Meu Feed

No mais...

Maia diz que governo deveria ter enviado todas as propostas de reforma no início de 2019

G1 Economia Presidente da Câmara disse à GloboNews que Legislativo não pode votar 'o que não existe' e que 'o problema não está no Congresso'. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, durante entrevista ao programa GloboNews Miriam Leitão Reprodução/GloboNews O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira (9) em entrevista à GloboNews que o governo deveria ter enviado ao Congresso Nacional no início do ano passado todas as propostas de reforma. Ao programa GloboNews Miriam Leitão, Maia disse ainda que o Poder Legislativo não pode votar "oque não existe" e que "o problema não está no Congresso". No ano passado, o governo enviou, e o Congresso aprovou a reforma da Previdência Social. Em novembro, o Palácio do Planalto enviou a chamada "PEC emergencial", uma proposta de emenda à Constituição que cria mecanismos emergenciais de controle de despesas públicas. Há, ainda, a expectativa que o governo envie as reformas administrativa e tributária. "O governo deveria ter encaminhado todas essas reformas no início do ano passado. A emergencial só chegou em novembro, a tributária, aliás, eu não posso votar o que não existe. A administrativa e a tributária não chegaram no Congresso Nacional ainda, na Câmara dos Deputados. A emergencial chegou no Senado em novembro", afirmou o presidente da Câmara. Indagado sobre declarações segundo as quais o Congresso poderia ter atrasado algumas votações importantes, Maia declarou:. "Não são só as reformas que vão resolver o problema. O governo tem valorizado decisões internas, de redução de burocracia, de mais liberdade econômicas, que eles tinham certeza que isso ia reativar a economia. A redução da taxa de juros do Banco Central, eles tinham certeza que isso também ia reativar a economia. Não é só projetos aprovados pelo Congresso que vão gerar impacto no curto prazo." "O problema não está no Congresso. O Congresso já mostrou que, na pauta de reestruturação do Estado, nós estamos prontos para colaborar", acrescentou Maia, em outro trecho", concluiu. Cenário internacional Durante a entrevista, Rodrigo Maia foi questionado sobre o atual cenário econômico, com incertezas causadas pela epidemia do coronavírus e pela crise no preço do petróleo. No último fim de semana, Maia afirmou em uma rede social que o cenário internacional "exige seriedade e diálogo das lideranças do país". "A nova crise do petróleo produzirá o diálogo?", indagou a jornalista Miriam Leitão. "A gente tem que olhar da perspectiva do final do ano para cá, porque senão vamos transferir todas as nossas mazelas para uma crise internacional, que, claro, vai afetar nossa economia. [...] A crise inicial que reduziu nosso crescimento [previsto pelo governo para 2020] para 2% – e as grandes consultorias já projetaram abaixo de 2% – não tem relação direta com a crise internacional. Então, nós temos que sair do ponto de partida dos nossos problemas, senão a gente transfere para os outros os nossos problemas e fica fácil encontrar uma solução que não vai, mais uma vez, resolver os nossos problemas", respondeu. Rodrigo Maia, então, disse ver "desorganização", afirmando que o Brasil irá superar o que chamou de "tsunami internacional" se entender o porquê de a economia "não crescer". “Eu acho que a gente está desorganizado. Para o Brasil sair melhor desse tsunami internacional, a gente tem que entender por que a nossa economia não cresce. Por que depois da reforma previdenciária, onde muitos da equipe econômica diziam que a economia ia crescer 3,5%, 4%, isso não ocorreu? Uma frustração. Por que isso?", indagou. Para o presidente da Câmara é importante o país compreender que, mesmo após a aprovação da reforma da Previdência e da PEC do teto de gastos, os investidores ainda têm "receio" em aplicar em recursos no país. "Nossa poupança interna continua muito baixa, nós precisamos de investimento externo", completou. Postura de Bolsonaro Em outro trecho da entrevista, Maia foi questionado se avalia que o presidente Jair Bolsonaro tem "quebrado o decoro". O presidente da Câmara respondeu: "Eu acho que o presidente tem uma forma que respeita pouco a liturgia do cargo. Isso gera conflitos". Maia, então, foi questionado se a postura de Bolsonaro representa quebra de liturgia ou quebra de decoro. Ao que respondeu: "Eu acho que ele conflita, ataca demais a imprensa, ataca demais o Congresso." Eventual nova CPMF Ainda na entrevista à GloboNews, Rodrigo Maia foi questionado se há alguma possibilidade de o Congresso aprovar um imposto nos mesmos moldes da extinta Contribuição Provisória sobre a Movimentação Financeira (CPMF). Maia, então, respondeu: "Isso, esquece. Nem pensar." Segundo ele, o texto a ser aprovado na reforma tributária não representará aumento de impostos. Veja Mais

Twitter etiqueta vídeo retuitado por Trump como 'manipulado'

O Tempo - Mundo A postagem dá a entender que Joe Biden apoia a reeleição do presidente norte-americano Veja Mais

Heineken investirá R$865 milhões em cervejaria no Paraná

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - A Heineken vai fazer uma grande expansão na capacidade de produção de sua cervejaria em Ponta Grossa (PR), em um investimento de 865 milhões de reais a ser aplicado entre este ano e 2021 e que vai se concentrar nos rótulos Heineken e Amstel.A companhia fez o anúncio nesta segunda-feira, mas não informou a capacidade nominal da fábrica, a terceira maior da Heineken no Brasil. A empresa também não deu detalhes sobre o volume pretendido com a expansão, comentando apenas que após os investimentos a capacidade será ampliada em 75%. A ampliação da fábrica será feita gradualmente, com os primeiros resultados esperados já para este ano."Estamos antecipando em um ano todos os investimentos de nosso plano estratégico. O Brasil é um mercado-chave para nós, representa um volume muito grande", disse o presidente-executivo da Heineken no Brasil, Mauricio Giamellaro, ao ser questionado sobre o momento para o realização do investimento, marcado por um ainda fraco crescimento da economia e fortes turbulências internacionais."Um investimento como este não se toma pensando no curto prazo....As duas marcas (Heineken e Amstel) estão crescendo muito aceleradamente no país...A categoria de cervejas no Brasil é extremamente grande. Tem um mercado enorme e consumidores novos entrando na categoria", disse o executivo. "Basicamente estamos fazendo uma nova cervejaria", acrescentou.Em fevereiro, a Heineken, segunda maior cervejaria do mundo, afirmou em Bruxelas que os volumes de venda de cerveja do grupo subiram 4,1% no quarto trimestre, puxados por avanços mais fortes no Brasil, Camboja e Vietnã. A Heineken também afirmou na ocasião que o Brasil atualmente é o maior mercado da marca no mundo, na frente de Estados Unidos e da Europa.O crescimento da Heineken no Brasil tem reduzido a distância para a líder de mercado Ambev, algo acelerado após ter acertado em 2017 a aquisição das operações da japonesa Kirin no país por 1,2 bilhão de dólares. Na época, o negócio dobrou a participação da empresa no mercado brasileiro, para quase 20%. A Heineken afirma atualmente ter 22% do mercado nacional.O investimento em Ponta Grossa foi decidido depois que a companhia aprovou no ano passado aporte de 550 milhões de reais na modernização de três cervejarias e de uma microcervejaria no interior de São Paulo. O anúncio também ocorreu um dia depois da Ambev divulgar que planeja investir 2 bilhões de reais na abertura de uma nova fábrica de cerveja no Norte do Brasil, uma nova maltaria no Sudeste, uma instalação de produção de latas e linhas adicionais de produção de cervejas puro malte no país.Giamellaro evitou mencionar números da operação da Heineken no Brasil, mas afirmou que "o investimento em São Paulo mais do que já se pagou...A prova disso é que conseguimos aprovar (o investimento em) Ponta Grossa".Segundo ele, um dos grandes objetivos na ampliação da cervejaria no Paraná é o lançamento de novos produtos, incluindo a versão sem álcool da Heineken, que começará a ser vendida no país no segundo trimestre. "Muito do investimento será destinado à Heineken 0,0", disse o executivo.O produto já é vendido no México e em mais de 50 países. "Até hoje, cerveja sem álcool era um mercado de nicho. Vamos criar um mercado novo para a cerveja 0,0", disse Giamellaro, acrescentando que o produto será vendido na mesma faixa de preço da Heineken com álcool.No fim do mês passado, o novo presidente da Ambev, Jean Jereissati Neto, afirmou a analistas que a companhia vai manter política de preços em linha com a inflação no Brasil, mas que precisa ser mais atenta às dinâmicas de mercado, uma resposta a questionamentos sobre as perspectivas da companhia em um momento em que rivais têm avançado sobre o mercado "mainstream", que no caso da Heineken é disputado pela Amstel.Giamellaro afirmou que o impacto da "agressividade comercial" dos concorrentes no Brasil tem sido menor sobre a Heineken, uma vez que a empresa está "construindo uma estratégia de marcas premium e qualidade...O impacto que sofremos de concorrência é muito menor", disse o executivo sem dar detalhes.No país, além da Heineken, posicionada no segmento premium, e da Amstel, no segmento "mainstream", a cervejaria holandesa tem rótulos econômicos como Glacial e Kaiser, também produzidas em Ponta Grossa.None (Por Alberto Alerigi Jr.) Veja Mais

Moro anuncia projeto de lei para aumentar pena de agressores de mulheres

O Tempo - Política Segundo levantamento da pasta do ministro, entre 2019 e 2020, houve aumento expressivo no número de tornozeleiras eletrônicas usadas por esses criminosos Veja Mais

Vagas de emprego: SineBahia divulga oportunidades para Salvador e interior

G1 Economia Interessados devem ir a um dos postos do órgão. Confira lista. SineBahia divulga oportunidades para Salvador e interior Marcelo Reis/Divulgação O SineBahia divulgou as vagas de emprego disponíveis para segunda-feira (9), nas cidades de Salvador, Candeias, Amélia Rodrigues, Feira de Santana, Alagoinhas, Santo Antônio de Jesus, Jequié, Senhor do Bonfim e Itabuna. Os interessados devem comparecer a uma das unidades do órgão. É preciso apresentar carteira de trabalho, RG, CPF, comprovantes de residência e escolaridade. Se houver, comprovação de qualificações e/ou experiências na função por contratos e declarações O SineBahia informa que as vagas divulgadas são apenas algumas oportunidades disponíveis e estão sujeitas ao limite de encaminhamentos. O trabalhador pode consultar listas completas e atualizadas nas unidades do SineBahia em Salvador e interior do estado. VAGAS EXCLUSIVAS PARA SALVADOR AÇOUGUEIRO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área Salário 1.095,00 + Benefícios 03 VAGAS AUXILIAR DE MANUTENÇÃO PREDIAL Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área de manutenção e disponibilidade para trabalhar aos finais de semana e feriados Salário 1.095,00 + Benefícios 02 VAGAS CHEFE DE SERVIÇO DE LIMPEZA Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área e residir na Cidade Baixa, Plataforma, Paripe, Periperi, Alto de Coutos, Massaranduba, Lobato ou Ribeira Salário 1.175,00 + Benefícios 01 VAGA MECÂNICO DE AUTOMÓVEIS E CAMINHÕES Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência em linha semirreboque (carreta) e residir em Salvador ou no município de Simões Filho 01 VAGA MOTORISTA ENTREGADOR Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência em viagens para entregas de mercadorias, curso MOPP (atualizado) e conhecer a cidade de Salvador, Região Metropolitana e Rodovias Salário 1.442,00 + Benefícios 05 VAGAS OPERADOR DE CAIXA Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência na área, disponibilidade para trabalhar até fechamento da loja (23h30) e residir na Barra ou nas regiões do Calabar, Garcia, Alto das Pombas, Apipema ou Centenário Salário 1.045,00 + Benefícios 01 VAGA VENDEDOR PORTA A PORTA Ensino Médio completo Não exige experiência 05 VAGAS VENDEDOR PORTA A PORTA Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência na área 05 VAGAS TÉCNICO EM ENFERMAGEM Ensino Técnico completo em Enfermagem Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência com coletas em laboratório de análises clínicas e/ou banco de sangue (conforme normas das empresas exclusivas de laboratórios de análises clínicas) 04 VAGAS TÉCNICO EM MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência na área e conhecimento de computadores em elevadores Salário 1.300,00 + Benefícios 01 VAGA TRATORISTA OPERADOR DE ROÇADEIRA Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência na área, conhecimento no manuseio da máquina para capina e residir no município de Lauro de Freitas Salário 1.400,00 + Benefícios 01 VAGA REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO Ensino Médio completo Experiência mínima de 03 meses na função Obrigatório possuir vivência na área e CNH ‘A’, ‘B’ ou ‘AB’ 05 VAGAS COORDENADOR DE RESTAURANTE Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência com equipes nos ramos de bebidas e alimentos 01 VAGA VENDEDOR DE SERVIÇOS Ensino Médio completo Não exige experiência Obrigatório residir no município de Simões Filho 02 VAGAS BARBEIRO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função Obrigatório possuir vivência na área 02 VAGAS VAGAS EXCLUSIVAS PARA CANDEIAS VENDEDOR EXTERNO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir moto, CNH ‘A’ e residir em Candeias 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA AMÉLIA RODRIGUES CHURRASQUEIRO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA FEIRA DE SANTANA AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Médio completo 01 VAGA SUPERVISOR DE VENDAS COMERCIAL Ensino Médio ou Superior incompleto Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir CNH ‘B’, carro/notebook e vivência na área de vendas de telefonia Salário fixo + Comissão 01 VAGA CONSULTOR DE VENDAS Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir CNH ‘B’, carro/ notebook e vivência na área de vendas de telefonia Salário fixo + Comissão 02 VAGAS MOTORISTA CARRETEIRO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir CNH ‘E’ e vivência na função 06 VAGAS CARGA E DESCARGA DE MERCADORIAS Ensino Médio completo 06 VAGAS BORRACHEIRO Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência com veículos pesados (01 ano) e disponibilidade de horário 01 VAGA PROMOTOR DE VENDAS Ensino Médio Completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área de vendas 18 VAGAS INSPETOR DE QUALIDADE Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área, conhecimento em Informática e disponibilidade para trabalhar a noite Desejável: Técnico em Química 01 VAGA GERENTE INDUSTRIAL Ensino Superior completo em Engenharia de Produção, Mecânica ou Elétrica Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência na área, conhecimento em Plásticos e Moldes de Injeção 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA ALAGOINHAS OBS.: O atendimento só será feito por ordem de chegada, com senha e com limite de encaminhamentos. PEDREIRO Ensino Fundamental incompleto Experiência mínima de 06 meses na carteira 02 VAGAS SERVENTE DE OBRAS Ensino Fundamental incompleto Experiência mínima de 06 meses na carteira 03 VAGAS VAGAS EXCLUSIVAS PARA SANTO ANTÔNIO DE JESUS ELETRICISTA Ensino Médio completo Experiência com linha viva – Apresentar comprovação Obrigatório possuir curso na área 20 VAGAS VENDEDOR PRACISTA Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 02 VAGAS COZINHEIRO Ensino Fundamental completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA GARÇOM Ensino Fundamental completo Experiência com Buffet – Apresentar comprovação 01 VAGA PINTOR Ensino Fundamental incompleto Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA MONITOR–DRYWALL Ensino Fundamental completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA VAQUEIRO Ensino Fundamental completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA SERVENTE DE CAMPO (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência 03 VAGAS COSTUREIRA Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA MONTADOR DE MÓVEIS Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação Obrigatório possuir CNH 01 VAGA MOTORISTA MUNK Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA AÇOUGUEIRO Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA ELETRICISTA Ensino Médio completo Obrigatório possuir cursos NR10, NR35, Eletricista de Redes de Distribuição e outros direcionados a função 50 VAGAS BLASTER Ensino Fundamental completo Obrigatório possuir curso de Blaster 11 VAGAS OPERADOR DE CALDEIRA Ensino Médio completo Experiência na função - Apresentar carta de referência Obrigatório possuir curso NR 13 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA JEQUIÉ PINTOR INDUSTRIAL Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na carteira 01 VAGA EMPREGADA DOMÉSTICA Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA SENHOR DO BONFIM BALCONISTA Experiência em ótica 01 VAGA REPRESENTANTE COMERCIAL AUTÔNOMO Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA DENTISTA Ensino Superior completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA BALCONISTA Ensino Médio completo Experiência com vendas de peças automotivas – Apresentar comprovação 01 VAGA MECÂNICO DE AUTOMÓVEL Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA BALCONISTA DE FARMÁCIA Ensino Médio completo Experiência na função – Apresentar comprovação 01 VAGA VAGAS EXCLUSIVAS PARA ITABUNA VENDEDOR INTERNO Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir CNH ‘B’ 01 VAGA AJUDANTE DE CARGA E DESCARGA DE BOTIJÃO DE GÁS Ensino Médio incompleto Experiência mínima de 06 meses na carteira 13 VAGAS ENCARREGADO DE CARGA E DESCARGA Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência com liderança de equipe 01 VAGA VENDEDOR PRACISTA Ensino Médio incompleto Experiência mínima de 06 meses com vendas de serviços 05 VAGAS ENCARREGADO DE SETOR FISCAL Ensino Superior completo em Ciências Contábeis Experiência mínima de 06 meses na carteira Obrigatório possuir vivência com faturamento, tributação municipal, estadual e federal, SPED e DCFT 01 VAGA MANICURE Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função 01 VAGA CABELEIREIRO Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na função 01 VAGA MECÂNICO DE REFRIGERAÇÃO Ensino Fundamental incompleto Experiência mínima de 06 meses na carteira 01 VAGA AUXILIAR DE LOJA/AJUDANTE DE CARRINHOS DE SUPERMERCADO (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Fundamental incompleto Não exige experiência 01 VAGA REPOSITOR DE MERCADORIAS (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Fundamental incompleto Não exige experiência 01 VAGA INSPETOR DE DISCIPLINA (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Médio completo Não exige experiência 01 VAGA AUXILIAR DE LIMPEZA (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Médio completo Não exige experiência 01 VAGA AUXILIAR DE COZINHA (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Médio completo Não exige experiência 01 VAGA AUXILIAR ADMINISTRATIVO (PCD) Exclusiva para Pessoas com deficiência Ensino Médio completo Não exige experiência 01 VAGA OPERADOR DE TELEMARKETING (PCD) Exclusiva para Pessoas com Deficiência Ensino Médio completo Não exige experiência 05 VAGAS COZINHEIRO DE RESTAURANTE Ensino Fundamental completo Experiência mínima de 06 meses na carteira 01 VAGA TÉCNICO DE INFORMÁTICA Ensino Médio completo Experiência mínima de 06 meses na função 01 VAGA ANALISTA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Ensino Superior completo em Análise de Sistemas ou Ciência da Computação Experiência mínima de 06 meses com desenvolvimento de sistema WEB 01 VAGA Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Veja Mais

A Voz do Brasil - 09/03/2020

A Voz do Brasil - 09/03/2020

Câmana dos Deputados RÁDIO CÂMARA - Confira nesta edição, entre outros assuntos: ✔️Maia diz que Parlamento será colaborativo para construir soluções para crise ✔️Câmara discute, na quarta, ações de vigilância e prevenção ao coronavírus ✔️Congresso volta a se reunir para votar propostas do orçamento impositivo Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Candidatos relatam dificuldade para se inscrever em seleção com 2,9 mil vagas para professores do estado

G1 Economia Interessados em participar de certame informaram que não conseguiram anexar documentos, pela internet. Esta segunda (9) é o último dia de cadastramento. Priscila Barros tentou se inscrever em seleção da Secretaria de Educação de Pernambuco Reprodução/TV Globo Candidatos que tentaram se inscrever em uma seleção simplificada do governo do estado, que oferece 2.938 vagas para professores, reclamaram que não conseguiram concluir o processo pela internet. Nesta segunda-feira (9), último dia de inscrição, eles disseram que encontram falhas no sistema. As oportunidades são para a Secretaria de Educação e Esportes, em todas as regiões do estado, e os salários são de até R$ 2,9 mil. Há vagas para profissionais de níveis superior, médio e técnico. Desse total, 106 são para a educação profissional, 2.405 para a educação básica e 427 para programas e projetos. De acordo com os candidatos, o problema ocorreu no momento em que eles tentam anexar os documentos comprobatórios para a seleção. Priscila Barros é autônoma decidiu tentar uma vaga como professora de espanhol. Segundo ela, os erros ocorreram em diferentes etapas do processo de inscrição. O primeiro deles foi na tentativa de gerar o boleto de pagamento da taxa de R$ 24. Em seguida, mesmo após o pagamento, ela continuou sem conseguir prosseguir com o cadastramento. "Eu paguei no dia 3 de março e deveria receber uma confirmação. Isso não ocorreu durante muitos dias. Quando o problema foi resolvido, eu tentei acessar o site para inserir os documentos e títulos para a seleção. Fui redirecionada para um site de solicitação de isenção, coisa que nunca pedi", afirmou. Segundo Osmar Melo, que também se inscreveu na seleção, o problema é parecido com o de Priscila. "Está havendo muito problema na etapa de envio da documentação. A gente efetua o pagamento, mas eles têm que liberar um código de acesso para que a gente possa subir a documentação comprobatória, tanto de experiência profissional, quanto de escolaridade. Eu fiz o pagamento no sábado e, até agora, não consegui", afirmou. A seleção é organizada pelo Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib), com quem Priscila Barros entrou em contato, por meio de um chat presente no próprio site da entidade. Na tarde desta segunda-feira, quatro horas depois de iniciar contato, ela recebeu uma notificação do instituto, falando sobre uma possível prorrogação do prazo de inscrições. Resposta Por meio de nota, a Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco informou que entrou em contato com a banca realizadora da seleção e foi informada que "até o momento, não houve reclamação formal em relação a estas dificuldades". A pasta declarou que "todo o sistema foi checado e encontra-se funcionando normalmente". Segundo a secretaria, "para os candidatos que estão com problemas para concluir a inscrição, a banca realizadora do certame disponibilizou os telefones 0800.885.0000 e (81) 3035.8152". A pasta não informou se o prazo de inscrições será prorrogado. Veja Mais

Google Chrome declara guerra aos cookies; mas o que eles fazem?

Google Chrome declara guerra aos cookies; mas o que eles fazem?

Tecmundo Cookies são pequenos arquivos que os navegadores armazenam nos dispositivos com acesso à internet; eles são responsáveis, por exemplo, por salvar algumas preferências enquanto o internauta visita os sites. Enquanto Mozilla e Apple já são conhecidas por seus movimentos para restringir a atuação desses recursos em seus sistemas operacionais e preservar a segurança do usuário, agora a Google resolveu declarar uma verdadeira guerra contra eles.A decisão foi tomada justamente pelo fato de uma variedade extensa de dados pessoais, como localização, números de telefone e endereços informados em formulários, é registrada pelos "arquivinhos", que são consultados pelos sites no momento em que se acessa uma página. O que por um lado pode facilitar — e muito — o dia a dia na internet, por outro lado tem gerado uma preocupação em relação ao acesso indevido de terceiros às informações.Leia mais... Veja Mais

Empresas listadas na bolsa já perderam R$ 1 trilhão em valor de mercado em 2020

G1 Economia Somente nesta segunda-feira (9), dia em que os mercados financeiros desabaram, as empresas tiveram perdas de R$ 431 bilhões. As empresas listadas na bolsa de valores brasileira, a B3, perderam, juntas, R$ 1,008 trilhão em valor de mercado no ano de 2020, de acordo com dados da Economatica. Somente nesta segunda-feira (9), dia em que os mercados financeiros desabaram, as empresas tiveram perdas de R$ 431 bilhões. A Petrobras liderou as baixas, ao reportar uma queda de R$ 91,119 bilhões em valor de mercado, após o tombo preços do petróleo adicionar mais um componente de turbulência, elevando os temores de uma recessão global. Ibovespa é o principal índice da B3, a bolsa brasileira Amanda Perobelli/Reuters Logo após a Petrobrás, as maiores perdas desta segunda foram reportadas pela Vale (queda de R$ 34,770 bilhões) e pelos quatro grandes bancos: Bradesco (queda de R$ 18,398 bilhões), Itaú Unibanco (queda de R$ 15,909 bilhões), Banco do Brasil (queda de R$ 13,314 bilhões) e Santander (queda de R$ 12,735 bilhões). Veja Mais

Socióloga Isabelle Anchieta lança livro em BH em bate-papo com Mônica Waldvogel

O Tempo - Diversão - Magazine Pesquisadora e jornalista são as convidadas do projeto Sempre um Papo, que acontece nesta quinta-feira (12), no Palácio das Artes Veja Mais

Seca na região Sul exigirá acionamento de térmicas ao menos em março, diz ONS

R7 - Economia Por Luciano CostaSÃO PAULO (Reuters) - Uma seca que tem sido registrada no Sul do Brasil neste ano levou ao acionamento de mais termelétricas locais no final de semana, e a situação climática na região deve manter térmicas ligadas ao menos neste mês de março, disse à Reuters nesta segunda-feira o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata.A situação difere de outras áreas, como Sudeste e Nordeste, onde estão os maiores reservatórios de hidrelétricas, que têm recuperado seus níveis com chuvas intensas desde o final de janeiro.A condição da região levou a Agência Nacional de Águas (ANA) a iniciar nesta segunda-feira reuniões do que o órgão chama de "sala de crise" do Sul, para "acompanhar a situação hidrometeorológica desfavorável" local, discutindo medidas para aliviar os impactos da escassez de precipitações.Na semana passada, o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), que reúne autoridades e técnicos da área de energia do governo, já havia autorizado "medidas excepcionais" para atender à região, inclusive com acionamento de mais usinas térmicas que o determinado pelos modelos matemáticos que guiam a operação do sistema elétrico."É como se fosse uma moeda, tem duas faces. A situação vai muito bem no Sudeste, Nordeste e Norte, e não tão bem no Sul. No Sul, o que tem acontecido é que as frentes frias têm passado 'voando'... estão bastante abaixo da média, e as precipitações são pequenas e rápidas", disse o diretor-geral do ONS.Ele apontou ainda que não há perspectiva de melhora imediata, o que faz com que o CMSE mantenha um quadro de atenção, que prevê avaliações semanais sobre a situação da oferta da região.As usinas hídricas do Sul do país estão atualmente com 20,15% da capacidade de armazenamento, contra 45,38% no Sudeste, 65,42% no Nordeste e 57,10% no Norte.Já as chuvas na região dos lagos das usinas do Sul neste mês foram estimadas pelo ONS em apenas 38% da média histórica, contra 111% no Sudeste e 101% no Nordeste. No Norte, a projeção é de 88%.Para atender à demanda por energia do Sul e ao mesmo tempo evitar uma piora no quadro de reservatórios local, o ONS tem programado o envio de excedentes de geração do Norte para o Sudeste, que então exporta para apoiar a região.Também têm sido acionadas em alguns momentos termelétricas adicionais, por motivos de garantia de suprimento energético, como as usinas Jorge Lacerda A, B e C, da Engie Brasil Energia, e Araucária, um empreendimento conjunto entre a paranaense Copel e a estatal Petrobras."Pode acontecer de no mês de abril a situação mudar e termos uma recuperação das condições climáticas no Sul. Mas no curto prazo não vemos nenhum sinal de mudança forte", disse Barata.Ele ressaltou, no entanto, que o nível de precipitações na região tem sido tão baixo que é difícil esperar uma piora."Vamos continuar com monitoramento e avaliações semanais no CMSE. E no caso de haver mudança súbita e forte, a gente muda também a operação. Mas é improvável, porque as chuvas estão muito baixas, é muito improvável que a gente passe por uma piora. O mais provável é que em março continue desse jeito e a partir de abril melhore", apontou.A meta do ONS tem sido levar os reservatórios do Sul para cerca de 30% da capacidade, segundo Barata.Eventualmente, importações de energia da Argentina e do Uruguai também podem ajudar à atender a região, mas a oferta desses países para envios é limitada porque eles têm enfrentado situação climática semelhante, acrescentou.NoneQUADRO POSITIVOO diretor-geral do ONS destacou, no entanto, que o quadro mais delicado no Sul não gera preocupações de atendimento à demanda local e nem quanto ao sistema elétrico brasileiro como um todo."O balanço é que a situação hoje é muito melhor do que estava no ano passado, mesmo com essa situação no Sul, e bem melhor que no início do ano", afirmou.As hidrelétricas do Sudeste, que concentram os maiores reservatórios, têm se recuperado mais recentemente para o melhor nível em anos, após terem começado janeiro de 2020 perto de mínimas históricas vistas em 2015. Já o Nordeste, segunda região em volume de armazenamento nos lagos, também tem visto importante recuperação das precipitações e deve ter o melhor ano em quase uma década, após temporadas consecutivas de chuvas fortemente abaixo da média, disse Barata."Desde 2012 a gente não vê nada parecido com isso. São condições bastante boas na região Nordeste. Tomara que isso seja realmente um processo de reversão (de tendência) e não algo esporádico", afirmou.Em meio às chuvas mais favoráveis, a elétrica mineira Cemig disse que sua hidrelétrica de Três Marias, no rio São Francisco, abriu parcialmente as comportas no final de fevereiro para liberar excesso de água, o que não ocorria na usina desde janeiro de 2012. Veja Mais

Moradores de Anápolis que viajaram para a Europa e EUA têm suspeita de coronavírus, diz secretaria de Saúde

Glogo - Ciência Após laboratório coletar amostras para exames, pacientes foram encaminhados para isolamento domiciliar. Ao todo, Ministério da Saúde investiga 14 casos em Goiás. Homem e mulher procuram hospital com sintomas de coronavírus, em Anápolis A gerente de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis, Milene Garcia, confirmou dois casos suspeitos de coronavírus no município estão em investigação. Os pacientes são um homem de 32 anos, vindo dos Estados Unidos, e uma mulher de 37, recém-chegada da Europa. Os dois pacientes de Anápolis ficaram hospitalizados entre sexta-feira (6) e esta segunda (9) na rede pública de saúde e foram encaminhados para isolamento domiciliar, com febre e algum sintoma respiratório, sendo tosse, coriza ou espirro. Técnicos do Laboratório de Saúde de Goiás (Lacen) coletaram amostras e a secretaria municipal aguarda o resultado. De acordo com o Ministério da Saúde, 14 casos estão em investigação, em Goiás, e outros 14 foram descartados. A Secretaria Estadual de Saúde ainda não divulgou boletim oficial nesta segunda. Laboratório Lacen é responsável por analisar as amostras coletadas de pacientes com suspeita de coronavírus, em Goiás Divulgação/ SES Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários. Casos só são considerados oficialmente suspeitos depois de o Ministério da Saúde, cumprindo o protocolo, incluir os referidos casos na lista de suspeitos divulgada pelo órgão. No Brasil, houve a confirmação de um paciente com a doença em São Paulo. Veja outras notícias da região no G1 Goiás. Ciclo do novo coronavírus Arte/G1 Initial plugin text Veja Mais

Turismo brasileiro tem alta de 2,2% no faturamento e cria 35 mil novos empregos em 2019, aponta pesquisa

G1 Economia Relatório da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo mostra que São Paulo foi o estado que mais faturou. A região Sudeste apresentou a maior elevação, representando cerca de 61,6% dos ganhos de todo o setor. O turismo brasileiro cresceu 2,2% em faturamento no ano passado, movimentando R$ 238,6 bilhões, segundo o relatório ICV-Tur - índice de pesquisa elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Foi a maior alta no setor desde 2017. Foram criados 35.692 novos postos de trabalho. Um alta de 1,2% em relação ao total de empregados do setor em 2018. Mas esse crescimento ainda não compensa o déficit ocorrido entre os anos de 2015 e 2017. São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais foram os estados com maior faturamento Restaurantes e similares apresentaram a maior fatia entre os segmentos do setor Foram criados 35.692 novos empregos O Sudeste foi a região que teve maior faturamento: R$ 147 bilhões, representando 61,6% do ganho de todo o setor. Seguido pelo Sul, com 15,9% e o Nordeste, com aumento de 12,6%. Somente o estado de São Paulo gerou uma receita de R$ 96,7 bilhões, que responde por 40,5% do lucro total do país. Já o Rio de Janeiro sofreu queda de 3,8% em relação a 2018, apresentando um faturamento de R$ 25,5 bilhões. Minas Gerais arrecadou R$ 19,2 bilhões com crescimento de 3,9% em relação ao ano anterior. Segundo a CNC, os índices foram mais elevados nessas regiões por conta da concentração do fluxo de prestações de serviços turísticos e a movimentação de riqueza. Como consequência, regiões com menos investimento no setor como o Centro-Oeste e o Norte representaram a menor participação no fluxo de vendas, com 6,9% e 3%, respectivamente. Geração de empregos Em 2019, cerca de 2,9 milhões de pessoas exerciam funções na área, sendo 67% nas atividades de hospedagem e alimentação. O segmento de restaurantes e similares teve a maior participação de vendas no turismo brasileiro, com crescimento de 53,3%. Seguido por uma alta de 26%, atribuída a transportes de passageiros e 11% de hospedagens e similares. Juntos os três setores foram responsáveis por 90% das vendas turísticas, com arrecadação de R$ 216 bilhões. Veja Mais

Hipótese de que a Lua se formou após impacto de Theia com a Terra é fortalecida

Hipótese de que a Lua se formou após impacto de Theia com a Terra é fortalecida

canaltech Um estudo traz novas evidências que sustentam a hipótese de que a Lua surgiu a partir de um grande impacto entre a Terra e outro planeta, chamado Theia. É que estudos recentes apontaram que essa hipótese poderia estar errada, mas novas análises do material lunar trouxeram outra perspectiva sobre o assunto. A hipótese do grande impacto tem sido a mais aceita por um bom tempo. De acordo com os modelos computacionais, a Terra ainda era um protoplaneta, ou seja, estava em seus estágios iniciais de formação, quando um corpo do tamanho de Marte, chamado Theia - apelido em homenagem à mãe da deusa da Lua na mitologia grega - teria então colidido com a jovem Terra. Os detritos desse impacto teriam formado a Lua. Colisão com a Terra que formou a Lua pode ter trazido água para cá, diz estudo Ingredientes da vida podem ter chegado à Terra em colisão com outro planeta Nos últimos anos, entretanto, evidências e estudos contestaram a hipótese do grande impacto. Uma dessas pesquisas revelou que amostras de rochas lunares trazidas pelas missões Apollo tinham composição semelhante à da Terra - enquanto modelos computacionais que tentam reproduzir o impacto apontam que, se a Lua é mesmo resultado dessa colisão, sua composição deveria ser entre 70% a 90% feita do material de Theia. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- No novo estudo, os pesquisadores fizeram novas medições de alta precisão dos níveis de isótopos (diferentes versões do mesmo elemento) de oxigênio em uma variedade de amostras lunares. Os pesquisadores ainda expandiram o trabalho anterior, concentrando-se em uma grande variedade de tipos de rochas lunares. Assim, eles descobriram que havia diferenças sutis, mas regulares, na composição isotópica de oxigênio dependendo do tipo de rocha. Concepção artística da formação da Lua após o choque da proto-Terra com o planeta Theia (Imagem: American Museum of Natural History) Isso sugere que o trabalho anterior pode não ter fornecido uma imagem precisa das diferenças entre a Terra e a Lua, provavelmente por ignorar os diferentes tipos de rocha. Esse novo resultado foi uma surpresa até mesmo para os autores do estudo. "Esperava-se que nossos resultados provavelmente refletissem os de estudos anteriores", disse o principal autor, Erick Cano. "A parte mais surpreendente foi encontrar a quantidade de variação que conseguimos entre as amostras lunares individuais". Com as novas descobertas, os pesquisadores sugeriram que a colisão entre proto-Terra e Theia levou à mistura entre os corpos. Ainda assim, a Lua e a Terra após o impacto tiveram composições distintas, embora muito similares. Mais tarde, nos primeiros mil anos após o impacto, as rochas vaporizadas do disco de detritos deixadas para trás pelo impacto provavelmente resultaram em uma chuva de lava na Lua por centenas de anos. Interações físicas e químicas complexas entre essa chuva de lava e o oceano de magma que cobria a lua recém-nascida poderiam então levar a uma composição isotópica de oxigênio nas rochas lunares mais altas, mais semelhante à da Terra. Isso faz sentido, já que amostras do manto lunar profundo tinham a composição isotópica de oxigênio mais diferente do que as rochas da superfície quando comparadas à Terra. Essa é uma grande descoberta que ajudará os modelos do impacto, que agora não precisam mais se preocupar em explicar as composições isotópicas de oxigênio quase idênticas entre a Terra e a Lua, de acordo com Cano. "Acho que isso abrirá as portas para uma gama totalmente nova de cenários do impacto", acrescentou. No entanto, para futuras pesquisas pode ser necessário trazer mais material lunar para a Terra. "Alguns desses tipos de rochas lunares só foram trazidos em quantidades muito pequenas e podem ser muito difíceis de obter para estudo", explicou Cano. A NASA planejou trazer 100 kg de amostras durante o Programa Artemis, previsto para 2024 - o problema por enquanto é a capacidade de transporte para todo esse peso dentro da espaçonave Orion. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Famoso aplicativo de benchmark é removido da loja do Android; empresa se defende Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Veja Mais

Rodrigo Maia rebate Guedes e diz que só reformas não bastam para conter crise

O Tempo - Política O presidente da Câmara declarou que o governo precisa tomar algumas ações e atitudes Veja Mais

Madonna cancela shows em Paris por causa do coronavírus

G1 Pop & Arte País proibiu aglomerações de mais de mil pessoas no domingo (8), e já conta com mais de 1.100 casos confirmados. Madonna Reprodução/Instagram Madonna cancelou os shows que faria em Paris na terça-feira (10) e na quarta-feira (11) por causa de restrições impostas pelo governo francês por causa do coronavírus no país. A decisão foi anunciada pela promotora de eventos Live Nation nesta segunda-feira (9). Com cerca de 1.126 casos confirmados e 19 mortes causadas pelo vírus, a França proibiu a partir deste domingo (8) aglomerações com mais de mil pessoas no país. Entre outras medidas da França para conter o avanço do Covid-19 estão o fechamento do museu do Louvre e o cancelamento da feira do livro de Paris. A cantora já havia cancelado uma apresentação na cidade no dia 1º por causa de uma lesão no joelho. Como o medo do coronavírus está alterando rota do pop A edição francesa do Tomorrowland também foi cancelada nesta quinta-feira (5) respeitando uma decisão do governo francês. Além disso, as turnês asiáticas do Green Day e da Avril Lavigne também foram canceladas. As filmagens do novo filme "Missão Impossível" na Itália foram interrompidas e vários desfiles da Semana de Moda de Milão não chegaram a acontecer. Saiba mais: Medo do coronavírus adia shows, cancela gravações e altera rota de artistas pelo mundo Veja Mais

Petróleo tem alta de 4% em abertura do mercado de terça, após maior queda desde 1991

G1 Economia Contratos futuros de petróleo brent subiram US$ 1,41, ou 4,1%, para US$ 35,77 por barril, enquanto os EUA West Texas Intermediate (WTI) subiram US$ 1,25, ou 4%, para US$ 32,38 por barril, após quedas de quase 25% na segunda-feira. Os preços do petróleo subiram mais de US$ 1 na terça-feira (10), depois de uma guerra de preços dos maiores produtores, Arábia Saudita e Rússia, que provocou a maior queda diária desde a Guerra do Golfo de 1991, mas os investidores viram poucas chances de uma rápida recuperação dos preços, à medida que o coronavírus reduz a demanda. Arábia Saudita e Rússia anunciaram que aumentariam a produção no fim de semana, após um pacto de três anos entre eles e outros grandes produtores de petróleo para limitar a oferta desmoronar na sexta-feira. Os contratos futuros de petróleo brent subiram US$ 1,41, ou 4,1%, para US$ 35,77 por barril, enquanto os EUA West Texas Intermediate (WTI) subiram US$ 1,25, ou 4%, para US$ 32,38 por barril, após quedas de quase 25% na segunda-feira. Preço do petróleo despenca: veja perguntas e respostas Ambos os índices de referência caíram para o menor nível desde fevereiro de 2016 na sessão anterior e registraram seu maior declínio percentual em um único dia desde 17 de janeiro de 1991, quando os preços do petróleo caíram no início da Guerra do Golfo nos EUA. Os volumes negociados no primeiro mês de ambos os contratos atingiram altas recordes na sessão anterior. Mas os analistas não esperam que os preços do petróleo recuperem a queda de quase 25% desde o fechamento de sexta-feira, com o surto de coronavírus reduzindo a demanda. Os preços das ações de energia também caíram acentuadamente e os produtores de xisto começaram a cortar gastos em antecipação a receitas mais baixas. As ações da Exxon perderam mais de 12%, a maior perda percentual em um dia desde 15 de outubro de 2008, o auge da crise financeira. As ações da Chevron caíram mais de 15%, a maior perda desde a queda do mercado de outubro de 1987 na "Segunda-feira Negra". A Arábia Saudita planeja aumentar sua produção de petróleo acima de 10 milhões de barris por dia (bpd) em abril, ante 9,7 milhões de bpd nos últimos meses, disseram duas fontes à Reuters no domingo. O reino reduziu seus preços de exportação no fim de semana para incentivar as refinarias a comprar mais. A Rússia, um dos maiores produtores mundiais, juntamente com a Arábia Saudita e os Estados Unidos, também disse que poderia aumentar a produção e lidar com os baixos preços do petróleo por seis a 10 anos. Do lado da demanda, a Agência Internacional de Energia disse que a demanda por petróleo deve se contrair em 2020 pela primeira vez desde 2009. A agência cortou sua previsão anual e disse que a demanda diminuiria em 90.000 bpd em 2020 a partir de 2019. Veja Mais

Conheça o plano de Elon Musk para a corrida espacial do século 21

Conheça o plano de Elon Musk para a corrida espacial do século 21

Tecmundo Elon Musk não tenta esconder que um dos seus principais objetivos é colonizar Marte. E é com essa missão que a SpaceX vem trabalhando nas últimas 2 décadas. A empresa teve um crescimento importante no desenvolvimento de sistemas aeroespaciais, sendo uma das clientes da NASA. Em uma recente entrevista ao Ars Technica, o CEO conversou sobre seu ambicioso projeto de levar pessoas a Marte.Porém, antes de pousar em outro planeta, a SpaceX precisa aprimorar ainda mais suas próprias naves, e, para o empreendedor, só existe um caminho para isso acontecer: realizar muitos testes. Por isso, é tão importante, antes de pensar em pousar no planeta vermelho, conseguir produzir naves com mais rapidez.Leia mais... Veja Mais

Câmara é Notícia 21h | 09/03/2020

Câmara é Notícia 21h | 09/03/2020

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Saturno além dos anéis: conheça mais sobre esse impressionante planeta

Saturno além dos anéis: conheça mais sobre esse impressionante planeta

Tecmundo Saturno encanta os apaixonados por astronomia desde muito tempo: seus anéis são os maiores do Sistema Solar. Apesar disso, o planeta tem muito mais peculiaridades sobre as quais não estamos acostumados a ouvir.Você sabia que Saturno é o planeta menos esférico de todos? Por conta de sua rápida rotação, os dias por lá duram pouco mais de 10 horas e meia. Isso fez com que seu equador se tornasse 10% maior que a circunferência pelos polos, algo que acontece em todo planeta, mas não com tanta desproporcionalidade. Outro fator interessante sobre a rotação é que ela faz com que ele seja o menos denso do Sistema Solar.Leia mais... Veja Mais

Netflix encomenda docusssérie baseada em inocentes que foram condenados

Netflix encomenda docusssérie baseada em inocentes que foram condenados

canaltech A Netflix encomendou uma série documental intitulada The Innocence Files, que consiste em episódios de uma hora detalhando as histórias pessoais por trás de oito casos de condenação injusta que organizações norte-americanas trabalharam para destacar e derrubar. Basicamente, a série é dividida em três partes - a evidência, a testemunha e a acusação. Os casos abordados serão os de Chester Hollman III, Kenneth Wyniemko, Alfred Dewayne Brown, Thomas Haynesworth, Franky Carrillo, Levon Brooks, Kennedy Brewer e Keith Harward. Toda a temporada de nove episódios será lançada na Netflix dos EUA em 15 de abril, mas não há previsão de estreia no Brasil. Filmes, Séries, Musicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 9,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? "Estamos entusiasmados por fazer parte da inovadora série da Netflix", disseram à Variety Peter Neufeld e Barry Scheck, cofundadores do Innocence Project e consultores especiais da docussérie. “Esta é uma produção verdadeiramente importante. Cada episódio revela - passo a passo - como o sistema de justiça criminal americano erra. Essas histórias mostram pessoas cuja liberdade foi roubada por causa da dependência dos governos de lixo eletrônico, procedimentos de identificação de testemunhas oculares desacreditadas e sugestivas, e promotores que se envolvem em má conduta para vencer a qualquer custo", explicam os consultores. Netflix encomenda docu-série baseada em inocentes que foram condenados 7 documentários sobre tecnologia para você assistir na Netflix Você sabia que a Netflix tem 210 categorias escondidas? Veja como acessá-las! Eles ainda aproveitam para acrescentar: "Esperamos que essas histórias motivem as pessoas a agir. Existem reformas testadas e comprovadas que melhorarão o sistema para torná-lo mais justo. Inúmeras pessoas inocentes passam por um sofrimento indescritível nas prisões de segurança máxima e no corredor da morte por crimes que não cometeram. Esses erros judiciais estendem um círculo de dor e trauma que abrange famílias, comunidades e até vítimas de crimes. Nós devemos fazer melhor". -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Os célebres documentaristas Liz Garbus, Alex Gibney, Roger Ross Williams, Jed Rothstein, Andy Grieve e Sarah Dowland atuam como diretores em The Innocence Files. “É uma verdadeira honra trabalhar com três dos documentaristas mais famosos do mundo que desenvolveram uma série profundamente convincente que explora as linhas borradas entre justiça e injustiça”, afirmou. Adam Del Deo, vice-presidente de documentários originais da Netflix. "Somos extremamente gratos aos co-fundadores do Innocence Files Peter Neufeld e Barry Scheck por sua orientação e confiança, e pela oportunidade de destacar seu trabalho valioso". Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! 25 casos do novo coronavírus confirmados no Brasil; na América do Sul já são 65 Veja Mais

Congresso analisa vetos e mudanças ao Orçamento - 09/03/20

Congresso analisa vetos e mudanças ao Orçamento - 09/03/20

Câmana dos Deputados A grande expectativa para essa semana é que o Plenário do Congresso vote os três projetos encaminhados pelo governo para regulamentar o Orçamento Impositivo. Mas antes, deputados e senadores precisam limpar a pauta de vetos presidenciais. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #Plenário #LDO Veja Mais

"Próximo 007 será o meu último", diz Daniel Craig

O Tempo - Diversão - Magazine Após uma espera de cinco anos, ator retorna como o lendário agente, mas estreia foi adiada devido ao coronavírus Veja Mais

The Mandalorian: gravações da 2ª temporada chegam ao fim

The Mandalorian: gravações da 2ª temporada chegam ao fim

Tecmundo As gravações da 2ª temporada de The Mandalorian, que estavam acontecendo em Los Angeles desde novembro de 2019, já foram concluídas, segundo o diretor de fotografia da série. Baz Idione compartilhou a informação através do seu perfil no Instagram, confirmando ainda que Dave Filoni (Star Wars: A Guerra dos Clones) é um dos diretores da nova temporada. Confira.That’s a wrap on season 2!Leia mais... Veja Mais

SIMM tem vagas para fiscal de supermercado, barman, almoxarife, empacotador e outras; confira

G1 Economia Interessados devem procurar sede do serviço ou uma das prefeituras-bairro de Salvador. Interessados devem ir à sede do Simm ou em um dos postos do órgão Bruno Concha/Secom O Serviço Municipal de Intermediação de Mão de Obra (SIMM), oferece vagas de emprego para terça-feira (2). Os interessados deverão ir na Sede do SIMM-Comércio, que fica na Rua Miguel Calmon, 506, no Edifício Ouro Preto ou na prefeituras-bairro: Itapuã, Pau da Lima, Subúrbio e Posto do SIMM na Boca do Rio. Levando originais da Carteira de Trabalho (com o nº do: PIS, Pasep ou NIS), Carteira de Identidade, CPF, Comprovante de Residência e Histórico Escolar, para realização de Cadastro, de busca por Vagas e de Encaminhamento para: Entrevistas e Seleções de Trabalho/Emprego. O atendimento é feito das 7h às 17h, mediante distribuição de senhas, que são entregues a partir das 6h30. Confira oportunidades: Fiscal em Supermercado Ensino médio completo, 6 meses de experiência, experiência com cargo de chefia em supermercado Salário: 1.165,35 + benefícios 1 vaga Supervisor de Restaurante Ensino médio completo, 6 meses de experiência, disponibilidade de horário. Salário: R$ 1.300,00 + benefícios 2 vagas Barman Ensino médio completo, 6 meses de experiência, ter disponibilidade de horário Salário: a combinar + benefícios 2 vagas Assistente Administrativo Financeiro Ensino médio completo, 6 meses de experiência, conhecimento de informática intermediária Salário: a combinar + benefícios 1 vaga Cozinheiro de Restaurante Ensino médio completo, 6 meses de experiência, vaga zoneada para os seguintes bairros: Imbui, Boca do Rio, Pituaçu, Saboeiro e adjacências, ter disponibilidade de horário Salário: a combinar + benefícios 2 vagas Almoxarife Superior completo, 6 meses de experiência, conhecimento pacote office intermediário Salário: a combinar + benefícios 1 vaga Supervisor de Loja Superior completo em Administração, Engenharia, Ciência Contábeis, Economia, Marketing, Publicidade e Propaganda, 3 meses de experiência Salário: a combinar + benefícios 20 vagas Eletricista de Ar Condicionado de Veículos Pesados Ensino médio completo, 6 meses de experiência, imprescindível Cursos de Eletricista e Manutenção de Ar Condicionado Veicular e disponibilidade para viajar Salário: 2.392,71 + benefícios 1 vaga Empacotador (vaga exclusiva para pessoas com deficiência) Ensino fundamental completo, sem experiência, vaga zoneada para os bairros: Paralela, Paripe e Sete Portas Salário: 1.045,00 + benefícios 6 vagas Desenvolvedor de Java (vaga para exclusiva para pessoas com deficiência) Superior completo em Ciências da Computação ou TI ou Análise de Sistemas, 6 meses de experiência Salário: a combinar + benefícios 2 Vagas Vendedor Pracista Ensino fundamental completo, 3 meses de experiência, disponibilidade para trabalhar externo. Salário: a combinar + benefícios 6 Vagas Recepcionista de Hospital Ensino médio completo, 6 meses de experiência, imprescindível ter trabalhado na área de saúde. Salário: a combinar + benefícios 1 Vaga Auxiliar Operacional Ensino médio completo, 6 meses de experiência, imprescindível experiência com extratora de limpeza, pulverizadora e bicos de ar comprimido Salário: 1.045,00 + benefícios 3 vagas Auxiliar Operacional Ensino médio completo, 6 meses de experiência, imprescindível experiência com extratora de limpeza, pulverizadora e bicos de ar comprimido, CNH D Definitiva Salário: 1.045,00 + benefícios 3 vagas Chefe de Pista Ensino médio completo, 6 meses de experiência, imprescindível CNH D, desejável CNH A, experiência com cargos de chefia Salário: 1.280,00 + benefícios 3 vagas Auxiliar de Limpeza (vaga exclusiva para pessoa com deficiência) Ensino fundamental completo, sem experiência. Salário: a combinar + benefícios 1 vaga Vendedor interno (vaga exclusiva para pessoa com deficiência) Ensino médio completo, 3 meses de experiência, conhecimento em informática, desejável curso de atendimento ao cliente. Salário: a combinar + benefícios 1 vaga Atendente de telemarketing Ensino médio completo, sem experiência, imprescindível ter trabalhado na área de vendas. Salário: a combinar + benefícios 45 Vagas Atendente de telemarketing (vaga exclusiva para pessoas com deficiência) Ensino médio completo, sem experiência, imprescindível ter trabalhado na área de vendas. Salário: a combinar + benefícios 10 Vagas Ajudante de Cozinha Ensino fundamental completo, 6 meses de experiência, disponibilidade para trabalhar a noite, vaga zoneada para moradores da região de Brotas. Salário: 1.045,00 + Benefícios 3 Vagas Ajudante de Pizzaiolo Ensino fundamental completo, 6 meses de experiência, disponibilidade para trabalhar a noite, vaga zoneada para moradores da região de Brotas. Salário: a combinar 1 Vaga Monitor de Ressocialização Penitenciário (vaga exclusiva para pessoas com deficiência) Ensino médio completo, sem experiência, desejável curso de vigilante. Salário: a combinar + benefícios 8 Vagas Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Veja Mais

ANÁLISE-É prematuro projetar impacto do tombo do petróleo para Petrobras, mas cenário preocupa

R7 - Economia Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga GaierRIO DE JANEIRO (Reuters) - Enquanto a Petrobras avalia com cautela os eventuais impactos estruturais de uma queda abrupta do preço do petróleo no mercado de óleo e gás, analistas veem cenário desafiador para a petroleira estatal, caso os preços de sua principal commodity se mantenham em patamares inferiores ao previsto em seu plano de negócios.As ações da petroleira fecharam com recuo de 29,7%, o maior declínio percentual diário para um fechamento, a 16,05 reais, mínima desde junho de 2018, na esteira do tombo do petróleo no exterior, onde as cotações chegaram a cair mais de 30% nesta segunda-feira.Tal desempenho representou uma perda de cerca de 91 bilhões de reais no valor de mercado da petrolífera de controle estatal."A Petrobras avalia que ainda é prematuro fazer projeções sobre eventuais impactos estruturais no mercado de óleo e gás associados à recente e abrupta variação nos preços do petróleo, dado que ainda não está claro nem a intensidade ou mesmo a persistência do choque nos preços", disse a estatal em nota, após questionamento da Reuters.O petróleo Brent fechou em queda de 24,1%, a 34,36 dólares o barril, após a Arábia Saudita ter sinalizado que elevará a produção para ganhar participação no mercado, bem como cortado preços oficiais de venda de petróleo. A guerra aberta pela Arábia Saudita no front da produção de petróleo contra a Rússia chegou em um momento no qual o mercado ainda se mostra fragilizado pela rápida disseminação da epidemia do novo coronavírus pelo mundo e promovendo fortes ajustes poucas semanas após renovarem máximas.NoneCENÁRIO DE INCERTEZASAssim como a Petrobras, especialistas do mercado avaliaram ser necessário aguardar desdobramentos internacionais para entender se o petróleo irá permanecer em um patamar mais baixo. No entanto, reconhecem que o atual cenário representa um desafio para a petroleira, que vem se recuperando de uma profunda crise financeira."É difícil prever isso em um dia só, mas evidentemente o que acontece em momentos como esses é --caso persista patamar menor de preços-- vai gerar uma revisão das estratégias, dos planos de negócios de todas as empresas, inclusive da própria Petrobras. Todo mundo vai ter que revisar portfólio", afirmou o ex-diretor da agência reguladora ANP Helder Queiroz.No atual plano de negócios da Petrobras, a petroleira considera preços de 50 dólares por barril entre 2020 e 2024 e 45 dólares no longo prazo. Queiroz, que também é professor da UFRJ, destacou ainda que um preço mais baixo do petróleo poderá prejudicar o bilionário plano de venda de ativos da petroleira estatal. "Os compradores vão pensar duas vezes antes de comprar alguma coisa", afirmou.Rivaldo Moreira Neto, presidente da consultoria Gas Energy, ressaltou que o cenário desta segunda-feira encontra uma Petrobras diferente do que encontraria há dois anos, pois a empresa teve uma mudança de gestão nos últimos anos e vem recuperando a credibilidade."A Petrobras conseguiria hoje, com muito mais capacidade, sobreviver a um período de preços de petróleo mais baixos, justamente porque hoje ela é muito mais saudável", afirmou.No entanto, Moreira Neto frisou que, se os preços permanecerem em um patamar de 30 dólares/barril, a Petrobras precisará ser "extremamente seletiva com novos projetos e muito cuidadosa com custos". "Em um primeiro momento esse choque traz todo mundo para mesa para entender os cenários, mas só passa a trazer decisões estruturantes se esse cenário de preços começa a amadurecer e indicar que permanece. Em um primeiro momento, é muito mais choque de incertezas do que de decisões", afirmou. Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro Infraestrutura (CBIE), ponderou ainda que a petroleira ainda "está longe" de ter resolvido seus problemas financeiros. "Ainda tem dívida muito elevada. Por isso, tem que continuar a cortar custos, investir no que tem retorno, disciplina de capital, preços alinhados internacionalmente e desinvestimento. É uma empresa que está longe de ser saudável, mas está no caminho", afirmou."A combinação de dólar alto e Brent em queda é ruim para a empresa. A dívida explode e a receita muito dolarizada sofre um tombo. Mas ainda é cedo para falar em mudança de rumos. Tem que ver qual vai ser o novo patamar de preço."NonePREÇOS NOS POSTOSA forte retração do petróleo no mercado internacional, no entanto, levará à redução de preços dos combustíveis nas refinarias da Petrobras, disse uma fonte da empresa com conhecimento do assunto, sem detalhar."Claro que teremos redução de preços (da gasolina e do diesel)", disse a fonte, que falou sob a condição de anonimato.Impactos do corte de preços sobre a estatal foram minimizados pela fonte, que disse que a Petrobras fez "muito dever de casa" e está "resiliente" para um cenário de preços menores.A Petrobras afirmou, por meio de comunicado, que "segue com seu plano estratégico que prepara a companhia para atuar com resiliência em cenários de preços baixos".None (Reportagem adicional de Paula Laier) Veja Mais

Funcionário da NASA é infectado pelo novo coronavírus; unidade é interditada

Funcionário da NASA é infectado pelo novo coronavírus; unidade é interditada

canaltech A NASA confirmou que um de seus funcionários está infectado com o novo coronavírus (SARS-CoV-2). O colaborador faz parte do Centro de Pesquisa Ames, que fica no Vale do Silício, na baía de São Francisco, Estados Unidos. Por conta disso, a unidade está temporariamente fechada, com todos os empregados trabalhando em home office. “A limitação do pessoal no centro permitirá que o pessoal médico da Ames e as autoridades de saúde pública determinem contatos em potencial e avaliem áreas que possam exigir limpeza adicional e atenuem a exposição potencial ao pessoal do centro. Trabalhando com autoridades do condado, a liderança e o pessoal médico da Ames estão rastreando os contatos do funcionário e notificando indivíduos que possam ter tido contato significativo com essa pessoa”, diz, em comunicado, Jim Bridenstine, administrador da NASA. Complexo do Centro de Pesquisa Ames (Imagem: Reprodução/NASA) O aviso diz que o acesso às instalações no Vale do Silício está restrito apenas para os cargos de segurança e situações críticas. As viagens para pesquisas também vão diminuir nas próximas semanas, por conta da ameaça. “Três campanhas científicas aéreas da NASA Earth Science, programadas para serem implementadas em todo o país nesta primavera, reagendaram suas atividades de campo para datas posteriores no ano”, adiantou Bridenstine, que não espera que isso vá atrapalhar os resultados das pesquisas. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Enquanto isso, a agência espacial estadunidense deve continuar monitorando e trabalhando com autoridades federais e órgãos de saúde com o objetivo de evitar que o novo coronavírus se espalhe internamente. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Veja Mais

CT News - 09/03/2020 (Processadores AMD lançados desde 2011 estão vulneráveis)

CT News - 09/03/2020 (Processadores AMD lançados desde 2011 estão vulneráveis)

canaltech Processadores AMD lançados desde 2011 estão vulneráveis // Procon-SP quer indenização da Apple a brasileiros // Google Lens chega ao Maps // Jack Dorsey permanece como CEO do Twitter // 25 casos do novo coronavírus confirmados no Brasil Ouça ao podcast. Veja Mais

Secretários vão explicar reajuste da segurança para deputados nesta terça-feira

O Tempo - Política Encontro não contará com a presença do secretário de Planejamento e Gestão, Otto Levy Reis, que está em viagem; a secretária adjunta da Seplag, Luísa Barreto, já confirmou presença Veja Mais

Cotações do petróleo despencam 25% diante de guerra de preços entre Arábia Saudita e Rússia

R7 - Economia Por Stephanie KellyNOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo sofreram nesta segunda-feira a maior queda diária desde a Guerra do Golfo de 1991, após Arábia Saudita e Rússia iniciarem uma disputa de preços que ameaça sobrecarregar os mercados globais da commodity com mais oferta.Um recuo de quase 25% nas cotações do petróleo desencadeou pânico nos principais índices acionários de Wall Street, em um momento em que a rápida disseminação do coronavírus pelo mundo também amplifica temores de uma recessão global.Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq caíram cerca de 7%. No Brasil, o Ibovespa despencou mais de 12%.Tanto Arábia Saudita quanto Rússia disseram durante o fim de semana que vão elevar as produções de petróleo, depois de um acordo de três anos entre os países e outros importantes produtores da commodity, que agia para limitar a oferta, entrar em colapso na sexta-feira.Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em queda de 10,91 dólares, ou 24,1%, a 34,36 dólares por barril. O vencimento chegou a cair 31% no início da sessão, quando bateu mínima de 31,02 dólares, menor nível desde 12 de fevereiro de 2016.Já o petróleo dos Estados Unidos cedeu 10,15 dólares, ou 24,6%, e terminou o dia cotado a 31,13 dólares por barril. Mais cedo, o WTI chegou a perder 33%, tocando a marca de 27,34 dólares, também mínima desde 12 de fevereiro de 2016.Esta segunda-feira marcou o maior declínio percentual para ambos os valores de referência desde 17 de janeiro de 1991, quando as cotações do petróleo recuaram em um terço devido à Guerra do Golfo.Os volumes negociados para os contratos de primeiro mês de ambos os tipos de petróleo bateram máximas recordes.Ações de empresas de energia também recuaram com força, e produtores norte-americanos de "shale" (petróleo não convencional) passaram a cortar gastos, antecipando-se à queda nas receitas. A Exxon Mobil recuou 12%, enquanto a Chevron teve tombo de 15%. No Brasil, a Petrobras despencou 30%."O prognóstico para o mercado do petróleo é ainda mais terrível que o de novembro de 2014, quando tivemos pela última vez o início de uma guerra de preços dessa proporção, uma vez que agora ela ocorre ao lado de um colapso significativo na demanda por petróleo devido ao coronavírus", disse o Goldman Sachs em relatório.(Reportagem adicional de Dmitry Zhdannikov em Londres, Aaron Sheldrick em Tóquio, Scott DiSavino e Jessica Resnick-Ault em Nova York, Shu Zhang em Cingapura) Veja Mais

Caixa Seguridade decide suspender IPO pelo menos até julho, dizem fontes

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - A Caixa Seguridade, braço de seguros e previdência da Caixa Econômica Federal, decidiu suspender o processo de sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) pelo menos até julho, devido à forte turbulência recente das bolsas de valores, disseram à Reuters duas fontes a par do assunto."Agora não dá mais pra fazer, vai atrasar pelo menos três a seis meses", disse uma das fontes, sob condição de anonimato, porque o assunto é sigiloso. A previsão inicial era de que o IPO fosse concluído em abril.None (Por Aluísio Alves e Carolina Mandl) Veja Mais

Call of Duty: Warzone chega amanhã; detalhes do novo battle royale

Call of Duty: Warzone chega amanhã; detalhes do novo battle royale

Tecmundo Após o anúncio não oficial do novo battle royale gratuito da Activision, hoje (9), através de um comunicado à imprensa, a desenvolvedora confirmou o lançamento de Call of Duty: Warzone — que já estará disponível amanhã para PlayStation 4, Xbox One e PC!Em Warzone, os jogadores poderão se juntar em trios com seus amigos nas três plataformas e com dois modos de jogo. No Battle Royale, será uma batalha com até 150 jogadores para ver qual esquadrão consegue sobreviver enquanto tenta escapar de um gás mortal. No Saque, o jogador precisa coletar o máximo de dinheiro pelo mapa, derrotando e saqueando seus inimigos e completando contratos durante a partida.Leia mais... Veja Mais

Perfil do investidor mudou, e queda na bolsa deve provocar efeito inédito, diz economista

G1 Economia Bolsa no Brasil retoma negociações após queda de 10% pela manhã O Brasil pode ter queda de consumo e de crescimento como consequência da forte desvalorização das ações que ocorreu nesta segunda-feira (9). Essa é a opinião do especialista Roberto Padovani, economista chefe do Banco BV. Normalmente, esse tipo de efeito acontecia nos Estados Unidos, mas as mudanças recentes no país alteraram a estrutura de poupança das famílias. “Nos Estados Unidos, como todos têm ações, uma queda assim diminui riqueza, afetando decisões de consumir, investir, contratar e tomar crédito. No Brasil, não era assim. Mas a gente passou nos últimos seis meses por uma experiência nova, com todo mundo saindo de renda fixa e indo para a Bolsa”, explica Padovani. Segundo o economista-chefe do banco BV, “os dados da B3 [bolsa de valores] mostram que quase dobrou o número de pessoas físicas na bolsa, o que pode levar a um impacto que nós, brasileiros, que nunca vimos antes no país”. “Nós estamos virando uma economia como a norte-americana. Isso vai assustar, vai gerar perda de riqueza. Isso vai afetar consumo e crescimento, não tenho a menor dúvida”, diz. Segundo Padovani a preocupação principal é com o crescimento do mundo e como isso se reflete em bolsa, juros e câmbio, realimentando as preocupações com o crescimento. “Um efeito secundário pode ser sobre a política. Este ano tem eleições nos Estados Unidos.” Nesta segunda-feira (9), houve queda nas bolsas de valores em todo o mundo, provocada pela drástica diminuição dos preços do petróleo e pelos efeitos da disseminação do coronavírus. No caso do petróleo, o processo foi detonado pela decisão da Arábia Saudita, maior produtor, de aumentar a produção e reduzir preços, após uma disputa com a Rússia, segundo produtor mundial. Veja Mais

Dólar salta quase 2%, flerta com R$ 4,80 e bate novo recorde histórico

Dólar salta quase 2%, flerta com R$ 4,80 e bate novo recorde histórico

R7 - Economia Dólar fechou o dia negociado a R$ 4,725 Rick Wilking/Reuters O dólar escalou a novos recordes históricos nesta segunda-feira (9), aproximando-se de R$ 4,80 e com a volatilidade saltando a picos desde 2018, conforme os mercados globais foram varridos por uma onda de aversão a risco diante do colapso dos preços do petróleo e de temores econômicos relacionados ao coronavírus. No fechamento das operções no mercado à vista, o dólar saltou 1,97%, a R$ 4,7256 na venda, depois de alcançar R$ 4,7950, novo pico histórico intradiário. A alta da moeda no fechamento é a mais forte desde 6 de novembro de 2019 (+2,22%). Leia mais: Bolsa registra maior queda em mais de 20 anos O dólar até saiu das máximas da sessão, mas não sem antes o BC (Banco Central vender) um total de US$ 3,465 bilhões em moeda spot. É o maior volume a ser liquidado em um mesmo dia desde pelo menos 11 de maio de 2009. Na B3, o dólar futuro de maior liquidez tinha ganho de 2,19%, a R$ 4,7355, após bater R$ 4,7990 na máxima. Veja mais: Bolsonaro descarta aumentar imposto após queda do petróleo Veja Mais

'Prometi não falar mal de Weintraub senão ele não cai', diz Rodrigo Maia

O Tempo - Política O presidente da Câmara lamentou o pouco debate com o governo, 'independentemente de gostar ou não' do ministro da Educação Veja Mais

Elon Musk diz que pânico em relação ao coronavírus é 'estúpido'

Elon Musk diz que pânico em relação ao coronavírus é 'estúpido'

Tecmundo Enquanto as indústrias tecnológica e automotiva sofrem com o cancelamento de eventos, o fechamento temporário de fábricas e a falta de componentes em decorrência do surto do Coronavírus, Elon Musk mostrou ter um pensamento diferente em relação à doença que começou a se espalhar na China, no início do ano.Utilizando o seu perfil oficial no Twitter, o dono da Tesla publicou uma mensagem na última sexta-feira (6) dizendo que “O pânico com o coronavírus é estúpido”. Como ele não deu nenhuma explicação sobre a declaração, provavelmente esteja se referindo às medidas que têm sido tomadas em todo o mundo para evitar a propagação do vírus.Leia mais... Veja Mais

Thor 4 terá participação dos Guardiões da Galáxia, diz Vin Diesel

Thor 4 terá participação dos Guardiões da Galáxia, diz Vin Diesel

Tecmundo As gravações de Thor: Love and Thunder devem começar no próximo semestre, e quem esperava por mais do crossover entre o Deus do Trovão e os Guardiões da Galáxia pode comemorar. Durante uma entrevista para promover Bloodshot, Vin Diesel falou sobre a participação do grupo no quarto filme do Thor.“Estou empolgado para que meu amigo James Gunn acerte mais uma vez”, disse Diesel. “Ele está com Esquadrão Suicida, então deve estar dedicado a isso. [Ele] também falou comigo sobre como Thor 4 vai incluir alguns membros de Guardiões da Galáxia. Será interessante. Ninguém sabe disso, e talvez eu não devesse ter falado”.Leia mais... Veja Mais

Planalto anula nomeação de escolhida por Regina Duarte

O Tempo - Política Com 'carta branca' do governo, a atriz tinha indicado Maria do Carmo Brant para a secretaria de Diversidade Cultural Veja Mais

Falhas de segurança afetam CPUs AMD fabricadas entre 2011 e 2019

Falhas de segurança afetam CPUs AMD fabricadas entre 2011 e 2019

Tecmundo Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Graz, na Áustria, e da Universidade de Rennes, na França, revelou que os processadores da AMD, fabricados entre 2011 e 2019, possuem duas falhas de segurança que podem comprometer parte das informações que estão sendo processadas pelo sistema.As vulnerabilidades encontradas pelos pesquisadores são do tipo Collide + Probe e Load + Reload. Elas são semelhantes às falhas Flush + Reload e Prime + Probe, que afetaram CPUs Intel anteriormente.Leia mais... Veja Mais

Perdidos no Espaço: série é renovada para temporada final

Perdidos no Espaço: série é renovada para temporada final

Tecmundo A família Robinson terá mais uma temporada para lidar com as ameaças do espaço. De acordo com a Variety, Lost in Space foi renovada para sua terceira temporada, que também será a última. A temporada final deve estrear em 2021.A Netflix também fechou um acordo com o showrunner da série, Zack Estrin. Os termos específicos não foram confirmados, porém, ele continuará liderando conteúdos para a plataforma de streaming pelos próximos anos.Leia mais... Veja Mais

Bolsonaro: Se Congresso abrir mão de R$ 15 bi, protestos perdem força

Bolsonaro: Se Congresso abrir mão de R$ 15 bi, protestos perdem força

R7 - Economia Bolsonaro falou a uma plateia de apoiadores em Miami Marco Bello/Reuters - 9.3.2020 O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (9), a uma plateia de apoiadores em Miami, que se até o dia 15 de março o Congresso desistisse da proposta de manter o controle sobre R$ 15 bilhões do Orçamento, as manifestações marcadas para aquele dia poderiam nem acontecer, ou ao menos não terem a mesma força. Os R$ 15 bilhões do Orçamento que ficaram sob o comando do Congresso, como emendas do relator, são parte de um acordo negociado entre o Executivo e os parlamentares — com aval do presidente — para permitir a manutenção dos vetos de Bolsonaro a partes da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2019 que tratavam do Orçamento Impositivo e aumentavam o poder do Congresso de definir a alocação e prazos das emendas parlamentares. Entenda o Orçamento impositivo, que divide governo e Congresso Ao falar para cerca de 300 apoiadores, o presidente afirmou que os políticos devem “obedecer o povo” e que o que o povo quer agora é que o Parlamento “não seja dono de R$ 15 bilhões”. Grupos de apoio ao presidente convocaram as manifestações de 15 de março, alguns deles com o objetivo de protestar contra o Congresso e o Judiciário. Em seu discurso em Miami, no entanto, o presidente ressaltou que, para ele, a manifestação do próximo domingo não é contra o Parlamento ou o Judiciário. Veja Mais

Veja as vagas de emprego do Sine Macapá para o dia 10 de março

G1 Economia São oportunidades para professor de auxiliar de pizzaiolo, eletricista, consultor de vendas, entre outros. Há vagas para auxiliar de pizzaiolo no Sine Amapá Reprodução / EPTV O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferece vagas de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência. Os interessados podem procurar o Sine, localizado na Rua General Rondon, nº 2350, em frente à praça Floriano Peixoto. Em toda a rede Super Fácil tem guichês do Sine e neles é possível obter informações sobre vagas na capital. Para se cadastrar e atualizar os dados, o trabalhador deverá apresentar Carteira de Trabalho, RG, CPF e comprovante de residência (atualizado). Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas: atendente balconista auxiliar de chapeiro auxiliar de pizzaiolo auxiliar de churrasqueiro consultor de vendas eletricista de montagem de painéis manicure mecânico de refrigeração mecânico industrial operador de empilhadeira supervisor de manutenção industrial vendedor pracista recepcionista atendente (pessoa com deficiência) técnico em informática (pessoa com deficiência) auxiliar de produção (para pessoa com deficiência) O Sine informa que as vagas oferecidas podem sofrer alterações de um dia para o outro, pois o sistema não contabiliza os atendimentos ao longo do dia realizado nas unidades Superfácil, que funcionam após o fechamento da agência central. Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá. Veja Mais

Faustão anuncia nomes dos participantes da nova temporada

O Tempo - Diversão - Magazine Entre os concorrentes, estarão Lexa, Cleo, Diogo Vilela e Alexandre Pires Veja Mais

Trump planeja discutir com Congresso corte de imposto sobre folha de pagamento

R7 - Economia WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que a Casa Branca discutirá com o Congresso na terça-feira a possibilidade de cortar impostos sobre os salários para apoiar a economia no combate ao surto de coronavírus."Discutiremos um possível corte ou alívio nos impostos sobre as folhas de pagamento, um alívio substancial, um alívio muito substancial, é um grande número", disse Trump em entrevista à Casa Branca.(Reportagem de Eric Beech) Veja Mais

MT já vendeu 75,5% da safra atual de soja; tem fortes vendas de milho para 2021

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de soja, milho e algodão de Mato Grosso da safra atual e da colheita do ano que vem estão fortes, acima da média histórica para o período, com produtores aproveitando a valorização do dólar para fechar negócios, informou nesta segunda-feira levantamento mensal do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).Os negócios da safra atual de soja (2019/20), que está sendo colhida, atingiram 75,48% da expectativa de produção, alta mensal de 7,53 pontos percentuais, versus cerca de 60% da média de cinco anos para o período.Além do câmbio, a necessidade de caixa de cumprir compromissos financeiros também influenciou nas vendas no último mês, observou o superintendente do Imea, Daniel Latorraca, em entrevista à Reuters."Conjunturalmente, o câmbio é um fator que explica bastante neste sentido, mas em fevereiro temos um fator sazonal também, os produtores em março e abril têm parcelas vencendo, eles precisam de caixa para pagar as dívidas de custeio, eventualmente parcelas de máquinas ou investimentos em silos, enfim qualquer tipo de investimento", destacou Latorraca.Ele admitiu se o preço em reais sobe pelo dólar aumenta a velocidade da comercialização, mas ponderou que no caso o câmbio não é a única explicação para o andamento das negociações.Já a comercialização da safra de soja de Mato Grosso 2020/21, que será colhida apenas em 2021, avançou para 20,27% da expectativa de produção, aumento de 7 pontos percentuais na comparação mensal, e 17,82 pontos percentuais à frente do registrado na mesma época do ano passado e acima da média histórica para a época."O produtor começa a se preparar para a próxima safra... tem um pouco mais de incertezas, o preço em dólar não está tão positivo como estava, e o próprio dólar alto, para quem compra insumos, talvez não faça muito sentido", comentou ele, lembrando que a moeda norte-americana também eleva custos de insumos, muitos deles dolarizados.Ainda assim, o Imea --órgão ligado aos agricultores no maior produtor de grãos e oleaginosas do Brasil-- registrou atípicas vendas da safra de milho do Estado para a temporada futura, que será colhida em meados do ano que vem, com o total de negócios para 2020/21 somando 15,17% da expectativa de produção. A maioria dos acordos foi realizada no último mês.A comercialização da safra de milho de Mato Grosso 2019/20 atingiu 73,40% da expectativa de produção, crescimento de cerca de 9 pontos percentuais na comparação mensal, enquanto na média histórica para o período gira em torno de 50%.A venda da safra de algodão de Mato Grosso 2020/21 avançou para 27,57% da expectativa de produção, alta de 3,86 pontos percentuais na comparação mensal. Já a negociação da pluma da temporada 2019/20 cresceu para 75,69% da expectativa de produção, alta de 1,35 ponto percentual na comparação mensal.None (Por Roberto Samora) Veja Mais

Netflix confirma terceira e última temporada de Perdidos no Espaço

Netflix confirma terceira e última temporada de Perdidos no Espaço

canaltech O bem-sucedido reboot da clássica série sessentista Perdidos no Espaço terá mais uma temporada na Netflix, que deve encerrar a saga moderna da família Robinson na plataforma de streaming. Segundo o próprio showrunner, Zack Estrin, isso já estava programado desde o início, e em seguida ele deve produzir novas atrações para a plataforma, pois seu contrato prevê o desenvolvimento de novas séries. A segunda temporada de Perdidos no Espaço estreou no dia 24 de dezembro e a próxima deve ser lançada em 2021 — lembrando que a primeira foi lançada em 2018. “Desde o início, sempre vimos essa história específica da família Robinson como uma trilogia. Uma aventura épica em família com três partes, com começo, meio e fim claros”, comentou Estrin. Imagem: Reprodução/Netflix Mesmo com essa conclusão, Erin não descarta um possível retorno dos Robinson no futuro. “Também vale a pena notar que, com o que esses personagens passam tentando sobreviver a cada episódio — se alguém merece recuperar o fôlego antes de sua próxima missão são Will, Penny, Judy, Maureen, John, Don West, Dr. Smith... e o robô. E, claro, Debbie, a galinha”, disse. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- O seriado Perdidos no Espaço original, criado por Irwin Allen, foi ao ar por três temporadas, de 1965 a 1968, na CBS. A história teve uma adaptação para os cinemas, em 1998, estrelada por William Hurt, Gary Oldman, Matt LeBlanc, Heather Graham e Mimi Rogers. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! 25 casos do novo coronavírus confirmados no Brasil; na América do Sul já são 65 Veja Mais

BC anuncia leilão de até US$ 2 bilhões nesta terça-feira

BC anuncia leilão de até US$ 2 bilhões nesta terça-feira

R7 - Economia Leilão ocorrerá nesta terça-feira entre 9h10 e 9h15 Gary Cameron/Reuters O Banco Central anunciou nesta segunda-feira (9) a realização de leilão de dólares à vista amanhã (10), referenciado à Ptax, evento que tradicionalmente adiciona volatilidade aos negócios. A operação será realizada entre 9h10 e 9h15, com a oferta de até US$ 2 bilhões. Nesta segunda-feira, o BC realizou vendeu US$ 3 bilhões em leilão à vista referenciado à Ptax, pela manhã. À tarde, a autoridade monetária realizou outro leilão à vista, com a venda de US$ 465 milhões. Apesar da intervenção, a moeda norte-americana encerrou a sessão em alta de 1,97%, cotada a R$ 4,725, maior valor nominal desde a criação do real.  Veja Mais

Contra o coronavírus, Itália amplia área de quarentena para todo o país

O Tempo - Mundo Um novo decreto do governo exigirá que todas as pessoas na Itália provem a necessidade de viajar para fora das áreas onde vivem Veja Mais

Embarques de soja do Brasil avançam no início de março; carne bovina tem queda

R7 - Economia (Reuters) - As exportações brasileiras de soja em grão alcançaram a média diária de 489,1 mil toneladas nos cinco primeiros dias úteis de março, salto de 72,1% em relação à média de 284,2 mil toneladas registrada em fevereiro, em meio a condições climáticas mais favoráveis para os embarques.O volume embarcado neste mês também representa alta de 9,86% ante a média diária de março de 2019, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia, divulgados nesta segunda-feira.A melhora nas condições climáticas do país contribui para a retomada no escoamento de cargas que estavam represadas no mês passado, em função de um acúmulo de chuvas que atrasou a saída de navios dos portos.Em fevereiro, em função do clima, carregamentos da oleaginosa chegaram a ter atraso de 12 dias no porto de Santos (SP), o maior para a exportação de soja no país, e em cerca de 11 dias em Paranaguá (PR), conforme dados da agência marítima Cargonave.Apesar do surto do novo coronavírus, principalmente na China, o ritmo de exportação do grão ainda não foi afetado. O país asiático é o maior importador de soja no mundo e principal parceiro comercial do Brasil no setor.Na primeira semana de março, os embarques brasileiros de soja totalizaram 2,4 milhões de toneladas e, com isso, o faturamento para o período somou 823,1 milhões de dólares, informou a Secex.Os valores da tonelada de soja não registraram variações muito significativas e atingiram 336,6 dólares neste mês, abaixo dos 348,6 dólares por tonelada vistos em fevereiro e dos 357,2 dólares registrados um ano antes.NoneCARNES TÊM DADOS MISTOSJá no setor de proteína animal, cujas vendas externas já haviam sido afetadas no mês passado pela extensão do Ano Novo Lunar na China, houve recuo nas exportações de carne bovina.Segundo a Secex, a média diária de embarques da proteína bovina in natura atingiu 5,7 mil toneladas na primeira semana de março, volume inferior à média de 6,1 mil toneladas apurada em fevereiro e à de 6,2 mil toneladas obtida em março de 2019.Com o resultado, o país vendeu 28,4 mil toneladas de carne bovina ao exterior e faturou 127,6 milhões de dólares, no acumulado da primeira semana do mês. Neste ano, as expectativas para o setor de carne bovina começaram otimistas devido à continuidade da peste suína africana na China, que dizimou quase metade do rebanho chinês de suínos e aqueceu a demanda por importações do país.No entanto, medidas de contenção do surto do coronavírus impostas pelo governo do país asiático, que limitaram o trânsito, vinham postergando a distribuição do produto importado e prejudicam o fechamento de novos contratos.No segmento de carne suína in natura, os embarques brasileiros de março estão em linha com a média de fevereiro, em 3,5 mil toneladas. Em relação ao mesmo período do ano passado, a média diária está cerca de 40% mais alta.No acumulado do mês, as exportações de proteína suína do Brasil totalizam 17,5 mil toneladas e a receita soma 43 milhões de dólares. Já em carne de frango in natura, a média diária de vendas alcançou 17,5 mil toneladas, abaixo das 18 mil toneladas da média de fevereiro, mas acima das 16,7 mil toneladas registradas um ano antes. Com isso, o setor acumula o volume exportado de 87,5 mil toneladas em março e faturamento de 137,7 milhões de dólares. None (Por Nayara Figueiredo) Veja Mais

Os cinco fatores que levaram a Bolsa brasileira à pior queda do século

Os cinco fatores que levaram a Bolsa brasileira à pior queda do século

R7 - Economia Dólar saltou para R$ 4,73 nesta segunda-feira Getty Images/BBC Brasil O surto global do novo coronavírus levou o mercado financeiro mundial a mergulhar em seu pior momento desde a crise econômica de 2008. Nesta segunda-feira (9), a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) teve suas negociações suspensas temporariamente após atingir 10% de queda pouco depois do início do pregão — levando ao acionamento do mecanismo chamado de circuit breaker. O Ibovespa, principal índice da Bolsa, fechou o dia em queda de 12,17%, caindo a 86.067 pontos, a maior baixa percentual diária desde 10 de setembro de 1998. Na Bolsa de Nova York, nos EUA, também houve suspensão nas atividades. O dólar comercial terminou o dia no Brasil a R$ 4,73, em alta de 2,03%. Além disso, o preço do petróleo registrou ao longo do dia a maior queda em quase 30 anos. O valor do barril do tipo Brent caiu quase 30% na abertura dos mercados na Ásia. Mas como uma questão de saúde afeta tanto o humor dos investidores? A BBC News Brasil lista abaixo os cinco principais fatores para o tombo. 1. O fator China A epidemia atual do coronavírus começou na China, e o país asiático é o mais afetado até agora pela doença causada pelo vírus, a covid-19. Até agora, foram registrados 80.859 casos entre os chineses — 3.122 pessoas morreram. Com cidades sob quarentena e empresas fechadas, a segunda maior economia do mundo já começa a sofrer os impactos da crise sanitária. E, dada a sua importância para o comércio mundial, começa a afetar seus parceiros. "A China assumiu um papel muito importante no comércio mundial. O que ela importa, mas também o que ela exporta, é muito importante, diretamente, para muitos países, e, indiretamente, para muitos outros", diz José Francisco Lima Gonçalves, economista-chefe do Banco Fator, à BBC News Brasil. "O país compra petróleo, soja e ferro do Brasil, por exemplo. O que isso significa? Que se a China crescer menos, vai comprar menos dos brasileiros. E isso vale para todos os parceiros, é uma coisa enorme no mundo." O gigante asiático também vende produtos como peças e equipamentos eletrônicos a outras economias ao redor do mundo, que, por sua vez, os utilizam para montar produtos vendidos em território nacional (ou exportados). "Então, se você tem um evento lá que interrompe a produção, o fluxo de pessoas e o comercial, o que é uma questão sanitária na China, vira uma questão econômica lá e no mundo", diz Lima Gonçalves. Pacientes com coronavírus devem ficar em isolamento Getty Images/BBC Brasil 2. Disseminação global Os efeitos da disseminação da doença, porém, já não estão mais restritos àqueles causados pela desaceleração chinesa. Nas últimas semanas, o novo coronavírus se espalhou por todos os continentes, ameaçando uma desaceleração do crescimento econômico e uma redução nos lucros de grandes empresas ao forçar o fechamento de fábricas, a suspensão de viagens e o cancelamento de grandes eventos. Nos Estados Unidos, por exemplo, onde há 554 casos registrados e 21 mortes, o festival de inovação e cultura SXSW (South by Southwest), que acontece desde 1987, foi cancelado pela primeira vez. Gigantes da tecnologia, como Facebook, Google e Amazon fecharam parte de seus escritórios e aconselharam funcionários a trabalharem de casa. A Itália colocou todo o país em quarentena enquanto luta para conter a disseminação do coronavírus. O país europeu é o segundo com mais mortes no mundo, com 463 vítimas da covid-19 (ao todo, são 9.172 infectados). Com o aumento do número de casos em cada vez mais países, muitos lugares têm adotado restrições a viagens para tentar conter o avanço do surto. Com isso, o setor aéreo tem sido fortemente impactado, com cancelamentos de voos pelas empresas e pelos passageiros. Países que dependem da atividade turística também podem sofrer com a redução da movimentação. Estimativa da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês) indica que as companhias aéreas podem perder até US$ 113 bilhões (R$ 523 bilhões) em receita este ano devido ao impacto do vírus. Dados os efeitos esperados na produção e receita das empresas e no comércio exterior, economistas já começaram a revisar suas projeções para o crescimento mundial neste ano. A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), conhecida como "clube dos países ricos", anunciou na semana passada que a economia global pode crescer na taxa mais baixa desde 2009. A instituição prevê um crescimento global de 2,4% em 2020, uma queda em relação à previsão feita em novembro, de 2,9%. Para a OCDE, se o surto for mais duradouro e intenso, ele pode derrubar essa taxa para 1,5% em 2020. 3. Segurando gastos Diante da expectativa de que o mundo cresça menos, a disposição dos investidores e empresas para gastar também diminui. "Quem vai investir nesse mundo? Se você ia comprar uma máquina para produzir mais, mas o mundo vai comprar menos, não tem porque investir nesse equipamento. Tudo que era investimento vai ser revisto, porque a expectativa é que a contração do comércio contraia a economia", diz Lima Gonçalves, do Fator. "E se você para, o seu fornecedor para também. E, como não está produzindo, começa a demitir. Quem vende para essas pessoas demitidas também é impactado, e isso pode gerar uma recessão. E quanto mais demora (para melhorar), mais eu perco. E aí todo mundo coloca o pé no freio." Um relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad, na sigla em inglês) prevê que o avanço do coronavírus deve gerar redução de 5% a 15% no fluxo de Investimento Estrangeiro Direto (IED) no mundo neste ano. A previsão anterior era de alta de 5%. A incerteza também impacta os consumidores, de duas maneiras: o temor com o estado da economia pode afetar seus gastos no curto e médio prazos, fazendo-os comprar menos e poupar mais — afetando, novamente, a atividade econômica; e levando-os a evitar atividades que poderiam expô-los ao risco de infecção, como sair para fazer compras, por exemplo. Restaurantes, revendedoras de carros e lojas já têm registrado quedas na demanda. As vendas de carros na China, por exemplo, caíram 92% durante a primeira metade de fevereiro. Por outro lado, fabricantes como Tesla e Geely estão vendendo mais pela internet. Entregas de telefones celulares também devem sofrer um grande recuo no primeiro semestre de 2020 — o setor estima, por outro lado, que a recuperação seria rápida. A Apple já detectou essa demanda fraca. Bolsas da Ásia iniciaram a queda generalizada nesta segunda-feira Getty Images/BBC Brasil 4. Tchau, Brasil Tudo isso tem impacto direto nos mercados financeiros. Em um cenário de incerteza global, os investidores querem fugir de aplicações que representem risco. Por isso, a tendência é que tirem dinheiro de bolsas de valores, especialmente em países emergentes, e invistam em ativos mais seguros, como ouro, dólar e títulos de dívida de economias consideras seguras. "[Em uma situação como essa], você vai fazer o que com o seu dinheiro? Vai investir no Brasil? Não. Porque ele não vai crescer. Os juros que paga são muito baixos [a taxa Selic está atualmente em 4,25% ao ano] e não tem como ganhar dinheiro com aquela economia" diz Lima Gonçalves. "Então, vou tirar meu dinheiro de lá e colocar nos EUA, Suíça, Japão, em que eu sei que vou perder 1%. Aqui [no Brasil], se você comprar Bolsa, pode perder 10%, 35%. Então, isso faz todo mundo ficar mais cauteloso e tirar dinheiro dos países que devem sofrer mais com isso, os emergentes e os países que apresentam maior dificuldade." Para Eduardo Velho, estrategista da INVX Global, o grande canal de impacto no Brasil é a taxa de câmbio, "porque ela absorve todo o efeito desse choque externo". "Em um cenário de menor crescimento econômico e menor faturamento das empresas, as pessoas demandam mais moeda ou ativos de segurança", afirma. 5. E o petróleo nisso tudo? A forte queda no preço do petróleo foi atribuída à decisão da Arábia Saudita de aumentar substancialmente sua produção e começar a oferecer em certos mercados descontos de até 20% nos preços do petróleo bruto. A Arábia Saudita é o maior exportador de petróleo do mundo e é considerada uma líder não declarada da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). Ela tem uma capacidade de produzir mais de 12 milhões de barris diários, o que lhe permite aumentar ou reduzir sua produção com muito mais facilidade que outros países do mercado. Depois de uma baixa nos preços do petróleo que começou em 2014, no final de 2016 um grupo conhecido como OPEP+ se formou, reunindo todos os países membros dessa organização e outros produtores. Entre eles, a Rússia, com o objetivo de coordenar cortes de produção que permitiriam recuperar preços. A estratégia funcionou e foi se alongando até a sexta-feira, quando uma proposta de novos cortes para fazer frente aos desafios impostos pelo coronavírus foi rechaçada por Moscou. O país árabe, então, optou por aumentar sua produção. Segundo analistas, a decisão atual seria o primeiro passo de uma guerra de preços entre a Arábia Saudita e a Rússia. Depois da ruptura do acordo, muitos especialistas consideraram que a Rússia estava efetivamente apostando em deixar cair um pouco o preço do petróleo para tentar debilitar os produtores americanos, que têm custos de produção mais altos e, portanto, podem ser vulneráveis ante uma queda continua dos preços. Embora a Arábia Saudita também tenha na mira as empresas petrolíferas americanas, os especialistas acreditam que sua nova política significaria a abertura de uma guerra de preços contra a Rússia. Quais as perspectivas de melhora? De acordo com os analistas, é difícil dizer qual notícia poderia, neste momento, melhorar o ambiente nos mercados. "Ainda não está visível o que seria um sinal de melhora. Você precisa ter um sinal muito claro de que [o vírus] parou de se espalhar, que é o primeiro passo para dizer que os prejuízos vão ser interrompidos" diz o economista-chefe do Banco Fator. "As perdas não serão revertidas, mas para de piorar. E aí você baixa um pouco o nível de incerteza, e a coisa pode melhorar de maneira importante. Quando? Não faço ideia. Quanto tempo leva para melhorar? Não sei, depende de quanto tempo dura [o surto]." Nesta segunda-feira, a economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gita Gopinath, afirmou que será necessária uma resposta internacional coordenada para conter os danos econômicos da epidemia de coronavírus, envolvendo medidas de políticas monetária e fiscal. "Os governos vão ter que gastar, com foco em saúde e foco em emprego, isso é a parte boa dessa discussão" afirma Lima Gonçalves. "A perspectiva de curtíssimo prazo ainda é de uma piora adicional. Mas uma ação coordenada dos bancos centrais, em política monetária e cambial, limita isso", diz Eduardo Velho, da INVX. Para ele, tanto o surto de coronavírus quanto o choque do petróleo serão resolvidos — no segundo caso, ele aposta na disposição da Rússia de negociar. "É preciso, porém, ver quanto tempo isso vai demorar." Veja Mais

Como se prevenir contra o coronavírus na academia?

Glogo - Ciência Recomendação é limpar aparelhos com álcool 70% e não ir treinar se estiver com os sintomas. Exercícios sem contato com outras pessoas são mais seguros em tempos de coronavírus Divulgação Exercício físico é uma das três principais medidas para uma vida saudável, junto com comer bem e ficar longe do cigarro. Em tempos de coronavírus, é importante tomar algumas precauções na hora de treinar em lugares fechados e evitar pegar a doença Covid-19 - ou passar para os colegas de academia sem saber. Não vá para a academia se estiver com os sintomas Limpe os equipamentos e os colchonetes com álcool 70% Evite colocar a mão nos olhos, na boca e no nariz Evite os horários de mais aglomeração As academias podem propor exercícios com menos contato entre alunos Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infografia/G1 De acordo com o médico infectologista Carlos Fortaleza, do Departamento de Doenças Tropicais e Diagnóstico por Imagem da Faculdade de Medicina da Unesp, "o contato com as pessoas é o problema". "A doença se transmite pela gotícula, até 2 metros, olho, nariz, boca. Também atinge superfície e o vírus fica vivo, dependendo da temperatura, por dias. Não sabemos do tamanho da importância da superfície", explicou. O infectologista também lembra que é importante reforçar a lavagem das mãos. "Na Sars (vírus da mesma família do novo coronavírus), teve escola chinesa que obrigou as crianças a lavarem as mãos pelo menos 10 vezes por dia. Elas foram menos afetadas". Como lavar as mãos do jeito certo com água e sabão Veja Mais

Bahia registra 145 casos suspeitos de coronavírus, diz Sesab; 82 deles foram descartados

Glogo - Ciência Dois casos do coronavírus na Bahia já foram confirmados pela Sesab. Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu. Dois casos do coronavírus na Bahia já foram confirmados pela Sesab Dado Ruvic/Reuters/Arquivo A Bahia registrou 145 casos suspeitos de Covid-19 (coronavírus), de janeiro até as 17h desta segunda-feira (9). A informação foi divulgada através de uma nota conjunta da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e Secretaria Municipal de Saúde de Salvador. Casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde, o que ainda não ocorreu. Dois casos do coronavírus na Bahia já foram confirmados pela Sesab. O primeiro foi uma mulher de 34 anos, moradora de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 Km de Salvador, que retornou da Itália em 25 de fevereiro. O segundo foi uma mulher de 42 anos, trabalhadora doméstica, que teve contato domiciliar com a primeira paciente do estado, quando ainda estava sintomática. Desse total, 21 casos foram excluídos por não se enquadrarem no protocolo do Ministério da Saúde, 61 foram descartados laboratorialmente e 61 aguardam análise laboratorial. Os municípios notificantes foram Araci, Camaçari, Candeias, Feira de Santana, Ilhéus, Itabuna, Jacaraci, Jequié, Lauro de Freitas, Lençóis, Madre de Deus, Pojuca, Porto Seguro, Salvador, Santa Cruz Cabrália, Teixeira de Freitas, Tucano, Vera Cruz e Vitória da Conquista. De acordo com a Sesab, os números representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA) em conjunto com os Cievs municipais. Os casos graves devem ser encaminhados a um Hospital de Referência para isolamento e tratamento. Os casos leves devem ser acompanhados pela Atenção Primária em Saúde (APS) e instituídas medidas de precaução domiciliar. A secretaria alerta que o paciente com diagnóstico positivo para o novo coronavírus pode ter a doença em grau leve, moderado ou grave. A depender da situação clínica, pode ser atendido em unidades primárias de atenção básica, unidades secundárias ou precisar de internação. Mesmo definindo unidades de referência, não significa que ele só pode ser atendido em hospital. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou indução de escarro). Na suspeita de coronavírus, é necessária a coleta de duas amostras, que serão encaminhadas com urgência para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen-BA). Para confirmar a doença, é necessário realizar exames de biologia molecular que detecte o genoma viral. O diagnóstico do coronavírus é feito com a coleta de amostra, que está indicada sempre que ocorrer a identificação de caso suspeito. Segundo o Ministério da Saúde, para um caso ser considerado suspeito, é necessário: Situação 1: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a OMS, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU Situação 2: Febre E pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E histórico de contato próximo de caso suspeito para o coronavírus (COVID-19), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas; OU Situação 3: Febre OU pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade para respirar, batimento das asas nasais entre outros) E contato próximo de caso confirmado de coronavírus (COVID-19) em laboratório, nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas. O Ministério da Saúde ampliou para 36 o número de países que passam a ser monitorados pela pasta por apresentarem transmissão local do coronavírus. Desta forma, as pessoas que estiveram nesses países nos últimos 14 dias e apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar, serão enquadradas como casos suspeitos de coronavírus. Os países são: Alemanha Argélia Austrália Bélgica Bielorrússia Bósnia e Herzegovina Canadá China Coreia do Norte Coreia do Sul Croácia Dinamarca Emirados Árabes Unidos Equador Espanha Estados Unidos Finlândia França Grécia Holanda Indonésia Irã Israel Itália Japão Líbano Malásia Noruega Reino Unido Romênia San Marino Singapura Suécia Suíça Tailândia Vietnã Dicas de Prevenção Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; Não compartilhar objetos de uso pessoal; Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool; Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente; Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Veja Mais

Bixby agora fala em português no Galaxy Fold, smartphone mais caro da Samsung

Bixby agora fala em português no Galaxy Fold, smartphone mais caro da Samsung

canaltech Pouco mais de duas semanas após lançar oficialmente a Bixby em português do Brasil para os Galaxy S10 e Note 10, a Samsung liberou a versão dublada da assistente de voz para mais uma linha: o dobrável Galaxy Fold. No total, já são seis os dispositivos que permitem ao usuário conversar com a IA em português. A tradução começa a chegar aos aparelhos nacionais três anos após o lançamento oficial, que aconteceu com o anúncio do Galaxy S8, em 2017. Samsung lança Bixby em português no Brasil; veja os melhores comandos de voz No anúncio de chegada do recurso para o dobrável, que chegou ao país custando R$ 13.000, uma nota de rodapé abriu uma dúvida sobre os planos da Samsung: “A versão em português da Bixby está disponível apenas para a base de usuários Galaxy Fold, Galaxy S10e, Galaxy S10, Galaxy S10+, Galaxy Note10 e Galaxy Note10+. A versão em português da Bixby estará disponível no Galaxy S10 Lite e Galaxy Note10 Lite”, diz o comunicado. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Não está claro se os Galaxy S10 Lite e Note 10 Lite serão os últimos a receber a versão em português da Bixby Voice, ou se são apenas os próximos, seguidos posteriormente por outras linhas. O Canaltech entrou em contato com a empresa para esclarecer e atualizaremos este texto assim que tivermos a posição oficial. Não há por ora nenhuma confirmação de que as linhas Galaxy S9, Note 9 e anteriores não serão contempladas com a versão em português da Bixby. No evento de lançamento da Bixby no Brasil, Bruno Costa, gerente sênior de conteúdos e serviços para a área de dispositivos móveis da Samsung Brasil, disse que a ideia é levar a tradução para o máximo de usuários possível. No entanto, não foi revelado nenhum cronograma de datas e dispositivos. Para conversar em português com a Bixby, basta apertar segurar o botão exclusivo da assistente virtual em um dispositivo compatível e pedir algo como “qual é a previsão do tempo?”, ou “quanto custa um Uber daqui até em casa?”. A IA compreende o contexto das perguntas anteriores, e é possível até mesmo fazer contas, em vez de digitar os números em uma calculadora. Adicionalmente, você pode configurar a ativação por voz e chamá-la com o comando “hi, Bixby”, em inglês, mesmo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Famoso aplicativo de benchmark é removido da loja do Android; empresa se defende Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Veja Mais

Ministério diz que vai adotar critério da OMS e considerar a 3ª definição de caso suspeito de novo coronavírus

Glogo - Ciência Passam a ser investigados os casos de pacientes internados com quadros de síndromes respiratórias graves mesmo que elas não tenham viajado ao exterior ou tido contato com casos confirmados. O Ministério da Saúde disse nesta segunda-feira (9) que vai seguir a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e considerar uma terceira definição de caso suspeito de novo coronavírus (Sars-Cov-2), vírus responsável pela doença Covid-19. Agora serão investigados os pacientes que estão hospitalizados e apresentam quadro de "Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG)", mesmo que o paciente não tenha viajado ao exterior ou tido contato com casos confirmados. Os casos de SRAG estão relacionados, principalmente, aos vírus da Influenza A (H1N1/H3N2), Influenza B e Vírus Sincial Respiratório. Rede sentinela Além disso, o ministério também vai aplicar os testes para coronavírus em pacientes com "Síndrome Gripal (SG)" atendidos em unidades da rede sentinela. Nessas unidades, quadros gripais já são testado por amostragem para um painel de vírus, agora o teste passará a considerar o Sars-Cov-2. Os testes já serão aplicados retroativamente em todas as amostras de SG coletadas desde 1° de março. O ministério disse não ter uma estimativa de quantos pacientes serão avaliados. Busca por transmissão comunitária A indicação da OMS para que sejam testados pacientes em casos graves tem a meta de identificar eventuais casos de transmissão comunitária, que ocorre quando as autoridades de saúde não conseguem identificar a origem da infecção. "Pode ser que possamos identificar a transmissão local, como o Canadá já fez", disse o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis. O secretário explicou que a adoção do critério foi feito em conjunto com a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), que representa o país junto à OMS. Gabbardo diz que os testes que possibilitaram a adoção do critério foram comprados na semana passada e está em fase final a capacitação de laboratórios de referência no Brasil. "Hoje eu tenho capacidade operacional", disse o secretário-executivo. Balanço dos casos O governo divulgou nesta segunda-feira (9) seu mais recente balanço sobre os casos do novo coronavírus (Sars-Cov-2). O vírus é o responsável pela epidemia da doença batizada de Covid-19. Os números apontam: 930 casos suspeitos, eram 663 casos suspeitos no domingo (9) 25 casos confirmados, mesmo número do levantamento anterior 685 descartados Entre os 25 confirmados, quatro pacientes estão hospitalizados. O ministério apontou que três pacientes têm hipertensão, um tem diabetes e um, doença pulmonar. O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, explicou que novos casos devem ser incluídos, mas eles não foram acrescentados já no atual balanço, que traz as informações relatadas pelas secretarias estaduais de saúde somente até as 12h desta segunda. Casos pelo Brasil Status dos casos no Brasil 16 milhões de pessoas estão isoladas no norte da Itália por causa do novo coronavírus Initial plugin text Veja Mais

Palmilha inteligente do Google e da Adidas vai interagir com jogo FIFA

Palmilha inteligente do Google e da Adidas vai interagir com jogo FIFA

canaltech O mercado da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) e dos dispositivos vestíveis vem crescendo nos últimos anos e promete uma variedade muito maior de produtos, a partir da evolução dos componentes e da chegada da quinta geração de internet móvel. O Google é dono da Jacquard, que trabalha com tecidos inteligentes, e a Adidas anunciou uma parceria com esse setor para trazer uma “palmilha smart” para chuteiras. Entre as funcionalidades conectadas à coleta de dados estão a integração com dispositivos móveis e pontuação no game FIFA Mobile para iOS e Android. A novidade foi apresentada oficialmente na conta japonesa da Adidas no Twitter e mostra o jogador Paulo Dybala, da seleção argentina e do clube italiano Juventus, em uma interação com uma “central de comando”. A prévia revela uma palmilha especial com um compartimento para inserção de uma unidade de armazenamento que, aparentemente, vai registrar e transmitir informações sobre o desempenho dos usuários. 蹴る。遊ぶ。つながる。革新的な取り組みがもうすぐ始まる。発表は3月10日。PLAY CONNECTED.https://t.co/52wKqpZtZf#adidasGMR pic.twitter.com/6dMc8ZPw7O -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- — アディダス フットボール (@adidasFTB_jp) March 6, 2020 A palmilha deve monitorar toque, controle e velocidade de chutes, com o suporte do aplicativo dedicado Adidas GMR. O slot na chuteira deve vir com uma entrada para recarga, assim como um cabo para isso. Por enquanto, não há muitos detalhes sobre o software e se ele terá outras aplicações para a saúde. A fabricante de artigos esportivos apenas adiantou que “quanto mais você jogar na vida real, melhor será o seu FIFA Mobile Ultimate Team”. Essa é uma forma interessante de conectar a IoT e os wearables com plataformas digitais e também incentiva gamers a deixarem um pouco os celulares e consoles de lado para praticar esportes. Mais informações sobre o produto devem ser apresentadas ainda nesta semana. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Microsoft muda configurações de segurança do Windows 10 e confunde usuários Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Procon-SP também quer que Apple pague quem comprou iPhone 6 e iPhone 7 no Brasil Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Veja Mais

Pearl Jam adia parte de turnê na América do Norte por causa do coronavírus

G1 Pop & Arte Banda disse que está preocupada com vírus e que quer evitar grandes aglomerações de pessoas, e aproveitou para criticar ações do governo em relação à doença. Pearl Jam durante show no Lollapalooza 2018 Marcelo Brandt/G1 O Pearl Jam anunciou nesta segunda-feira (9) que adiaria parte de sua turnê na América do Norte por preocupações em relação ao coronavírus. Em publicação em seu perfil no Instagram, o grupo afirmou que quer evitar grandes aglomerações de pessoas e que foi impactado pela situação de sua cidade, Seattle. A primeira parte da turnê norte-americana do novo disco "Gigaton", que será lançado dia 27, começaria no dia 18 em Toronto, no Canadá, e acabaria 16 shows depois em Oakland, nos Estados Unidos, no dia 19 de abril. As novas datas ainda não foram anunciadas. Initial plugin text "Estão nos dizendo que fazer parte de grandes aglomerações é algo que deve ser muito evitado conforme essa crise mundial de saúde começa a afetar todas as nossas vidas", escreveu a banda. "Por isso é com profunda frustração e arrependimento que somos forçados a fazer esse anúncio dos mais infelizes." No comunicado, a banda de Eddie Vedder aproveitou para criticar as ações tomadas pelo governo em relação à crise. "Com certeza não ajudou que não há mensagens claras do nosso governo em relação à segurança das pessoas e nossa habilidade de fazer nosso trabalho. Sem exemplos da habilidade de nosso departamento nacional de saúde para antecipar a situação, não temos motivos para acreditar que estará sob controle nas próximas semanas." Como o medo do coronavírus está alterando rota do pop A decisão do Pearl Jam é mais um entre diversos cancelamentos gerados pelo vírus. Também nesta segunda, Madonna cancelou seus últimos shows em Paris. A edição francesa do Tomorrowland também foi cancelada nesta quinta-feira (5) respeitando uma decisão do governo francês. Além disso, as turnês asiáticas do Green Day e da Avril Lavigne também foram canceladas. As filmagens do novo filme "Missão Impossível" na Itália foram interrompidas e vários desfiles da Semana de Moda de Milão não chegaram a acontecer. Saiba mais: Medo do coronavírus adia shows, cancela gravações e altera rota de artistas pelo mundo Veja Mais

Veja principais eventos esportivos afetados pelo coronavírus no mundo

O Tempo - Mundo Segundo o COI, as Olimpíadas de Tóquio, marcadas para julho, não correm o risco de adiamento ou cancelamento Veja Mais

Led Zeppelin não plagiou 'Stairway to Heaven', decide corte dos EUA

G1 Pop & Arte Tribunal de apelações julgou mais uma vez a favor do grupo britânico, após juízes anularem, em 2018, julgamento de dois anos antes. John Paul Jones, Robert Plant e Jimmy Page durante lançamento do filme 'Celebration day', nesta sexta-feira (21), em Londres Miles Willis/Invision/AP Um tribunal de apelações dos Estados Unidos restituiu nesta segunda-feira (9) uma decisão a favor da banda britânica Led Zeppelin, que determinava que ela não plagiou parte do clássico "Stairway to Heaven". Um painel de 11 juízes de São Francisco confirmou uma decisão de 2016 que não encontrou evidências de que a música de 1971 do Led Zeppelin violasse os direitos autorais de "Taurus", escrita por Randy Wolfe quando ele fazia parte de uma banda de Los Angeles chamada Spirit. Em 2018, essa decisão foi anulada por um painel de três juízes em São Francisco, que afirmou que algumas das instruções dadas ao júri do tribunal distrital haviam sido "erradas e prejudiciais", sem esclarecer que os acordos baseados em elementos de domínio público podem ser considerados originais. O Led Zeppelin solicitou que a ordem para um novo julgamento fosse reconsiderada por um tribunal maior, cuja decisão nesta segunda, baseada na Lei de Direitos Autorais de 1909, traz de volta o julgamento original. Estima-se que "Stairway to Heaven" tenha faturado US$ 3,4 milhões em um período de cinco anos que foi considerado em um julgamento civil anterior. O guitarrista do Led Zeppelin, Jimmy Page, entrou com a ação junto com o cantor do grupo Robert Plant, enquanto o baixista John Paul Jones testemunhou em 2016 que a sequência de acordes em questão "existiu desde sempre". Veja Mais

EXCLUSIVO-Coronavírus e derrocada dos mercados fazem Caixa Seguridade suspender IPO, dizem fontes

R7 - Economia Por Carolina Mandl e Aluisio AlvesSÃO PAULO (Reuters) - A Caixa Seguridade decidiu suspender sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), disseram duas fontes com conhecimento do assunto nesta segunda-feira, em meio à turbulência das bolsas de valores causada pela forte queda nos preços do petróleo e temores de investidores sobre os efeitos da epidemia de coronavírus sobre a economia global."Agora não dá mais pra fazer, vai atrasar pelo menos três a seis meses", disse uma das fontes. A previsão inicial era de que o IPO fosse concluído em abril.O IPO da Caixa Seguridade pretendia levantar mais de 10 bilhões de reais, na maior oferta esperada até agora para 2020.Representantes da Caixa não comentaram o assunto de imediato.O adiamento pode prejudicar expectativas de bancos de investimentos de que 2020 seja um ano recorde de IPOs e ofertas subsequentes de ações. Construtoras, bancos, varejistas e empresas de outros setores estão entre mais de 25 pedidos de IPOs à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) neste ano.Algumas empresas ainda não tomaram uma decisão final sobre prosseguir com seus planos de abertura de capital ou adiar os planos, disseram três fontes. Como as empresas já fizeram seus pedidos preliminares junto aos reguladores de valores mobiliários, ainda podem esperar cerca de duas semanas antes de uma decisão final.Outras companhias já estão perto do prazo para concluir seus IPOs, incluindo o Banco Daycoval, que previa captar o equivalente a 1 bilhão de dólares nas próximas semanas. Veja Mais

CPFL tem lucro líquido de R$857 mi no 4º tri; fecha 2019 com resultado recorde

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - A elétrica CPFL Energia, da chinesa State Grid, registrou lucro líquido de 857 milhões de reais no quarto trimestre de 2019, crescimento de 27,8% em relação a igual período do ano anterior, informou a empresa nesta segunda-feira.A companhia teve ainda lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 1,741 bilhão de reais no período, avanço de 28,6%, enquanto os investimentos somaram 672 milhões de dólares, recuo de 3%.No balanço de todo o ano, a CPFL fechou 2019 com um lucro líquido recorde de 2,748 bilhões de reais, alta de 26,9%, além de Ebitda de 6,394 bilhões de reais, crescimento de 13,4%."Os resultados do ano de 2019 refletiram o crescimento das vendas de energia, a nossa disciplina na gestão de custos e despesas, bem como a queda da taxa de juros no Brasil", disse o presidente da CPFL, Gustavo Estrella, em comunicado.As vendas de energia elétrica na área de concessão da CPFL totalizaram 68.055 gigawatts-hora (GWh) em 2019, avanço de 1,3%, com crescimentos nas classes residencial (+3,8%) e comercial (+3,4%), mas recuo de 1,4% no segmento industrial, "refletindo a lenta recuperação da atividade econômica"."Seguimos trabalhando em iniciativas de valor e em nosso plano de investimentos em 2019, com disciplina financeira, empenho e comprometimento de nossas equipes", afirmou Estrella. A companhia, que investiu 2,254 bilhões de reais em 2019 (+9,3%), projeta aportes de 13,5 bilhões de reais ao longo dos próximos cinco anos.A dívida líquida da CPFL terminou o ano passado em 16,8 bilhões de reais, alcançando o indicador de dívida líquida sobre Ebitda de 2,52 vezes ao final do ano, o que foi considerado pela empresa como um nível adequado.A companhia vai distribuir 2,08 bilhões de reais em dividendos aos acionistas, sendo 1,80 real por papel.None (Por Gabriel Araujo) Veja Mais

NASA ficará 11 meses sem comunicação com a Voyager 2 a partir desta semana

NASA ficará 11 meses sem comunicação com a Voyager 2 a partir desta semana

canaltech A partir desta semana (e pelos próximos 11 meses), a NASA não conseguirá mais se comunicar com a Voyager 2, lançada em 1977 para explorar o Sistema Solar e que, hoje, está nos enviando dados científicos preciosos sobre os limites do Sistema Solar, enquanto navega pelo espaço interestelar. É que a rede de antenas usadas para tal contato está precisando urgentemente passar por um período de manutenção, com parte de suas operações permanecendo offline enquanto isso. A rede em questão é a Deep Space Network (DSN). Trata-se de uma rede internacional de antenas que permitem a comunicação entre a Terra e diversas naves espaciais já lançadas tanto pela NASA quanto por outras agências espaciais — e isso inclui a Voyager 2. Tais antenas estão localizadas no Deserto de Mojave (Estados Unidos), nas proximidades de Madrid (Espanha) e em Camberra (Austrália). Com essas localidades estratégicas, a agência espacial consegue constantemente entrar em contato com naves espaciais enquanto a Terra gira em torno de seu eixo, sem que nenhuma comunicação seja interrompida temporariamente. (Imagem: NASA) Estabelecida em 1958, a DSN atualmente enfrenta várias limitações e, por isso, a atualização é tão necessária. Entre essas limitações estão antenas mais antigas que, hoje, chegam perto do fim de suas vidas úteis, precisando de substituição. A NASA precisará de quase um ano para finalizar essa manutenção, mantendo a DSN operacional por ainda mais tempo, especialmente devido à grande quantidade de novas missões rumo a Marte que serão lançadas já a partir deste ano de 2020 — sendo que pelo menos três delas precisarão de largura de banda adicional para se comunicar com a Terra. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Cada estação da DSN aqui em nosso planeta conta com três antenas de 34 metros e uma antena de 70 metros e, por conta da trajetória da Voyager 2 em relação à Terra, ela consegue se comunicar com apenas uma antena de uma estação — a de 70 metros em Camberra, chamada DSS 43. E justamente essa antena precisa de aprimoramento para as missões marcianas futuras. Voyager 2 envia dados sobre o espaço interestelar e ainda pode viver mais 5 anos NASA quer prolongar vida útil das sondas Voyager, lançadas na década de 1970 Voyager 2 retoma operações científicas e segue explorando o espaço interestelar Sondas da missão Voyager seguem batendo recordes 40 anos após lançamento Dessa maneira, nos próximos 11 meses a NASA não conseguirá mais enviar comandos à Voyager 2. Contudo, a sonda ainda conseguirá enviar dados para a Terra, então seus estudos científicos não ficarão interrompidos. Mas o problema aqui é o seguinte: a sonda precisa ser capaz de manter sua antena de comunicação apontada para o nosso planeta e, para fazer isso, ela dispara seus propulsores mais de uma dúzia de vezes por dia, a fim de ajustar essa orientação. Caso haja algum problema nesse processo automático, a NASA não poderá resolvê-lo por quase um ano. Sírio da DSN em Camberra (Foto: NASA) Outra preocupação se dá com relação à manutenção da temperatura ideal dos equipamentos a bordo. A equipe da missão vem desligando alguns instrumentos da sonda, usando seus aquecedores para manter as linhas de combustível a uma temperatura adequada. Mas isso não poderá mais ser feito pelos próximos 11 meses, então a Voyager 2 ficará, de certa forma, por sua conta e risco até lá. Outras naves que dependem da DSN para receber comandos da Terra, incluindo a Voyager 1, não terão suas comunicações afetadas, pois usam outras antenas e estações além daquela que precisa da urgente manutenção. A NASA deve concluir os trabalhos de atualização da DSN em janeiro de 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! 25 casos do novo coronavírus confirmados no Brasil; na América do Sul já são 65 Veja Mais

Em ação com BC, Tesouro cancela leilões de prefixados por "condições mais restritivas" do mercado

G1 Economia O cancelamento do leilão de títulos públicos prefixados estava previsto para esta quinta-feira (12). O Tesouro Nacional informou nesta segunda-feira (9) o cancelamento do leilão primário de títulos prefixados (LTN e NTN-F) previsto para esta quinta-feira (12), "em virtude das condições mais restritivas do mercado financeiro", conforme comunicado publicado no site do Tesouro. O cancelamento é parte de "atuação coordenada com o Banco Central do Brasil", disse o Tesouro no texto. Está mantido, contudo, a oferta de LFT (títulos atrelados à Selic) programada para a mesma data. "O Tesouro Nacional seguirá acompanhando a evolução das condições de mercado, para garantir o bom funcionamento do mercado de títulos públicos e de outros mercados correlatos", disse a nota. Juros futuros em alta As taxas de juros dos contratos futuros de DI negociados na B3 -- que servem de parâmetro para os juros pagos nos leilões do Tesouro -- dispararam em forte alta nesta segunda-feira, reflexo da onda de aversão a risco que tomou conta dos mercados globais diante da derrocada dos preços do petróleo e dos temores em relação aos efeitos econômicos do coronavírus. Entenda a queda no preço do petróleo e as consequências na economia mundial O DI janeiro 2027 -- cujo vencimento é um dos contemplados na oferta de NTN-F pelo Tesouro -- saltou 45 pontos-base apenas nesta sessão, para 7,02% ao ano, maior alta diária em pontos desde junho de 2018. Enquanto o Tesouro anunciou o cancelamento da oferta de prefixados, o Banco Central voltou a comunicar leilão, para terça-feira (10), de até R$ 2 bilhões em moeda à vista, depois de nesta segunda ter colocado R$ 3,465 bilhões nessa modalidade. O volume desta segunda é o maior a ser liquidado em um mesmo dia desde pelo menos 11 de maio de 2009. Na última quinta-feira (5), o secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, disse que não via disfuncionalidade no mercado de títulos, razão pela qual, segundo ele, o Tesouro não estava conversando com o Banco Central sobre eventual ação conjunta. A última vez que o Tesouro havia cancelado leilões programados por aumento de volatilidade no mercado fora entre maio e julho de 2018, na esteira de uma forte turbulência nos ativos financeiros em meio aos efeitos da greve dos caminhoneiros e preocupações no exterior sobre a guerra comercial. Entre cancelamento e realização de operações extraordinárias, o Tesouro fez à época recompra líquida de um total de R$ 22,04 bilhões em títulos, dando saída a investidores que desejavam se desfazer dos papéis em forte desvalorização. Na ocasião, o Tesouro também atuou em coordenação com o Banco Central. Ao longo de maio, junho e julho de 2018, o BC liquidou a venda líquida de 43,616 bilhões de dólares em contratos de swap cambial tradicional -- que funcionam como injeção de liquidez no mercado futuro de câmbio. Nesta segunda-feira, o dólar se aproximou de R$ 4,80 reais, renovando máximas históricas. No ano, a moeda salta 17,76%, o que mantém a divisa brasileira na lanterna entre seus principais rivais no período. Dólar fecha em alta de 2,03%, a R$ 4,72, em dia de tensão no mercado Initial plugin text Veja Mais

Cineasta Fernando Grostein anuncia o casamento nas redes

O Tempo - Diversão - Magazine O irmão de Luciano Huck vai se unir ao ator Fernando Siqueira em junho Veja Mais

NordVPN tem grande falha de segurança detectada em sistema de pagamento

NordVPN tem grande falha de segurança detectada em sistema de pagamento

canaltech A NordVPN, uma das principais empresas de VPN do mundo, teve uma falha de segurança exposta por pesquisadores. Segundo profissionais da empresa de segurança HackerOne, a vulnerabilidade pode ter exposto informações de pagamento de clientes em todo o mundo. Além disso, segundo a HackerOne, hackers podem ter tido acesso a informações de contas de usuários, incluindo endereços de e-mail e histórico de compras De acordo com o portal The Register, que recebeu uma denúncia de um usuário do NordVPN, qualquer pessoa que fizesse uma solicitação HTTP POST para entrar no join.nordvpn.com sem autenticação seria capaz de acessar os endereços de e-mail dos usuários, forma de pagamento e URL, moeda, valor pago e, até mesmo, quais produtos específicos eles compraram. A falha corrigida foi tornada pública no início de fevereiro na plataforma de recompensas de bugs do HackerOne, com a empresa dizendo que havia entrado em contato com a NordVPN sobre o problema. Em comunicado, a NordVPN disse que este era "um caso isolado" que potencialmente poderia ter afetado apenas um "alguns usuários". A empresa, porém, não confirmou se havia informado aos clientes sobre a falha, mas disse que apreciava o trabalho da comunidade HackerOne. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Caso parece ter sido solucionado/ Imagem: Captura de Tela/ Felipe Ribeiro "Tais relatórios são uma das razões pelas quais lançamos o programa de recompensas por bugs. Estamos extremamente satisfeitos com seus resultados e incentivamos ainda mais pesquisadores a analisar nosso produto. Este é um caso isolado que potencialmente afetou apenas alguns usuários, devido à limitação de taxa implementada. Teoricamente, apenas endereços de e-mail poderiam ser vistos por um invasor", disse a porta-voz da empresa, Jody Myers, em comunicado enviado ao The Register. A empresa é a única grande organização VPN conhecida a se alistar no programa HackerOne, que paga programadores e invasores por encontrar bugs em sua infraestrutura, aplicativos e aplicativos. A NordVPN chegou às manchetes em outubro passado, após a empresa ter revelado ter sofrido uma grande violação de dados em março de 2018, embora tenha sido capaz de limitar os danos e os clientes afetados. Para acessar o relatório completo da HackerOne, clique aqui. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Veja Mais

'Superlua': veja fotos do fenômeno no mundo

Glogo - Ciência De acordo com a agência espacial americana (Nasa), desta vez também será 'Lua de Minhoca'. Ela recebe este nome por que é a última Lua cheia no mês de março. Nesta segunda-feira (9), a Lua está em seu perigeu – ponto de sua órbita mais perto da Terra. Por isso, ela parecerá maior para quem a observa da perspectiva do nosso planeta. Quando isso acontece, o fenômeno é chamado de "superlua". Ele poderá ser visto até o início da quarta-feira (11). De acordo com a agência espacial americana (Nasa), desta vez também será "Lua de Minhoca". Ela recebe este nome por que é a última Lua cheia no mês de março. Veja fotos pelo Brasil e pelo mundo: Superlua vista em Edirne, na Turquia Huseyin Aldemir/Reuters Superlua em Moscou, na Rússia Kirill Kudryavtsev/AFP Lua cheia nasce na cidade do Panamá Luis Acosta/AFP Lua cheia em Turin, na Itália Vincenzo Pinto/AFP Veja Mais

BC anuncia leilão de dólar à vista amanhã entre 9h10 e 9h15

R7 - Economia O Banco Central anunciou nesta segunda-feira, 9, a realização de leilão de dólares à vista amanhã, 10, referenciado à Ptax. A operação será realizada entre 9h10 e 9h15, com a oferta de até US$ 2 bilhões. Nesta segunda-feira, o BC realizou vendeu US$ 3 bilhões em leilão à vista referenciado à Ptax, pela manhã. À tarde, a autoridade monetária realizou outro leilão à vista, com a venda de US$ 465 milhões. Veja Mais

Comitê Olímpico Italiano suspende todos eventos esportivos até 3 de abril

O Tempo - Mundo O coronavírus já matou 366 pessoas no país, com 7.375 infectados Veja Mais

Christian Bale é confirmado em Thor: Love and Thunder e pode viver vilão Ares

Christian Bale é confirmado em Thor: Love and Thunder e pode viver vilão Ares

canaltech Já haviam rumores nos bastidores de Hollywood de que Christian Bale poderia voltar para um longa de super-heróis, mais precisamente em Thor: Love and Thunder, mas, até o último final de semana, nada havia sido falado oficialmente. Com a bênção do Marvel Studios ou não, a atriz Tessa Thompson, que vive Valquíria no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, em inglês), confirmou essa informação. Tessa disse ao Entertainment Tonight que “Christian Bale vai interpretar nosso vilão e será fantástico” e se mostrou muito feliz com o roteiro do diretor Taika Waititi, que também vai dirigir a sequência de seu Thor: Ragnarok. A atriz disse ter trocado “várias mensagens de texto empolgantes” com Natalie Portman, que retorna à franquia para viver mais uma vez Jane Foster — dessa vez como a Poderosa Thor. Bale não falou ainda a respeito, nem mesmo o chefão do Marvel Studios, Kevin Feige; contudo, boatos ventilados nos corredores da indústria cogitam a introdução dos deuses gregos da Marvel Comics no MCU. Assim, seríamos apresentados a Zeus, Ares e Hércules, entre outros — e, aparentemente, Bale seria Ares. Vale destacar que há muito se fala na chegada de Hércules aos Vingadores e o longa poderia então integrar personagens e elementos dos quadrinhos que ainda não estão nas telonas. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Ares também esteve na equipe dos Vingadores Sombrios (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Além disso, Ares foi um dos integrantes dos Vingadores Sombrios, grupo de heróis que trabalha para o governo norte-americano, criado pelo vilão Norman Osborn. Como vez ou outra voltam a circular rumores sobre a presença dessa equipe no MCU, pode ser que Bale retorne ao papel do deus grego da guerra em futuros filmes depois de Thor: Love and Thunder — lembrando que o ator fez sua última participação em adaptações de super-heróis como o Homem-Morcego na parte final da trilogia do Batman de Christopher Nolan, em 2012. Vin Diesel diz que Groot também está no próximo Thor Em outra notícia relacionada, Vin Diesel, que estreia nesta semana a adaptação de Bloodshot, anti-herói da editora Valiant, também assegurou sua participação como a voz de Groot no próximo filme do Deus do Trovão. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! Embora Bradley Cooper não tenha confirmado que também vá estar no título dublando Rocket, é bem possível que ambos tenham alguma participação, vide os eventos de Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, em que Odinson ficou próximo da dupla de alienígenas e parece passar algum tempo a mais com os Guardiões da Galáxia. Thor: Love and Thunder está previsto para o dia 5 de novembro de 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Veja Mais

Cambridge Analytica | Austrália processa Facebook por uso indevido de dados

Cambridge Analytica | Austrália processa Facebook por uso indevido de dados

canaltech Nesta segunda-feira (9), o Facebook tomou mais um processo por causa do escândalo envolvendo a Cambridge Analytica. Dessa vez, a comissária australiana de Informação e Privacidade, Angelene Falk, alegou no Tribunal Federal que a rede social fez uso indevido de dados. O Escritório do Comissário Australiano de Informações (OAIC) ​​afirma que entrou com um processo contra o Facebook em um tribunal federal alegando que a empresa cometeu interferências graves e repetidas na privacidade. A Lei de Privacidade da Austrália estabelece uma provisão para uma penalidade civil de até US$ 1,7 milhão a ser aplicada por cada contravenção - e o órgão de vigilância nacional acredita que havia 311.074 usuários locais do Facebook no cache de 86 milhões de perfis levantados pelo Cambridge Analytica. Portanto, a multa potencial chega a US$ 500 bilhões. Cambridge Analytica | Novo vazamento traz envolvimento do Brasil Cambridge Analytica | Os principais momentos do depoimento de Mark Zuckerberg Cambridge Analytica é declarada culpada pelo uso indevido de dados do Facebook O processo alega que os dados pessoais dos usuários australianos do Facebook foram divulgados para o aplicativo This is Your Digital Life, criado por um desenvolvedor de aplicativos chamado GSR, que foi contratado pela Cambridge Analytica para obter e processar os dados dos usuários do Facebook para fins políticos de segmentação de anúncios) a uma finalidade diferente daquela anunciada - violando, assim, a Lei de Privacidade da Austrália de 1988. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- O Facebook confirmou que, entre março de 2014 e maio de 2015, tinham sido compartilhados dados pessoais de mais de 311 mil australianos, mas os documentos do tribunal mostram que apenas 53 australianos instalaram o aplicativo em questão. Austrália processa Facebook por uso indevido de dados De acordo com o processo, o Facebook não só falhou em tomar medidas razoáveis ​​para proteger as informações pessoais dessas pessoas contra divulgação não autorizada sem saber a natureza exata ou a extensão das informações pessoais divulgadas no aplicativo This is Your Digital Life, como também não impediu o aplicativo de divulgar a terceiros as informações pessoais obtidas. A extensão total das informações divulgadas e para quem foram divulgadas propriamente dito é desconhecida. Entre as várias informações compartilhadas estão os nomes das pessoas e as suas datas de nascimento, endereços eletrônicos, listas de amigos, “curtidas” e mensagens privadas enviadas pela rede social. “Consideramos que o design do Facebook faz com que os usuários não possam exercer escolha ou controle sobre como as suas informações pessoais são compartilhadas. As configurações padrão do Facebook facilitam a divulgação de informações pessoais e confidenciais, em prejuízo da privacidade”, afirma a comissária australiana Angelene Falk. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Veja Mais

Jethro Tull retorna a BH com turnê comemorativa aos 50 anos da banda

O Tempo - Diversão - Magazine O guitarrista Martim Barre, criador do lendário solo de “Agualung”, comanda a apresentação na capital mineira Veja Mais

Exportação de minério de ferro do Brasil recua com força no início de março, aponta Secex

R7 - Economia SÃO PAULO (Reuters) - As exportações de minério de ferro do Brasil na primeira semana de março registraram forte baixa na média diária em relação ao mesmo mês do ano passado, recuando quase que pela metade, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).Os embarques do produto nos cinco primeiros dias úteis de março somaram 3,36 milhões de toneladas, com média diária de 672,5 mil toneladas, contra 1,17 milhão de toneladas/dia em março de 2019.No mesmo mês do ano passado, aliás, as exportações de minério de ferro haviam registrado o que à época representava o menor volume mensal em seis anos, com 22,18 milhões de toneladas, na esteira do desastre de Brumadinho (MG) e de cortes de produção pela Vale.A queda nos embarques se dá após a Vale ter anunciado no mês passado que sua produção no primeiro trimestre ficará menor que o esperado, devido principalmente a questões operacionais na mina de Brucutu, sua maior produtora de Minas Gerais, que ainda sofre impactos do desastre de Brumadinho.Na comparação com fevereiro de 2020, a média diária de embarques do Brasil também apresenta forte redução. No mês passado, foram exportados 1,23 milhão de toneladas diárias, embora o período já tenha indicado uma queda de 23,6% no ano a ano.Principal produtora de aço do mundo, a China enfrenta uma grave epidemia de coronavírus, que também causa preocupações quanto a uma recessão e a quedas na demanda. Siderúrgicas locais têm sido pressionadas a vender mais produtos, uma vez que acumularam estoques durante a epidemia, que fechou fábricas e paralisou obras no país.NonePETRÓLEOPor outro lado, o ritmo de embarques de petróleo do Brasil segue forte, superando as médias diárias tanto de março de 2019 quanto de fevereiro de 2020, segundo a Secex.Foram embarcadas na primeira semana do mês 2,32 milhões de toneladas de petróleo, com média de 464,3 toneladas por dia, ante 236,3 toneladas ao dia no mesmo mês do ano passado e 336,9 toneladas/dia em fevereiro.No mês passado, a Petrobras havia indicado que as exportações seguiam com bom ritmo apesar da epidemia de coronavírus, que foi classificada pela empresa como "período desafiador para a economia global".None (Por Gabriel Araujo) Veja Mais

Caixa diz que garantirá melhores condições de crédito em momento de turbulência

R7 - Economia A Caixa Econômica Federal divulgou comunicado nesta segunda-feira, 9, informando que, em conjunto com a implantação de medidas estruturantes, manterá o País em rota de crescimento sustentável. O comunicado diz que o banco garantirá as melhores condições no crédito pessoal e habitacional, financiamento para infraestrutura, capital de giro para o setor da construção civil e micro empresas neste momento de maior turbulência. Veja a íntegra da nota: "Nos últimos dias, observamos uma reação do mercado às incertezas relacionadas ao Coronavírus e tensões no mercado internacional de petróleo. Entendemos tratar-se de situação transitória que tende a se equilibrar. A CAIXA é o banco que sempre esteve ao lado de todos os brasileiros e reafirma sua confiança na solidez da economia brasileira que, em conjunto com a implantação de medidas estruturantes, manterá o País em rota de crescimento sustentável. Temos as melhores soluções no crédito pessoal e habitacional, financiamento para infraestrutura, capital de giro para o setor da construção civil e especialmente para as micro e pequenas empresas. Reforçamos nosso compromisso em ser o banco de todos os brasileiros, disponibilizando as melhores condições em linhas de crédito e taxas de juros para a sociedade brasileira." Veja Mais

Conheça 11 mulheres que movimentaram mais de R$ 830 mi na economia brasileira

R7 - Economia No Brasil cerca de 24 milhões de mulheres são empreendedoras, segundo dados de estudo realizado pelo Sebrae. São muitos casos em que o empreendedorismo é uma alternativa criada pela necessidade. No país, 44% do público feminino aposta na criação de um negócio como alternativa para complementar a renda e até mesmo como única receita dentro [...] O post Conheça 11 mulheres que movimentaram mais de R$ 830 mi na economia brasileira apareceu primeiro em Jornal Contábil - contabilidade, direito, INSS, Microempreendedor. Veja Mais

Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira!

Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira!

canaltech Depois de reformular design da aba de podcasts, hoje (9), o Spotify atualiza a sua tela inicial globalmente com o objetivo de manter os usuários mais atentos às sugestões da companhia. Agora, a nova tela inicial do serviço de streaming de músicas e podcasts traz saudações personalizadas de acordo com o horário do dia. Por exemplo, depois do horário do almoço, os usuários verão um "boa tarde" ao abrirem o app. Além disso, o conteúdo e as recomendações da tela inicial devem mudar conforme a hora do dia, acompanhando a mensagem de saudação, como comenta o Spotify para o TechCrunch. A organização dos conteúdos apresentados também foi reformulada para que você volte mais facilmente ou navegue, de forma melhor, nas recomendações apresentadas. Spotify personaliza página inicial com top 6 conteúdos mais acessados pelo usuário (Captura de tela: Luciana Zaramela/ Canaltech) Hey, Spotify: serviço de streaming está testando assistente de voz no app Como ficou? Anteriormente, a tela inicial do Spotify trazia o histórico de reproduções do usuário em destaque, com tópicos como "Tocadas recentemente". A partir da atualização, a tela inicial do app é dividida em duas partes principais.: a primeira com o conteúdo mais acessado pelo usuário e, depois, com novas inclusões do serviço de streaming e sugestões. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Após a saudação - aquele bom dia, boa tarde ou boa noite, dependendo do horário que acessa o aplicativo -, aparecerão os seus conteúdos mais acessados, e isso inclui tanto músicas quanto podcasts. O interessante é que esse conteúdo será atualizado à medida que o dia avança para corresponder melhor às atividades e interesses do usuário. Spotify revela ranking com as artistas mulheres mais ouvidas no Brasil Seguido desses highlights do inscrito, a página inicial exibirá outros itens, como "Tocadas recentemente", "Seus podcasts mais escutados" e "Novos episódios de podcasts", mas só no caso de o usuário ser aficionado por esse formato, por exemplo. Do contrário, as opções podem ser estar em maior parte relacionadas ao universo musical. Com a mudança, o Spotify espera computar um aumento no seu uso e no engajamento, já que os usuários não precisarão vasculhar muito pelo aplicativo para encontrar conteúdos favoritos ou recomendação mais acertadas para os seus hábitos. A atualização da tela inicial do Spotify já está valendo a partir de hoje (9) para todos os usuários globais com pelo menos 30 dias de uso do app. Caso a novidade ainda não tenha aparecido, vale instalar sua última versão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Famoso aplicativo de benchmark é removido da loja do Android; empresa se defende Jeff Bezos doa US$ 10 bilhões para "salvar a Terra" das mudanças climáticas Veja Mais

Suposto Google Pixel 4a aparece em fotos vazadas

Suposto Google Pixel 4a aparece em fotos vazadas

canaltech Fotos de um aparelho identificado como sendo o Google Pixel 4a começaram a circular na internet neste último final de semana. As imagens mostram um aparelho semelhante ao que vimos em renderizações publicadas nas últimas semanas, mas ainda levantam algumas suspeitas. As fotos teriam sido divulgadas em um grupo no Facebook para fãs da linha Pixel e depois ganharam impulso no Reddit e no Twitter. O aparelho nas imagens está configurado com o sistema em espanhol e uma das telas mostra o nome Pixel 4a nas configurações. Ele aparece protegido por uma capa com um material que simula um tecido estilo crochê, semelhante às disponíveis para Pixel 3A e 4, e inclui recortes para o leitor de digitais e o conjunto de câmeras. Uma novidade, porém, é a câmera de selfie, instalada em um recorte circular, semelhante ao usado na linha Galaxy S10 e S20. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Segundo o site XDA-Developers, o modelo teria o codinome Sunfish e será equipado com o processador Qualcomm Snapdragon 730, chipset que não inclui um modem 5G. Uma informação que confere com as fotos neste último vazamento é a inclusão de uma entrada para fones de ouvido. Relógio só aparece no menu de opções (Imagem via Reddit) Apesar das aparências, o site Android Authority listou algumas características curiosas, como não ter nenhum alto-falante no topo da tela ou o relógio na barra de status do sistema, apenas quando o menu de opções é aberto (com as opções de wi-fi, bluetooth, etc). Outro detalhe é que as informações até aqui indicam que o aparelho terá câmera traseira simples, como o Pixel 3a, mas o modelo nas imagens mantém uma saliência quadrada semelhante à do Pixel 4. Em outra imagem do aparelho sem a capa é possível ver melhor o ressalto. Google Pixel 4A AgainCredits - @raude2210 pic.twitter.com/jDzWCXsIQd — TechDroider (@techdroider) March 8, 2020 Mesmo não tendo sido anunciado oficialmente, o dispositivo é esperado para o Google I/O 2020, que foi transformado em um evento online após o surto de COVID-19 — mesmo assim, os problemas na cadeia produtiva na China podem atrapalhar a chegada do novo intermediário do Google. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Processadores da AMD lançados a partir de 2011 estão vulneráveis a ataques SCA 10 descobertas sobre o coronavírus feitas por pesquisadores da OMS Moto elétrica da Xiaomi chega a 100 km/h em pouquíssimos segundos Famoso aplicativo de benchmark é removido da loja do Android; empresa se defende Atualização do Spotify traz tela inicial mais personalizada. Confira! Veja Mais