Meu Feed

No mais...

Sony libera "retrospectiva 2019" para usuários do PS4

Sony libera

canaltech Esta semana, a Sony lançou uma nova ferramenta para os donos de um PlayStation 4: o Wrap Up, que faz uma espécie de “retrospectiva” de como foi o seu ano de 2019 em relação ao uso do videogame. Ao entrar no site especial da Sony e fazer login com a sua conta da PSN, você será apresentado a algumas estatísticas de uso do console como, por exemplo, quantos games diferentes você jogou durante o ano, o número total de horas jogadas, quais foram os três títulos mais jogados e o quanto você dedicou para cada um deles, além de qual foi o seu gênero de jogo favorito no ano. Além das estatísticas gerais, a página também mostra quanto tempo o usuário dedicou em jogos online, qual foi o título online mais jogado e, se ele for um assinante da PS Plus, é mostrado também o quanto ele economizou ao longo do ano ao adquirir games com o desconto exclusivo para assinantes. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech Captura: Rafael Rodrigues/Canaltech Além de ver uma retrospectiva do tempo gasto com o PS4 em 2019, no fim da análise, o usuário ainda pode ganhar um código para resgatar sete avatares e um tema para o console. Todos eles são baseados nos “perfis de jogadores” mostrados pela retrospectiva. As estatísticas mostradas pela página foram coletadas pela Sony entre os dias 1 de janeiro e 10 de dezembro de 2019, e levam em consideração apenas o tempo gasto com aquela conta em específico. Então, se você utiliza mais de uma conta para jogar no seu console, é necessário fazer essa retrospectiva com ambas para ter uma ideia correta de quanto tempo você dedicou ao videogame no ano passado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Veja Mais

Delator do Banco Paulista cita propina a funcionários do BC

Delator do Banco Paulista cita propina a funcionários do BC

R7 - Economia Esquema teria envolvido R$ 20 mi entre 2008 e 2015 Pedro Franca/Brazil Photo Press/Folhapress - 15.04.2019 O ex-funcionário da mesa de câmbio do Banco Paulista Paulo Cesar Haenel Pereira Barreto delatou R$ 20 milhões em propinas para funcionários do Banco Central para agilizar trâmite de importação de dinheiro em espécie de bancos paraguaios, entre 2008 e 2015. A informação foi revelada pela revista Crusoé e confirmada pelo jornal O Estado de S. Paulo. O acordo foi firmado com as forças-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. O Banco Paulista foi alvo da 61ª fase das investigações, deflagrada em maio de 2019, sob suspeita de lavar dinheiro do departamento de propinas da Odebrecht. Segundo as investigações, entre 2009 e 2015, R$ 52 milhões foram lavados por meio da celebração de contratos falsos com o banco. Leia mais: TRF4 manda soltar ex-executivos do Banco Paulista A parte do acordo que narra crimes cometidos em São Paulo foi homologada pela juíza federal Fabiana Alves Rodrigues, da 10ª Vara Criminal. São 16 anexos, e os procuradores ressaltam que dois deles se referem a fatos investigados pela Lava Jato no Rio e Curitiba. Em junho de 2019, Barreto foi um dos três denunciados pela Operação Lava Jato pela suposta lavagem à Odebrecht. Segundo a denúncia, a cifra teria sido lavada por meio de 434 transferências bancárias a sete empresas de fachada de operadores do departamento de propinas da empreiteira. Defesa Em nota, o Banco Central esclarece "que não foi comunicado sobre o conteúdo do referido processo, que corre em segredo de Justiça". "O BC esclarece, ainda, que todas as instituições autorizadas a operar em câmbio podem também realizar operações de importação e de exportação de dinheiro em espécie, sem depender para isso de qualquer outra ação ou autorização desta Autarquia. Por fim, o BC ressalta que seus processos de regulação, autorização e fiscalização são executados com elevado padrão de governança, gestão e auditoria." Veja Mais

Satélite militar russo ultrassecreto explode no espaço

Satélite militar russo ultrassecreto explode no espaço

Tecmundo Um misterioso satélite militar lançado pela Rússia há mais de 6 anos e que desapareceu em dezembro passado explodiu no espaço. A hipótese foi levantada pelo astrônomo Jonathan McDowell, que explicou a sua teoria por meio de postagens em sua conta oficial no Twitter no último domingo (12).De acordo com o especialista, que trabalha no Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, há pelo menos três probabilidades para o sumiço do equipamento, sendo a principal delas uma explosão acidental causada por combustível não utilizado nos tanques do propulsor. McDowell também especula que o satélite possa ter se desintegrado após ser atingido por lixo espacial ou ter sido destruído propositalmente. Outra hipótese é uma explosão gerada por falhas na bateria.Leia mais... Veja Mais

Dia de demissões na Mozilla: 70 funcionários foram dispensados

Dia de demissões na Mozilla: 70 funcionários foram dispensados

canaltech Dias conturbados rondam a Mozilla. Isso porque a empresa anuciou a demissão de cerca de 70 funcionários esta semana. Em um memorando interno após a medida, Mitchell Baker, presidente da empresa e o CEO interino, justifica a lenta implantação dos novos produtos - que geram receitas de forma independente - como a razão das demissões. Por enquanto, o número final de demitidos ainda não está fechado, já que a Mozilla ainda avalia como esse corte de mão-de-obra afetará os trabalhadores que continuam em seus cargos no Reino Unido e na França. Até então, a última vez em que a organização relatou dispensas desse tipo foi em 2017. 70 funcionários são demitidos de uma vez da Mozilla (Foto: Divulgação/ Mozilla)Caption Entenda a crise “Você deve se lembrar que esperávamos obter receita em 2019 e 2020 com novos produtos de assinatura, além de uma receita mais alta de fontes externas à pesquisa. Isso não aconteceu”, escreve Baker no memorando. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- “Nosso plano de 2019 subestimou quanto tempo levaria para criar e distribuir novos produtos geradores de receita. Dado que tudo o que aprendemos em 2019 sobre o ritmo da inovação, decidimos adotar uma abordagem mais conservadora para projetar nossa receita de 2020. Também concordamos com um princípio de viver de acordo com nossos meios, de não gastar mais do que ganhamos por um futuro previsível", justifica o presidente da Mozilla, após os cortes. Baker alega que os funcionários demitidos receberão "pacotes de saída generosos" e suporte outplacement - sistema que busca ajudar o funcionário demitido a se recolocar em outras empresas. O presidente ainda explica que a equipe de liderança procurou encerrar o fundo de inovação Mozilla, mas decidiu que ele era necessário para continuar desenvolvendo novos projetos. No total, a Mozilla está investindo US$ 43 milhões na construção de novos produtos. "Quando olhamos para o futuro, sabemos que devemos tomar medidas ousadas para evoluir e garantir a força e a longevidade de nossa missão", escreve Baker. “A Mozilla tem uma forte linha de visão para a geração futura de receita, mas estamos adotando uma abordagem mais conservadora de nossas finanças. Isso nos permitirá girar conforme necessário para responder às ameaças do mercado à saúde na Internet e defender a privacidade do usuário”, conclui o presidente da organização. Próximos passos As medidas são parte dos planos da Mozilla em se tornar menos dependente do faturamento a partir de parcerias de pesquisa e criar mais canais de receitas próprios, como serviços por assinatura. Em uma declaração publicada no blog da organização, Mitchell Baker reitera que a Mozilla precisou fazer esses cortes para financiar a inovação. "A Mozilla tem uma forte linha de visão sobre a geração futura de receita do nosso negócio principal", ele escreve. “De certa forma, isso torna essa ação mais difícil e estamos profundamente angustiados com o efeito em nossos colegas. No entanto, para fazer responsavelmente investimentos adicionais em inovação para melhorar a Internet, podemos e devemos trabalhar dentro dos limites de nossas finanças principais.” Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Veja Mais

Para manter o realismo, diretora de Mulan afirmou que remake não terá músicas

Para manter o realismo, diretora de Mulan afirmou que remake não terá músicas

canaltech O próximo filme da Disney a ganhar um live-action, ou seja, que conta com atores reais, é o clássico Mulan. Mas, diferente das versões anteriores lançadas recentemente, como A Bela e a Fera, por exemplo, o novo longa não vai contar com aquelas músicas que nós adoramos cantarolar em filmes do tipo. Pois é! Infelizmente, não vai ser nessa versão de Mulan que cantaremos nos cinemas a música Reflection, que na animação era interpretada por Christina Aguilera. Muito menos o coro A Girl Worth Fighting For. Em entrevista, a diretora responsável pela produção, Niki Caro, disse que por se tratar de um filme mais realista, não há a intenção de inserir canções no contexto da história porque "não tendemos a cantar quando estamos indo à guerra". Imagem: Divulgação/Disney A diretora contou que, no entanto, não tem nada contra a animação. "Essas músicas são incríveis e se eu pudesse espremê-las lá (no live action), eu teria feito. Mas nós vamos honrar a música da animação de uma forma muito significante", esclareceu. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Caro disse ainda que a maior vantagem de fazer o remake de Mulan, uma animação tão icônica, é o fato de poder transformar o desenho em algo verdadeiro, pois "é a história real de uma garota indo para a guerra". Amazon Prime chegou ao Brasil e está todo mundo assinando. Já fez seu teste grátis de 30 dias? Clique aqui! Sem Mushu Reprodução: Disney Além de cortar as músicas do novo filme, Caro revelou também que o pequeno dragão Mushu, personagem de destaque da animação, não estará presente. "Eu acho que todos nós podemos concordar que o Mushu é insubstituível", afirmou. Mas, segundo a diretora, haverá outra criatura com representatividade espiritual dos ancestrais de Mulan na trama e também da sua relação com o pai. O live-action de Mulan chega aos cinemas no dia 26 de março. Assista ao trailer:   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Veja Mais

Google aponta seis resoluções de Ano-Novo para apostar na nuvem em 2020

Google aponta seis resoluções de Ano-Novo para apostar na nuvem em 2020

canaltech Você está familiarizado com o Google Cloud? Trata-se da suíte de computação em nuvem oferecida pelo Google, conhecida por trazer recursos de plataforma e soluções da indústria, além de experiência para que as organizações reinventem seus negócios a partir de inovação baseada em dados e uma infraestrutura moderna de computação. Acontece que, nesse início de ano, o Google propôs seis resoluções de Ano-Novo (sim, semelhantes às que a gente costuma fazer, do tipo "voltar à academia" ou "começar um curso de inglês"), cuja premissa é dar os passos necessários para alcançar uma infraestrutura em nuvem. O Google argumenta que o mercado de computação em nuvem continua em franco crescimento. Segundo a consultoria IDC, 80% das mil maiores empresas da América Latina utilizarão tecnologias multi-cloud até 2024 e a estimativa é de que 70% das plataformas e infraestrutura on-line criadas na América Latina estarão hospedadas na nuvem até 2022, e somente no Brasil, ainda segundo a IDC, a previsão é de que os contratos de aquisição de infraestrutura, plataformas e softwares de nuvem pública dobrem nos próximos dois anos. Mas vamos às dicas, ou melhor, resoluções do Google: 1. Reduzir o volume de dados Uma dica para economizar nos gastos de TI é revisar arquivos antigos e desatualizados para identificar oportunidades de excluir informações que não sejam mais úteis. Assim, é possível ganhar espaço, reduzindo a necessidade de novos investimentos em armazenamento de nuvem. Parece básico, mas é algo que precisa estar no radar. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- 2. Gerar novos insights para o negócio A nuvem abre novas possibilidades para explorar os dados gerados pela empresas. Tecnologias sem servidor — serverless, em inglês — permitem a geração de insights mais significativos para o negócio. A Fiat Chrysler Automobile (FCA), por exemplo, adotou a ferramenta BigQuery para entender o comportamento digital dos consumidores, melhorando a gestão de potenciais clientes, além de otimizar o investimento em mídia digital. 3. Estimar custos com a nuvem O modelo de precificação para armazenamentos em nuvem pode variar bastante conforme cada projeto. Além disso, há opções como nuvem pública, privada, multi-cloud, entre outras, que precisam ser consideradas. Os gestores de TI podem usar ferramentas como a calculadora de preços do Google Cloud Platform (GCP) para estimar os custos dos projetos e entender como otimizar o orçamento de TI para 2020. 4. Aprender novas habilidades Se você deseja aprimorar suas habilidades em nuvem ou aprender sobre uma nova ferramenta, existem diversas áreas para se explorar, especialmente as que estão em ascensão nesse mercado. Entre os treinamentos oferecidos pelo Google Cloud mais buscados estão desde cursos básicos, sobre nuvem para negócios, infraestrutura, dados e machine learning, até questões mais específicas, como segurança e engenharia de dados dentro da Google Cloud Platform. 5. Usar a colaboração para desenvolver produtos Muitas das ferramentas de nuvem são baseadas no conceito do código aberto, permitindo que qualquer pessoa faça uso de um design ou projeto. Esses recursos permitem que os desenvolvedores possam contribuir projetos de forma colaborativa, ampliando ou aprimorando códigos disponíveis nas plataformas. Você pode fazer parte da comunidade do Google Cloud, seja participando do Github, ou se certificando em nuvem com seus colegas. 6. Monitorar a nuvem sem dores de cabeça Após migrar para a nuvem, a próxima etapa é estar no controle de todos os dados da empresa. As ferramentas de monitoramento permitem configurar alertas e usar os dados coletados para fazer alterações e melhorias em seus sistemas armazenados, como os recursos disponível. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Veja Mais

Feijão vira farinha para biscoitos e até de macarrão

G1 Economia O Brasil já exporta 5% de sua safra e abre novos mercados no exterior. Faturamento com a cultura chegou a R$ 9 bilhões em 2019. O feijão não falta no prato do brasileiro O feijão não falta no prato do brasileiro. Ele está na feijoada, na dobradinha, no acarajé, nos bolinhos, no pastel e nos doces japoneses. Agora, estão aparecendo novidades: as farinhas de feijão. Elas são usadas na fabricação de biscoitos e até de macarrão. Além disso, algumas variedades de feijão começam a virar produto de exportação. O Brasil já vende 5% da safra e abre novos mercados no exterior. O faturamento com a cultura chegou a R$ 9 bilhões em 2019. Feijão é sabor, é riqueza no prato. Veja Mais

Realme UI traz interface limpa, rápida e cheia de recursos

Realme UI traz interface limpa, rápida e cheia de recursos

Tecmundo A Realme está prestes a lançar sua interface gráfica para os smartphones Realme. Até o ano passado, a companhia compartilhava a ColorOS entre esses dispositivos e os aparelhos da Oppo. A Realme UI é uma espécie de ColorOS 7 revitalizada, com nova aparência e novos recursos. A interface vai rodar sobre o Android 10 e promete não tirar muito da experiência nativa do sistema da Google.A Realme disse que investiu pesado na interface, para que ela ofereça uma experiência divertida e jovial aos usuários, com diversidade de personalização.Leia mais... Veja Mais

Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download

Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download

canaltech Como anunciamos e aguardávamos, o novo browser Microsoft Edge, baseado no Chromium e não mais no Internet Explorer, chegou. O navegador foi disponibilizado bem antes do término do primeiro trimestre deste ano e, inclusive, já está disponível para download para todos os usuários. Nova versão do navegador Microsoft Edge já ésta disponível para download (Captura de tela: Fidel Forato/ Canaltech) Muito repaginada, esta nova versão do Edge já pode ser usada por usuários do Windows, Mac, Android e iOS. Há também uma série de especulações de que o browser também chegue para os sistemas Linux, mas esses boatos ainda não foram confirmados. A versão do Microsoft Edge, baseado no Chromium, fornece aos seus usuários um desempenho bem melhor para a navegação do que suas versões anteriores. Além disso, é um navegador mais seguro, de maneira geral, e traz a integração de um conjunto de novas funcionalidades. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Última versão do navegador Microsoft Edge permite que uma única aba fique no mute (Captura de tela: Fidel Forato/ Canaltech)Caption O usuário poderá compartilhar uma página, em tempo real, com um dispositivo conectado. A nova versão também permite bloquear o som de uma única aba aberta no navegador, enquanto a outra continua a reproduzir o som, além de já trazer a função de leitura de páginas pré-incluída, o que é um ótimo ponto, pensando em acessibilidade. Vale mencionar que a base do seu funcionamento é igual à dos outros navegadores já disponíveis, como o Chrome, da Google. Isso porque depois de tantos fracassos com os seus navegadores proprietários, a Microsoft decidiu finalmente adotar tecnologias que já têm dado provas e sinais de sucesso. Nova versão do navegador Microsoft Edge traz leitura de conteúdo já incluída (Captura de tela: Fidel Forato/ Canaltech)Caption Para baixar a nova versão do Microsoft Edge, baseado no Chromium, o usuário pode fazer o download na própria página do navegador. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Inflação da Argentina chega a 53,8% em 2019

G1 Economia No ano passado, alta dos preços foi a maior desde 1991. País registrou uma das inflações mais elevadas do mundo. A inflação da Argentina foi de 53,8% em 2019, a mais alta desde 1991 e uma das mais elevadas do mundo, informou nesta quarta-feira (15) o Instituto Nacional de Estatística e Censo (Indec). Em dezembro, o custo de vida aumentou 3,7%. Loja argentina anuncia liquidação em virtude da crise econômica, em Buenos Aires, na última sexta-feira (13) EITAN ABRAMOVICH/AFP Segundo o Indec, os preços subiram mais no setor de saúde ( alta de 72,1%), seguido pelo setor de comunicação (63,9%) e equipamentos e manutenção do lar (63,7%). O setor de alimentos e bebidas não alcoólicas registrou uma inflação acumulada de 56,8%. Na Argentina, pobreza sobe no primeiro semestre e atinge 35,4% da população A inflação da Argentina está entre as mais altas do mundo e é a mais elevada da América Latina, fora a hiperinflação da Venezuela. Em 2018, a Argentina registrou um avanço no índice de preços ao consumidor de 47,6%. O indicador divulgado nesta quarta corresponde ao último ano do governo do ex-presidente liberal Mauricio Macri, que deixou o poder em 10 de dezembro, quando o peronista de centro-esquerda Alberto Fernández assumiu. Problema recorrente A inflação é um problema recorrente na Argentina, que sofreu duas hiperinflações em sua história recente: em 1989 (3.079%) e em 1990 (2.314%). A alta de preços foi solucionada com um plano de paridade cambial entre o peso e o dólar aplicado em 1991, ano em que a inflação foi de 84%. A paridade peso-dólar se manteve por 11 anos, mas levou à grande crise de 2001, quando a Argentina declarou moratória de US$ 100 bilhões. Veja Mais

Os melhores apps iOS da semana (15/01/20)

Os melhores apps iOS da semana (15/01/20)

canaltech Toda semana, aqui no Canaltech, trazemos uma lista com os aplicativos e jogos para iOS que mais estão bombando na App Store, de diferentes categorias e para todos os gostos. São apps de relaxamento, fotografia, jogos de plataforma, quebra-cabeça e RPG, além de dicas de culinária, edição de vídeos e muito mais! Nesta semana, que já representa a metade de janeiro, trouxemos duas dicas de jogos: O Super Phantom Cat 2, um game de plataforma em que você é um gato-fantasma, e o Woodturning 3D, em que você modela diversos objetos a partir de um tronco. Nesta semana, também trouxemos dicas de aplicativo para quem gosta de cozinhar e inventar novas receitas, o Cookpad Receitas Caseiras, um para quem precisa relaxar e meditar, mas não sabe como começar, o MellowMe: Meditation & Breathe, além de um app para quem quer um pontapé inicial no aprendizado do piano, o Piano Academy - Aprenda Piano. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Confira a lista completa: Super Phantom Cat 2 O primeiro jogo da lista é o Super Phantom Cat 2, em que você controla o gatinho-fantasma Ari. Neste game de plataforma, você sai em missão de salvar a sua irmã, Ina, que está presa em um mundo fantasma, e para isso você vai precisar passar por várias fases, explorando o local e fugindo de diversos obstáculos. As fases contam com cubos, moedas e cogumelos, bem parecido com o que já conhecemos dos clássicos jogos do Mario, que te ajudam a descobrir novos itens, saltar entre as plataformas para chegar o mais alto possível, entre outras coisas divertidas. MellowMe: Meditation & Breathe A segunda dica da semana é para os estressados, ou apenas para quem precisa relaxar, seja para dormir melhor, se concentrar ou meditar. No aplicativo MellowMe: Meditation & Breathe, você confere diversos métodos de áudio e vídeo que vão te ajudar a desestressar das tarefas do dia a dia. O app conta com cards divididos por categorias, cada um deles com várias opções de relaxamento que você pode fazer diariamente e a qualquer hora do dia. Com um relógio na tela, você vai acompanhando o seu progresso e vai completando essas missões com frequência para ficar a cada dia mais "zen". Piano Academy – Aprenda piano Se você sempre teve o desejo de aprender piano, mas nunca teve essa oportunidade, chegou a hora de conhecer o aplicativo Piano Academy – Aprenda Piano. Para começar, você não precisa ter um piano ou teclado em casa, basta aproveitar as ferramentas do aplicativo que vão te ensinar passo a passo de forma bastante didática. Primeiro, você vai conhecer as notas e as teclas do instrumento, fazendo lições com músicas conhecidas de fundo, entendendo os sons de cada oitava do piano. Quanto mais você progride, mais avançadas ficam as lições, exigindo mais atenção e treinamento da coordenação. Woodturning 3D O segundo jogo da lista é o prazeroso Woodturning 3D, em que você precisa moldar diversas formas diferentes a partir de um tronco de madeira. No game, você conta com ferramentas com a ponta fina, arredondada ou quadrada, que você vai inserindo aos poucos no tronco que está girando sem parar. Em cada fase, uma forma diferente para você imitar, que aparece como uma sombra em cima do tronco inteiro. Depois de cavocar a madeira, você ainda pode polir o tronco com uma esponja especial e pintar o objeto que acabou de criar com tinta em spray. No final, você descobre qual a porcentagem de semelhança conquistou. Cookpad Receitas Caseiras A última dica da semana é para os aspirantes a MasterChef, aqueles que adoram ficar na cozinha inventando novas receitas. No aplicativo Cookpad Receitas Caseiras, você participa de uma comunidade de pessoas que estão sempre compartilhando suas invenções na cozinha e que estão dispostos a conferir novas dicas. Além de conferir receitas diferentes, você compartilha as suas no aplicativo, que já traz um formulário pronto para você preencher com as informações de ingredientes e modo de preparo, facilitando a divulgação da sua deliciosa criação. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Whitney Houston, Nine Inch Nails, Depeche Mode e Notorious B.I.G. entram para Hall da Fama do Rock

G1 Pop & Arte Doobie Brothers e T-Rex também estão entre os novos membros de 2020, que serão recebidos em cerimônia no dia 2 de maio nos EUA. Whitney Houston durante apresentação no Grammy, em 2011 AP Photo/Mark J. Terrill, Arquivo Whitney Houston e Notorious B.I.G., ambos já falecidos, estão entre os nomes que vão integrar o Hall da Fama do Rock and Roll de 2020, anunciou nesta quarta-feira (15) a instituição dos EUA. Foram incluídos também os grupos Depeche Mode, Nine Inch Nails, The Doobie Brothers e T-Rex. Os membros são escolhidos por meio de uma pesquisa com mais de mil músicos, historiadores e membros da indústria, que avaliam o trabalho profissional, a inovação, a habilidade e a influência dos candidatos. Show do Depeche Mode em SP em 2018 Marcelo Brandt / G1 A inclusão de Houston e B.I.G. mostra a aceitação crescente de gêneros diferentes do rock pela instituição. Nos últimos anos, o rapper Tupac Shakur e a cantora Janet Jackson foram incluídos. A organização fundada no início dos anos 1980 enfrentou críticas ao longo dos anos por sua falta de diversidade e reconhecimento limitado das mulheres. Durante a cerimônia do ano passado, Jackson mencionou a questão em seu discurso, pedindo para que em 2020 fossem "incorporadas mais mulheres". Os novos integrantes serão recebidos na cerimônia anual marcada para 2 de maio na cidade natal do Hall da Fame em Cleveland, Ohio. Whitney Houston foi uma das cantoras mais importantes do pop mundial Veja Mais

O que é o peito escavado, condição que muitos pensam ser estética, mas pode matar

Glogo - Ciência Essa condição é frequentemente vista como um problema estético, mas ela pode esmagar o coração. Kerry Van Der Merwe tem peito escavado e quer aumentar a conscientização sobre a doença Kerry Van Der Merwe/Arquivo pessoal/ via BBC Respirar é uma luta diária para Kerry Van Der Merwe. Ela tem peito escavado, uma condição médica rara que, em muitos casos, causa uma má-formação da parede torácica causada pelo afundamento do osso esterno. Em outras palavras, é uma doença que pode esmagar o coração das pessoas que a têm. Essa condição é frequentemente vista como um problema estético. Portanto, no Reino Unido, país onde Kerry vive, seu tratamento não é coberto pelo sistema de saúde pública (NHS, na sigla em inglês). Kerry também é mãe e faz tratamento com antidepressivos desde o início do problema Kerry Van Der Merwe / Arquivo pessoal via BBC Espalhando os relatos sobre seu caso, ela quer aumentar a conscientização sobre uma condição que causa dor e angústia diariamente, para que aqueles que sofrem com ela não se sintam incompreendidos e ignorados — como se sentiu durante muito tempo. 'Estrangulada por dentro' Kerry é cabeleireira, tem 44 anos e visitou pelo menos 10 médicos antes de encontrar o diagnóstico correto para sua falta de ar e taquicardia. "Eu não conseguia nem mesmo abrir um pote, e eles nem me disseram que iriam estudar o caso", lembra Kerry, que também é mãe de uma menina e vive em Devon, no sul da Inglaterra. O NHS não oferece tratamento cirúrgico para pessoas com essa condição, pois considera que não há evidências suficientes dos possíveis benefícios do processo. De acordo com o organismo, os sintomas incluem dor no peito, falta de ar, fadiga, tontura e frequência cardíaca alta, mas não resulta em um grande impacto psicológico no paciente. Embora Kerry não concorde com este último ponto. "Não há como viver assim. É como se eles estivessem me estrangulando por dentro", ela diz. "E recusar (a sentir isso) é absolutamente desagradável", diz Kerry. "Eu tomo antidepressivos a minha vida toda, desde que a deformação começou", diz ela. "Eu não consigo fazer coisas simples como subir ou descer escadas. Meu coração bate tão rápido que é realmente perigoso." Segundo a Clínica Mayo, dos EUA, embora em alguns casos o único sintoma seja a deformidade no peito, em algumas pessoas o esterno pode comprimir os pulmões e o coração. Neste último caso, alguns sintomas são menos tolerância ao exercício, palpitações ou batimentos cardíacos acelerados, infecções respiratórias recorrentes e sopro cardíaco. Após sua peregrinação por várias consultas médicas sem obter resposta ou tratamento, Kerry procurou um especialista. O cirurgião torácico Joel Dunning, do Hospital Universitário James Cook, em Middlesbrough, na Inglaterra, finalmente solucionou o "mistério". "Ela nunca soube o que é ser normal", diz Dunning, que acrescenta que "sem dúvida" o coração de sua paciente está sendo "esmagado" por seu esterno. Segundo o especialista, é "loucura" negar a cirurgia "que prolonga a vida" em casos como o dela. "Não é preciso ser especialista para lhe dizer que, se seu peito esmaga seu pulmão e você retirar aquilo que o comprime, respirará melhor." Graças à intervenção do cirurgião, Kerry agora deve passar por um procedimento para inserir três barras de titânio que elevarão o peito dela para uma posição normal. Dunning chama a atenção para os benefícios psicológicos desta cirurgia, que, segundo ele, deveria ser oferecida gratuitamente. Para o cirurgião, os adolescentes que sofrem de peito escavado seriam os mais beneficiados pela intervenção. "São adolescentes tentando encontrar seu caminho no mundo e a condição os torna introvertidos, constantemente preocupados." O peito escavado geralmente se desenvolve durante a puberdade e é mais frequente em homens do que em mulheres Science photo Library via BBC Uma vida em modo de espera Mas há casos em que sofrer de peito afundado pode ter outras consequências. Katie Bruce viveu isso na própria pele. Ela tinha 21 anos quando desmaiou por conta da síndrome do peito escavado e foi atropelada por um carro. Ele perdeu quatro dos dentes da frente e sofreu várias fraturas no rosto. Um lado de sua mandíbula se desprendeu do crânio e "nunca mais voltou ao normal". A jovem graduada em bioquímica conseguiu se submeter à cirurgia em março, apenas um ano após solicitar sua primeira cirurgia — que tinha sido rejeitada. Como o afundamento no peito era profundo, os cirurgiões só puderam inserir uma barra de metal. A peça acabou virando e a jovem de 26 anos ficou de cama enquanto esperava outra cirurgia para corrigir a complicação. "Sinto como se estivessem me esfaqueando repetidas vezes entre as costelas. Nenhum analgésico pode aliviar isso", diz ela. "Tenho 26 anos, um diploma universitário e não posso fazer nada. Não posso conseguir um emprego, não consigo pensar em pagar o financiamento de uma casa ou formar uma família. Minha vida parece estar em modo de espera." Katie diz que essas complicações não teriam ocorrido se ela tivesse sido submetida à operação quando era mais jovem e sua estrutura óssea ainda estivesse se formando. "Se eles tivessem mais consciência disso e eu fosse tratada mais cedo, eu nunca teria sido atropelada por aquele carro." Katie também teve sintomas como falta de ar e taquicardia, mas, como Kerry, levou muitos anos até receber o diagnóstico correto. "Estou surpresa com o número de médicos que visitei e nenhum deles sabia nada a respeito do assunto." Enquanto isso, Kerry aguarda a cirurgia com a esperança de que o procedimento traga uma mudança em sua vida. Embora esteja nervosa, ela sabe que precisa da operação. "Estou com medo, mas sei que vai salvar minha vida." Materiais e ajustes prometem tornar a operação para peito escavado mais eficaz Veja Mais

5 mudanças na legislação que vão impactar o DP e RH em 2020

R7 - Economia Para 2020, o RH tem uma certeza: o ano já inicia com muitas mudanças para a área. Afinal, todas as alterações de legislação ocorridas ao longo de 2019 trarão reflexos à área, tanto a curto, quanto a longo prazo. Confira o que muda: 1# Reforma da Previdência Com a Emenda Constitucional nº 103, de 12 de […] O post 5 mudanças na legislação que vão impactar o DP e RH em 2020 apareceu primeiro em Jornal Contábil - Um dos Maiores Portais de Notícias do Brasil. Veja Mais

TCU deve rever verbas publicitárias do governo Bolsonaro

O Tempo - Política O Ministério Público de Contas vai pedir a obrigatoriedade de critérios técnicos como base para a distribuição dos recursos de propaganda da Presidência Veja Mais

COAF: Profissionais da contabilidade tem até o dia 31 para entregar declaração

R7 - Economia Lei busca participação da sociedade no combate à lavagem de dinheiro Os profissionais da contabilidade e organizações contábeis devem entregar a Declaração Anual Negativa ao Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) até 31 de janeiro de 2020. O preenchimento da Declaração de Não Ocorrência de Operações de eventos suspeitos de lavagem de dinheiro ou […] O post COAF: Profissionais da contabilidade tem até o dia 31 para entregar declaração apareceu primeiro em Jornal Contábil - Um dos Maiores Portais de Notícias do Brasil. Veja Mais

JBL Charge 3 ainda vale a pena? Veja prós e contras

JBL Charge 3 ainda vale a pena? Veja prós e contras

canaltech A JBL Charge 3 é uma caixa de som Bluetooth que foi lançada no Brasil em 2016 custando R$ 999, sendo o modelo mais buscado por consumidores na época. No entanto, devido ao tempo desde seu lançamento, outros modelos já chegaram ao mercado, como a Charge 4, sua sucessora, que chegou nas lojas brasileiras em fevereiro do ano passado pelo valor de R$1.299. Será que vale a pena apostar no modelo mais novo ou a antiga ainda dá conta? É o que descobriremos a seguir. Acesse as melhores ofertas em áudio no Canaltech Ofertas Quanto custa a JBL Charge 3? As diferenças entre a JBL Charge 3 e 4 são poucas, o que torna o modelo antigo uma boa opção para quem quer ouvir músicas com uma potência razoável gastando menos dinheiro. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Atualmente, a caixa de terceira geração pode ser encontrada no mercado por preços a partir de R$ 700. É possível encontrá-la por menos em alguns varejistas, como a Amazon, que oferece o acessório por preços a partir de R$ 649 com o link especial do Canaltech: Compre a JBL Charge 3 com desconto especial do Canaltech na Amazon JBL Charge 3 é boa? Um dos pontos positivos da JBL Charge 3 consiste na conectividade com o Bluetooth 4.1, tornando o uso de cabos dispensável. Além disso, ele oferece suporte a assistentes de voz, como o Google Assistente e a Siri (para o iOS), o que não existe na Charge 4. Isso permite que o usuário controle a reprodução de suas músicas através de comandos de voz. A JBL Charge 3 também possui cancelamento de ruído e eco, bem como a possibilidade de conectar duas caixas de som diferentes para reproduzir a mesma música — desde que ambas sejam compatíveis com a mesma tecnologia. Para isso, é necessário baixar o JBL Connect, disponível para Android e iOS. Outro atrativo da JBL Charge 3 é a resistência à água. Graças a sua certificação IPX7, ela pode ficar submersa em até um metro (desde que o tempo máximo de 30 minutos seja respeitado e a caixa esteja devidamente fechada). A Charge 3 possui poucos pontos negativos, mas eles devem ser considerados antes de concluir ou não a compra: um deles é a potência do som, uma vez que a JBL Charge 4 conta com 10 Watts RMS a mais do que a JBL Charge 3. Saiba como aumentar o volume do seu computador além do máximo JBL Charge 3 ainda é um bom investimento / Imagem: Divulgação Esse aumento significa uma melhoria na capacidade dos alto-falantes e, consequentemente, em um som mais limpo e alto. No entanto, isso não quer dizer que a capacidade de som da JBL Charge 3 não é satisfatória — apenas que, se você deseja o máximo desempenho, adquirir um modelo mais recente pode ser uma boa escolha. A Charge 3 também não possui tecnologia Connect+, que é responsável por parear a maioria dos modelos da marca. Se você não se importa com isso e prefere usar o JBL Connect, comprá-la ainda pode ser uma boa opção. JBL Charge 3: ficha técnica Dimensões e peso: 21,3 x 8,9 x 8,9 cm; 1,55 K Relação, sinal/ruído: maior ou igual a 80 dB Resposta em frequência: 65 Hz a 20 kHz Versão do Bluetooth: 4.1 Bateria: 6.000 mAh (até 20 horas) Potência: 2 x 10 Watts RMS Ferramentas: JBL Connect e resistência à água E você, o que pensa sobre a JBL Charge 3? Acha que vale o investimento? Conte pra gente nos comentários. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Vazamento de dados em site adulto atinge seis mil pessoas, incluindo brasileiros Desista! o Twitter "talvez nunca" tenha um botão para editar postagens, diz CEO Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Veja Mais

Arda Turan pode jogar no Brasil em 2020!

Arda Turan pode jogar no Brasil em 2020!

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Barcelona #AtleticodeMadrid #Futebol Veja Mais

Veja as vagas de emprego do Sine Macapá para o dia 16 de janeiro

G1 Economia São oportunidades para mecânico, nutricionista, atendente de telemarketing, entre outros. Há vaga para mecânico de automóveis no Sine Macapá Governo de Pernambuco/Divulgação O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência. Os interessados podem procurar o Sine, localizado na Rua General Rondon, nº 2350, em frente à praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas na capital. Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado). Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas: encarregado de padaria mestre doceiro nutricionista atendente de telemarketing gerente de restaurante auxiliar financeiro mecânico de automóveis vendedor externo O Sine informa que as vagas oferecidas podem sofrer alterações de um dia para o outro, pois o sistema não contabiliza os atendimentos ao longo do dia realizado nas unidades Superfácil, que funcionam após o fechamento da agência central. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá. Veja Mais

Juíza decide não analisar ação da OAB contra cobrança por cheque especial não usado

G1 Economia Para Luciana Raquel Tolentino de Moura, da 7ª Vara Federal de Brasília, ação deve ser analisada pelo STF. Autorização para cobrança está prevista em regra do Banco Central. A juíza Luciana Raquel Tolentino de Moura, da 7ª Vara Federal de Brasília, decidiu nesta quarta-feira (15) não analisar a ação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que pede a suspensão da cobrança por saldo do cheque especial não usado. No entendimento da juíza, cabe ao Supremo Tribunal Federal (STF) analisar o pedido porque o partido Podemos já apresentou uma ação semelhante à Corte. As ações questionam a resolução do Banco Central que passou a permitir a cobrança de tarifa de 0,25% sobre o cheque especial de quem não utiliza o limite. A regra entrou em vigor em janeiro deste ano. "Detectada a conexão entre as ações, elas devem ser reunidas, a teor do § 1º do art. 55 do CPC, a fim de evitar decisões contraditórias, bem como, in casu, para que se preserve a competência originária do STF", escreveu a juíza na decisão. Começam a valer as novas regras do cheque especial Entenda o caso Pelas normas, quem tem mais de R$ 500 de limite no cheque especial terá de pagar até 0,25% sobre o valor excedente. A tarifa pode ser cobrada até mesmo se o cliente não utilizar o limite do cheque especial. A OAB entendeu que há violação ao direito do consumidor na cobrança do percentual. "O consumidor não pode ficar sujeito à cobrança de tarifa pela disponibilização de cheque especial, independentemente da efetiva utilização do serviço", afirma a ação. Segundo a Ordem, a cobrança de tarifa "claramente coloca o consumidor em uma situação de desvantagem exagerada, ao arcar com um gravame por algo de que não usufruiu, o que desequilibra a relação contratua"”. As alterações foram aprovadas em novembro passado pelo Conselho Monetário Nacional. Até então, não havia limite para a taxa do cheque especial. Veja Mais

Oscar: 6 atores que já concorreram em 2 categorias no mesmo ano

Oscar: 6 atores que já concorreram em 2 categorias no mesmo ano

Tecmundo Uma das surpresas da lista de indicados ao Oscar 2020 foi a nomeação de Scarlett Johansson em duas categorias. Nesta edição, ela concorre como Melhor Atriz por sua atuação em Uma História de Casamento (2019) e como Melhor Atriz Coadjuvante por sua participação em Jojo Rabbit (2019).Apesar de ser algo surpreendente, não é tão raro um artista concorrer a mais de uma categoria de atuação no mesmo ano durante a famosa premiação do cinema. Conheça alguns atores que realizaram esse feito em edições passadas.Leia mais... Veja Mais

Bose fechará lojas físicas na América do Norte, Europa, Austrália e Japão

Bose fechará lojas físicas na América do Norte, Europa, Austrália e Japão

canaltech A Bose planeja fechar todas as suas lojas físicas na América do Norte, Europa, Austrália e no Japão. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (15). A justificativa é que seus fones de ouvido, alto-falantes e outros produtos "são cada vez mais comprados por meio do comércio eletrônico". Isso vai afetará 119 lojas nessas localidades e, como resultado, centenas de funcionários serão demitidos. “Em outras partes do mundo, as lojas da Bose permanecerão abertas, incluindo aproximadamente 130 lojas localizadas na Grande China e nos Emirados Árabes Unidos, além de lojas adicionais na Índia, sudeste da Ásia e Coreia do Sul ”, disse a empresa por e-mail ao The Verge. A Bose abriu sua primeira loja física em 1993 e, atualmente, possui a maioria de suas unidades em shopping centers. Elas são usadas, basicamente, para mostrar sua linha de produtos, que vão desde fones de ouvido com cancelamento de ruído, até smart speakers e óculos de sol que funcionam como fones. Em boa parte dos estabelecimentos, há áreas específicas para demonstração, que costumam ser bastante visitadas. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Imagem: Divulgação/Bose "Originalmente, nossas lojas ofereciam às pessoas uma maneira de experimentar, testar e conversar conosco sobre sistemas de entretenimento doméstico baseados em CD e DVD com vários componentes. Na época, era uma ideia radical, mas focamos no que nossos clientes precisavam e onde eles precisavam — e estamos fazendo a mesma coisa agora", comentou Colette Burke, vice-presidente de vendas globais da Bose.  O fechamento nessas praças deve ocorrer “nos próximos meses”. Não foram revelados quantos funcionários devem ser impactados por essa decisão, mas a companhia adiantou que oferece assistência e indenização para os profissionais que serão desligados. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Veja Mais

Receita de games mobile pode superar US$ 100 bi em 2020

Receita de games mobile pode superar US$ 100 bi em 2020

Tecmundo O sucesso dos jogos mobile deve continuar rendendo grandes lucros para a indústria em 2020. De acordo com o relatório State of Mobile 2020 da agência americana AppAnnie, a receita em todas as lojas de aplicativos deve ultrapassar US$ 100 bilhões neste ano.A pesquisa mostrou que os usuários gastaram mais de US$ 90 bi com jogos mobile em 2019, o que representou 56% do faturamento da indústria de games. Em uma breve comparação, os usuários gastaram 2,4 vezes mais com títulos para dispositivos móveis do que para PC. Esse número aumenta para 2,9 vezes mais em relação aos consoles.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro diz que não se envolverá nas eleições se Aliança não for criada

O Tempo - Política O presidente já afirmou, no entanto, que a chance de o novo partido ser viabilizado antes do pleito de 2020 é de '1%' Veja Mais

A Voz do Brasil - 15/01/2020

A Voz do Brasil - 15/01/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Diligência da Câmara em terra indígena apura morte de líder ambientalista ✔️Parlamentares analisam proposta que prevê a unificação das eleições ✔️Deputados divergem sobre ações do primeiro ano do governo Bolsonaro Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais Veja Mais

OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis!

OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis!

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Quer começar o ano novo com televisão nova? Já que é pra trocar, melhor ir atrás de um modelo de alta qualidade. É o que oferece a Smart TV Bravia W655D de 32 polegadas, da Sony, que é indicada para quem gosta de assistir filmes e séries em transmissões online, seja na Netflix, Amazon Prime Video, YouTube ou qualquer outro app de streaming. E na Amazon tem uma oferta com preço arrasador. Sobre a smart TV Bravia W655D Sony Bravia de 32" é ideal para quem assiste muito streaming (Foto: Divulgação) Para quem está satisfeito com tela de tamanho um pouco menor, as 32 polegadas da Sony Bravia W655D são ideais. A resolução é Full HD e o televisor ainda tem um brilho extra para você conseguir a melhor visualização em qualquer ambiente. E o processamento X-Reality PRO consegue garantir ótima qualidade mesmo em conteúdo transmitido em baixa resolução. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O design tem perfil fino, com moldura discreta que deixa a televisão perfeita na parede. A Sony Bravia foi construída para durar, com proteção contra surtos elétricos e relâmpagos e um revestimento contra umidade e poeira que garantem seu funcionamento por um longo tempo. A TV já vem com YouTube instalado e você também pode baixar vários serviços de streaming, além de usar os recursos de compartilhamento de fotos e espelhamento da tela. Com relação à conectividade, são duas entradas HDMI, 2 USB e WiFi. Além de tecnologias como Motionflow XR, que garante suavidade da imagem, e Clear Phase, para áudio sem chiados ou alterações repentinas de volume. Oferta especial para trocar de TV A Amazon está com uma promoção bem interessante nesta televisão da Sony. Ela está disponível por apenas R$ 899, valor que pode ser pago em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito. E o melhor: com frete grátis para todo o Brasil. Quer frete grátis para qualquer lugar do Brasil e sem valor mínimo de compra? Parece bom demais para ser verdade, mas pode acreditar, pois isso é possível: estamos falando do Amazon Prime, serviço por assinatura que, além de permitir comprar qualquer produto identificado com o selo "Prime" sem pagar nada pelo frete — e sem valor mínimo de compra —, ainda oferece uma série de outras vantagens em um verdadeiro "combo" de serviços! Assinantes Prime recebem suas compras mais rapidamente e também ficam sabendo de ofertas relâmpago antes de todo mundo, antes que elas sejam disponibilizadas no site. E as vantagens continuam: o Amazon Prime também dá acesso a serviços de entretenimento como o Prime Video (concorrente da Netflix, com conteúdos originais e exclusivos), o Prime Music (concorrente do Spotify), Prime Reading (com muitos livros e revistas digitais) e Twitch Prime (versão premium da plataforma de streaming de games). Ou seja: por um valor fixo mensal, você tem acesso a tudo isso e ainda tem vantagens na loja virtual! Mas agora vem uma notícia melhor ainda: os primeiros 30 dias de assinatura são gratuitos, e você pode cancelar a qualquer momento sem nenhum tipo de multa. A assinatura mensal custa R$ 9,90 após o período grátis, e se você já se apaixonar pelo serviço durante os primeiros dias de teste, pode escolher a assinatura anual de R$ 89,90 — fazendo isso, você economiza 25% em comparação com o pagamento mensal! Clique aqui e seja você também assinante do Amazon Prime! *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download Veja Mais

Diretor-geral da ANP diz que deixará mandato antes do fim

G1 Economia Mandato de Décio Oddone acaba em dezembro e, em carta a Bolsonaro e a ministro, ele afirmou que mudanças na regulação do setor devem ser comandadas por nova diretoria. Oddone disse que fica até substituto ser aprovado. Décio Oddone, diretor-geral da ANP Pilar Olivares/Reuters A assessoria da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgou nesta quarta-feira (15) uma carta na qual o diretor-geral do órgão, Décio Oddone, informou que deixará o mandato antes do fim. A carta, datada de 6 de janeiro, é endereçada ao presidente Jair Bolsonaro e ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. No documento, Oddone diz que deixará o mandato porque o processo de mudanças no setor "encerrou-se" e, diante das mudanças que deverão ser feitas na regulação, uma nova diretoria deve comendar o órgão. O mandato do atual presidente da ANP acaba em dezembro, e, na carta, Oddone diz que ficará no cargo até o substituto ter o nome aprovado. Cabe ao Senado sabatinar o indicado para o cargo e votar a indicação. "O processo de grandes mudanças no setor, do qual participei com afinco, encerrou-se com os últimos leilões e a identificação das ações necessárias para eliminar as restrições regulatórias e estimular a competição nos setores de abastecimento, de distribuição e revenda de combustíveis automotivos e de aviação, de gás de cozinha e de gás natural. "Uma nova fase se inicia. Agora é momento de ajustar a regulação a esse novo modelo. Como o tempo dos mandatos nem sempre casa com os ciclos de mudança, acredito que seja hora de iniciar o processo de composição da diretoria colegiada que deverá aprovar as alterações regulatórias que vão sustentar as transformações que começamos a construir. [...] Assim, decidi antecipar o fim do meu mandato, que iria até dezembro, permanecendo ainda no cargo o tempo suficiente para a aprovação do meu substituto", acrescentou. A ANP é o órgão federal responsável pela regulação dos setores de petróleo, gás natural e biocombustíveis. Vinculada ao Ministério de Minas e Energia, a ANP é uma autarquia "que executa a política nacional para o setor, com foco na garantia do abastecimento de combustíveis e na defesa dos interesses dos consumidores". Íntegra Leia a íntegra da carta de Décio Oddone: Brasília, 6 de janeiro de 2020 Excelentíssimo Senhor Presidente da República Jair Messias Bolsonaro Excelentíssimo Senhor Ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque A indústria do petróleo, gás e biocombustíveis no Brasil vive um momento único. Em 2016, quando assumi a diretoria-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveís (ANP), o setor atravessava sua maior crise. A atividade de exploração e produção demandava novas regras. Os segmentos de abastecimento e gás natural, vinte anos após o fim do monopólio, seguiam concentrados. A área de biocombustíveis vinha de momentos difíceis. Os desafios eram imensos. Mais de três anos depois podemos celebrar o êxito das medidas adotadas sob a orientação do Conselho Nacional de Política Energética(CNPE). O conjunto de leilões representou um marco para a retomada da indústria de petróleo e gás no Brasil, que agora muda definitivamente de patamar. Com medidas como as rodadas, a oferta permanente, o estímulo à venda dos campos maduros e os estudos para o aproveitamento dos recursos além das 200 milhas, o Brasil voltou ao cenário internacional do petróleo. E retornou em grande estilo. Em menos de dez anos deverá estar entre os cinco maiores produtores e exportadores do mundo. Ao mesmo tempo foram dados os principais passos para a criação de um mercado aberto, dinâmico e competitivo nos setores de abastecimento e de gás natural. O monopólio de fato no refino e a concentração no mercado de gás estão finalmente chegando ao fim. O uso do biometano foi regulamentado. O setor de biocombustíveis começa a se recuperar. Os preços dos combustíveis passaram a ser divulgados de forma transparente e agora os da gasolina e do diesel seguem com maior aderência os vigentes no mercado internacional. A qualidade da gasolina está sendo equiparada aos padrões internacionais. As ações adotadas permitiram que o setor passasse pela sua maior transformação. O País está finalmente substituindo um monopólio por uma indústria. Os benefícios para a sociedade sob a forma de investimentos, acesso a combustíveis mais limpos, empregos, renda, arrecadação e preços justos e transparentes serão imensos. A gestão da ANP está em processo de modernização, simplificação, agilização e aumento da transparência. As reuniões da diretoria passaram a ser realizadas de forma pública e aberta. As questões da competitividade, da transparência nos preços e da regularidade fiscal passaram a fazer parte da agenda. O orçamento está sendo descentralizado. A necessária desvinculação das áreas técnicas está sob avaliação. Nunca pertenci a qualquer grupo ou contei com padrinho político. E sempre acreditei que um cargo público só deve ser exercido enquanto a missão a ele associada esteja por ser cumprida. O processo de grandes mudanças no setor, do qual participei com afinco, encerrou-se com os últimos leilões e a identificação das ações necessárias para eliminar as restrições regulatórias e estimular a competição nos setores de abastecimento, de distribuição e revenda de combustíveis automotivos e de aviação, de gás de cozinha e de gás natural. Com isso, cumpri a missão assumida em 2016: contribuir com honestidade, transparência e espírito público para o desenvolvimento da maior transformação já produzida no setor de petróleo e gás no Brasil. Uma nova fase se inicia. Agora é momento de ajustar a regulação a esse novo modelo. Como o tempo dos mandatos nem sempre casa com os ciclos de mudança, acredito que seja hora de iniciar o processo de composição da diretoria colegiada que deverá aprovar as alterações regulatórias que vão sustentar as transformações que começamos a construir. Diferentes desafios demandam profissionais com características distintas. Não houve alterações na composição da diretoria colegiada da ANP em 2019. No entanto, três novos diretores deverão ser nomeados em 2020. Assim, decidi antecipar o fim do meu mandato, que iria até dezembro, permanecendo ainda no cargo o tempo suficiente para a aprovação do meu substituto. Dessa forma a primeira posição a ser indicada passa a ser a de diretor-geral. Com o encaminhamento das grandes transformações no setor, derivadas de decisões de política energética, e a mudança do foco das ações para o ambiente regulatório, creio que essa é forma pela qual melhor posso contribuir para a consolidação do processo por que passamos, projeto no qual acredito e ao qual dediquei esses últimos anos. Atenciosamente, Décio Oddone Veja Mais

Crítica | Série Dracula dá novo vigor à história clássica de Bram Stoker

Crítica | Série Dracula dá novo vigor à história clássica de Bram Stoker

canaltech   A figura do vampiro, de modo geral, costuma trazer consigo questionamentos sobre a mortalidade e as consequências de uma vida potencialmente eterna. A partir disso, variam os estereótipos de personagens, que têm parte considerável de sua gama muito bem representados em Entrevista com o Vampiro (1994, Neil Jordan): há quem não goste da sua condição de imortal e há quem abrace a vida de vampiro e, portanto, parece perder a humanidade e se aproximar da figura de uma besta. Drácula, por sua vez, teve e continua tendo o seu próprio universo inúmeras vezes recriado nas artes. Nessas obras, alguns fatos são recorrentes na história desse vampiro em particular: um amor que dura mais anos que a vida de qualquer mortal, estacas, servos do Conde, crucifixos, Mina, Lucy, Van Helsing... A ideia de imortalidade traz consigo um dos maiores castigos de ser um vampiro: ver sumirem no tempo todos aqueles que você ama. Reencontrar as reencarnações ou futuras gerações dessas pessoas, não alivia, a não ser como paliativo, essa dor de viver anos talvez em completa solidão. A série original Netflix revisita Drácula e toda a mitologia dos vampiros com declarada paixão pelo clássico e, mesmo quando decide ressignificar partes canônicas, faz isso com um grande respeito e na medida certa. Infelizmente, a série tem problemas técnicos (sejam orçamentários ou da equipe) que podem afastar os espectadores mais impacientes: é preciso superar o péssimo CGI que vemos logo nos primeiros minutos e compreender o clima de clássicos de horror dos anos 1930 para acessar um roteiro que tem uma boa história para nos contar. Atenção! A partir daqui o texto pode conter spoilers. Paciência Nem sempre uma obra pode ser o seu melhor: audiovisual envolve muito mais do que uma boa ideia e vontade de fazer, estando também submetida a questões financeiras e/ou comerciais. É muito comum que bons filmes e séries acabem não sendo assistidos justamente porque sua aparência deixa a desejar. Mesmo que a primeira impressão seja bastante persuasiva, algumas obras merecem nossa persistência e confiança. Esse é o caso de Drácula. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Até mesmo a beleza do galã é retrô (Imagem: Netflix) Os efeitos visuais digitais são realmente bastante rudimentares e às vezes parece até que estamos diante de um jogo de um console mais ou menos antigo. O primeiro contato com o Drácula decrépito pode ser risível dada a voz que Claes Bang cria para o personagem. Jonathan, interpretado por John Heffernan, soa bastante caricato. Mas, acima de tudo, temos a direção que evoca uma nostalgia dos tempos do cinema em tons de cinza, mas que já não casa muito com a pitada moderninha desse novo Drácula, mesmo quando ele ainda está temporalmente localizado no século XIX. Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Apesar disso, a persistência do espectador será recompensada ainda no primeiro episódio, quando Drácula assume sua forma mais jovem e, sobretudo, com a inserção da personagem de Dolly Wells, a Irmã Agatha. Girl Power (Imagem: Netflix) "The legend gets some fresh blood" A divulgação da série trouxe a frase “The legend gets some fresh blood” ("A lenda ganha um pouco de sangue fresco", em tradução livre), o que é uma proposta bastante arriscada. Não é fácil mexer com uma figura icônica como Drácula, que tem diversos pontos da sua história bastante sedimentadso no imaginário dos espectadores, sem mexer em um vespeiro de fãs. Ainda assim, Drácula assume o risco. Dentre tudo que se pode entender como sangue fresco na série, Irmã Agatha é, provavelmente, uma personagem que, se não supera o próprio personagem-título, equipara-se a ele. É uma inserção bastante crível de uma mulher a frente de seu tempo e uma forma sagaz de inserir uma personagem feminina em um espaço aparentemente infértil para isso. Irmã Agatha é algo que existiu: algumas mulheres (aquelas de famílias abastadas) tinham a opção de trocar o casamento por uma vida dedicada a Deus. Sendo uma personagem possível, o desenvolvimento dela como uma mulher incrivelmente crítica e inteligente é um desdobramento que, além de aceitável, torna a série ainda mais profunda e interessante. Não somente Drácula ganha uma oposição feminina, como esse feminino trata de lidar ao mesmo tempo com ciência e religião, fazendo de ambos os personagens uma dupla perfeita de gato e rato que no fundo nutrem sentimentos entre si, tal qual Tom e Jerry. Quando foi que você notou que estava rolando um clima? (Imagem: Netflix) Apesar de complexa e bem-sucedida, a inserção da personagem de Agatha nos dois primeiros episódios pode soar muito como uma questão de representatividade feminina, o que de fato acontece. No entanto, ela se torna ainda mais que isso quando retorna (como si mesma e como Zoe Helsing) no terceiro episódio. A força de ambas as van Helsing é equiparável ao poder do Drácula e não é gratuito o jogo de xadrez que parece indicar um vencedor distinto a cada jogada. Mudanças Mark Gatiss e Steven Moffat, criadores de Sherlock e produtores de Doctor Who, conseguem criar e desmistificar as características do Drácula de uma forma tão original e arriscada, quanto igualmente profunda. A ideia de um vampiro que rejeita os símbolos católicos e que não pode ser exposto à luz do sol é icônica, mas ao mesmo tempo gera uma série de previsibilidades no roteiro: já sabemos como o monstro deverá morrer, só precisamos esperar para ver qual será o método utilizado. No terceiro episódio, no entanto, Drácula é transformado em um ser psicologicamente complexo e vulnerável. As lendas são consequências de hábitos adquiridos por ele, como quem desenvolve alguma síndrome. É um desenvolvimento de personagem para pegar todo mundo de surpresa (Imagem: Netflix) O Drácula de Claes Bang, embora soe cartunesco ou saído de um filme de horror italiano, é incrivelmente carismático. Ele é mau, mata pessoas inocentes e, mesmo assim, é um personagem pelo qual torcemos, na mesma intensidade com a qual torcemos por Agatha e é por isso que eles formam uma dupla cujo embate é digno de ser acompanhado. Se o espectador é fã de filmes de terror, ainda é possível divertir-se procurando as referências que são enxertadas com primazia, como o papel de parede do quarto de Jack (Matthew Beard) que faz uma referência em tons frios ao carpete do hotel de O Iluminado (1980. Stanley Kubrick). Detalhes que demonstram o respeito que a série tem com os clássicos do terror (Imagem: Netflix) Com Drácula, a Netflix traz um novo vigor para seu catálogo: um terror em moldes antigos, mas com uma esperteza bastante contemporânea, uma fórmula pouco ou nada explorada nos títulos do gênero que a plataforma dispõe para seus usuários. A química entre os personagens é a grande isca que deve ser abocanhada enquanto faz-se um esforço para ignorar os problemas técnicos. O final do terceiro episódio é o prêmio daqueles que persistiram. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Mercado de tecnologia em 2020: de celulares 5G a novos streamings

Mercado de tecnologia em 2020: de celulares 5G a novos streamings

Tecmundo A Consumer Electronics Show (CES) deste ano terminou no último fim de semana, e o que foi apresentado, na maioria, é a tendência do que nos espera no futuro. Mais celulares 5G, novas TVs para assistir a mais canais de streaming e computadores e notebooks equipados com chipsets com muito mais velocidade de processamento.Se nos Estados Unidos algumas operadoras já trabalham com redes 5G, no resto do mundo a tecnologia ainda engatinha. Enquanto isso, a indústria trabalha para lapidar seus celulares 5G, ainda grandes demais por conta, principalmente, da bateria. A Apple (historicamente, a marca da inovação) parece ainda em compasso de espera para ver como o mercado amadurece a tecnologia antes de lançar um iPhone com a quinta geração de internet.Leia mais... Veja Mais

Economia dos Estados Unidos tem expansão modesta, diz Fed

G1 Economia Incerteza sobre política comercial norte-americana continuou prejudicando as empresas, mostra Livro Bege divulgado nesta quarta-feira (15). A economia dos Estados Unidos expandiu-se em um ritmo modesto nas últimas seis semanas de 2019, mas a incerteza sobre a política comercial norte-americana continuou prejudicando as empresas, informou o Livro Bege, uma pesquisa realizada pelo Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) e divulgada nesta quarta-feira (15). "Em muitos distritos, as tarifas e as incertezas comerciais continuam a pesar em algumas empresas", afirmou o Fed no relatório, compilado a partir de evidências derivadas de contatos comerciais em todo o país. Sede do Federal Reserve em Washington, nos Estados Unidos Chris Wattie/Reuters O presidente norte-americano, Donald Trump, e o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, assinaram um acordo comercial inicial na Casa Branca nesta quarta-feira, após 18 meses de pesadas tarifas retaliatórias entre as duas maiores economias do mundo que afetaram as cadeias de suprimentos e desaceleraram a economia global. O Livro Bege foi produzido pelo Fed de Nova York com informações coletadas até 6 de janeiro. O Fed cortou a taxa de juros três vezes em 2019, invertendo o direcionamento após três anos de aumentos periódicos nas taxas. O presidente do Fed, Jerome Powell, classificou os cortes nas taxas como um seguro contra a desaceleração global, as tensões comerciais e a inflação moderada, com objetivo de manter a maior expansão econômica já registrada. Desde então, os formuladores de políticas monetárias do Fed deixaram claro que pretendem manter as taxas de juros inalteradas em um futuro próximo, mencionando um impulso para a economia advindo dos cortes do ano passado, além do alívio das tensões na guerra comercial entre EUA e China. Mas os formuladores de política monetária do Fed alertaram que um acordo comercial parcial não eliminará preocupações das empresas, já que as tarifas dos EUA na China devem seguir em vigor até que a "segunda fase" do acordo seja assinado. O último relatório sobre a economia do Fed mostrou que, antes da assinatura do acordo, muitos distritos ainda estavam sofrendo. O Fed de Richmond, no Estado de Virgínia, informou que muitos fabricantes em seu distrito citaram as tensões comerciais como uma grande preocupação. "Muitos aumentaram os preços dos produtos finais, mas enfrentaram baixas margens de lucro devido às tarifas de matérias-primas", afirmou o relatório. Veja Mais

Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo

Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo

canaltech Estudando os efeitos do aquecimento global no planeta, um grupo composto por cientistas de diversos países analisou a temperatura dos oceanos entre os anos de 1950 e 2019, chegando à conclusão que a temperatura média das águas em 2019 está 0,075 ºC acima da média de todo o período entre 1981 e 2010. Visto assim, o valor pode parecer pouco, mas é preciso levar em conta que estamos falando sobre o aumento de temperatura de um volume imenso de água: de acordo com as últimas medições feitas via satélite, os oceanos possuem um volume total de mais de 1 bilhão de km³ (mais precisamente 1.332.000.000 km³). E se considerarmos que cada km³ é equivalente por si só a um bilhão de litros, é uma quantidade de água até difícil de se imaginar. Por isso, para se aquecer toda essa água por igual (afinal, o valor mostrado pelos cientistas não é de um pedaço específico, mas a média da temperatura dos oceanos como um todo) seria necessária uma quantidade massiva de energia. E, no caso do estudo publicado na revista Advances in Atmospheric Sciences na última terça-feira (14), para fazer com que todos os oceanos da Terra aqueçam em 0,075 ºC, é necessária a quantidade de 228 sextilhões de Joules. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Complicado? Então, para fazer uma comparação mais próxima de algo conhecido pelo público, seria necessário a mesma energia de 3,6 bilhões de bombas igual as que foram utilizadas durante a Segunda Guerra para dizimar a cidade japonesa de Hiroshima. De acordo com Lijing Cheng, autor do estudo e pesquisador ligado à Academia de Ciências da China, a energia dispersada pela explosão da bomba de Hiroshima foi equivalente a 63 trilhões de Joules. Assim, para atingir esse nível de elevação da temperatura, seria necessário que, pelos últimos 25 anos, quatro bombas iguais à de Hiroshima fossem explodidas a cada segundo dentro do oceano. A comparação com bombas ainda não te dá uma ideia do quão difícil é mensurar esse tipo de aquecimento geral das águas oceânicas? Pois bem, o cientista também sugere uma outra: para se aquecer o oceano inteiro nesse nível, seria necessário que cada uma das mais de 7 bilhões de pessoas que existem no planeta apontassem 100 secadores de cabelo, simultaneamente, para as águas dos mares. Em termos menos técnicos, Cheng afirma que é necessário  "energia pra caramba” para chegarmos neste nível de aquecimento. E o mais preocupante é que ele está crescendo ainda mais. O estudo conclui que o ritmo de aquecimento encontrado em 2019 é equivalente ao de cinco bombas de Hiroshima explodindo nos oceanos a cada segundo, todos os dias e todas as noites, 365 dias por ano. Como se pode esperar, já estamos sentindo os impactos ambientais desse aquecimento acelerado: o gelo das calotas polares tem derretido em um ritmo cada vez mais rápido, fazendo com que o nível dos oceanos suba. Esse aumento da quantidade de água não afeta apenas áreas litorâneas, mas o mundo como um todo, já que a maior taxa de evaporação para a atmosfera também é responsável por tornar tornados e furacões cada vez mais fortes, e deixar até mesmo as chuvas torrenciais mais intensas, o que acaba causando enchentes e deslizamentos. E, como a velocidade do aquecimento tem aumentado, esses eventos só devem piorar com o passar dos anos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Huck: 'Brasil precisa renovar lideranças políticas do topo para base'

O Tempo - Política O apresentador é ligado a movimentos de restauração e um possível candidato pelo centro à Presidência em 2022 Veja Mais

Dias Toffoli prorroga em 6 meses o prazo para implantar juiz das garantias

O Tempo - Política A medida estava prevista para entrar em vigor no próximo dia 23, mas foi adiada para julho Veja Mais

Ginkgo biloba: qual o segredo da árvore para viver mais de mil anos e o que médicos dizem sobre seu consumo

Glogo - Ciência Estudo recente explica como essa espécie é capaz de viver por vários séculos sem se deteriorar. O Ginkgo biloba pode viver ao longo de vários séculos Getty images via BBC Da próxima vez que você se sentir velho, lembre-se do ginkgo biloba. Essas árvores podem viver mais de mil anos e são concebidas para serem quase imortais. Professora de 95 anos dá lição de amor e respeito em sala de aula Economia prateada ganha força no Brasil Um estudo recente acaba de revelar o segredo da longevidade dessa espécie milenar. A pesquisa, considerada a mais completa realizada até hoje sobre o envelhecimento das plantas, oferece a primeira evidência genética capaz de explicar a elevada expectativa de vida do ginkgo biloba. O estudo se concentrou na análise genética de árvores de ginkgo biloba com idades entre 15 e 667 anos, nos Estados Unidos e na China. O exame da casca, das sementes e das folhas das árvores mostrou que seu crescimento não diminui, mesmo que tenham se passado centenas de anos. Na verdade, os pesquisadores descobriram que, em alguns casos, esse crescimento acelera. Eles constataram ainda que o tamanho das folhas, a capacidade de fotossíntese e a qualidade das sementes tampouco são afetados pela idade. O que explica isso? A espécie é conhecida pelas vistosas folhas amarelas Getty Images via BBC Eternamente jovem O ginkgo biloba pode viver por vários séculos e, paradoxalmente, corre o risco de extinção devido ao desmatamento. As representantes dessa espécie são nativas da China e são as últimas remanescentes de uma família antiga de árvores, que já existiam na última era dos dinossauros. Também são conhecidas como nogueira-do-japão ou árvore-avenca e, embora estejam desaparecendo na natureza, podem ser encontradas em parques e jardins de várias partes do mundo, onde se destacam pelas vistosas folhas amarelas durante o outono. O segredo da longevidade e boa saúde é que elas produzem substâncias químicas que as protegem contra fatores de estresse, como doenças ou secas. A análise genética revelou que o ginkgo biloba produz seus próprios antioxidantes, antimicrobianos e hormônios protetores. O ginkgo biloba gera suas próprias substâncias protetoras Getty Images via BBC Além disso, os biólogos descobriram que os genes relacionados à idade não são ativados quando a árvore atinge uma certa idade, como acontece em outras espécies, como ervas ou plantas anuais (que, em geral, germinam, florescem e morrem no período de um ano). Assim, embora a árvore seja devastada por raios ou geadas, todos os seus processos necessários para continuar crescendo saudável continuam funcionando sem problemas. "À medida que envelhece, o ginkgo biloba não mostra sinais de enfraquecimento da sua capacidade de se defender do estresse", diz o biólogo Richard Dixon, da Universidade do Norte do Texas, nos EUA, coautor do estudo. Segundo especialistas, esse tipo de estudo pode ser útil para desenvolver melhor os programas de reflorestamento e entender que árvores podem trazer mais benefícios aos ecossistemas ao longo do tempo. Serve para humanos? Em várias partes do mundo, o extrato de ginkgo biloba é vendido como um suplemento para tratar diversos tipos de doenças, como perda de memória, zumbido no ouvido e problemas circulatórios. Os médicos alertam que não há evidências sobre os benefícios do ginkgo biloba para curar certas doenças Getty Images via BBC Os médicos advertem, no entanto, que não há evidências suficientes dos benefícios do ginkgo biloba em seres humanos. "O efeito do ginkgo biloba na melhora da memória apresenta resultados conflitantes", diz o site da Clínica Mayo, instituição de saúde que é referência nos EUA. "Enquanto algumas evidências sugerem que o extrato de ginkgo biloba pode melhorar modestamente a memória em adultos saudáveis, a maioria dos estudos indica que o ginkgo não melhora a memória, a atenção ou a função cerebral." A clínica também informa que pessoas epilépticas, propensas a convulsões, distúrbios hemorrágicos ou mulheres grávidas não devem consumir ginkgo biloba. E adverte que as sementes cruas ou torradas podem ser venenosas. O serviço público de saúde do Reino Unido (NHS, na sigla em inglês) afirma, por sua vez, que o ginkgo biloba "não é recomendado como tratamento para pessoas que estão se recuperando de um ataque cardíaco". Hábitos para um envelhecimento saudável Veja Mais

Coaf: Declaração Anual Negativa deve ser entregue até dia 31

R7 - Economia Profissionais contábeis têm até o dia 31 de janeiro para enviar a Declaração Anual Negativa ao Coaf. Veja Mais

7 curiosidades sobre o clipe "Lose You To Love Me" de Selena Gomez

7 curiosidades sobre o clipe

R7 - Música Vagalume Vagalume Selena Gomez lançou, na última sexta-feira (10), o seu novo álbum, "Rare", um dos lançamentos mais esperados do ano. Dele faz parte o single "Lose You To Love Me", que já virou um sucesso em vários países, incluindo o Brasil. Selena segue divulgando a faixa e hoje (15) lançou um vídeo contando curiosidades sobre o clipe e a música. O material reúne informações sobre a produção, desde quem é a diretora até outros pequenos, mas importantes, detalhes. O Vagalume reuniu as informações referentes ao clipe. Veja a seguir: 1 - Sophie Muller é a diretora de "Lose You To Love Me". Ela também trabalhou com Selena no clipe de "Good for You (feat. A$AP Rocky)". 2 - Selena pediu à Sophie filmar o vídeo em preto e branco para ser um acompanhamento do clipe de "The Heart Wants What It Wants". 3 - O clipe foi todo gravado em um celular iPhone 11. 4 - Sophie tirou todo o papel de parede de fundo e o recolocou no dia anterior à gravação do clipe. 5 - Selena filmou o clipe todo de pés descalços. 6 - Selena foi instruída a atuar durante a canção de diferentes maneiras, incluindo estar brava, triste, feliz e paranoica. 7 - Selena aprendeu a tocar a balada inteira no piano. Ela foi filmada tocando o instrumento, mas essa parte ficou de fora de edição final.Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

Alguns modelos da Fitbit ganham recurso que vai deixar donos do Apple Watch com inveja

tudo celular Diversos modelos de smartband e smartwatch da Fitbit foram contemplados com um recurso bastante útil, ausente no Apple Watch. Veja Mais

Polêmica: tribunal italiano diz que celulares podem causar tumores na cabeça

Polêmica: tribunal italiano diz que celulares podem causar tumores na cabeça

canaltech Há muito se discute se o uso prolongado de celulares pode causar tumores na cabeça, especialmente porque, embora muita gente não descarta essa possibilidade. No entanto, a maioria esmagadora dos cientistas afirma que não há evidências para apoiar essa teoria. Agora, uma decisão polêmica do Tribunal de Apelação de Turim, na Itália, promete aquecer esse debate. A resolução de segunda instância, divulgada nesta terça-feira (14), é referente a processo movido pelo consumidor Roberto Romeo em um tribunal inferior, em 2017, que relaciona o uso de smartphone à um neurinoma do nervo acústico, um tumor benigno, mas incapacitante. O despacho foi baseado em estudos fornecidos por dois médicos nomeados pelo júri e os relatórios mostraram um aumento no risco de tumores na cabeça entre aqueles que conversaram ao telefone por 30 minutos por dia, durante um período de dez anos.  Os juízes concluíram que havia um vínculo entre o uso frequente por Romeo, que trabalhava na Telecom Italia, e sua condição. Segundo o documento, Romeo usou o aparelho entre quatro e cinco horas por dia. "Existem elementos sólidos para afirmar um papel causal entre a exposição da pessoa a radiofrequências de telefones celulares e a doença que surgiu", disseram. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Imagem: Reprodução/Pixabay Em primeira instância, o tribunal de Ivrea, em Piemonte, tornou-se o primeiro no mundo a concluir que havia um elo entre celulares e tumores. A agência de seguros de acidentes de trabalho Inail foi condenada a compensar Romeo, em valores não divulgados, mas deve levar o caso a cortes superiores italianas.  Decisão foi criticada O despacho do Tribunal de Apelação de Turim recebeu críticas de Walter Ricciardi, ex-presidente do Instituto Superior de Saúde, que, juntamente com outras agências, disse em um relatório no ano passado que não havia evidências para provar o que dizem os magistrados. "Os juízes em Turim são dignos de um prêmio Nobel ou fizeram um erro monumental. Eles criaram um precedente único no mundo, alcançando um nexo de causalidade entre o uso de telefones celulares e tumores nunca demonstrados por prestigiosos institutos científicos”, disse Ricciardi à agência de notícias Adnkronos. Imagem: Reprodução/Pixabay O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, disse que, embora respeite as sentenças da corte, apoia a opinião da Organização Mundial da Saúde e do Instituto Superior de Saúde, que também afirmam não haver provas sobre a conexão entre câncer e o uso de dispositivos móveis. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Veja Mais

Deltan Dallagnol divulga curso de escola de renovação política no Twitter

O Tempo - Política O RenovaBR tem o apoio de empresários e personalidades, como possível candidato à Presidência em 2022, Luciano Huck Veja Mais

Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix

Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix

canaltech O que são filmes picantes? Seriam aqueles onde o sexo é, se não explícito, fortemente implícito na história? Seriam aqueles mais carnais mesmo, onde o sexo é o motor do roteiro e as imagens fazem o sangue ferver? Para mim, um filme picante é aquele que provoca os sentidos. Alguns deles, por exemplo, nem precisam ter cenas de sexo. Um olhar pode ser muito mais potente do que uma roupa sendo rasgada. Um toque nas mãos pode fazer mais estrago do que qualquer exposição de nudez – gratuita ou não. Pensando nisso, listar os melhores filmes picantes disponíveis na grade da Netflix foi um trabalho ainda mais subjetivo do que qualquer outra lista. Isso porque é muito claro que aquilo que é picante para uma pessoa pode ser um balde de água gelada em outra... e justamente um balde de água gelada pode ser excitante para uma terceira pessoa. Somos todos muito diferentes e, não sendo a Netflix um streaming pornô, os filmes selecionados são completamente diferentes entre si. Um ou mais deles pode ter cenas mais explícitas, mas não é essa a questão... a intenção fala mais alto aqui. Há um motivo sempre muito influente quando se tenta elencar filmes dessa forma: a identificação. Quando se trata de desejo, tudo ganha outras proporções, porque mexe com a imaginação... e isso é algo quase sagrado, além de ser, sobretudo, intransferível. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Pensando nisso, a ideia das minhas listas de cinema geralmente é indicar. Sem a menor pretensão de criar algo exato, definitivo ou qualquer coisa do tipo, os filmes citados e brevemente resenhados mais abaixo servem como indicações para quem não os assistiu ou para quem gostaria de reassisti-los. Para mim, é óbvio que, dentro do catálogo da Netflix, podem ser encontrados outros tão bons quanto, mais picantes – que seja –, mas, como dito, isso vai depender de questões subjetivas do imaginário e, claro, do gosto pessoal (até por isso a lista é, apesar de curta, bem diversa). Sem mais demora e dentro dessa abordagem sem verdades absolutas, vamos à lista dos 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix: 5. Kiki: Os Segredos do Desejo   Dando a impressão de estar sempre buscando emular o cinema de Pedro Almodóvar, Kiki: Os Segredos do Desejo é um filme irreverente que conta com um elenco especialmente afiado. Muitos dos momentos mais engraçados chegam a ser ultrajantes (o que é um elogio aqui) e, quando as situações parecem passar do limite, há sempre uma certa empatia procurando envolver o espectador. Não consegue, de fato, copiar Almodóvar (e quem consegue?), mas é um exemplo de um filme picante com muito humor. 4. Quatro Histórias de Desejo   A picância desse filme é de uma maneira ampla: Ele enfrenta uma certa repressão sexual existente na Índia e traz quatro histórias íntimas de quatro mulheres diferentes. Todos vão além de uma simples contação, transformando seus objetos em seres humanos extremamente palpáveis. Há sempre um sentimento de compaixão exposto com muita maturidade. Quatro Histórias de Desejo é um filme (ou quatro) sensível e, ao seu modo, muito atraente. 3. A Arte de Amar   Divertido – muito divertido – e com um conteúdo intensamente político, A Arte de Amar é um filme feminista que não deixa muito espaço para assexuais. A positividade sexual está no foco e ela é, inclusive, um motor instigante de risadas. Um filme que merece ser descoberto ou, pelo menos, muito mais visto no catálogo da Netflix. 2. Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava   A roteirista e diretora brasileira Fernanda Pessoa traz à tona o mundo da pornochanchada, com esse documentário fundamentalmente marcado pela montagem (de Luiz Cruz). Histórias Que Nosso Cinema (Não) Contava revela o lado humano do universo do soft porn brasileiro, misturado a humor e realizado em pleno período de ditadura militar. É interessante e fundamental perceber que o filme não explica absolutamente nada diretamente... porque deixa as imagens falarem por si. E elas (as imagens) conseguem. 1. Carol   Toda a picância de Carol está principalmente nos olhares. Basta perceber as vezes em que a personagem título (interpretada por Cate Blanchett) baixa a guarda com relação à Therese (Rooney Mara) para entender do que um olhar é capaz. Acima de tudo, Carol é um filme comovente, que usa da química entre as personagens para que o simples desejo de andar de mãos dadas em público seja cobiçado pelo espectador. Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Agora, ficam aí os comentários. Como sempre, foi difícil fazer uma lista com um material tão subjetivo, mas tenho certeza que vocês podem complementar e enriquecer tudo. Ficaram filmes de fora, então vamos conversando, debatendo... de repente, aumentando a lista. Bons e ruins filmes para nós! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download Veja Mais

Moro diz que suspensão do juiz de garantias por 6 meses 'é positiva'

Moro diz que suspensão do juiz de garantias por 6 meses 'é positiva'

R7 - Economia "Haverá mais tempo para discutir o instituto", avalia Moro Carolina Antunes/PR O ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, elogiou nesta quarta-feira (15) a decisões do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, com relação ao pacote anticrime. Toffoli decidiu suspender por seis meses a implementação do juiz de garantias, entre outras medidas, todas classificadas como "positivas" ou "muito positivas" por Moro. O ex-juiz da Lava Jato também criticou a Câmara dos Deputados, que alterou a proposta inicial do pacote anticrime. O ministro se manifestou pelo Twitter e reafirmou sua posição contrária à instauração do juiz de garantias. "Embora eu seja contra o juiz de garantias, é positiva a decisão do ministro Dias Toffoli de suspender, por seis meses, a sua implementação. Haverá mais tempo para discutir o instituto, com a possibilidade de correção de, com todo respeito, alguns equívocos da Câmara", escreveu Moro. Leia mais: O que é o juiz das garantias e por que a criação desse cargo divide Moro e Bolsonaro Para o ministro e ex-juiz da Lava Jato, o entendimento de Toffoli de que o juiz de garantias não caberia em alguns tipos de processos - Moro mencionou processos "de competência originária dos Tribunais, Júri, Eleitoral e violência doméstica" - também é positivo. Na série de tuítes, Moro apoiou a decisão de Toffoli de suspender a criação de um novo parágrafo no artigo 157 do CPP (Código de Processo Penal) que impedia o juiz que declarava inadmissível uma prova de um processo de proferir sentença ou acórdão, o que obrigava o envio do caso a um juiz substituto. Veja mais: 'Espero que STF ou CNJ corrija falhas no juiz de garantias', diz Moro Para Moro, a aplicação do novo trecho era "inviável". "Não tem como afastar do julgamento o juiz que fez toda a instrução, que conhece o caso, só porque teve contato com alguma prova ilícita e que excluiu do feito", argumentou o ministro da Justiça. Tanto o novo parágrafo do artigo 157 do CPP quanto a figura do juiz de garantias foram sancionadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 24 de dezembro de 2019. Veja Mais

Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem

Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem

canaltech Depois de muita espera por parte dos usuários, a Xiaomi finalmente trará a atualização do Android 10 para o Mi A3. Essa notícia era bastante aguardada, porque a série A do Mi faz parte do programa Android One, que promete um sistema operacional “puro” e com updates mais rápidos — além disso a versão mais recente do robozinho já está presente em vários dispositivos da gigante chinesa. Segundo um tweet da própria Xiaomi Índia, a novidade deve chegar em meados de fevereiro. Thanks for your excitement and patience. Glad to announce the update will be out in mid February for Mi A3. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- — Mi India #108MP IS COMING! (@XiaomiIndia) January 14, 2020 Você já conferiu nosso review do aparelho? Dá uma olhada:   Curiosamente, o Android 10 já está presente no Mi A2 — e ficou um pouco estranho ele ter chegado antes do Mi A3. Vale lembrar que, na semana passada, os consumidores estavam ficando impacientes, a ponto de criarem uma petição contra o atraso. Bem, pelo menos agora os ânimos devem se acalmar. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está disponível para download Veja Mais

Nova base brasileira na Antártica é inaugurada

Glogo - Ciência O vice-presidente Hamilton Mourão viajou ao continente gelado para participar da reinauguração como o principal representante do governo brasileiro. A Estação Antártica Comandante Ferraz está sendo inaugurada na noite desta quarta-feira (15), com a presença de autoridades brasileiras e pesquisadores. O evento começou por volta das 20h30 no horário de Brasília. O vice-presidente Hamilton Mourão viajou ao continente gelado para participar da reinauguração como o principal representante do governo brasileiro. Ele foi acompanhado pelos ministros Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura), além de representantes da Marinha e outras autoridades. FOTOS: Veja a nova base do Brasil na Antártica O complexo de mais de 4,5 mil m² foi entregue quase oito anos após o incêndio que destruiu a base anterior. Pesquisadores brasileiros estão há mais de três décadas no continente. Estação Antártica Comandante Ferraz conta com geradores eólicos e placas fotovoltaicas. Divulgação Estúdio 41 Esta notícia está em atualização. Veja Mais

Nancy Pelosi envia processo de impeachment de Donald Trump ao Senado

O Tempo - Mundo 'Hoje entramos para a história', declarou a presidente do partido democrata Veja Mais

Após receber R$25 milhões, fintech Olivia lança app no Brasil

Após receber R$25 milhões, fintech Olivia lança app no Brasil

Tecmundo Nesta quarta-feira (15), a fintech Olivia lançou seu app no Brasil. A startup foi criada pelos brasileiros Lucas Moraes e Cristiano Oliveira ao lado do indiano Atul Kalantri. Olivia é uma assistente virtual financeira que utiliza tecnologia de IA e economia comportamental para identificar o estilo de vida do usuário e formas de economizar dinheiro. "Nosso intuito com a Olivia é ajudar as pessoas a fazer mais com o dinheiro delas. Então, por exemplo, você vai muito no Starbucks. Tentamos prever quando é a próxima vez que você irá no Starbucks e, com isso, ajudamos você a gastar melhor aquele dinheiro, seja via cupom, ou dar dicas de promoções, ou até mesmo recomendar um novo local", explicou Lucas Moraes, co-fundador da empresa.Leia mais... Veja Mais

Juiz de garantias não se aplica em violência doméstica e familiar

O Tempo - Política A implantação do magistrado vale apenas para a primeira instância Veja Mais

Dow Jones fecha acima dos 29 mil pontos pela primeira vez após trégua comercial entre EUA e China

G1 Economia S&P 500 também fechou em nível recorde nesta quarta-feira (15). O índice Dow Jones encerrou acima dos 29 mil pontos pela primeira vez nesta quarta-feira (15), e o S&P 500 também fechou em nível recorde, após Estados Unidos e China assinarem a Fase 1 do acordo comercial e prometerem resolver uma disputa tarifária que tem afetado Wall Street há mais de um ano. O Dow Jones subiu 0,31%, para 29.030,22 pontos, um recorde. O S&P 500 teve alta de 0,19%, para 3.289,3 pontos, máxima histórica. Já o Nasdaq teve variação positiva de 0,08%, para 9.258,70 pontos, levemente abaixo do recorde de fechamento registrado na segunda-feira. Wall Street Lucas Jackson/Reuters A peça central da trégua é uma promessa da China de comprar pelo menos US$ 200 bilhões em produtos agrícolas norte-americanos e outros bens e serviços ao longo de dois anos, tendo base as compras de 2017, de US$ 186 bilhões. O acordo comercial abre caminho para investidores se concentrarem nos próximos balanços trimestrais, incluindo as perspectivas a serem dadas pelas companhias à luz do acordo. "Do ponto de vista psicológico, não há dúvida de que é um grande alívio para o mercado", disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities em Nova York. "Ainda há CEOs duvidosos, mas isso pode ajudar os investimentos de capital, e esse foi o maior elo que faltou à economia nos últimos anos." Mas os três principais índices de ações fecharam abaixo das máximas intradiárias, com decepcionantes relatórios do Bank of America levando o índice financeiro do S&P a cair 0,55%. O Bank of America registrou um lucro trimestral acima do esperado, mas advertiu contra a fraca receita líquida de juros no primeiro semestre de 2020, o que derrubou suas ações em 1,8%. O Goldman Sachs caiu 0,2%, após relatar uma queda maior do que a esperada no lucro ao fazer maior provisão para cobrir custos legais. Veja Mais

CT News - 15/01/2020 (Trump pressiona Apple a desbloquear iPhone)

CT News - 15/01/2020 (Trump pressiona Apple a desbloquear iPhone)

canaltech Hoje no CT News em Podcast: Trump pressiona Apple a desbloquear iPhone e auxiliar investigações, crise do 737 Max faz Boeing registrar perda de produção recorde, China ganha primeiro restaurante onde robôs são os cozinheiros, Positivo lança linha de Chromebook e mais. Ouça ao podcast. Veja Mais

Economia fraca leva à maior alta do dólar e baixa do Ibovespa em 2020

Economia fraca leva à maior alta do dólar e baixa do Ibovespa em 2020

R7 - Economia O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa de valores brasileira, encerrou esta quarta-feira (15) com desvalorização de 1,04%, aos 116.414 pontos. A bolsa brasileira acompanhou o movimento de baixa dos mercados internacionais no dia da assinatura do acordo comercial preliminar entre EUA e China e refletiu, também, o desempenho abaixo do esperado das vendas […] O post Economia fraca leva à maior alta do dólar e baixa do Ibovespa em 2020 apareceu primeiro em SpaceMoney. Veja Mais

Jack Dorsey diz que Twitter não terá botão de edição

G1 Economia Presidente da rede social deu declaração em entrevista a revista americana. Editar conteúdo das mensagens é um pedido comum entre usuários da rede social. Jack Dorsey, presidente-executivo do Twitter. Lucas Jackson/Reuters Uma das maiores reivindicações dos usuários do Twitter é a possibilidade de editar os tuítes na rede social — uma demanda que a empresa sempre deixou pra depois. Agora, o presidente do Twitter, Jack Dorsey, deu um veredito sobre o tema em uma entrevista à revista americana "Wired". "A resposta é não", disse Dorsey, categórico em um vídeo em que aparece respondendo a perguntas feitos pelos próprios usuários da rede. Dorsey explica que o Twitter começou como uma plataforma baseada em envios de mensagens SMS. "Como vocês sabem, depois que você envia uma mensagem, você não pode mudar o conteúdo", disse o executivo, afirmando que o intuito durante os primeiros anos do Twitter era preservar esse sentimento. Ele também apontou alguns problemas técnicos da implementação desse tipo de funcionalidade, que poderia interagir de forma negativa com outras funções do Twitter. Jack Dorsey, presidente do Twitter, diz que vai morar na África em 2020 "Existem problemas com edição que nós não podemos resolver. Digamos que você envie um tuíte e alguém retuíte isso. Uma hora depois você muda completamente o conteúdo e a pessoa que retuitou agora está divulgando algo completamente diferente", explicou. Dorsey diz que ele entende que a maioria das pessoas quer editar tuítes para arrumar erros de digitação, por exemplo, e que a empresa até cogitou criar uma janela de tempo para edição — o que geraria outro problema: o de atrasar o envio das mensagens. "Nós fizemos essas considerações. Mas provavelmente nunca faremos isso [implementar o botão de edição]", disse Dorsey, abrindo espaço para que, ele mesmo, possa mudar de ideia no futuro. Veja Mais

Varejo ampliado deve crescer 5,87% no 1º tri ante 1º tri de 2019, diz Ibevar

R7 - Economia As vendas do varejo ampliado devem crescer 5,87% em termos reais no primeiro trimestre de 2020 na comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com projeção do Instituto Brasileiro de Executivos de Varejo e Consumo (Ibevar). Na comparação com o quarto trimestre de 2019, a expectativa é de crescimento real de 1,01%. Para o ano, a projeção é de crescimento de 5,23%. O estudo avalia a intenção de compra dos consumidores por meio de previsões econométricas baseadas em renda real, taxa de juros, prazo médio e inadimplência, e por pesquisa nas redes sociais. As vendas de móveis e eletrodomésticos devem ser destaque, segundo mostra o levantamento do Ibevar. A previsão é que as vendas na categoria subam 9,80% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2019. A comercialização de automóveis, motos, partes e peças também devem avançar 6,81%. Destaque também para as vendas de outros artigos de uso pessoal e domésticos, que devem subir 7,66%. Já para as vendas de livros, jornais, revistas e papelaria, o Ibevar projeta um recuo de 11,44% no primeiro trimestre de 2020, na comparação com igual intervalo do ano passado. Veja Mais

Golpe que utiliza imagem da Netflix preocupa usuários latino-americanos

Golpe que utiliza imagem da Netflix preocupa usuários latino-americanos

canaltech Nesta quinta-feira (15), a ESET, empresa de detecção de ameaças, revelou a existência de um novo golpe identificado na América Latina, semelhante ao que ocorreu no Brasil em 2019, que utiliza a imagem da Netflix para roubar dados de cartão de crédito dos usuários do serviço de streaming. Presente em países falantes de língua espanhola na América Latina, esse golpe começa com um email dos criminosos se passando pela Netflix, e na mensagem a vítima recebe um aviso de que se não completar informações que faltaram no cadastro, ou que estavam incorretas, a conta seria suspensa dentro de 72 horas. O usuário que acredita na mensagem acaba passando suas informações para os criminosos, e tem seus dados roubados por eles. Golpe que utiliza imagem da Netflix preocupa usuários latino-americanos Apesar do email parecer legítimo, a ESET explica que existem diversas maneiras de reconhecer um golpe. Algumas das dicas dos especialistas são prestar atenção no remetente, já que mesmo que o nome da empresa apareça, se você analisar com calma, é possível perceber que não se trata de um contato oficial de um domínio da Netflix. Além disso, o link recebido, mesmo que o remetente pareça real, às vezes o site que o link te direciona é falso, por isso, esteja atento ao domínio do site e outros sinais, como erros gramaticais ou sites em línguas estrangeiras. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- A empresa também recomenda conferir o certificado de SSL. Aquele cadeado ao lado da URL dos sites é, na verdade, um certificado de segurança, porque ele mostra que os dados sigilosos inseridos naquele site estão sendo criptografados, o que protege sua informação de criminosos e torna mais difícil roubar seus dados. A ESET também reforça que nem sempre um site com cadeado é seguro, mas é possível conferir sua origem ao clicar no símbolo e ver a organização responsável por ele. Cibercriminosos fingem ser a Netflix cobrando os usuários em e-mail falso Outro ponto recomendado pelos especialistas é entrar em contato com a empresa suposta remetente da mensagem por canais oficiais, como telefones fornecidos no site oficial e redes sociais. caso esteja em dúvida da veracidade da mensagem. "Tenha uma solução de segurança instalada e atualizada, dessa maneira se algum arquivo malicioso for baixado no seu computador, celular ou tablet, ou você acessar algum site malicioso, a solução identifica o problema e serve como barreira", aconselha a empresa. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Mesmo atrasada, Fitbit supera Apple com sensor de oxigênio no sangue

Mesmo atrasada, Fitbit supera Apple com sensor de oxigênio no sangue

canaltech Depois de quase um ano de espera, usuários de pulseiras e relógios Fitbit finalmente podem começar a monitorar o nível de oxigênio no sangue. De acordo com o site Tizenhelp, a funcionalidade foi liberada em uma atualização de software para modelos da família Versa e também para Ionic e Charge 3. Ainda em 2019, o CEO da empresa, Jack Park, havia prometido que a funcionalidade seria liberada para todos os usuários no outono, acrescentando que os gráficos de variação de oxigênio no sangue estariam disponíveis em todos os dispositivos com o sensor SpO2. Isso significa exatamente os modelos que agora fazem esse monitoramento. O usuário pode ver os gráficos pelo app da Fitbit. A empresa, no entanto, alerta que a medição não é totalmente precisa, e que o usuário deve ficar de olho em variações muito grandes, que podem significar problemas respiratórios. Uma pessoa que tem redução significativa de oxigênio em alguns períodos durante o sono, por exemplo, pode sofrer de apneia do sono. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Estimativa de oxigênio no sangue na Fitbit (Imagem via Tizenhelp) A atualização está disponível para usuários dos Estados Unidos, segundo o Tizenhelp. Usuários dos modelos Versa, Versa Lite, Versa 2, Ionic e Fitbit Charge 3 relataram ter a nova opção disponível no app, informando a Variação Estimada de Oxigênio. “A saturação de oxigênio no sangue normalmente varia, mas grandes variações podem estar ligadas a problemas respiratórios. Variação estimada de oxigênio aproxima as mudanças na saturação do oxigênio em seu sangue”, alerta o app. Uma coisa ao menos é certa, como aponta o site iMore: mesmo que seja uma estimativa, temos certeza que a medição é mais precisa que dos dispositivos da Apple, que ainda não possuem essa funcionalidade. Ela está disponível nas pulseiras Honor Band 5, 5i, Huawei Band 4 Pro e em alguns modelos da Amazfit. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Vazamento de dados em site adulto atinge seis mil pessoas, incluindo brasileiros Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Veja Mais

Dois turistas brasileiros serão deportados do Peru por danos a Machu Picchu

O Tempo - Mundo Eles e outros três estrangeiros são acusados de danificar o 'Tempo do Sol' no sítio arqueológico Veja Mais

GOLEADA AVASSALADORA! VEJA OS GOLS DO ÚLTIMO JOGO TREINO DO BRASIL ANTES DO PRÉ-OLÍMPICO

GOLEADA AVASSALADORA! VEJA OS GOLS DO ÚLTIMO JOGO TREINO DO BRASIL ANTES DO PRÉ-OLÍMPICO

Fox Sports Brasil Com gols de Yuri Alberto, Bruno Tabata e Reinier no primeiro tempo, além de Matheus Cunha e Paulinho, o Brasil venceu a Portuguesa por 5 a 0 no último jogo-treino antes do Pré-Olímpico. Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Brasil #Gols #Portuguesa Veja Mais

Apple compra startup especializada em IA para reconhecimento de imagens

Apple compra startup especializada em IA para reconhecimento de imagens

canaltech Depois de comprar a Turi, empresa de inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina, a Apple adquiriu mais uma startup do mesmo setor, também em Seattle. Segundo fontes quentes de bastidores, a gigante agora é dona da Xnor.ai, que tem como atrativo levar tecnologia avançada de reconhecimento de imagem a dispositivos de baixo consumo de energia, em vez de depender da nuvem. Além desse recurso poderoso, a Xnor.ai desenvolveu uma plataforma de autoatendimento que tornou possível para os desenvolvedores de software, mesmo aqueles que não são especialistas em IA, inserir códigos e bibliotecas de dados de IA em aplicativos para dispositivos.   A Xnor.ai é um filhote do Instituto Allen de Inteligência Artificial, ou AI2, criado pelo cofundador da Microsoft, Paul Allen, que faleceu em 2018. De acordo com o GeekWire, a Apple gastou cerca de US$ 200 milhões nesse negócio, praticamente a mesma quantia paga pela Turi, que passou a fazer parte da Maçã em 2016. Vale destacar que, nos últimos dois anos, a Apple comprou a startup autônoma Drive.ai, a empresa de IA com foco em privacidade Silk Labs e o grupo de tecnologia de voz PullString. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Apple despista. Mas há indícios da compra Ao ser perguntada sobre o assunto, a gigante de Cupertino despista: "A Apple compra empresas de tecnologia menores de tempos em tempos, e geralmente não discutimos nossos propósitos ou planos". Mas, além dos escritórios da Xnor.ai estarem em visível mudança, uma imagem, compartilhada pelo GeekWire mostra uma ferramenta de visão por computador que identifica objetos e pessoas em uma foto, usando o software em um iPhone. Esse pode ser o tipo de funcionalidade que podemos esperar em um futuro breve nos smartphones da marca. Imagem: Divulgação/Xnor.ai Concorrentes como Google e Facebook usam aquisições para expandir seu portfólio em IA e outras novas tecnologias com bastante frequência. Recentemente, a rede social gastou algo entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão na empresa de monitoramento neural CTRL-labs. E, embora o Google esteja na frente no setor de IA, essa aquisição garantirá um grande impulso para a Apple, especialmente em novas tecnologias do gênero que podem integrar os futuros iPhones. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 5 filmes mais picantes disponíveis na Netflix Xiaomi promete atualização do Android 10 no Mi A3 para o mês que vem OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Veja Mais

Caso Belorizontina: como distinguir uma intoxicação alimentar comum de algo mais grave?

Glogo - Ciência Se surgirem quaisquer sintomas é importante procurar um serviço de saúde para fazer uma avaliação do quadro. Apurações iniciais de autoridades de saúde apontam a cerveja Belorizontina como provável origem de síndrome que matou duas pessoas Divulgação/Backer Cervejaria via BBC Os relatos apontam que os primeiros sintomas começaram com dores abdominais, náuseas e vômitos. Eles poderiam ser facilmente associados a uma típica intoxicação alimentar entre alguns moradores de Minas Gerais. No entanto, trata-se de uma grave intoxicação que pode ter levado à síndrome nefroneural, caracterizada por sintomas como insuficiência renal e alterações neurológicas como paralisia da face e problemas na visão. Ministério da Agricultura encontra água contaminada com dietilenoglicol na fábrica da Backer Diretora de marketing da Backer: 'Não bebam a Belorizontina, qualquer que seja o lote' Até o momento, existe a suspeita de que 17 pessoas — 16 homens e uma mulher — possam ter desenvolvido a síndrome. Desses casos, quatro foram confirmados — duas dessas pessoas morreram — e os outros estão sendo analisados. As primeiras notificações sobre a síndrome ocorreram em 30 de dezembro passado, segundo a Secretaria de Saúde de Minas Gerais. Na data, foi relatado o caso de uma paciente com quadro de insuficiência renal aguda e alterações neurológicas. No dia seguinte, houve uma nova notificação sobre a enfermidade, até então desconhecida. A partir de então, logo surgiram outros casos suspeitos. Depois das primeiras notificações, diversos exames foram solicitados e excluíram mazelas como arboviroses, febres hemorrágicas (febre amarela, hantavirose, leptospirose e riquetisioses), infecções bacterianas e fúngicas sistêmicas. O diagnóstico da síndrome veio dias depois dos primeiros registros. As apurações iniciais feitas por equipes da Secretaria de Saúde de Minas Gerais e do Ministério da Saúde apontam que os pacientes tiveram problemas de saúde após consumir a cerveja Belorizontina, da Backer. Os sintomas apontaram intoxicação por dietilenoglicol, um solvente que é utilizado, por exemplo, como aditivo em radiadores. Na tarde desta quarta-feira (15), o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou que análises apontaram que a água utilizada pela Backer na fabricação das cervejas estava contaminada – ao menos sete lotes, seis da Belorizontina e um de outra marca da empresa, a Capixaba, foram afetados. O levantamento da pasta apontou que em quatro dos lotes havia, além do dietilenoglicol, a substância monoetilenoglicol, ou etilenoglicol – solvente usado em formulações de fluídos hidráulicos resistentes ao fogo. A principal suspeita é de que as substâncias levaram a quadros de síndrome nefroneural. Especialistas consultados pela BBC News Brasil explicam que a síndrome, de fato, pode levar a quadros graves e até mesmo à morte. Para tentar reduzir os danos, o ideal é que a doença seja descoberta cedo. Mas, afinal, como diferenciar uma intoxicação alimentar comum de algo mais grave? Segundo especialistas, intoxicação alimentar comum passa em algumas horas Getty images via BBC Intoxicação Há algumas características que podem mostrar uma típica intoxicação alimentar. "Nesses casos, são algumas horas, entre três ou seis, em que a pessoa pode passar mal. É uma forma de o organismo se livrar daquilo que lhe faz mal, por meio de vômito ou diarreia", explica o médico toxicologista Eduardo Mello De Capitani, do Centro de Informações e Assistência Toxicológicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Capitani ressalta que é importante buscar ajuda médica se o paciente passar mal repetidas vezes. "É bom procurar um serviço de saúde para fazer uma avaliação e também para a pessoa não ficar desidratada. Principalmente quando a pessoa tem um sintoma como febre, é fundamental procurar ajuda médica", diz. "Mas às vezes é apenas um caso em que a pessoa comeu algo que lhe fez mal. É uma situação que vai ser resolvida após ela vomitar e se hidratar corretamente", completa. No caso específico da cervejaria, especialistas apontam que foi possível perceber que não se tratava de uma intoxicação alimentar simples, principalmente, quando apareceram sintomas como insuficiência renal grave — que pode aparecer em até 72 horas em casos da síndrome — e alterações neurológicas. "Nesses casos como o de Minas, é possível notar problemas além do quadro gastrointestinal, habitual em casos de intoxicação alimentar. A síndrome nefroneural traz, junto com problemas no aparelho digestivo, dificuldades no sistema nervoso central e periférico, além da insuficiência renal", afirma o infectologista Rogério Valls de Souza, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). "No caso da intoxicação alimentar, como é popularmente conhecida, a infecção é causada por alguma bactéria. Mas no caso da intoxicação da cerveja, trata-se de substâncias químicas que não deveriam estar naquele ambiente ou alimento e não poderiam ser consumidos por seres humanos", diz Capitani. O toxicologista lembra que pode ser difícil diagnosticar rapidamente casos de síndrome nefroneural. "Os sintomas específicos da síndrome podem demorar a aparecer. O mal-estar pode, por exemplo, ser confundido com embriaguez. Pode ser difícil para o médico, a princípio, diferenciar. São quadros que podem ter diagnósticos difíceis, por isso é preciso uma avaliação mais aprofundada", declara Capitani. Os médicos apontam que quanto antes houver o diagnóstico e o início do tratamento, mais chances de que a síndrome não traga graves consequências aos pacientes. "Se demorar muito para haver uma intervenção, pode causar quadro de insuficiência renal prolongado, caso neurológico com sequela ou cegueira", diz Souza. Polícia Civil de Minas Gerais encontrou dietilenoglicol em amostras da cerveja Divulgação/Polícia Civil de MG via BBC Cervejas recolhidas Após o início das suspeitas sobre a contaminação das cervejas, o Ministério da Agricultura determinou o recolhimento de todos os produtos da Backer e a suspensão da fabricação das cervejas após apontar que outras marcas da empresa também podem estar contaminadas. Uma força-tarefa foi criada para apurar o caso. Os processos de fabricação das bebidas estão sendo investigados. O ministério informou que há três hipóteses: sabotagem, vazamento ou uso inadequado das moléculas de monoetilenoglicol no processo de refrigeração do sistema de fabricação. Ainda segundo a pasta, a fiscalização apontou um uso elevado de monoetilenoglicol no sistema de refrigeração da cervejaria — a substância é muito utilizada como anticongelante. O levantamento mostrou que 15 toneladas do insumo foram comprados pela empresa desde 2018, com picos em novembro e dezembro passado. "Como a refrigeração é um sistema fechado, em princípio, não haveria justificativa para essa aquisição em grande escala", informou a pasta. A Backer pediu na terça-feira (14), por meio de seus representantes, que os clientes não consumam as cervejas Belorizontina e Capixaba até que o caso seja apurado. A empresa informou ainda que não sabe a origem das substâncias encontradas nos produtos e disse que aguarda as apurações do caso. Initial plugin text Água usada na cervejaria Backer estava contaminada, diz Ministério da Agricultura Veja Mais

Cartazes retratam famosas com hematomas em ação contra violência de gênero

O Tempo - Mundo Artista italiano divulga montagens para "ilustrar drama que afeta milhões de mulheres em todo o mundo" Veja Mais

Star Wars: roteiro de Trevorrow vaza com final diferente para saga

Star Wars: roteiro de Trevorrow vaza com final diferente para saga

Tecmundo Star Wars: A Ascensão Skywalker dividiu os fãs com um roteiro que se apegava demais à nostalgia e ignorava boa parte da trama do filme anterior. Mas agora, um suposto roteiro escrito por Colin Trevorrow vazou na internet e apresenta o que poderia ser um filme completamente diferente para a franquia.Trevorrow seria o responsável por dirigir o capítulo final da saga Skywalker, que receberia o título de Star Wars: Duel of the Fates (Duelo de Destinos, em tradução livre), mas acabou deixando o projeto antes mesmo da produção começar devido a divergências criativas com a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy. Depois disso, J.J. Abrams retornou para comandar o filme.Leia mais... Veja Mais

Oscar 2020: saiba onde assistir à cerimônia na TV e internet

Oscar 2020: saiba onde assistir à cerimônia na TV e internet

canaltech A tão esperada edição do Oscar 2020 já tem data e local para acontecer: 9 de fevereiro, no palco do Dolby Theatre, em Hollywood, Los Angeles. Saiba a seguir em quais canais de TV e portais de internet a premiação será transmitida ao vivo. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Onde assistir ao Oscar 2020 na TV e Internet Na televisão, a TNT iniciará a transmissão a partir das 20h30 do dia 9 de fevereiro. A TV Globo, que tradicionalmente não fica de fora da cobertura do evento, ainda não definiu o horário, porém a transmissão costuma acontecer logo após a exibição do Fantástico. Se você também quer acompanhar o tapete vermelho, pode dar uma olhada no Canal E! (clique aqui para consultar o número do canal em sua cidade e operadora de TV), que irá transmitir a chegada das estrelas de Hollywood a partir das 18h10. Agora, se você quer assistir ao Oscar 2020, mas não terá uma televisão à sua disposição, alguns sites irão transmitir a cerimônia pela internet. Para ver o Oscar 2020 online, basta acessar o Globoplay, site de streaming da emissora que conta com a transmissão do canal em tempo real (e gratuitamente). Para saber como usar o Globoplay no seu celular ou PC, acesse o artigo abaixo: -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Como acessar o Gloob Play e assistir todo o conteúdo do canal online A TNT é outra emissora que possui um site para streaming, o TNT GO, e aplicativo para Android e iOS. Para acompanhar o evento no site é necessário ter cadastro em uma operadora de TV por assinatura (a TNT deve estar inclusa no pacote que você assina). O Oscar também tem um canal no YouTube onde alguns vídeos sobre premiação são disponibilizados (provavelmente, durante a cerimônia, será transmitido entrevistas com artistas e profissionais que estão concorrendo a estatueta). Oscar 2020: categorias e indicações Os filmes indicados ao Oscar 2020 foram anunciados no dia 13 de janeiro. Veja a lista completa: Ford vs. Ferrari O Irlandês Jojo Rabbit Coringa História de um Casamento 1917 Era Uma Vez em… Hollywood Parasita Adoráveis Mulheres "Coringa": filme foi indicado em 11 categorias no Oscar 2020 (Imagem: Reprodução) Confira sites para assistir filmes em 4K online Outras categorias e destaques do Oscar 2020: Melhor ator Melhor atriz Melhor direção Melhor ator coadjuvante Melhor atriz coadjuvante Melhor figurino Mixagem de som Edição de som Trilha-sonora Curta-metragem de animação Melhor documentário (onde um dos indicados é o brasileiro “Democracia em Vertigem”) Melhor documentário de curta-metragem Democracia em Vertigem (2018) é a única indicação do Brasil ao Oscar 2020 (Imagem: Divulgação) Curta-metragem Melhor filme estrangeiro Melhor roteiro original Melhor roteiro adaptado Animação Cabelo e maquiagem Efeitos visuais Melhor fotografia Melhor design de produção Canção original Melhor montagem Ansioso para o Oscar 2020? Qual é a sua aposta para filme do ano? Conte pra gente nos comentários. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix OFERTA TOP: Smart TV de 32 polegadas da Sony por menos de R$ 900 e frete grátis! Oceano está aquecendo no ritmo de quatro bomba-atômicas por segundo, diz estudo Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Veja Mais

Adesão à OCDE será concluída com Bolsonaro, diz secretário

R7 - Economia O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais, Marcos Troyjo, prevê concluir a adesão do Brasil à OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) ainda na primeira administração do governo Jair Bolsonaro. Leia também: Saiba o que é OCDE e os requisitos para entrar no 'clube dos ricos' Segundo ele, há três grandes vantagens da adesão: acelera as reformas ao fortalecer as instituições, "vira a chave do cofre” de fontes de liquidez que hoje enfrentam restrições para aplicar o dinheiro no Brasil e permite a participação em acordos em outras esferas além de tarifas e cotas. Troyjo diz ainda que a inflexão política na Argentina ajudou a acelerar o processo de apoio dos americanos à candidatura brasileira. "Num momento em que a Argentina tem uma inflexão e todas as suas sinalizações de política pública parecem se afastar dos princípios que são preconizados pela OCDE, é apenas natural que a maior economia da OCDE tenha que priorizar outro candidato, que no caso é o Brasil", afirma. Confira os principais trechos da entrevista: O que mudou do final do ano após os Estados Unidos terem colocado a Argentina na frente na lista de apoio à adesão na OCDE? Quando houve o momento de aproximação estratégica dos presidentes Bolsonaro e Trump, a Argentina já era candidata. É natural que tenha um critério cronológico. Num momento em que a Argentina tem uma inflexão e todas as suas sinalizações de política pública parecem se afastar dos princípios que são preconizados pela OCDE, é apenas natural que a maior economia da OCDE tenha que priorizar outro candidato, que no caso é o Brasil. Qual é o caminho a partir de agora? É uma mistura de coordenação com os países-membros. Muitos deles já endossaram formalmente seu apoio ao Brasil: Japão, Alemanha, Reino Unido, etc. Acelerar as reformas ainda mais, e aí é um processo natural. No âmbito dessa primeira administração Jair Bolsonaro. Parte daquilo que é preconizado na OCDE tem a ver com mecanismos de combate à corrupção, transparência pública, diminuição do papel do Estado na economia, melhor ambiente de negócios. Isso tudo é cotidiano das pessoas, seja você uma empresa que trabalha com exportação e importação ou não. É um processo muito importante de ascensão do Brasil à OCDE, que teve ontem (14) o seu auge. Entrar na OCDE é igual a ficar sócio de um clube. Você tem que apresentar uma documentação, mas você não pode levar um não dos sócios. Havia a resistência de alguns países, e essa visão do presidente Bolsonaro de reconstruir uma aliança com os Estados Unidos. O Brasil está em busca do tempo perdido. É muito estranho. São as duas maiores democracias do Ocidente e economias da América. Deveriam ter um intercâmbio comercial muito maior. Os americanos estavam jogando com um critério cronológico. Transcorreu-se um período de ciclo eleitoral na Argentina e isso permitiu agora (o apoio ao Brasil), como está se oficializando hoje em Paris. A Argentina estava na frente. E teve toda a polêmica com o fato de o Brasil ter aberto mão do tratamento especial na OMC... A crítica que se fez no segundo semestre do ano passado me parece mal findada porque por um lado os EUA nunca deixaram de apoiar o Brasil, e mais uma vez entrar na OCDE é um processo. É mais parecido com um rali do que um prova de tiro de curta distância. Você ganha no final se cumprir todas as etapas. Em relação à OMC, se esse tratamento especial e diferenciado fosse tão importante para o Brasil, por que não somos uma potência comercial? Por que o comércio exterior nos últimos 50 anos não desempenhou um papel importante para o desenvolvimento brasileiro? Por que o Brasil continua como um das economias mais fechadas do mundo? Começou a abrir mão de algo que não gerou benefícios completos. Teremos três benefícios muito concretos. Em primeiro lugar, a relação de tarefas que o País tem que cumprir para se tornar membro são em si um grande movimento na direção do fortalecimento institucional. O que casa com as reformas internas que estamos fazendo. Aqui começa um jogo de espelhos muito interessante. O país vai fazendo a sua reforma interna porque tem mais condições de entrar nesse clube de elite que é a OCDE. Estar no caminho para entrar na OCDE funciona como um catalisador, uma acelerador das reformas internas no Brasil. Total. Mais importante, se fizermos uma análise da trajetória de ascensão de outros países, o rumo e a predisposição trabalham de mãos dadas com o cumprimento de cada uma delas. Não precisa necessariamente ter cumprido todos os critérios, seja para ter seu acesso iniciado, seja para se tornar membro efetivo da organização. Mas precisa ter o compromisso. De todos os países que estão apresentando pleito na OCDE, o que está mais avançado é o Brasil. No momento em que você vai fazendo sua lição de casa para entrar na OCDE, os ganhos institucionais são tão grandes que depois é muito difícil retroceder. (Entre os que aderiram) Tem uma só exceção: o México. Isso funciona também com uma grande lição para o Brasil. O México deveria ter feito reformas modernizantes internas em termos de sindicatos, abertura de negócios, diversificado os seus parceiros internacionais. Ele destinou muito do seu comércio para Estados Unidos e Canadá. Com os efeitos de compliance (termo em inglês que costuma ser traduzido como "conformidade", é o conjunto de normas e procedimentos para evitar desvios de função em empresas e governos, como pagamentos de propinas e vantagens indevidas) e estatutários que se seguiram à grande recessão de 2008, muitas fontes de liquidez (disponibilidade de recursos) do mundo, como investidores institucionais, só têm a possibilidade de fazer alocação de recursos em países que obedecem a critérios de investment grade ou que se associem às regras preconizadas na OCDE. No momento que o Brasil entra, ele vira a chave do cofre de determinadas fontes de liquidez, sobretudo de investimentos de longo prazo para infraestrutura, a que não temos acesso. Os acordos comerciais do futuro não serão necessariamente sobre tarifas e cotas. Mas, por exemplo, quais são os critérios de propriedade intelectual que você abraça, de compras públicas, qual o papel que permite o funcionamento de empresas estatais, que regimes internacionais de produção se adequa... Essas regras, que são da OCDE, formam a matéria-prima dos acordos comerciais de investimentos de quarta geração. No momento que faz o dever de casa para entrar na OCDE, (o Brasil) está automaticamente criando musculatura para participar dos acordos comerciais de quarta geração, que são mais sobre padrões do que tarifas e cotas. Na lição de casa ainda por fazer, o que precisamos acelerar? É uma combinação de ambiente de negócios, que foi muito endereçado pela Lei de Liberdade Econômica, e a modernização tributária do Brasil. Veja, a grande maioria de membros é do continente europeu, que tem como principal associação política e econômica a União Europeia. A União Europeia concluiu um acordo com o Mercosul, cuja principal economia é o Brasil. Se você fizer uma radiografia dos apoios que o Brasil tinha antes do governo Bolsonaro, a grande maioria delas era de países europeus, o que continuou neste ano. O grande elo que faltava era o endosso do governo dos Estados Unidos, que nós não apenas obtivemos como conseguimos elevar, graças à atuação do presidente, à condição prioritária. Depende muito da audiência com quem você está falando. Quer um exemplo maior da importância do Brasil do que a própria União Europeia ter concluído o acordo com o Mercosul? Setenta por cento do Mercosul é o Brasil. Nesse processo da OCDE, sempre contamos com o apoio dos países europeus. Concretamente, como a OCDE é uma instituição sobre padrões, isso mostra predisposição do Brasil em se vincular àquilo que ela considera as melhores práticas da vida política no século 21. O próprio acordo Mercosul-União Europeia tem um dos mecanismos mais sofisticados e avançados sobre a relação entre comércio, investimento e desenvolvimento sustentável e meio e ambiente. Todos se comprometem a se manter vinculados a instrumentos institucionais internacionais de proteção ao meio ambiente. O mais importante para o Brasil é na linha das incertezas para as reformas, que são mais eficientemente conduzidas se o ambiente externo é favorável. Um entendimento dessa natureza, que acontece no sentido de diminuir a incerteza global, é do interesse do Brasil. O Brasil tem mais a ganhar com um ambiente internacional favorável do que com oportunidades comerciais pontuais que possam aparecer aqui e ali nesse reajuste entre os Estados Unidos e a China. Qual é o risco para o Brasil e para a economia global se o acordo fracassar e houver uma guerra comercial entre Estados Unidos e China? O risco é grande porque ele opera na formação de expectativas e você acaba segurando a tomada de decisões. Nesse aspecto, os efeitos negativos para o Brasil de um acirramento do momento comercial entre EUA e China são uma diminuição do nível de atividade econômica global. Ainda mais um país que está fazendo o nível de reformas estruturais que a gente está fazendo, é muito melhor a gente fazer essas reformas num momento de dia ensolarado lá fora do que num momento de tempestade. Agora, o Brasil está nadando contra a corrente e está recebendo mais investimento estrangeiro direto, e vai continuar em 2020. Essas oportunidades de crise são também oportunidades de grande diferenciação. Aliás, muitos fatores positivos confluíram para a gente ter resultado positivo na conclusão das negociações Mercosul-União Europeia. E o cenário mais conflagrado no comércio internacional foi um deles. É justamente porque você tem mais focos protecionistas no mundo que você incutiu nos negociadores a importância de acelerar o processo. Nesse momento em que há dificuldade de aprovação de novos sistemas previdenciários na França, no Chile, você ter uma reforma da Previdência como teve no Brasil é um elemento de grande diferenciação. De maneira alguma. Se você pegar todos os países do mundo, a grande maioria deles tem como grande parceiro comercial a China, não os Estados Unidos. Pela própria natureza do crescimento Chinês, do processo de agregação de camadas da população chinesa ao universo de consumidores. Agora, no caso específico dos Estados Unidos, o que é típico do Brasil é que nós estávamos muito atrás. Vivemos um apagão de décadas. Isso levou a que as relações econômicas entre Brasil e Estados Unidos estivessem abaixo de sua altura de voo, do seu potencial. É uma deseconomia brutal. O importante aqui é que as negociações formalmente comecem por meio daquilo que os técnicos chamam de troca de uma lista de ofertas. Outro elemento que vai entrar nessa equação é qual vai ser o formato do Mercosul. Até agora temos sido uma união aduaneira. Se vamos negociar um acordo com os americanos que envolva tarifas e cotas, então nós precisamos negociar com o chapéu do Mercosul. Ou então, nos próximos meses, nós vamos buscar uma flexibilização, o que eu chamo de ‘Mercosul flex’, para permitir que os países individualmente busquem esses acordos. Vai depender muito da maneira como você constrói isso. Ainda não. O primeiro passo é montar um cronograma. Como a gente avançou bastante nesses entendimentos, os dois presidentes falaram positivamente, o Ministério das Relações Exteriores também tem uma conversa importante com o governo americano... você está com o palco razoavelmente montado para que isso aconteça. Agora, a gente entende também que tem as circunstâncias tanto do Brasil quanto dos Estados Unidos. A circunstância do Brasil é: nós precisamos que o Mercosul tenha a cara que a gente quer, um veículo de integração. Temos que ter essa certeza para se lançar numa negociação com a maior economia do mundo. E por parte dos Estados Unidos, eles estão nesse contexto desse reajuste das relações econômicas com a China, o que consome muita energia e foco das equipes negociadoras, e você tem outro elemento importante que é um ano de eleição nos Estados Unidos. Agora, o presidente Trump já disse que quer negociar. Sim. Mas também não vamos ficar parados nessa agenda. Tem uma série de questões regulatórias, intelectuais, de tecnologia, onde não necessariamente o Brasil precisa utilizar o chapéu do Mercosul. Um exemplo é o comércio eletrônico. Você não tem exemplo de país que tenha tido aumento expressivo de renda per capita nas últimas décadas sem relacionamento econômico-comercial preferencial com os Estados Unidos. É o caso da Alemanha, do Japão, da Coreia do Sul, da Cingapura, do Chile. E tem o caso mais notório de todos, que é o caso da China. Temos que preencher essa lacuna. A principal mensagem que o ministro Paulo Guedes vai levar tem a ver com o que dissemos em janeiro do ano passado. Apresentamos o plano de voo e agora vamos mostrar como percorremos esses caminhos no campo da Previdência, na abertura da economia via acordos internacionais de comércio, na melhoria do ambiente de negócios por meio da aprovação da Lei de Liberdade Econômica, por meio de mais de R$ 100 bilhões em privatizações. Esse quinteto de reformas (Previdência, reforma do Estado, melhoria de ambiente de negócios, privatizações e concessões e integração da economia no mundo) perfaz a mais importante dinâmica de transformações estruturais que está acontecendo no mundo. Em que lugar no mundo está acontecendo o mais dramático processo de reformas institucionais e reformas estruturais? É no Brasil. O ano de 2019 foi o mais importante da história, concluímos um tratado com 27% da economia mundial, que é a União Europeia mais EFTA. Esse ano estamos indo pra frente com Canadá, Coreia do Sul, Cingapura. Tanto o presidente (dos Estados Unidos, Donald) Trump quanto o presidente Bolsonaro já sinalizaram que querem um acordo comercial iniciado. É muito importante o Brasil aproveitar a janela de oportunidade que o presidente Trump tem o mandato para promover acordos comerciais até julho de 2021. Veja Mais

Huawei P40 vazado, próximos iPhones, novo Sony Xperia – Hoje no TecMundo

Huawei P40 vazado, próximos iPhones, novo Sony Xperia – Hoje no TecMundo

Tecmundo No programa de hoje, falamos de rumores dos novos iPhones, os próximos smartphones de Sony e Huawei e uma denúncia envolvendo apps de relacionamento que bastante gente usa. O Hoje no TecMundo traz as notícias de destaque no mundo da tecnologia, de segunda a sexta (exceto feriados), no fim da tarde.Leia mais... Veja Mais

Petrobras divulga teaser de venda de Golfinho e Camarupim, na Bacia do ES

R7 - Economia A Petrobras informa que iniciou a etapa de divulgação da oportunidade (teaser), referente à venda da totalidade de sua participação em dois conjuntos de concessões marítimas em águas profundas no pós-sal, denominados Polo Golfinho e Polo Camarupim, localizados na Bacia do Espírito Santo. Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa lembra que a divulgação está de acordo com as diretrizes para desinvestimentos da Petrobras e com as disposições do procedimento especial de cessão de direitos de exploração, desenvolvimento e produção de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos, previsto no Decreto 9.355/2018. "Essa operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas", afirma. Segundo a empresa, as ofertas podem ser feitas por Polo, separadamente, ou em única oferta para os dois polos. O Polo Golfinho está localizado em lâmina dágua entre 1.300 m e 2.200 m, compreendendo os campos de Golfinho, produtor de óleo, e Canapu, produtor de gás não associado, e o bloco exploratório BM-ES-23. A produção total média dos campos entre 2018 e 2019 foi de 15 mil bpd de óleo e 750 mil m3/dia de gás. O Polo Camarupim está localizado em lâmina dágua entre 100 m e 1.050 m, compreendendo os campos unitizados de Camarupim e Camarupim Norte, ambos produtores de gás não associado. A Petrobras tem 100% de participação nas concessões dos Polos Golfinho e Camarupim, com exceção do bloco exploratório BM-ES-23, em que possui participação majoritária de 65%, em parceria com a PTTEP (20%) e Inpex (15%). A Petrobras é a operadora em todas as concessões. A empresa explica que o processo de aquisição da participação da Ouro Preto pela Petrobras no campo de Camarupim Norte foi iniciado em agosto de 2018 e tem previsão de conclusão no 1º trimestre de 2020. Veja Mais

Saiba o que é OCDE e os requisitos para entrar no 'clube dos ricos' 

R7 - Economia O governo dos Estados Unidos apresentou nesta quarta-feira (15) ao Conselho da OCDE  (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) uma recomendação formal para que o Brasil entre no grupo formado pelos países mais desenvolvidos do mundo, segundo informações do Itamaraty. Leia também: Bolsonaro comemora apoio dos EUA ao Brasil na OCDE Veja a seguir perguntas e respostas sobre como funciona a organização e os resquisitos para fazer parte dela:   O que é a OCDE? A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE),  fundada em 1961, reúne países com os maiores índices de desenvolvimento humano e econômico. Por isso, é apelidada de "clube dos ricos". O colegiado, formado por 36 países, atua na cooperação e discussão de políticas públicas e econômicas para guiar as nações associadas. Quais países compõem a OCDE? Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Canadá, Chile, Coreia do Sul, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Irlanda, Islândia, Israel, Itália, Japão, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, México, Noruega, Nova Zelândia, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Suécia, Suíça, Turquia. Quais os requisitos para entrar na organização? Para fazer parte, é preciso seguir uma série de medidas econômicas liberais, como o controle fiscal e da inflação. Em troca, o país recebe um "selo" de investimento e pode se tornar mais atrativo. Além do apoio dos países membros da organização, o Brasil deverá cumprir uma série de requisitos da organização, como iniciativas que busquem o controle fiscal  e da inflação. Segundo a Casa Civil, são 253 pontos exigidos, e o país já cumpriu até agora 82. Outos 66 estão em análise.   Por que o Brasil quer entrar na OCDE? O governo avalia que a entrada no clube dos ricos é uma oportunidade para atrair mais investimentos e se colocar entre os países mais desenvolvidos do mundo. Ou seja, seria uma espécie de selo para chamar atenção de investidores. Qual a contrapartida para ingressar na OCDE? Para integrar a OCDE, o Brasil abre mão do tratamento especial que recebe na OMC (Organização Mundial do Comércio), que reúne mais de 160 países. A lista inclui países que se autodenominam "em desenvolvimento" e que, por isso, têm vantagens, como mais prazo para cumprir acordos, entre outras O que mudou sobre o apoio dos EUA?  O apoio à entrada do Brasil no “clube dos países ricos” havia sido anunciado durante encontro entre Bolsonaro e o presidente americano Donald Trump, na Casa Branca, em março de 2019. Em outubro, porém, a imprensa americana noticiou que os Estados Unidos dariam preferência ao ingresso imediato de Argentina e Romênia. Com a mudança no governo argentino – saiu o liberal Mauricio Macri e entrou o peronista Alberto Fernández –, o Brasil voltou a ter prioridade.     Veja Mais

Com X-Men no MCU, Patrick Stewart fala sobre reinterpretar professor Xavier

Com X-Men no MCU, Patrick Stewart fala sobre reinterpretar professor Xavier

canaltech Com o futuro do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU) aberto pela fusão entre a Disney e a Fox, Patrick Stewart discutiu as chances de interpretar Charles Xavier nas telas novamente. Atuando em Star Trek: Picard — que começará a ser exibido no final deste mês —, Stewart interpretou o icônico professor Xavier em seis filmes dos X-Men no total, inclusive no Logan, de 2017. No que depender do próprio ator, parece que o capítulo dos mutantes já é uma fase encerrada de sua vida. Isso porque Stewart comenta: "Eu me encontrei com Kevin Feige há alguns meses e tivemos longas e longas conversas." Na mesma entrevista para a Digital Spy, o ator abre que existem algumas possibilidades e "sugestões, que incluem Charles Xavier." No entanto, Stewart explica que "aqui está o problema ... Se não tivéssemos feito [o filme] Logan, então sim, eu provavelmente estaria pronto para sentar naquela cadeira de rodas mais uma vez e ser Charles Xavier. Mas Logan mudou tudo isso." -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- O filme Logan foi um marco na carreira de Patrick Stewart (Foto: Divulgação/ Fox) O fim de uma Era "Aqui vai uma pequena história. A primeira vez que Hugh [Jackman] e eu vimos o filme, em público, foi no Festival de Berlim, que é onde o filme estreou. Logo após a cena da morte de Xavier, fiquei muito emocionado, mas tive que me controlar porque estávamos sentados no meio desse cinema", comenta Stewart. "E então eu vi a mão de Hugh chegar aos seus olhos e enxugar uma lágrima. Pensei: 'Droga, o monstrão está chorando. Ah, então se solte, Patrick'", confessa o ator sobre uma das melhores conclusões para um papel possíveis. "Hugh pegou minha mão e ficamos de mãos dadas nos últimos sete ou oito minutos do filme, porque havia muitas coisas que nos incomodavam", acrescentou. "Ficamos emocionados com a história. Ficamos emocionados um com o outro. Ficamos emocionados com o filme. Mas também tomamos a decisão de dizer adeus aos nossos personagens,também", explicando o motivo de não querer voltar para o papel. "Nesse sentido, não foram apenas as mortes daqueles dois homens da franquia, mas também foi um adeus à nossa participação nos papéis", completa Stewart. Em Logan, Patrick Stewart interpreta pela última vez o professor Xavier (Foto: Divulgação/ Fox) Ainda sobre Logan Em sua experiência em filmar seu último filme como o professor Xavier, em 2017, Stewart lembra que "James Mangold, que foi nosso diretor extraordinariamente brilhante e um dos importantes escritores desse roteiro, criou para Hugh Jackman e para mim um mundo totalmente diferente de tudo que havia sido feito em X-Men antes." Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! "Quero dizer, havian um Hugh dirigindo uma limusine velha... em torno de El Paso, em busca de ganhar algum dinheiro para manter Charles Xavier, [que estava] em tratamento. Foi uma experiência fantástica fazer esse filme, porque eu estava com Hugh todos os momentos do dia", termina Stewart. Aparentemente, o ator não está interessado em novas memórias em relação ao seu professor Xavier, depois de uma conclusão dessas, mas nunca se sabe o quanto Kevin Feige pode ser persuasivo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Inteligência artificial aprende a ver em 3 dimensões

Inteligência artificial aprende a ver em 3 dimensões

Tecmundo Alguma vez na vida alguém já colocou uma folha de papel sobre um objeto redondo e tentou copiar o que havia nele: um desenho, um mapa, uma tatuagem. A tarefa é quase impossível. Grosso modo, isso era o que acontecia quando se pedia a uma rede neural para ler uma superfície tridimensional. Com o avanço da tecnologia que usa inteligência artificial, era preciso fazer com que as redes neurais também interpretassem e reproduzissem a terceira dimensão.Depois de quase 4 anos de pesquisa sobre o aprendizado geométrico de máquina, pesquisadores da Universidade de Amsterdã e da Qualcomm AI Research conseguiram chegar a uma inteligência artificial de medição capaz de ler qualquer superfície geométrica, seja um tufão em um modelo climático, seja um tumor em um exame.Leia mais... Veja Mais

EUA e China assinam fase 1 de acordo para trégua em guerra comercial

R7 - Economia Estados Unidos e China oficializaram nesta quarta-feira, 15, na Casa Branca, em Washington, a primeira fase de um acordo que coloca fim à guerra comercial que se arrastou por quase dois anos. Desde 2018, a disputa entre as duas potências gerou uma escalada de tarifas impostas pelos EUA a US$ 360 bilhões de produtos chineses e retaliações por parte de Pequim, com reflexos na economia mundial. Para a chamada "fase 1" do acordo, os chineses concordaram em aumentar a compra de bens e serviços americanos - incluindo produção agrícola dos EUA, severamente afetada pela queda de braço entre os dois países - e em avançar na proteção de tecnologia, um pleito dos americanos. Os EUA irão suavizar as tarifas impostas nos últimos meses, mas manter boa parte das sobretaxas, com a ameaça de uma punição extra caso a China descumpra o acordado. No anúncio do acordo, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que as tarifas ainda em vigor são uma forma de manter as negociações para a chamada "fase 2" do acordo, mas disse que está pronto para retirar todas as sobretaxas assim que os dois países chegarem a um acordo final. "Francamente, a China e eu vamos começar a negociar (próxima fase) muito em breve", disse Trump. Em dezembro, Pequim e Washington anunciaram que haviam chegado à primeira fase do acordo, oficializado nesta quarta. Na ocasião, os EUA cancelaram uma nova leva de tarifas que entraria em vigor e anunciaram a redução de 15% para 7,5% da sobretaxa a US$ 110 bilhões imposta em setembro. Mas as tarifas de 25% impostas a US$ 250 bilhões de produtos chineses continuam em vigor. Em troca, os chineses prometem reformas estruturais e a compra de US$ 200 bilhões de bens e serviços dos EUA nos próximos dois anos. Trump sela a trégua com os chineses a menos de 11 meses da disputa presidencial de 2020, que pode conduzi-lo a mais quatro anos na Casa Branca. O setor rural, eleitorado importante do presidente, tem pressionado o governo por soluções sobre a disputa com os chineses. Os agricultores do Meio-Oeste sofreram com a retaliação chinesa às tarifas impostas pelos EUA. O valor de produtos agrícolas exportados para a China caiu de US$ 19,5 bilhões em 2017 para US$ 9,2 bilhões em 2018. O Brasil tem substituído os EUA na exportação de soja para a China durante o período de guerra comercial. O acordo desta quarta foi anunciado em cerimônia de mais de uma hora na Casa Branca para cerca de 200 convidados, com presença do vice-premiê chinês, Liu He, e da cúpula do governo Trump e da delegação chinesa. Trump fez agradecimentos à sua equipe de negociadores envolvidos nas tratativas com a China - na qual incluiu o genro, Jared Kushner - e passou boa parte do seu discurso com comentários que extrapolavam o acordo, como agradecimentos aos executivos e integrantes do mercado financeiro presentes na cerimônia. Trump também fez críticas aos seus antecessores: "Nunca tivemos um acordo com eles, eles faziam o que queriam. Eu não culpo a China, eu culpo quem esteve aqui (na Casa Branca) antes." O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, disse nesta quarta-feira que parte dos dilemas envolvendo tecnologia e cibersegurança seria discutida no próximo capítulo do acordo. "Eu acho que uma parte significativa das questões de tecnologia estão na fase 1. Há outras áreas de serviços que estarão na fase 2. Há questões adicionais de cibersegurança que estarão na fase 2", disse Mnuchin à rede de televisão CNBC. Veja Mais

Netflix traz festival temático em São Paulo com presença de astros da plataforma

Netflix traz festival temático em São Paulo com presença de astros da plataforma

canaltech Na última sexta-feira (10), a Netflix trouxe uma novidade para os seriemaníacos de plantão. Acontece que a plataforma de serviços streaming vai realizar um evento de 4 dias em São Paulo pra encontrar astros, ficar sabendo de novidades e integrar atividades envolvendo shows da plataforma como Stranger Things, Sintonia e O Mundo Sombrio de Sabrina e filmes como Para Todos os Garotos que Já Amei e Modo Avião. Intitulado Tudum (inspirado no clássico som que a plataforma faz toda vez que um filme ou uma série vai começar), o evento acontecerá entre os dias 25 e 28 de janeiro das 13h às 21h no Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera. Foi por meio do canal no YouTube que a plataforma anunciou o Tudum Festival: "Imagina tudo que você mais ama em um lugar só! Segura essa emoção que vem novidade por aí".   O site menciona atrações como o quarto de Lara, de Para Todos os Garotos que Já Amei, a piscina comunitária do Billy e o Mundo Invertido de Stranger Things, o estúdio e a barbearia da série Sintonia e até uma oficina de customização de roupas com base no filme Modo Avião. Vale lembrar que o evento conta com a presença de Noah Ceitneo e Lana Condor, os protagonistas de Para Todos os Garotos que Já Amei. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!-  O Tudum Festival, da Netflix, conta com a presença de Noah Ceitneo e Lana Condor A entrada livre para maiores de 16 anos. Menores de 16 anos devem estar acompanhados dos seus responsáveis legais ou ter um acompanhante com mais de 18 anos autorizado pelos responsáveis. No entanto, de acordo com o site, os ingressos já se encontram esgotados. Chegou ao Brasil o Amazon Prime, maior concorrente mundial do Netflix. Teste grátis por 30 dias! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Os 10 melhores filmes de fantasia disponíveis na Netflix Boeing ofendeu pilotos que pediram por mais treinamento com o 737 Max Veja Mais

Vazamento sugere Huawei P40 Pro com tela curva e sem entalhe

Vazamento sugere Huawei P40 Pro com tela curva e sem entalhe

Tecmundo O vazamento de um suposto protetor de tela para o Huawei P40 Pro sugere que o próximo smartphone top de linha da fabricante chinesa virá com tela curva, ao contrário do especulado recentemente, além de não trazer o entalhe, que virou febre nos celulares mais recentes e serve para acomodar a câmera frontal.A imagem divulgada na última segunda-feira (13) pelo usuário do Twitter @RODENT950, um colaborador constante do site Slashleaks, mostra um protetor de tela para o P30 Pro à esquerda, o acessório para usar na próxima geração ao meio e a versão para o Honor Magic 2 à direita.Leia mais... Veja Mais

Flash de Grant Gustin encontra Flash de Ezra Miller em crossover

Flash de Grant Gustin encontra Flash de Ezra Miller em crossover

canaltech Na última terça-feira (14), foi exibido o último episódio de Crise Nas Infinitas Terras, com direito a uma aparição pra lá de especial: Ezra Miller fez uma participação como Flash, ligando oficialmente os programas de TV da DC do Arrowverse ao universo cinematográfico da DC, já que o ator interpreta o herói ultraveloz nos filmes Batman vs Superman: A Origem da Justiça (2016) e Liga da Justiça (2017).  No crossover, o Flash interpretado por Grant Gustin acaba em uma memória do STAR Labs dentro da força da aceleração, onde ele fica cara a cara com o Flash que é interpretado por Ezra Miller e é questionado se está fazendo cosplay, e posteriormente os dois revelam que se chamam Barry Allen. A cena termina quando Miller desaparece, dizendo: "Eu disse a Victor que isso era possível", provavelmente se referindo ao seu amigo Vic Stone, também conhecido como Cyborg. Isso significa que o Arrowverse é um universo paralelo ao dos filmes da DC.   E olha que esse encontro épico já estava previsto, acredita? É que em 2015, Miller contou à MTV como estava empolgado por haver duas versões diferentes do Flash e como ele queria interagir com a versão de Gustin de Barry Allen."Eu acho incrível", disse Miller, com entusiasmou. “E vamos lá, nós somos o Flash! São universos paralelos! Grant Gustin é o Flash e eu sou o Flash! Grant e eu estamos relaxando. Nós vamos ter uma corrida, vai ser uma extasiante. Como Jay Garrick e Barry Allen no passado, vai ser uma extasiante". -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Em 2014, Geoff Johns, da DC, disse ao Buzzfeed que eles vêem o universo da TV DC e o universo do cinema como um multiverso coexistindo. Flash é praticamente sinônimo de Multiverso, onde existe um número infinito de universos paralelos, porque a força da aceleração permite que ele viaje entre eles, por isso faz sentido que o personagem seja usado para preencher a lacuna entre os universos da TV e do cinema. Em certo sentido, esses universos sempre coexistiram, mas agora finalmente isso se confirmou.  Flash encontrando Flash. Barry Allen encontrando Barry Allen (Foto: CW) É difícil dizer se esse crossover entre TV e filme foi algo único ou se veremos mais no futuro. Recentemente, Andy Muschetti, diretor do próximo filme protagonizado pelo Flash, disse que o longa mostrará uma visão diferente de Flashpoint, em que Barry Allen viaja para o passado para salvar sua mãe de ser assassinada, criando um efeito de borboleta que muda drasticamente o presente para pior. Desde então, vimos que o mundo do Flashpoint se tornou seu próprio universo paralelo dentro do Multiverso, por isso é perfeitamente possível que Muschetti possa usá-lo para explorar o Multiverso e fazer referência ao Arrowverse. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Parceria oferece 100 mil vagas gratuitas em cursos de programação De olho na Anatel | Multilaser e Philco têm novos modelos homologados Vazamento de dados em site adulto atinge seis mil pessoas, incluindo brasileiros Desista! o Twitter "talvez nunca" tenha um botão para editar postagens, diz CEO Loja não-oficial da Xiaomi no Brasil desaparece e deixa clientes na mão Veja Mais