Meu Feed

Últimos dias

Ian Somerhalder manda recado sobre a série “V Wars” em vídeo para fãs brasileiros

Ian Somerhalder manda recado sobre a série “V Wars” em vídeo para fãs brasileiros

R7 - Música image009 Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Divulgação Estreou mundialmente nesta semana a nova série da Netflix, V-Wars. A produção é estrelada por Ian Somerhalder, que parece gostar mesmo de histórias baseadas em universos fantásticos. Depois de dar vida por oito anos ao vampiro galanteador Damon Salvatore no seriado The Vampire Diaries, o astro bonitão encarna agora o Dr. Luther Swann, que vai lidar com uma guerra vampiresca quando uma doença misteriosa transforma seu melhor amigo, Michael Fayne (Adrian Holmes). E para divulgar a série do serviço de streaming, Somerhalder compartilhou na internet dois vídeos exclusivos direcionados ao público brasileiro para convidar os fãs daqui para assistir V Wars. https://www.youtube.com/watch?v=VPX7T51Zay8 https://www.youtube.com/watch?v=lJHN7pdv8HY Adaptação de livro No roteiro, adaptado do best seller homônimo de Jonathan Maberry, lançada em 2012, o personagem de Holmes se torna um predador assassino que se alimenta de outros humanos depois do surto genético mutante que leva à primeira guerra entre vampiros e humanos A misteriosa doença transforma todas as vítimas em criaturas sanguinárias e coloca os dois amigos (vividos por Somerhalder e Holmes) em lados opostos da disputa que vai definir o futuro da humanidade. https://www.youtube.com/watch?v=M1kuAdVKvuE Enquanto Luther luta junto com a sociedade contra o crescente número desses 'vampiros' e corre contra o tempo para entender o que está acontecendo, Michael caminha para virar o poderoso líder do submundo dos vampiros. A primeira temporada de Apocalypse V tem dez episódios, já disponíveis na Netflix. Veja Mais

Aerosmith desiste do adeus e anuncia turnê em 2020

Aerosmith desiste do adeus e anuncia turnê em 2020

R7 - Música Aerosmith - São Paulo Trip Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Ricardo Matsukawa / Mercury Concerts Parece que está na moda mesmo fazer turnês de despedida e voltar depois, e o Aerosmith acaba de se juntar à lista. Depois de uma 'turnê de despedida' em 2017 com passagem pelo Brasil, a lendária banda de rock irá voltar a viajar pelo mundo em 2020. A programação faz parte da comemoração dos 50 anos do quinteto, como explicou a Loudersound. Para ser justo, Steven Tyler já havia dito que não sabia se iria cumprir com a sua palavra antes da última turnê. Bom, quem ganha é o público, né? Veja a seguir o cartaz oficial com as datas dos shows, que ocorrem entre Junho e Julho do ano que vem. Aerosmith Pôster da turnê do Aerosmith 2020 Tenho Mais Discos Que Amigos As comemorações de 50 anos começaram com uma residência incrível em Las Vegas, e agora seguem com essas datas pela Europa. Será que eles vão usar a lendária van dos anos 70, recuperada recentemente? LEIA TAMBÉM: 10 bandas cujas turnês de despedida não foram as últimas Veja Mais

Preço da gasolina e do diesel nas bombas termina a semana em alta, diz ANP

G1 Economia O valor da gasolina para os consumidores subiu pela 6ª semana seguida, enquanto o do diesel interrompeu sequência de três quedas consecutivas. Bomba de combustível abastece carro em posto de São Paulo. gasolina, preço da gasolina, frentista, álcool, diesel, combustíveis, reajuste, aumento. -HN- Marcelo Brandt/G1 O preço médio da gasolina e do diesel nas bombas terminou a semana em alta, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (6) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo o levantamento, o valor médio da gasolina por litro para o consumidor subiu 1,38%, para R$ 4,489. Foi o sexto aumento semanal consecutivo. Já o preço do diesel subiu 0,27% na semana, para R$ 3,718 por litro, em média, interrompendo uma sequência de três recuos semanais seguidos. O preço do etanol também subiu. A elevação foi de 1,83%, para R$ 3,060 por litro. Foi a 11ª alta consecutiva. Os valores são uma média caculada pela ANP com dados coletados em postos em diversas cidades pelo país. Os preços, portanto, variam de acordo com a região. Veja Mais

Exclusivo: Rumo dispara na preferência de 22 analistas; veja as ações mais indicadas do mês

R7 - Economia Tão tradicional, quanto vestir branco no Réveillon, é o rali de fim de ano na bolsa. Afinal, investidor que é investidor busca lucros até o último minuto. Por isso, o Money Times analisou as carteiras recomendadas de 22 analistas, em busca das melhores ações para dezembro. Na comparação com novembro, algumas viradas são notáveis. A […] Veja Mais

Etanol supera R$2 o litro na usina em SP pela 1º vez na história, diz Cepea

R7 - Economia Por Roberto SamoraSÃO PAULO (Reuters) - Os preços do etanol hidratado nas usinas de São Paulo subiram 2,48% nesta semana, superando 2 reais por litro pela primeira vez na história, segundo o indicador semanal do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).O indicador, que considera o combustível na usina (sem impostos) no principal Estado produtor do país, tem registrado valorizações semanais desde meados de setembro, à medida que o centro-sul caminha para o período da entressafra de cana e o consumo se mantém forte.Desde a semana de 9 a 13 de setembro, a última vez que o indicador registrou uma queda semanal, o preço do produto na usina subiu 18,6% para 2,0097 reais por litro em média, segundo o Cepea, cuja série histórica do etanol começou em 2002.O consumo de etanol hidratado (usado diretamente nos carros flex) registra alta de cerca de 20% neste ano no país, segundo os dados mais recentes da reguladora do setor ANP, o que tem impulsionado as usinas a produzirem volumes recordes.Nos postos de combustíveis, os preços do etanol hidratado (na média Brasil) subiram 1,8% nesta semana, para 3,06 reais por litro, informou a pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis nesta sexta-feira.A gasolina, combustível concorrente do etanol hidratado, avançou 1,38% na média Brasil nos postos, para 4,489 reais por litro, segundo a ANP, enquanto o diesel registrou alta de 0,27%, para 3,718 reais por litro. Veja Mais

COP-25: entenda como mudanças climáticas desafiam o futuro do planeta

em - Internacional A conferência do clima organizada pela ONU em Madri debateu a rapidez das mudanças ambientais em todo o mundo Veja Mais

Bayer consegue adiar 2 processos ligados ao glifosato nos EUA

Glogo - Ciência Companhia enfrenta 42.700 ações naquele país que relacionam o pesticida a câncer. É o agrotóxico mais vendido no mundo. A alemã Bayer chegou a um acordo com reclamantes para adiar seus próximos dois processos nos Estados Unidos relacionados a alegações de que pesticidas baseados em glifosato tenham efeito causador de câncer. Isso garante à companhia mais tempo para negociar possíveis acordos. Glifosato é o agrotóxico mais vendido do mundo Em São Francisco, Justiça associou glifosato a câncer Há 11 anos, Anvisa está reavaliando o produto Espera-se que a empresa, que enfrenta 42.700 processos nos EUA, eventualmente pague para deixar os litígios. Analistas estimam um futuro acordo em torno de US$ 8 bilhões a US$ 12 bilhões. A Bayer acertou com um dos reclamantes um adiamento de cerca de seis meses em um caso no Tribunal Superior da Califórnia do condado de Lake, que estava marcado para 15 de janeiro, disse um porta-voz da empresa. Um segundo caso, que teria início em 21 de janeiro, também na Califórnia, foi adiado para uma data ainda a ser determinada. A Bayer afirmou que os adiamentos geram mais tempo para que a empresa e os representantes dos reclamantes "se engajem construtivamente no processo de mediação". Outros processos com início marcado para este ano já haviam sido postergados. Initial plugin text Veja Mais

O que é melhor para a saúde, leite de vaca ou 'alternativos'?

Glogo - Ciência Organizações como o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido recomendam que crianças entre um e três anos consumam 350 miligramas de cálcio por dia - pouco mais de meio litro de leite. Quando se trata de adultos, entretanto, as pesquisas sobre o efeito do leite de vaca são conflitantes. Intolerância à lactose e alergia ao leite, restrições que ainda causam confusão. Shutterstock Os humanos são os únicos seres vivos que bebem o leite de outra espécie. A maioria dos animais para de tomar leite ainda filhotes, quando começam a precisar de alimentos mais complexos. Por que com os humanos é diferente? As pessoas que vivem em partes do mundo onde as vacas foram domesticadas - começando no sudoeste da Ásia e se espalhando pela Europa - só passaram a serem capazes de digerir a lactose cerca de 10 mil anos atrás. O resultado é que apenas cerca de 30% da população mundial continua produzindo lactase, a enzima necessária para ser capaz de digerir lactose até a idade adulta. O restante reduz sua produção após a fase de desmame da infância. Cápsulas imitam o funcionamento da lactase; enzima que já temos no corpo A maioria das pessoas torna-se intolerante à lactose, tornando os europeus que bebem leite, junto com algumas populações africanas, do Oriente Médio e do sul da Ásia, a exceção - e não a regra. Mesmo aqueles que conseguem digeri-la podem querer reduzir a ingestão de leite por causa de outras preocupações, como saúde e os custos ambientais da pecuária, que têm impulsionado o crescimento do consumo de alternativas ao leite de vaca. Mas existem benefícios para a saúde de trocar o leite de vaca por outra bebida, ou o leite de vaca fornece nutrientes vitais que não podemos obter de outras fontes? E o leite realmente agrava a intolerância à lactose da maioria das pessoas? O leite de vaca é uma boa fonte de proteína e cálcio, além de nutrientes, incluindo vitamina B12 e iodo. Ele também contém magnésio, que é importante para o desenvolvimento ósseo e para a função muscular, e soro e caseína, que desempenham um papel importante na redução da pressão arterial. O Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido recomenda que crianças entre um e três anos consumam 350 miligramas de cálcio por dia, o que significa pouco mais de meio litro de leite. Mas quando se trata de adultos, as pesquisas sobre o efeito do leite de vaca são conflitantes. Embora o cálcio seja necessário para manter os ossos saudáveis, não está claro se uma dieta rica em cálcio aumenta a resistência a fraturas, por exemplo. Vários estudos não encontraram redução significativa no risco de fratura por beber leite, enquanto alguns indicam que o leite pode, na verdade, aumentar a probabilidade. Uma pesquisa realizada na Suécia descobriu que mulheres que bebiam mais de 200 mililitros de leite por dia - menos de um copo - apresentavam maior risco de fraturas. Nesse caso, entretanto, os autores ponderaram que as descobertas não necessariamente indicavam uma relação de causalidade. Pode ser que pessoas mais propensas a fraturas tendam a beber mais leite, alertam. Mas o cálcio é crucial durante a adolescência para o desenvolvimento da força óssea, diz Ian Givens, especialista em nutrição da Universidade de Reading, na Inglaterra. "Se você não tem o desenvolvimento ósseo correto na adolescência, corre um risco maior de ter fraqueza óssea mais adiante na vida, principalmente mulheres após a menopausa, quando perdem os benefícios do estrogênio", diz Givens. Preocupações com a saúde Outra preocupação com o leite nas últimas décadas são os hormônios que ele tem. As vacas são ordenhadas durante a gravidez, quando seus níveis de estrogênio aumentam 20 vezes. Embora um estudo tenha vinculado esses níveis de estrogênio ao câncer de mama, de ovário e uterino, Laura Hernandez, que estuda biologia da lactação na Universidade de Wisconsin, nos EUA, diz que a ingestão de hormônios através do leite de vaca não é motivo de preocupação. Afinal, "o leite humano também contém hormônios - faz parte de ser um mamífero", diz ela. Uma revisão mais recente de estudos que investigam se a quantidade de estrogênio consumida via leite é prejudicial não encontrou motivo para preocupação. Os pesquisadores descobriram que os níveis de estrogênio só começam a afetar os sistemas reprodutivos dos ratos quando estão presentes em 100 vezes os níveis encontrados no leite de vaca. Os pesquisadores só detectaram um aumento nos níveis de estrogênio em camundongos fêmeas e uma diminuição dos níveis de testosterona em camundongos machos após a dosagem atingir mil vezes os níveis normais. É muito improvável que os humanos sejam mil vezes mais sensíveis aos níveis de estrogênio no leite do que os ratos, diz o autor do estudo, Gregor Majdic, pesquisador do Centro de Genômica Animal da Universidade de Liubliana, na Eslovênia. Estudos também descobriram uma ligação entre a ingestão de leite e doenças cardíacas, devido ao conteúdo de gordura saturada. Mas o leite integral contém apenas cerca de 3,5% de gordura, o semidesnatado, em torno de 1,5% e o leite desnatado, 0,3%. As bebidas sem açúcar feitas de soja, amêndoa, cânhamo, coco, aveia e arroz têm níveis mais baixos de gordura que o leite integral. Em um estudo, os pesquisadores dividiram os participantes em quatro grupos com base na quantidade de leite que consumiam e descobriram que apenas aqueles que bebiam mais - quase um litro por dia - tinham um risco aumentado de doença cardíaca. A associação pode ser porque aqueles que bebem tanto leite não têm uma dieta saudável, diz Jyrkia Virtanen, epidemiologista nutricional da Universidade do Leste da Finlândia. "Apenas uma ingestão muito alta de leite pode ser ruim, não há pesquisas sugerindo que a ingestão moderada seja prejudicial", diz ele. Também é possível que aqueles com intolerância à lactose possam beber pequenas quantidades de leite de vaca. Alguns especialistas argumentam que sintomas adversos - como inchaço e cólicas estomacais - são uma resposta ao acúmulo de lactose no corpo, e cada indivíduo tem um limiar diferente antes de sentir os sintomas. Christopher Gardner, cientista de nutrição do Stanford Prevention Research Center, na Califórnia, realizou um estudo comparando os sintomas de pessoas com intolerância à lactose quando bebiam duas xícaras de leite de soja, leite cru ou leite comum todos os dias. Ele descobriu que muitos deles não apresentavam sintomas graves. "Descobrimos que a intolerância à lactose é menos uma dicotomia do que uma coisa gradual, e que muitas pessoas podem tolerar quantidades modestas de laticínios", diz ele. A crescente demanda por alternativas Embora existam muitas pesquisas analisando os efeitos do leite de vaca em nossa saúde, há menos pesquisas sobre alternativas ao leite. Uma olhada no corredor de leite de qualquer supermercado sugere uma demanda crescente por essas alternativas, feitas com soja, amêndoas, castanha de caju, avelã, coco, macadâmia, arroz, aveia ou cânhamo. O ingrediente principal é processado e diluído com água e outros ingredientes, incluindo estabilizadores, como goma de gelana e goma de alfarroba. O leite de soja é o melhor substituto para o leite de vaca em termos de proteína, pois é o único com conteúdo de proteína comparável. Mas as proteínas em bebidas alternativas podem não ser proteínas "verdadeiras", diz Givens. "Pode ser uma proteína de qualidade substancialmente mais baixa que o leite, que é um ponto crítico para crianças e idosos em particular, que têm uma necessidade absoluta de proteína de alta qualidade para o desenvolvimento ósseo", diz ele. Não há pesquisas que sugiram que possamos obter muita nutrição dos principais ingredientes dessas bebidas, diz Sina Gallo, cientista em nutrição do departamento de estudos nutricionais e alimentares da George Mason University, na Virgínia, EUA. Eles podem conter outros micronutrientes, ela acrescenta, mas você não obtém os mesmos benefícios de uma bebida de amêndoa que obteria se comesse amêndoas. As alternativas ao leite geralmente são enriquecidas com os nutrientes que ocorrem naturalmente no leite de vaca, como o cálcio. Mas os cientistas não sabem se vitaminas e minerais enriquecidos nos dão os mesmos benefícios à saúde que os que ocorrem naturalmente no leite de vaca e afirmam que são necessárias mais pesquisas para estabelecer as consequências da adição de cálcio. Nos EUA, no entanto, o leite de vaca é enriquecido com vitamina D, e as pesquisas sugerem que isso pode ter efeitos benéficos semelhantes ao obter a vitamina naturalmente da exposição ao sol. No entanto, especialistas recomendam que não acreditemos que essas alternativas sejam iguais para crianças, diz a nutricionista Charlotte Stirling-Reed - mesmo quando fortificadas. "O leite de vaca é um alimento muito denso em nutrientes, e o leite vegetal enriquecido nem sempre cobre todos os nutrientes", diz ela. Stirling-Reed argumenta que precisamos de orientações de saúde pública sobre se bebidas alternativas podem ser usadas como substituto do leite de vaca para crianças e idosos. "Mudar as crianças do leite de vaca para outras bebidas pode gerar um problema de saúde pública, mas ainda não temos muita pesquisa sobre isso." Também há preocupações sobre o que as alternativas ao leite contêm e o que elas não têm. Embora o leite de vaca contenha lactose, um açúcar que ocorre naturalmente, as alternativas ao leite geralmente contêm açúcar adicionado, o que é mais prejudicial à nossa saúde. Decidir beber leite de vaca ou uma das muitas alternativas pode nos deixar confusos - em parte porque existem muitas opções. Escolher sua alternativa ao leite deve envolver analisar as informações nutricionais de cada uma e decidir qual bebida é melhor para você individualmente. Alguém que não é intolerante à lactose, com alto risco de desenvolver osteoporose ou doença cardíaca, por exemplo, pode escolher o leite de vaca com baixo teor de gordura, enquanto alguém que se preocupa com o meio ambiente pode escolher aquele com o menor custo ambiental. "Você pode decidir qual bebida combina com você e continuar a refinar sua dieta e tomar as decisões certas para o seu contexto", diz Gardner. Qualquer que seja sua decisão, você não estará perdendo nutrientes vitais se seguir uma dieta equilibrada. Na maioria dos casos, um substituto pode ser usado no lugar do leite. "Embora não seja necessário evitar o leite, também não é necessário que bebamos leite", diz Virtanen. "Ele pode ser substituído por outros produtos - não há um componente alimentar ou alimento absolutamente necessário para a nossa saúde." VÍDEOS: SAIBA MAIS SOBRE LEITE E LACTOSE Quem tem alergia a leite não pode consumir produtos zero lactose Leite de ovelha tem mais proteína e cálcio Veja Mais

Consumidor deve ter mais gastos com a ceia de Natal em SP

Consumidor deve ter mais gastos com a ceia de Natal em SP

R7 - Economia O consumidor terá mais gastos neste ano nos preparativos da ceia de Natal Rovena Rosa/Agência Brasil O consumidor terá mais gastos neste ano nos preparativos da ceia de Natal, de acordo com levantamento realizado pela Federação do Comércio do estado de São Paulo (FecomercioSP). Leia também: Compra de presentes para si mesmo deve movimentar R$ 36 bi no Natal A pesquisa foi feita com base nos dados de novembro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15), que apontou aumento estimado de 2,67% nos produtos natalinos no último ano. Levando em conta essa estimativa, na comparação com dezembro do ano passado, a batata-inglesa puxou a alta (31,7%), seguida por cebola (50,58%), carne de porco (13,18%), aves e ovos (9,8%). Por outro lado, a carne de cordeiro aumentou apenas 1,23% e o preço dos pescados caiu 0,7%. Leia também: Sucesso da Black Friday não tira fôlego das vendas de Natal As frutas também devem sair mais caras neste ano na comparação com o ano passado, como o abacaxi, que acumula alta de 13,95% nos últimos doze meses, a manga (alta de 9,88%), a uva (alta de 6,8%) e o morango (alta de 14,45%). A cerveja teve aumento de 3,26% em relação ao ano anterior. As outras bebidas alcoólicas tiveram alta de 0,97% no período. Faturamento do comércio A FecomercioSP estimou que o faturamento das vendas do comércio varejista paulista deva chegar a R$ 76,7 bilhões em dezembro desde ano, o que representa alta de 7% em relação ao mesmo período de 2018, acréscimo de R$ 5 bilhões. De acordo com a entidade, os destaques devem ser os setores de materiais de construção (15%), farmácias e perfumarias (14%) e lojas de móveis e decoração (14%). Em relação a possíveis presentes para o Natal, a FecomercioSP afirma que os eletrônicos são boas opções, já que os aparelhos de TV estão 13,84% mais baratos que em dezembro do ano passado e os preços dos aparelhos de som caíram 0,85%, segundo dados da entidade. Já perfumes registram alta de 8,43%, calçados e acessórios tiveram aumento de 0,29% e vestuário feminino aumentou apenas 0,22%. Veja Mais

Dólar cai 1% ante real, na maior baixa em 6 semanas, com ajuste doméstico e otimismo externo

R7 - Economia Por José de CastroSÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em queda de pouco mais de 1% nesta sexta-feira, na casa de 4,14 reais, na mais intensa desvalorização em seis semanas, numa sessão positiva para ativos brasileiros em geral e com pano de fundo benigno no exterior."As tensões na América Latina arrefeceram, houve intervenções cambiais pelos bancos centrais chileno e brasileiro. Os dados de atividade no Brasil surpreenderam para melhor... E no exterior as preocupações comerciais amenizaram. Toda essa combinação ajudou o real nesta semana", disse Rogério Braga, responsável pela gestão de renda fixa e multimercados da Quantitas, citando um movimento de "compra de Brasil" nesta sexta especialmente.O mercado de ações brasileiro bateu novos recordes históricos nesta sexta-feira, e os juros futuros devolveram parte do prêmio de risco acumulado recentemente.O real liderou os ganhos entre 33 pares do dólar nesta sessão, mas era seguido de perto por pares latino-americanos --os pesos colombiano, chileno e mexicano--, em mais uma evidência de que investidores voltaram a comprar ativos da região depois da liquidação das últimas semanas.No fechamento do mercado interbancário, às 17h, o dólar recuou 1,02%, a 4,1455 reais na venda.É a maior baixa percentual diária desde 23 de outubro (-1,05%).O patamar de encerramento é o menor desde 11 de novembro (4,1428 reais na venda).Na mínima da sessão, o dólar foi a 4,1398 reais na venda, 2,8% abaixo da máxima recorde de fechamento --de 4,2586 reais na venda, alcançada em 27 de novembro.Na semana, o dólar acumulou depreciação de 2,24%, mais do que apagando a alta de 1,14% da semana anterior.A queda na semana é a mais forte desde a semana finda em 25 de outubro (-2,67%).Na B3, o contrato de dólar futuro de maior liquidez registrava baixa de 1,11%, a 4,1435 reais.Analistas avaliaram que o mercado local de câmbio reagiu também ao bom humor externo, após dados positivos nos Estados Unidos e notícias sobre negociações comerciais entre EUA e China endossarem otimismo quanto ao cenário para a economia mundial.Medida da incerteza para a taxa de câmbio, a volatilidade implícita das opções de dólar/real de três meses caiu a 10,625% ao ano, mínima desde o fim de julho, quando o dólar estava em torno de 3,80 reais. Veja Mais

Compositor revela como foi criado o som de inicialização do PlayStation

Compositor revela como foi criado o som de inicialização do PlayStation

canaltech No começo do mês de dezembro, comemoramos 25 anos do lançamento do primeiro PlayStation, um dos videogames mais influentes da história. Assim, muitas publicações de games estão usando a data para escrever histórias sobre a importância do console e revelar curiosidades sobre ele. Uma entrevista publicada na última quinta-feira (5) com Takafumi Fujisawa revelou como aquele som clássico da logo do PlayStation foi criado. Fujisawa revela que ele criou o som praticamente sozinho, com a Sony apenas mostrando para ele a animação que ele iria sonorizar (o logo da Sony que aparecia ao ligar o console, seguido pelo logo do PlayStation quando o disco do jogo era lido com sucesso) e mais nada, deixando ele totalmente à vontade para criar a composição que achasse melhor. O músico brinca que ele até teria preferido que a Sony passasse mais detalhes sobre o projeto, já que uma das coisas mais difíceis para quem trabalha com sonorização é não ter nenhuma base sonora já definida sobre a qual trabalhar. Como Fujisawa já fazia parte do processo desde antes da ideia do PlayStation estar finalizada (ou seja, desde quando o console ainda era um protótipo desenvolvido em parceria com a Nintendo), ele não teve uma “data limite” para quando essa sonorização deveria ficar pronta, mas revela que todo o processo de imaginar a estrutura musical, pensar nas notas que iria usar e escolher os instrumentos durou cerca de duas semanas, e a gravação em si foi feita em apenas dois dias. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.-   Como ele já fazia parte do projeto desde o início, o músico tinha conhecimento que o chip sonoro do console utilizava a técnica ADPCM para executar sons polifônicos, então ele não precisa se preocupar em criar uma sequência sonora em um único tom, e podia deixar a imaginação correr. Por isso, o resultado criado foi inspirado no trabalho de uma orquestra, pois assim ele poderia não apenas expressar diversas emoções ao jogador como aindo mostrar o próprio poder do PlayStation perante outros consoles de videogame, já que esse tipo de som era uma novidade para a época. A única restrição que ele tinha era quanto ao tamanho do arquivo, já que esse som não ficava arquivado no CD dos jogos, mas sim na própria memória interna do console, e por isso era necessário que este arquivo fosse o mais compacto possível. A ideia do compositor era a de iniciar todo o processo sonoro com um tom mais ameno, com o objetivo de não assustar o usuário de cara quando ele ligasse o videogame. Esse tema inicial logo é cortado por uma escala de C (dó maior) que serve para preparar o jogador para o “momento principal”, que é a transição para o logo do PlayStation. Essa transição é seguida então por barulhos de sinos e instrumentos de corda, e então uma última nota indica o fim da inicialização e que, a partir dali, você estará já dentro do jogo. Fujisawa afirma que sua intenção sempre foi contar uma história, que começa com “você ligou seu videogame”, passa por “se prepare para a aventura” e finaliza com “todos os sistemas estão funcionando, agora você pode aproveitar o seu PlayStation”. Até o som meio sussurrado na transição entre os logos foi pensado como algo que, caso o videogame não conseguisse ler o CD, podia ser algo pra ficar rodando em loop, indicando para o jogador que “algo de errado não está certo” e que seria legal tentar algo como desligar o videogame e limpar o CD. Mesmo 25 anos depois e tantas inovações tecnológicas depois, essa sequência de inicialização do primeiro PlayStation ainda é uma das melhores de qualquer console lançado, e ainda hoje é possível notar toda a preocupação existente com sua criação dele. Iuvir a história que Fujisawa quis contar em cada nota faz a gente querer ligar o PlayStation de novo! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: As 10 séries mais assistidas de 2019 Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Veja Mais

ENTREVISTA-Golar participará de novos leilões de energia; aposta em caminhões à GNL

R7 - Economia Por Marta NogueiraRIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa de Gás Natural Liquefeito Golar Power Latam está otimista em relação ao crescimento econômico brasileiro e participará ativamente dos próximos leilões de energia para a contratação de novas usinas térmicas movidas à GNL, afirmou à Reuters nesta sexta-feira o presidente da companhia, Eduardo Antonello.Atualmente, a empresa --uma joint venture formada entre a norueguesa Golar LNG e o fundo Stonepeak-- detém 50% das Centrais Elétricas de Barcarena (Celba) e das Centrais Elétricas de Sergipe (Celse), que contam com projetos em implementação que somam 2,2 gigawatts (GW), detalhou o executivo."Estaremos super ativos nos próximos leilões, temos vários projetos no Brasil inteiro que a gente já desenvolveu e a gente pretende participar com eles", disse Antonello, em uma entrevista por telefone, evitando dar mais detalhes sobre o que poderá ser contratado.O executivo destacou que as usinas da empresa já contratadas têm um preço "bem atraente", na comparação com outras já em operação no país. Mas a geração térmica é apenas uma das áreas de interesse da empresa, que vem apostando em projetos simultâneos pelo país, essencialmente para logística de abastecimento de GNL.Atualmente, segundo o presidente, a empresa tem uma carteira diversa de projetos no Brasil, com investimentos estimados em cerca de 7 bilhões de reais entre 2016 e 2023, dos quais aproximadamente 4 bilhões já foram empenhados. E ainda há mais por vir."A gente está muito focado na questão do GNL no Brasil, o foco é o desenvolvimento de infraestrutura", frisou.Dentre outros negócios, a Golar Power está à frente da construção de três terminais de regaseificação, que somam capacidade de suprimento de quase 60 milhões m³/dia, e que serão destinados para energia elétrica e para suprir a demanda de indústrias e do abastecimento de veículos a gás.  NoneOTIMISMO COM BRASILComo parte da estratégia, a Golar Power anunciou nesta sexta-feira uma parceria com a Alliance GNLog, que prevê o fornecimento de GNL para caminhões desta empresa de logística.A tecnologia ainda inédita no Brasil permitirá que os caminhões sejam abastecidos com gás em estado líquido, garantindo autonomia de cerca de mil quilômetros aos veículos.Tais caminhões já existem em outros países da Europa e também da China. Segundo a Golar, 300 mil caminhões à GNL rodam em território chinês. Por meio da parceria, a Golar fornecerá o combustível, enquanto a Alliance GNLog fará o transporte do gás para os clientes industriais da companhia, além de prestar serviços de transporte de cargas gerais a outros clientes.Com o projeto, a companhia reforça sua confiança na retomada da economia brasileira, prevendo inclusive a substituição de caminhões movidos a diesel pelos novos à GNL, que serão trazidos pela sua parceira Alliance GNLog."O Brasil tem um consumo de diesel gigantesco... Em um primeiro momento, a meta da Golar é substituir diesel importado por GNL. A gente enxerga que tem um benefício econômico para o país muito grande", afirmou, pontuando que o GNL é menos poluente e mais barato."O nosso grupo está muito otimista em relação a Brasil, esse governo atual está tomando as medidas corretas para fomentar o crescimento econômico do país, a gente está apostando justamente em um crescimento potencial muito grande." Os primeiros quatro veículos movidos a GNL da marca Shacman já estão em solo nacional, cumprindo uma agenda de homologação e testes, que prevê uma frota de mil caminhões da Alliance GNLog movidos a GNL até o fim do próximo ano, disse Antonello. Nos próximos meses, a Alliance GNLog irá executar testes de rodagem e uma série de demonstrações para potenciais clientes, como Maratá e AmBev.Em uma fase inicial, segundo a Golar, serão instaladas unidades móveis de abastecimento de GNL da Golar em Sergipe e São Paulo, já autorizadas pela agência reguladora ANP.O projeto prevê a instalação de 35 postos de abastecimento, em 11 eixos de corredores rodoviários por onde há intenso fluxo de transporte de carga e escoamento da produção agrícola.O anúncio da parceria será feito na próxima segunda-feira, em Aracaju (SE), durante a cerimônia de instalação do Fórum Sergipano de Petróleo & Gás, com a presença de autoridades e de executivos das empresas. Veja Mais

5G chinês ou acordo de Alcântara com EUA? Brasil pode ter que escolher

5G chinês ou acordo de Alcântara com EUA? Brasil pode ter que escolher

Tecmundo O “atrito” comercial entre os EUA e a China pode produzir “faíscas” que vão impactar diretamente na implementação da rede 5G brasileira. A informação foi publicada pelo site HuffPost. Segundo a reportagem, os EUA teriam ameaçado desistir do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), que libera a base de Alcântara, no Maranhão, para os americanos realizarem lançamentos ao espaço, caso a China participe do leilão do 5G brasileiro.A mensagem com a ameaça da suspensão do AST teria sido enviada de maneira informal, pela diplomacia dos EUA à brasileira, após a realização da XI Cúpula dos Brics (Brasil, Rússia, Índia e África do Sul), que ocorreu em Brasília nos dias 13 e 14 de novembro.Leia mais... Veja Mais

'Turma da Mônica: Lições', 2º filme baseado nos quadrinhos, vai estrear em dezembro de 2020

G1 Pop & Arte Data foi anunciada em painel na Comic Con Experience, em São Paulo, nesta sexta-feira (6). Os interessados também poderão assistir alguns filmes, como o 'Turma da Mônica – Laços’ Divulgação "Turma da Mônica: Lições", segundo filme com atores baseado nos quadrinhos de Mauricio de Sousa, vai estrear em 10 de dezembro de 2020. A data foi anunciada durante painel na Comic Con Experience, em São Paulo, nesta sexta-feira (6). 'Turma da Mônica: Laços' mantém espírito do gibi Por que demorou tanto pra virar filme? Em "Turma da Mônica – Laços", lançado em junho de 2019, Kevin Vechiatto é o Cebolinha; Gabriel Moreira é o Cascão; Giulia Barreto é a Mônica; e Laura Rauseo é a Magali. Também estão no elenco Monica Iozzi, como a Dona Luísa, Paulo Vilhena como seu Cebola, e Ravel Cabral como Homem do Saco. A direção é de Daniel Rezende ("Bingo: O rei das manhãs"). Veja Mais

Entenda as novas regras do cheque especial

R7 - Economia A partir de 2020, bancos poderão cobrar taxas pelo uso do cheque especial. Veja Mais

Fitch eleva projeções para crescimento da economia brasileira em 2019 e 2020

G1 Economia A agência de classificação de risco vê uma alta de 1,1% no PIB deste ano e de 2,2% no do próximo. A Fitch Ratings elevou suas projeções para o crescimento da economia brasileira em 2019 e 2020. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) este ano saiu de 0,8% para 1,1%. Já a previsão para o ano seguinte foi elevada em 0,2 ponto percentual, para 2,2%. Em relatório, a agência de classificação de risco aponta que as alterações foram feitas devido ao resultado melhor que o esperado do PIB do terceiro trimestre, que cresceu 0,6% em relação aos três meses anteriores, feitos os ajustes sazonais. As revisões do IBGE nos resultados anteriores do PIB também influenciaram a decisão, acrescenta a Fitch. De acordo com a agência, o crescimento mais forte do crédito à pessoa física e a liberação de saques do FGTS ajudaram o consumo das famílias, enquanto os investimentos tiveram expansão puxada pela construção civil e pela produção de bens de capital. Já do lado da oferta, observa a Fitch, o aumento da produção de petróleo ajudou o crescimento, compensando parte do desempenho fraco da indústria de transformação, que teve efeito negativo sobre o PIB de julho a setembro. O que o PIB tem a ver com o nosso dia a dia? Veja Mais

Santander convoca assembleia para proposição de compra do shopping Via Verde de Rio Branco

R7 - Economia O Santander, na qualidade de administrador do fundo imobiliário HSI Malls (HSML11), divulgou em nota nesta sexta-feira (6) a convocação de assembleia geral com os cotistas do fundo. Segundo o comunicado, o banco solicitará para que os investidores decidam sobre a compra de 96,66% do Shopping Via Verde, localizado em Rio Branco, no estado do […] Veja Mais

VITÓRIA MINEIRA! VEJA OS MELHORES MOMENTOS DE SÃO JOSÉ 93 X 109 MINAS!

VITÓRIA MINEIRA! VEJA OS MELHORES MOMENTOS DE SÃO JOSÉ 93 X 109 MINAS!

Fox Sports Brasil O time da casa começou vencendo a partida, terminando o primeiro quarto com 8 pontos de vantagem. Porém, a partir do segundo tempo, Alex ‘destruiu’, marcou 19 pontos e foi O CARA do jogo, ajudando o Minas a levar a vitória para casa. Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #NBB #Basquete #Minas Veja Mais

Rincon Sapiência investe na musicalidade pop africana em novo disco

R7 - Música Foto: Andreh Santos / Divulgação Em Mundo Manicongo: Dramas, Danças e Afroreps, segundo disco de sua carreira, Rincon Sapiência se utiliza de instrumentais dançantes e divertidos para compor uma musicalidade inspirada no pop contemporâneo africano. O nome do trabalho vem de O vulgo Manicongo, como ele também é conhecido. A expressão pode ser traduzida como Rei do Congo, local que o artista possui descendência indireta e que remete à exaltação da negritude como Reis e Rainhas. Além do explorar estilos como afrobeat e o afrohouse, até o dundunba, ritmo originário da Guiné, Rincon também dialoga com ritmos vindos das periferias como o pagode baiano, o funk brasileiro – desde o Mandela até o 150 bpm - e o grime inglês. A direção musical da obra ficou por conta do próprio artista. No registro ele contou com participações de Mano Brown, Lellê, Gaab, ÀTTØØXXÁ, Duquesa, Rael e do Coletivo Audácia. https://open.spotify.com/album/2HIHjOQpPg2AHyEJZTKI20?si=Y0TpmhX3S9aBupdl0-CfeQ Novo clipe de Rincon Sapiência Junto com o lançamento do álbum, Rincon liberou o clipe de “Me Nota”, faixa que conta com a participação de Rael. Produzido pelo MOOC (Movimento Observador Criativo), o vídeo tem estética que remete à atmosfera tropical da música, um clima bem pop de verão. A obra é uma produção feita totalmente por pessoas negras, desde os criadores ao casting. https://www.youtube.com/watch?v=yMwCy2qJXW4 Veja Mais

Dividendos: 16 analistas revelam as ações que você não pode perder neste mês

R7 - Economia O setor elétrico segue firme e forte na preferência dos analistas, quando se trata de ações para quem deseja bons dividendos. Segundo levantamento do Money Times com relatórios de 16 bancos, gestoras, corretoras e casas independentes de análise, a Taesa (TAEE11) segue inabalável em primeiro lugar. A companhia de transmissão de energia assumiu, em outubro, […] Veja Mais

Os 10 mais: Ativa recomenda fundos imobiliários para dezembro

R7 - Economia “Um dos pontos que consideramos mais relevantes para avaliação dos fundos imobiliários é a localização dos imóveis que compõem o fundo”. A afirmação se insere em relatório da Ativa Investimentos sobre fundos imobiliários, no qual a corretora divulgou sua carteira recomendada para dezembro, listando 10 ativos com potencial de valorização neste mês. Além da análise da […] Veja Mais

Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden) teria ficado a 45 minutos da morte e vive sem joelho

Paul Di’Anno (ex-Iron Maiden) teria ficado a 45 minutos da morte e vive sem joelho

R7 - Música Paul Di Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Wikimedia Commons Apesar de Bruce Dickinson ter se tornado o vocalista mais icônico do Iron Maiden, foi Paul Di'Anno quem participou da formação original e gravou os dois primeiros álbuns da lendária banda de metal. Ele foi demitido em 1981 por problemas com álcool e cocaína e, desde então, teve diversos outros trabalhos e uma carreira solo prolífica. Em nova entrevista ao Mariskal Rock (via Loudwire), o britânico de 61 anos contou uma história tensa. Ele admite que quase morreu em 2016 devido a um caso seríssimo de sepse: Eu tenho entrado e saído do hospital por quatro anos. Tem sido muito, muito difícil para mim no momento. Por conta da sepse, eu continuo pegando infecções, então eles não podem operar minha perna. Pelo que ele explicou, ele convive com a necessidade de substituição dos dois joelhos há anos. O risco de infecção devido à sepse, no entanto, não permite que o músico faça a cirurgia necessária - os médicos não irão operá-lo por, pelo menos, mais dois anos. Ele explicou a situação bizarra: No momento, eu só tenho um joelho. O outro joelho foi retirado, mas não há um novo joelho para colocar, então ficou uma coisa de cimento. Mas eu quero tocar, obviamente, mas eu não posso fazer isso até estar consertado. Eu não parei de fazer música, e eu não tenho planos de me aposentar. Eu quero continuar tocando, mas eu preciso ficar bem. Saúde e futuro de Paul Di'Anno Durante esta revelação, Paul ainda explicou que foi diagnosticado quando estava voltando de shows na Argentina. Ele contou o episódio de seu retorno a Londres que quase resultou em sua morte: A sepse te pega de jeito, e no voo de volta da Argentina para Londres, todo mundo ficava falando pra mim, 'Oi, senhor. Você está bem? Você está bem?'. E eu ficava, tipo, 'Sim, por que você não vai pra p*ta que pariu e me deixa sozinho?'. Eu não percebi que eu estava verdadeiramente morrendo. E quando eu de fato cheguei em casa e caí no chão, eu estava com meu celular. Eu estava sozinho, porque minha esposa e filhos estavam nos EUA. Eu chamei o pessoal da ambulância. Eles vieram e chutaram minha porta para me levar ao hospital. Eu fiquei oito meses naquele hospital... E você tem 45 minutos para tomar uma cacetada de antibióticos ou você morre. Eu consegui no limite. Oito meses de recuperação lá. Por fim, ele reforça a paixão pela música e a vontade de continuar trabalhando. Mesmo sem poder sair de casa, ele ainda tem planos de uma turnê assim que possível e irá lançar um disco ao vivo no ano que vem. Hell Over Waltrop foi gravado há mais de uma década, e foi 'resgatado' graças às novas tecnologias de áudio. A data de lançamento oficial é 31 de Janeiro de 2020. Desejamos forças e melhoras ao músico! Veja Mais

Softbank abre café em Tóquio com robôs Pepper como atendentes

Softbank abre café em Tóquio com robôs Pepper como atendentes

canaltech Os robôs da Softbank, chamados de Pepper, agora estão chegando em outro mercado: o de cafés. No Japão, hotéis, lojas de aeroporto, entre outros comércios, já contam com os atendentes robotizados, que foram criados ainda em 2015. Agora, este novo segmento começou a ser testado em Tóquio. O primeiro café com o robô é o Pepper Parlor, e clientes já estão fazendo seus pedidos através dele, recebendo ainda cumprimentos e conversando. Outros robôs da Softbank também estão sendo implementados: o Nao e o Whiz. Com a metade do tamanho de um Pepper, que mede 1,20 metro, o Nao é o responsável por dançar na mesa, e o Whiz faz a limpeza do local com a ajuda da sua inteligência artificial. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Robô Nao performando (Imagem: Reprodução/Softbank) Whiz, responsável pela limpeza (Imagem: Reprodução/Softbank) De acordo com Kazutaka Hasumi, executivo da Softbank, os robôs são uma forma da companhia aprender melhor sobre como as máquinas podem interagir com os humanos, aprimorando suas ofertas atuais com a tecnologia. Adaptação dos robôs na indústria O uso dos robôs no comércio também é uma forma de agir em relação à redução da população do Japão, que vem enfrentando também uma diminuição da quantidade de trabalhadores nas indústrias. Por isso, o investimento na robótica tem como foco treinar essas máquinas para se adaptarem a esses trabalhos. Pepper recebendo os pedidos (Imagem: Reprodução/Softbank) No entanto, as habilidades atuais dos robôs são limitadas. No trabalho em hospitais, por exemplo, a única tarefa do Pepper é servir como uma forma de entretenimento para quer estava por lá. Esta interação humana pode, então, ser uma forma de treinamento para reconhecer rostos e emoções das pessoas, respondendo comandos de voz ou ainda exibindo mensagens em sua tela. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: EXCLUSIVO: compras internacionais exigirão CPF a partir de janeiro, diz Correios Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 As 10 séries mais assistidas de 2019 Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Google libera beta do Modo Foco para diminuir ansiedade e distrações no Android Veja Mais

Investigação aponta que Cambridge Analytica enganou usuários do Facebook

O Tempo - Mundo Através de um 'questionário de personalidade' a empresa de consultoria definiria o perfil do usuário e o transformaria em público-alvo de campanha política Veja Mais

CT News - 06/12/2019 (Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil)

CT News - 06/12/2019 (Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil)

canaltech Na edição desta sexta-feira do CT News: as 10 séries mais assistidas de 2019, Huawei pode lançar novos smartphones no Brasil, Uber lança relatório nos EUA sobre segurança e agressão sexual, Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho e mais Ouça ao podcast. Veja Mais

Bunge tem aval para compra de 30% no grupo agrícola Agrofel

G1 Economia Grupo dos EUA terá preferência na compra de produtos da empresa brasileira, que produz milho, trigo, soja, algodão e cana, além de fertilizantes, entre outros itens. O grupo norte-americano de agricultura e alimentos Bunge recebeu aval do órgão brasileiro de defesa da concorrência para aquisição de uma fatia de 30% na Agrofelpar, controladora do grupo agrícola Agrofel. Com o acordo, a Bunge terá preferência na aquisição de produtos da empresa brasileira. A Agrofel, que pertence ao Grupo Ferrarin, atua na comercialização de produtos agrícolas como milho, trigo, soja, algodão e cana-de-açúcar, além de fertilizantes, pesticidas, sementes e máquinas agrícolas e suas peças. O negócio foi aprovado sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo publicação no Diário Oficial da União desta sexta-feira (6), e envolverá também acordo comercial entre as empresas e a transferência para a Agrofel de um terminal da Bunge. O terminal, de transbordo de carga em Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, será alvo ainda de acordo de prestação de serviços para que a Agrofel passe a ofertar o serviço de transbordo à Bunge. As empresas disseram ao Cade que a transação "é estratégica para o crescimento e consolidação da atuação da Bunge no agribusiness brasileiro, contribuindo para o fortalecimento de sua capacidade de originação de grãos e na formação de alianças e parcerias com empresas de menor porte, notadamente distribuidores e revendedores com atuação mais regionalizada e com perfil de clientes diverso". Ao Cade, a Agrofel afirmou que o acordo representa "ótima oportunidade de negócios e terá a finalidade de expandir a sua atuação no Rio Grande do Sul, tendo em vista a expertise da Bunge em gestão de risco e capacidade logística". Veja Mais

Concurso da Prefeitura de Oeiras é suspenso para análise de irregularidades no edital de licitação

G1 Economia A Prefeitura de Oeiras e a empresa Crescer Consultorias, responsável pelo concurso, foram procuradas pelo G1, mas não foram localizadas. Ministério Público do Piauí G1 PI O concurso da Prefeitura Municipal de Oeiras foi suspenso até o dia 15 de janeiro de 2020. O certame só será retomado caso o relatório da Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal (DFAM), do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), não aponte irregularidades no edital de licitação. A Prefeitura de Oeiras e a empresa Crescer Consultorias foram procuradas pelo G1, mas não foram localizadas. O acordo foi firmado entre o Ministério Público do Piauí, a administração municipal e a empresa responsável pelo concurso, a Crescer Consultorias. Houve também o cancelamento da aplicação das provas objetivas, que iria ocorrer no dia 15 de dezembro deste ano. Para a tomada da decisão, o promotor de Justiça Vando da Silva Marques se baseou na investigação que a empresa está sofrendo por, supostamente, estar envolvida em fraudes de concursos públicos, de acordo com a Operação Dom Casmurro, deflagrada pela Polícia Civil do Piauí no município de Cocal. Na audiência, que aconteceu na última terça-feira (3), ficou acertado que a empresa ficaria encarregada de manter as inscrições dos candidatos até o período estabelecido. Para aqueles que desejarem a devolução imediata dos valores de inscrição, será realizado a partir de um requerimento escrito à comissão do concurso. O formulário será disponibilizado no site da empresa Crescer Consultorias até a próxima terça-feira (10). Veja Mais

Irmão de Pablo Escobar pede US$ 30 bilhões em ação contra a Apple

Irmão de Pablo Escobar pede US$ 30 bilhões em ação contra a Apple

Tecmundo Depois de lançar um celular dobrável e supostamente inquebrável, o irmão de Pablo Escobar agora quer processar a Apple em US$ 30 bilhões, com o objetivo de fazer a Gigante de Cupertino devolver os “lucros obtidos ilegalmente ao povo”, segundo ele afirma em entrevista ao Digital Trends.Ao site, Roberto Escobar disse que o motivo de processar a fabricante do iPhone é o preço que a Maçã cobra pelo seu famoso smartphone. De acordo com o irmão do narcotraficante colombiano, a empresa tem condições de cobrar um valor parecido ao do Fold 1 lançado por ele — US$ 350 — em vez de explorar o consumidor.Leia mais... Veja Mais

Olavo de Carvalho anuncia jornal online Brasil Sem Medo

O Tempo - Política O escritor descreve o site como 'o maior jornal conservador da internet brasileira' Veja Mais

Wall Street encerra em alta com dados do emprego e otimismo comercial

R7 - Economia Por Caroline ValetkevitchNOVA YORK (Reuters) - Os índices de Wall Street encerraram o pregão desta sexta-feira consistentemente mais fortes, com dados expressivos do relatório de criação de empregos nos Estados Unidos além de um otimismo em torno das negociações comerciais entre EUA e China ajudando a estimular o apetite ao risco pelo investidor. Com base nos dados mais recentes disponíveis, o Dow Jones subiu 336,76 pontos, ou 1,22%, para 28.014,55; o S&P 500 ganhou 28,45 pontos, ou 0,91%, para 3.145,88 e o Nasdaq Composite cresceu 85,83 pontos, ou 1%, ao 8.656,53. Veja Mais

Pela décima semana, "Dance Monkey" de Tones & I fica no topo da parada de singles do Reino Unido

Pela décima semana,

R7 - Música Vagalume Vagalume "Dance Monkey" da australiana Tones & I acaba de chegar à sua décima semana no topo da parada e faz oficialmente parte de um clube para poucos. Ela é a apenas a 12ª canção a conseguir passar dez ou mais semanas no número 1 na história da Official Charts Company.. Entre as cantoras, ela agora está empatada com ninguém menos que Whitney Houston e Rihanna. Ambas também ficaram esse mesmo tempo no topo respectivamente com"I Will Always Love You" e "Umbrella (feat. Jay Z). O recorde absoluto é daqueles que dificilmente será batido, já que ele permanece inalterado desde 1953, ano em que Frankie Lane passou 18 semanas em primeiro lugar com "I Believe" Voltando a 2019, a parada também teve algumas poucas novidades e uma enxurrada de canções natalinas entrando no top 40. Quem se deu melhor, foi The Weeknd que conseguiu colocar "Heartless" no 10° lugar (há sete dias ela já havia aparecido na 64ª colocação) e "Blinding Lights" em 12°. A cover de que Ellie Goulding fez de "River" de Joni Mitchell subiu da 57ª para a 14ª colocação e "Falling" de Trevor Daniel foi da 46ª para a 40ª. As músicas de ""fim de ano" que voltaram ao top 40 foram: "All I Want For Christmas Is You" de Mariah Carey (essa subindo 26 posições e já aparecendo no oitavo lugar) e mais "Last Christmas do Wham, "Fairytale Of New York" com os Pogues, "Do They Know It's Christmas?", o clássico single beneficente do Band Aid, "Merry Christmas Everyone" de Shakin' Stevens, "It's Beginning To Look a Lot Like Christmas" com Michael Bublé, "Santa Tell Me" de Ariana Grande e, finalmente "Step Into Christmas" de Elton John O top 10 da semana ficou assim: 1 - "Dance Monkey" - Tones & I (mesma posição) 2 - "Before You Go" de Lewis Capaldi (mesma posição) 3 - "Own It (Feat. Ed Sheeran & Burna Boy)" de Stormzy (mesma posição) 4 - "Don't Start Now" - Dua Lipa (mesma posição) 5 - "Roxanne" - Arizona Zervas (subiu duas posições) 6 - "Everything I Wanted" - Billie Eilish (caiu uma posição) 7 - "Memories" - Maroon 5 (subiu uma posição) 8 - "All I Want For Christmas Is You" - Mariah Carey (subiu 26 posições) 9 - "South Of The Border (Ft. Camila Cabello & Cardi B)" - Ed Sheeran (mesma posição) 10 - "Heartless" - The Weeknd (subiu 54 posições)Fonte: Vagalume Veja Mais

Bebidas derivadas de cannabis, o próximo mercado bilionário da Ambev

R7 - Economia A Ambev (ABEV3), maior cervejaria das Américas e dona de marcas como Skol, Brahma e Antárctica, prepara-se para disputar um novo e promissor mercado. Sim, trata-se das bebidas à base de cannabidiol, uma das substâncias extraídas da cannabis – a popular maconha. Segundo o banco suíço Credit Suisse, o lançamento dos produtos deve ocorrer até […] Veja Mais

Nada de iPhone SE 2: iPhone 9 será o nome oficial do aparelho, diz site

Nada de iPhone SE 2: iPhone 9 será o nome oficial do aparelho, diz site

canaltech O sucessor do iPhone SE realmente parece que está a caminho, mas não com o nome de iPhone SE 2. De acordo com uma reportagem do site Macotakara, a Apple planeja lançar um modelo com tela de 4,7 polegadas e dimensões do iPhone 8 na “primavera de 2020”, ou seja, no segundo trimestre do ano que vem — outono aqui no Brasil. Mas, diferente dos rumores até agora, o dispositivo deve se chamar iPhone 9, tornando-se o verdadeiro sucessor daquele que lhe emprestará o formato e boa parte das características. Esse modelo mais barato vai dispensar o Face ID para oferecer novamente o Touch ID ao consumidor, mas trará em seu interior o potente hardware da Apple em 2019, o A13 Bionic. De acordo com a publicação japonesa, o preço poderia ser o mesmo do iPhone 8 ou até um pouco menor, entre US$ 449 e US$ 499 (R$ 1.860 a R$ 2.070, aproximadamente). -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Rumores iPhone 9 seria praticamente idêntico ao iPhone 8 (Foto: CNET) Nada de notch, nada de display quase sem bordas. O iPhone 9 seria um iPhone 8 com algumas atualizações no interior, mantendo ainda a câmera única na traseira. E devem ser duas opções de armazenamento: 64 GB e 128 GB, além de três opções de cores: Space Gray (cinza), Silver (prata) e Red (vermelho). Considerando a faixa de preço, não é nenhuma surpresa que o dispositivo provavelmente não terá suporte ao 5G. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: As 10 séries mais assistidas de 2019 Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Veja Mais

The Mandalorian: saberemos mais sobre o bebê Yoda ainda na 1ª temporada

The Mandalorian: saberemos mais sobre o bebê Yoda ainda na 1ª temporada

Tecmundo The Mandalorian conseguiu agradar os fãs de Star Wars logo no primeiro episódio, e parte desse sucesso está no personagem que foi batizado de “bebê Yoda”. A jovem criatura viralizou na internet, mesmo com pouco sobre ele tendo sido revelado. Mas, o showrunner da série, Jon Favreau, conversou com o The Hollywood Reporter e confirmou que saberemos mais informações sobre o personagem ainda na 1ª temporada.“Vamos aprender mais sobre ele ao longo da temporada”, afirmou Favreau. “Eu acho que o melhor do que George [Lucas] criou é que o próprio Yoda, o personagem que nós crescemos assistindo, sempre foi envolto em mistério, e foi isso que o tornou tão arquetípico e tão mítico. Sabemos em quem ele é baseado, seu comportamento e o que ele representa, mas não sabemos muitos detalhes sobre de onde ele vem ou sobre sua espécie. Acho que é por isso que as pessoas estão tão curiosas com esse pequeno da mesma espécie”.Leia mais... Veja Mais

Pedro Paulo explica como funciona clube-empresa

Pedro Paulo explica como funciona clube-empresa

Câmana dos Deputados A Câmara aprovou um projeto que prevê a criação do clube-empresa. Assim, os clubes poderão optar por deixar de ser associação e virar empresa, com vantagens tributárias e renegociação de dívidas.Vamos saber como os clubes de futebol vão poder se organizar com o relator da proposta, deputado Pedro Paulo (DEM-RJ). Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

O melhor investimento de um jovem é em si mesmo, diz consultora em finanças

O melhor investimento de um jovem é em si mesmo, diz consultora em finanças

R7 - Economia Nós, jovens (eu tenho 22 anos), geralmente achamos que o mercado financeiro é um ambiente de pessoas mais velhas, cheias de preocupação e estresse. Mas para aprender a pensar no seu dinheiro, e cuidar dele da forma adequada, não tem idade definida e pode ser mais fácil do que se imagina. A popularização de aplicativos […] O post O melhor investimento de um jovem é em si mesmo, diz consultora em finanças apareceu primeiro em SpaceMoney. Veja Mais

A contabilidade dos clubes de futebol

R7 - Economia A contabilidade dos clubes de futebol está passando por atualizações e mudanças. Entenda. Veja Mais

Audiência debate demora na aposentadoria rural - 06/12/19

Audiência debate demora na aposentadoria rural - 06/12/19

Câmana dos Deputados Audiência da Comissão de Agricultura debateu as dificuldades dos trabalhadores rurais para conseguir benefícios da Previdência Social, especialmente a aposentadoria. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

FEVER 333 e Nova Twins fazem mash-up incrível de Tupac, Green Day e mais

FEVER 333 e Nova Twins fazem mash-up incrível de Tupac, Green Day e mais

R7 - Música Fever 333 no Lollapalooza Brasil Tenho Mais Discos Que Amigos Foto por Stephanie Hahne Como já te explicamos por aqui, o FEVER 333 é uma das bandas mais interessantes na cena pesada atualmente. Além do ótimo som hardcore, outra coisa que eles fazem muito bem é misturar as influências do rap e isso ficou evidente mais uma vez. Em show recente em Londres, o trio californiano recebeu as Nova Twins para um mash-up incrível. Temperando tudo com muito punk, os artistas juntaram 'California Love', do Tupac, 'Brain Stew', do Green Day, 'Old Town Road', do Lil Nas X e 'Forgot About Dre', de Dr. Dre e Eminem. O vocalista Jason Aalon Butler ainda falou: Eu quero deixar claro que essa é a primeira vez que trazemos alguém ao nosso palco e há um motivo para isso. Vocês deveriam estar prestando atenção nelas [Nova Twins]. Elas significam muito para essa música e muito para esse país. O resultado ficou sensacional e foi divulgado em um vídeo legal pra caramba no Instagram da banda. Até o Rancid comentou na foto e pareceu ter curtido! Vale uma versão de estúdio, hein? FEVER 333 https://www.instagram.com/tv/B5qPThOJrcK/?igshid=7tbk3d8iy2er Enquanto a banda ainda não tem planos de lançar esse mash-up em estúdio, uma música nova foi divulgada hoje. 'VANDALS' chegou às plataformas de streaming recentemente e você pode conferir a seguir. Esta é a segunda música nova do FEVER após o disco STRENGTH IN NUMB333RS, lançado no início do ano. Em Novembro, os caras lançaram a pedrada 'KINGDOM'. Veja Mais

Courtney Barnett lança Acústico MTV com cover de Leonard Cohen

Courtney Barnett lança Acústico MTV com cover de Leonard Cohen

R7 - Música Courtney Barnett Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Divulgação / Pooneh Ghana A australiana Courtney Barnett tem uma surpresa boa para os fãs! Ela acabou de lançar um álbum acústico surpresa. Gravado ao vivo em Melbourne, o MTV Unplugged - ou Acústico MTV, como preferir - traz uma seleção de sucessos da cantora, como 'Depreston' e 'Avant Gardener', misturadas com versões de canções de outros artistas. Sobre o trabalho, Courtney afirmou em comunicado à imprensa (via Consequence of Sound): Tem sido interessante ver as músicas através de um filtro diferente, e isso traz esse outro lado emocional à música e às letras. O Acústico [MTV] é tão nostálgico para mim. Nós tínhamos dois Acústicos MTV na nossa coleção de CDs quando crescíamos e eu conheço esses discos de cabo a rabo porque nós os ouvíamos todos os dias. Apesar de estar acompanhada por uma banda na gravação, o álbum é uma prévia de uma nova fase da artista. Ela tem programada para 2020 uma turnê completamente solo, com datas apenas nos EUA por enquanto. Com 8 faixas, o novo trabalho de Courtney já está disponível logo a seguir. Covers de Courtney Barnett https://open.spotify.com/album/4iW3dSOyOiI3dVXFwg9q7O No novo trabalho acústico, Barnett faz homenagens a artistas como Leonard Cohen e Seeker Lover Keeper. Mais cedo neste ano, ela fez uma versão para 'Keep On', da banda Loose Tooth. Ainda em 2019, a australiana passou pelo Brasil e participou de uma homenagem muito legal ao Wilco. Veja Mais

Por que esta década já mudou o cinema para sempre

G1 Pop & Arte Na primeira série da BBC Culture que revisa a década nas artes e na cultura, o jornalista Nicholas Barber relembra os principais momentos do cinema dos últimos 10 anos. Yalitza Aparicio ("Roma") Divulgação Costumava ser tão simples. Se você queria ver um filme, ia ao cinema e assistia aos atores dizendo suas falas em um cenário construído. Agora, porém, talvez o cenário não exista, exceto na tela de um computador. Talvez os atores também não existam. Quanto ao cinema, por que ir quando você pode assistir ao novo filme de grande orçamento de Hollywood na TV ou no telefone? A indústria cinematográfica foi mais abalada nos anos 2010 do que em quase qualquer outra década - e as ondas de choque não diminuíram. É difícil dizer se o cinema estará presente no final da década de 2020 e qual será seu formato, se houver. Mas há uma grande chance de que, até 2030, um avatar digital de Marlon Brando tenha estrelado como o Homem-Aranha em uma aventura de realidade virtual transmitida diretamente para um canto do seu cérebro pertencente à Netflix. Ainda assim, não vamos nos preocupar com a próxima década ainda. Vamos lembrar o quão revolucionária foi essa década com o nosso guia. Streaming vira mainstream Por mais difícil que seja de acreditar, a Netflix só lançou seu serviço de streaming em 2010 e não produziu um filme próprio até "Beasts of No Nation", em 2015. Desde então, Netflix e Amazon foram responsáveis por alguns dos melhores lançamentos da década. A Amazon estava por atrás de "Manchester à Beira-Mar", "Você Nunca Esteve Realmente Aqui" e a "Guerra Fria"; a Netflix pode reivindicar créditos por "Roma", "História de Um Casamento" e "O Irlandês". Assista ao novo trailer de "O Irlandês Nem todo mundo aprova: o Festival de Cinema de Cannes se recusa a deixar filmes entrarem na competição se eles não tiverem uma exibição adequada aos cinemas. E há aqueles de nós que ainda insistem em comprar DVDs e Blu-rays, mesmo que estejamos ficando sem espaço para guardá-los. Realidade virtual As imagens geradas por computador podem não ser novidade, mas a extensão em que estão sendo usadas certamente é. Somente no último ano, tivemos Samuel L Jackson velho em "Capitão Marvel", Arnold Schwarzenegger de idade avançada em "O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio", Will Smith mais velho em "Projeto Gemini" e Robert De Niro idoso em "O Irlandês". Antes disso, tivemos Peter Cushing e Carrie Fisher digitais em "Rogue One: Uma História de Star Wars" e agora temos a perspectiva de um James Dean digital em um próximo drama da guerra do Vietnã. Will Smith em cena de "Projeto Gemini" Divulgação Outros avanços tecnológicos incluem o formato de altas taxas de quadros (mais quadros por segundo) na trilogia "O Hobbit" e "Projeto Gemini" e o desenvolvimento da realidade virtual, que agora tem sua própria vertente de competição no Festival de Cinema de Veneza. Se você tem medo de que todos vivamos agora na "Matrix", não se esqueça de que o filme "Tangerina", de Sean Baker, foi filmado com três iPhones, então a tecnologia do século 21 às vezes pode ser usada para capturar a realidade em vez de substituí-la. Diversidade Quando Ridley Scott estava lançando o épico bíblico de 2014 "Êxodo: Deuses e Reis", ele decidiu que as pessoas ideais para interpretar um grupo de egípcios antigos seriam Christian Bale, Joel Edgerton, Sigourney Weaver e Aaron Paul. Quando foi apontado que nenhum deles parecia especialmente egípcio, Scott argumentou à revista Variety: "Não posso montar um filme com esse orçamento e dizer que meu ator principal é Mohammad fulano de tal, simplesmente não vou ser financiado". E isso teria sido uma tragédia, não é? Imagine se "Êxodo: Deuses e Reis" não tivesse sido financiado! Scott estava seguindo a tradição hollywoodiana de embranquecimento, mas estava atrasado. A falta de diversidade nas indicações ao Oscar de 2015 levou a campanha #OscarsSoWhite; "Ghost in the Shell" foi condenado por escalar Scarlett Johansson em um papel que se originou no Japão e a Disney teve o cuidado de escolher atores de ascendência polinésia para darem voz a Moana no filme de mesmo nome. Enquanto isso, sucessos como "Creed - Nascido para Lutar", "Pantera Negra" e "Homem-Aranha" lembraram aos produtores que estrelas não caucasianas poderiam atrair o público em massa; "Moonlight - Sob a Luz do Luar" ganhou o Oscar de melhor filme, diretores mexicanos se tornaram presença comum no Oscar e racismo foi o tema de "Histórias Cruzadas, 12 Anos de Escravidão", "Django Livre", "Selma", "Green Book: O Guia", "Infiltrado na Klan", "Harriet" (ainda não lançado no Brasil) e muito mais. O Oscar não é mais tão branco agora. Elenco e equipe de 'Green Book' no palco para receber estatueta de Melhor Filme no Oscar 2019 Chris Pizzello/Invision/AP O futuro é feminino A queda do produtor Harvey Weinstein, acusado de assédio sexual, coincidiu com a ascensão dos movimentos Me Too e Time's Up. Mas a campanha que se seguiu não foi apenas para interromper o abuso sexual na indústria cinematográfica, mas também abordar disparidade salarial, subrepresentação feminina nos filmes e outros sinais insidiosos de sexismo institucional. Antes de as acusações de assédios em série de Weinstein serem expostas, já havia uma tendência por thrillers de ação com heroínas, como "Lucy", "Star Wars: O Despertar da Força" e "Jogos Vorazes". Posteriormente, festivais e estúdios prometeram promover o equilíbrio entre filmes dirigidos por homens e mulheres para perto de 50/50. As coisas estão mudando lentamente, mas estão mudando. A década da Disney Os historiadores do cinema se lembrarão dos anos 2010 como a década da Disney. A exploração do próprio catálogo por parte do estúdio tem sido incrivelmente inspiradora. Mês após mês, há live-action (ou, no caso de Rei Leão, uma espécie de live-action) remakes de seus desenhos animados clássicos, como Aladdin, Dumbo e Mogli. Mas o golpe de mestre da Disney foi comprar os direitos de outras empresas, principalmente as franquias Star Wars e Marvel. Cena de 'Frozen 2' Divulgação/Disney Como resultado, o filme de maior bilheteria em oito dos últimos 10 anos pertence à Disney, seja ele marcado como Marvel (quatro), Star Wars (dois), Pixar (um) ou um dos desenhos animados do estúdio ("Frozen"). A Disney também assumiu a 20th Century Fox e acaba de lançar seu próprio serviço de streaming. A década de 2020 também poderia ser a década da Disney. Super-heróis Para aqueles de nós que crescemos lendo histórias em quadrinhos de super-heróis no século 20, foi estranho nossos interesses de nichos se destacarem no entretenimento em massa. Agora parece que não passa um mês sem a Fox lançar um filme dos X-Men, a Sony lançar um filme do Homem-Aranha ou a Warner lançar um filme sobre Super-Homem, Batman, Mulher-Maravilha ou o Coringa. Trailer de 'Coringa' Mas nenhum deles consegue igualar o triunfo da Marvel Studios, cuja onda de sucessos de bilheteria varreu tudo à sua frente. Atreva-se a dizer que você não está impressionado com a qualidade, como fizeram Martin Scorsese e Ethan Hawke, e prepare-se para a reação dos vingadores das mídias sociais. Filmes que eram teoricamente de outros gêneros, como "Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw", "Doutor Sono" e "Frozen II" eram na verdade filmes de super-heróis disfarçados, e todos os estúdios tentavam copiar o modelo de 'universo compartilhado' da Marvel, no qual vários filmes separados acontecem na mesma realidade. Semana Pop #62 Filmes de terror Os anos 2000 foram uma década assustadoramente ruim para o terror. O sucesso de "Jogos Mortais" e suas sequências anuais levou a uma série de filmes de 'pornografia de tortura' que eram mais nojentos do que assustadores. E houve inúmeros esforços para vender personagens antigos para novos públicos, por exemplo, "Halloween: Ressurreição", "Freddy vs. Jason" e "Sexta-feira 13". Na década de 2010, por outro lado, o horror renasceu como um dos únicos gêneros em que dramas originais, com histórias provocantes e conceitos ousados podem ser feitos com um orçamento razoável e passam a ser abraçados por críticos e público. 5 clichês que ainda estão no 'pós-terror' Os exemplos principais são "Corra!" e "Nós", de Jordan Peele, "Hereditário" e "Midsommar - O Mal Não Espera a Noite", de Ari Aster, "A Bruxa e O Farol", de Robert Eggers, "Corrente do Mal", de David Robert Mitchell, "Um Lugar Silencioso", de John Krasinski, "Grave", de Julia Ducournau, e "O Babadook", de Jennifer Kent. Apenas não chame isso de 'horror elevado' - um termo esnobe que faz com que os fãs de terror busquem estacas de madeira afiadas. Comédia romântica Sempre que um filme como "Doentes de Amor" vai moderadamente bem, fãs de comédia romântica declaram que o gênero que amamos está de volta. Mas é hora de deixarmos esse relacionamento para trás e seguir adiante com nossas vidas. A rom-com (termo em inglês para comédias românticas) floresceu até a década de 1990, azedou nos anos 2000 e secou nos anos 2010. Resumidamente, foi substituída pela comédia de amigos e amigas, em que se apaixonar por aquele ou aquela importa menos do que sair com a galera, como "Missão Madrinha de Casamento". O fato é que a própria comédia caiu de posição na lista de prioridades de Hollywood. Em 2004, por exemplo, era possível ver "Todo Mundo Quase Morto", "Team America", "Meninas Malvadas", "Sideways- Entre Umas e Outras", "O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy" e "Com a Bola Toda" - prova de que a indústria estava levando a sério ser engraçada. Diretores de "Vingadores: Ultimato", Joe Russo e Anthony Russo, participaram de uma conferência na Comic-Con San Diego 2019 Richard Shotwell/AP Mas a última década viu atores de comédia como Ben Stiller e Vince Vaughn se mudarem para o drama e diretores de comédia se voltando para a televisão, docudrama político e filmes de super-heróis. Em 2006, Anthony e Joe Russo fizeram "Dois é Bom, Três é Demais"; em 2016, eles fizeram "Capitão América: Guerra Civil". Isso não quer dizer que as comédias de Hollywood não sejam mais produzidas. Eles são. Mas as comédias mais notáveis dos últimos anos foram mais sombrias e esquisitas do que aquelas do tipo de Will Ferrell, e muitas vezes filmadas longe dos EUA. "A Lagosta", "Anomalisa", "Toni Erdmann" e "Parasita" farão você rir, mas será uma risada inquieta e nervosa. Mais estranho do que ficção Os dias do documentário de sucesso estão para trás. Houve alguns exemplos de não-ficção nos anos 2010 que atraíram público, como "O Ato de Matar" e "Procurando Sugar Man", mas nada comparável a filmes como "Tiros em Columbine" e "Super Size Me - A dieta do palhaço" na década anterior. Assista ao trailer de 'A grande aposta' A nova casa do documentário é o podcast, em que casos de assassinato são descritos em centenas de episódios. Quando Hollywood quer contar uma história verdadeira, opta por um tipo chamativo de docudrama, que não apenas dramatiza os eventos, mas acrescenta estatísticas, rompe com a ideia da quarta parede, acrescenta interjeições das pessoas reais de que trata a história. Isso significa que esses filmes são mais precisos do que os filmes tradicionais "inspirados em eventos reais"? A julgar por "A Grande Aposta", "Sem Dor, Sem Ganho", "Eu, Tonya", "American Animals", "Vice", "A Lavanderia e O Escândalo" (estreia prevista para 30 de janeiro de 2020 no Brasil), a resposta é não. Mas eles podem ser mais divertidos. O fim do mundo Os anos 2000 se encerram com um bando de filmes ambientados em terrenos pós-apocalípticos: "A Estrada", "Eu Sou a Lenda", "Zumbilândia". Também havia muitos deles nos anos 2010 - sendo o maior "Mad Max", mas muitos cineastas de ficção científica adotaram uma visão ainda mais sombria do futuro. Filmes como "Interestelar" e "Alien: Covenant" sugeriram que seria melhor abandonarmos completamente o planeta e começarmos de novo em um sistema solar distante ou em uma estação espacial de luxo. Ainda assim, talvez possamos ter algum conforto em saber que já passamos do tempo em que "De Volta Para O Futuro Parte II" e "Blade Runner" se passavam - outubro de 2015 e novembro de 2019, respectivamente. E nosso próprio mundo não está tão ruim quanto o daqueles filmes. Ou está? Veja Mais

Oi solicita prorrogamento de supervisão judicial

R7 - Economia A Oi (OIBR3; OIBR4) solicitou junto à sétima Vara Empresarial do Rio de Janeiro a prorrogação da sua supervisão judicial, prevista para se terminar no dia 4 de fevereiro de 2020, informou a empresa em fato relevante divulgado ao mercado nesta sexta-feira. De acordo com a companhia, a medida de não-encerramento da supervisão não traz mudanças para […] Veja Mais

Câmara é Notícia | 21HS | 06/12/2019

Câmara é Notícia | 21HS | 06/12/2019

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Deputados discutem uso do VAR no futebol - 06/12/19

Deputados discutem uso do VAR no futebol - 06/12/19

Câmana dos Deputados O chefe da arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, defendeu a inclusão dos chamados desafios no uso do VAR. O ex-árbitro esteve em audiência pública da Comissão do Esporte da Câmara. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

A Voz do Brasil - 06/12/2019

A Voz do Brasil - 06/12/2019

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Professores criticam atuação do governo para conter vazamento de óleo ✔️Confederações defendem incentivo à prática de esportes nas escolas ✔️Parlamentares cobram medidas para proteger crianças da violência Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Celebrado álbum de Alanis Morissette vira musical na Broadway

O Tempo - Diversão - Magazine "Jagged Little Pill", disco de estreia da cantora e compositora canadense, vai completar 25 anos em junho de 2020 Veja Mais

Anatel defende redução de taxas para internet via satélite

Anatel defende redução de taxas para internet via satélite

Tecmundo Pouca gente nas grandes cidades tem um comunicador por satélite (o uso do 3G e do 4G é comum), mas quem mora no interior do Norte e do Nordeste não tem esse conforto. Por isso, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) quer reduzir as taxas que recaem sobre comunicadores satelitais – sua disseminação depende, em larga medida, da redução do seu custo, incluindo de contratação e uso.Hoje, o uso desses aparelhos é proibitivo para as populações de baixa renda principalmente por causa das taxas de Instalação (TFI), hoje de R$ 201,12, e de Fiscalização (TFF) de valor anual de R$ 100,56, que compõem o Fundo de Fiscalização das Telecomunicações (Fistel). O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, defendeu durante Audiência Pública na Comissão de Defesa do Consumidor (CDC) na Câmara dos Deputados, que esses valores sejam iguais aos pagos por quem tem celular – e que são hoje muito menores.Leia mais... Veja Mais

Ibovespa renova máximas em semana de recordes com sinas de melhora da economia brasileira

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em nova máxima histórica nesta sexta-feira, encerrando uma semana marcada por recordes e evidências de melhora no ritmo da economia brasileira, com agentes financeiros ainda encontrando no noticiário externo argumentos para compras.Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,51%, a 111.183,80 pontos, máxima de fechamento, de acordo com dados preliminares. O volume financeiro do pregão alcançava 16,4 bilhões de reais.Na semana, o Ibovespa acumulou alta de 2,7%, também segundo dados antes do ajuste de fechamento.NoneNone (Por Paula Arend Laier) Veja Mais

'Onde está meu coração' aborda dependência química: 'Questão de saúde pública e não de polícia'

G1 Pop & Arte Produção do Globoplay acompanha médica dependente e consequências para a família. Elenco e autor apresentaram a série em painel na CCXP 2019. Equipe e elenco de "Onde Está Meu Coração" participou do painel do Globoplay na Comic Con Experience 2019 nesta sexta-feira (6) Thaís Matos/G1 "Onde está meu coração", nova série do Globoplay sobre uma médica dependente química, quer falar sobre drogas com sensibilidade, sem reproduzir preconceitos. "Não queremos dar respostas, mas lançar luz sobre essa questão tão delicada e sensibilizar as famílias brasileiras", disse George Moura, um dos criadores da série, durante conversa na CCXP 2019 nesta sexta (6). A história mostra a entrada das drogas em todas as classes sociais brasileiras. Letícia Colin, Mariana Lima e Fábio Assunção formam a família protagonista. Amanda (Letícia Colin) e Miguel (Daniel Oliveira) em cena de 'Onde Está Meu Coração' Fábio Rocha/TV Globo Para Mariana, é um trabalho quase social. "A gente costuma marginalizar a droga, achar que ela está só nas periferias." "Acreditamos que a dependência química não é questão de polícia, mas de saúde pública", defendeu Moura. "Eu conheci, durante a minha vida, os vários lados dessa história. É um privilégio falar desse problema em uma série, e não com o uso roubado da minha imagem", disse o Fábio Assunção, que enfrentou a dependência nos últimos anos. Após apresentar a série, o autor defendeu a força da cultura nacional. "Nós não somos diabólicos, não somos vagabundos. Trabalhamos. E acreditamos na cultura e nos livros como solução, e não nas armas", disse Moura. Após a declaração, grande parte do público se manifestou contra o presidente Jair Bolsonaro, em coro que durou mais de 30 segundos. A série terá 10 episódios com cerca de 40 minutos e estará disponível no primeiro semestre de 2020. CCXP 2019: confira atalhos e destaques de painéis e estandes do evento Veja Mais

Produtividade do trabalho cai 0,7% no 3º trimestre, segundo Ibre/FGV

G1 Economia Segundo economistas do Instituto Brasileiro de Economia, a piora do desempenho está associada principalmente ao setor de serviços. A produtividade do trabalho no Brasil recuou 0,7% no terceiro trimestre deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado. Foi o terceiro trimestre consecutivo de queda do indicador por essa base de comparação, segundo cálculos do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). De acordo com o estudo, a produtividade por horas trabalhadas, em relação ao mesmo trimestre do ano anterior, recuou fortemente no setor de serviços (-1,3%) e na indústria (-0,7%). Os resultados foram parcialmente compensados pelo avanço de 4,6% da produtividade no setor agropecuário. Setor de serviços Empresa Liderança/Divulgação “A piora do desempenho da produtividade agregada em 2019 está relacionada principalmente ao setor de serviços, que concentra 71% das horas trabalhadas no país”, avaliaram os pesquisadores Fernando Veloso, Silvia Matos e Paulo Peruchetti, que assinam o artigo do Ibre/FGV sobre o tema. Para chegar ao número agregado de produtividade, o Ibre/FGV divide o valor adicionado das Contas Nacionais Trimestrais pelo total de horas trabalhadas em todas as ocupações. O PIB cresceu 1,2% no terceiro trimestre, frente ao mesmo período do ano passado. Veja Mais

Aluísio Mendes avalia reestruturação da carreira de policial federal

Aluísio Mendes avalia reestruturação da carreira de policial federal

Câmana dos Deputados A organização da Polícia Federal já esteve em discussão na Câmara, mas não chegou a ser votada. Uma proposta do Executivo definia uma Lei Orgânica para a instituição. Uma nova proposta quer alterar a Constituição para garantir autonomia investigativa, estruturar uma carreira única e instituir o ciclo completo de atuação policial. Apresentação - Regina Assumpção Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

Plenário - Homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos - 06/12/2019 - 15:39

Plenário - Homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos - 06/12/2019 - 15:39

Câmana dos Deputados Plenário - Sessão Não Deliberativa Solene - Homenagem ao Dia Internacional dos Direitos Humanos Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/59046 Veja Mais

Dupla mineira de rappers ganha destaque com 'Rap de Massagem'

Dupla mineira de rappers ganha destaque com 'Rap de Massagem'

R7 - Música Capa do disco 'Rap de Massagem' Paulo Abreu Hot e Oreia despontam pelo estilo inusitado e autoral, somado ao humor. Os rappers mineiros conquistaram atenção do público e conseguiram destaque nas plataformas de streaming. Em 2019, foram aproximadamente 6 milhões de reproduções no Spotify. O clipe da música Eu vou, com participação de Djonga, teve 3,9 milhões de visualizações no YouTube.  A dupla se conheceu no início da última década, no Duelo de Mc’s de Minas Gerais. Profissionalmente estão há quatro anos dentro do rap. Criaram um sarau chamado Vira Lata, que acontece de maneira itinerante em Belo Horizonte. Logo depois fundaram o grupo DV Tribo (com os rappers FBC, Djonga, Clara Lima e Coyote Beatz). Show da dupla Hot e Oreia em São Paulo Philip Fonseca Em entrevista exclusiva ao R7,  Hot contou que o grupo de Niterói (RJ) Quinto Andar, que levava o rap de uma maneira mais bem-humorada, foi inspiração da dupla. “É o começo do Rap menos sério, underground”, diz. Outra influência vem de São Paulo. “O Pentágono [grupo], que tinha uma pegada mais rasta, diferentona. Era um rap de quebrada, mas já falava de festa e de amor”, aponta Hot. O disco recém-lançado, Rap de Massagem, tem uma ideia por trás da brincadeira do título. “O conceito nasceu antes do álbum. A gente tem o hábito de fazer paródia, fazer música e zuar. A gente pega um disco do camaradas e zoa, e nessas zueiras nasceu um Rap de Massagem. E a gente pensou, por que não botar o nome do disco? Massagem porque a gente consegue, de um jeito leve, tirar um nó da pessoa, tiramos a dureza através do humor". Rapper Djonga em participação especial com Oreia Philip Fonseca Quando perguntada com quem gostaria de gravar, a dupla surpreende ao revelar a intenção de fazer parcerias com nomes da MPB, como Gilberto Gil e Caetano Veloso. “Eu iria me sentir realizado, feito na vida”, brinca Hot. No cenário internacional, a dupla não esconde a admiração por ASAP Rocky. “É um cara que a gente pira nos clipes. Ia ser f*** trabalhar junto”, finaliza Hot. Assista ao clipe Estilo  *Estagiário do R7, sob supervisão de Thiago Calil Veja Mais

Tributos deixam ceia de Natal mais cara

R7 - Economia Carga tributária de produtos típicos o natal chegam a 70%, de acordo com levantamento da ACSP. Veja Mais

Alta da carne pressiona e inflação no Brasil tem maior novembro em 4 anos

R7 - Economia Por Rodrigo Viga Gaier e Camila MoreiraRIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - A inflação oficial do Brasil registrou aceleração em novembro e o resultado mais alto em quatro anos com forte impacto da alta dos preços das carnes, mas ainda permanece abaixo do centro da meta em 12 meses.O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,51% em novembro após alta de 0,10% no mês de outubro, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Esse é o resultado mais alto para novembro desde 2015, quando índice subiu 1,01%, e ficou acima da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,46%.Em 12 meses, a alta do IPCA chegou a 3,27%, de um avanço no mês anterior de 2,54%, e permanece abaixo do centro da meta oficial para 2019, de 4,25% pelo IPCA com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.O resultado em 12 meses até novembro também ficou ligeiramente acima da expectativa, de 3,23%. De acordo com o IBGE, o maior impacto individual foi exercido pelas carnes, cujos preços subiram 8,09%, exercendo impacto de 0,22 ponto percentual no IPCA de novembro. Isso levou o grupo Alimentação e bebidas a acelerar a alta a 0,72%, de 0,05% em outubro."As exportações de carne para a China continuam, o que mantém a demanda grande, e essa pressão vai continuar", explicou o gerente da pesquisa Pedro Kislanov da Costa.O Brasil, maior exportador global de carne bovina, está faturando com a maior demanda da China, mas os consumidores brasileiros estão por tabela pagando mais pelo produto nos açougues, enquanto frigoríficos têm sido pressionados a fazer ofertas recordes por bois nas fazendas."Mas apesar da pressão de carnes, o IPCA ainda está num patamar confortável e com espaço para ficar dentro do centro da meta", completou Costa.A maior variação no mês foi registrada por Despesas Pessoais, com alta de 1,24% em novembro ante 0,20% antes. O comportamento dos preços de Habitação também se destacou, ao deixar para trás uma deflação de 0,61% em outubro para alta de 0,71% em novembro.Esse avanço de Habitação deve-se à alta de 2,15% da energia elétrica, uma vez que em novembro passou a vigorar a bandeira vermelha patamar 1.Apesar do resultado mais forte em novembro, a inflação permanece fraca e não deve ser suficiente para mudar o movimento do Banco Central de corte de juros, já tendo sinalizado que adotará essa postura na última reunião do ano, em dezembro."No geral, acreditamos que esse resultado é consistente com o cenário base do Banco Central e corrobora corte de 0,50 ponto percentual (na Selic) este ano", afirmou em relatório a XP Investimentos. A autoridade monetária cortou a taxa básica de juros Selic em 0,5 ponto percentual em outubro, a 5% ao ano, mas para além de dezembro a postura é de cautela em relação aos fatores que podem pressionar a inflação.None (Com reportagem adicional de Paula Arend Laier em São Paulo) Veja Mais

Enjin (ENJ) em um rali após parceria com a Microsoft

R7 - Economia A Microsoft e a Enjin se uniram para criar o Azure Heroes – um projeto que premia os colaboradores da comunidade por postarem conteúdo, criar demos, criar código de exemplo e criar blogs sobre o Azure. De acordo com publicação da Microsoft no Twitter. Are you an @Azure practitioner who loves to learn and who […] Veja Mais

“Querida, Encolhi as Crianças”: diretor do primeiro filme deve voltar em sequência

R7 - Música Foto: Divulgação A Disney encomendou neste ano mais uma sequência para um clássico do cinema: Querida, Encolhi as Crianças. Como te contamos por aqui, o papel principal ficará com Josh Gad (Frozen, A Bela e a Fera, Quebrando a Banca), que interpretará Adam Szalinski, o filho de Wayne Szalinski (Rick Moranis), protagonista do filme original de 1989. Adam irá seguir os passos do pai e também vai encolher os filhos. Com título já definido, Shrunk (Encolhidos, em tradução livre) deverá ser dirigido por Joe Johnston. A informação é da Variety, que afirma que o profissional que assinou o longa original parece ter ganhado dos outros nomes entrevistados para o cargo. Um dos trabalhos mais notáveis do diretor é a estreia do Capitão América nos cinemas. Sua última parceria com a Disney foi em O Quebra-Nozes e os Quatro Reinos, sendo co-diretor da obra. Querida, Encolhi as Crianças https://www.youtube.com/watch?v=hvuARfW_THU&feature=emb_logo Vale lembrar que o longa já tem outras duas sequências — Querida, Estiquei o Bebê (1992) e Querida, Encolhi a Gente (1997) –, e esta nova deve acontecer no mesmo universo. De início, o novo filme seria lançado apenas na plataforma de streaming da produtora, o Disney+, mas vai chegar aos cinemas. Ainda não há uma data definida. Veja Mais

Foo Fighters lança EP com cover de Pink Floyd e raridades; ouça

Foo Fighters lança EP com cover de Pink Floyd e raridades; ouça

R7 - Música Dave Grohl (Foo Fighters) Tenho Mais Discos Que Amigos Foto por Stephanie Hahne Enquanto esperamos o Foo Fighters lançar seu novo disco de estúdio, que supostamente está 'esquisito pra c*ralho', os caras nos agraciaram com mais um EP surpresa. A banda vem lançando várias raridades da carreira, geralmente organizadas por eras. Agora foi a vez de relembrar as gravações de There Is Nothing Left to Lose (1999) com o EP 01999925. São cinco faixas no trabalho, que inicia com um cover de 'Iron and Stone', do The Obsessed. Em seguida, estão um cover de Pink Floyd - 'Have a Cigar' - e a faixa 'Make a Bet', raridade do Foo. Essas três músicas fizeram parte do single 'Learn to Fly', em 1999. As últimas duas faixas são versões ao vivo de 'Ain't It the Life' e 'Floaty', gravadas na Holanda. Ouça a seguir! Foo Fighters e EPs https://open.spotify.com/album/14dcDoKBQmFo6QTZrdN8yY As faixas lançadas em todos os EPs recentes não são nada estranhas para os fãs que acompanham os caras mais de perto e há mais tempo. Ao que tudo indica, a banda de Dave Grohl está usando os lançamentos para jogar nas plataformas de streaming um material já conhecido pelos seus seguidores — algumas das músicas até foram lançadas em outros EPs mais antigos, que não estão disponíveis para audição online. O Foo Fighters não deu muitos detalhes sobre os lançamentos e não avisou quantos ainda planeja divulgar. Esperamos que venham muitos outros! Veja Mais

Manifestação da PGR 'objetiva tumultuar' habeas corpus, diz defesa de Lula

O Tempo - Política Cristiano Zanin afirmou ainda que o objetivo da condução coercitiva contra o ex-presidente, em 2016, foi 'criar um ambiente artificial de culpa' Veja Mais

Presidente eleito da Argentina nomeia acadêmico Martín Guzmán para a Economia

G1 Economia Guzmán é pesquisador e considerado especialista no campo da reestruturação de dívidas; Miguel Pesce volta para o BC, que já presidiu interinamente no governo de Cristina Kirchner,. Martin Guzman foi escolhido como novo ministro da Economia pelo presidente eleito da Argentina, Alberto Fernandez Agustin Marcarian/Reuters O presidente eleito da Argentina, Alberto Fernández, anunciou seu ministério na noite desta sexta-feira (6), delineando o núcleo de sua equipe dias antes de tomar posse para enfrentar uma economia estagnada, temores crescentes com a dívida e uma dolorosa inflação. Fernández nomeou como ministro da Economia o economista de perfil acadêmico Martín Guzmán, que terá pela frente a tarefa de negociar a reestruturação da dívida de cerca de US$ 100 bilhões com credores internacionais e com o Fundo Monetário Internacional (FMI). Guzmán, um jovem pupilo do economista Joseph Stiglitz, ganhador do Prêmio Nobel, é considerado um especialista no campo da reestruturação de dívidas, embora tenha pouca experiência prática na formulação de políticas. Com doutorado pela Brown University e graduação na Universidade Nacional de La Plata, Argentina, Guzmán é atualmente pesquisador associado da divisão de economia da Columbia Business School. Sua pesquisa se concentra em macroeconomia e crises de dívida soberana. Novo presidente argentino cria mais nove ministérios Banco Central Para o comando do Banco Central, Fernández anunciou a nomeação do economista Miguel Angel Pesce, que já presidiu interinamente a autoridade monetária em 2010, durante a Presidência de Cristina Kirchner, e foi vice-presidente da autoridade monetária argentina entre 2004 e 2015. O economista discreto, que recentemente presidiu o banco provincial Tierra del Fuego, indicou que procurará desviar a política monetária da postura mais ortodoxa que a autoridade monetária seguiu sob o presidente conservador, Mauricio Macri, que entrega o poder em 10 de dezembro. Pesce, de 57 anos, apoiou a redução das taxas de juros e estabeleceu um "pacto social" para ajudar a reduzir os preços em alta. "A abordagem ortodoxa da inflação está errada. Eles estão tentando conter a inflação com política monetária, restrição monetária e taxa de juros -e isso não funcionou", disse Pesce em setembro, durante entrevista na televisão. "É importante ter um pacto social não apenas abordando a questão dos aumentos de renda e salário, mas também que haja um acordo para não aumentar os preços", acrescentou. O economista assumirá o comando do banco central em um momento em que a Argentina enfrenta uma inflação anual de mais de 50%, com taxas de juros de 60% para conter a desvalorização da moeda e uma economia em contração, com vencimentos milionários de dívida previstos para 2020. O peronista Fernández, que substituirá Macri, tendo como vice a ex-presidente Cristina Kirchner, toma posse na próxima terça-feira. Veja Mais

Oi pede mais prazo para concluir recuperação judicial

G1 Economia Prazo de supervisão termina em fevereiro de 2020. Logo da Oi visto em loja de São Paulo Paulo Whitaker/Reuters A operadora de telecomunicações Oi informou nesta sexta-feira (6) que pediu à Justiça mais prazo para concluir seu processo de recuperação judicial, cujo prazo de supervisão termina em fevereiro de 2020. O requerimento, apresentado à 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, sustenta que a prorrogação não traz mudanças para a situação atual do grupo não tem impacto quanto ao cumprimento do plano, nem em relação a créditos nem a eventuais novos recursos que forem obtidos. "A continuidade de supervisão judicial ao fim do período de dois anos é uma medida natural que tem sido aplicada na maior parte dos processos de recuperação judicial", argumentou a Oi. A empresa afirmou no fato relevante que o plano está tendo bom andamento, já tendo concluído grande parte das etapas do processo, mas que há elementos complexos a serem resolvidos. O documento afirma ainda que a empresas já começa a ter resultados operacionais e financeiros positivos, o que será acelerado a partir de 2020 e consolidado em 2021. Último balanço O prejuízo líquido consolidado da Oi, em recuperação judicial desde 2016, subiu para R$ 5,695 bilhões no terceiro trimestre, segundo dados divulgados na segunda-feira (2) pela companhia. O número representa uma alta de 250% nas perdas em relação ao mesmo período de 2018, quando houve prejuízo de R$ 1,335 bilhão. A receita líquida da companhia de telefonia avançou 8,7%, passando de R$ 5,48 bilhões para R$ 5 bilhões. A receita no mercado brasileiro caiu 8,8%, para R$ 4,95 bilhões, afetada pela queda do tráfego de voz. Nas operações internacionais, o recuo foi de 8,5%, para R$ 46 milhões. Veja Mais

Justiça suspende reforma da Previdência de São Paulo

Justiça suspende reforma da Previdência de São Paulo

R7 - Economia Proposta estava em tramitação na Alesp Roberto Navarro/Alesp O TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) concedeu no final da tarde desta sexta-feira (6) liminar que suspende a tramitação na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) do projeto de reforma da Previdência estadual elaborado pelo governo João Doria (PSDB). A liminar atende a pedido do deputado Emídio de Souza (PT). No pedido, o deputado petista argumenta que a indicação do deputado Heni Ozi Cukier (Novo) como relator especial do projeto fere a legislação ao se sobrepor às atribuições da Comissão de Constituição, Justiça (CCJ). A decisão do TJ-SP também anula a nomeação de Cukier para a função e todos os atos do deputado. Com isso, a tramitação volta à CCJ e a votação da reforma deve ficar para o ano que vem. Leia mais: PSL se divide se junta à oposição contra reforma de Doria “A Comissão de Constituição, Justiça e Redação é formada por treze membros efetivos e treze membros suplentes, cujo órgão é constitucionalmente qualificado para deliberar acerca das proposições legislativas, não podendo tal comissão ser substituída por um único membro da Alesp, o que viola os princípios da colegialidade parlamentar e da igualdade, bem como ao direito parlamentar ao devido processo legislativo”, diz o pedido de liminar feito por Emídio com apoio do grupo Prerrogativas, que reúne advogados e presta assistência jurídica. A suspensão da tramitação do PEC (Projeto de Emenda à Constituição Estadual) de reforma da Previdência é uma derrota para o governo Doria que previa economizar R$ 32 bilhões em 10 anos com medidas impopulares como a exigência de idade mínima de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens e aumento de 11% para 14% da alíquota de contribuição dos servidores estaduais. A obtenção de 57 dos 94 votos da Alesp foi vista como um teste para o governo. A criação da figura do “relator especial” foi uma forma encontrada por Doria para acelerar a tramitação da proposta. Na liminar, o desembargador Alex Zilenovski, considera que a manobra limita a possibilidade de discussão sobre o tema. “Afinal, é da natureza do Parlamento a ampla discussão e negociação prévias à deliberação. Para isso a Democracia prevê a possibilidade do Povo eleger seus representantes para , em seu nome , deliberar de modo consciente. Isto é o que se espera do Parlamento e é justamente por isto que sua existência é necessária. O Parlamento não é mera casa de homologação , mas de discussão e deliberação conscientes e transparentes”, diz o magistrado. O presidente da Alesp, deputado Cauê Macris (PSDB), divulgou nota em que disse ter recebido “com perplexidade a liminar concedida pelo desembargador a respeito de um tema exclusivo e de competência do  Poder Legislativo, previsto em regimento interno”. Ele disse que irá apresentar recurso para derrubar a liminar e fazer a votação “o mais rápido possível”. O governo estadual disse que não irá se pronunciar sobre a suspensão, por entender que o processo diz respeito à tramitação da matéria — e não ao mérito da reforma previdenciária. Relator O deputado Heni Ozi Cukier, designado como relator especial, rebateu as alegações da ação. “É uma tentativa de obstruir o andamento de um tema de extrema importância para o Estado de São Paulo e para o Brasil”, disse o deputado. Um dos argumentos apresentados na ação é de que Cukier não poderia assumir a relatoria especial pois já havia sido o relator do projeto na CCJ. “Eu fui nomeado. Eu aceitei e eu apresentei o parecer, e o presidente da Casa é que designa o relator. A questão jurídica não recai sobre mim, e sim sobre quem nomeou e eu entendo que seguiu as regras.” O deputado também disse que as procuradorias da Alesp e a Procuradoria-Geral do Estado devem se pronunciar sobre o tema no processo. Cukier é o mesmo deputado que, em meio a uma briga generalizada no plenário da Alesp na última quarta (4) levou uma mordida do deputado Luiz Fernando Ferreira (PT). No dia seguinte, o petista pediu desculpas publicamente ao deputado do Novo, que deixou de entrar com uma representação no Conselho de Ética sobre o caso. Desde que a reforma entrou em discussão no plenário da Alesp, na quarta, duas grandes confusões paralisaram a Casa. Na primeira sessão extraordinária que discutia o tema, o deputado Arthur do Val (sem partido) chamou sindicalistas e esquerdistas de “vagabundos” e um grupo de parlamentares invadiu o púlpito em meio a empurrões e troca de socos. Leia mais: Após briga na Alesp, 'Mamãe Falei' diz que 'combate privilégios' No dia seguinte, o presidente da Alesp determinou o fechamento das galerias reservadas ao público, após ter sua mesa ocupada por deputadas da oposição. Mais tarde, a sessão foi suspensa e a Casa terminou fechada para o público. Rapidez Única PEC proposta por Doria neste ano, a reforma da previdência estadual teve uma tramitação mais rápida do que todas as outras analisadas pela Alesp neste ano. Foram três semanas entre a publicação da PEC no Diário Oficial, que dá início à tramitação de um projeto na Alesp, e a devolução do texto pronto para votação no plenário. A maior parte das PECs assinadas por deputados desta legislatura está parada. Das 17 propostas do tipo que antecederam a reforma de Doria, apenas uma foi aprovada e outras 12 estão sem movimentação há ao menos um mês. Entre as PECs que antecederam a reforma, sete estão prontas para serem discutidas e votadas pelo plenário. Dois desses projetos, protocolados em abril, estão na fila de votação há cerca de seis meses. Veja Mais

EXCLUSIVO: compras internacionais exigirão CPF a partir de janeiro, diz Correios

EXCLUSIVO: compras internacionais exigirão CPF a partir de janeiro, diz Correios

canaltech Há alguns dias, lojas de e-commerce chinesas estão entrando em contato com consumidores brasileiros para pedir o CPF de cada uma dessas pessoas. Isso porque o número do documento terá que constar na etiqueta junto ao endereço de destino em todas as encomendas internacionais que chegarão ao Brasil a partir de 1º de janeiro de 2020. O Canaltech confirmou com os Correios que existe esta nova exigência. Era a peça que faltava para compreender o caso. Privatização dos Correios: entenda o que vai acontecer com sua encomenda A confusão começou quando a informação de que lojistas chineses começaram a pedir o CPF dos brasileiros que compraram produtos de lojas como GearBest, AliExpress e afins. O Canaltech entrou em contato com ambas, mas só recebeu resposta da primeira, que confirmou a informação. De acordo com a equipe de vendas da GearBest, há uma exigência dos Correios de incluir o CPF na etiqueta de endereço de todos os pacotes que forem enviados para o Brasil a partir de 1º de janeiro de 2020. A encomenda que não contiver esta informação vai retornar ao país de origem ou será destruída, de acordo com um documento do serviço de postagem holandês ao qual tivemos acesso. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Em contato com os Correios, tivemos a confirmação da nova regra. A partir de 1º de janeiro de 2020, toda encomenda internacional que vem para o Brasil deve conter o número do CPF do destinatário. Bom lembrar que há algum tempo já existe uma exigência de fazer a declaração de conteúdo, incluindo nome e CPF do destinatário, para envios feitos dentro do Brasil. E o que isso significa? Nas redes sociais, correm boatos de que essa nova exigência pode aumentar o número de encomendas taxadas. Ou que, no futuro, os Correios criem um sistema de controle dos pacotes internacionais, limitando o número de entradas para cada pessoa física. O que forçaria quem importa muitos produtos a abrir uma MEI, passando a informar o CNPJ para que suas encomendas ingressem no país. Para presidente dos Correios, brasileiros vão pagar a conta da privatização É bom notar, porém, que não é certeza que todas as encomendas passarão a ser taxadas. O CPF pode ser usado pelos Correios para facilitar o processo dessas cobranças, mas há modalidades de frete que, apesar de serem mais caras, facilitam o desembaraço alfandegário por já conterem as informações necessárias para a análise da Receita Federal sobre o conteúdo e já terem os custos de logística incluídos. Mesmo encomendas com frete internacional grátis podem ser taxadas apenas com os R$ 15 do despacho postal. E é aí que a inclusão do CPF junto aos dados do destinatário pode facilitar não apenas o trabalho dos funcionários dos Correios, mas o de quem está importando, pois o processo de cobrança, teoricamente, será mais rápido. Ainda estamos aguardando um posicionamento dos Correios via e-mail, visto que nosso primeiro contato foi via telefone. A matéria será atualizada assim que a assessoria do órgão responder. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Compositor revela como foi criado o som de inicialização do PlayStation Invenção promete consertar ossos quebrados em poucos dias Galaxy Tab A 8.0 2019: o tablet "bom, bonito e barato" em promoção por R$ 616 Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Veja Mais

Arroba do boi em SP fecha em alta após quatro quedas; tem perda de 8,5% no mês

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - Após quatro quedas consecutivas nesta semana, o preço médio da arroba bovina no Estado Paulo fechou em alta de 1,2% nesta sexta-feira, acumulando baixa de 8,5% em dezembro, de acordo com o indicador do boi gordo Esalq/B3.A arroba terminou o dia cotada a 211,60 reais, após máxima histórica de 231,35 reais registrada em 29 de novembro, mês em que o indicador registrou ganhos de 35,5%, no embalo da maior demanda da China pela carne, entre outros fatores.Com a disparada dos preços das carnes, a inflação oficial do Brasil registrou aceleração de 0,51% em novembro, o resultado mais alto em quatro anos. [nL1N28G0AB]O aumento dos preços, contudo, levou a uma retração de frigorificos e consumidores, o que explica as quedas registradas na arroba do boi nesta semana, de acordo com avaliação do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da USP, que elabora o indicador.Além de uma retração de frigoríficos, agentes que atuam no mercado atacadista relataram ao Cepea que os elevados patamares da carne bovina no varejo desaqueceram a demanda pela proteína. "Muitos indicam que parte da demanda do varejo acabou migrando para as carnes suínas e de frango, que, de fato, registram altas de preços, de acordo com levantamento do Cepea." O preço do frango congelado no Estado de São Paulo, segundo o Cepea, acumula alta de 1,5% neste mês, após ter ficado estável na maior parte da semana. O indicador da carcaça suína especial na Grande São Paulo registra alta de 2,13% no mês, segundo o centro de pesquisa da USP.NoneESTABILIZAÇÃOEm nota nesta sexta-feira, o Ministério da Agricultura disse que um monitoramento do governo apontou recuo no preço da carne bovina em dezembro, após recordes no mês passado.Nos principais mercados, a queda foi de cerca de 9% na primeira semana do mês, disse a pasta.Em Mato Grosso, a arroba do boi passou de 216 reais na segunda-feira para 197 reais na quinta, segundo o ministério.Na Bahia, caiu de 225 para 207 reais, de segunda para quinta-feira. Em Mato Grosso do Sul, a arroba estava cotada a 220 e foi para 200 reais, acrescentou a nota."O preço daqui para frente deve se estabilizar", disse a ministra Tereza Cristina, ao participar do Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, em Medianeira (PR), segundo o comunicado.A ministra lembrou que a disparada dos preços em novembro refletiu diversos fatores: seca que prejudicou o crescimento do pasto e a engorda do rebanho; a abertura de mercados externos, em especial o aumento da demanda da China por proteína animal em razão da peste suína africana; e preços relativamente estáveis nos últimos anos, o que inibiu investimentos. None (Por Roberto Samora) Veja Mais

Fundo imobiliário XP Properties inicia negociações na próxima segunda-feira

R7 - Economia A B3 (B3SA3) comunicou em nota nesta sexta-feira (6) que o fundo imobiliário XP Properties (XPPR11) encerrou o seu IPO (oferta pública inicial). Na primeira emissão de cotas do fundo, foram integralizadas 4,32 milhões de cotas, ao preço unitário de R$ 100,00. O montante total da oferta foi de R$ 432 milhões. O fundo imobiliário é […] Veja Mais

Turnê de Sandy e Junior teve a segunda maior bilheteria por show em 2019, diz agência

G1 Pop & Arte Levantamento da Pollstar, empresa especializada no mercado de shows, mostra que dupla só ficou atrás de Elton John e superou Post Malone, Ariana Grande e Guns N' Roses. Turnê "Nossa História", da dupla Sandy e Junior, foi a segunda mais lucrativa do mundo em 2019, segundo ranking mundial Fábio Tito/G1 A turnê de Sandy e Júnior teve a segunda maior bilheteria por show em 2019, segundo levantamento publicado pela Pollstar, empresa especializada no mercado de shows. Segundo o ranking divulgado nesta quinta-feira (5), a dupla teve bilheteria de US$ 2,26 milhões por shows (cerca de R$ 9,36 milhões). O número leva em conta a renda total média por apresentação. Sandy e Júnior ficaram atrás apenas de Elton John. "Nossa História" marcou o reencontro dos irmãos no palco para comemorar 30 anos carreira em 16 shows no Brasil, um nos Estados Unidos e outro em Portugal. Sandy e Junior, o legado: top 10 repassa 30 anos de carreira O Top 20 Gobal de Turnês é um ranking que mostra a média de bilheteria por show e também o preço médio dos ingressos. A lista da Pollstar é baseada em informações que, segundo a empresa, são fornecidas pelos produtores das turnês e pelos donos de ginásios e estádios. Procurada pelo G1, a assessoria da Live Nation, produtora da turnê, não quis confirmar as cifras divulgadas no ranking. Ranking da Pollstar (bilheteira média; preço médio de ingresso) Elton John: U$ 2.870.863; U$ 130,86. Sandy & Junior: U$ 2.260.403; U$ 54,38. Phil Collins: U$ 2.145.965; U$ 144,69. Guns N’ Roses; U$ 2.003.111; U$ 127,13. Muse; U$ 1.921.982; U$ 85,11. Post Malone; U$ 1.913.809; U$ 116,49. Ariana Grande; U$ 1.869.662; U$ 93,54. Jonas Brothers; U$ 1.700.530; U$ 104,72. Hugh Jackman; U$ 1.691.200; U$ 83,50. Tool; U$ 1.528.054; U$ 103,77. Cher; U$ 1.485.624; U$ 127,42. Eric Church; U$ 1.471.468; U$ 85,74. John Mayer; U$ 1.427.545; U$ 95,41. Iron Maiden; U$ 1.302.161; U$ 63,86. Michael Bublé; U$ 1.297.724; U$ 111,91. Little Mix; U$ 1.274.903; U$ 58,85. Bob Seger & The Silver Bullet Band; U$ 1.250.039; U$ 117,47. Zac Brown Band; U$ 1.241.128; U$ 60,24. Backstreet Boys; U$ 1.234.347; U$ 98,73. Florida Georgia Line; U$ 1.219.752; U$ 68,38. Veja Mais

"Turma da Mônica - Lições" ganha data de estreia na CCXP19

canaltech Em painel da Mauricio de Sousa Produções durante a CCXP19 nesta sexta-feira (6), o diretor Daniel Rezende anunciou com exclusividade ao público a data de estreia da sequência de Turma da Mônica: Laços. De acordo com o cineasta e a Paris Filmes, o novo longa live-action intitulado Lições chega aos cinemas brasileiros em 10 de dezembro de 2020. Além disso, Rezende ainda comentou que as filmagens da nova produção começam no início de 2020 e que a nova história contará com mais personagens dos quadrinhos. O anúncio foi realizado no palco do Auditório Cinemark, que além de contar com a presença do elenco do filme, ainda recebeu o criador da turma do Bairro do Limoeiro e sua filha, Maurício e Mônica Sousa. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Vale lembrar que Turma da Mônica: Laços foi inspirado na história em quadrinhos homônima de Vitor e Lu Cafaggi. A obra faz parte de uma série de três histórias: Laços, Lições e Lembranças. Turma da Mônica: Laços estreou em julho deste ano e conta com Giulia Benite, Kevin Vechiatto, Laura Rauseo, Gabriel Moreira e Rodrigo Santoro no elenco. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei Compositor revela como foi criado o som de inicialização do PlayStation Invenção promete consertar ossos quebrados em poucos dias Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Veja Mais

Justiça do Trabalho determina que Loggi crie vínculo trabalhista com motoristas

Justiça do Trabalho determina que Loggi crie vínculo trabalhista com motoristas

canaltech A empresa de entregas Loggi agora terá que reconhecer seus motoboys com vínculo trabalhista, segundo determinação da Justiça do Trabalho de São Paulo em decisão publicada na última quinta-feira (5).  De acordo com a decisão da juíza Lávia Lacerda Mendez, da 8ª Vara do Trabalho do Trabalho de São Paulo, a Loggi terá que conceder aos motoristas um limite de oito horas diárias de trabalho, além de 24 horas consecutivas de descanso semanal. A Loggi ainda terá que fazer registro eletrônico dos motoristas que tiveram alguma atividade nos últimos dois meses, pagando também um adicional de periculosidade a esses colaboradores e oferecendo capacetes e coletes. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no WhatsApp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Imagem: Reprodução Em resposta ao G1, a Loggi disse lamentar que a Justiça do Trabalho tenha chegado a essa decisão, e espera que a decisão seja revisada pelos tribunais superiores. A companhia ainda comentou que seus colaboradores precisam apenas ser Microempreendedores Individuais (MEI), e que eles recebem seguro contra acidentes, cursos de pilotagem, participam de campanhas de segurança no trânsito, contando também com locais de descanso e convívio.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei As 10 séries mais assistidas de 2019 Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Veja Mais

Ibovespa encerra com 111 mil pontos e dólar cai 1%; possível recuperação econômica anima o mercado

Ibovespa encerra com 111 mil pontos e dólar cai 1%; possível recuperação econômica anima o mercado

R7 - Economia O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, encerrou a sessão desta sexta-feira (06) com alta de 0,46%, aos 111.125,75 pontos. A valorização pode ser explicada pela possível recuperação econômica do Brasil. Mesmo com o IPCA registrando alta no mês de novembro, os números da inflação seguem em baixas históricas e o mercado […] O post Ibovespa encerra com 111 mil pontos e dólar cai 1%; possível recuperação econômica anima o mercado apareceu primeiro em SpaceMoney. Veja Mais

Google pode bloquear apps instalados fora da Play Store no Android

Google pode bloquear apps instalados fora da Play Store no Android

Tecmundo O programa Proteção Avançada, que ajuda a proteger a conta de usuários do Android, pode ganhar em breve uma função que já está causando bastante polêmica.Em algum momento do futuro, a plataforma deve receber a capacidade de impedir a instalação e o funcionamento de aplicativos que não sejam baixados via Google Play — ou seja, impedindo o uso de lojas alternativas, como a da Amazon, ou o uso de APKs executados direto do aparelho.Leia mais... Veja Mais

Galaxy Tab A 8.0 2019: o tablet "bom, bonito e barato" em promoção por R$ 616

Galaxy Tab A 8.0 2019: o tablet

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Esta matéria é fruto de uma parceria com o Magazine Luiza e traz uma oferta especial para os leitores do Canaltech. Saiba tudo sobre a loja Magazine Você no vídeo que gravamos na sede do Magalu:   O Galaxy Tab A é fino, compacto e realmente portátil. Se você precisa de tudo isso, e gosta de design elegante e bom desempenho, encontrou o dispositivo ideal. Com tela de 8 polegadas, este modelo é ótimo para assistir vídeos, navegar na internet e jogar. E você pode aproveitar uma oferta no Magazine Luiza para comprar o seu com um preço muito especial. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Sobre o Galaxy Tab  Lançado em julho deste ano, o tablet da Samsung tem processador de quatro núcleos e 32 GB de armazenamento. Você pode navegar na internet e assistir conteúdo em streaming via conexão Wi-Fi, ou você pode escolher a opção com suporte a 4G e colocar um chip de operadora para usar em qualquer lugar. Ele ainda conta com câmera de 8 MP e frontal de 2 MP para o caso de você fazer videochamadas. E o Tab A já roda o Android 9 Pie. Mas o grande destaque é a bateria. São 5.100 mAh, o que é bastante para um modelo com tela de 8 polegadas com resolução de 1280 x 800 pixels. A fabricante calcula a duração em cerca de 10 horas, o que pode variar de acordo com o tipo de uso. Se a sua busca por um tablet pequeno, leve e atual, o Galaxy Tab A atende às suas necessidades. É fácil de segurar com uma mão, e pesa apenas 345 gramas. Preço promocional Você pode garantir o seu Galaxy Tab A na promoção do Magazine Luiza por R$ 615,51 à vista ou R$ 647,90 em 10x de R$ 64,79 sem juros na versão Wi-Fi. Se preferir a versão com redes móveis 4G, ele sai R$ 694,36 à vista ou R$ 730,90 em 10x de R$ 73,09 sem juros. E nem precisa pagar frete: dá para escolher retirar em uma loja perto da sua casa! É só selecionar esta opção ao finalizar o pedido. Menor preço, mesmo! Como você pode conferir na imagem abaixo, o preço do Magazine é o menor preço entre os varejistas da Internet. Então não perca tempo e garanta um novo tablet para chamar de seu! *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. O que é o Magazine Você? Acessou os links e não entendeu o que é o Magazine Você? Trata-se do canal de divulgação das ofertas do site Magazine Luiza, conforme consta em comunicado oficial. Somos um dos parceiros oficiais de divulgação e nossa loja chama-se Magazine Canaltechbr. Todo o processo de cobrança, faturamento e logística é feito pelo próprio Magazine Luiza que, além do site, possui mais de 800 lojas físicas espalhadas pelo Brasil. Uma dúvida comum de nossos leitores é o motivo dos preços em nossa loja serem muitas vezes diferentes dos anunciados no site principal do Magazine Luiza. O motivo é que o Magazine Você recebe ofertas exclusivas que não são divulgadas no site principal. Então aproveite as promoções e acesse nossa loja para garantir ofertas exclusivas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: As 10 séries mais assistidas de 2019 Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Veja Mais

Taras e obscurantismo

G1 Pop & Arte O Muro de Berlim foi derrubado em 9 de novembro de 1989 Reuters Assisti aterrada à entrevista da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos do Governo Bolsonaro, Damares Regina Alves, no programa de Leda Nagle, no YouTube. Imaginem o constrangimento da entrevistadora diante de uma pastora-ministra, com voz quase infantil, descrevendo inúmeros casos de abuso sexual, inclusive o que ela própria sofreu. Fiquei nauseada ao ouvir os muitos relatos de estupros até de bebês. A ministra não estava, de modo algum, preocupada com a divulgação dos crimes e nada elucidou sobre políticas ou programas desenhados pelo seu ministério a respeito dos casos expostos. Apenas disse que era preciso alertar as crianças sobre como agirem se um adulto as molestar. Tudo isso em um clima de acirrada campanha contra a educação sexual nas escolas. Diante da entrevistadora atônita, a senhora, em vez de se colocar na posição de formuladora e executora de políticas públicas, baseada em estatísticas e números (porque foi esta a primeiríssima aplicação da estatística, voltada para as necessidades do Estado na formulação de políticas públicas), apenas repetia crimes horripilantes produzidos por psicopatas, de uma forma tão corriqueira que o telespectador não consegue distinguir se as monstruosidades relatadas são fruto de taras de um narrador que goza com o sofrimento do outro. Nunca assisti a uma entrevista que me tenha causado tanto mal. A ministra afirmou que os direitos humanos estavam até sua gestão mais voltados para as grandes metrópoles e para grupos já atendidos por muitos programas – até pode ser – e agora era preciso ampliar o escopo e voltar-se para as populações desassistidas, as comunidades e populações tradicionais entre as quais estão os povos indígenas, os quilombolas, as comunidades tradicionais de matriz africana ou de terreiro, os extrativistas, os ribeirinhos, os caboclos, os pescadores artesanais, os pomeranos, entre outros. Se não me falha a memória o conceito de “comunidades e povos tradicionais” foi produzido no início dos anos 2000 por uma comissão liderada por um antropólogo. No dia seguinte, abro o jornal e vejo que o presidente da Funarte, órgão criado em 1988 para divulgar e apoiar a cultura, afirmara em suas redes sociais que o rock and roll “propicia o aborto e o satanismo” se referindo a um Woodstock que só existiu na sua mente, uma fantasia perversa que resume o movimento hippie à distribuição de LSD pela KGB! Enquanto isso, o ministro da educação faz discursos contra a “ideologia” e, ideologizando a seu modo, só pensa nos seus moinhos de vento enquanto, de acordo com os últimos resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes, a educação básica no Brasil precisa com urgência de ações públicas firmes para atingirmos as metas necessárias ao bem-estar e ao desenvolvimento do País. Não estou nem falando do AI5 que volta e meia sai da boca de um dos filhos do presidente, do próprio presidente ou do seu posto Ipiranga. Estou falando de autoridades da área de direitos humanos, da cultura e da educação. Não há como amenizar tamanho descontrole. E, desgraçadamente, não temos nem como expressar nosso desalento a não ser perguntando: De onde vieram estas pessoas e quem são seus mentores além de Olavo de Carvalho? E Olavo de Carvalho veio de que tradição? A pergunta não é retórica. Tem de haver um sentido e uma causa. O que aconteceu para chegarmos a um pensamento de ultra direita – não consigo achar outra definição – tão rudimentar, para dizer o mínimo? Como explicar a guinada se até ontem vivíamos no Brasil sob a égide de um certo pensamento de esquerda que parecia não acreditar na queda do muro de Berlim, como, aliás, também não crê a ultra direita de hoje. Eu disse no blog, com mais esperança, em dezembro de 2018, “ ... prefiro acreditar na frase que dá título ao novo disco de inéditas do grande Jorge Mautner: Não há abismo em que o Brasil caiba.” Passado um ano, tenho menos esperança e mais medo do abismo. Veja Mais

Uber lança relatório nos EUA sobre segurança e agressão sexual

Uber lança relatório nos EUA sobre segurança e agressão sexual

canaltech Nesta sexta-feira (6), a Uber lançou seu primeiro relatório de segurança, que envolve agressões e abusos sexuais. Nesse documento, a empresa conta que recebeu 2.936 denúncias de agressão sexual, número que aumentou para 3.045 em 2018, embora tenha havido uma queda de 16% na taxa média de incidentes, o que sugere que pode estar relacionado ao aumento do foco da empresa na segurança. A Uber categoriza as agressões sexuais em cinco subcategorias: beijo não consensual em uma parte do corpo não sexual, tentativa de penetração sexual não consensual, toque não consensual de uma parte do corpo sexual, beijo não consensual de uma parte do corpo sexual e penetração sexual não consensual. Em relação à última subcategoria, a empresa chegou a receber 229 denúncias em 2017 e 235 denúncias em 2018. Ao longo de 2017 e 2018, os incidentes relatados ocorreram em 0,00002% das viagens. “Embora esses relatos sejam raros, todo relato representa um indivíduo que se apresentou para compartilhar uma experiência intensamente dolorosa”, consta no relatório. Essas denúncias aconteceram tanto por parte de passageiros quanto por parte de motoristas. “A publicação voluntária de um relatório que discute essas questões difíceis de segurança não é fácil”, escreveu o diretor jurídico da Uber, Tony West. “A maioria das empresas não fala sobre questões como violência sexual, porque isso corre o risco de convidar manchetes negativas e críticas públicas. Mas sentimos que é hora de uma nova abordagem. Como alguém que processou crimes sexuais e trabalhou nessas questões por mais de 25 anos, posso dizer que uma nova abordagem é extremamente necessária", acrescenta. A Uber tem estado sob escrutínio por suas práticas de segurança, pois em 2017, uma mulher que foi estuprada por seu motorista na Índia entrou com uma ação contra a empresa, e em uma investigação independente realizada pela CNN, a publicação encontrou 103 motoristas do Uber que foram acusados ​​de agressão sexual ou abuso de passageiros. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Medidas de segurança Ao longo dos anos, a Uber implementou uma série de medidas de segurança projetadas para ajudar a prevenir situações como essas. Em maio de 2018, a companhia adicionou um recurso no aplicativo para chamar a polícia, nos EUA. Mais tarde naquele ano, o Uber adicionou um recurso chamado Ride Check, ativado se o sensor de GPS no telefone do motorista perceber que há uma parada anormalmente longa ou inesperada durante a viagem. "Confrontar a violência sexual requer honestidade, e é apenas esclarecendo essas questões que podemos começar a fornecer clareza sobre algo que atinge todos os cantos da sociedade", escreveu West. "E, o mais importante, trazendo dados concretos, podemos tornar cada viagem mais segura para motoristas e motociclistas". Tendo isso em mente, o Canaltech procurou a equipe da Uber no Brasil para entender como estão as medidas de segurança da empresa no país. Assim que houver uma resposta, atualizaremos esta matéria. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: As 10 séries mais assistidas de 2019 Anatel homologa novos smartphones da Motorola, Xiaomi e Huawei Nokia 2.3 chega com bateria de 4.000 mAh e preço baratinho Spotify libera Retrospectiva 2019 para os usuários; aprenda a ver a sua Microsoft está forçando a atualização de todas as máquinas com Windows 10 Veja Mais

Dólar cai mais 1%, reverte alta da semana passada e vale R$ 4,14

Dólar cai mais 1%, reverte alta da semana passada e vale R$ 4,14

R7 - Economia Dólar acumulou queda de 2,24% na semana Marcelo Del Pozo/Reuters - 16.11.2014 O dólar fechou em queda de pouco mais de 1% nesta sexta-feira (6), na casa de R$ 4,14, na mais intensa desvalorização em seis semanas, numa sessão positiva para ativos brasileiros em geral e com pano de fundo benigno no exterior. No fechamento do mercado, às 17h, a cotação da moeda norte-americana recuou 1,02%, a R$ 4,1455 na venda. É a maior baixa percentual diária desde 23 de outubro (-1,05%). O patamar de encerramento é o menor desde 11 de novembro (R$ 4,1428 na venda). Na semana, o dólar acumulou depreciação de 2,24%, mais do que apagando a alta de 1,14% da semana anterior. A queda na semana é a mais forte desde a semana finalizada em 25 de outubro (-2,67%). Veja Mais

Startup de jogos Wildlife é avaliada em US$ 1,3 bi e se torna 11º unicórnio brasileiro; veja lista

G1 Economia Desenvolvedora de games entrou para rol de empresas avaliadas em US$ 1 bilhão após receber aporte de US$ 60 milhões em rodada de investimentos liderada pelo fundo Benchmark Capital. Depois de receber US$ 60 milhões em uma rodada de investimentos liderada pelo fundo norte-americano Benchmark Capital, a startup brasileira Wildlife Studios entrou para o rol de "unicórnios" do país. São chamadas de unicórnios as empresas que atingem US$ 1 bilhão em valor de mercado antes de abrirem seu capital, ou seja, sem vender ações em bolsa. A desenvolvedora de games para celular anunciou nesta quinta-feira (5) que está agora avaliada em US$ 1,3 bilhão. A Wildlife é o 11º unicórnio brasileiro, segundo a Associação Brasileira de Startups (Abstartups). Diante das mais de 300 startups bilionárias existentes no mundo, o número de unicórnios do país ainda é pequeno, mas o mercado está amadurecendo, de acordo com a entidade. "Se olharmos com mais profundidade para a maturidade do mercado, percebemos que, desses onze, cinco deles chegaram a essa patamar este ano, o que significa uma evolução e uma maturidade do mercado nacional, ao ponto de as empresas receberem esse tipo de aporte global", diz Tânia Gomes, vice-presidente da Abstartups. Para ela, atingir a marca de ser avaliada em US$ 1 bilhão indica que o negócio tem capacidade para crescer. Veja a lista de unicórnios brasileiros e os setores em que elas atuam, segundo a Abstartups: PagSeguro (Serviços Financeiros) 99 (Mobilidade urbana) Stone Pagamentos (Serviços Financeiros) Ebanx (Serviços financeiros) Arco Educação (Tecnologia para educação) Quinto Andar (Imobiliário) Nubank (Serviços financeiros) Loggi (Logística e mobilidade urbana) iFood (Entrega de comida) Gympass (Saúde) Wildlife Studios (Games) A Wildlife Fundada em 2011, a Wildlife desenvolve games do estilo casual, que não têm histórias complexas e podem ser jogados a qualquer momento. A empresa já lançou mais de 70 deles. O modelo de negócios é baseado na venda de itens dentro desses jogos, que podem ser baixados de graça, conhecidos como "freemium". Antes da última rodada de investimentos, a startup tinha como sócios os irmãos Victor e Arthur Lazarte (seus fundadores), 100 funcionários (por meio de um plano de incentivo de participação em ações) e o fundo americano Bessemer Venture Partners. Agora, tem 500 funcionários e pretende chegar a 800 em 2020. Até o fim do ano, a expectativa é atingir a marca de 2 bilhões de downloads em dispositivos Android e iPhones. A companhia tem escritórios em Buenos Aires, Dublin, São Paulo, São Francisco, Orange County e Palo Alto. Na última rodada de investimentos, além do fundo Benchmark, participaram outros cinco investidores: Javier Olivan, executivo do Facebook; Ric Elias, co-fundador e presidente da Red Ventures, Micky Malka, sócio da Ribbit Capital; Divesh Makan, sócio do ICONIQ Capital; e Hugo Barra, vice-presidente de realidade virtual do Facebook. Veja Mais

Auxílio-doença: Meu pedido foi indeferido pelo INSS e agora, o que fazer?

R7 - Economia Veja o que fazer caso o INSS tenha indeferido a sua solicitação de auxílio-doença! Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que estão incapazes de realizar as atividades de trabalho tem o direito de receber o auxílio-doença. Entretanto, para que isso aconteça, é preciso que o cidadão passe por uma perícia médica e […] O post Auxílio-doença: Meu pedido foi indeferido pelo INSS e agora, o que fazer? apareceu primeiro em Jornal Contábil - Um dos Maiores Portais de Notícias do Brasil. Veja Mais

Velhas Empresas: Novas eras

R7 - Economia Para muitos, Startups ou a economia 4.0 parecem varinhas mágicas a serem implantadas e absorvidas por uma indústria tradicional. É muito comum culpar a “velha” indústria como reativa à introdução da inovação ou culpar os “ donos “ que não permitem a entrada dos filhos em suas empresas, não dando liberdade para que possam introduzir […] O post Velhas Empresas: Novas eras apareceu primeiro em Jornal Contábil - Um dos Maiores Portais de Notícias do Brasil. Veja Mais