Meu Feed

Últimos dias

Hot Wheels anuncia dois modelos do Tesla Cybertruck, com janela quebrada e tudo

Hot Wheels anuncia dois modelos do Tesla Cybertruck, com janela quebrada e tudo

canaltech Quando Elon Musk anunciou que a Tesla lançaria uma picape elétrica, mesclando a utilidade de uma caminhonete com a performance de um carro esportivo, a curiosidade e a expectativa foram grandes. Em novembro, a empresa apresentou o que chamou de Cybertruck, que deveria contar com um vidro inquebrável, mas que se quebrou duas vezes durante a apresentação oficial. Depois de explicar a gafe, Musk decidiu se dar bem com o hype e a Tesla começou até mesmo a vender camisetas com o vidro quebrado do Cybertruck como estampa — por um preço de US$ 135 (equivalente a R$ 592 na conversão direta). Tesla Cybertruck será a "caminhonete oficial de Marte", promete Elon Musk Mas tem mais gente aproveitando a onda para lançar produtos inspirados na nova picape "futurista" da Tesla: até o fim do ano, a Mattel lançará como parte de sua marca Hot Wheels duas réplicas do Cybertruck, que virá com um controle remoto sem fio e confeccionado em plástico. Mesmo pequeno, o carro vem com seu próprio motor elétrico e bateria recarregável, e ainda conta com alguns decalques, que permitem personalizar a peça — com direito a janelas trincadas, claro. A versão mais básica do brinquedo Já está em pré-venda no site da Mattel a US$ 20 (R$ 87,80 na conversão direta). -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Imagem: Divulgação/Mattel Agora, se você quiser (e puder) investir um pouco mais nessa paixão, a Hot Wheels caprichou em uma versão maior, que conta com detalhes precisos, traseira que pode ser aberta e fechada, e porta traseira que se transforma em rampa para carregamento — tudo isso muito próximo do original. Com carga total, ele dura cerca de meia hora e possui vários modos de direção, com velocidade máxima de cerca de 40 km/h em tração nas quatro rodas. Imagem: Divulgação/Mattel Esse modelo premium inclui um controle remoto sem fio e custa US$ 400 (R$ 1.755, convertendo diretamente) — mas já está esgotado na pré-venda. Assim como sua versão mini, deve ser entregue somente em dezembro deste ano. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x Imagens impressionantes mostram rápido derretimento de gelo na Antártida Veja Mais

Stranger Things | Erica deve retornar na quarta temporada como personagem fixo

Stranger Things | Erica deve retornar na quarta temporada como personagem fixo

canaltech A personagem que fez o maior sucesso na última temporada de Stranger Things, Erica Sinclair, deve retornar ao papel na quarta parte da série — e desta vez com presença constante. Priah Ferguson interpretou a irmã de Lucas (Caleb McLaughlin), garota que conquistou a todos com a sua personalidade forte e atitude marcante. Na terceira temporada, a personagem fez parte de um dos grupos em que a trama foi dividida, tentando salvar a cidade de Hawkins ao lado de Steve (Joe Keery), Dustin (Gaten Matarazzo) e Robin (Maya Hawke). Amazon Prime chegou ao Brasil e está todo mundo assinando. Já fez seu teste grátis de 30 dias? Clique aqui! Imagem: Reprodução/Netflix Além de Stranger Things, Priah Ferguson ostenta em seu currículo participações nas séries Atlanta, Daytime Divas, Mercy Street e Bluff City Law. Nos filmes, a atriz atuou ao lado de Tiffany Haddish e Ike Barinholtz em The Oath, em 2018. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Stranger Things | Temporada 4 ganha primeiro trailer Stranger Things | Fã cria teoria sobre o que aconteceu com Hopper Quarta temporada de Stranger Things terá um capítulo a mais que a terceira A quarta temporada de Stranger Things já está confirmada para estrear neste ano. A informação sobre Erica Sinclair se tornar um personagem fixo foi obtida exclusivamente pelo site Variety. A Netflix ainda não comentou sobre o assunto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x Imagens impressionantes mostram rápido derretimento de gelo na Antártida Veja Mais

Câmara é Notícia 21h | 21/02/2020

Câmara é Notícia 21h | 21/02/2020

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Freddie Mercury, Jack Black, Chris Cornell: quem cantou “Immigrant Song” melhor?

Freddie Mercury, Jack Black, Chris Cornell: quem cantou “Immigrant Song” melhor?

R7 - Música Chris Cornell, Robert Plant e Freddie Mercury Tenho Mais Discos Que Amigos Fotos via Wikimedia Commons Os debates sobre quem é o melhor vocalista de Rock de todos os tempos são infinitos. Mas, para ajudar a resolver isso — ou só aumentar a discussão — um usuário do YouTube fez um vídeo compilando vários covers da clássica 'Immigrant Song', do Led Zeppelin. Entre as vozes que estão na coletânea estão verdadeiras lendas. Freddie Mercury, Chris Cornell e Kurt Cobain são só alguns dos nomes; mas aparecem por lá até os robôs do Cybertronic Spree e alguns participantes de programas de TV. Claro que a 'competição' nem inclui Robert Plant, que é usado apenas como referência. Seria injusto, não é mesmo? Confira a seguir e escolha seu vencedor! LEIA TAMBÉM: Há 30 anos, Freddie Mercury fazia a sua última aparição em público; vídeo 'Immigrant Song' em vozes diferentes https://www.youtube.com/watch?v=DmN7i015TaY&feature=youtu.be Veja Mais

Aos amigos tudo, aos inimigos...

G1 Pop & Arte A lei do Presidente é de ferro e fogo para os que não são amigos, pois estes merecem mais do que tudo. Nas suas últimas declarações, confirmou mais uma vez seu total despreparo para o cargo que ocupa e revelou sua mais profunda imersão no Brasil tradicional, no Brasil do “aos amigos tudo”. O senhor Adriano da Nóbrega, ex-capitão da Polícia Militar, acusado de pertencer a um grupo de matadores de aluguel, foi morto pela polícia da Bahia. Havia sido condecorado com a mais alta medalha da Assembleia do Rio de Janeiro por Flávio Bolsonaro a pedido do pai, o Presidente, segundo declaração do próprio. Ato contínuo à abertura das investigações, o Presidente pediu uma perícia para verificar suposta tortura e assassinato, pois a polícia da Bahia é do PT, insinuando um complô. Contra quem? Assim, o Presidente, que era a favor da tortura, se declarou, sem mais, um amante dos direitos humanos, como bem disse o colunista Bernardo Mello Franco na sua crônica “Milagres de Adriano”, no jornal O Globo do último dia 19. Mas, na realidade o Presidente tem demonstrado que suas ideias são arraigadas na tradição brasileira do clientelismo e do compadrio, que nada trazem de novo à política brasileira, a não ser na forma ríspida e na falta de decoro que eram, até então, evitadas em público. E tem mais, o Presidente parece também preso às teias da feitiçaria. Tudo o que acontece é produzido por alguém que o boicota ou age propositalmente para atacá-lo como bruxos da modernidade. Não se implica em nenhum dos erros flagrantes e poucas vezes pede desculpas por suas palavras e atos fora de qualquer parâmetro civilizatório. Nada de novo traz o Presidente à cultura política do País e ainda nos brinda com acusações e desrespeito a jornalistas no exercício de sua profissão, a mulheres e a homossexuais. Usa as redes sociais e inventou dois palanques, um virtual, a chamada “live”, e um de carne e osso na porta do palácio, residência oficial da presidência, que revive os velhos e tradicionais palanques usados pelos governantes populistas desde sempre. O palanquinho do palácio da Alvorada tem como público jornalistas do Brasil e do mundo e uma claque que ri dos impropérios que fazem parte da cultura machista e reacionária, antigamente jamais exposta em público. Em sua recente viagem à Índia, depois de participar de uma cerimônia em homenagem a Mahatma Gandhi, o líder pacifista da independência do país, ao ser perguntado sobre o que achava da personalidade histórica que uniu os indianos libertando-os e colocando-os como iguais no plano da Comunidade Britânica, o Presidente referiu-se em tom e sorriso irônicos: “Eu sou um capitão do Exército, ele é um pacifista. Mas, obviamente, a gente reconhece o seu passado, sempre pregando a paz, a harmonia e a liberdade”. Nem um pio sobre sua importância histórica. E de ato falho em ato falho o Presidente vai cavando sua desgraça. Tenho esperança de que o seu profundo desprezo pela civilização, baseada nos princípios do bem comum, da fraternidade e da busca pela igualdade, o leve rapidamente para o lugar dos derrotados. Veja Mais

Iepha lança campanha para alertar foliões sobre o cuidado com o patrimônio

O Tempo - Diversão - Magazine Em Belo Horizonte, já houve casos de pessoas que subiram em postes antigos da praça da Liberdade e em estátuas do local danificando-as Veja Mais

Crítica | 37 Segundos quebra expectativas com extrema sensibilidade

Crítica | 37 Segundos quebra expectativas com extrema sensibilidade

canaltech   Alguns assuntos são delicados demais, mas como competem a alguma minoria, a tendência é que o assunto seja ignorado e, sempre que algo importante não recebe a devida atenção, há a possibilidade de que coisas muito ruins aconteçam com essas minorias. Capacitismo é o preconceito desenvolvido com relação a pessoas com alguma deficiência. Esquece-se, frequentemente, que, antes de serem enquadrados socialmente como “deficientes”, essas pessoas são... pessoas e, como tais, têm os mesmos anseios que qualquer outro ser humano. 37 Segundos é o primeiro longa de Hikari, diretora japonesa que já havia demonstrado sua sensibilidade em diversos curtas, como o premiado Tsuyako (2011), sensibilidade esta que é essencial para trabalhar assuntos como família, liberdade, inclusão e sexualidade. Muito além de um roteiro que toca em temas delicados com extremo cuidado e responsabilidade, 37 Segundos tem uma direção cujas imagens falam muito mais do que os diálogos. Ainda que Yuma Takada (Mei Kayama) tenha sempre as palavras certas, é o modo como cada minuto é trabalhado pelas imagens (que incluem os excelentes trabalhos dos departamentos de fotografia e arte) que transforma 37 Segundos em uma obra-prima dramática. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Atenção! A partir daqui a crítica pode conter spoilers. Autonomia O primeiro ponto a ser trabalhado pelo roteiro é justamente a questão do capacitismo. Nem sequer conhecemos as personagens quando o filme introduz a relação da mãe com a filha: Yuma encontra a mãe na estação e juntas elas vão para casa, momento no qual ela passa a ser completamente exposta como incapaz de se cuidar sozinha, algo que posteriormente entendemos como uma atitude repleta de traumas e medos por parte da mãe, que, preocupada, não se vê capaz de emancipar a própria filha. Imagem: Netflix Como ainda não temos apego algum às personagens, porque ainda não as conhecemos, esse é o momento que a diretora utiliza para encurralar qualquer espectador propenso a sentir alguma espécie de preconceito e, mesmo que isso não aconteça, o incômodo é latente. Yuma é exposta em um momento absolutamente íntimo e o desconforto é claro na sua atuação (que em seguida é justificado pelo incômodo que a personagem sente com relação à sua vida). A sequência seguinte quebra qualquer possível pré-conceito que tenhamos da Yuma: ela é uma excelente mangaká (criadora de quadrinhos japoneses), apesar de todas as suas limitações. Assim, Hikari cria uma personagem profunda e complexa em menos de dez minutos de filme e, ao adicionarmos a interpretação de Kayama a isso, tudo fica ainda mais rico, uma vez que a atriz tem a capacidade de transformar Yuma em uma mulher ao mesmo tempo vulnerável, sensível e extremamente forte. Imagem: Netflix A trajetória de Yuma não é de superação. Não se trata de um filme em que uma cadeirante luta contra suas limitações e, ao final, encontra a superação. Pelo contrário, ela é bastante ciente de suas limitações corporais. O que ela não sabe sobre si é o mesmo tipo de experiência que qualquer outra pessoa tem: descobrir quem é, o que gosta, como se relacionar, explorar a própria sexualidade, os limites... Tudo isso são limitações comuns a todos, descobertas que todos precisamos fazer em algum momento da vida. Amazon Prime chegou ao Brasil e está todo mundo assinando. Já fez seu teste grátis de 30 dias? Clique aqui! Quebras de expectativa A todo momento vemos Yuma passar por situações ruins em vários níveis: familiar, pessoal e profissional. Em cada um desses momentos esperamos um certo tipo de reação dela, mas a personagem é capaz de nos surpreender a cada momento. Muitas vezes Yuma parece ser estranhamente ingênua, como se sua bondade fosse grande o suficiente para compreender as maldades do mundo, mas se assim fosse, a personagem seria rasa e talvez até mesmo um pouco clichê, como muitos filmes e materiais publicitários que focam em mostrar pessoas com algum tipo de deficiência como necessariamente boas. Yuma não é boa ou má, é um misto de sentimentos, porque é humana. E esse é o ponto que Hikari explora com maestria. Não se trata de fazer Yuma se destacar por sua pureza e bondade, mas sim de demonstrar que ela é uma pessoa apenas. Imagem: Netflix Os momentos nos quais poderíamos esperar uma reação negativa de Yuma e, ao contrário, vemos ela agindo com grande benevolência, não são romantizações da personagem, mas sim uma forma de mostrar que a opção por atitudes não agressivas e/ou negativas são uma excelente arma contra o preconceito, pelo menos em algumas situações. O ápice disso se dá no momento em que Yuma se despede da sua irmã, que opta por lhe dizer algumas coisas desnecessárias e que poderiam machucar muito os sentimentos de Yuma, mas ela opta por se aproximar da irmã e sua reação é tão inesperada e forte que a irmã simplesmente desaba em lágrimas. Infelizmente, tudo isso tem um custo psicológico para Yuma, que chega a se imaginar como uma experiência alienígena ou, ainda pior, submete-se a experiências de encontros e prostituição que geram incômodo em qualquer espectador com um mínimo de empatia. Ainda que sejam experiências ruins, tudo isso está dentro do espectro de escolhas de uma pessoa que tem consciência de si e liberdade para experimentar. Imagem: Netflix A lição, aqui, não se restringe ao capacitismo, mas diz respeito à vida como um todo: mesmo as experiências ruins constroem quem nós somos hoje, porque, assim como já aprendemos com Divertida Mente, não só de alegria vivemos: a tristeza, a raiva e toda sorte de sentimentos negativos e situações ruins nos auxiliam no processo de crescimento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

Estrela Leminski e Téo Ruiz lançam o frevo “Você Não Segurou o Samba” como forma de protesto

Estrela Leminski e Téo Ruiz lançam o frevo “Você Não Segurou o Samba” como forma de protesto

R7 - Música Estrela Leminski e Téo Ruiz - Você Não Segurou o Samba Tenho Mais Discos Que Amigos A dupla curitibana formada por Estrela Leminski e Téo Ruiz tem um recado nesse Carnaval. Com um clipe oficial, o casal disponibilizou um frevo chamado 'Você Não Segurou o Samba' como forma de mostrar que faz parte da resistência artística que luta contra tanta opressão como a que rola em 2020. Além de deixarem bem claras as suas opiniões, os músicos ainda ficaram em segundo lugar no prestigiado Festival de Marchinhas de São Luiz do Paraitinga, cidade conhecida justamente pelas marchinhas de carnaval. Ao falar a respeito, Téo Ruiz ressaltou: Esse é um festival muito tradicional, fomos lá há muitos anos e sentimos a força e a importância desse movimento das marchinhas. Este ano, estar lá com essa música inédita, tem o gosto dessa redescoberta de transitar por um mundo que, em tese, somos iniciantes, mas que justamente por isso nos ensina muita coisa. Já Estrela falou sobre a canção: Simbolicamente o carnaval é muito importante, porque nunca ocupamos tanto as ruas e o centro histórico com arte e música como agora'. Para a artista, não tinha como falar de carnaval sem falar de resistência. 'Quando fomos compor as estrofes, me vinham todas as músicas incríveis sobre o carnaval enquanto representação do Brasil e da resistência. Por isso me veio a ideia de fazer um poutpourri e unir todas essas citações como uma grande homenagem. Até mais que isso porque é uma narrativa que prova que não tem como conter o carnaval, nem o samba, nem a primavera', comenta Leminski. Sendo assim, convidamos todos a entoar a plenos pulmões o refrão: 'Você não segurou o samba, você que se acha tal, você não vai fazer nem mais um choro...no nosso carnaval! Ficha Técnica Música: Composição: Estrela Leminski e Téo Ruiz Intérpretes: Estrela Leminski e Téo Ruiz Músicos: Téo Ruiz – guitarras, surdo e produção musical Diego Perin - baixo Denis Mariano - bateria Fernanda Cordeiro - trombone Lucas Ramos - trompete Vinicius Ruiz – guitarra e coro Guilherme Poletto – coro Schë – coro Cris Lemos – coro Cecília Rebollo - coro Clipe: Conceito Ster Farache, Gelson Catatau e Ithalo Furtado Produção e Edição Ster Farache, Gelson Catatau e Vinícius França/Cajaaudiovisual Figurinos Ryck Costa e Frida Abraão Atores Frida Abraão Josi Costa Veri Lima Velhote Souza Guilherme Aynerson Ryck Costa Ju Zuppardo Lucas Ramos Ricardo Soares Evelen Castro Letícia MeneZes Jessyka Rodrigues Alysson Pangulim Indiassanan Diaz Ithalo Furtado Local Espaço Balaio https://www.youtube.com/watch?v=Yzn_lXbO1Xo Veja Mais

Greve pode gerar dano à Petrobras de R$ 55,9 mi com horas extras e temporários

R7 - Economia Os danos gerados a Petrobras pela greve dos petroleiros referentes a pagamento de horas extras e de salários de trabalhadores temporários é estimada em R$ 55,9 milhões. A informação consta do acordo assinado nesta sexta-feira (21) entre a estatal e representantes de sindicatos que pôs fim à greve iniciada no dia 1º de fevereiro. O valor chega perto do total de multas impostas aos sindicatos em função da paralisação, fechado em R$ 58,8 milhões. A estatal, no entanto, receberá apenas 4,2% desse montante - R$ 2,47 milhões -, segundo a negociação realizada hoje no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Por outro lado, o combinado é que a Petrobras poderá descontar dos trabalhadores metade dos dias parados. Já a outra metade será compensada através de bancos de horas no prazo máximo de 180 dias. Não haverá punições por participação pacífica na greve. Veja Mais

É oficial: Netflix anuncia elenco para a segunda temporada de The Witcher

É oficial: Netflix anuncia elenco para a segunda temporada de The Witcher

canaltech A Netflix anunciou, por meio do perfil oficial da série no Twitter, os novos atores a ingressarem ao elenco de The Witcher, quando a segunda temporada da produção estrear no serviço de streaming. O interessante é que o anúncio dá um caráter oficial a alguns rumores que já vinham circulando na internet. Kristofer Hivju, que ganhou fama em Game of Thrones, está confirmado para o papel do homem enfeitiçado Nivellen, que nos livros aparece apenas no conto Um Grão de Veracidade (presente no livro O Último Desejo). A presença do ator norueguês havia sido alvo de rumores ao longo das últimas semanas. The Continent just got a little bigger. Here's the new cast of #TheWitcher Season 2: Yasen Atour as Coen Agnes Bjorn as VereenaPaul Bullion as LambertKristofer Hivju as NivellenThue Ersted Rasmussen as EskelAisha Fabienne Ross as LydiaMecia Simson as Francesca -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- — NX (@NXOnNetflix) February 21, 2020 Também confirmados estão os bruxos Eskel e Lambert, companheiros de treinamento de Geralt de Rivia na fortaleza de Kaer Morhen. Na série, eles serão vividos por Thue Ersted Rasmussen (que estará em Velozes e Furiosos 9) e Paul Bullion (Peaky Blinders; Dracula: A História Nunca Contada), respectivamente. A lista completa dos novatos também inclui Yasen Atour (Missão Impossível: Nação Secreta; Ben-Hur) no papel de Coen; Agnes Bjorn no papel de Vereena; Aisha Fabienne Ross (A Garota Dinamarquesa) no papel de Lydia e Mecia Simson no papel de Francesca. Quanto ao elenco já conhecido, o óbvio se confirma: Henry Cavill (Homem de Aço; Liga da Justiça) retorna ao papel de protagonista como o bruxo Geralt de Rivia. Anya Chalotra está de volta como a feiticeira Yennefer de Vengerberg; Freya Allan novamente dará vida à Ciri e Anna Shaffer retorna ao papel de Triss Merigold. O bardo Jaskier (“Dandelion”, nos jogos e algumas interpretações) também retorna, pela atuação de Joey Batey. Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Você vai notar que não há menção sobre o bruxo Vesemir na lista do novo elenco. O mentor de Geralt, Eskel e Lambert, segundo rumores, poderia aparecer nesta segunda temporada, vivido por ninguém menos que Mark Hamill (o eterno Luke Skywalker da franquia Star Wars). Das duas, uma: ou a Netflix está esperando para anunciá-lo em uma data mais oportuna, ou sua presença realmente não passa de um rumor. Apesar do anúncio do elenco e de que as filmagens da segunda temporada de The Witcher já estejam em curso, a Netflix não informou previsão de estreia da produção. Sabe-se apenas que ela se dará em algum período de 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

EUA reabrem mercado de carne bovina "in natura" para o Brasil após quase 3 anos

R7 - Economia Por Luciano CostaSÃO PAULO (Reuters) - Os Estados Unidos reabriram o mercado de carne bovina "in natura" para exportações do Brasil, disse a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, em vídeo publicado em sua conta no Twitter nesta sexta-feira."Hoje recebemos com muita satisfação uma notícia esperada por nós já há algum tempo, a reabertura do mercado de carne bovina 'in natura' do Brasil para os Estados Unidos", afirmou a ministra, sem fornecer detalhes. Os EUA haviam paralisado as importações de carne bovina "in natura" do Brasil em junho de 2017, sob alegações de que embarques haviam falhado em testes de segurança alimentar.Os norte-americanos queixavam-se de reações provocadas nos animais, os abscessos, como consequência de vacinações contra febre aftosa.A medida tem efeito imediato, mas alguns passos precisam ser seguidos, incluindo o envio pelo governo brasileiro de uma lista de empresas aprovadas a exportar para os EUA, disse uma fonte familiarizada com o assunto à Reuters, sob a condição de anonimato.O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) não respondeu de imediato a um pedido de comentários.As ações de frigoríficos como Marfrig, JBS e Minerva aumentaram ganhos na bolsa após a publicação da notícia pela ministra no Twitter. Veja Mais

ONS aumenta previsão de chuvas em hidrelétricas em fevereiro; vê queda na carga

R7 - Economia Por Luciano CostaSÃO PAULO (Reuters) - As chuvas na região das hidrelétricas do Sudeste, que concentram os maiores reservatórios, devem alcançar 103% da média histórica em fevereiro, projetou nesta sexta-feira o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que elevou previsão de 101% divulgada na semana anterior.O órgão do setor elétrico também revisou, para baixo, a expectativa de carga de energia, que representa uma soma do consumo com as perdas na rede. A previsão agora é de recuo de 0,4% no mês, contra alta de 0,3% esperada anteriormente.Nos primeiros 15 dias de fevereiro, o consumo de eletricidade no Brasil recuou 1,9% ante mesmo período do ano passado, ao registrar 65.894 megawatts médios, disse nesta sexta-feira a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).As boas precipitações em fevereiro, acima da média para o mês, considerado parte do chamado período úmido-- que vai de novembro a abril e é associado a maiores chuvas na região das usinas hídricas-- revertem cenário visto entre o final do ano passado e janeiro, de volumes bastante abaixo do padrão para a época. [nL1N29S1B5] As expectativas mais favoráveis para este mês já haviam feito a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), no final de janeiro, a definir bandeira tarifária verde para as contas de luz em fevereiro, o que não gera custos extras para os consumidores. O mecanismo tarifário, que leva a cobranças adicionais ao sair do verde para o amarelo ou vermelho, quando há menor oferta de energia no sistema brasileiro, predominantemente hidrelétrico, vinha aumentando os custos da energia há sete meses antes da melhoria do quadro hidrológico neste mês. [nL1N2A020X] Veja Mais

'Hunters': em sua primeira série, Al Pacino vive caçador de nazistas

O Tempo - Diversão - Magazine É a possibilidade do surgimento de um quarto Reich nos EUA que move a produção de dez episódios criada pelo novato David Weil Veja Mais

Deputados aprovam MP que altera regras sobre crédito rural

Deputados aprovam MP que altera regras sobre crédito rural

Câmana dos Deputados Confira os destaques desta edição: ✔️Crédito rural – nesta semana, os deputados concluíram a votação da medida provisória que cria novas regras para liberação de crédito para o setor rural. Estavam faltando as sugestões dos partidos para alterarem o texto base, que havia sido aprovado na semana passada. Logo no início dos debates, alguns deputados pediram que a proposta fosse retirada de pauta, enquanto outros defendiam a votação. De todas as propostas de modificação do texto, uma do PCdoB foi a mais disputada. O partido queria retirar da medida provisória a possibilidade de o banco ficar com o trecho da terra dado em garantia, caso o produtor deixasse de pagar o empréstimo por 60 dias. A proposta do PCdoB foi rejeitada, assim como a maioria das tentativas de modificação do texto da medida provisória do crédito rural. A votação foi concluída e a proposta segue para o Senado. ✔️Greve petroleiros – como é comum no Parlamento, assuntos mais dos embates políticos sempre mobilizam os discursos no Plenário da Câmara. A greve dos petroleiros da Petrobras foi o tema desta semana. A greve dos petroleiros foi motivada pela demissão de quase mil funcionários da Araucária Nitrogenados, que é uma subsidiária da Petrobras responsável pela fabricação de fertilizantes. ✔️Reformas – as reformas administrativa e tributária foram de igual modo muito debatidas nesta semana. Deputados dos mais diferentes partidos apresentaram argumentos favoráveis, contrários ou sugestões para as propostas. A comissão que vai elaborar a reforma tributária foi instalada pelo presidente do Congresso, Davi Alcolumbre, na quarta-feira (19). São 25 deputados e 25 senadores que têm 45 dias para apresentarem um texto. A reforma administrativa deve ser enviada ao Congresso também nestes primeiros meses de 2020. ✔️Fala do presidente Bolsonaro – um comentário do presidente Jair Bolsonaro sobre o trabalho da jornalista da Folha de São Paulo, Patrícia Campos Mello, igualmente teve muita repercussão no Plenário. ✔️Projetos aprovados – a semana de votações no Plenário terminou com a aprovação de dois projetos defendidos pela bancada feminina. O primeiro foi o que assegura exame gratuito para mulheres jovens com risco de câncer ou que necessitem completar o diagnóstico. A proposta foi enviada para sanção presidencial. Ainda foi aprovado projeto que cria o Dia Nacional de Luta contra a Endometriose, que será comemorado sempre em 13 de março. O texto foi enviado ao Senado. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #CréditoRural #Plenário Veja Mais

Estados Unidos reabrem mercado para a carne bovina in natura do Brasil, diz governo

G1 Economia Exportações estavam suspensas desde junho 2017. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciou nesta sexta-feira (21) que os Estados Unidos decidiram reabrir mercado para a carne bovina in natura produzida pelo Brasil. Segundo o governo, o Brasil poderá começar a enviar produtos de carne bovina in natura derivados de animais abatidos a partir de hoje. Antes da primeira remessa, o Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do ministério (Dipoa) deve enviar uma lista atualizada de estabelecimentos elegíveis certificados. "Hoje recebemos com muita satisfação uma notícia esperada há muito tempo: a reabertura do mercado de carne bovina in natura do Brasil para os Estados Unidos. É uma ótima notícia, porque isso traz o reconhecimento da qualidade da carne brasileira por um mercado tão importante como o americano", disse a ministra Tereza Cristina. Initial plugin text As exportações estavam suspensas desde junho de 2017, quando os americanos encontraram reações (abcessos) provocadas no rebanho pela vacina contra a febre aftosa, o que não é permitido. A autorização para venda de carne in natura para os Estados Unidos havia sido obtida em 2015 após 15 anos se limitando a vender apenas carne cozida. Desde então, o governo brasileiro vem tentando obter novamente acesso ao mercado americano, o que é considerado um “selo de qualidade” para a carne. No início do ano passado, o governo brasileiro estava animado com a possibilidade de reabertura, mas, em novembro, os americanos haviam mantido o veto à carne bovina in natura brasileira. No comunicado encaminhado ao Ministério do Agricultura, o serviço de inspeção sanitária dos Estados Unidos disse que o Brasil corrigiu os problemas sistêmicos que levaram à suspensão e está restabelecendo a elegibilidade das exportações de carne bovina in natura para os Estados Unidos a partir de hoje. Além disso, o FSIS encerrará os casos pendentes de violação de pontos de entrada associado à suspensão de 2017. Veja Mais

5 músicas para ouvir no Carnaval 2020!

5 músicas para ouvir no Carnaval 2020!

R7 - Música Vagalume Vagalume Os artistas brasileiros prepararam lançamentos especialmente para este Carnaval. Nomes como Anitta e Ivete Sangalo, por exemplo, esquentaram a chegada da festa com o lançamento novas músicas. As cinco canções que selecionamos também estão em nossa playlist "Carnaval 2020 - Skol Beats" (clique aqui para ouvir). A estação reúne sucessos e lançamento da axé music, funk, pop e mais. Confira 5 músicas para ouvir neste Carnaval: "O Mundo Vai", Ivete Sangalo A música é uma das apostas da cantora para o Carnaval. Além disso, a faixa dá o título ao novo EP da artista. "Rave de Favela (Part. Major Lazer & MC Lan)", Anitta O novo single da cantora foi lançado estrategicamente antes do Carnaval como uma grande aposta. A faixa é uma parceria com o Major Lazer que fará shows no Brasil. "Pulando na Pipoca (com Ivete Sangalo)", Ludmilla Um dos lançamentos para este Carnaval reúne uma das grandes vozes da Axé Music e uma das principais representantes do funk carioca. "Pulsação", Claudia Leitte "Contatinho (Part. Anitta)", Léo Santana A música é do ano passado, mas certamente será uma das mais tocadas neste Carnaval. A música é uma das parcerias com dois dos artistas mais populares do momento.Fonte: Vagalume Veja Mais

James Hetfield se apresenta pela primeira vez após reabilitação; assista

James Hetfield se apresenta pela primeira vez após reabilitação; assista

R7 - Música James Hetfield toca hit de Eddie Money Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Reprodução / YouTube James Hetfield, vocalista e guitarrista do Metallica, voltou aos palcos. Nos últimos meses o músico havia voltado para uma clínica de reabilitação, já que teve novos problemas com o vício, mas ao que tudo indica está em boa forma. Ontem à noite (20), o cara se apresentou em um tributo a Eddie Money e por lá cantou e tocou o clássico 'Baby Hold On', como você pode ver no vídeo abaixo. James Hetfield e Outros Nomes do Rock https://www.youtube.com/watch?v=3nONBWi4dsc Além do líder do Metallica, estiveram por lá outros nomes como Sammy Hagar e Rick Springfield, e o dinheiro arrecadado serão destinados a um centro de pesquisa do câncer que leva o nome de Eddie Money. Carreira de Eddie Money https://www.youtube.com/watch?v=ywDRaIPc2YE Sucesso nos Anos 70 e 80, o músico norte-americano emplacou hits como 'Baby Hold On', 'Two Tickets To Paradise', 'Think I'm In Love' e mais. Aos 70 anos de idade, ele faleceu em 13 de Setembro de 2019 vítima de um câncer no esôfago. Metallica no Brasil Vale lembrar que a banda tem uma série de shows marcados pelo Brasil em Abril ao lado das bandas Greta Van Fleet e Ego Kill Talent. Veja Mais

Donald Trump critica vitória de Parasita e Brad Pitt no Oscar

Donald Trump critica vitória de Parasita e Brad Pitt no Oscar

Tecmundo E o grande vencedor do Oscar continua dando o que falar. Depois de dominar buscas no Google e mantendo boa bilheteria mesmo após lançamento em plataformas de streaming, Parasita voltou a estampar as manchetes por uma declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump – que não poupou críticas ao longa de Bong Joon Ho.Durante um comício no Colorado nessa quinta (20/02), nos EUA, Trump perguntou ao público: "Quão ruim foi a cerimônia do Oscar deste ano, vocês viram?", arrancando risos da plateia. "O ganhador é... Um filme da Coreia do Sul! O que foi aquilo? Já temos problemas comerciais suficientes com a Coreia do Sul. Aí, concedemos a eles o prêmio de melhor filme do ano? Sério que isso foi bom? Eu sei lá... Vejamos E o Vento Levou. Podemos ter de volta E o Vento Levou, por favor?", se referindo ao ganhador de 8 Oscars em 1940.Leia mais... Veja Mais

NEYMAR ESTÁ AMADURECENDO? Veja discussão no Debate Final

NEYMAR ESTÁ AMADURECENDO? Veja discussão no Debate Final

Fox Sports Brasil Neymar brinca em suas redes sociais sobre sua "ausência" no carnaval brasileiro. A bancada debateu a atitude do craque. E aí, galera, o que acharam? Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #Neymar #PSG #Carnaval Veja Mais

OPINIÃO | Grow nos lembra por que devemos desconfiar do capitalismo sustentável

OPINIÃO | Grow nos lembra por que devemos desconfiar do capitalismo sustentável

canaltech Nas últimas semanas, todos nós já nos indignamos com a história da Grow, a empresa que chegou no Brasil vendendo um discurso de economia sustentável e que, após finalizar suas atividades no país, foi descoberta jogando todas as suas bicicletas em terrenos e galpões vazios, misturando equipamentos em perfeito estado com aqueles que estão danificados, criando um verdadeiro lixão de bicicletas. Claro, em declaração para o Canaltech, a companhia garante que isso é só “temporário” e que ela, na verdade, irá fazer a separação das bicicletas que funcionam e doá-las para ONGs e instituições de caridade. Mas, se uma imagem vale mais do que mil palavras, a que a companhia está deixando gravada na cabeça de todos não é a de crianças felizes recebendo uma bicicleta nova, mas a dessas bikes amontoadas como se fossem lixo em terrenos baldios. Muitos clientes da empresa ficaram bastante decepcionados pelo tratamento, e alguns chegaram até mesmo a se sentir “traídos” pela atitude. Mas, no fim, a Grow não é a primeira e nem será a última empresa a se aproveitar do discurso ambiental apenas quando lhes convém, e pode nos servir como um lembrete de por que devemos desconfiar de toda essa ideia mais recente de um “capitalismo sustentável”. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Sustentabilidade x rentabilidade A ideia condutora daquilo que conhecemos como capitalismo sustentável é, por si só, bastante louvável: continuar a busca pelo lucro, mas de um modo que respeite o meio-ambiente e a dignidade humana. Mas há uma palavrinha ali que torna difícil levar a sério essa ideia: “capitalismo”. Primeiro, é preciso deixar bem claro que, independente do nome que se dê, qualquer empresa que opere sob uma base capitalista vai ter sempre uma única coisa como prioridade: o acúmulo de capital (dinheiro, grana, bufunfa, verdinhas, dóls, ou qualquer outra palavra de sua preferência). Ganhar mais dinheiro do que gastar será sempre o primeiro, segundo e terceiro objetivo de qualquer empresa. E, por mais que quase todas façam propagandas bonitas sobre como o “cliente está sempre em primeiro lugar”, não faltam exemplos de empresas literalmente escolhendo matar pessoas ao invés de precisar gastar. OPINIÃO | Precisamos mesmo de grandes eventos como o MWC? O caso mais emblemático disso aconteceu com o Ford Pinto, um automóvel lançado na década de 1970 e que foi um enorme sucesso de vendas nos Estados Unidos. O problema é que esse automóvel vinha com um defeito de fábrica no tanque de gasolina que, caso houvesse uma colisão traseira no veículo com uma velocidade de cerca de 50 km/h, um vazamento no tanque fazia o carro explodir, tornando um acidente que poderia ser rotineiro (afinal, em batidas nessa velocidade, se o motorista e os passageiros estiverem usando cinto de segurança, há pouco risco de vida) em algo que pode matar todos os ocupantes do veículo ou, ao menos, causar queimaduras gravíssimas, do tipo que podem atrapalhar durante todo o resto da vida. Ford Pinto, de 1973, o carro mais controverso da história (Imagem: Mark Brooks) Ao efetuar um estudo interno do problema, a Ford confirmou que o que estava fazendo os carros explodirem era mesmo uma falha de projeto no tanque de gasolina, e a empresa gastaria 11 dólares por veículo para fazer a troca da peça por uma que deixasse os ocupantes do veículo em segurança no caso de batida traseira, enquanto ela foi condenada a pagar US$ 200 mil para cada vítima fatal da explosão do Pinto e US$ 67 mil para cada sobrevivente da explosão que ficou com queimaduras graves. A empresa então fez os cálculos de quanto iria gastar para efetuar o recall de todos os Pintos que vendeu e, com base nas estatísticas de veículos acidentados e porcentagem de vítimas fatais/queimaduras graves desses acidentes, a Ford chegou à seguinte conclusão: ela gastaria US$ 137 milhões para efetuar o recall e trocar as peças de todos os veículos que vendeu, e cerca de US$ 49 milhões caso escolhesse pagar automaticamente a indenização de todo mundo que foi vítima do erro da fábrica. OPINIÃO | Caos em Iowa mostra por que devemos sentir orgulho do Brasil Assim, a Ford não teve dúvidas: a empresa não faria o recall, e assumiria o risco do Pinto de — segundo o próprio relatório — matar em média 180 pessoas por ano, simplesmente porque saía muito mais barato pagar as indenizações do que corrigir o erro de fabricação. E este não é o tipo de decisão que acontecia no passado, mas que não ocorre mais hoje. A Boeing é um belo exemplo de que este tipo de coisa continua a acontecer, pois a empresa sabia do problema de software que havia no 737 MAX, mas preferiu não mexer em nada para economizar uns trocados — e isto acabou causando a queda de dois aviões deste modelo e a morte de centenas de pessoas a bordo deles. O segundo ponto é lembrar qual é o principal motivo do capitalismo ser um sistema econômico que se mantém forte há séculos e não corre qualquer risco de ser substituído (como aconteceu com todos os outros sistemas econômicos da história): a capacidade que ele possui de subverter e tomar para si qualquer ideologia que se coloque contrária ao que prega. Foi assim com o hippie, que surgiu como um movimento progressista anti-guerra e anti-ganância, e acabou sendo transformado em uma forma de vender roupas largas, super coloridas e com estampas floridas; foi assim com o punk, que surgiu como um movimento musical/operário inglês de denúncia da exploração capitalista e foi transformado em um discurso de rebeldia vazia para vender calças rasgadas, piercings e tinta de cabelo para adolescentes; e foi assim até com a revolução cubana, que durante anos foi o símbolo da maior ameaça ao capitalismo nas Américas e acabou tendo todo seu contexto histórico esvaziado, transformando o rosto de Che Guevara em uma marca tão reconhecida quanto a Coca-Cola e o McDonald's. E é exatamente isso que, nos últimos anos, está acontecendo com o discurso ambiental: ele está sendo distorcido, esvaziado de significado e transformado em um produto que garantirá que o acúmulo de capital continue a acontecer. E isso cria alguns efeitos interessantes para as próprias empresas. OPINIÃO | Coronavírus não é o maior inimigo da humanidade em 2020 O primeiro deles é a projeção de uma sombra de positividade sobre o público consumidor; a (falsa) ideia de que a empresa se importa mais com o meio-ambiente do que com o lucro, e que por isso deveríamos, como consumidores, adquirir mais produtos e serviços daquela empresa do que das concorrentes, pois ao fazer isso, estaríamos ajudando a salvar o mundo com nosso consumo. Outro efeito é a distração do público para assuntos menos importantes da própria pauta ambiental. Por exemplo, todo o barulho que foi feito nos últimos anos por causa da questão do canudo de plástico e as tartarugas: não que salvar tartarugas não seja importante, mas não estamos fazendo nenhuma melhoria real para o meio-ambiente quando focamos toda a nossa força para discutir um problema que responde a menos de 1% de todo o lixo que é jogado nos oceanos e ignoramos a discussão sobre o que fazer para reduzir a produção de lixo não apenas como consumidores, mas em escala comercial. Descarte de bikes na China (Foto: Reprodução/The Guardian) E é isso que o capitalismo faz com o discurso ambiental: esconde aquilo que não quer que seja discutido (como a redução da produção de lixo industrial) e cria uma narrativa de fácil resolução (é só parar de usar canudos de plástico que iremos salvar as tartarugas da extinção). Mas, além destas questões não serem resolvidas de verdade (agora não é mais o canudo que mata as tartarugas, mas todas as outras toneladas de lixo que são jogadas diariamente nos oceanos), o modelo de mercado ainda atiça nossa vontade de “fazer o bem” enquanto consumidores, utilizando-a para aumentar ainda mais os lucros de algumas companhias (a indústria de canudos sentiu o baque, mas as grandes redes de lanchonete economizaram milhões com o discurso do fim dos canudos). Enquanto isso, a mesma retórica faz com que sintamos que “cumprimos nosso papel” (salvamos as tartarugas, yay!) e rapidamente já cria outro “fantasma” de combate fácil que servirá apenas para nos fazer sentir felizes por aumentar o lucro das empresas — mas que não influencia em nada os reais problemas ambientais, que em sua maioria são causados justamente pela necessidade de se explorar ao máximo a natureza em troca de lucro. Por isso, não há porque ficarmos “frustrados” ou nos sentirmos “traídos” pelo tratamento que a Grow está dando às suas bicicletas: este não é um “ponto fora da curva”, mas apenas mais um exemplo de uma empresa colocando o lucro próprio acima de qualquer outro valor. E é por isso que devemos desconfiar de qualquer companhia que venha com um discurso de sustentabilidade e respeito ao meio-ambiente, pois assim como tantas empresas já nos provaram ao longo dos anos, ele será prontamente abandonado no exato momento que não mais estiver gerando lucros. Este é um artigo de opinião e pode não refletir a ideologia do Canaltech Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

Novas músicas: Alanis Morissette, Purity Ring, Josh Ritter, The Avalanches e Brian Fallon

Novas músicas: Alanis Morissette, Purity Ring, Josh Ritter, The Avalanches e Brian Fallon

R7 - Música Alanis Morissette Tenho Mais Discos Que Amigos Reprodução/YouTube Alanis Morissette está de volta! A cantora que marcou geração irá lançar Such Pretty Forks in the Road, seu primeiro disco em 8 anos, no dia 01 de Maio. Ela já havia liberado o single 'Reasons I Drink' no ano passado, e divulgou a segunda prévia agora. Ouça 'Smiling' a seguir! https://www.youtube.com/watch?v=WucSu5zftlo Purity Ring O duo eletrônico Purity Ring, formado por Megan James e Corin Roddick, está de volta depois de um lançamento bizarro para a faixa 'pink lightning' que envolvia um labirinto em um site. A temática de games parece continuar em 'stardew', cujo nome deriva do jogo Stardew Valley. As duas músicas farão parte de WOMB, terceiro disco da dupla que foi anunciado oficialmente. A obra sucede Another Eternity (2015). https://www.youtube.com/watch?v=i1JxAUWz1bc&feature=emb_logo Josh Ritter Josh Ritter, um dos maiores representantes do gênero Americana, e adotou uma abordagem mais intimista para sua turnê. Pensando nisso, ele se lembrou da faixa 'Heaven Knows', que surgiu nas sessões do álbum Gathering (2017) e resolveu lançá-la. Sorte a nossa! https://www.youtube.com/watch?v=eAnUeJhrj3Y The Avalanches Depois de demorar 16 anos entre a estreia com Since I Left You em 2000 e o retorno com Wildflower em 2016, o The Avalanches encurtou a espera dos fãs por novo material. 'We Will Always Love You' chega belíssima e acompanhada de ótima participação de Blood Orange. https://www.youtube.com/watch?v=GUhVBufwQQY Brian Fallon Se o The Gaslight Anthem não lança músicas novas desde Get Hurt (2014), o frontman Brian Fallon não vai ficar sentado esperando. Desde lá, ele já lançou dois discos solo e está preparando o terceiro, Local Honey, para este ano; abaixo, você pode ouvir o single 'I Don't Mind (If I'm with You)'. https://www.youtube.com/watch?v=vxb2dJXF4Y8 Veja Mais

Grupos secretos do WhatsApp são facilmente encontrados na busca do Google

Grupos secretos do WhatsApp são facilmente encontrados na busca do Google

canaltech Seu grupo secreto no WhatsApp pode não ser tão secreto quanto você imagina. O jornalista Jordan Wildon, da agência de notícias alemã DW News, descobriu que é possível encontrar qualquer chat teoricamente privado existente no mensageiro apenas com uma busca no Google. O menor dos males é que, para que o grupo apareça no buscador, o link para ele precisa estar em algum lugar da internet. Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp Como ativar o Modo Escuro do WhatsApp no iPhone Com emojis, grupos e likes, Signal se apresenta para encarar o WhatsApp Wildon escreveu em seu Twitter que “o recurso de ‘convidar para o grupo via link’ permite a indexação no Google e estão vastamente disponíveis na internet; com alguns termos-chave de pesquisa você pode facilmente encontrar alguns grupos interessantes”. Your WhatsApp groups may not be as secure as you think they are.The "Invite to Group via Link" feature allows groups to be indexed by Google and they are generally available across the internet. With some wildcard search terms you can easily find some… interesting… groups. pic.twitter.com/hbDlyN6g3q -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- — Jordan Wildon (@JordanWildon) February 21, 2020 Ou seja, a boa notícia é que apenas grupos que tenham o convite via link ativado poderão ser encontrados. A má notícia é que, em tese, esses grupos não deveriam estar indexados no Google. Isso não é culpa do buscador, mas sim do WhatsApp, que não criou nenhum filtro para que esses links sejam indexados. Para encontrar um desses chats secretos, basta utilizar a chave “site:chat.whatsapp.com” na busca do Google. Assim, já dá para ver que há mais de 470 mil grupos indexados nesse contexto. Se você adicionar algum termo depois dessa chave, pode ainda encontrar grupos que tenham essa palavra no título. Por exemplo, veja esses grupos encontrados colocando a palavra Xiaomi. Resultados de busca de grupos do WhatsApp com a palavra Xiaomi no nome (Captura de tela: Felipe Junqueira/Canaltech) É verdade que há muitos grupos públicos na lista, mas também estão indexados muitos que não deveriam, por serem secretos, misturados aos públicos. Usuários do Twitter e uma reportagem da Vice fizeram uma pesquisa mais detalhada e encontraram até mesmo grupos utilizados para compartilhar pornografia infantil. Resposta do WhatsApp À Vice, o mensageiro enviou uma nota em que afirma que esses grupos foram compartilhados em locais públicos, e por isso acabam indexados pelo Google. E reforça que os links que não devem ser públicos não deveriam ser inseridos em locais de acesso público. “Os administradores de grupos no WhatsApp podem convidar qualquer usuário do WhatsApp para ingressar nesse grupo, compartilhando um link que eles geraram. Como todo o conteúdo compartilhado em canais públicos pesquisáveis, os links de convites publicados publicamente na Internet podem ser encontrados por outros usuários do WhatsApp. Os links que os usuários desejam compartilhar em particular com pessoas que conhecem e confiam não devem ser publicados em um site acessível ao público", declarou o WhatsApp sobre a questão. Porém, como aponta a desenvolvedora Jane Manchun Wong, o WhatsApp poderia ter evitado a indexação de todos esses links de grupos secretos simplesmente incluindo a tag ‘noindex’ a eles. Ela torna um link “invisível” para o mecanismo do Google, mantendo-o restrito apenas a quem tem acesso direto ao local onde está publicado. O problema já foi informado ao Facebook no ano passado por um pesquisador usando o programa de recompensas de bugs da rede social, mas a empresa respondeu a ele basicamente a mesma coisa que enviou à Vice como nota oficial. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

"Aquele em que todos se reuniram" deve ser o nome do retorno de Friends à TV

canaltech Se você for fã de Friends, respire fundo e puxe uma cadeira, porque há novidades muito empolgantes: com a chegada iminente da HBO Max, plataforma de serviços streaming de propridade da Warner, os seis amigos mais famosos da televisão estarão de volta para um especial. Sim, depois de todos esses anos. Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer voltarão para comemorar a série de longa duração, que foi encerrada em 2004. De acordo com o portal norte-americano Variety, cada uma das seis estrelas vai receber pelo menos US$ 2,5 milhões (o que equivale a cerca de R$ 10,7 milhões) para participar do especial. A reunião foi muito aguardada, com direito a especulações desde o ano passado. Todas as dez temporadas da sitcom deixaram o catálogo americano da Netflix no final de 2019, o que significa que Friends até agora não estava disponível para transmissão nos EUA neste ano - pelo menos até o lançamento da HBO Max, com lançamento previsto para o mês de maio no país em questão. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o que? O especial vai estar disponível no catálogo logo no lançamento da plataforma, bem como todos os 236 episódios antigos da série. Sem dúvida, Friends é um grande destaque do apelo da HBO Max, na tentativa de atrair assinantes desde sua estreia no mercado. Embora a sitcom tenha transmitido seu final de série há mais de 15 anos, pesquisadores de mercado já chegaram a afirmar que se trata era um dos programas mais assistidos da Netflix. Anteriormente, a Warner disse à Variety que as vendas de versões físicas e digitais de Friends "triplicaram desde que surgiram as notícias de que a série estaria deixando a Netflix". Warner está se preparando para retirar Friends e outras produções da Netflix Friends terá episódios exibidos no cinema para comemorar os 25 anos da série 25 anos de Friends! Casa Warner revive melhores lembranças da série Sobre o especial em si, Kevin Reilly, diretor de conteúdo da HBO Max e presidente da TBS, TNT e truTV, disse ao veículo: "Acho que você pode chamar de 'Aquele em que todos se reuniram'. Estamos nos reunindo com David, Jennifer, Courteney, Matt, Lisa e Matthew para um especial da HBO Max. Tive a oportunidade de trabalhar na série muitos anos e fiquei encantado ao vê-la se conectar com os telespectadores geração após geração. Foi uma época em que amigos - e plateias - se reuniram em tempo real e achamos que esse especial da reunião capturará esse espírito, unindo fãs antigos e novos”. Courteney inclusive compartilhou "Está acontecendo" em seu perfil do Instagram. Veja: Ver essa foto no Instagram It’s happening... @hbomax @jenniferaniston @lisakudrow @mleblanc @mattyperry4 @_schwim_ Uma publicação compartilhada por Courteney Cox (@courteneycoxofficial) em 21 de Fev, 2020 às 2:00 PST Ben Winston dirigirá a produção especial e executiva ao lado de produtores executivos de Friends como Kevin Bright, Marta Kauffman e David Crane. A Warner e a Fulwell 73 Productions estão por trás do programa. E olha só: Aniston, Cox, Kudrow, LeBlanc, Perry e Schwimmer também são produtores executivos do especial, com Emma Conway e James Longman como co-produtores executivos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x

CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x

canaltech *IMPORTANTE: fique atento à data de publicação desta matéria, pois todos os preços e promoções estão sujeitos à disponibilidade de estoque e duração da oferta, que tem tempo limitado. Alterações de preço podem ocorrer a qualquer momento, sem prévio aviso. O preço ou valor total do produto poderá ser alterado de acordo com a localidade considerando frete e possíveis impostos interestaduais. Não há mais dúvidas de que a Xiaomi se tornou queridinha do consumidor brasileiro, certo? Afinal, a empresa entrega produtos com ótimo fator custo benefício. E isso se refletiu no Prêmio Canaltech, do qual a fabricante chinesa saiu com diversos troféus: melhor wearable com a Mi Band 4 (voto popular), smartphone mais inovador com Mi Mix Alpha (voto popular), marca mais desejada em produtos de casa conectada, e smartphone com melhor custo-benefício, nos votos popular e técnico, com o Redmi Note 7, ficando com 52,7% dos votos. E os sucessores deste aparelho, Note 8 e Note 8 Pro, estão entre os mais desejados atualmente. Todos eles estão em estoque na Amazon, com entrega rápida e sem complicação para todo o Brasil. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Ou seja, você paga em reais pelo preço final, sem taxas relacionadas ao processo de importação, recebe o produto rapidinho em sua casa, paga pouco pelo frete, que muitas vezes o frete é grátis, pode parcelar em até 10x sem juros no cartão de crédito, e ainda conta com a Garantia A a Z, que o protege contra eventuais contratempos envolvendo o envio ou o estado do produto recebido. O site pode ser acessado em qualquer navegador, usando qualquer tipo de dispositivo. Sobre o Redmi Note 8 “O Redmi Note 8 amplia a proposta do Redmi Note 7 na questão de câmeras, portanto se você quer economizar mas ainda assim é um fã de fotografia, opte por ele para ter resultados mais interessantes”, Adriano Ponte, analista de produtos do Canaltech.   É custo benefício que você quer? Então o Redmi Note 8 foi feito para você. Este intermediário é equilibrado, tem ótimas construção e especificações, agradando a vários públicos, mesmo os mais exigentes, incluindo quem gosta de jogar casualmente pelo celular e quem aprecia um bom conjunto de câmeras. Com uma tela IPS LCD de 6,3 polegadas e resolução Full HD+, o aparelho da Xiaomi tem por dentro o poder do chipset Snapdragon 665, que tem processador de oito núcleos, bateria de 4.000 mAh (com suporte a carregamento rápido) e opções com 3 GB, 4 GB e 6 GB de RAM, além de 32 GB, 64 GB e 128 GB de armazenamento, além da possibilidade de expandir a até 256 GB via cartão microSD. O conjunto de câmeras é quádruplo, com 48 MP, 8 MP ultra-wide, 2 MP macro e mais um sensor de 2 MP. Na frente, são 13 MP para selfies, e o dispositivo ainda grava vídeos em 2160p a 30 quadros por segundo, em 1080p a 30, 60 ou 120 fps, e em 720p a 960 fps. Para selfies, a câmera única oferece 13 megapixels com HDR e gravação em 1080p a 30 fps. Pontos fortes: ótimo desempenho e duração de bateria. Opções para comprar o Redmi Note 8 no Brasil: Na cor azul, com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: a partir de R$ 927 Na cor azul, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.029 Na cor azul, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.270 Na cor preta, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.031 Na cor preta, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.265 Na cor branca, com 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento: a partir de R$ 949 Na cor branca, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.057 Na cor branca, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.298 Sobre o Redmi Note 8T   Este modelo é uma espécie de Redmi Note 8 turbinado, que ganha ao oferecer NFC, banda 28 e carregador mais veloz na caixa. Ou seja, ele mantém as características do outro modelo, a saber tela IPS LCD de 6,3 polegadas com resolução Full HD+, chipset Snapdragon 665, com processador de oito núcleos, bateria de 4.000 mAh e opções de memória de 4 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento, com possibilidade de expansão via microSD para quem quiser ainda mais espaço para salvar muitos jogos, fotos e vídeos. O conjunto de câmeras também fica igual, com sensor principal de 48 megapixels, aliado a um sensor grande-angular de 8 MP, outro macro de 2 MP, e um sensor de profundidade com mais 2 MP. Para selfies, a câmera frontal única oferece 13 megapixels. A gravação de vídeos tem suporte à resolução 4K. E aí vem as vantagens: suporte ao NFC para pagamento por aproximação, banda 28 que conecta ao 4G de todas as cidades brasileiras, e o carregador de 18 W na caixa. Pontos fortes: ótimo desempenho, NFC e carregamento rápido. Opções para comprar o Redmi Note 8T no Brasil: Na cor branca, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.097 Na cor branca, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.369 Na cor azul, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.086 Na cor azul, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.390 Na cor preta, com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.097 Na cor preta, com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.247 Sobre o Redmi Note 8 Pro   Versão mais parruda e voltada para o mais exigente, o Redmi Note 8 Pro tem foco principalmente em gosta de jogar muito no celular. O smartphone tem o chipset MediaTek G90T, desenvolvido especialmente para aguentar o tranco na jogatina, além de trazer sistema de refrigeração para garantir o bom desempenho e autonomia da bateria, que tem 4.500 mAh. O dispositivo tem tela IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD e opções de 6 GB e 8 GB de RAM, além de 64 GB e 128 GB de armazenamento — expansível a até 256 GB via microSD. O conjunto quádruplo de câmeras na parte traseira combina sensores wide de 64 MP, ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor de profundidade de 2 MP, contando com HDR e flash LED duplo, e conseguindo gravar vídeos em 2160p a 30 fps, ou em 1080p a 30, 60 e 120 fps. Já a câmera frontal única oferece 20 MP com possibilidade de gravação em 1080p a 30 fps. Pontos fortes: desempenho incrível, ótima duração de bateria e bom conjunto de câmeras. Opções para comprar o Redmi Note 8 Pro no Brasil: Na cor azul, com 6GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.429 Na cor azul, com 6GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.569 Na cor branca, com 6GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.420 Na cor branca, com 6GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.569 Na cor cinza, com 6GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.440 Na cor cinza, com 6GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.544 Na cor verde, com 6GB de RAM e 64 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.459 Na cor verde, com 6GB de RAM e 128 GB de armazenamento: a partir de R$ 1.559 Está interessado em outro produto da Xiaomi? Veja a lista com mais ofertas na Amazon! Mas por que o preço varia na Amazon? Para produtos da Xiaomi, a Amazon.com.br funciona com o sistema de marketplace. Isso significa que são vários vendedores anunciando um mesmo produto, e cada um oferece pelo seu preço, como um leilão. Você pode escolher aquele que for mais conveniente, seja pelo preço do produto, seja pelo frete e prazo de entrega. Esses vendedores estão espalhados por todo o Brasil, e dependendo da proximidade com a sua localização, pode ter o frete mais interessante para você, totalizando um valor final que acaba ficando melhor do que o daquele que tem o menor preço, mas taxa de entrega mais cara. 5 motivos para comprar um Xiaomi Xiaomi levou nada menos que 4 troféus do Prêmio Canaltech 2019 Existem várias razões para você escolher um smartphone de uma marca específica. Mas a Xiaomi traz ótimas vantagens em relação aos concorrentes que é interessante ter em mente ao escolher um dos modelos da marca: Custo-benefício: o mais importante, certamente, é a relação entre o que é cobrado pelo aparelho e o que ele entrega. Os dispositivos da Xiaomi são ótimos e têm especificações excelentes. Tecnologias de ponta: nada de produtos com recursos ou componentes do passado, a Xiaomi lança smartphones com o que tem de melhor no momento para cada categoria. Sistema operacional: a Xiaomi usa o Android, mas criou uma interface por cima que muda totalmente o funcionamento do sistema do Google. A MIUI é amada pelos usuários por oferecer funções e customização quase sem limites. Além de aparência atraente, que o aproxima do visual do iOS da Apple, como você pode verificar na imagem acima. Garantia: ao comprar um Xiaomi na Amazon, você tem toda a segurança de uma gigante varejista ao seu lado. São 3 meses para troca do aparelho em caso de defeito de fabricação e ajuda da Amazon no caso de seu produto não chegar no tempo estimado. Também tem direito à devolução por arrependimento até 7 dias do recebimento, além de poder desistir da compra caso não seja o produto que esperava. Você pode conferir as regras aqui. Estoque no Brasil, sem taxas: além de toda essa proteção da Amazon, comprar com a varejista também te evita as dores de cabeça de aguardar um processo de importação. Todos os produtos anunciados no site já têm estoque para pronta entrega no Brasil, e não terão cobrança de taxas adicionais. Você paga o valor que aparecer no carrinho na hora da compra, e pronto. Sobre a Garantia de A a Z Para não ficarem dúvidas em relação à garantia da Amazon.com.br, vamos explicar melhor como funciona. Como você viu, a varejista funciona com um sistema de marketplace, ou seja, vendedores independentes ou lojas menores anunciam os produtos na Amazon, e ficam encarregados de faturar e despachar o produto assim que você realiza o pagamento. No caso, se seu produto não chegar em até 3 dias após a data limite apresentada no ato da compra, ou 30 dias depois de o pedido ser feito (o que vier primeiro), você pode entrar em contato com a Amazon para entender o que está acontecendo. Ou no caso de o produto estar danificado quando chegar em sua casa, ou não ser aquele que estava anunciado. Além disso, você também pode entrar com uma solicitação da Garantia de A a Z no caso de entrar em contato com o vendedor e ele não te responder em até dois dias úteis. E mais: por um valor fixo mensal, você tem acesso a um monte de vantagens na loja virtual! E o melhor de tudo é que os primeiros 30 dias de assinatura são gratuitos, e você pode cancelar a qualquer momento sem nenhum tipo de multa. A assinatura mensal custa R$ 9,90 após o período grátis, e se você já se apaixonar pelo serviço durante os primeiros dias de teste, pode escolher a assinatura anual de R$ 89,90 — fazendo isso, você economiza 25% em comparação com o pagamento mensal! Clique aqui e seja você também assinante do Amazon Prime! *O Canaltech Ofertas tem como objetivo informar seus leitores e publicar as melhores ofertas encontradas no varejo brasileiro. Entretanto, não nos responsabilizamos por alterações posteriores nos preços informados, uma vez que as ofertas aqui apresentadas podem ter diferentes períodos de vigência. Recomendamos aos nossos leitores que sigam nossas publicações e participem do nosso grupo de descontos no Telegram para receber as melhores indicações de ofertas assim que elas forem publicadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

Além do ar: cientistas descobrem que COVID-19 também é transmitido pelas fezes

Além do ar: cientistas descobrem que COVID-19 também é transmitido pelas fezes

canaltech De acordo com um relatório publicado pelo Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças (China CDC) na semana passada, pesquisadores confirmaram que pacientes com COVID-19 tinham “vírus vivos em amostras de fezes”, sugerindo mais uma forma de transmissão da doença, através de matéria fecal. A disseminação através de apenas "gotículas respiratórias e transmissão de contatos" não foi capaz de explicar todos os casos do COVID-19 mortal, segundo o relatório, levando os pesquisadores a examinar outras formas de propagação do vírus. "Este vírus tem muitas rotas de transmissão, o que pode explicar parcialmente sua força e velocidade de propagação", diz o estudo em questão. Uma análise diferente foi capaz de reproduzir esses achados de forma independente, encontrando o vírus em amostras de sangue e fezes de pacientes com COVID-19, como relata o LiveScience. Quanto ao que se pode fazer para minimizar os riscos, o conselho permanece praticamente o mesmo, conforme emitido pela Organização Mundial da Saúde: lave as mãos com frequência, evite contato desprotegido com animais da fazenda e mantenha distância daqueles que estão apresentando sintomas. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O CDC da China recomenda “beber água fervida, evitar o consumo de alimentos crus” e “desinfetar superfícies de objetos em residências, banheiros, locais públicos e veículos de transporte”. Vacina contra o coronavírus só deve chegar daqui um ano e meio, diz Novartis Com amostra de saliva, novo exame revela presença de coronavírus em 15 minutos Coronavírus: mulher sem sintomas transmite o vírus na Alemanha Alguns países, como os Estados Unidos, estão com pesquisas avançadas com a intenção de conter o coronavírus, mas, segundo Vas Narasimhan, CEO da multinacional farmacêutica Novartis, a solução só deve chegar daqui 18 meses — possivelmente quando a epidemia deve estar controlada. Isso porque é preciso uma análise mais detalhada do comportamento do patógeno. Os experimentos com as possíveis vacinas devem estar prontos em torno de seis meses a um ano. Depois disso, é preciso que elas sejam testadas em animais, para posterior liberação de aplicação em humanos. Atualmente, o diagnóstico da COVID-19 leva cerca de uma hora. Entretanto, vale lembrar que uma nova tecnologia, baseada em uma combinação de técnicas ópticas e partículas magnéticas, pode testar rapidamente 100 amostras de pacientes potencialmente infectados pelo vírus e reduzir o tempo de diagnóstico para apenas 15 minutos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

CT News - 21/02/2020 (Procon notifica e-commerce após onda de golpes no WhatsApp

CT News - 21/02/2020 (Procon notifica e-commerce após onda de golpes no WhatsApp

canaltech Procon notifica Mercado Livre, OLX e Zap após golpes no WhatsApp // Expositores do MWC não serão ressarcidos // Covid-19 prejudica entrega de peças eletrônicas no BR // Uber ganha recurso para denunciar incidentes // É seguro usar pagamento por aproximação no Carnaval Ouça ao podcast. Veja Mais

Em 24h, novos casos de coronavírus fora da China aumentam 14%

Em 24h, novos casos de coronavírus fora da China aumentam 14%

R7 - Economia Ministério da Saúde do Brasil amplia o número de países com alerta Aly Song/ Reuters - 09.02.2020 Em 24 horas, a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi notificada de 149 novos casos de coronavírus fora da China, segundo informou nesta sexta-feira (21). O número representa um aumento de 14% em relação ao total de casos que já tinham sido identificados em outros países. A entidade disse estar preocupada com o potencial do vírus continuar se espalhando, especialmente em países com sistemas de saúde mais frágeis. O aumento fez com que o Ministério da Saúde do Brasil ampliasse o número de países com alerta e vigilância para doenças respiratórias. A partir desta sexta-feira, além da China, serão considerados casos suspeitos o de pessoas que apresentarem sintomas e tiverem vindo do Japão, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Cingapura, Vietnã, Camboja e Tailândia. Segundo os dados, o caso mais alarmante verificado no último dia foi o da Coreia do Sul que praticamente dobrou o número de casos confirmados em 24 horas. O país tinha 104 casos confirmados e identificou mais 100. A situação de alerta fez com que 9 mil pessoas fossem colocadas em quarentena. Depois da China e Coreia do Sul, o Japão é o país com o maior número de casos confirmados, já são 706 (nove foram identificados nesta sexta-feira) - incluindo os 634 que estão em quarentena em um cruzeiro. O cruzeiro foi colocado em quarentena com pouco mais de 3.700 pessoas a bordo (entre passageiros e tripulação) em 3 de fevereiro, depois que um passageiro desembarcado foi infectado com o coronavírus COVID-19. Durante entrevista coletiva em Genebra, na Suíça, a OMS demonstrou preocupação com a situação do Irã, onde 18 casos foram confirmados em apenas dois dias, com 4 mortes. O diagnóstico de uma mulher no Líbano, que recentemente havia estado em solo iraniano, causou temores de que uma nova rede de contagio possa estar sendo formada. "Nossa preocupação continua a ser com o potencial do vírus de se espalhar em países com sistemas de saúde mais frágeis", ressaltou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. (Com agências internacionais) Veja Mais

Apreensão com coronavírus reforça cautela pré-Carnaval e Ibovespa fecha semana em queda

R7 - Economia Por Paula Arend LaierSÃO PAULO (Reuters) - O tom negativo prevaleceu na bolsa paulista nesta sexta-feira, fazendo o Ibovespa acumular queda na semana, afetado pela aversão a risco no exterior, conforme permanecem as preocupações relacionadas aos efeitos do surto de coronavírus na economia chinesa e seus reflexos na atividade global. O viés de baixa foi avalizado pelo forte recuo dos papéis da Vale, após prejuízo trimestral bilionário e risco de nova provisão também bilionária relacionada ao desastre em Brumadinho (MG), e pelo fim de semana prolongado no Brasil em razão do Carnaval, com a B3 reabrindo apenas na quarta-feira.Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 0,79%, a 113.681,42 pontos, contabilizando uma perda de 0,6% na semana. O volume financeiro nesta sexta-feira somou 21,8 bilhões de reais.O Politburo do Partido Comunista chinês, conduzido pelo presidente Xi Jinping, disse que o momento de virada do surto de coronavírus na China ainda não aconteceu, enquanto o jornal do partido alertou que seria um erro imaginar que já se pode ver uma vitória."Tememos que o impacto econômico na Ásia possa ser maior do que pensávamos, pois mais interrupções foram relatadas devido a medidas de contenção", afirmou a equipe do Barclays em nota a clientes. Os riscos relacionados ao coronavírus para a economia global devem ser discutidos por líderes financeiros do G20, que se reúnem na Arábia Saudita no fim de semana, em meio a tentativas de evitar que o surto vire uma pandemia global."O aumento dos novos casos de coronavírus fora da China deixa os mercados preocupados", acrescentou o gestor Ricardo Campos, sócio na Reach Capital, chamando a atenção também para dados mais fracos da economia chinesa recentemente, que têm elevado o temor de um efeito maior e mais prolongado no PIB."O sinal é de cautela no mercado externo", reforçou, citando o movimento do ouro, que atingiu máxima de sete anos nesta sexta-feira.NoneDESTAQUES- VALE ON recuou 3,97%, após reportar prejuízo líquido de 1,56 bilhão de dólares no quarto trimestre de 2019, principalmente devido a baixas contábeis e provisões relacionadas ao rompimento de barragem em janeiro de 2019, bem como afirmar que avalia provisão adicional de 1 bilhão a 2 bilhões de dólares relacionada ao desastre. BRADESPAR PN, holding que concentra seus investimentos na Vale, caiu 1,5%. None- PETROBRAS PN perdeu 2,6% e PETROBRAS ON cedeu 2,8%, em sessão de queda dos preços do petróleo no exterior.None- ITAÚ UNIBANCO PN cedeu 1,18%, afetado pelo viés negativo no mercado como um todo, com BRADESCO PN recuando 0,8%.None- LOJAS AMERICANAS PN avançou 7,7%, maior alta do Ibovespa, tendo de pano de fundo o balanço do quarto trimestre, com lucro líquido de 398 milhões de reais, avanço de 62% sobre o desempenho de um ano antes, com vendas maiores e avanço das operações de comércio eletrônico do grupo.None- B2W, controlada pela Lojas Americanas, fechou em alta de 2,5%, revertendo fraqueza no começo do pregão. A varejista de comércio eletrônico divulgou prejuízo líquido de 22,3 milhões de reais no quarto trimestre, embora menor do que a perda de 69,4 milhões no mesmo período de 2018. Em teleconferência, executivos afirmaram que busca até 2022 acelerar crescimento e geração de caixa, bem como reduzir investimentos em 2021 e 2022 ante 2020. None- WEG ON valorizou-se 4,86%, ainda refletindo avaliação positiva sobre os números da companhia no último trimestre divulgados nesta semana, que superaram as expectativas.None- MARFRIG ON subiu 1,6% e JBS ON avançou 0,74%, ganhando fôlego no final da sessão após a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, anunciar no Twitter que os Estados Unidos reabriram o mercado de carne bovina "in natura" para exportações do Brasil. Fora do Ibovespa, MINERVA ON fechou em alta de 2,8%. None- CCR ON caiu 1,4%, tendo no radar leilão de trecho da BR-101 em Santa Catarina, vencido pela empresa com oferta de deságio de tarifa de pedágio de mais de 60%. A companhia superou oferta da rival ECORODOVIAS, que caiu 0,9%. Veja Mais

Chegou aí? Galaxy A70 começa a receber Android 10

Chegou aí? Galaxy A70 começa a receber Android 10

canaltech A Samsung continua se esforçando para disponibilizar o Android 10 para seus smartphones. Nesta sexta-feira (21), o mais recente a receber a nova versão do sistema operacional foi o Galaxy A70, intermediário premium lançado no Brasil no ano passado. Inicialmente, o update está sendo disponibilizado na Europa, mas a expectativa é que até os próximos dias todos os usuários estejam com a nova versão. Samsung Galaxy A70 já está sendo vendido no Brasil Multilaser H vs. Samsung Galaxy A70: qual smartphone comprar? Os usuários ucranianos foram os primeiros a receber o Android 10, segundo o site Tizen Help. O patch, versão A705FNXXU5BTB9, possui pouco mais de 2GB de tamanho e traz consigo a nova interface One UI 2.0, proprietária da Samsung, bem como os pacotes de segurança mais avançados de fevereiro. Se você possui um Galaxy A70 e espera ansiosamente pelo Android 10, fique atento aos próximos dias. O sistema ainda não tem data de lançamento prevista no Brasil, mas você pode verificar se há alguma atualização, buscando em suas configurações do sistema. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Mensagem de atualização do Android 10 (Foto: Reprodução/Tizen Help) Entre as principais características do novo Android 10, há a adoção do modo escuro em todo sistema, bem como permissão de acessos a aplicativos mais restrita e uma economia de energia mais aprimorada. Já a One UI 2.0 adiciona uma navegação por gestos mais eficiente, gravador de tela nativo com diversos recursos, além de um desbloqueio facial mais otimizado. Veja as novidades da nova interface One UI 2.0 Android 10 chega com emojis novos e atualizações de antigos Atualização antecipada A atualização do Galaxy A70 pegou a maioria dos usuários de surpresa, pois, segundo informações anteriores, a nova versão só chegaria em abril. Isso pode significar os esforços da Samsung em agilizar o Android 10 para seus principais dispositivos. Recentemente, algumas linhas da Samsung haviam sido atualizadas, como as Galaxy S, Galaxy Note, Galaxy A e Galaxy M. Os novos Galaxy S20 e o Galaxy Z Flip, entretanto, já chegaram ao mercado equipados com o Android 10. Veja nosso review completo do Galaxy A70:   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Reajuste de servidores pode dificultar adesão de Minas a programa de socorro

O Tempo - Política Estado tem um dos ICMS mais elevados do país para combustível, energia elétrica e telefonia, segundo especialista Veja Mais

Oracle: 300 funcionários fizeram greve após CTO promover evento pró-Trump

Oracle: 300 funcionários fizeram greve após CTO promover evento pró-Trump

canaltech Cerca de 300 funcionários da Oracle fizeram um protesto de passeata, largando suas posições de trabalho em protesto à decisão do chairman, CTO e fundador da empresa, Larry Ellison, de promover um evento de captação de fundos para o presidente norte-americano Donald Trump, de quem o executivo não é apenas politicamente favorável, mas também é pessoalmente próximo. O evento foi realizado no último dia 19, com o protesto ocorrendo na manhã seguinte. As informações são da agência de notícias Bloomberg, que reportou o caso, que também indicou que um número não determinado de outros funcionários, embora não tenham abandonado suas posições de trabalho, não ligaram suas máquinas e não trabalharam, em união aos membros da passeata. Antes do evento, diversos funcionários assinaram petição contrária ao anúncio de Ellison. Leia também: Funcionários da Oracle assinam petição contra arrecadação para campanha de Trump "O protesto, chamado de ‘Sem Ética/Sem Trabalho’, envolveu cerca de 300 colaboradores que deixaram seus escritórios em passeata ou parando de trabalhar em locais remotos ao meio dia, dedicando o resto do dia a atividades voluntárias civis”, disse a agência, que cita uma fonte que pediu pelo anonimato por temer represálias da empresa. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Larry Ellison, fundador da Oracle e um de seus principais executivos, é próximo de Donald Trump e recentemente promoveu evento de captação de fundos para o presidente norte-americano Outras pessoas também mostraram descontentamento com a decisão de Ellison, mas ao invés de juntarem-se à passeata ou às atividades voluntárias — também por medo de um contra-ataque da Oracle —, preferiram fazer doações a entidades de caridade ou a opositores políticos do presidente Trump. O protesto contou ainda com uma página própria, a qual as restrições de navegação na internet dentro da conexão da Oracle marcou como “não segura” e ressaltando que “o acesso a esta página pode não ser permitido” pela política da empresa. Entretanto, se o usuário fosse um funcionário da Oracle, com ID interno e credencial, não havia impedimento de que a página abrisse, embora o acesso em si fosse logado nos servidores da Oracle, passíveis de rastreio posterior. Considerando que a Oracle tem mais de 130 mil funcionários, 300 dissidentes dificilmente causariam algum dano à empresa sob qualquer aspecto, mas ainda assim, é um episódio notável de como divergências políticas podem causar atritos no ambiente corporativo — em especial, para uma empresa de fama notoriamente corporativista e tradicional como a Oracle. Leia mais: Oracle e Google vão à Suprema Corte para resolver briga judicial sobre o Android Mas pelo menos não foi nada parecido com o que vem acontecendo no Google, que já teve diversos problemas com isso no passado e ainda é investigado por supostas violações de conduta no âmbito trabalhista. Ironicamente, as duas empresas estão em briga judicial sobre uma questão de propriedade relacionada ao Android. Oracle e Google devem visitar a Suprema Corte para uma decisão final no mês que vem. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Google anuncia maior controle sobre uso desnecessário de dados do GPS

Google anuncia maior controle sobre uso desnecessário de dados do GPS

canaltech O Google anunciou uma nova mudança na política de uso das informações de localização pelos aplicativos, e deixou claro para os criadores dos apps que a mudança vai cortar o uso indevido dos dados de GPS. No Android 10, o usuário já tinha ganhado a opção de permitir que apenas o aplicativo em uso acessasse os dados de localização. Na próxima versão, porém, o Google avisou em seu blog para desenvolvedores de apps que o controle do usuário será ainda maior. Atualmente em testes, o Android 11 incluirá a opção de dar acesso ao GPS para o app apenas uma vez. Ao ser fechado, o aplicativo perde o acesso aos dados de localização, até que o usuário conceda a autorização novamente. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- O Google justificou a mudança alegando que muitos aplicativos acessam as informações de localização quando não precisam delas. Além disso, a política de uso do Google Play exigirá uma pré-aprovação da empresa para que os apps acessem esses dados em segundo-plano. De acordo com a empresa, até mesmos seus próprios apps passarão por esse processo. Prevendo um grande impacto nos apps e, principalmente, para seus desenvolvedores, o Google anunciou um cronograma para implementar a mudança: Abril: atualização da política de uso dos dados em segundo plano na loja de apps; Maio: os desenvolvedores poderão tirar dúvidas sobre se o seu uso desses dados é válido; 3 de agosto: novos apps enviados à Google Play com acesso em segundo plano à localização terão de ser aprovados; 2 de novembro: todos os apps que solicitam o status de localização em segundo plano terão de ser aprovados pelo Google ou serão removidos. A mudança acontece em meio a uma crescente preocupação com a privacidade, incluindo publicações sobre o uso indevido de dados pessoais por parte dos aplicativos e a coleta de dados sem permissão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Prefeitura de Bebedouro, SP, abre inscrições para processo seletivo da saúde; veja vagas

G1 Economia Inscrições podem ser feitas presencialmente ou pela internet. Os salários variam de R$ 1.083,68 a R$ R$ 4.883,13. Prefeitura de Bebedouro abre processo seletivo para contratar profissionais da saúde Divulgação A Prefeitura de Bebedouro (SP) está com inscrições abertas de um processo seletivo para contratar profissionais em diferentes áreas da saúde. As inscrições podem ser feitas presencialmente até sexta-feira (28) ou por e-mail até o dia 1º de março. Os salários variam de R$ 1.083,68 a R$ R$ 4.883,13. A prova escrita será aplicada no dia 14 de março, das 9h às 12h, no Instituto Municipal de Ensino Superior de Bebedouro Victório Cardassi (IMESB). As vagas são para: Atendente Assistente social Auxiliar de saúde bucal Cirurgião dentista - ESF Enfermeiro Médico cardiologista Médico cirurgião geral Médico dermatologista Médico endocrinologista infantil Médico - ESF Médico neurologista Médico plantonista cirurgião geral para plantões presenciais Médico plantonista ginecologista/obstetra para plantões presenciais Médico pneumologista pediatra Médico psiquiatra adulto Médico psiquiatra infantil Médico urologista Psicólogo Como fazer a inscrição? Presencial Prazo: 28 de fevereiro, até às 16h Onde: Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura - Praça José Stamato Sobrinho, n° 151, Centro Como: os interessados devem comparecer ao endereço acima e apresentar cópias do RG ou qualquer documento com foto, e comprovante de residência atualizado Por e-mail Prazo: 1º de março, até às 23h59 Onde: o interessado deve imprimir a ficha de inscrição disponível no site da Prefeitura e preenchê-la. Em seguida, deve anexar cópias de um documento com foto e de um comprovante residencial atualizado Como: os três itens devem ser digitalizados em formato PDF, e encaminhados por e-mail para processoseletivo@bebedouro.sp.gov.br A lista com a relação de inscritos (deferidos e indeferidos) será publicada no site da Prefeitura, no dia 4 de março, quando abre o prazo para os recursos. Já a lista final com os candidatos aptos a fazerem a prova será divulgada no dia 11 de março. O edital está disponível no site da Prefeitura. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (17) 3342-7665. Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca Veja Mais

Twitter facilita theads com posts antigos e testa nova checagem de fatos

Twitter facilita theads com posts antigos e testa nova checagem de fatos

Tecmundo O Twitter anunciou nesta quarta-feira (19) uma nova função que ajuda a criação e incorporação de threads (os chamados "fios", com sequências de publicações conectadas) na rede social.A novidade é um recurso que facilita a adição de postagem antigas em uma nova sequência. Em resumo, você ganha a opção de ligar publicações já realizadas a um tweet que ainda está em composição. A seleção é feita pela própria plataforma — antes, era preciso abrir o próprio perfil para selecionar manualmente o que havia sido postado por você mesmo.Leia mais... Veja Mais

Após aumento nos casos de novo coronavírus, Itália fecha espaços públicos do norte do país

Glogo - Ciência Ao menos 17 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19, segundo autoridades de saúde. Cordogno, no norte da Itália, ficou esvaziada nesta sexta-feira (21) após aumento no número de casos do novo coronavírus Luca Bruno/AP Photo Autoridades do norte da Itália emitiram ordens nesta sexta-feira (21) para o fechamento de locais públicos — entre eles escolas, bares, escritórios e centros esportivos — como forma de deter a propagação do novo coronavírus. A decisão foi tomada pelo ministro da Saúde, Roberto Speranza, e as autoridades da Região da Lombardia durante uma reunião de crise com as autoridades locais após detectar 14 casos de contágio dentro da Itália, entre eles em cinco médicos. O país tem 17 casos confirmados no total. Todos os eventos esportivos foram suspensos, enquanto os habitantes foram alertados a não saírem de suas casas durante ao menos os próximos cinco dias. A medida de precaução afeta cerca de 50 mil habitantes dessa região. Primeiro caso na Itália Equipe de hospital leva novas cama para unidade em Codogno, onde pacientes foram diagnosticados com o novo coronavírus nesta sexta-feira (21) Luca Bruno/AP Photo O primeiro caso registrado foi em Codogno e se trata de um italiano de 38 anos, que se encontra internado tratamento intensivo por se tratar de um caso grave. O paciente foi infectado por outro italiano, que esteve na China há várias semanas. A esposa do paciente em estado grave e um colega de uma prática esportiva estão entre os casos confirmados. Os 60 funcionários da sede da multinacional Unilever em Casalpusterlengo, na mesma região, também foram submetidos a análises. A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu à comunidade internacional para "combater fortemente" esse vírus, que já contagiou mais de 75 mil pessoas na China e 1.100 em outras partes do mundo. VEJA TAMBÉM: OMS alerta contra 'teorias da conspiração' Casos de coronavírus pelo mundo, incluindo Líbano e Israel, até a sexta-feira, 21 de fevereiro Arte/G1 Veja Mais

Ministro do TST anuncia acordo entre Petrobras e trabalhadores para por fim à greve

G1 Economia Greve durou 20 dias e, segundo Ives Gandra, metade dos dias parados será descontada; outra metade será compensada. Nova reunião será feita no dia 27 para discutir demissões no PR. O ministro Ives Gandra Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), informou nesta sexta-feira (21) que a Petrobras e os trabalhadores chegaram a um acordo para por fim à greve da categoria. A paralisação durou 20 dias e, segundo o ministro, o acordo prevê: metade dos dias parados será descontada; a outra metade dos dias terá de ser compensada; a multa aplicada aos sindicados foi reduzida de R$ 58,5 milhões para R$ 2,47 milhões; a Petrobras vai suspender a aplicação da nova tabela de turnos, que passará a ser feita pelos trabalhadores; na próxima quinta (27) haverá uma reunião para discutir as demissões na Araucária Nitrogenados (Ansa), subsidiária da Petrobras. Ives Gandra deu as informações após mediar uma audiência de conciliação entre a empresa e os trabalhadores, em Brasília. "Conseguimos resolver a questão da tabela de turnos, conseguimos resolver também, de certa forma, a questão de dias parados e a questão das multas e agora ficou para quinta-feira que vem uma mesa de negociação em relação a questão da Ansa", disse o ministro. A paralisação da categoria começou em 1º de fevereiro. Os trabalhadores da Petrobras pedem a suspensão das demissões na Ansa. Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), as demissões afetaram mais de mil famílias. A Petrobras já anunciou a "hibernação" da fábrica, isto é, a interrupção da produção no local. De acordo com a estatal, a fábrica tem apresentado recorrentes prejuízos desde que foi adquirida, em 2013. "De janeiro a setembro de 2019, a empresa gerou um prejuízo de cerca de R$ 250 milhões e a projeção para 2020 é de prejuízo superior a R$ 400 milhões", informou a Petrobras em janeiro deste ano, ao anunciar a decisão. Greve na Petrobras pode ser decidida hoje O caso no TST Na última segunda (17), Ives Gandra atendeu a um pedido da Petrobras e considerou a greve abusiva e ilegal. Na ocasião, o ministro também autorizou a estatal a tomar "medidas administrativas cabíveis", como cortes de salários e sanções disciplinares. A categoria, no entanto, anunciou que a greve continuaria e que iria recorrer da decisão. Um dia depois, na terça (18), Ives Gandra informou que aceitaria mediar as negociações, desde que os trabalhadores suspendessem a greve. A categoria, então, decidiu suspender temporariamente a paralisação. Veja Mais

Yakima lança caixa de teto para carros que contém carregador solar integrado

Yakima lança caixa de teto para carros que contém carregador solar integrado

canaltech Apesar de muitas pessoas aproveitarem passeios na natureza para fugir um pouco da vida conectada da cidade, por vezes é necessário utilizar os equipamentos como celulares, lanternas e outros dispositivos para qualquer emergência, ou até mesmo para se localizar e evitar transtornos. Com isso em mente, a Takima, fabricante americana de itens para overlanding e camping, lançou uma caixa de teto para carros que conta com painéis solares para gerar energia aos ocupantes dos veículos, seja durante a viagem ou nos momentos de lazer. O novo CBX Solar é o título da mais recente linha de caixas de teto da Yakima e conta com painéis solares da empresa Sunflare, capazes de gerar 36W de energia e feitos de cobre e gálio. O equipamento produz, ainda, 5 volts (máximo de 3A) por meio de duas portas USB integradas. Os proprietários podem utilizar e carregar telefones e outros dispositivos móveis no acampamento sem se preocupar em esgotar a bateria do carro. O painel foi projetado para ser resistente a impactos, calor, frio e vento. Imagem: Yakima Esta caixa solar fica no topo da nova linha Yakima CBX, que também inclui modelos não solares de 4,6 e 5,4 metros de comprimento. Em comparação com os modelos mais antigos, a Yakima oferece à nova linha uma estética mais elegante, mais angular e uma nova textura externa. Cada caixa inclui uma alça de tampa que se desconecta após o bloqueio para aumentar a segurança. A ferramenta de limitação de torque incluída usada para apertar o material de montagem fica dentro da caixa. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- As caixas CBX Solar chegarão ao mercado em agosto, por US$ 1.299. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x Imagens impressionantes mostram rápido derretimento de gelo na Antártida Veja Mais

Coreia do Sul confirma mais 142 casos de coronavírus nas últimas 24 horas

Glogo - Ciência Segundo o balanço mais recente divulgado pelo governo sul-coreano, 346 pessoas foram diagnosticadas com Covid-19. Na China, o número passou dos 76 mil, com e mais de 2,3 mil mortes foram registradas. Trabalhadores com equipamento protetor usam desinfetante em spray contra o novo coronavírus em frente a uma igreja em Daegu, na Coreia do Sul, nesta quinta-feira (20). Kim Jun-beom/Yonhap via AP A Coreia do Sul registrou, nesta sexta-feira (21), mais 142 novos casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, informaram autoridades de saúde no país. O número total de infectados no país asiático chegou a 346, em menos de 24 horas. No primeiro balanço do dia, divulgado na manhã de sexta pelo horário de Brasília, a Coreia confirmou uma segunda morte pela doença. A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou que o salto no número de casos na Coreia do Sul não sinaliza um risco maior de uma pandemia global. O diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que "o número de casos é realmente gerenciável e espero que a Coreia do Sul faça tudo para conter esse surto nesta fase inicial". Na quinta (20), ele havia alertado contra informações erradas e "teorias da conspiração" sobre o novo coronavírus. Destaques sobre o coronavírus desta sexta: Na China, são 76.288 casos confirmados e 2.345 mortes Israel confirmou o primeiro caso dentro do país O Irã confirmou mais duas mortes por Covid-19 O primeiro caso da doença foi confirmado no Líbano A Itália registrou a morte de um paciente de 78 anos Na China, o número de mortos subiu para 2.345, 106 a mais que o registrado no último balanço da quinta-feira (20). A quantidade de infectados chegou a 76.288 em todo o país, 366 a mais que o registrado no último levantamento; o número de pessoas com o vírus aumentou particularmente nas prisões. OMS expressa preocupação com novo coronavírus fora da China Initial plugin text Veja Mais

Imagens impressionantes mostram rápido derretimento de gelo na Antártida

Imagens impressionantes mostram rápido derretimento de gelo na Antártida

canaltech Não é à toa que uma das principais preocupações mundiais atualmente, além do novo coronavírus (Covid-19), são as mudanças climáticas. Estamos vendo muitos lugares com enchentes e problemas ambientais inesperados, e novas imagens liberadas pela NASA são preocupantes: há duas semanas, a Antártida registrou seu clima mais quente da história, com temperatura de 18,3 °C, o que provocou o rápido derretimento de uma grande área de gelo entre os dias 5 e 13 de fevereiro. Comparando com outras fotos capturadas pelo satélite Landsat 8, é visível o que aconteceu em pouco mais de uma semana em Eagle Island, uma massa de terra na ponta da península, que fica a cerca de 40 quilômetros da Base Esperanza, onde foi registrada a temperatura recorde. Imagem: Reprodução/NASA À medida que as temperaturas quentes persistiam, a calota de gelo da ilha recuou rapidamente e a água derretida foi coletada em piscinas que cobriam cerca de 1,6 quilômetro quadrado. A onda de calor diminuiu em cerca de dez centímetros a espessura da neve, 25% dos quais derreteram no dia 6 de fevereiro. No total, a NASA estima que essa onda quente tenha derretido 20% de toda a acumulação sazonal de neve da região. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Entenda por que é errado usar dias frios para negar as mudanças climáticas Terra em perigo! Emergência climática global é declarada por cientistas Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Imagem: Reprodução/NASA "Nunca vi lagoas de derretimento se desenvolverem rapidamente na Antártida. Você vê esses tipos de eventos de derretimento no Alasca e na Groenlândia, mas geralmente não na Antártida", afirmou Mauri Pelto, glaciologista do Nichols College que estuda o evento. A onda de calor foi particularmente intensa neste ano por causa de padrões climáticos atípicos na costa da América do Sul. Na temperatura máxima, a Antártida esteve mais quente que Orlando, na Flórida. Por mais anômalo que isso possa parecer, os cientistas esperam que se torne uma ocorrência mais frequente devido aos impactos das mudanças climáticas provocadas pela ação do Homem. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? CAIU O PREÇO | Redmi Note 8, Note 8T e Note 8 Pro a partir de R$ 927 em até 10x SpaceX busca US$ 250 milhões para financiar seus três grandes projetos de 2020 Veja Mais

Azul assina acordo para adquirir TwoFlex por R$ 123 milhões

G1 Economia Fechamento do negócio está condicionado a aprovação da operação pelo Cade. A companhia aérea Azul informou nesta sexta-feira (21) que assinou o acordo para a compra da TwoFlex por R$ 123 milhões. O fechamento do negócio está condicionado a aprovação da operação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). A Azul anunciou um acordo vinculativo para comprar a TwoFlex, que é dona de 17 aviões Cessna Caravan, em 14 de janeiro. Pelo acordo, a Azul será dona de 100% da TwoFlex. Avião da companhia aérea azul Sergio Moraes/Reuters Seus três sócios — Rui Thomaz de Aquino, que era dono da Flex e preside a empresa atualmente, Anderson Davo, da Two, e Luiz Eduardo Falco, presidente do conselho de administração da CVC — deixarão a empresa após a compra. A transação é considerada estratégica pela Azul. Com a compra da TwoFlex, a companhia barrou um eventual avanço da Gol, que fez uma parceria com TwoFlex para a venda de passagens em 2019. A Azul também conseguiu ampliar opções para ligação entre as capitais paulista e fluminense. A TwoFlex obteve em setembro do ano passado licenças da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para voos entre o aeroporto de Jacarepaguá, na Barra da Tijuca, e o terminal de Congonhas, em São Paulo. Veja Mais

Itália confirma primeira morte por coronavírus

Glogo - Ciência Um paciente de 78 anos, morador da cidade de Pádua, no norte do país, foi o primeiro na península a morrer por complicações do Covid-19. Cordogno, no norte da Itália, ficou esvaziada nesta sexta-feira (21) após aumento no número de casos do novo coronavírus Luca Bruno/AP Photo A Itália registrou, nesta sexta-feira (20), a primeira morte provocada por Covid-19 no país – a doença é causada pelo novo coronavírus. A informação foi divulgada pela agência italiana de notícias, Ansa. Um paciente de 78 anos, na cidade de Pádua, no norte do país, morreu após ter sido infectado pelo 2019-nCov. As autoridades de saúde anunciaram também que há 15 casos confirmados de Covid-19 do vírus no norte da Lombardia e dois na região vizinha, Veneto, onde Pádua está localizada. Mortes e casos pelo mundo De acordo com o mais recente balanço da OMS, a epidemia na China já deixou mais de 75,5 mil pessoas infectadas e causou mais de 2 mil mortes. Fora da China, segundo a Organização Mundial Saúde (OMS), há outros 1.152 casos e oito mortes: 1 nas Filipinas, 3 no Japão, 1 na França, 1 no Irã, 1 na Coreia do Sul e esta na Itália. Casos de coronavírus pelo mundo, incluindo Líbano e Israel, até a sexta-feira, 21 de fevereiro Arte/G1 Destaques sobre o coronavírus desta sexta (21): A Coreia do Sul registrou, em um dia, mais de 100 novos casos da doença, e a quantidade de infectados no país cresceu para 208; Israel confirmou o primeiro caso dentro do país - de um passageiro que estava bordo do navio de cruzeiro que ficou em quarentena no Japão. Ele e outros 10 cidadãos israelenses foram repatriados depois de sair do navio. Antes disso, 4 israelenses já haviam sido diagnosticados e hospitalizados no Japão. A previsão é que os últimos passageiros com exames negativos para o vírus deixem o navio nesta sexta (21). Até a quinta (20), 634 casos da doença haviam sido confirmados na embarcação. O Irã confirmou mais duas mortes por Covid-19; agora, são quatro vítimas fatais pela doença no país. Ao todo, 18 casos foram confirmados lá, incluindo os das pessoas que morreram. O primeiro caso da doença foi confirmado no Líbano, de uma mulher que chegou ao país em um avião que vinha do Irã. Agora, há 1.152 casos confirmados fora da China, em 26 países, segundo a OMS. Coronavírus: sintomas, risco no Brasil e tudo o que se sabe até agora Initial plugin text Veja Mais

Billie Eilish: “No Time to Die” é o tema de 007 com a melhor estreia na história

Billie Eilish: “No Time to Die” é o tema de 007 com a melhor estreia na história

R7 - Música Billie Eilish No Time to Die Tenho Mais Discos Que Amigos Billie Eilish caprichou na hora de fazer a música-tema do novo filme 007: Sem Tempo Para Morrer e deu resultado. Números recém-divulgados mostram que 'No Time to Die' vendeu o equivalente a 90 mil cópias na sua primeira semana, incluindo 10,6 milhões de streams. Segundo a NME, essa é a melhor estreia de um single da franquia 007 em toda sua história. Mais ainda, é a melhor estreia de um single esse ano por enquanto. Por fim, a canção atingiu o topo das paradas do Reino Unido e, consequentemente, deu a Billie seu primeiro hit número 1 por lá. A canção foi escrita por ela ao lado de seu irmão e produtor, FINNEAS, e do lendário Hans Zimmer. Abaixo, você pode conferir a performance da faixa no BRIT Awards, com a participação de Johnny Marr (ex-The Smiths). Billie Eilish e 'No Time to Die' https://www.youtube.com/watch?v=2I1ZU5g1QNo&feature=emb_logo Vale lembrar que Billie Eilish foi a grande vencedora do Grammy 2020. Ela se tornou a primeira mulher a levar os quatro prêmios principais da noite, e saiu com cinco troféus no total. A cantora tem passagem confirmada pelo Brasil em 2020 com sua turnê para o disco de estreia. Confira todas as informações sobre os dois shows, que acontecem no Rio de Janeiro e São Paulo, clicando aqui. Veja Mais

'Friends': elenco se reúne para gravar especial

G1 Pop & Arte De acordo com 'Variety', Jennifer Aniston, Courteney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer gravarão encontro em comemoração aos 25 anos da série. Elenco de 'Friends' Divulgação Após negociações iniciadas em novembro, o elenco original de "Friends" deverá voltar às telas para um encontro especial, segundo o site "Variety". Ainda sem nome, a produção será uma reunião sem roteiro para o serviço de transmissão de vídeos HBO Max. Veja Mais

Atores de “Friends” confirmam reunião da série na HBO Max

Atores de “Friends” confirmam reunião da série na HBO Max

R7 - Música Elenco de Friends Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Instagram Agora é real/oficial: os atores da aclamada série Friends acabaram de confirmar uma reunião no serviço de streaming HBO Max. A gente havia falado por aqui sobre como um site de entretenimento antecipou a notícia após declarações de algumas fontes sobre o assunto, e agora o elenco (quase) todo publicou uma foto junto da mensagem 'It's happening', ou algo como 'Vai rolar'. Até o momento da publicação dessa matéria (19:25), só Matt LeBlanc (Joey) não havia compartilhado a notícia. No post, Jennifer Aniston (Rachel), Courteney Cox (Monica), Lisa Kudrow (Phoebe), Matthew Perry (Chandler) e David Schwimmer (Ross) se marcaram e também marcaram o perfil da @hbomax Detalhes e Formato da Reunião de Friends https://www.instagram.com/p/B82FMKcBKHL/ Infelizmente os detalhes ainda são escassos e não se sabe o que efetivamente faria parte dessa reunião, mas os boatos dão conta de que seja um especial de uma hora de duração com estreia marcada para Maio e cerca de 2 milhões de dólares para cada ator. Ele seria gravado no estúdio 24 da Warner Bros., mesmo local onde a série original foi produzida e gravada, e Ben Winston, produtor executivo do Late Late Show With James Corden será o diretor e produtor executivo do programa. O problema é que há boatos dizendo que esse programa não seria um episódio mostrando como Ross, Joey, Chandler, Monica, Phoebe e Rachel estariam hoje em dia, mas sim um bate-papo dos atores com uma figura do entretenimento. Houve, inclusive, rumores de que quem faria as honras seria a apresentadora Ellen DeGeneres. Será que os fãs se contentarão com essa abordagem se for o caso? Aguardemos! Veja Mais

Preços dos combustíveis nos postos recuam na semana, diz ANP

G1 Economia De acordo com o levantamento semanal da ANP, o valor médio do litro da gasolina recuou 0,3%, para R$ 4,537. Foi a quarta queda seguida. Aumento dos preços de combustíveis para consumidor final fica a critério de distribuidoras e postos Marcelo Brandt / G1 Os preços dos combustíveis recuaram na semana, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (21) pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). De acordo com o levantamento da ANP, o valor médio do litro da gasolina para o consumidor recuou 0,29%, para R$ 4,537, na quarta queda seguida. O preço do litro do diesel caiu 0,27% no período, para R$ 3,701, em média. Na semana, o litro do etanol teve queda de 0,46%, para R$ 3,241. Os valores são uma média calculada pela ANP com dados coletados em postos em diversas cidades pelo país. Os preços, portanto, variam de acordo com a região. Guia Prático #74: Aprenda a calcular o consumo de seu carro Preços na refinaria Nesta semana, a Petrobras aumentou o preço médio da gasolina em suas refinarias em 3%. Foi o primeiro aumento do combustível neste ano. O preço do diesel da petroleira não sofreu alterações. O reajuste da gasolina ocorreu após o preço do petróleo Brent registrar uma recuperação de cerca de 10% desde o último dia 10, quando havia atingido o menor valor em cerca de 13 meses, com temores sobre o impacto do coronavírus na demanda chinesa. Veja Mais

Petrobras inicia fase não vinculante para venda de unidade de fertilizantes em MS

R7 - Economia RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras iniciou fase não vinculante para a venda de 100% de sua Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III (UFN-III), em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, informou a companhia nesta sexta-feira.A construção da unidade teve início em 2011, mas foi interrompida em dezembro de 2014, com avanço físico de cerca de 81%. Após concluída, a UFN-III terá capacidade projetada de produção de ureia e amônia de 3.600 t/dia e 2.200 t/dia, respectivamente. Os potenciais compradores habilitados para essa fase receberão um memorando descritivo contendo informações mais detalhadas sobre o ativo, além de instruções sobre o processo de desinvestimento.A busca por compradores para a planta no Mato Grosso do Sul faz parte de um ambicioso plano de desinvestimentos da petroleira, que visa levantar recursos para reduzir dívidas e focar atividades em ativos de exploração e produção de petróleo de alta rentabilidade.None (Por Marta Nogueira) Veja Mais

Zema: Continuo 'firme no propósito' de aderir ao Regime de Recuperação Fiscal

O Tempo - Política Governador apresentou proposta de reajuste aos servidores da segurança, o que contraria as regras do regime Veja Mais

Aversão a riscos faz dólar bater novo recorde, aos R$4,393; Ibovespa cai

R7 - Economia O Ibovespa, principal índice acionário da B3, a bolsa brasileira, operou em baixa nesta sexta-feira (21), seguindo os mercados internacionais. As perdas foram de -0,79% aos 113.681,42 pontos. O dólar comercial subiu sutilmente após leve queda durante a tarde e fechou com valorização de 0,04% ante o Real e cotação a R$ 4,393 – é […] O post Aversão a riscos faz dólar bater novo recorde, aos R$4,393; Ibovespa cai apareceu primeiro em SpaceMoney. Veja Mais

Caixa Seguridade protocola pedido para abertura de capital

G1 Economia Há três anos, braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal desistiu de IPO ao alegar condições adversas de mercado. A Caixa Seguridade, braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal, protocolou nesta sexta-feira (21) o aguardado prospecto preliminar para oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A operação, que terá apenas oferta secundária de ações - papéis detidos pela Caixa Econômica -, será coordenada por um pool de bancos incluindo Morgan Stanley, a própria Caixa Econômica, Bank of America, Credit Suisse, Itaú BBA e Banco do Brasil. Agência da Caixa Econômica Federal no centro do Rio de Janeiro. REUTERS/Pilar Olivares/File A retomada dos planos acontece quase três anos após a Caixa Seguridade ter desistido do IPO, alegando na época condições adversas de mercado. Veja Mais

EUA liberam a compra de carne bovina brasileira, suspensa em 2017

EUA liberam a compra de carne bovina brasileira, suspensa em 2017

R7 - Economia A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, que anunciou a liberação Isaac Fontana/ Framephoto/ Estadão Conteúdo - 12.11.2019 A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou nesta sexta-feira (21) que os Estados Unidos liberaram a importação de carne bovina do Brasil, que estava suspensa desde junho de 2017. Em um post no Twitter, a ministra comemorou a decisão americana, que segundo ela é um "reconhecimento da qualidade do produto brasileiro". "Era uma notícia que esperávamos com ansiedade já algum tempo e que hoje eu tive a felicidade de receber". Boa notícia: reabertura do mercado dos EUA para carne bovina in natura do Brasil. Mais um bom resultado para nossa economia. Reconhecimento da qualidade do produto brasileiro.  Parabéns, presidente @jairbolsonaro. #agro pic.twitter.com/aJZ0IQUMUG— Tereza Cristina (@TerezaCrisMS) February 21, 2020 A suspensão estava em vigor desde junho de 2017, quando o secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Sonny Perdue, travou a compra do produto brasileiro, segundo ele, por causa de “preocupações recorrentes” com a segurança do produto destinado ao mercado americano. Na ocasião, ele informou que a medida continuaria em vigor até que o Ministério da Agricultura do Brasil adotasse ações “corretivas” para atender as exigências do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA). A decisão era encarada como um revés significativo para os exportadores de carne brasileiros, que haviam conseguido abrir o mercado americano para seus produtos em junho de 2015. O primeiro embarque, no entanto, ocorreu apenas em setembro de 2016. Embora o volume de exportação ainda não chegasse a ser relevante, o mercado americano, por ser um dos mais exigentes, servia de referência para que outros países decidissem comprar a carne brasileira. Veja Mais

Ozzy Osbourne explica ausência de Zakk Wylde no seu novo disco

Ozzy Osbourne explica ausência de Zakk Wylde no seu novo disco

R7 - Música Zakk Wylde em Hong Kong, 2017 Tenho Mais Discos Que Amigos Foto Stock via Shutterstock Hoje, dia 21 de Fevereiro, o lendário Ozzy Osbourne lançou seu primeiro disco em 10 anos. Ordinary Man tem uma série de participações especiais de guitarristas como Slash e Tom Morello, além de Elton John ao piano e nos vocais e aparições dos rappers Post Malone e Travis Scott. Na banda fixa estão o baterista Chad Smith (Red Hot Chili Peppers), o baixista Duff McKagan (Guns N' Roses) e Andrew Watt, que além de produzir o álbum assumiu o papel de guitarrista. Ozzy Osbourne e Zakk Wylde Muita gente se perguntou sobre por que Zakk Wylde, parceiro de longa data de Ozzy não aparece no álbum, e o próprio respondeu em uma entrevista recente para a Kerrang! Segundo ele, as coisas evoluíram tão rápido desde as primeiras jams que ele nem sabia que estava fazendo um álbum. Quando viu, estava com as canções prontas, as participações confirmadas e um disco de respeito, sem tempo para conciliar a agenda das gravações com a de Wylde. Você pode ouvir Ordinary Man na íntegra clicando aqui. Veja Mais

Adesivo em placa engana piloto automático de um Tesla durante teste

Adesivo em placa engana piloto automático de um Tesla durante teste

canaltech Quão confiável é a função Autopilot dos veículos da Tesla Motors? Se você confiar plenamente no CEO da empresa, Elon Musk, você dirá “100%”. Um grupo de pesquisadores da empresa de segurança McAfee colocou isso à prova, porém, e o resultado não foi dos mais legais para a companhia. Por meio de um experimento simples, os pesquisadores em questão conseguiram enganar as câmeras externas de dois carros, um Model S e um Model X — ambos rodando dentro de um ambiente controlado, obviamente —, fazendo com que ambos acelerassem bem acima do limite de velocidade. E qual foi a ferramenta de tecnologia de ponta que esses “hackers” usaram para derrubar um sistema tido como um dos mais seguros? Fita isolante. Dessas que se usa para fazer emendas em fiações elétricas. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.-   Como você pode perceber pelo vídeo acima, os pesquisadores não se valeram de nenhum software de última geração ou um ataque direto ao sistema: eles meramente colaram pedaços de fita isolante em uma placa de sinalização. Enquanto a placa em si originalmente diz “35 milhas por hora (mph)” (pouco mais de 56 quilômetros por hora, ou “km/h”) como limite de velocidade, algumas tiras de fita isolante estrategicamente posicionadas a fizeram parecer dizer “85 mph” ou quase 137 km/h. Sem falha, as câmeras externas dos dois veículos da Tesla (a chamada Mobileye Eye Q3) acelerou. “Durante um processo de 18 meses de pesquisa, [os pesquisadores da McAfee] Trivedi e Povolny replicaram e expandiram uma série de ataques adversariais de machine learning, incluindo um estudo onde a professora Dawn Song da Universidade de Berkeley usou adesivos para enganar um carro com direção autônoma, fazendo-o acreditar que um sinal de parada fosse uma placa de 70 km/h de velocidade”, diz o estudo, publicado no site MIT Technology Review. No ano passado, hackers enganaram um Tesla a virar para a faixa errada ao colar adesivos na estrada, em uma tentativa de manipular os algoritmos de machine learning do carro”. A função de piloto automático da Tesla Motors foi inaugurada em outubro de 2014, com o CEO da empresa, Elon Musk, dizendo que o sistema empregava tecnologia de machine learning para sempre se manter aprendendo e melhorando sua capacidade de navegação. Musk chegou a prometer que, até o final de 2018, promoveria uma viagem de um Tesla da Califórnia até Nova York — uma distância de quase 4 mil quilômetros — totalmente feita pelo piloto automático. É verdade que a tecnologia evolui muito de lá até aqui, mas tal viagem ainda não foi feita. Teste daMcAfee consegue enganar o piloto automático de carros da Tesla usando apenas uma fita isolante (Imagem: Divulgação/McAfee) Apesar de toda a evolução ocorrida, porém, o teste mostra que mesmo o ataque mais simples pode acabar criando situação de perigo à vida do usuário: “A razão de estarmos estudando isso agora é porque nós temos sistemas inteligentes que, eventualmente, estarão realizando tarefas que hoje são feitas por humanos”, disse Povolny. “Se não estivermos cientes sobre o que são esses ataques e cuidadosos sobre como esses sistemas são desenhados, então teremos uma frota de computadores interconectados que serão uma das mais tentadores e impactantes áreas de ataque no mercado”. A situação expõe sistemas de machine learning, que, apesar de toda a evolução implementada nesse tipo de tecnologia, ainda há muito o que se debater no que tange à sua segurança: em março de 2019, um sistema autônomo médico, por exemplo, foi enganado e passou a oferecer diagnósticos ruins. Os registros e anotações da McAfee foram oferecidos à Tesla Motors ao final do ano passado, quando o teste em questão foi feito. A empresa não comentou em detalhes sobre a situação, mas reconheceu as falhas apontadas pelo estudo e assegurou que os problemas estão sendo resolvidos. Vale citar, porém, que os carros envolvidos no teste são, ambos, modelos de 2016, sendo que os veículos atuais já não utilizam mais a câmera da Mobileye: a Tesla já usa câmeras produzidas internamente. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

The Batman: traje do Morcego e batmoto aparecem em fotos do set

The Batman: traje do Morcego e batmoto aparecem em fotos do set

Tecmundo Na semana, foi divulgado um vídeo mostrando o teste de câmera realizado com Robert Pattinson para The Batman, vestindo o traje do herói. Mesmo com pouco iluminação, era possível ver alguns detalhes sobre o uniforme que deveria ser utilizado pelo ator para viver o Cavaleiro das Trevas.Agora, fotos de bastidores revelam um dublê com o traje completo. É possível ver com mais detalhes a armadura do Batman, que parece ser blindada, além do estranho capacete, com longas orelhas de morcego. Confira abaixo.Leia mais... Veja Mais

Facebook não pagará indenização a família de vítima fatal de fake news

Facebook não pagará indenização a família de vítima fatal de fake news

canaltech Foi negada à família de Fabiane Maria de Jesus uma indenização do Facebook, quase seis anos após um linchamento ocorrido como consequência do compartilhamento de notícias falsas na cidade de Guarujá, litoral de São Paulo. Fabiane foi falsamente acusada de ser a responsável pelo sequestro de crianças para rituais de magia negra, resultando no seu espancamento e morte, dois dias depois. A família moveu uma ação contra o Facebook no Brasil por danos morais, mas a indenização foi negada pelo juiz Christopher Alexander Roisin, da 3ª Vara Cível de São Paulo. Imagem: Reprodução/Facebook De acordo com o juiz, o Facebook "não é polícia de costumes dos usuários da plataforma, mas mero reparador a posteriori, nos termos das condições de uso e da notificação prévia". A decisão foi julgada com base no artigo 19 da lei de número 12.965, estabelecida em 23 de abril de 2014. A lei diz: -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Com o intuito de assegurar a liberdade de expressão e impedir a censura, o provedor de aplicações de internet somente poderá ser responsabilizado civilmente por danos decorrentes de conteúdo gerado por terceiros se, após ordem judicial específica, não tomar as providências para, no âmbito e nos limites técnicos do seu serviço e dentro do prazo assinalado, tornar indisponível o conteúdo apontado como infringente, ressalvadas as disposições legais em contrário". Na época, a defesa do Facebook também afirmou que não tem ação sobre os lamentáveis eventos que ocorreram com Fabiane, e que a culpa é de terceiros. O caso aconteceu no dia 3 de maio de 2014, quando a página do Facebook Guarujá Alerta publicou uma foto de Fabiane, acusando-a de ser a responsável pelo crime contra crianças. Ela foi linchada por cerca de 10 moradores, o que resultou em sua morte. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Província de Hubei tem mais 106 mortes e 366 novos casos confirmados de coronavírus

Glogo - Ciência Com novos registros, número de infecções na China passa de 76 mil. São 2.345 mortes até agora no país devido à doença. Guarda usa máscara para se proteger do novo coronavírus em um checkpoint em Pequim, na China, nesta quinta-feira (20). A OMS descartou a possibilidade de o vírus ser uma arma biológica. Greg Baker / AFP A província de Hubei, epicentro do coronavírus na China, registrou na sexta-feira (21) mais 106 mortes devido à doença e confirmou novos 366 casos. Com essas novas infecções, o número de pessoas com o 2019 n-CoV no país passou para 76.288 e o de mortes chegou a 2.345. Fora da China, segundo a Organização Mundial Saúde (OMS), há outros 1.152 casos e oito mortes: 1 nas Filipinas, 3 no Japão, 1 na França, 1 no Irã, 1 na Coreia do Sul e esta na Itália. Destaques sobre o coronavírus desta sexta: Na China, são 76.288 casos confirmados e 2.345 mortes A Coreia do Sul registrou mais de 100 novos casos da doença Israel confirmou o primeiro caso dentro do país O Irã confirmou mais duas mortes por Covid-19 O primeiro caso da doença foi confirmado no Líbano A Itália registrou a morte de um paciente de 78 anos Casos de coronavírus pelo mundo, incluindo Líbano e Israel, até a sexta-feira, 21 de fevereiro Arte/G1 Um estudo divulgado na segunda-feira (17), mostrou que, apesar do grande número de casos, a maioria dos infectados apresentaram uma versão leve da Covid-19, nome dado à doença causada pelo coronavírus. Apenas pessoas em situação crítica, menos de 5% do total, correram risco de vida. A pesquisa confirma os indícios apresentados por outros cientistas: a maior taxa de mortalidade (14,8% dos infectados) está entre as pessoas com mais de 80 anos. Pacientes com outras doenças, principalmente as cardiovasculares, também têm uma chance maior de ter a versão crítica da Covid-19. Classificação de gravidade da epidemia de coronavírus na China Carolina Dantas/G1 No Brasil, nenhuma confirmação da doença. Nesta sexta, o Ministério da Saúde informou que acompanha um caso suspeito de coronavírus e que, desde o começo do monitoramento, outros cinquenta e um foram descartados. Segundo a pasta, a mulher de 21 anos não esteve em Wuhan, mas apresentou sintomas similares aos da infecção respiratória. Na quinta-feira (20), o Brasil tinha anunciado a suspeita de que uma criança de 2 anos, em São Paulo, que esteve na China, poderia estar infectada, mas os exames eliminaram esta hipótese. OMS expressa preocupação com novo coronavírus fora da China Initial plugin text Veja Mais

HBO Max anuncia o retorno de "Friends". Relembre a música de abertura da série!

HBO Max anuncia o retorno de

R7 - Música Vagalume Vagalume O canal HBO Max anunciou, nesta sexta-feira (21), o retorno da série "Friends". A reunião dos personagens Rachel, Ross, Joey, Phoebe, Chandler e Monica foi confirmada para um especial de uma hora. A previsão do lançamento é para maio deste ano, junto com a HBO Max, segundo a revista Variety. Kevin Reilly, chefe de conteúdo do novo canal, disse se sentir "maravilhado" ao ver a série se conectar com diversas gerações. Pelo Instagram, os atores David Schwimmer (Ross), Mathew Perry (Chandler) e as atrizes Jennifer Aniston (Rachel), Lisa Kudrow (Phoebe) e Courtney Cox (Monica) fizeram um post idêntico se marcando e confirmando a notícia. A música que é tema de abertura da série, "I'll Be There For You" da banda The Rembrandts, se tornou um grande sucesso quando a série foi televisionada (entre 1994 e 2004) e é lembrada até hoje por quem já assistiu ao programa. Todo fã da série sabe, pelo menos, cantarolar o refrão da música. A faixa se tornou uma das canções tema mais conhecidas em toda a história da televisão norte americana. Relembre a música com o clipe e a participação dos atores da série abaixo:Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

Uma tragédia japonesa em repasse nas telas do cinema, com Johnny Depp

O Tempo - Diversão - Magazine O filme “Minamata” se debruça sobre uma contaminação de mercúrio que aconteceu no Japão, nos anos 70, mas cita, nos créditos finais, outras tragédias, como a de Brumadinho Veja Mais

Robby Krieger (The Doors) anuncia primeiro disco em 10 anos; ouça “The Drift”

Robby Krieger (The Doors) anuncia primeiro disco em 10 anos; ouça “The Drift”

R7 - Música Robbie Krieger (ex-The Doors) Tenho Mais Discos Que Amigos Foto por Jo Lopez Robby Krieger é um dos dois membros do The Doors ainda vivos — e, pelo visto, ele segue bastante ativo. O guitarrista apareceu por aqui algumas semanas atrás ao se apresentar com Miley Cyrus em um tributo à sua ex-banda. Aos 74 anos, entretanto, Robby resolveu deixar bem claro que não vive apenas do passado. A lenda fez uma parceria com o baixista Arthur Barrow, líder da antiga banda de Frank Zappa. Como era de se esperar, a sonoridade entrará com os dois pés no jazz e poderemos ouvir The Ritual Begins at Sundown na íntegra no dia 24 de Abril. Como contou a Classic Rock, Krieger comentou sobre o disco: Quando eu escrevia canções para o The Doors, era sempre a música primeiro. Eu acho que você precisa ter alguma habilidade musical para realmente entender o Jazz, quando eu era jovem eu não acho que o entendia, levou um tempo. Eu ia para casas de shows com o John Densmore [baterista] — antes do The Doors — para realmente apreciar o Jazz. Nós costumávamos ir ver Wes Montgomery, Roland Kirk, Miles Davis, essas coisas. No primeiro momento nós não entendíamos, mas depois de um tempo processamos e eu sempre amei o gênero desde então. A seguir, você pode ouvir 'The Drift', primeiro single do trabalho! Novo disco e single de Robby Krieger https://www.youtube.com/watch?v=Zdo00ovpwbA&feature=emb_logo Completam a escalação do álbum, o primeiro de inéditas de Krieger desde Singularity (2010), outros membros da banda de Zappa como Jock Ellis (trombone), Sal Marquez (trompete) e Tommy Mars (teclados). Tracklist de The Ritual Begins at Sundown 1. What Was That? 2. Slide Home 3. The Drift 4. Chunga's Revenge 5. Hot Head 6. Yes, The River Knows 7. The Hitch 8. Dr Noir 9. Bianca's Dream 10. Screen Junkie Veja Mais

A Voz do Brasil - 21/02/2020

A Voz do Brasil - 21/02/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️ Falta de verba e de capacitação são entraves para diagnosticar doenças raras ✔️ Ambientalistas e indígenas unem agenda contra “retrocesso socioambiental” ✔️ Parlamentares manifestam apoio a medidas de combate às drogas #CâmaraDosDeputados #AVozDoBrasil Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Governo Federal define data para fim do incentivo de 8% a concentrados de refrigerantes; medida preocupa polo em Manaus e parlamentares

G1 Economia Decisão assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e Ministro da Economia foi publicada nesta sexta-feira (21). Decreto estabelece em 8% IPI sobre concentrados de refrigerante na Zona Franca de Manaus Decreto define prazo para redução do IPI sobre concentrados de refrigerante na Zona Franca de Manaus Blake Wisz/Unsplash Um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro estabeleceu para 8% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o setor de concentrados de refrigerantes no Polo Industrial de Manaus (PIM). O valor passa a valer a partir do dia 1º de junho e vai até 30 de novembro de 2020. A decisão causou reação da bancada de parlamentares do Amazonas. O decreto foi publicado na edição desta sexta-feira (21) no Diário Oficial da União e conta com a assinatura de Bolsonaro e do Ministro da Economia, Paulo Guedes. A medida gerou desconforto entre parlamentares. O incentivo de 10% cedido à indústria de refrigerantes caiu para 4% em janeiro deste ano. À época, o superintendente da Zona Franca de Manaus, Alfredo Menezes antecipou que o valor seria restabelecido e fixado nos atuais 8%. Nesta sexta, após publicação do decreto, a Rede Amazônica procurou a Suframa para um posicionamento, mas ainda não obteve retorno. Envolvida diretamente na decisão, a Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e de Bebidas não Alcoólicas (Abir) aponta que o decreto "não garante uma alíquota sustentável de longo prazo que, minimamente, viabilize uma segurança jurídica para que as empresas possam programar seus investimentos na Região Norte". Bancada se posiciona contra Em vídeo, o senador Eduardo Braga (MDB), afirma que o decreto contraria negociação que era "construída" pela bancada junto ao Governo Federal. "Que se encaminhe um PLN para o Congresso Nacional compensando, do ponto de física fiscal, as isenções com relação ao IPI. Que se estabeleça 8% com contrapartida, caso contrário, nós teremos que ter posições firmes no Senado da República em defesa do emprego do trabalhador da Zona Franca e do Amazonas", anuncia Braga. O deputado federal Marcelo Ramos (PL-AM), em posicionamento, classifica a decisão do presidente como "traição ao povo do Amazonas". Segundo ele, a medida "contraria os compromissos firmados por ele [Bolsonaro] quando esteve em campanha. Nós da bancada federal vamos tomar todas as medidas políticas e jurídicas para defender os interesses do Amazonas e emprego dos amazonenses". Também se posicionou o senador Omar Aziz (PSD), ao avaliar que o prazo estabelecido pelo decreto gera insegurança jurídica no Estado. "Tem prazo para terminar e, quando terminar, as indústrias saem e morre esse setor. Desempregando milhares de pessoas no Estado do Amazonas, deixando nossa economia mais fragilizada, criando uma insegurança jurídica que não permite que outras indústrias acreditem para fazer investimento no Amazonas, por conta dessa gangorra, classifica Aziz. Movimentação nos últimos anos A diminuição no inventivo fiscal concedido aos concentrados de refrigerantes na ZFM gera discussões desde 2018. Na época, o então presidente Michel Temer reduziu o incentivo de 20% para os atuais 4%. Depois de críticas e reivindicações do setor, a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IP) passou para 12% no primeiro semestre de 2019. Entretanto, caiu para 8% no semestre seguinte. Posteriormente, com o decreto assinado por Jair Bolsonaro, a alíquota foi mantida em 8% até 30 de setembro e subiu para 10% a partir de outubro. Porém, o decreto venceu no dia 31 de dezembro e incentivo em 2020 voltou a ser de 4%. Veja Mais

Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda

Cientistas estavam errados sobre presença de água em Júpiter há 25 anos; entenda

canaltech Júpiter foi provavelmente o primeiro planeta do Sistema Solar a aparecer ao redor do Sol, formado a partir dos restos do material que criou a nossa estrela anfitriã. Por isso, esse gigante gasoso é considerado uma das principais chaves para desvendar os mistérios sobre a formação do Sistema Solar. Cientistas investigam o planeta há bastante tempo, mas um ponto crucial - a quantidade de água na atmosfera do planeta - estava errado há décadas. Por 25 anos, os cientistas acreditaram que a água era muito escassa na atmosfera de Júpiter. Em 1995, a sonda Galileo da NASA sugeriu que o planeta poderia ser extremamente seco em comparação com o Sol (a comparação é baseada não em água líquida, mas na presença de seus componentes, como oxigênio e hidrogênio, presente no Sol). Mas novos resultados de medições feitas por outra sonda mostram o contrário. Em um estudo publicado esta semana na revista Nature Astronomy, os cientistas revelam as medições mais precisas já realizadas da água na atmosfera de Júpiter. Os dados são da sonda Juno, também da NASA, que começou a estudar o planeta em 2016. De acordo com os resultados, a água compõe cerca de 0,25% das moléculas presentes na atmosfera de Júpiter. Isso é quase três vezes a quantidade de água na atmosfera do Sol. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Embora seja o oposto das medições feitas pela missão Galileo, os novos dados esclarecem um enigma na história de origem de Júpiter - se não houvesse toda essa água na atmosfera, as teorias sobre como o planeta se formou estariam em xeque. Por isso, desvendar o mistério de quanta água realmente existe na atmosfera do planeta é importante para entender as condições do Sistema Solar durante seus primeiros anos. Sonda JUICE ainda não foi lançada, mas já capturou imagem de Júpiter e suas luas Afinal, a Grande Mancha Vermelha de Júpiter vai desaparecer ou não? A origem mitológica dos nomes de planetas e luas do Sistema Solar Imagem de Júpiter capturada pela sonda Juno em dezembro de 2017 (Foto: NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS/Kevin M. Gill) Hidrogênio e hélio são os elementos mais comuns em Júpiter, seguidos por oxigênio. Os cientistas acreditam que o oxigênio pode ter sido o gás primário do disco protoplanetário (um disco rotativo de gás e poeira que envolve uma estrela recém-formada). Como resultado, Júpiter deve ter pelo menos um pouco de água em sua atmosfera. A sonda Galileo sugeriu que a atmosfera jupiteriana teria 10 vezes menos água do que o esperado, o que acabou deixando os pesquisadores desnorteados. Além disso, a quantidade de água na atmosfera de Júpiter também controla o clima. O gigante gasoso é famoso por suas tempestades e raios, o que não poderia ser compreendido sem a presença abundante de água. "Quando pensamos que já descobrimos as coisas, Júpiter nos lembra o quanto ainda precisamos aprender", disse Scott Bolton, principal investigador da missão Juno. Usando os dados coletados pela sonda Juno durante os oito primeiros sobrevoos na órbita de Júpiter, a equipe inicialmente se concentrou na região equatorial porque a atmosfera ali parece mais bem misturada do que em outras regiões. O equipamento foi capaz de coletar dados de uma profundidade muito maior na atmosfera de Júpiter do que a sonda Galileo - 150 km. "Descobrimos que a água no equador é maior do que a sonda Galileo mediu", disse Cheng Li, cientista da missão Juno. A órbita da sonda agora segue para o norte para trazer mais informações sobre como a água é espalhada na atmosfera, ou seja, se há muita variação de acordo com a latitude e região do planeta. Também será importante descobrir o que há sobre os polos, ricos em ciclones. O 24º sobrevoo científico de Juno por Júpiter ocorreu em 17 de fevereiro. De acordo com Bolton, "todo sobrevoo científico é um evento de descoberta. Com Júpiter, sempre há algo novo”. O próximo sobrevoo será em 10 de abril de 2020. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 China encontra rochas intrigantes no lado afastado da Lua Veja Mais

Cury amplia fila de construtoras rumo à bolsa

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - A Cury Construtora e Incorporadora pediu nesta sexta-feira registro para oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), ampliando a fila de empresas do setor imobiliário que planejam captar recursos no mercado para crescer.Segundo o prospecto preliminar apresentado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a operação envolve ofertas primária e secundária de ações e será coordenado por BTG Pactual, Itaú BBA, Bank of America e Caixa Econômica Federal.A Cyrela será um dos acionistas vendedores na oferta secundária de ações da Cury, que se apresenta como um incorporadora de baixa e média renda, com foco nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro.A Cury diz que usará recursos da oferta primária para compra de terrenos.None (Por Aluísio Alves) Veja Mais

Temores com coronavírus e dados dos EUA derrubam Wall Street

R7 - Economia NOVA YORK (Reuters) - As ações dos Estados Unidos caíram nesta sexta-feira, com o Nasdaq sofrendo sua pior retração diária em cerca de três semanas, quando um aumento de novos casos de coronavírus e dados mostrando uma parada na atividade empresarial dos EUA em fevereiro alimentaram preocupações dos investidores com o crescimento global.As quedas foram lideradas pelo setor de tecnologia pela segunda sessão consecutiva. Os pesos pesados como Microsoft, Amazon e Apple foram as que mais pesaram para o S&P 500.O índice Dow Jones caiu 0,78%, para 28.992,68, o S&P 500 recuou 1,05%, a 3.337,68 e o índice de tecnologia Nasdaq sofreu queda de 1,79%, a 9.576,59.Na semana, o Dow acumulou queda de 1,4% enquanto o S&P 500 caiu 1,3% e o Nasdaq, 1,6%.A China reportou um salto em novos casos de coronavírus nesta sexta, a Coreia do Sul se tornou o mais novo foco de preocupação com 100 novos casos e no Japão mais de 80 pessoas tiveram a contaminação confirmada. (Por Caroline Valetkevitch) Veja Mais

Crítica | Luta Por Justiça desenha para expor o racismo

Crítica | Luta Por Justiça desenha para expor o racismo

canaltech Ontem mesmo, durante uma viagem, eu e mais duas companhias conversávamos sobre o racismo e o quanto a nossa sociedade é moralmente falha e corrupta. Falávamos sobre o quanto o preconceito racial tem sido velado, varrido para debaixo do tapete e tratado como se as melhoras fossem significativas quando, na verdade, não são. Talvez seja verdade a existência de uma certa adequação social a favor das tentativas de igualdade de oportunidades, mas, quando se pensa em equidade, há uma ruptura – há um ciclo vicioso que parece corromper qualquer progressão nesse sentido e faz retornar o poder para os poderosos. Dentro desse esquema, as ações mais relevantes partem dos oprimidos, daqueles que, se hoje detêm algum poder, um dia nada tiveram. Esse, além de ser um dos pontos do lugar de fala – termo que tem a melhor explanação no livro Lugar de Fala, de Djamila Ribeiro –, pode revelar o quanto a autoridade pode ser falha quando exercida por quem não vivenciou aquilo que diz defender (e, às vezes, até tenta defender mesmo). Pior: esse controle da moral, dos princípios mais humanos, pode acabar sendo destituído exatamente de humanidade quando quem rege qualquer área tem seus valores centrado no próprio umbigo. Cuidado! A crítica pode conter spoilers! Para que os fatos cheguem Luta Por Justiça parte dessa história cíclica do racismo e do livro escrito por Bryan Stevenson para propor, portanto, uma visão já sabida dos fatos. E pode ser revelador entender o porquê de algo já tão exposto (especialmente na literatura e no cinema) necessitar de mais trabalhos a respeito. A direção de Destin Daniel Cretton (de O Castelo de Vidro, 2017) demonstra compreender essa necessidade da repetição de uma forma quase inusitada, não atendo-se aos acontecimentos em si, mas reforçando-os com planos repetitivos. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Se o roteiro do próprio Cretton e de Andrew Lanham (também de O Castelo de Vidro) insere explicações didáticas sobre o tema, inclusive com personagens conversando sobre navios negreiros, Cretton procura ressaltar justamente esse didatismo, quase permitindo que o próprio Bryan (o advogado que escreveu o livro originário – interpretado por Michael B. Jordan) e Eva (Brie Larson) atuem como professores para um público que, ainda, necessita conhecer e reconhecer os absurdos do preconceito racial. Sobre navios negreiros... (Imagem: Warner Bros. Entertainment) É uma decisão arriscada que, de algum modo, diminui o filme. Não existe, aqui, uma marca como a de Alan Parker para Mississipi em Chamas (1988) por exemplo. Cretton está, aparentemente, um tanto indiferente ao valor do seu trabalho por si só. Ele quer denunciar, fazer coro com Bryan, dar as mãos à causa e isso, de repente, porque em sua posição de maori ele entende as questões de minorias e do preconceito e percebe a necessidade urgente de que os fatos sobre o racismo cheguem a um público de cinema que é majoritariamente branco. Desenhando para a compreensão Por outro lado, por mais que Luta Por Justiça desenhe as situações e contenha pequenas aulas de conscientização – inclusive com alguns dos dados verídicos sobre os personagens surgindo após o término (antes dos créditos de fato) –, existe uma subtrama construída com muita sensibilidade: cada personagem que é escutado por mais tempo durante o filme carrega um trauma e são essas aflições do passado que movem suas decisões do presente. É, dessa forma, um caminho válido para abrir a discussão sobre quem você é a partir de quem você teve a oportunidade de ser. Enquanto Bryan é tratado como uma exceção – o menino pobre que conseguiu ingressar em Harvard mesmo sendo negro –, os demais recebem um tratamento de situação. Cretton e Lanham deixam claro que enxergam o advogado como uma exceção da realidade imposta justamente ao dar voz para que os demais falem de momentos traumáticos que viveram. Nesse sentido, Ralph Myers (Tim Blake Nelson) é uma figura central: seu medo do fogo o fez colocar um inocente no corredor da morte, mas foi a supressão do medo que o fez despertar para a empatia quando, não vendo o seu opressor (bloqueado pela personagem de B. Jordan), conseguiu ver como semelhante oprimido Walter McMillian (Jamie Fox). É, metaforicamente, uma cena de tribunal das mais ricas em um filme, que, pelo didatismo do todo, perde sua força dentro de um universo plausível para Luta Por Justiça, mas ganha em necessidade. Uma cena das melhores... mas que perde força. (Imagem: Warner Bros. Entertainment) Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Porque quando progressões sociais perdem força para uma moral que prefere posar do que ser humana, talvez estejamos todos carentes de enxergar no outro a nós mesmos; parece que, em um mundo que busca facilidades sempre – desde os primeiros humanos –, falta alguma predisposição para que alcancemos a igualdade através da equidade. Nada mais acertado, então, que Cretton desenhe para fazer a sua parte. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Reajuste proposto por Zema gera debate entre governadores do PSDB

O Tempo - Política "Estamos preocupados", disse o presidente do PSDB de Minas, o deputado federal Paulo Abi-Ackel Veja Mais

Carnaval 2020: quando tocar samba dava cadeia no Brasil

Carnaval 2020: quando tocar samba dava cadeia no Brasil

R7 - Música Getty Images Tocar samba já foi motivo para ser preso no Brasil. Ou seja, ser sambista era sinônimo de ser "vadio" e, por associação, "bandido". O pioneiro sambista João da Baiana (1887-1974), por exemplo, enfrentou frequentes problemas com a polícia quando andava com seu pandeiro pelas ruas do Rio de Janeiro. No início do século 20, ele foi parado por policiais porque estava com o instrumento musical na mão. Como os Beatles influenciaram diretamente o axé e o carnaval da Bahia  Em uma das ocasiões, um agente resolveu apreender o pandeiro, visto como uma prova da "vadiagem" do compositor, segundo narrou o biógrafo Lira Neto em seu livro Uma História do Samba (Cia. das Letras). Naquele dia, sem o pandeiro, João decidiu faltar a uma roda de samba da qual fazia parte. O senador José Gomes Pinheiro Machado (1851-1915), fã do ritmo e um dos políticos mais importantes da época, ficou sabendo da história e pediu que João fosse a seu gabinete. Membro do então Partido Republicano Conservador, Pinheiro Machado escreveu uma dedicatória assinada no novo pandeiro de João: "A minha admiração, João da Baiana — Senador Pinheiro Machado". A partir de então, quando era parado por policiais, o músico mostrava o instrumento com a assinatura do parlamentar. Funcionava como um salvo-conduto contra a repressão. O caso do compositor é ilustrativo de como o samba — hoje um dos ritmos mais ouvidos do país — foi um dos movimentos culturais da comunidade negra a sofrer perseguição da lei e de autoridades racistas. Ocorreu o mesmo com a capoeira e, décadas depois, com o rap e com o funk. Em 1890, dois anos depois da promulgação da Lei Áurea, foi estabelecida por legislação a definição do crime de "vadiagem". Ou seja, se uma pessoa andasse na rua e não comprovasse estar trabalhando, podia ser levada à delegacia. O "crime" rendia até 30 dias de prisão. O samba acabou sendo enquadrado como um dos símbolos da criminalidade. "A simples posse de um instrumento de percussão podia ser interpretada como indício de vagabundagem", diz Lira Neto.   Carregar instrumentos de samba dava problemas com a polícia Getty Images Perseguição e 'embranquecimento'   Mas, antes de o ritmo surgir oficialmente em 1916 — com a gravação da música Pelo Telefone, de Donga —, as autoridades do Rio de Janeiro já vinham trabalhando em um processo de "embranquecimento" da cidade e de repressão à população negra e pobre. "Já no final do século 19, buscou-se acabar com os cortiços que existiam na cidade, em especial os do centro, pois já se havia percebido que não era esse o tipo de habitação que condizia com o novo tipo de organização social que o Rio de Janeiro deveria apresentar", escreveram os pesquisadores em Direito Rafaela Cardoso Bezerra Cunha e Ricardo Augusto de Araújo Teixeira, da Universidade Federal de Lavras (UFLA), em um ensaio sobre o tema. Na época, a prefeitura implantou a chamada Reforma Pereira Passos, cujo objetivo era melhorar o saneamento básico e as condições sanitárias do Rio. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) resumiu o plano em um artigo publicado em seu site. "Em poucos anos, uma nova metrópole nasceria [...] Edifícios suntuosos e de arquitetura variada surgiram para ornamentar as novas avenidas; hábitos considerados incompatíveis com os preceitos da higiene pública foram proibidos; novas redes de esgoto e de abastecimento de água foram construídas, assim como novas linhas de bonde, agora eletrificadas; a iluminação pública, antes fornecida pelos lampiões a gás, começou a ser substituída por postes de eletricidade", diz o texto. Por outro lado, o projeto teve uma consequência ruim para a população mais pobre — e esses efeitos são sentidos até hoje. "Com as demolições, a população que tinha alguma fonte de renda deslocou-se do centro para o subúrbio, enquanto que os mais pobres foram habitar as encostas dos morros, engrossando o contingente populacional das favelas que começavam a surgir", resume a Fiocruz. Além de intervenções urbanísticas, a reforma buscou modificar também a cultura carioca, fomentando elementos europeus em contraponto às manifestações negras. "A intenção de Pereira Passos era 'civilizar' a cidade, e o que fez para isso foi um aburguesamento do Rio de Janeiro em detrimento de uma imensa população pobre", escrevem os pesquisadores da UFLA. A repressão à cultura negra se intensificou, então. "Dessa forma, muitos cidadãos mais pobres do Rio de Janeiro tiveram tanto suas moradias quanto seus hábitos e seus meios de sobrevivência tolhidos pelo ideal europeu de 'civilização' que se tentou implantar no Brasil naquela época", escreveram.   A perseguição ao samba foi mais intensa até o Estado Novo, de Getúlio Vargas Getty Images Em entrevista recente à BBC News Brasil, Reinaldo Santos de Almeida, professor de Direito Penal da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), afirmou ser "indissociável" a relação entre a perseguição ao samba e o racismo. "A perseguição no início do século passada é tão racista quanto o sistema de justiça criminal brasileiro, cujo critério determinante é a posição de classe do autor, ao lado da cor de pele e outros indicadores sociais negativos, tais como pobreza, desemprego, falta de moradia", disse ele, cujo doutorado abordou a criminalização do samba. Segundo Almeida, sambistas não eram enquadrados apenas quando portavam instrumentos, mas também quando tinham calos nos dedos ou fossem flagrados em rodas de capoeira. Essa criminalização durou até a Presidência de Getúlio Vargas, que passou a valorizar elementos da cultura brasileira para reforçar o nacionalismo, uma de suas bandeiras. Porém, alguns sambistas ainda sofreram com a censura estatal. Músicas que ironizavam o trabalhismo, um dos pilares do Estado Novo, sofreram intervenção. A letra de Bonde de São Januário, de Ataulfo Alves e Wilson Batista, por exemplo, teve um trecho alterado por ordem do governo. A letra ironizava: "O bonde São Januário/ leva mais um otário/ só eu não vou trabalhar". A palavra "otário" foi trocada por "operário" e o trecho seguinte, substituído por "sou eu que vou trabalhar". "Com o surgimento das escolas de samba, o Estado adotou uma postura paternalista de controle, com regras e regulamentos para o desfile em cortejo na Avenida, a fim de conter as classes perigosas e as massas populares nas ruas da cidade", afirmou Almeida. 'Ordem na desordem' Essa tentativa de controlar manifestações populares é mais antiga que o samba. A festa conhecida como Entrudo, que ocupava as ruas já no século 17, era muito mal vista entre elite brasileira por sua característica "baderneira". "As classes mais ricas queriam disciplinar e confinar a festa em salões ou carros alegóricos, à moda europeia", explica Danilo Cymrot, doutor em criminologia pela USP. Séculos depois, ocorreu o mesmo com o Carnaval. Até 1967, blocos de rua eram reprimidos pela polícia paulistana — imagem que se repetiria no início dessa década, com a PM dispersando o público carnavalesco com bombas de efeito moral. Em 1967, o então prefeito de São Paulo, José Vicente Faria Lima, decidiu "disciplinar" a festa, editando um decreto que confinava os desfiles na avenida São João, no centro da cidade. Já em 1991, a prefeita Luiza Erundina (então no PT) inaugurou o Sambódromo do Anhembi, dedicado às escolas de samba. "Muitas vezes, a repressão vem com a cooptação. A ideia é colocar ordem na desordem. O poder público passou a injetar dinheiro nas escolas de samba se elas fizessem o que a prefeitura queria. Ou seja, desfilar em locais fechados com horário determinado", explica Cymrot, que pesquisa a criminalização de manifestações culturais. Para ele, o mesmo vem ocorrendo com chamados fluxos ou pancadões. Os eventos reúnem milhares de jovens em ruas de bairos periféricos, produzindo música alta e bagunça, o que incomoda moradores e comerciantes. Alguns pancadões são frequentemente encerrados com bombas lançadas pela polícia — em dezembro do ano passado, por exemplo, nove jovens morreram durante uma operação da Polícia Militar em um baile funk em Paraisópolis, maior favela paulistana.   Em dezembro do ano passado, nove jovens morreram em Paraisópolis durante uma operação da PM em um baile funk Felipe Souza/BBC Brasil Em São Paulo, vereadores e deputados apresentaram projetos que propunham "disciplinar" os pancadões, ou até confiná-los em áreas fechadas, como o Autódromo de Interlagos. "Como essas festas jovens são informais e improvisadas, o poder público não criminaliza diretamente por meio de leis. Mas ele cria uma série de regras e exigências que as pessoas não conseguem cumprir. Então, a repressão policial é justificada porque alguma norma não foi cumprida", diz Cymrot.   Por medo de uma 'revolta dos negros', autoridades brasileiras tornaram a capoeira crime no final do século 19 Perseguição a outros ritmos Amanda Oliveira/GOVBA Assim como o samba, a capoeira é hoje um dos símbolos da cultura brasileira, mas, nos séculos 19 e 20, ela também era considerada crime. Antes da Lei Áurea, de 1888, o medo dos governantes era de que a dança, misturada à luta, pudesse levar a uma revolta de escravizados. "Dessa forma, as autoridades, buscando conter a evolução da prática da capoeira, pelo medo de uma rebelião escravista e visando punir os praticantes, entenderam, de forma implícita, que a prática da capoeira podia ser tratada como vadiagem", escreveram as pesquisadoras Janine de Carvalho Ferreira Braga e Bianca de Souza Saldanha em estudo sobre a criminalização da modalidade. Mesmo depois da Lei Áurea, a luta continuou proibida. O Código Penal de 1890 avisava da possível punição: "Fazer nas ruas e praças públicas exercício de agilidade e destreza corporal conhecida pela denominação de capoeiragem: pena de prisão celular por dois a seis meses". A capoeira só deixou de ser crime também durante o governo Vargas, que enxergou na modalidade uma forma de valorizar a cultura brasileira. Mais tarde, e em menor proporção, o rap também teve problemas com a Justiça. Em novembro de 1997, os integrantes da banda Planet Hemp foram presos em Brasília por "apologia às drogas", em virtude de suas letras sobre consumo de maconha. No ano 2000, a polícia do Rio "investigou" o clipe Soldado do Morro, do rapper MV Bill, antes mesmo de ele ser lançado comercialmente. Segundo a polícia, o vídeo fazia "apologia ao crime". Veja Mais

“Ações esquecidas” têm alto potencial de valorização, diz Levante

R7 - Economia O leque de opções disponíveis na hora de decidir onde investir seu dinheiro pode gerar mais dúvidas que respostas. Para investidores pessoas físicas, a resposta não é óbvia, mas um relatório da consultoria Levante Ideias conclui que ela pode estar presente nas “ações esquecidas”, pertencentes a empresas menores e com grande chance de crescimento, mas que […] O post “Ações esquecidas” têm alto potencial de valorização, diz Levante apareceu primeiro em SpaceMoney. Veja Mais

Integrantes do BTS revelam de forma unânime com quem adorariam colaborar em uma música

Integrantes do BTS revelam de forma unânime com quem adorariam colaborar em uma música

R7 - Música Vagalume Vagalume Divulgando o seu novo single "On", parte do recém-lançado álbum "Map Of The Soul: 7", o BTS participou de uma conversa com o radialista Zane Lowe, no programa "New Music Daily", no qual foram questionados se havia algum artista com quem sonhavam em colaborar no futuro. E o grupo sul-coreano não precisou pensar muito para responder: The Weeknd. O nome do cantor foi dito em unanimidade pelos integrantes, que quase emendaram uma palhinha de "Blinding Lights", um dos recentes singles do músico de R&B. Além de The Weeknd, os meninos também expressaram a vontade de gravar com Halsey novamente, contando um pouco mais da experiência de ter trabalhado com a cantora na faixa "Boy with Luv" e rasgando elogios. "Ela é gentil e legal. Foi a artista mais legal que já vimos. Na verdade, ela foi ainda mais do que esperávamos e ela nos disse que nunca tinha dançado em uma performance no palco oficialmente. Então foi meio que um desafio para ela também. Antes de gravar o clipe, ela praticou muito para uma dança pequena. Ela foi muito honesta, gentil. Bem pé no chão. Ela é muito adorável", disse o grupo. Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

Em entrevista, BTS revela com quem adoraria fazer uma colaboração: "The Weeknd"

Em entrevista, BTS revela com quem adoraria fazer uma colaboração:

R7 - Música Vagalume Vagalume Divulgando o seu novo single "On", parte do recém-lançado álbum "Map Of The Soul: 7", o BTS participou de uma conversa com o radialista Zane Lowe, no programa "New Music Daily", no qual foram questionados se havia algum artista com quem sonhavam em colaborar no futuro. E o grupo sul-coreano não precisou pensar muito para responder: The Weeknd. O nome do cantor foi dito em unanimidade pelos integrantes, que quase emendaram uma palhinha de "Blinding Lights", um dos recentes singles do músico de R&B. Além de The Weeknd, os meninos também expressaram a vontade de gravar com Halsey novamente, contando um pouco mais da experiência de ter trabalhado com a cantora na faixa "Boy with Luv" e rasgando elogios. "Ela é gentil e legal. Foi a artista mais legal que já vimos. Na verdade, ela foi ainda mais do que esperávamos e ela nos disse que nunca tinha dançado em uma performance no palco oficialmente. Então foi meio que um desafio para ela também. Antes de gravar o clipe, ela praticou muito para uma dança pequena. Ela foi muito honesta, gentil. Bem pé no chão. Ela é muito adorável", disse o grupo. Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

Instagram em breve pode ter apelidos e guardar suas fotos temporariamente

Instagram em breve pode ter apelidos e guardar suas fotos temporariamente

canaltech Há alguns dias, falamos aqui sobre uma pequena possibilidade de a linha do tempo cronológica retornar ao Instagram. Naquele caso, um engenheiro do Facebook já avisou que trata-se de uma função em desenvolvimento como parte de uma hackatona interna da companhia. O que temos hoje é diferente: são linhas de código presentes no aplicativo de Android, então são funções que devem ser liberadas muito em breve. Filtro no Instagram: como fazer e encontrar novas opções para os seus Stories Aprenda a denunciar conteúdo impróprio no Instagram Como excluir conta no Instagram Os recursos foram todos descobertos pelo WABetaInfo, especialista em desvendar novidades do WhatsApp. Desta vez, ele tirou um tempo para desbravar as linhas de código do Instagram. E descobriu novidades na animação de curtida, uma espécie de galeria de fotos recentes tiradas com a câmera do app e apelidos para seus contatos. Galeria com fotos recentes tiradas com a câmera do Instagram (Foto: WABetaInfo) Começando pela galeria de fotos recentes, trata-se de uma aba adicional no app para guardar todas as fotos que você tirou nos últimos 7 dias com a câmera da rede social. Assim, você não precisa mais refazer tudo quando descartar uma imagem sem querer, por exemplo. Ou no caso de pensar em refazer a foto e se arrepender depois do descarte. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Já a nova animação de curtida é apenas uma mudança para você ter certeza de que curtiu uma imagem que lhe foi enviada numa conversa direta. Em vez de apenas aparecer o coraçãozinho vermelho abaixo da foto, vai aparecer um monte de corações na tela. Você deve poder renomear seus contatos do Instagram para nomes que só você poderá ver (Foto: WABetaInfo) E para fechar, os apelidos. O Instagram vai permitir que você renomeie seus contatos da rede social para te ajudar a identificar as pessoas. São nomes que só você mesmo poderá ver, mais ninguém. Não custa dizer que nenhum desses recursos está disponível ainda, são ideias em desenvolvimento que o Instagram começou a colocar nos códigos. O WABetaInfo informa que os desenvolvedores estão aperfeiçoando cada um para oferecer a melhor experiência ao usuário. E todos podem mudar de aparência ou ganhar mais funções até o lançamento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Veja novas fotos da Terra tiradas do espaço pela vela solar LightSail 2 PREÇO DESPENCOU | iPhone 7 por apenas R$ 1.699 em até 10x sem juros A que distância fica a fronteira do universo — se é que ela existe? Procon-SP notifica Mercado Livre, OLX e Zap após onda de golpes no WhatsApp SUPER DESCONTO | Redmi Note 8 Pro, Mi 9 Lite, 9T e 9T Pro a partir de R$ 1.416 Veja Mais

Maglore encerra ciclo em grande estilo e mira o futuro em entrevista com o TMDQA!

Maglore encerra ciclo em grande estilo e mira o futuro em entrevista com o TMDQA!

R7 - Música Maglore Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Duane Carvalho Os anos 2000 foram muito importantes para o desenvolvimento da atual musicalidade brasileira. Ali, vimos o nascimento e a consagração de vários grupos desprendidos de rótulos. Isso ficou especialmente claro no rock. O final da década contemplou o nascimento de grupos como Scalene, Selvagens À Procura de Lei e Maglore. Por falar nesta última banda citada, a Maglore ganha destaque nesse cenário, ao mesclar rock alternativo com referências musicais dos anos 70 e 80 e elementos da atual canção pop, o que resulta em uma sonoridade original que pode soar familiar para muitos. A banda completou recentemente a primeira década de vida, e isso está sendo comemorado com uma bela turnê. Até gravação de DVD ao vivo a efeméride rendeu! Na época, a banda nos contou algumas curiosidades destes 10 anos de estrada. Esse show especial de comemoração contempla todos os quatro discos lançados pela banda até hoje, desde Veroz (2011) até Todas As Bandeiras (2017). E a turnê vai passar hoje (21) pelo Sesc Pinheiros, em São Paulo. A apresentação, assim como tem sido nos últimos shows, vai contar com a participação do Trio de Metais, que dará uma atmosfera ainda mais completa aos sucessos da Maglore. Os ingressos estão disponíveis aqui. Os preços estão a partir de 20 reais. Vale muito a pena!   'Seguimos fazendo a música que é verdadeira para nós' Sobre a apresentação, a carreira e os próximos passos da banda, tivemos a oportunidade de fazer algumas perguntas para o guitarrista Lelo Brandão. Confira abaixo: [caption id='attachment_276356' align='alignnone' width='696'] Maglore Tenho Mais Discos Que Amigos Foto: Duane Carvalho[/caption] TMDQA!: Desde o início da trajetória da banda até os dias de hoje, como vocês enxergam a evolução da banda, tanto em termos artísticos quanto em termos pessoais? Lelo Brandão: Em termos pessoais, naturalmente estamos mais maduros. O tempo passa e, com a experiência, a gente vai refletindo sobre a vida e sobre as coisas… Artisticamente, a partir do momento em que você põe um trabalho na rua, você começa a ter na balança as expectativas de quem acompanha o seu trabalho e é possível a gente não atendê-las também. Essa questão do que é a evolução passa muito por uma leitura pessoal de quem escuta. Não nos prendemos muito a isso. Seguimos fazendo a música que é verdadeira para nós. Acho que a transformação do som é uma consequência do recorte do período que vivenciamos entre o último disco que terminamos e o que vamos gravar. TMDQA!: Os estereótipos associados a regionalidades específicas ainda são constantes em um país continental como o Brasil. Uma vez que o rock alternativo não é “a cara” da Bahia, como foi essa trajetória da Maglore de uma banda local para um dos grupos mais aclamados do rock brasileiro? Lelo: Me parece que é a consequência do trabalho que a gente vem fazendo ao longo desses quase onze anos. Não nos interessamos muito por esse tipo de categorização, de banda de rock, por exemplo. Sempre soa vago no final das contas. Apesar de também não importar o que os outros acham. Se chamam assim, pra gente tudo bem também. E se nós, enquanto baianos em São Paulo, fossemos nos importar com estereótipos, estaríamos lascados (risos)! TMDQA!: Vocês se arrependem de alguma coisa na trajetória da banda? Fariam alguma coisa de forma diferente? Lelo: Cada um tem uma visão pessoal disso, né? Somos quatro no palco e mais um na produção. Todos devemos nos arrepender de algo, mas o que enxergamos como erro faz parte do que nos tornamos também. Então se arrepender não faz muito sentido. https://www.youtube.com/watch?v=3tBV66rD2kw   'Em fase de pré-produção do próximo disco' TMDQA!: A Maglore não para de crescer. Além da visibilidade cada vez maior conquistada graças aos ótimos discos, artistas consagrados da nossa música prestaram homenagens a vocês através de regravações. Tem a “Não Existe Saudade no Cosmos”, que o Erasmo Carlos regravou. Isso sem mencionar “Motor”, que ganhou versões nas vozes de Gal Costa e Pitty. Como é ver as suas canções ganharem essa visibilidade toda? Lelo: É uma realização tremenda. Nós íamos nos shows de Pitty em pequenos bares em Salvador em nossa adolescência. Sempre a adoramos. Essa troca é uma coisa linda. Sobre o Erasmo nem se fala: ouvíamos desde a infância. Qual crianças dos anos 80 não ouviu 'Pra Gente Miúda', Tremendão cantando 'Semente do Amanhã'? Gal, então… o que dizer de Gal Costa? Uma de nossas cantoras preferidas. Somos fãs! https://www.youtube.com/watch?v=gGm1du2tOmM TMDQA!: Desde o início da banda até os dias de hoje, vocês lançaram um disco de inéditas a cada dois anos. Considerando que o último, o ótimo Todas As Bandeiras, é de 2017, podemos concluir que esse é o maior gap da banda sem novos lançamentos autorais até hoje. O que planejam mais para frente? Podem adiantar alguma coisa? Lelo: A gente já está em fase de pré-produção do próximo disco. É possível que saia esse ano. Essa questão do tempo entre um disco e outro é mais uma coincidência do que algo realmente pensado. Ano passado teve disco solo do Teago [Oliveira, vocalista do grupo], então precisamos desse tempo pra ele escoar esse trabalho que estava acumulado. TMDQA!: Por falar na trajetória da banda, ano que vem completa 10 anos do lançamento da estreia Veroz. Como planejam comemorar a primeira década de existência desse discasso? Lelo: É mesmo! A gente nem se deu conta disso (risos). Bom, não sabemos ainda. Acabamos de lançar um show ao vivo em comemoração aos 10 anos da banda, mas enfim… Tudo é possível, né? https://www.youtube.com/watch?v=GITjQXdEcDE   'O ponto alto muda muito de um show para o outro' TMDQA!: O show do próximo dia 21 pretende passear por toda a discografia da banda. Existe algum momento em específico que vocês consideram mais emocionante? Que spoiler vocês podem dar para os fãs sedentos? Lelo: Bom, a turnê está chegando ao final. Apesar de termos um show em registro, sempre mudamos uma coisa ou outra, e o público conta muito também. Então, cada show é especial à sua maneira. A gente gosta quando a galera canta alto (risos). Isso é emocionante. O ponto alto muda muito de um show para o outro. TMDQA!: A apresentação vai contar com a participação do Trio de Metais, o que com certeza agrega na experiência. Na sua opinião, como os metais vão contribuir com a estética do show? Lelo: Era uma vontade ter o trio no disco Todas as Bandeiras, mas a gente acabou achando mais interessante fazer as guitarras soarem como se fossem metais. Tem uns temas que eram inicialmente de metais. Virar guitarra foi parte da estética do disco, na verdade. Agora, trouxemos para uma ordem mais direta. Eles dão um peso a mais à banda ao vivo. A gente gosta bastante. https://www.youtube.com/watch?time_continue=2&v=67pxEP-diCo Veja Mais

"Changes" de Justin Bieber fica no primeiro lugar da parada de álbuns do Reino Unido

R7 - Música Vagalume Vagalume Oito anos depois, Justin Bieber colocou novamente um álbum no topo da parada britânica. "Changes", o quinto trabalho de estúdio do ex-astro mirim, chegou lá, assim como "Purpose" havia conseguido em 2012. Essa foi uma das cinco novidades vistas essa semana no top 40. A outra grande estreia do ranking foi "The Slow Rush" do Tame Impala, que estava na briga pelo número 1, mas acabou em terceiro lugar, atrás também do best seller "Divinely Uninspired..." de Lewis Capaldi. O trabalho homônimo do New Hope Club ficou com o sexto posto. Mais abaixo apareceram os novos lançamentos de A Boogie Wit Da Hoodie ("Artist 2.0" em 11°) e a coletânea "Teenage Wildlife" do Ash (26°). Finalmente, álbum "White Ladder" (1998) de David Gray retornou ao ranking depois de ter ganhado uma nova edição de luxo. O top 10 ficou assim: 1 - "Changes" - Justin Bieber (estreia) 2 - "Divinely Uninspired to a Hellish Extent", Lewis Capaldi (mesma posição) 3 - "The Slow Rush" - Tame Impala (estreia) 4 - "When We All Fall Asleep, Where Do We Go?", Billie Eilish (subiu duas posições) 5 - "New Hope Club" - New Hope Club (estreia) 6 - "Music To Be Murdered By" - Eminem (caiu três posições) 7 - "Heavy Is The Head", Stormzy (mesma posição) 8 - "Fine Line", Harry Styles (subiu uma posição) 9 - "No.6 Collaborations Project", Ed Sheeran (caiu quatro posições) 10 - "Big Conspiracy" - J Hus (caiu seis posições)Fonte: Vagalume Veja Mais

Coronavírus impacta 57% do setor eletroeletrônico no Brasil, diz Abinee

G1 Economia Sondagem com empresas mostrou que a maioria relata problemas no recebimento de componentes; 15% preveem alguma paralisação da produção Uma nova sondagem feita pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) sobre o impacto do coronavírus na produção do setor eletroeletrônico apontou que 57% das entrevistadas já apresentam problemas no recebimento de materiais, componentes e insumos provenientes da China. O resultado é cinco pontos percentuais acima do verificado na pesquisa anterior, realizada há duas semanas. A situação é observada principalmente entre os fabricantes de produtos como celulares e computadores. Segundo o presidente executivo da Abinee, Humberto Barbato, a nova pesquisa indica o agravamento da situação das indústrias que dependem dos componentes externos. "O momento é delicado e devemos ter diversas paralisações daqui para frente", afirma. Coronavírus é cenário de risco para a economia brasileira, diz Itaú Ele considera, entretanto, que, por enquanto, não há risco de falta de produtos acabados, como celulares e computadores, no mercado brasileiro. "O problema só não é mais grave porque dispomos da produção local destes produtos", ressalta. Abinee diz que ainda não há risco de falta de produtos acabados, como celulares e computadores Flavio Moraes/G1 Segundo o levantamento da Abinee, 4% das pesquisadas paralisaram parcialmente suas fábricas. Outras 15% já programaram paralisações para os próximos dias, a maior parte delas, também de forma parcial. Apesar do impacto no abastecimento, a pesquisa indicou que 54% ainda não têm previsão de parar suas atividades. A decisão dependerá de quanto tempo persistirem os problemas no abastecimento. Com esse cenário, 17% das pesquisadas informaram que não devem atingir a produção prevista para o 1º trimestre deste ano. Conforme essas empresas, a produção do período deverá ficar, em média, 22% abaixo da projetada. Para metade das empresas, no entanto, as projeções devem ser mantidas; outras 33% afirmaram que ainda não é possível dar essa indicação. Segundo a pesquisa, as empresas devem demorar, em média, cerca de dois meses para normalizar o ritmo da produção, após a retomada dos embarques de materiais, componentes e insumos da China. A pesquisa contou com a participação de cerca de 50 indústrias das diversas áreas do setor eletroeletrônico. Hoje, 42% dos componentes usados pela indústria eletroeletrônica no Brasil são provenientes da China, totalizando US$ 7,5 bilhões em importações em 2019. Destaca-se também que os demais países da Ásia foram responsáveis por 38% das importações de componentes elétricos e eletrônicos em 2019. Portanto, a região da Ásia representa 80% da origem dos componentes elétricos e eletrônicos do País. Veja Mais