Canaltech Ofertas? Não! O serviço é totalmente gratuito, bem como sua participação nos grupos do WhatsApp e do Telegram. É possível utilizar os cupons de desconto para comprar em lojas físicas? Os cupons oferecidos pelo Canaltech Ofertas, bem como as promoções onde não é necessário inserir nenhum código, estão disponíveis somente para compras online. Algumas ofertas são válidas somente para compras feitas pelo website das lojas em questão, não valendo para os aplicativos de cada loja, por exemplo. Já outras valem para acesso em qualquer plataforma online — e não se preocupe, pois sempre deixamos claras essas condições a cada divulgação! Faça parte do Canaltech Ofertas e tenha acesso aos melhores descontos! Agora que você já sabe que o Canaltech Ofertas é confiável, e que com a gente você fica sabendo em primeira mão de muitas oportunidades incríveis de comprar aquele produto que você vem "namorando" há muito tempo, só que pagando mais barato, acompanhe as novidades na página do Canaltech Ofertas e, também, faça parte do nosso grupo no WhatsApp e no Telegram! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Apple anuncia AirPods Pro, com cancelamento de ruído e design diferente Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Pacientes não identificados são reconhecidos em ressonância magnética Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Pabllo Vittar se apresentará no MTV EMA 2019

R7 - Música Artista brasileira estará na premiação europeia ao lado de Sofia Reyes e Jhay Cortez Veja Mais

Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas

Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas

canaltech Depois de reclamar muito nas redes sociais, os fãs venceram: o visual de Sonic para os cinemas foi completamente remodelado e deixou para trás o estilo mais realista — que na verdade lembrava mais um lobisomem — e está bem mais cartunesco, semelhante a sua versão dos games mesmo. O novo design do personagem já havia sido visto no último dia 15 e agora um painel flagrado em um cinema confirma o layout final. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! A imagem apareceu por meio do usuário @BestInTheGalaxy, que afirmou tê-la recebido de um amigo que trabalha na Paramount Pictures. Ela teria sido registrada em uma sala de exibição que não foi identificada, nos Estados Unidos. Como é muito parecida com o vazamento anterior ainda deste mês, é bem possível que seja mesmo autêntico, veja: Breaking: A #SonicMovie standee featuring a newly redesigned Sonic was spotted at a undetermined location. This story is developing. #SonicNews pic.twitter.com/ymcgSYjg4a -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- — Tails' Channel - Celebrating 11 Years! (@TailsChannel) October 27, 2019 Como não há palavras oficiais da companhia, não dá para cravar com certeza que se trata mesmo de parte da divulgação do longa, que tem estreia prevista para o dia 14 de fevereiro de 2020. Mas, e aí, você gostou dessa versão? Ficou melhor que a do “lobisomem”? Diz aí nos comentários o que achou. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Apple anuncia AirPods Pro, com cancelamento de ruído e design diferente Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Pacientes não identificados são reconhecidos em ressonância magnética Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Robbie Williams ainda quer cair na porrada com Liam Gallagher

Robbie Williams ainda quer cair na porrada com Liam Gallagher

R7 - Música Liam Gallagher (Oasis) e Robbie Williams Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Wikimedia Commons Robbie Williams é um homem rancoroso, ao que tudo indica. O cantor revelou em uma nova entrevista que ainda é ressentido com Liam Gallagher, com quem brigou brevemente em 2000. E o melhor de tudo: ele ainda está disposto a sair na porrada com o ex-Oasis. Durante a o BRIT Awards daquele ano, os dois tiveram um desentendimento. Enquanto recebia seu prêmio por 'Melhor Vídeo', Williams perguntou para a plateia em quem eles apostariam 100 mil euros: ele ou Gallagher? A luta nunca aconteceu de fato, mas quem sabe agora? Em conversa com a GQ (via NME), Robbie falou sobre sua 'lista de inimigos': Quando você vai a um determinado lugar para se recuperar do alcoolismo, precisa escrever uma lista de ressentimentos -- o meu era tipo 'War and Peace'. Já sobre a luta com Liam Gallagher, o cantor revelou: Eu adoraria. Mas eu quero que seja uma luta profissional. Já vi o quanto [os youtubers] KSI e Logan Paul ganharam com algo assim e acho que poderíamos fazer isso. Mas, sim, acho que da última vez nos anos 30, Liam queria ir para uma ferrovia abandonada ou algo assim. Eu não quero fazer isso. Deve haver assobios e sinos por lá, eu acho... Sim, Liam e eu [brigando] seria uma coisa maravilhosa. E aí, Liam... vai encarar? Veja Mais

Ozzy Osbourne irá lançar um novo disco em Janeiro de 2020

Ozzy Osbourne irá lançar um novo disco em Janeiro de 2020

R7 - Música Ozzy Osbourne Tenho Mais Discos Que Amigos Reprodução/YouTube Boas notícias para os fãs de Ozzy Osbourne! Um dos nomes mais importantes da história do Heavy Metal irá lançar um novo disco de estúdio em Janeiro de 2020 e quem garante é a sua esposa, Sharon. Segundo a Loudwire, ela esteve no Jess Cagle Show, da rádio via satélite SiriusXM, e falou a respeito da saúde do marido, já que ele vem sofrendo com diferentes tipos de problemas há meses e inclusive foi obrigado a cancelar turnês. Ao comentar sobre o estado de Ozzy, ela ainda deu outra boa notícia: Ele está melhorando. Ele acabou de terminar um disco, e o disco será lançado em Janeiro. Ozzy Osbourne e Post Malone Sharon ainda falou sobre a recente parceria do marido com o rapper Post Malone, que aparece no disco Hollywood's Bleeding com a canção 'Take What You Want'. De acordo com ela, o som foi revigorante para o vocalista do saudoso Black Sabbath, que estava se sentindo 'inútil' por ter que ficar em casa: É um sucesso, está no Top 40 das rádios e crescendo a cada semana. Foi um grande empurrão para ele porque ele estava literalmente se sentindo inútil. Sharon Osbourne ainda completou, dizendo que o cara 'quase chorou' vendo coisas na televisão que tinham a ver com músicos e bandas: 'ele ficava dizendo, 'eu quero a minha vida de volta', e tem sido muito difícil para ele. Mas ele está melhorando. Ele voltará.' LEIA TAMBÉM: esse vídeo do Ozzy Osbourne fazendo uma tatuagem e tocando gaita irá melhorar seu dia Veja Mais

Alphabet | Baixo lucro por ação no terceiro trimestre decepciona acionistas

Alphabet | Baixo lucro por ação no terceiro trimestre decepciona acionistas

canaltech Apesar de apresentar um bom crescimento nos setores de anúncios e sistemas em nuvem, a Alphabet teve um trimestre bem abaixo das expectativas dos acionistas. Os resultados da companhia, relacionados ao terceiro trimestre de 2019, foram divulgados nesta segunda-feira (28), e no geral ficaram bem aquém do esperado pelos analistas. O número mais problemático mostrado pela empresa está no lucro por ação demonstrado no período, que fechou o período entre julho e setembro com o valor de US$10,12 - bem abaixo dos US$ 13,06 conseguidos no mesmo período do ano passado. Os analistas já esperavam que a empresa tivesse uma queda nesse indicador, mas a expectativa é de que isso ficasse em um valor de cerca de US$ 12,35, e a queda apresentada pegou os acionistas da empresa de surpresa. Um dos principais motivos para esse lucro tão baixo foi uma perda de US$ 1,5 bilhão que a empresa teve com investimentos no mercado de ações graças a apostas que não deram certo - como com a Uber e o Slack, que entraram no mercado de ações neste ano e desde então se mantêm em queda contínua. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Soma-se a isso o aumento nos custos operacionais da companhia, que chegaram a US$ 31,3 bilhões (25% maior do que os US$ 25,1 bilhões do mesmo período do ano passado) e é fácil entender por que o lucro foi tão baixo mesmo com um sólido crescimento nas principais áreas de negócios da Alphabet. Esse crescimento foi mais acentuado no setor de despesas administrativas, que cresceu 48% do ano passado para este, chegando a um valor total de US$ 2,6 bilhões. O motivo para esse aumento tão grande foi o acordo que a Alphabet fechou com o governo da França, em setembro, para finalizar uma disputa judicial sobre impostos não pagos pela companhia, quando a empresa concordou em pagar uma multa de US$ 554 milhões. Caso essa multa não fosse contabilizada, os custos administrativos da companhia teriam crescido apenas 16% no período. Esses problemas acabaram eclipsando os números positivos que a companhia obteve em seus ramos de negócio, como um crescimento de 21% nas receitas provenientes de anúncios do Google, que finalizou o período com US$ 33,01 bilhões, acima dos US$ 32,7 bilhões previsto pelos analistas. A companhia também apresentou um aumento consistente na categoria “outras receitas”, onde se somam os valores obtidos com o Google Cloud, com as vendas de aplicativos na Play Store, além das vendas equipamentos de hardware da empresa, como os smartphones Pixel. A receita desse setor cresceu 39% em relação ao ano passado, e ele já é responsável por cerca de 16% de todo o faturamento da Alphabet. Apesar de alguns resultados preocupantes, o fato de boa parte da culpa estar atribuída ao pagamento de uma multa não tirou o otimismo do mercado, e as ações da Alphabet fecharam o dia com uma leve valorização de 2%, alcançando um valor de US$ 24,87 por ação. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

Bolsas de NY fecham em alta; S&P 500 bate recorde de fechamento

G1 Economia O índice amplo de Nova York encerrou o pregão em alta de 0,56%, a 3.039,42 pontos; o Dow Jones valorizou 0,49% e o Nasdaq subiu 1,01%. O S&P 500 fechou a sessão desta segunda-feira (28) em nova máxima histórica de fechamento, enquanto o Nasdaq encerrou o dia a menos de cinco pontos de distância do seu recorde. O índice amplo de Nova York encerrou o pregão em alta de 0,56%, a 3.039,42 pontos, enquanto o Nasdaq subiu 1,01%, a 8.325,99 pontos, e o Dow Jones avançou 0,49%, a 27.090,72 pontos. Apesar da falta de catalisadores claros hoje, o otimismo dos investidores em relação às negociações comerciais entre Estados Unidos e China se mostrou suficiente para empurrar o S&P 500 a um novo recorde. O índice já havia operado brevemente acima da máxima de fechamento na sexta-feira (25), com a notícia de que o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, conversaram com o vice-premiê chinês, Liu He. Hoje, o presidente americano, Donald Trump, reiterou que o governo americano espera assinar a primeira fase do acordo comercial em novembro. Destaques A ação da Caterpillar — gigante industrial com forte exposição à China — fechou em alta de 0,24%, estendendo os acentuados ganhos de 4,39% da sexta, impulsionados pelo otimismo em torno das negociações comerciais. As grandes ganhadoras do dia foram, porém, as ações de tecnologia, que impulsionaram o Nasdaq a ganhos de mais de 1% hoje. No S&P 500, as ações de tecnologia lideraram os ganhos, com alta de 1,26%, seguidas pelas ações do setor de serviços de comunicação, que fechou em alta de 1,17%. As ações da Alphabet, a controladora do Google, fecharam em alta de 1,95% — no pós-mercado, os papéis recuavam 1,71% Logo após o fechamento em Wall Street, a companhia reportou queda de 23% nos lucros do terceiro trimestre. Os investidores se preparam também para os dados econômicos da semana. Além das decisões de política monetária do Federal Reserve (Fed, o BC americano) e do Banco do Japão, os Estados Unidos divulgam na sexta-feira (1º de novembro) o índice de atividade industrial do ISM e os dados do "payroll" de outubro. A expectativa dos investidores é de que o Fed corte juros pela terceira reunião consecutiva na quarta-feira (30). De acordo com o CME Group, a probabilidade implícita nos futuros dos Fed Funds de um corte na quarta-feira é de 95,1%. "Achamos que as ações estão bem atraentes nos preços atuais, dado o cenário de juros baixos", disse Dev Kantesaria, gerente de portfólio e fundador da Valley Forge Capital Management, à "Dow Jones Newswires". Veja Mais

'Por que estou desesperada para tirar implantes de meu bumbum'

Glogo - Ciência Blogueira norueguesa Sophie Elise viajou para o exterior a fim de realizar uma cirurgia plástica mais barata, mas agora está arrependida. Sophie é blogueira e uma celebridade norueguesa Sophie Elise Sophie Elise tinha 20 anos quando decidiu que queria um bumbum maior. A blogueira e celebridade norueguesa, que se descreve como uma mulher pequena e magra, afirma que queria dar uma "pequena levantada" naquela região de seu corpo. E não foi difícil saber onde começar a pesquisar sobre alternativas oferecidas pela cirugia plástica. No próprio Instagram dela havia vários influenciadores promovendo clínicas e cirurgiões plásticos especializados em gluteoplastia (aumento ou remodelagem do glúteo) e Brazilian Butt Lift (ou BBL, como é conhecida internacionalmente a técnica de lipoenxertia glútea), procedimento criticado por associações médicas do Reino Unido e dos Estados Unidos. Elise diz ter encontrado um lugar na Turquia que parecia de "alto nível". E o preço? Ela não revela, mas afirma ter sido uma barganha. "Honestamente, era bem mais barato do que poderia ser", relata ao programa Newsbeat, da Radio 1, da BBC. "Eles me venderam um sonho bastante luxuoso. O pacote incluía acompanhamento pós-cirúrgico, motorista particular, homecare, hospital aparentemente limpo. Senti que foi uma ótima escolha." Por que então, cinco anos depois de ter colocado os implantes nas nádegas, ela ficou desesperada para removê-los? Os problemas começaram quando ela voltou para casa. Como é uma "figura pública" na Noruega, com dois programas na TV, um podcast e quase 500 mil seguidores no Instagram, ela comentou sobre sua cirurgia logo depois ter passado por ela. E passou a ouvir das pessoas que o resultado parecia pouco natural, que os implantes não "combinavam" com o resto do corpo. "Agora eu vejo que foi algo que eu não deveria ter feito. Fiz tudo na correria. E agora posso dizer que não pensei direito sobre isso." Initial plugin text A jovem de 24 anos optou por implantes de silicone em vez do BBL, procedimento este que usa a gordura de outras partes do corpo e a injeta nas nádegas. Implantes podem ser uma opção melhor para pessoas com pouca gordura no corpo, mas geralmente resultam em mudanças maiores que o BBL e podem parecer menos naturais, segundo diversos cirurgiões plásticos. Sophie Elise afirma não ter se preocupado com isso, apesar dos alertas sobre viajar para o exterior em busca de cirurgias estéticas. Esse tipo de intervenção cirúrgica se tornou alvo de especialistas nos últimos anos, principalmente depois da morte de duas britânicas que viajaram à Turquia para realizar BBL. Pacientes "correm sérios riscos de complicações e até de morte" ao fazerem esse tipo de viagem, afirmou a Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos Estéticos. Segundo um grupo de associações americanas de cirurgiões plásticos, o BLL é a cirurgia estética mais perigosa de todas: a cada cerca de 3 mil pessoas que realizam o procedimento, uma morre. A embolia pulmonar é a principal causa de morte decorrente da intervenção, segundo os especialistas. Implante errado Sophie afirma que sofreu depois da cirurgia, mas é só agora que ela se tocou que tinha um corpo bonito e está sofrendo o impacto de suas decisões. A jovem encontrou um novo cirurgião, a partir de pesquisas em sites reputados, e não por meio de divulgações de influenciadores no Instagram. Mas há um problema. Ela não pode retirar completamente o silicone, apenas substitui-lo por um menor. "Na consulta eles disseram suspeitar que o silicone que implantaram em minhas nádegas eram para os seios. Obviamente isso não é uma coisa boa." Ela diz não se arrepender de ter feito um aumento das nádegas, mas da falta de proporção do implante. Initial plugin text Ela diz que seu maior arrependimento é "não ter feito uma pesquisa melhor". "É importante ser aberto para que as pessoas não caiam na mesma armadilha em que caí. Eu não quero pregar que ninguém faça nada. As pessoas têm que fazer o que quiserem. E o melhor conselho que tenho é fazer sua pesquisa. Não se apresse. E se for barato, provavelmente não vale a pena." O presidente da Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos Estéticos, Simon Withey, disse recentemente que pacientes "vulneráveis" estão sendo "visados abertamente" por meio de redes sociais e da internet para viajar para o exterior para uma cirurgia estética mais barata. Ele estima que há uma tendência de crescimento. "O resultado de ter essas operações fora do país pode ser devastador. Não é apenas a experiência do médico que precisa ser avaliada, mas também a triagem da saúde mental (do paciente)." A entidade faz alertas contra o "turismo de cirurgia plástica" e diz que "o padrão de atendimento não é equivalente em todos os países". Veja Mais

Prince detona Katy Perry e Ed Sheeran em carta recentemente encontrada

Prince detona Katy Perry e Ed Sheeran em carta recentemente encontrada

R7 - Música Prince em Purple Rain Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Divulgação É, parece que Prince não gostava muito da Katy Perry e do Ed Sheeran. Pelo menos é isso que diz uma carta do cantor. Dan Piepenbring, grande fã do artista que compilou material para uma biografia, encontrou várias anotações do músico em sua propriedade, Paisley Park. Nelas, Prince reclama que a indústria está 'tentando nos fazer engolir' músicas dos dois artistas. Ele completa: Não gostamos de suas músicas, não importa quantas vezes vocês as toquem. Eita... Biografia de Prince Piepenbring está prestes a lançar o livro The Beautiful Ones, que compila várias cartas do músico encontradas após sua morte. O autor ainda conta (via NME) que a quantidade de papéis que ele teve acesso foi 'surpreendente', com material de 1979 até 2002. The Beautiful Ones chega às prateleiras nesta terça-feira (29). LEIA TAMBÉM: Katy Perry está toda motoqueira no clipe da nova 'Harleys in Hawaii' Veja Mais

Realme cresce 808% e vira 7ª maior empresa de celulares do mundo

Realme cresce 808% e vira 7ª maior empresa de celulares do mundo

Tecmundo A empresa chinesa Realme está em uma onda de crescimento impressionante: de acordo com dados da Counterpoint Research, a companhia conseguiu vender 10 milhões de celulares durante o último trimestre, número que representa um aumento de 808% em comparação ao mesmo período do ano passado.Com o crescimento no volume de vendas, a empresa se tornou a sétima fabricante que mais vende smartphones no mundo, chegando mais perto de marcas como Xiaomi, Apple, Huawei e Samsung.Leia mais... Veja Mais

Cão foi herói anônimo da ação em ataque contra líder do Estado Islâmico

O Tempo - Mundo O animal, que foi levemente ferido e se recupera, teve sua identidade protegida porque continua 'no cenário das operações' Veja Mais

ESET descobre adware que afetou mais de oito milhões de usuários Android

ESET descobre adware que afetou mais de oito milhões de usuários Android

canaltech A empresa de segurança ESET anunciou nesta segunda-feira (28) a descoberta de uma campanha de adware na Google Play Store que afetou cerca de oito milhões de usuários Android de todo o mundo no ano passado. Lukas Stefanko, pesquisador de segurança cibernética da ESET, conta que existiam 42 aplicativos fazendo parte desta campanha, com 21 deles ainda disponíveis no início da investigação. "A equipe de segurança do Google removeu todos esses aplicativos assim que reportamos, mas eles ainda estão disponíveis em lojas de terceiros", explicou. Os aplicativos faziam parte de categorias variadas, como jogos simples, estações de rádio e download de vídeos, mas todos com o objetivo de monetizar com a navegação do usuário, sem que ele saiba. Os adwares são capazes de não só exibir os anúncios, como também reproduzir e baixar no dispositivo. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Imagem: Reprodução/ESET A vítima acaba nem percebendo da tática, que envolve a criação de atalhos ocultos de acesso, fingindo se tratar do Google ou do Facebook. "O adware substitui esses dois aplicativos, fingindo ser legítimo, para evitar suspeitas e permanecer no dispositivo por mais tempo possível", revela o pesquisador. Embora o adware não seja tão perigoso quanto malwares em geral, a sua manipulação pode trazer desconforto na experiência do usuário, por isso é recomendada a instalação de uma solução de segurança em cada dispositivo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

"Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias

canaltech Caneta azul, azul caneta, caneta azul está marcada com minha letra. Se você leu essa frase cantando, já sabe do que se trata. E se você não faz ideia do que está acontecendo, calma que o Canaltech te explica. Acontece que, de uns dias para cá, o vídeo de um homem cantando essa música intitulada Caneta Azul simplesmente estourou nas redes sociais. No YouTube, onde foi hospedado originalmente no dia 18 de outubro, alcançou nada menos que 3 milhões de visualizações até o presente momento. Resultado: muita gente comentando sobre o vídeo no Twitter e nas demais redes sociais, e até mesmo vários famosos gravando vídeo cantando o "hit" do momento. Ninguém sabe o que esperar do universo dos memes. Tudo está quieto, e do nada um vídeo, uma frase ou uma foto passa a reinar na internet. Tão súbito quanto é o sucesso de um viral, é também sua queda. Você provavelmente lembra de memes que fizeram um sucesso imensurável antes, mas que agora não são mais comentados (como "Eita Giovana" ou o "Já acabou, Jéssica?", por exemplo, que também entraram na internet com os dois pés na porta e ficaram conhecidos pelo país inteiro). De qualquer forma, confira o vídeo que tem conquistado os corações dos internautas brasileiros: -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.-   Basicamente, a música composta pelo maranhense Manoel Gomes conta a história de um estudante que perdeu sua caneta azul no caminho da escola e deseja encontrá-la novamente. A causa de tanto buzz ainda é desconhecida: a simplicidade, talvez, nas suas duas estrofes e um refrão? Ou o sentimento singelo de um rapaz por seu objeto favorito (a tal da caneta azul)? Qualquer que seja o motivo para o sucesso, o fato é que ele é inegável, com a lista de famosos envolvidos com o meme apenas aumentando: Simone (da dupla com Simaria), Wesley Safadão, Thiago Brava, Tirulipa, Rodrigo Faro, Eduardo Costa e Neymar — por enquanto. Manoel já chegou até mesmo a ser chamado para cantar Caneta Azul com Thiago Brava ao vivo no palco de um show do músico, e até um deepfake do presidente Bolsonaro cantando a música chegou a ser feito. Além disso, o responsável pela canção já alcançou mais de 76 mil seguidores no Instagram.   Enquanto, para muitos, o vídeo não teve a mínima graça, para outros — e principalmente depois de cair nas graças dos cantores sertanejo —, visualizar o vídeo repetidamente e compartilhar nas redes sociais fez todo sentido. E para você, faz sentido? O que acha do meme do momento? Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Apple alerta: iPhone 5 não vai mais funcionar se o iOS não for atualizado Veja Mais

Lucro da Alphabet, dona do Google, cai 23% no 3º tri, para US$ 7 bilhões

G1 Economia Provisão para impostos e aumento da despesas afetaram o resultado; receita subiu 20%, para US$ 40,5 bilhões. Receita da dona do Google chegou a US$ 40,5 bilhões no terceiro trimestre REUTERS/Dado Ruvic A Alphabet, dona do Google, encerrou o terceiro trimestre de 2019 com lucro líquido de US$ 7,07 bilhões (US$ 10,12 por ação), queda de 23% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando somou US$ 9,19 bilhões (US$ 13,06 por ação). Entre os pontos que influenciaram o resultado líquido no terceiro trimestre está uma provisão para Imposto de Renda de US$ 1,56 bilhão, 75% superior à provisão de US$ 891 milhões no ano passado, e outras despesas líquidas de US$ 549 milhões, contra uma receita de US$ 1,46 bilhão um ano atrás. De julho a setembro, a receita somou US$ 40,5 bilhões, alta de 20% na comparação anual. Deste total, a receita com publicidade somou US$ 33,9 bilhões, crescimento de 17%, e a rubrica outras receitas somou US$ 6,43 bilhões, alta de 38,5%. Os custos e despesas também subiram 25% do terceiro trimestre de 2018 para o de 2019, para US$ 31,32 bilhões. Nas negociações após o fechamento do mercado na Nasdaq, em Nova York, as ações da Alphabet caíam mais de 1%, a US$ 1.275,00. No pregão regular, os papéis subiram 1,95%, a US$ 1.288,98. Veja Mais

Dificuldades para dormir? Veja como o seu smartphone pode te ajudar

Dificuldades para dormir? Veja como o seu smartphone pode te ajudar

canaltech A situação é a seguinte: você, em meio a uma rotina tão corrida e cheia de preocupações, consegue finalmente se deitar para dormir. O problema é que a cabeça continua a mil, e o sono não vem de jeito nenhum. Felizmente, alguns aplicativos podem te ajudar com a dificuldade para dormir, com alguns recursos de relaxamento como músicas ou exercícios de respiração. Recursos nativos do iPhone Hora de Dormir e Night Shift ajudam usuários de iOS a dormir com mais facilidade Para quem usa iPhone, o próprio sistema já possui algumas funcionalidades relativas ao sono. Uma delas é o recurso Hora de Dormir. Ele faz algumas perguntas sobre sua rotina, como o horário de despertar e a quantidade de horas de sono ideal, faz cálculos com base nisso e te avisa quando chega a hora de dormir. De manhã, o alarme toca em um momento de sono mais leve, para ficar mais fácil de acordar. O recurso também exibe um histórico da quantidade de tempo que você passou dormindo ou acordado, que pode ser visto no app Saúde. Outro recurso do iOS que ajuda os usuários para dormir com mais facilidade é o Night Shift, que ajusta automaticamente as cores da tela para os tons mais quentes do espectro, deixando a tela mais agradável aos olhos. Na prática, ele usa o relógio e a localização geográfica do dispositivo para determinar a hora do pôr do sol onde você está. Em seguida, altera automaticamente as cores da tela para cores mais quentes. Pela manhã, a tela volta para os ajustes normais. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Sleepo Sleepo, disponível para Android, traz vários sons diferentes que podem ser combinados e gravados Já que falamos sobre iOS, vamos falar sobre um app que os usuários de Android podem aproveitar. O Sleepo oferece uma coleção de sons em HD que podem ser combinados para formar ambientes para relaxamento. Você pode escolher entre diferentes tipos de chuva (como chuva na janela, ondas do oceano, trovões, por exemplo), sons da natureza (floresta, riacho, cachoeira, etc), sons da cidade (como metrô, trem, ventilador, avião), ruídos ou instrumentos musicais, e até gravar as suas combinações favoritas para que elas estejam sempre à disposição. Além disso, você também pode programar o timer para que ele pare automaticamente o app. Vale lembrar que o Sleepo não necessita de uma conexão de internet, e por isso você pode utilizá-lo em qualquer lugar sem se preocupar com uso de dados. Ele está disponível gratuitamente para Android, e pode ser encontrado na Play Store. Relax Melodies O diferencial do Relax Melodies é que ele também conta com meditações guiadas e músicas já prontas Outra opção para quem tem dificuldades na hora de pegar o sono, o aplicativo Relax Melodies é gratuito e está disponível tanto para dispositivos Android quanto para dispositivos iOS. Basicamente, assim como o anteriormente apresentado aqui, esse outro app é um acervo de sons relaxantes para estimular o sono, como chuva, pássaros ou instrumentos musicais. Você consegue selecionar diversos sons e controlar os volumes, misturando as melodias (o que pode ser salvo, também). No entanto, um diferencial é que há também algumas músicas prontas e uma aba com meditações guiadas para dormir. É válido ressaltar que algumas músicas estão disponíveis apenas na versão premium do app. Atmosphere O Atmosphere, além dos sons relaxantes, também conta com frequências estimulantes Para quem tem dificuldades para dormir, o Atmosphere pode se apresentar como um prato cheio. Acontece que o aplicativo traz um mix de sons da natureza, como praia, floresta, urbano, subaquático, casa, parque, campo, e até mesmo outros tipos de sons, como oriental e instrumental. O app traz um temporizador, para que as músicas sejam encerradas em determinado período. O grande diferencial é uma aba chamada frequências estimulantes, com sons cuja premissa é estimular o relaxamento, a criatividade e a redução de stress e de ansiedade. Você consegue baixar o app tanto no Android quanto no iOS, gratuitamente. Dormir Ciclo Alarme Rastreador O Dormir Ciclo Alarme Rastreador traz histórico do sono, tem músicas relaxantes e até um plano de exercícios Basicamente, o Dormir Ciclo Alarme Rastreador é um despertador inteligente, cuja premissa é deixar você se sentindo descansado depois de cada noite de sono. Ele usa algoritmo avançado para determinar a sua fase de sono, e disparar o alarme no momento mais apropriado. Além disso, o aplicativo (que pode ser baixado no Android e no iOS também) pode ser usado para ouvir sons relaxantes de natureza, para adormecer com mais facilidade. O app é indicado para pessoas com apneia do sono, problemas de ronco, fadiga, estresse, cansaço, exaustão e falta de sono. Ah, e no momento em que a noite de sono se inicia, o Dormir Ciclo Alarme Rastreador automaticamente abaixa o brilho do smartphone, para que o usuário realmente se concentre em dormir. Na versão premium, é possível obter relatórios do sono e suas análises, e até mesmo criar planos de treinamento físico. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

‘Com tristeza e indignação, recebi a notícia de que uma das minhas obras foi vandalizada’, desabafa autora de tela rabiscada por Carlinhos Maia

G1 Pop & Arte Quadro estava em quarto utilizado pelo humorista em um hotel de Aracaju. Carlinhos Maia rabisca quadro em hotel e é criticado na internet Reprodução/Instagram/CarlinhosMaiaof Na tarde desta segunda-feira (28), a artista plástica Lau Rocha falou pela primeira vez, através de uma rede social, sobre o episódio em que o humorista Carlinhos Maia rabiscou o quadro da artista que estava no quarto de um hotel, onde ele ficou hospedado no final de semana, em Aracaju. “Com tristeza e indignação, recebi a notícia de que uma das minhas obras foi vandalizada e exposta em uma rede social, por pessoa que aparenta ter influência na juventude deste país. Venho de uma família de que possui a expressão do belo como manifestação do caráter e foi um choque ver o descaso da pessoa em questão pelo meu sentimento expressado na obra, que é o patrimônio moral do artista. Não autorizei a vandalização, que feriu minha alma e me expôs de maneira absolutamente constrangedora”, diz a nota. Rede social de Lau Rocha Reprodução/Rede Social Lau, que tem 59 anos, é sergipana da cidade de Propriá (SE) e há 25 anos está envolvida nas artes plásticas, espera que o fato sirva de exemplo para se aprender sobre respeito e dignidade. “Sob pena de estarmos num caminho de desumanização muito perigoso para essa juventude que espera ações responsáveis daqueles que conquistam projeção midiática”, completou. A artista falou também que está tomando as providências legais para reparar o dano. “Para que se compreenda que há um limite para a banalização da arte, que creio ser uma das mais importantes formas de transformação social. Agradeço a todas as manifestações de afeto e asseguro que permanecerei realizando o meu propósito de embelezar este mundo com arte”, finaliza. Veja momento em que Carlinhos Maia rabisca quadro em hotel de Sergipe O início da polêmica Primeiro o humorista postou vídeos, em rede social, falando que tinha ficado assustado com o quadro de uma mulher sem rosto, durante a noite; Já de manhã Maia, então, pegou uma caneta e colocou olhos e boca no quadro enquanto era filmado por seu marido Lucas Guimarães; Na sequência, ele postou uma foto com a legenda: "Os hóspedes desse hotel vão me agradecer". Após ser criticado, Maia fez outros vídeos falando que teve autorização para rabiscar o quadro. "Antes de riscar e deixar minha marca, como eu já fiz em outros hotéis que permitiram a brincadeira, eu liguei para dona do hotel, a Dani, que é uma pessoa que me recebe há quatros nesse hotel e ela me autorizou brincar", disse. O G1 Sergipe procurou a proprietária do hotel e recebeu a informação que ela está em viagem e que não iria comentar o assunto. Veja Mais

CT News 28/10/2019 (CC9 Pro - novo smartphone da Xiaomi traz 5 câmeras e 108 MP)

CT News 28/10/2019 (CC9 Pro - novo smartphone da Xiaomi traz 5 câmeras e 108 MP)

canaltech Xiaomi apresenta CC9 Pro, smartphone com cinco câmeras // Uber testa ferramenta para motoristas recusarem pagamento em dinheiro // AirPods Pro anunciados com cancelamento de ruído // Google negocia compra da Fitbit // Windows 10X une características com Android e iOS Ouça ao podcast. Veja Mais

WarnerMedia assume controle do canal HBO em quase toda a América Latina

WarnerMedia assume controle do canal HBO em quase toda a América Latina

canaltech Na última sexta-feira (25) a WarnerMedia comprou todas as ações da HBO que pertencia ao grupo Olé Communications, tornando-se assim a responsável pela distribuição dos canais HBO em todos os países da América Latina que não sejam o Brasil. Com a aquisição, o braço de entretenimento da AT&T se torna dono da transmissão de todos os canais HBO, do Cinemax e do serviço de streaming HBO Go na América Latina. Mas, o mais importante: a aquisição permite que a empresa lance uma versão em espanhol do HBO Max, o serviço de streaming da WarnerMedia que deverá centralizar em um único lugar conteúdos de todas às produtoras pertencentes à empresa, que é dona da Warner Bros. e da HBO. Apesar de a empresa estar investindo bastante na América Latina, o mesmo não deverá acontecer tão cedo no Brasil. Isso porque o presidente da WarnerMedia, Gerhard Zeiler, reiterou que todos os investimentos no país estavam suspensos até que o Congresso defina as mudanças na lei da TV paga que autorize a fusão da WarnerMedia com a AT&T por aqui. Zeiler afirma que a opção de comprar toda a operação existente hoje no Brasil ainda está de pé, mas que por enquanto ela continuará apenas como uma opção para quando a situação regulatória da empresa por aqui estiver resolvida. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Isso ocorre porque, aqui no Brasil, a legislação sobre os canais de TV paga impedem que a mesma empresa seja uma operadora de TV (a empresa que oferece os pacotes de canais) e uma produtora de conteúdo ao mesmo tempo. E esse é o entrave para que a fusão entre AT&T e WarnerMedia seja aprovada por aqui, pois enquanto a segunda é dona da Warner Bros. (que produz conteúdos para a TV paga), a AT&T é dona da Sky, uma operadora de TV. Atualmente, tramitam no Congresso diferentes textos que atualizam a legislação para permitir que a fusão da AT&T e da WarnerMedia possa se completar no Brasil. A fusão da empresa já foi aprovada, com algumas condições, pelo Cade (Comitê Administrativo de Defesa Econômica) e se encontra em análise pela Anatel, então é possível que nos próximos meses tenhamos novidades sobre essa questão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Zé Silva lança hoje livro sobre obras paradas no país

O Tempo - Política Publicação reúne trabalhos realizados pela comissão externa da Casa, presidida pelo parlamentar, que foi criada para acompanhar as obras públicas da União em andamento no país Veja Mais

Outubro Rosa: portal Mamaze traz informações sobre câncer de mama

Outubro Rosa: portal Mamaze traz informações sobre câncer de mama

Tecmundo O movimento Outubro Rosa marca uma série de atividades de prevenção e conscientização sobre o câncer de mama há aproximadamente 15 anos no país. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer, esse tipo da doença é o que mais atinge as mulheres brasileiras com essa patologia, com um percentual de aproximadamente 29%. E embora nos dias atuais diversos tratamentos já sejam possíveis, a prevenção através da manutenção de hábitos saudáveis, o autoexame e, principalmente, a frequência do acompanhamento médico, ainda são as principais ferramentas.E para munir as mulheres (e os homens também!) de informação sobre o assunto, a agência DPZ&T através de parceria com a UmStudio Code & Motion e apoio dos Institutos Vencer Câncer e Oncoguia, apresentou um novo portal em formato de jogo preparado exclusivamente para dispositivos mobile (ao acessar pelo notebook o portal exibe uma mensagem indicando que o acesso deve ser realizado pelo celular).Leia mais... Veja Mais

Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa

Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa

canaltech Dificilmente você vai conhecer alguma pessoa que nunca ouviu falar no Google, seja o próprio mecanismo de busca ou quaisquer outros serviços que pertencem à companhia de mesmo nome. Se você, usuário fiel, já se perguntou qual é a história por trás do nome Google, quem foi o responsável por fundar a empresa, entre outras coisas do tipo, está no lugar certo. A seguir, saiba quem fundou o Google, como o processo de desenvolvimento do site ocorreu, entre outros detalhes da história do mecanismo de pesquisa que evoluiu a ponto de criar uma das empresas mais famosas do mundo. Quem fundou o Google? A pergunta “Quem fundou o Google” é frequentemente pesquisada, uma vez que todos parecem ter curiosidade sobre quem e o que possibilitou o processo de criação do maior site de buscas da história da web. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Inicialmente, o site de pesquisas surgiu como um projeto de dois doutorandos da Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin, que tinham como objetivo analisar as propriedades matemáticas da Internet. Na época, mecanismos de pesquisa famosos como o Yahoo! funcionavam através de bancos de dados manuais, classificando os domínios de acordo com o volume de buscas de um termo e resultados com possíveis respostas ao que estava sendo pesquisado. Não satisfeitos com o modo como esses mecanismos atuavam, Page e Brin decidiram criar um motor de busca que podia analisar, além do volume de buscas, as relações dos usuários com cada página visitada, a quantidade de buscas e a qualidade dos links que apareciam nas primeiras páginas. A partir desse projeto, os fundadores do Google puderam investir em um mecanismo mais inteligente, que tornava a própria experiência da pesquisa mais otimizada para que tudo estivesse de acordo com a necessidade dos usuários. Larry Page e Sergey Brin, fundadores do Google (Foto: Divulgação) Mais sobre a história do Google Inicialmente, o nome dado ao projeto dos fundadores do Google era “BackRub”. Rapidamente, ele se tornou o Google, sendo que este nome surgiu através do termo Googol, que serve para ilustrar valores muito grandes (correspondentes ao grande número de páginas exibidas pelo site a cada pesquisa). Brin e Page não sabiam como pronunciá-lo corretamente e, por isso, a grafia acabou se tornando a que conhecemos hoje. O site foi ao ar em janeiro de 1996, com uma interface comum à época. Inicialmente, ele rodava somente nos servidores da Universidade de Stanford. No entanto, pouco tempo depois, os fundadores do Google perceberam que o projeto poderia se tornar algo mais concreto e rentável. No dia 15 de setembro de 1997, o nome foi oficialmente registrado e, em 4 de setembro de 1998, o serviço, já distribuído para outros servidores, iniciou suas atividades. Primeiro layout do Google nos anos 1990 (Imagem: Reprodução/Internet Archive) Início do Google enquanto empresa A distribuição após a fundação do Google culminou na abertura de uma empresa de mesmo nome que, no início de sua trajetória, ficava localizada em uma garagem na Califórnia, cuja dona era Susan Wojcicki, amiga de Brin e Page. O primeiro funcionário do Google enquanto empresa foi Craig Silverstein, amigo dos fundadores e também um doutorando em Stanford. Silverstein ficou na empresa por muitos anos, até 2012, quando saiu para se juntar ao time responsável pelo funcionamento da Khan Academy, plataforma online de estudos. A dona da garagem, Wojcicki, também se juntou ao time dos fundadores, porém só em 1999, quando se tornou a primeira gerente de marketing da empresa. Caso você já tenha ouvido falar no nome dela, mas não se lembra de onde, não é para menos: Wojcicki é CEO do YouTube desde 2014. A partir de 1998, o projeto Google começou a receber inúmeros investimentos. O primeiro grande investidor, Andy Bechtolsheim, investiu nada menos do que US$ 100 mil. Em 2004, a empresa pôde abrir seu capital na bolsa de valores, iniciando venda de ações. Susan Wojcicki, CEO do Youtube (Foto: TechCrunch/Flickr) Google no Brasil O site chegou oficialmente ao Brasil no início dos anos 2000, quando o domínio google.com.br pôde ser registrado. Nessa época, a sede que administrava o site era localizada nos Estados Unidos. Somente quatro anos depois o Google Brasil foi registrado com um CNPJ. Em 2005, o primeiro escritório brasileiro do Google foi construído em Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, e este foi o primeiro escritório da empresa fora dos Estados Unidos. Logo depois, o escritório em São Paulo foi aberto. Esta sede é, até hoje, a principal do Brasil. Sede do Google em Belo Horizonte (Foto: Reprodução/Youtube) O que os fundadores do Google fazem atualmente Larry Page Nos dias de hoje, Larry Page é CEO da Alphabet Inc., a holding responsável por abrigar o Google e outras subsidiárias muito importantes, como a Fiber (operadora de Internet) e a Nest, empresa que fabrica dispositivos inteligentes da Internet das Coisas. Além disso, a Alphabet Inc. abriga a X, antiga Google X, voltada para a área de Inteligência Artificial e Neurociência (foi ela, inclusive, que nos apresentou o Google Glass). Incrível, não é mesmo? Larry Page (Foto: Carlos Alvarez/Getty Images) Sergey Brin Já Brin, co-fundador do Google, é presidente da Alphabet, ainda atuando junto de seu antigo amigo e parceiro de projetos. Ele foi um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Google Glass e também dos carros autônomos que pertencem à empresa. Durante o processo de criação do Google, Brin foi responsável por desenvolver o layout da página inicial do site. Sergey Brin (Foto: Justin Sullivan/Getty Images) Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Colisão entre galáxias forma rosto fantasmagórico no meio do universo Veja Mais

Apple anuncia AirPods Pro com cancelamento de ruído; preço no Brasil

Apple anuncia AirPods Pro com cancelamento de ruído; preço no Brasil

R7 - Música Airpods Pro Tenho Mais Discos Que Amigos Reprodução/YouTube A Apple acaba de anunciar mais uma novidade que vai doer no bolso de seus consumidores. A marca americana divulgou nesta segunda-feira (28) a sua nova geração de fones de ouvido sem fio, os AirPods Pro. O produto é uma evolução do AirPod original, primeiro fone bluetooth lançado pela marca. O principal diferencial no novo fone é o cancelamento de ruído, algo que a primeira geração não tem. No AirPods Pro, o design é intra-auricular e tem um tamanho menor, assim como a case carregadora que acompanha o fone. O modelo conta com o chip Apple H1, que promete melhor integração com outros dispositivos da marca e permite, também, acionar a Siri diretamente por comandos de voz. O lançamento nos Estados Unidos acontece nesta quarta-feira (30), enquanto o Brasil ainda não tem uma data definida. No site oficial da Apple por aqui, o preço do AirPods Pro é R$ 2.249,00. Salgado, hein? Assista ao vídeo de introdução abaixo. https://www.youtube.com/watch?v=IC9urbiVp4M Veja Mais

Nova pele artificial confere sensações a dispositivos eletrônicos

Nova pele artificial confere sensações a dispositivos eletrônicos

Tecmundo Um time de cientistas desenvolveu uma nova pele artificial que permite que aparelhos eletrônicos como celulares, dispositivos usáveis, computadores e próteses detectem sensações e identifiquem gestos, movimentos e ações como carícias, cócegas e beliscões através do toque. Veja no vídeo a seguir – e se prepare, pois, a aparência da pele sintética é ligeiramente perturbadora! Assista à demonstração:Leia mais... Veja Mais

Robert Evans, produtor de 'O Poderoso Chefão' e 'O Bebê de Rosemary', morre aos 89 anos

G1 Pop & Arte Ele tentou carreira de ator, mas foi ao produzir clássicos dos anos 60 e 70 que fez sucesso. Robert Evans, produtor de 'O Poderoso Chefão', em 2014 Frazer Harrison / AFP O lendário magnata de Hollywood Robert Evans, que produziu clássicos dos anos 1970, como "O Poderoso Chefão" e "Chinatown", morreu aos 89 anos, informou seu agente nesta segunda-feira (28). Não foram dados mais detalhes sobre as causas da morte do produtor, conhecido por salvar os estúdios Paramount, assim como por seu estilo de vida que incluiu sete casamentos e dependência em cocaína. Segundo o agente de Evans, ele morreu no sábado, mas fontes próximas ao produtor informaram que a morte ocorreu na sexta-feira. Clássicos dos anos 60 e 70 Evans assumiu a direção de produção da Paramount em 1966, quando tinha apenas 36 anos, iniciando uma era de grande sucesso para o estúdio produzindo clássicos como "O Bebê de Rosemary" (1968), do diretor Roman Polanski, seguido de "O Poderoso Chefão" (1972), de Francis Ford Coppola. "Lembro-me do charme, beleza, entusiasmo, estilo e senso de humor de Bob Evans", escreveu Coppola em comunicado. "Ele tinha um forte instinto, como mostra a longa lista de grandes filmes de sua carreira", acrescentou, lembrando que foi Evans quem deu a permissão à duração de "O Poderoso Chefão", de quase três horas. Evans foi indicado uma única vez ao Oscar em 1974, por produzir "Chinatown", também dirigido por Polanski. Nascido em 1930 em Nova York, era sócio numa confecção de roupas antes de se mudar para Los Angeles para começar uma carreira como ator. Após rejeições, passou a trabalhar na área de produção. Veja Mais

STF julga se condenado por Júri Popular pode cumprir pena imediatamente

O Tempo - Política Os ministros do Supremo têm decidido de formas diversas sobre o tema Veja Mais

Star Wars: Ascensão Skywalker pode ter a pior abertura da trilogia

Star Wars: Ascensão Skywalker pode ter a pior abertura da trilogia

Tecmundo O episódio final da nova trilogia Star Wars pode ter um faturamento abaixo do esperado pela Disney. Segundo o Box Office Pro, site de rastreamento de bilheteria, a previsão é que A Ascensão Skywalker fature entre US$ 185 milhões e US$ 225 milhões no primeiro final de semana nos Estados Unidos.A projeção considera a pré-venda de ingressos, além da reação do público em sites e redes sociais. Eles também estimam um faturamento total nos Estados Unidos entre US $ 550 milhões e US $ 750 milhões.Leia mais... Veja Mais

Pela primeira vez, Anitta encontra irmão descoberto após exame de DNA

O Tempo - Diversão - Magazine O pai de da cantora, Mauro Machado, compartilhou uma foto em seu Instagram na tarde desta segunda-feira Veja Mais

Anitta anuncia projeto musical 'Brasileirinha' totalmente em português

O Tempo - Diversão - Magazine A iniciativa começa nesta terça-feira com o lançamento ao vivo da música "Some Que Ele Vem Atrás", no Prêmio Multishow Veja Mais

Já imaginou como ficaria seu corpo após 20 anos trabalhando no computador?

Já imaginou como ficaria seu corpo após 20 anos trabalhando no computador?

canaltech Pernas inchadas, cobertas de varizes. Olhos achatados e cansados, com a costas parecendo com a do Corcunda de Notre-Dame. Essa são as características do boneco Emma e são parte da representação física de várias pessoas que passam muito tempo sentadas em frente às telas de computadores em milhões de escritórios espalhados pelo mundo todo. É a dura verdade personificada em um modelo de tamanho real, construído a partir de dados coletados junto a mais de 3 mil trabalhadores da França, Alemanha e Reino Unido. Emma é parte da pesquisa “Os Colegas de Trabalho do Futuro”, realizada por uma equipe de especialistas reunida pelo estudioso em futurismo comportamental William Higham.   Para ter uma ideia de que tipo de problemas os funcionários reclamaram, 50% disseram já ter sofrido com dores nos olhos, 48% sentem nas costas e outros 48% na cabeça. De acordo com os entrevistados, são frutos diretos de seus comportamentos nos ambientes corporativos. Além disso, também foram constatados eczema relacionado ao estresse, excesso de peso e membros inchados. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- A conclusão é: se não mudarmos o que chamamos de um “escritório padrão”, estaremos fadados a nos aproximarmos a cada dia de como Emma é. "A menos que façamos mudanças radicais em nossas vidas profissionais, como abordar nossa postura em nossas mesas, fazer intervalos regulares a pé ou considerar melhorar nossa configuração da estação de trabalho, nossos escritórios vão nos deixar muito doentes", destaca Higham. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Apple anuncia AirPods Pro, com cancelamento de ruído e design diferente Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Pacientes não identificados são reconhecidos em ressonância magnética Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Vazam detalhes sobre o menor drone da DJI, com apenas 249 gramas

Vazam detalhes sobre o menor drone da DJI, com apenas 249 gramas

canaltech A loja canadense online Newegg divulgou, acidentalmente, imagens oficiais e especificações do próximo drone a ser lançado pela DJI, que será o modelo Mavic Mini, sem detalhes ainda sobre o lançamento oficial. No entanto, a DJI tem agendado para a próxima quarta-feira (30) um pronunciamento, e não seria surpresa se aproveitasse o momento para lançar seu menor drone. E-commerce canadense vaza imagens do menor drone da DJI (Fonte: The Verge) Imagens e detalhes sobre o modelo inédito já foram vazadas semana passada, mas a divulgação dessas informações por uma revendedora aumenta demais as chances de estes serem dados técnicos oficiais do produto, que custará 646,15 dólares canadenses — o que equivale a cerca de 494 dólares nos EUA. Uma das especificações mais interessantes sobre o produto é o seu peso de apenas 249 gramas. Isso significa que qualquer proprietário nos EUA (e em breve no Reino Unido) não precisará registrar esse drone junto às autoridades para pilotá-lo. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- O novo modelo, que escapa da supervisão da FAA, cabe na palma da mão (Fonte: The Verge) Ele é pequeno o suficiente para caber na palma da sua mão, com dimensões equivalentes às de um smartphone. Para ter uma ideia, o drone mais leve da DJI até então era o Mavic Air, que pesa 430 gramas, muito acima do limite de registro da Federal Aviation Administration (FAA), que é de 250 g. seu tempo de voo é avaliado em 30 minutos, e a resolução de gravação aparentemente atinge 2,7K. A linha atual de drones da empresa grava em 4K, e a resolução menor deve ser uma tentativa de impedir o Mavic Mini de canibalizar as vendas de drones Mavic Air ou Mavic Pro. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

Globo AudioDay debate crescimento do interesse por podcasts no Brasil

G1 Economia Mais de 20 milhões de brasileiros têm costume de ouvir podcasts, segundo pesquisa apresentada no evento. Mesa no AudioDay reuniu Camila Olivo, do podcast Panorama CBN, Renata Lo Prete, de O Assunto, do G1, e Cléber Machado, do Hoje Sim, do Globoesporte.com Globo/Mauricio Fidalgo O evento Globo AudioDay discutiu nesta segunda (28) em São Paulo o crescimento dos podcasts no Brasil e apresentou dados de uma nova pesquisa sobre o consumo da plataforma no país: 13% da população (equivalente a 21 milhões de brasileiros) têm o costume de escutar podcasts e mais de 50% desse público está fora do eixo Rio-São Paulo, de acordo com pesquisa Ibope/TV Globo. Os números mostrados por Renata Fernandes, head de mídias digitais da Globo, também apontam que 52% da população brasileira já usou comando de voz no celular. Os assistentes de voz são outra plataforma de conteúdo que vem ganhando proeminência no mercado. No ano passado, o G1 Eleições forneceu informações sobre os candidatos da corrida presidencial e, numa das mais recentes experiências, os assistentes de voz tinham disponível conteúdo relacionado à novela "Malhação". O Globo AudioDay também reuniu podcasters, anunciantes, agências e executivos do Grupo Globo para conversas sobre a criação de programas nesse formato. "Podcast forma uma relação com o ouvinte. Sabemos da vida dele. Temos feedback pelo engajamento nas redes sociais e nos adaptamos ao que os ouvintes falam", disse Juliana Wallauer, do Mamilos, um dos podcasts mais populares do país. Ela participou de um bate-papo ao lado de Tata Lopes do podcast Zorra, do GShow, e Gustavo Castilião, do QuebraDev, um podcast sobre tecnologia voltado ao público da periferia brasileira. A mesa teve mediação de Fernando Luna, diretor de projetos digitais da diretoria de negócios integrados da Globo. Flávia Toledo, gerente de análises e insights do marketing integrado da Globo, apresentou dados sobre o potencial do mercado de podcasts. São mais de 700 mil podcasts no mundo e há uma expectativa de receita de cerca de US$ 1 bilhão em 2021. O diretor-executivo da rádio CBN, Ricardo Gandour, mostrou cases bem-sucedidos em que podcasts estão sendo veículo para campanhas publicitárias. "O podcast tem um tom diferente do rádio e as marcas estão se apropriando disso", afirmou. O evento foi encerrado com uma mesa que teve participação da jornalista Renata Lo Prete, apresentadora do podcast O Assunto, do G1, o locutor Cléber Machado, que comanda o Hoje Sim, no Globoesporte.com, e Camila Olivo, do Panorama CBN. "É um baita aprendizado, é completamente diferente de apresentar o Jornal da Globo", afirmou Lo Prete, que também comanda o telejornal. "E é a primeira vez na minha carreira que eu vejo os amigos da minha filha, um público jovem, comentando algum trabalho meu. Você percebe realmente uma resposta do público jovem. Um ouvinte disse que foi bem numa prova por causa de um episódio sobre vacinação." Cléber Machado destacou a chance de aprofundar assuntos em um podcast. "O podcast é para quem está interessado naquele determinado papo. Você está falando para uma pessoa que está prestando atenção. Dá para ser mais profundo", disse. Veja Mais

NASA diz que missão Artemis pode levar não uma, mas várias mulheres à Lua

NASA diz que missão Artemis pode levar não uma, mas várias mulheres à Lua

canaltech Em um discurso feito no Congresso Astronáutico Internacional (IAC) realizado na última semana, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, sugeriu que o próximo pouso de seres humanos na Lua com a missão Artemis III pode incluir não apenas uma mulher, como geralmente a agência espacial costuma dizer, mas sim várias. Só depende de quem for selecionado. "Há ótimas mulheres na NASA no momento", disse ele, acrescentando que é muito provável que alguma astronauta que já atua hoje possa ser chamada para a missão. O comentário veio em uma época em que a presença de mulheres no espaço tem sido assunto de notícias e debates, desde a ocasião em que a NASA teve que cancelar um spacewalk com duas mulheres, programado para março, por falta de um segundo traje adequado. Em outubro, no entanto, a histórica caminhada espacial feminina foi finalmente realizada, o que teve grande repercussão. Os comentários de Bridenstine nos levam a um possível futuro em que a exploração lunar incluirá algumas mulheres, além de parceiros internacionais e possíveis parcerias com agências espaciais de outros países — embora seja seguro dizer que as próximas pegadas deixadas na Lua com a missão Artemis serão certamente americanas. Em uma reunião bilateral na IAC, Bridenstine se reuniu com 26 nações interessadas em participar do programa, incluindo também a Agência Espacial Europeia (ESA). O Canadá, por exemplo, já se comprometeu a ajudar nas missões a partir de fevereiro do ano que vem, com o desenvolvimento de um braço robótico para incluir na estação espacial lunar Gateway. Além disso, o administrador da NASA falou sobre o prazo de 2024 para a missão Artemis III e sobre a batalha por orçamento para tornar essa meta possível. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Por que o Programa Artemis foi antecipado? Ilustração simula astronauta norte-americano pisando na Lua através do programa Artemis (Imagem: NASA) Durante a apresentação da IAC, Bridenstine recebeu uma pergunta da plateia sobre o cronograma para o pouso lunar acontecer em 2024, e sobre o que acontecerá se a data não for cumprida. Ele respondeu que a pressão para estipular um prazo tão apertado — a previsão anterior era para 2028 — se deve à tentativa de gerenciar "os riscos com os quais me preocupo" como administrador da NASA, o que inclui riscos políticos. Conforme explicou Brindenstine, a NASA enviou uma solicitação de orçamento para 2019 com o objetivo de trabalhar no programa que enviaria humanos à Lua no ano de 2028. Esse programa que incluia 10 anos de desenvolvimento foi baseado no orçamento atual da NASA. Mas, ao falar com representantes do governo Trump para discutir esses planos, ele relembrou alguns detalhes da história da NASA. Em 1989, por volta do 20º aniversário do pouso na Lua com a missão Apollo 11, o Presidente George H.W. Bush propôs a Iniciativa de Exploração Espacial (SEI), que tinha como objetivo levar astronautas de volta ao satélite natural. Mas o plano era muito caro e demorado, então o SEI foi cancelado. Em 2004, algo semelhante aconteceu com o plano do Presidente George W. Bush para exploração espacial, que propôs missões humanas tanto na Lua quanto em Marte. Se a NASA esperasse cerca de 10 anos pelo programa Artemis, o financiamento do comitê de verbas do Congresso poderia não estar tão disponível conforme as prioridades políticas fossem mudando com o passar do tempo, de acordo com Bridenstine. "Se formos em 10 anos, aumentamos o risco político", disse Bridenstine na palestra, pois, com uma eventual troca de governo na Casa Branca, as prioridades podem mudar drasticamente. A missão orçamentária do Programa Artemis   A solução da NASA para tornar possível o programa Artemis em 2024 foi abandonar a primeira solicitação de orçamento e, depois, solicitar um adicional de US$ 1,6 bilhão sobre o financiamento vigente. Bridenstine admite que a meta para 2024 é ambiciosa, mas destaca que um programa mais longo estaria mais sujeito a riscos políticos. Para conseguir o orçamento, a NASA tem enfrentado o ceticismo de alguns membros do Congresso norte-americano. Durante uma reunião em meados de outubro, o administrador da NASA se encontrou com os legisladores que escrevem a versão da Câmara da proposta de orçamento do Governo direcionado à agência espacial, após seis meses de tentativas em obter apoio do Congresso para cumprir o novo prazo. O presidente do subcomitê responsável pela proposta de orçamento da Câmara questionou o prazo de 2024. Para ele, “os olhos do mundo” estão sobre os EUA devido ao programa Artemis, e o país não pode se “dar ao luxo de fracassar”. No fim, declarou que não aprecia o financiamento proposto pela Casa Branca para o adicional de US$ 1,6 bilhão no ano fiscal de 2020. Câmara e Senado ainda devem finalizar suas propostas de orçamentos para 2020 e chegar a um acordo final. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Veja Mais

Suéter de Kurt Cobain é vendido por mais de 1 milhão de reais

Suéter de Kurt Cobain é vendido por mais de 1 milhão de reais

R7 - Música Kurt Cobain no Acústico MTV do Nirvana Tenho Mais Discos Que Amigos Reprodução/YouTube O suéter icônico usado por Kurt Cobain no MTV Unplugged do Nirvana finalmente conseguiu um novo dono. A peça de roupa acaba de ser leiloada por mais de 1 milhão e 300 mil reais (U$ 334 mil) em Nova York, no Hard Rock Cafe da Times Square. Essa foi a segunda vez que o item foi vendido, já tendo pertencido à Courtney Love, à babá dos Cobain e a um piloto americano. Como esperado, o preço conseguido pelo suéter desta vez foi maior que da última. A peça havia sido comprada por aproximadamente 500 mil reais em 2015. A identidade do comprador não foi revelada. Nirvana De acordo com o último dono do suéter, o item nunca foi lavado após a última vez que Kurt Cobain o usou. O acústico do Nirvana foi gravado em novembro de 1993 -- o músico morreu em abril de 1994. LEIA TAMBÉM: Nirvana lança faixa remasterizada do 'MTV Unplugged'; assista ao vídeo Veja Mais

Morrissey manda jornal britânico “se f*der” com camiseta durante show

Morrissey manda jornal britânico “se f*der” com camiseta durante show

R7 - Música Morrissey em Barcelona, 2010 Tenho Mais Discos Que Amigos Foto de Morrissey via Shutterstock Morrissey está realmente em guerra com a imprensa britânica. Depois de afirmar estar sendo boicotado pela mídia e criar polêmica com sua visão política de extrema direita, o novo alvo do músico é o The Guardian. O jornal avaliou seu disco de covers, California Son, com apenas uma estrela. Durante uma apresentação em Los Angeles no último sábado (26), Morrissey usou uma camiseta dizendo: Foda-se o The Guardian Ao fim da apresentação, como informa a NME, o cantor rasgou a camiseta e usou seus pedaços para limpar seu suor. Morrissey Contra o mundo [caption id='attachment_346419' align='alignnone' width='696'] Morrissey Fuck The Guardian Tenho Mais Discos Que Amigos Foto via NME[/caption] Em um show recente, o músico foi surpreendido com cartazes que protestavam suas declarações. Um deles o chamava de 'boca grande' e, no meio da apresentação, ele fez com que os fãs fossem retirados. Pouco depois, Morrissey ainda afirmou que os protestos foram comprados pela imprensa britânica. A última polêmica envolvendo o cantor é ainda mais curiosa -- o cara está autografando discos de outros artistas e os vendendo por uma bolada em sua turnê. Saiba mais por aqui. Veja Mais

Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda

Samsung lança Galaxy S10 5G à estratosfera mas aparelho acaba caindo em fazenda

canaltech Na semana passada, a Samsung lançou em Londres o projeto SpaceSelfie: trata-se da combinação de um Galaxy S10 5G, um balão de alta altitude e um equipamento movido a energia solar. Segundo um comunicado da empresa, essa foi a primeira vez em que uma selfie foi enviada ao espaço — embora o voo tenha sido até a estratosfera, não atingindo o espaço propriamente dito. O equipamento hegou a cerca de 35 km acima da superfície da Terra, mas, ao final da missão, colidiu com o solo em uma zona rural de Michigan, nos Estados Unidos. O objetivo da campanha era que usuários pudessem ver a foto de seus rostos tendo o espaço verdadeiro como fundo. Para isso, bastava criar uma selfie e enviar para o dispositivo no balão, tudo por meio de um hotsite criado especialmente para a campanha promocional. As melhores imagens ficaram disponíveis na página oficial do projeto SpaceSelfie.   -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Tudo correu bem, pelo menos até o pouso do balão. Depois de passar por algumas dificuldades com o clima, o SpaceSelfie caiu na propriedade de uma mulher na zona rural de Michigan. Mumby-Welke e seu marido ouviram um barulho alto do lado de fora de sua casa, no condado de Gratiot, na manhã de sábado (26), e então encontraram o dispositivo. "Percebemos que havia caído do céu. Parecia um satélite", disse Mumby-Welke. Rapidamente, o casal notou no dispositivo os logotipos da Samsung e da Raven Industries — empresa parceira da fabricante de smartphones neste projeto. Com uma pesquisa na Internet, eles souberam que se tratava da campanha SpaceSelfie. Um porta-voz da Samsung explicou que a descida do balão estava planejada, mas “as condições climáticas resultaram em um pouso precoce em uma área rural”. Completou ainda que “nenhum ferimento ocorreu e o balão foi subsequentemente recuperado". Para a Samsung, o balanço final acabou sendo positivo mesmo com o final saindo do planejado. Você pode conferir as imagens selecionadas na página do SpaceSelfie. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio Vai fazer Enem? Até a Gretchen está ajudando em aulas no YouTube Quem fundou o Google? Confira esta e outras curiosidades sobre a empresa Colisão entre galáxias forma rosto fantasmagórico no meio do universo Veja Mais

Colisão entre galáxias forma rosto fantasmagórico no meio do universo

Colisão entre galáxias forma rosto fantasmagórico no meio do universo

canaltech O Dia das Bruxas está chegando, e uma celebração pouco usual saiu de onde menos se esperava: do espaço. Uma foto feita pelo telescópio espacial Hubble, que captura a colisão de duas galáxias, mostra o que parece ser um rosto gigante (e fantasmagórico) no universo. A imagem, registrada no dia 19 de junho deste ano, mostra a colisão entre duas galáxias que formaram uma nova, conhecida como Arp-Madore 2026-424 (AM 2026-424). Esse tipo de acontecimento não é incomum, mas uma série de eventos mais raros ocorreram nesta colisão em particular que formaram a figura parecida com um rosto. Uma das raridades é o fato de que a violenta colisão ocorreu entre duas galáxias de mesmo tamanho, como os observadores afirmam por conta da justaposição lado a lado de duas protuberâncias que formaram os “olhos”. Veja que elas possuem o mesmo tamanho, então “podemos ter certeza de que as duas galáxias envolvidas no acidente eram do mesmo tamanho”, de acordo com uma nota emitida pela equipe responsável pelo Hubble. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Colisão entre galáxias forma face no meio do universo (Foto: Nasa, ESA) As colisões entre galáxias mais comuns são aquelas em que um sistema menor é engolido por um vizinho de tamanho bem maior e, por isso, esta colisão da vez é especial. Outro fato incomum deste evento é que foi um encontro frontal, de maneira que formou uma espécie de anel de retenção, mesmo que por um pequeno período de tempo, em que os discos de gás, poeira e estrelas se esticou para fora, desenhando o “nariz” e a “face” do sistema. A imagem só foi possível porque o Hubble aproveitou uma lacuna ocasional em seu cronograma para fazer registros adicionais — o que foi uma sorte para a humanidade, que terá esse registro bem interessante de um fenômeno pouco comum no universo.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Toffoli marca para dia 7 retomada de julgamento sobre segunda instância

O Tempo - Política Com o placar provisório de 4 a favor da prisão antecipada de e 3 contra, ainda faltam os votos de quatro ministros Veja Mais

Lucro líquido da Alphabet

em - Internacional Veja Mais

FUJIFILM anuncia nova câmera mirrorless X-Pro3

FUJIFILM anuncia nova câmera mirrorless X-Pro3

Tecmundo A FUJIFILM anunciou, na semana passada, a chegada da sua nova câmera mirrorless, a “FUJIFILM X-Pro3”. As vendas do novo modelo devem começar em novembro e o mesmo será o modelo principal da família de câmeras mirrorless da X Series.Graças ao seu revestimento de titânio nas seções externas, a X-Pro3 promete ter a melhor relação peso e resistência do mercado, além do corpo mais durável. A câmera terá mais duas opções de acabamento, com duas cores distintas e a tecnologia DuratectTM, que oferece uma resistência ainda maior.Leia mais... Veja Mais

Óleo em praias: Justiça determina que governo federal e Ibama realizem estudo em ecossistemas atingidos

G1 Economia Decisão é válida para Pernambuco e ocorre após audiência de conciliação, que envolveu os órgãos federais, estaduais e universidades. União tem 20 dias para fazer vistorias. Voluntários removem óleo de corais na Praia do Paiva, no Cabo de Santo Agostinho Reprodução/TV Globo A Justiça Federal determinou que o governo federal e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) adotem uma série de medidas diante do surgimento de óleo nas praias de Pernambuco. Após uma audiência, ficou decidido que a União deverá, em 20 dias, realizar vistoria e estudo em todos os ecossistemas do litoral, além de verificar a eficácia das ações de prevenção. A decisão ocorreu após uma audiência que havia sido determinada a partir de uma liminar que obrigou a União a implementar medidas para recolher o óleo e proteger áreas sensíveis do estado. Essa reunião aconteceu na sexta-feira (25) e foi designada pelo juiz federal Augusto Cesar de Carvalho Leal. Manchas de óleo no Nordeste: o que se sabe sobre o problema Lista de praias atingidas pelas manchas de óleo no Nordeste Petróleo tem substâncias que trazem riscos à saúde Na audiência, a União e o Ibama assumiram o compromisso de formar um grupo de trabalho em parceria com a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e quaisquer órgãos forem julgados relevantes. A atuação do grupo de trabalho deverá ser acompanhada pelo Ministério Público Federal (MPF). O estudo deve ser feito em ecossistemas com sensibilidade mais crítica. Além disso, os órgãos precisam conferir a efetividade das barreiras de proteção ou de outras medidas tecnicamente adequadas para cada cenário específico. Caso nenhuma ação tenha sido realizada, a Justiça Federal exige a adoção imediata. A Justiça Federal também determinou a elaboração de notas técnicas sobre a situação de cada área e sobre as medidas adotadas. Elas devem ser apresentadas a cada cinco dias. Manguezais são alguns dos ecossistemas sensíveis afetados por óleo que vem do mar em Pernambuco Clemente Coelho Júnior/Reprodução Outra medida acordada com o governo foi a de encaminhar para os órgãos pertinentes do estado orientações técnicas elaboradas pela consultoria internacional da Federação Internacional de Poluição por Petroleiros (ITOPF, na sigla em inglês). Essas orientações abordam a retirada manual de óleo em manguezais e de áreas rochosas, gestão de resíduos, além de recuperação manual assistida por máquina e recuperação mecânica. Os documentos devem ser publicados, até a quarta-feira (30), na internet. A decisão substitui a liminar anterior, que estabeleceu multa de R$ 50 mil para descumprimento, e determinou a implementação de barreiras de proteção com equipamentos adequados, além do monitoramento nos ecossistemas mais sensíveis da costa pernambucana, como manguezais, áreas de estuário e recifes de coral. Cidades afetadas Entre o dia 17 de outubro e a sexta-feira (25), foram recolhidas 1.447 toneladas de óleo no estado. Desde setembro até domingo (27), foram atingidos 13 municípios: Barreiros, Cabo de Santo Agostinho, Goiana, Itamaracá, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Paulista, Recife, Rio Formoso, São José da Coroa Grande, Sirinhaém e Tamandaré. O desastre ambiental no litoral nordestino deixou o setor turístico apreensivo, com diminuição de reservas em hotéis de Pernambuco nos próximos meses. Pescadores também registraram uma queda significativa na venda de frutos do mar. Initial plugin text Veja Mais

Dinho Ouro Preto lança EP "Roque Em Rôu". Escute com as letras!

R7 - Música Cantor lançou primeira parte de seu próximo álbum de estúdio Veja Mais

REDMI NOTE 8 PRO | O smartphone gamer que custa apenas R$ 1500 em 10x sem juros

REDMI NOTE 8 PRO | O smartphone gamer que custa apenas R$ 1500 em 10x sem juros

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Um número cada vez maior de pessoas se rende à praticidade e à diversão dos jogos mobile, já que um número também cada vez maior de smartphones capazes de rodar joguinhos sem engasgos chega ao mercado a cada instante. E um ótimo aparelho para quem gosta de jogar pelo celular é o Redmi Note 8 Pro, da Xiaomi, que pode ser comprado aqui no Brasil com a Amazon a preços equivalentes aos de aparelhos intermediários comuns. A varejista só vende em seu catálogo nacional produtos que já estão com estoque em território brasileiro. Então você paga o preço final em reais, sem taxas adicionais relacionadas ao processo de importação, o frete é baratinho (e muitas vezes gratuito), você recebe sua compra em poucos dias, pode parcelar em até 10x sem juros no cartão de crédito, e ainda conta com a Garantia A a Z, que o protege contra eventuais contratempos envolvendo o envio ou o estado do produto recebido. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Sobre o Redmi Note 8 Pro   Sendo esta a versão um pouco mais parruda do Note 8, o Note 8 Pro é ideal para quem joga bastante pelo celular, pois traz um chipset adequado para segurar o tranco e também conta com um sistema de refrigeração mais potente. Ainda, seu conjunto quádruplo de câmeras traseiras oferece ainda mais resolução para fotos cada vez mais incríveis. A tela é uma IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD, e por dentro, o aparelho conta com chipset MediaTek Helio G90T com oito núcleos, aliado a bateria de 4.500 mAh e opções com 6 GB e 8 GB de RAM, além de 64 GB e 128 GB de armazenamento — expansível a até 256 GB via microSD. Na traseira, a câmera quádrupla combina sensores wide de 64 MP, ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade de 2 MP, contando com HDR e flash LED duplo, e conseguindo gravar vídeos em 2160p a 30 fps, ou em 1080p a 30, 60 e 120 fps. Já a câmera frontal única oferece 20 MP com possibilidade de gravação em 1080p a 30 fps. Preço de intermediário comum! Você encontra o smartphone gamer Redmi Note 8 Pro a preço de aparelho intermediário na Amazon nas seguintes opções: Na cor preta com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.509 Na cor azul com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.531 Na cor branca com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.542 *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no WhatsApp e também do grupo no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Usuários dizem que Apple Music caiu após a instalação do iOS 13.2

Usuários dizem que Apple Music caiu após a instalação do iOS 13.2

canaltech Os serviços Apple Music, Beats 1, Apple Music Radio e iTunes vêm sofrendo com quedas na tarde desta segunda-feira (28), de acordo com o próprio sistema de informações de suporte Apple System Status. O primeiro registro de problemas foi por volta das 8h30 (horário de Brasília), com a própria companhia confirmando que alguns usuários estariam como limitações em “certos recursos do serviço de música”. Algumas pessoas nos Estados Unidos usaram o Twitter para dizer que o app simplesmente parou de funcionar após instalar a atualização iOS 13.2, liberada poucas horas atrás. Upgraded to iOS 13.2 and Apple Music literally doesn’t work. This is a nightmare. pic.twitter.com/JxTg97itFc -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- — Canoopsy (@Canoopsy) October 28, 2019 No Brasil, há também vários relatos semelhantes, inclusive com gente dizendo que todas suas músicas foram apagadas. Parece que o Apple Music caiu para quem está no iOS 13.2. — Willian Max (@WillianMax) October 28, 2019 O Down Detector, que mede a estabilidade dos serviços de vários empresas em todo o mundo, mostra que a Apple Store e o iTunes também apresentaram alguma dificuldade — embora não haja relatos sobre queda completa ou interrupção persistente. Caption Além do que está na descrição do próprio Apple System Status, não há mais informações sobre quais seriam os verdadeiros problemas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: "Caneta Azul, Azul Caneta" | Como um vídeo sem graça virou meme em poucos dias Sonic: cartaz mostra o que seria o visual final do personagem nas telonas Procon pede explicação a iFood sobre promoção durante jogo Flamengo x Grêmio IMPERDÍVEL | Garanta o poderoso Galaxy S9 por apenas R$ 1.577 com cashback Galaxy S11 | Samsung já teria definido design e especificações do smartphone Veja Mais

Anahí anuncia que está gravida pela segunda vez

R7 - Música Cantora confirmou a notícia em seu Instagram Veja Mais

Bolsonaro compara Supremo e PSL a hienas que o atacam

O Tempo - Política 'Vamos apoiar o nosso presidente até o fim e não atacá-lo. Já tem a oposição pra fazer isso!', diz o vídeo Veja Mais

Demi Lovato, Nicki Minaj, Halsey e mais: Confira os looks das primeiras festas de Halloween

R7 - Música Estrelas da música se inspiraram em diversos personagens para os eventos neste fim de semana Veja Mais