Meu Feed

No mais...

'Diário Oficial' publica revogação de dispositivo que permitia suspender salários

G1 Economia Bolsonaro editou MP neste domingo que, entre outros pontos, permitia suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses. Trecho foi criticado por políticos, partidos e entidades. Bolsonaro revoga trecho de MP que permitia suspensão do contrato de trabalho por 4 meses O "Diário Oficial da União" publicou na noite desta segunda-feira (23), em edição extra, a revogação de dispositivo de uma medida provisória que previa a suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses (clique aqui para ler o ato de revogação). A MP foi editada neste domingo (22) pelo presidente Jair Bolsonaro, mas o trecho sobre os contratos foi alvo de críticas por parte de políticos, partidos e entidades. Bolsonaro, então, anunciou nesta segunda a revogação do trecho. Mais cedo, nesta segunda-feira, o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, afirmou que Bolsonaro decidiu revogar o trecho em razão da "má interpretação" sobre o tema. 'Contraprestação' De acordo com Bruno Bianco, a MP não deixou claro que haveria "contraprestação" por parte do empregador que suspendesse o contrato do empregado por quatro meses. Diante disso, afirmou o secretário, a próxima medida provisória a ser editada preverá a possibilidade de o contrato ser suspenso e a contraprestação do empregador. Segundo Bianco, a nova MP será assinada "o quanto antes". Medidas provisórias têm força de lei assim que publicadas no "Diário Oficial da União", mas precisam ser aprovadas pelo Congresso Nacional em até 120 dias para virar leis em definitivo. Initial plugin text Veja Mais

Novo vazamento do Huawei P40 Pro revela possíveis fotos tiradas com o aparelho

Novo vazamento do Huawei P40 Pro revela possíveis fotos tiradas com o aparelho

canaltech O esperado lançamento da nova série topo de linha da Huawei, a P40, está marcado para a quinta-feira (26), e, além da versão convencional, deve contar com duas mais “parrudas”, a P40 Pro e a P40 Pro Plus. Nesta segunda-feira (26), vazamentos na rede social chinesa Weibo mostraram alguns possíveis detalhes do P40 Pro e seu conjunto de câmera, assim como exemplos de fotos tiradas com esses sensores. Abaixo, você pode ver o que seria um protótipo da traseira do P40 Pro, que se parece com as descrições de design ventiladas nos bastidores e em renderizações do smartphone até agora. A expectativa é de que o dispositivo conte com um retângulo vertical com cinco lentes. As especificações já haviam chegado à web anteriormente e parecem também ter sido "confirmadas". Imagem: Reprodução/Weibo No conjunto traseiro, o sensor principal deve ser o Sony IMX700 de 1,28 polegada, RYYB, com 52 MP e suporte para zoom óptico de até 5x. O segundo é um Sony IMX650 de 1,5 polegada, RGGB, de 40 MP. Veja abaixo o que seriam imagens tiradas com essas lentes: -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Imagem: Reprodução/Weibo A terceira lente seria uma teleobjetiva de 8 MP e a quarta uma lente periscópica de prima duplo com zoom óptico de 10x (lentes 2P1G, combinando lentes de vidro e plástico) e um sensor de distância Time of Flight (ToF). Imagem: Reprodução/Weibo Isso tudo não tem o aval oficial da Huawei, mas dada a proximidade do lançamento e a expectativa de que as câmeras venham para abalar ainda mais o mercado de poderosas lentes em smartphones, pode ser que sejam mesmo autênticas. De qualquer forma, não teremos que esperar muito para comprovar. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento? SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! Veja Mais

Baixista do System Of A Down diz não se preocupar com o coronavírus

R7 - Música Shavo Odadjian ainda chamou o vírus de "resfriado comum" Veja Mais

Jon Bon Jovi pede ajuda aos fãs para compor canção contra o coronavírus

R7 - Música Tecladista da banda do cantor foi atingido pela doença, e ele pede para que todo mundo #FaçaOQuePuder Veja Mais

Metallica vai transmitir shows na íntegra toda segunda-feira; assista

R7 - Música #MetallicaMondays começa hoje, 23 de Março, e vai ajudar os fãs em quarentena! Veja Mais

Tom Morello faz playlist com suas canções de Heavy Metal favoritas; ouça

R7 - Música O guitarrista do Rage Against the Machine, assim como nós, está em casa e com tempo nas mãos Veja Mais

COVID-19 | Apps de transporte são nomeados essenciais em decreto presidencial

COVID-19 | Apps de transporte são nomeados essenciais em decreto presidencial

canaltech O decreto presidencial, assinado na última sexta-feira (20), considera serviços de transporte por aplicativo como essenciais, durante período de isolamento social para contenção da COVID-19. Assim, apps como 99 e Uber podem continuar circulando. O documento também coloca como essenciais internet e telecomunicações, além de serviços postais, como entregas dos Correios. “São serviços públicos e atividades essenciais aqueles indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, assim considerados aqueles que, se não atendidos, colocam em perigo a sobrevivência, a saúde ou a segurança da população”, informa o decreto nº 10.828 publicado no Diário Oficial da União, no sábado (21). Assim, segundo o documento, é preciso “resguardar o exercício e funcionamento” nas atividades listadas. No inciso V, do parágrafo 1º, do artigo 3º, é possível ver os aplicativos de transporte citados como essenciais: “transporte intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros e o transporte de passageiros por táxi ou aplicativo”. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Além dos pontos citados, o texto também fala sobre saneamento básico, transporte, segurança, saúde, postais e outros temas. Com isso, os Correios também são impedidos de bloqueio. Com a decisão, o governo garante que profissionais inclusos nestes pontos tenham que manter seus postos. Ainda, é proibido impedir a circulação de pessoas que trabalhem nas categorias consideradas essenciais. “É vedada a restrição à circulação de trabalhadores que possa afetar o funcionamento de serviços públicos e atividades essenciais, e de cargas de qualquer espécie que possam acarretar desabastecimento de gêneros necessários à população", informa o decreto. Ainda o documento aponta que a medida é federal, estadual, distrital e municipal, invalidando decisões estatais e municipais de paralisação de tais atividades. Como decreto, o documento passou a valer desde a publicação. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento? SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! Veja Mais

Bolsonaro muda o tom, parabeniza governadores e pede união contra coronavírus

O Tempo - Política 'Todos nós queremos, ao final dessa batalha, sair fortalecidos', disse o presidente em videoconferência Veja Mais

Espanha supera a marca de 2 mil mortes por COVID-19; 462 em 24 horas

Espanha supera a marca de 2 mil mortes por COVID-19; 462 em 24 horas

canaltech A Espanha superou, nesta segunda-feira (23), a marca de mais de duas mil mortes devido à COVID-19, sendo 462 apenas nas últimas 24 horas. Agora, ao todo, o país conta com 2,182 óbitos, 33,089 pessoas contaminadas, 3,355 curadas e 2,355 em unidades de terapia intensiva (UTI). Entre as pessoas confirmadas com a COVID-19 estão, aproximadamente, 4 mil profissionais de saúde, o que equivale a uma pessoa envolvida na área para cada 10 contaminadas. Estes profissionais são enfermeiros, médicos e outros trabalhadores de locais que não contam com kits de proteção suficientes para todos os funcionários. O país europeu já é o segundo do continente com o maior número de casos de COVID-19, ficando atrás apenas da Itália. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Para combater coronavírus, Xiaomi ajuda Itália com novo lote de máscaras Foto: Reprodução/Nacho Doce/Reuters COVID-19 | Entenda o termo "achatar a curva" e por que ele é importante Na Espanha, contraíram o novo coronavírus dois ministros e a esposa do primeiro-ministro Pedro Sanchez; a vice-primeira-ministra, Carmen Calvo, foi internada no último domingo e está aguardando os resultados. O país está em estado de emergência e em modo de bloqueio, restringindo a saída de casa e permitindo apenas idas ao mercado, farmácia ou trabalho. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas Amazon Prime Video agora permite até seis perfis com a mesma conta Veja Mais

Coronavírus x lixo doméstico: saiba quais são os cuidados em moradias com pessoas infectadas ou suspeitas

Glogo - Ciência Lixeira individualizada e sacos de lixo bem fechados são principais orientações. Infectado ou suspeito não deve tocar o exterior do saco de lixo, dizem médicos. 18 de março - Um trabalhador desinfeta uma lixeira para impedir a disseminação do novo coronavírus (COVID-19) em Pamplona, no ​​norte da Espanha. O país mobilizará 200 bilhões de euros ou o equivalente a um quinto da produção anual do país em empréstimos, garantias e subsídios para trabalhadores e cidadãos vulneráveis, anunciou o primeiro-ministro Pedro Sanchez na terça-feira (17) Alvaro Barrientos/AP Pessoas que estão em isolamento domiciliar ou quarentena por suspeita ou infecção pelo novo coronavírus precisam tomar alguns cuidados com o lixo produzido em casa, de acordo com especialistas ouvidos pelo G1. Alguns deles são: Separar uma lixeira de uso exclusivo da pessoa infectada ou suspeita no cômodo reservado para ela; Usar, preferencialmente, sacos hermeticamente fechados; Higienizar pontos de contatos, como alças e tampas de lixeiras. "Todo o resíduo tem que ser individualizado. Se a pessoa não tiver um saco hermeticamente fechado, ela precisa amarrar muito bem o saco de lixo e só depois disso descartá-lo em uma lixeira comum", diz a médica infectologista Roberta Schiavon, integrante da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI). VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar, entenda em detalhes Quem estiver infectado não pode ter contato com o exterior do saco, apenas descartar seus resíduos dentro dele. "A pessoa não infectada deve retirar o saco do cesto pelo lado de fora e fechá-lo de forma que não vaze ar nem líquidos, para que o vírus fique dentro do saco de lixo", explica Carlos Baía, diretor técnico do Hospital 9 de Julho, em São Paulo. Com esses cuidados, o lixo poderá ser manipulado por qualquer pessoa, como outros moradores da casa ou as pessoas responsáveis pelo recolhimento do lixo em prédios. Na cidade de São Paulo, a Autoridade Municipal de Limpeza Urbana (Amlurb) orientou que os sacos de lixo sejam enchidos com apenas dois terços da sua capacidade para evitar vazamento. Para as casas que não tenham casos confirmados ou suspeitos, a orientação é "tratar o lixo da mesma forma costumeira", diz Baía. "Deve-se mudar a rotina somente quando há casos suspeitos." Guia de isolamento domiciliar por causa do novo coronavírus Arte/G1 Saiba manter a rotina em um prédio com moradores infectados pelo Covid-19 Initial plugin text Veja Mais

OnePlus 8 Pro surge em benchmark atrás dos principais concorrentes

OnePlus 8 Pro surge em benchmark atrás dos principais concorrentes

canaltech A OnePlus deverá apresentar seu topo de linha já no próximo mês de abril. Como todo lançamento que se aproxima, o vindouro OnePlus 8 Pro, versão mais potente, está sendo alvo de diversos vazamentos. Um dos mais recentes revelou a possível pontuação de benchmark do aparelho e comparando este com os principais concorrentes. Os resultados foram capturados pela plataforma AI Benchmark, que acompanha as estatísticas de desempenho da Inteligência Artificial de CPUs para dispositivos móveis e computadores. Segundo a lista abaixo, a capacidade de IA do OnePlus 8 Pro é inferior ao Galaxy S20 e Mi 10, seus principais concorrentes de 2020. O recente OPPO Find X2, que não está registrado na plataforma, também é superior ao smartphone da OnePlus, alcançando mais de 39 mil pontos. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- OnePlus 8 Pro fica atrás de seus grandes concorrentes (Foto: Reprodução/AI Benchmark) Atualmente, quem domina a lista do AI Benchmark são os modelos da Huawei equipados com o processador Kirin 990, lançado no ano passado com a linha Mate 30. A diferença do chipset da fabricante chinesa é duas vezes superior ao Snapdragon 865, da Qualcomm, que deve equipar os principais smartphones de 2020. Apesar dos resultados terem fica a desejar em relação ao dos concorrentes, não há motivo para desânimo. O OnePlus 8 Pro já havia aparecido na plataforma Geekbench destacando todo seu poder de processamento. Confira mais detalhes na matéria abaixo: OnePlus 8 Pro aparece pela primeira vez em teste do Geekbench Além da plataforma da Qualcomm, o ranking do AI Benchmark também revela, pelo menos, uma variante com 12 GB de memória RAM. Espera-se que ele venha com uma tela de 6,5 polegadas AMOLED e 120 Hz de taxa de atualização. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas Amazon Prime Video agora permite até seis perfis com a mesma conta Veja Mais

Assembleia de Minas tem mais um deputado em isolamento por conta do coronavírus

O Tempo - Política Professor Wendel Mesquita (Solidariedade) divulgou um vídeo informando que está com os sintomas da Covid-19; além dele, Laura Serrano (Novo) e Doorgal Andrada (Patriotas) se afastaram preventivamente de suas funções Veja Mais

Cia. mineira gera acesso online para espetáculos a partir de bilhete virtual

O Tempo - Diversão - Magazine A Iniciativa da Cyntilante Produções abarca 26 peças e quase todas são voltadas ao público infantil Veja Mais

Coronavírus x roupas: saiba quais os cuidados ao chegar em casa

Glogo - Ciência Segundo especialistas é importante não misturar a roupa utilizada na rua com as demais. Lavagem com água, sabão e desinfetante líquido são eficazes na higienização das peças utilizadas no dia a dia. Coronavírus: quais os cuidados com a limpeza dentro de casa? Apesar de não existir um estudo que comprove quanto tempo o coronavírus Sars-Cov-2 permanece em roupas e tecidos, a recomendação dos especialistas é adotar medidas de precaução: quando chegar em casa, é importante retirar a roupa utilizada na rua e não misturar com as demais. VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar, entenda em detalhes Em caso de uma eventual contaminação, a separação evita que o vírus transite de uma superfície para outra. Segundo informações do Grupo Multidisciplinar para Enfrentamento da Covid-19, criado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sempre quando chegar da rua é recomendado que todas as roupas sejam trocadas imediatamente. A roupa e o calçado deve ser retirado na chegada em casa, para não circular com o sapato sujo. É necessário também lavar ou separar as peças usadas em um local apropriado antes que ela seja reutilizada. Não é recomendado guardar as roupas usadas junto com outras peças. Flavio Fonseca, virologista e integrante do centro de pesquisa em vacinas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), explica que não há estudos sobre a permanência deste vírus em diferentes tipos de tecidos. Mas os trabalhos com outros patógenos apontam que, de forma geral, os vírus podem ter sobrevida de 72 a 96 horas nos panos. “Como os tecidos são porosos, muitas vezes os materiais orgânicos - gotículas de saliva, secreções respiratórias - ficam retidos nos poros e às vezes fica limitada a acessibilidade do sabão e da água. A proteção desses poros aumenta a sobrevida do vírus de 72 a 96 horas” - Flavio Fonseca. Água e sabão mata o vírus? Segundo Renato Kfouri, infectologista e presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). A maioria dos desinfetantes e produtos para a lavagem de roupas são eficazes para higienizar roupas. "Os desinfetantes líquidos que a gente usa na limpeza do dia a dia são extremamente capazes de limpar e eliminar os resquícios de vírus de roupas e objetos." O professor Júlio Borges, do Instituto de Química da Universidade de São Paulo (USP) de São Carlos, explica que roupas que são suspeitas de estarem infectadas devem ser desinfetadas com água e sabão e, de preferência, lavadas com água quente. “Quando você coloca uma roupa para lavar, a limpeza depende da ação do sabão, de suas propriedades e da água levar a sujeira embora. O poder desinfetante vai depender da quantidade de sabão, do tempo de molho e, principalmente, do sabão alcançar onde está a sujeira, no caso, o vírus. Para o caso de vírus, a recomendação é que a roupa utilizada para fora da casa seja lavada em separado", afirma Borges. Borges, explica que se algum dos elementos que efetivam a ação do sabão estiver em falta - pequena quantidade de sabão ou pouco tempo de molho - o vírus pode permanecer na roupa, ou passar para outra, caso não seja lavado em separado. Manual da limpeza contra o coronavírus: veja cuidados que devemos ter dentro de casa Initial plugin text Veja Mais

Por conta do coronavírus, Aécio quer transferir as eleições municipais para 2022

O Tempo - Política Pela proposta do deputado federal mineiro, a partir de 2022 também seria possível fazer a unificação das eleições no país Veja Mais

Coronavírus: Governo deve fazer corte de 67% de salário e em jornada de trabalho

O Tempo - Política Medida Provisória que tratará do tema e está em finalização na área econômica Veja Mais

Coronavírus: operadoras já enviaram mais de 49 milhões de SMS sobre a pandemia

Coronavírus: operadoras já enviaram mais de 49 milhões de SMS sobre a pandemia

canaltech Desde a sexta-feira, 13, as operadoras de telefonia móvel brasileiras já emitiram 49 milhões de SMS sobre o novo coronavírus como parte dos esforços para ajudar no combate à disseminação da COVID-19. Também foram disparadas 597 mil mensagens para usuários de serviços que passam pelos aeroportos internacionais do país. COVID-19: as operadoras de telecomunicação no Brasil estão prontas? Operadoras brasileiras anunciam união em combate ao novo coronavírus Coronavírus: como higienizar corretamente o mouse e o teclado do seu PC Os SMS podem incluir informações para combater a pandemia ou alertas sobre os sintomas da doença. São orientações feitas pelo Ministério da Saúde, Defesa Civil e da Anatel sobre a importância de as pessoas ficarem em casa, saindo apenas para casos de urgência ou emergência, além de evitarem praticar exercícios ao ar livre e outras medidas para evitar a disseminação do vírus. SMS nas proximidades de aeroportos Para aqueles que transitam pelos ou próximo dos aeroportos internacionais, as mensagens alertam sobre como a COVID-19, doença causada pelo SARS-CoV-2, se manifesta. A mensagem avisa que, “se você tiver febre e tosse ou falta de ar e sentir o agravamento dos sintomas, ligue 136 ou acesse https://coronavirus.saude.gov.br/”. O envio das mensagens não têm custo para o usuário, ficando a cargo das operadoras. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Além dos vários outros meios de comunicação sobre a COVID-19 e o novo coronavírus, o disparo de SMS para os usuários é importante, pois é mais uma maneira de fazer com que todos fiquem o mais informado possível diante da pandemia. O Ministério da Saúde desenvolveu um app para informar à população sobre a doença. O Canaltech está com uma cobertura completa, incluindo boletins diários com os números de infectados. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Você no Globo Rural: mande vídeos com perguntas sobre o coronavírus; veja como participar

G1 Economia Tem dúvidas sobre os riscos da Covid-19 no dia-a-dia do campo? Mande a sua gravação e participe. Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters Você tem dúvidas sobre os riscos do coronavírus no dia-a-dia do campo? Mande a sua pergunta em vídeo para o Globo Rural e participe do programa. Importante: grave com o celular deitado, na posição horizontal. Para mandar sua gravação, clique aqui. A sua pergunta pode ser respondida e, ainda, ajudar a esclarecer outras pessoas. Participe! Veja Mais

Em live, Linkin Park irá comentar vídeo inédito de show da banda em 2001

R7 - Música Membros estão celebrando os 20 anos de lançamento do disco "Hybrid Theory" Veja Mais

Vermes do sushi aumentaram 283 vezes desde os anos 1980

Vermes do sushi aumentaram 283 vezes desde os anos 1980

Tecmundo Tem gente que não dispensa uma boa comida japonesa à base de peixe cru, porém, uma notícia pode desagradar: atualmente, o sushi possui 283 mais parasitas do que na década de 1980. A constatação foi de pesquisadores da Universidade de Washington, nos EUA, que encontraram uma concentração mais elevada do Anisakis, popularmente conhecido como verme de arenque e verme do sushi, em comparação a 40 anos atrás.Foram analisados dados de diferentes regiões e épocas, para se chegar à concentração de Anisakis durante o passar dos anos. “Este estudo aproveita o poder de muitas pesquisas juntas para mostrar uma imagem global de mudança em um período de quase 4 décadas", diz a professora Chelsea Wood, da Escola de Ciências Aquáticas e da Pesca da Universidade de Washington.Leia mais... Veja Mais

Supernova de 1987 era uma supergigante azul formada pela fusão de duas estrelas

Supernova de 1987 era uma supergigante azul formada pela fusão de duas estrelas

canaltech Pesquisadores sugerem que uma supernova observada no ano de 1987, batizada de SN 1987A e localizada perto da galáxia conhecida como Grande Nuvem de Magalhães, foi formada a partir de uma supergigante azul que, por sua vez, teria sido formada pela fusão de duas estrelas. Atualmente, as supergigantes azuis - uma categoria de estrelas cuja temperatura pode variar entre 20.000 e 50.000 K e massa entre 10 e 50 vezes a massa solar - são consideradas um dos tipos de estrelas mais brilhantes e quentes que existem no universo. Elas ficam atrás apenas das supergigantes vermelhas, mas estas têm uma superfície mais fria que as azuis devido à grande massa e extensão. As supernovas criadas a partir de estrelas supergigantes azuis são chamadas de supernovas assimétricas de colapso do núcleo. No processo, o núcleo sofre deformações devido ao peso gravitacional, e entra em colapso. O que ocorre depois é uma série de reações que desencadeiam uma grandiosa explosão, arrebentando as camadas exteriores da estrela. No caso da supergigante da qual estamos falando, ela teria se formado a partir da fusão de uma estrela supergigante vermelha com uma de sequência principal. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Cerca de 100 mil supernovas explodiram na Via Láctea há 1 bilhão de anos Como e em quanto tempo morreríamos se o Sol se tornasse uma supernova? A estrela Betelgeuse virará uma supernova — mas isso não vai acontecer tão cedo Nada de supernova: o brilho da estrela Betelgeuse voltou ao normal; entenda Anéis em torno da supernova 1987A, com a ejeção da explosão no centro do anel inteiro (Imagem: ESA/Hubble) Pesquisadores têm estudado as consequências dessa explosão desde a descoberta da SN 1987A, na tentativa de descobrir o que deu início a todo esse processo. Já se suspeitava que tudo começou com uma supergigante azul, mas Masaomi Ono, cientista do Laboratório Astrofísico Big Bang de RIKEN, um instituto de pesquisa japonês, afirmou que até então o motivo para isso era um grande mistério. Experimentos anteriores com raios-x e raios gama conseguiram determinar que a velocidade de emissão de níquel do núcleo da estrela durante o colapso teria sido de 4.000 k/m, mas não foram capazes de deduzir o motivo de uma velocidade tão alta. Para este novo estudo, a equipe de Ono fez uma simulação da formação de quatro diferentes supernovas assimétricas de colapso de núcleo, cada uma usando um tipo diferente de estrela como origem da explosão, e os resultados foram comparados com a SN 1987A. O que mais se aproximou da supernova real foi a simulação que usou uma supergigante azul como precursora - nessa simulação, a azul foi formada através da fusão de uma supergigante vermelha e uma estrela de sequência principal, categoria em que o nosso Sol se encaixa, por sinal. Ono afirmou que foi possível replicar com precisão a velocidade de expulsão do níquel calculada nos estudos anteriores. Ou seja, os 4.000 k/m foram confirmados. Outra descoberta da nova pesquisa foi a possível localização da estrela de nêutrons resultante da explosão da supernova, que parece estar a noroeste da região em que materiais foram ejetados durante o evento cósmico de 1987. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento? SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! Veja Mais

Bring Me the Horizon: membros documentam gravação durante isolamento

R7 - Música Em auto-quarentena, BMTH está preparando seu oitavo álbum Veja Mais

Alexandre de Moraes suspende pagamento de parcelas da dívida da Bahia com a União

G1 Economia Ministro atendeu a pedido do estado, que argumentou que combate ao coronavírus terá reflexos na economia e na arrecadação. Estado precisará comprovar investimento no combate ao vírus. Alexandre de Moraes, ministro do STF Rosinei Coutinho/SCO/STF O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira (23) a suspensão do pagamento de parcelas da dívida que o estado da Bahia tem com a União. Moraes atendeu a um pedido do estado, que argumentou que as medidas tomadas contra o novo coronavírus terão impactos na economia e reflexos na arrecadação de impostos. A dívida da Bahia com a União é de R$ 5,3 bilhões. O estado informou que vinha pagando as parcelas no vencimento há 20 anos e pediu para suspender as parcelas entre março e agosto, sem que sejam cobradas multas pela inadimplência e que não haja restrição na transferências de recursos vindos da União. Alexandre de Moraes decidiu também que a Bahia vai precisar comprovar que os valores que terão o pagamento suspenso estão sendo investidos integralmente no custeio de ações de prevenção e combate ao coronavírus. "Em virtude da medida concedida, não poderá a União proceder as medidas decorrentes do descumprimento do referido contrato enquanto vigorar a presente liminar", afirmou o ministro, que também determinou que seja feita uma audiência virtual entre representantes do estado e do governo federal. Dívida de São Paulo Neste domingo (22), o ministro também determinou a suspensão da dívida de São Paulo por seis meses, em um contrato de refinanciamento da dívida do estado com a União. Na decisão, Moraes também determinou que os valores que deixariam de ser pagos temporariamente deveriam ser destinados ao combate ao coronavírus. "Defiro a liminar requerida, para determinar a suspensão por 180 (cento e oitenta dias) do pagamento das parcelas relativas ao Contrato de Consolidação, Assunção e Refinanciamento da dívida pública firmado entre o estado autor e a União, devendo, obrigatoriamente, o estado de São Paulo comprovar que os valores respectivos estão sendo integralmente aplicados na Secretaria de Saúde para o custeio das ações de prevenção, contenção, combate e mitigação à pandemia do coronavírus (Covid-19)", disse Moraes na decisão sobre São Paulo. Veja Mais

Cosan afirma que não fará nenhuma demissão no grupo

G1 Economia Empresa tem cerca de 40 mil funcionários. Em nota, companhia diz que foco é tomar medidas para continuar a operação em meio à crise do coronavírus. A Cosan informou nesta segunda-feira (23), por meio de nota, que não fará nenhum demissão na companhia e nem nas suas empresas controladas (Rumo, Raízen, Comgás e Moove). O grupo emprega cerca de 40 mil pessoas. Por conta da crise do coronavírus, muitas empresas já começaram a demitir funcionários. Coronavírus: veja o que muda na vida do empregado com a MP que altera regras trabalhistas "Estamos focados em tomar as medidas necessárias para a continuidade das atividades de forma remota e presencial, garantindo as ações pertinentes nas áreas de segurança física, de higiene e suporte psicológico", afirmou o presidente do grupo, Marcos Lutz, em comunicado interno. "Os nossos times que precisam estar fora de casa para que todo o resto da população esteja em quarentena estão recebendo todas as orientações e suporte necessários para que estejam seguros e com as condições de trabalho e saúde adequadas", acrescentou. Na nota à imprensa, a companhia reforçou que a manutenção dos empregos tem o objetivo de manter os sistemas logísticos e de energia em funcionamento no país em meio à crise do coronavírus. Raízen é uma das empresas controlada pela Cosan Reprodução/ EPTV Veja Mais

Cidades registram panelaços contra Bolsonaro nesta segunda-feira

Glogo - Ciência Em São Paulo e no Rio pessoas bateram panelas contra o presidente. Cidades brasileiras registraram panelaços contra o presidente Jair Bolsonaro na noite desta segunda-feira (23). São Paulo e Rio tiveram gritos de "fora, Bolsonaro!" a partir das 20h. Foi o sétimo dia consecutivo de manifestações contrárias a Bolsonaro. As primeiras ocorreram na terça-feira (17) da semana passada. Foram ouvidos panelaços em: Rio Moradores do Rio fazem panelaço neste segunda-feira (23) conta o governo Bairro: Botafogo, Copacabana, Humaitá, Leme, Glória, Leme e Tijuca São Paulo Projeção contra Bolsonaro na Pompeia, na Zona Oeste de São Paulo Arquivo pessoal Projeção em prédio na Pompeia, Zona Oeste Arquivo pessoal Bairros: Pinheiros, Vila Madalena, Santa Cecília, Pompeia e Butantã Initial plugin text Veja Mais

Billie Joe do Green Day grava cover direto do seu quarto isolado para o combate ao coronavírus

Billie Joe do Green Day grava cover direto do seu quarto isolado para o combate ao coronavírus

R7 - Música Vagalume Vagalume Billie Joe Armstrong, vocalista do Green Day, gravou direto de seu quarto um cover de Tommy James And The Shondells, "I Think We're Alone Now". Em isolamento para o combate ao coronavírus, o cantor contou para os fãs o que o inspirou a fazer a versão da música. "Queridos amigos, enquanto estamos todos em quarentena, eu tenho refletido sobre as coisas mais importantes na minha vida. Família, amigos e, claro, música. Eu gravei um cover do Tommy Jomes & The Shondells, "I Think We're Alone Now" no meu quarto", escreveu Billie Joe. Junto com a música, o vocalista disponibilizou um vídeo com imagens de arquivo da banda. Veja abaixo:Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

12 séries de TV para recuperar o alto-astral

12 séries de TV para recuperar o alto-astral

Tecmundo Todo mundo tem aquele dia em que precisa assistir alguma coisa que é quase um abraço gostoso. Vale para os tempos de quarentena para se prevenir contra o Coronavírus, por exemplo, mas também para aqueles dias de tristeza e melancolia, em que tudo que a gente quer é o conforto do nosso sofá!Se você ainda não tem a sua próprias séries do coração, aquelas que você já decorou de tanto assistir e que sempre são capazes de te tirar da bad, confira nesta lista algumas dicas de produções que podem ajudá-lo a se sentir melhor e muito bem acompanhado!Leia mais... Veja Mais

EXPEDIENTE FUTEBOL AO VIVO! João Guilherme comanda as últimas do mundo esportivo

EXPEDIENTE FUTEBOL AO VIVO! João Guilherme comanda as últimas do mundo esportivo

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #FOXSports #ExpedienteFutebol Veja Mais

NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes

NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes

canaltech A NASA divulgou um mosaico que revela detalhes inéditos de Bennu, o asteroide de 493 metros de diâmetro que recebe a visita da sonda OSIRIS-REx. A imagem é resultado de nada menos que 2.155 fotografias capturadas pela câmera PolyCam, a bordo da sonda, entre 7 de março e 19 de abril de 2019. Todas essas fotos foram reunidas, corrigidas e colocadas lado a lado para produzir o mosaico. Com 5 cm por pixel, essa é a resolução mais alta na qual um corpo planetário foi mapeado globalmente até hoje. Quando OSIRIS-REx tirou essas fotografias, estava em distâncias que variam de 3,1 a 5 km acima da superfície do asteroide. Essa visão detalhada de Bennu foi usada pela equipe da missão durante o processo de escolha dos locais de coleta das amostras. Foi escolhido o local chamado Nightingale como alvo principal e o Osprey como backup, caso o pouso no Nightingale não dê certo. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- O novo mosaico revena detalhes do Bennu em uma resolução de 5 cm por pixel (Imagem: NASA/Goddard/University of Arizona.) A OSIRIS-REx já está perto de cumprir a etapa da coleta, que deverá ser concluída no final de agosto, depois que alguns testes e ensaios forem concluídos com sucesso. Serão dois ensaios, o primeiro agendado para 15 de abril e o segundo para o mês de junho. Nessas manobras, a sonda chegará mais perto do asteroide e, depois, recuar. Ao executar cada uma dessas manobras, a OSIRIS-REx coletará mais informações sobre o local escolhido para a coleta e treinará seu sistema de navegação e orientação, chamado Natural Feature Tracking (NFT). Se tudo correr bem com os ensaios, a manobra de pouso real será concluída em agosto e, depois, a sonda voltará à Terra com as amostras protegidas em uma cápsula. Para conferir o mosaico na resolução original e com as coordenadas inclusas, acesse o site da missão OSIRIS-REx. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas Amazon Prime Video agora permite até seis perfis com a mesma conta Veja Mais

Coronavírus: veja o que muda na vida do empregado com a MP que altera regras trabalhistas

G1 Economia Texto prevê acordos individuais entre patrões e profissionais acima das leis trabalhistas. A medida provisória publicada pelo governo na noite de domingo (22) altera regras trabalhistas referentes a direitos como férias e FGTS e mexe em pontos como saúde e segurança do trabalho e fiscalização de auditores do trabalho. Essas medidas, segundo a MP, são para enfrentar o estado de calamidade pública em decorrência do novo coronavírus, que já deixou 34 mortos no país. Como se trata de uma medida provisória, o texto passa a valer imediatamente, mas ainda precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional no prazo de até 120 dias para não perder a validade. O governo federal defende a proposta como forma de evitar demissões em massa. A MP estabelece, durante o estado de calamidade pública, medidas para trabalhadores com CLT, incluindo temporários, trabalhador rural e domésticos. Veja as principais: acordos individuais entre patrões e empregados estarão acima das leis trabalhistas ao longo do período de validade da MP para "garantir a permanência do vínculo empregatício", desde que não seja descumprida a Constituição; teletrabalho (home office) sem necessidade de alteração no contrato individual de trabalho; antecipação de férias individuais, notificando o trabalhador com antecedência mínima de 48 horas; concessão de férias coletivas, sem necessidade de comunicação aos sindicatos da categoria; antecipação e aproveitamento de feriados para compensar saldo em banco de horas; compensação de jornada, por meio de banco de horas, em caso de interrupção das atividades – compensação poderá ser feita em até 18 meses, a partir do encerramento da calamidade pública, com prorrogação de jornada em até 2 horas, que não poderá exceder 10 horas diárias; suspensão da obrigatoriedade de realização dos exames médicos ocupacionais, clínicos e complementares, exceto de exames demissionais; suspensão do recolhimento do FGTS pelos empregadores, referente aos meses de março, abril e maio, com vencimento em abril, maio e junho, respectivamente, podendo ser pagos pelo empregador sem juros e multa a partir de julho em 7 parcelas; suspensão de férias para trabalhadores da área de saúde e de serviços considerados essenciais suspensão por 6 meses dos prazos nos processos administrativos que tratam de infração decorrente de não recolhimento de FGTS; casos de contaminação pelo novo coronavírus não serão considerados ocupacionais, exceto se for comprovado que tenha relação com o trabalho; auditores fiscais do trabalho do Ministério da Economia atuarão apenas de maneira orientadora durante um período de 6 meses, exceto em situações como falta de registro de empregado, acidente de trabalho fatal ou trabalho escravo ou infantil Confira abaixo o tira-dúvidas respondido pelos advogados trabalhistas Fernando Almeida Prado, sócio do BFAP Advogados, Milena Pinheiro e Erica Coutinho, sócias do Mauro Menezes & Advogados, Renato Tardioli, sócio do escritório Tardioli Lima Advogados, e Ruslan Stuchi, sócio do escritório Stuchi Advogados: Todas as medidas trabalhistas previstas na MP precisam de acordo entre o empregado e o empregador para entrarem em vigor? De acordo com Milena Pinheiro, nem todas as medidas previstas na MP dependem de concordância do empregado. Por exemplo, a alteração do regime de trabalho presencial para teletrabalho poderá ser efetuada a critério do empregador, bastando o aviso com antecedência mínima de 48 horas. A instituição de banco de horas também independe de concordância do empregado. "De todo o modo, com a sujeição ao acordo individual de trabalho, e não a acordo coletivo, sem amparo das entidades sindicais, os trabalhadores podem se ver coagidos a concordar com as propostas de seus empregadores como forma de preservar seus postos de trabalho", comenta. Se o empregado não concordar com as medidas, o que acontece? Segundo Renato Tardioli, o funcionário não pode se recusar a aceitar as determinações que venham do empregador, que tem o poder de direção do negócio e prerrogativa de tomar as decisões. Fernando Almeida Prado ressalta que, em caso de coação do funcionário, os atos podem ser invalidados na Justiça, até se houver demissão, caso o trabalhador não aceite as condições impostas pela empresa. Esse acordo individual pode passar por cima dos acordos coletivos? Os sindicatos poderão tentar reverter isso na Justiça? Que direitos a Constituição ainda resguarda em meio a essas medidas? Segundo Prado, os acordos firmados de forma individual prevalecerão sobre os acordos coletivos. Embora os sindicatos possam tentar a reversão da situação junto ao Judiciário, ele considera remotas as chances de invalidação das medidas adotadas, considerado o estado de calamidade pública, salvo se houver desrespeito à Constituição. Para Milena Pinheiro, os sindicatos devem tentar reverter os acordos na Justiça. “As alterações prejudiciais via acordo individual não são amparadas pelo nosso ordenamento constitucional trabalhista, que reconhece como direitos dos trabalhadores aqueles que 'visem à melhoria de sua condição social', o que não é o caso das previsões da MP. Além disso, a Constituição prevê que são direitos dos trabalhadores 'o reconhecimento dos acordos e convenções coletivas de trabalho' e até admite redução salarial e flexibilização de jornada, mas mediante negociação coletiva”, explica. Para a advogada, "não se pode colocar frente a frente um trabalhador, individualmente, e um empregador, que detém, nessa relação, o poder econômico, sob pena de desequilíbrio inconstitucional da relação de trabalho". O que muda em relação ao home office? De acordo com Ruslan Stuchi, a medida provisória permite que a modalidade de teletrabalho não precise de contrato entre as partes. Assim, o empregador apenas deverá informar e não precisa de autorização do empregado para implantar essa forma de trabalho. Como regra geral, o home office não implica em controle de jornada. A exceção é quando existe previsão expressa e em sentido contrário por meio de acordo ou convenção coletiva, ressalta Prado. Milena Pinheiro esclarece que, em caso de os trabalhadores terem sua jornada de trabalho efetivamente controlada, poderão ter direito a horas extras. Como ficam as férias? De acordo com Ruslan, a CLT prevê que o empregador deve avisar com antecedência mínima de 30 dias o empregado sobre o período de gozo das férias. Com a MP, o período foi reduzido para 48 horas. O pagamento das férias poderá ser até o quinto dia útil do mês subsequente e o pagamento do 1/3 poderá ser realizado até o pagamento do 13ª salário. De acordo com Fernando Almeida Prado, está permitida ainda a concessão de férias não adquiridas (“futuras”). Um empregado que tem 6 meses de empresa e, portanto, direito adquirido a somente 15 dias, poderá ter férias de 30 dias. Depois de um ano de empresa, o empregado não terá direito às novas férias, que já foram gozadas integralmente. Os trabalhadores que pertençam ao grupo de risco para o novo coronavírus (Covid-19) serão priorizados para o gozo de férias, individuais ou coletivas. Entram nesse grupo os idosos, diabéticos, hipertensos, portadores de insuficiência renal crônica, doença respiratória crônica ou doença cardiovascular. Usualmente as férias devem ser pagas até 48 horas antes de seu início. Com a MP, a empresa poderá efetuar o pagamento das férias no quinto dia útil do mês posterior (mesmo dia em que o empregado receberia o salário correspondente se tivesse trabalhado). Caso o empregado tenha férias e ainda assim seja dispensado, a empresa deverá pagar as férias junto com a rescisão, e não somente no quinto dia útil do mês subsequente às férias. Nessa hipótese, o pagamento relativo às férias vencidas e proporcionais, deve ser realizado em até 10 dias após o comunicado da dispensa. Como fica a antecipação dos feriados? Érica Coutinho explica que o aproveitamento dos feriados religiosos, como Natal, Páscoa e Corpus Christi, dependerá da concordância do empregado em acordo individual escrito. Os feriados não religiosos poderão ser adiantados pelos empregadores, de forma unilateral, bastando a notificação por escrito destinada ao empregado e indicação discriminada dos feriados aproveitados. O que muda em relação ao banco de horas? A MP alterou o prazo para ser compensado ou usufruído, sendo estendido de 6 meses para 18 meses, lembrando que o tempo que o empregado trabalhará na compensação não poderá ser superior a 2 horas diárias, sob pena de invalidade do banco de horas, sendo que este acordo poderá ser feito de forma individual entre as partes, não necessitando de acordo coletivo com o sindicato, explica Ruslan. Vou deixar de receber meu FGTS? Não, o pagamento do FGTS poderá ser adiado. Assim, o recolhimento do FGTS de competência de março, abril, maio serão suspensos podendo ser pagos pelo empregador sem juros e multa a partir de julho, em parcelas, explica Ruslan. Érica Coutinho ressalta que o prazo prescricional para cobrança de valores referentes ao FGTS é de cinco anos. A MP suspende o prazo por 120 dias. Isso significa que fica postergado o prazo final para que se reclame depósitos de valores na conta vinculada. A intenção é que, durante o período de pandemia, não haja corrida ao Judiciário para buscar pagamento dos valores. A MP determina que a Covid-19 não é doença ocupacional. Qual a consequência disso? Segundo Érica Coutinho, a principal consequência é que o ônus de comprovação de que a Covid-19 decorreu das atividades do trabalho ficará inteiramente a cargo do empregado. “Ele deverá provar que adoeceu por causa de conduta empresarial, o que é especialmente difícil em tempos de pandemia. Ao afastar a caracterização da doença como ocupacional, a MP mitiga, por exemplo, condutas empresariais negligentes”, diz. Ela cita como medidas negligentes o não afastamento de grupo de risco das atividades, a ausência de adoção de medidas capazes de garantir maior higienização das mãos e dos locais de trabalho e a dispensa de empregados que apresentam sintomas da Covid-19. Para Prado, tal presunção pode ser derrubada caso se comprove a vinculação da doença com o trabalho, como por exemplo o profissional da saúde que comprove ter trabalhado em contato com doentes. Segundo ele, na hipótese de comprovação de que o contágio ocorreu dentro das dependências da empresa e por negligência dela, é possível a responsabilização do empregador pelos danos causados e a obrigação em estabilidade no emprego por 12 meses após o retorno do empregado às atividades. Temporários, rurais e domésticos também serão afetados? Segundo Prado, a medida provisória será aplicada para os contratos de trabalho temporários, de trabalhadores rurais e domésticos, dentro da razoabilidade e possibilidade de continuidade da prestação de serviços, já que, para as duas últimas modalidades contratuais, não é possível o desenvolvimento das atividades de forma remota. Para os trabalhadores domésticos, a prática se limita à possibilidade de compensação da jornada de trabalho após instituição de banco de horas e concessão de férias individuais. Initial plugin text Veja Mais

Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento?

Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento?

canaltech Um dos itens que têm se tornado escassos durante o isolamento social nesses tempos de prevenção contra a pandemia global do novo coronavírus (SARS-CoV-2) é o papel higiênico. Especialistas dizem que o “panic buying”, a compra irracional de itens básicos em momentos de crise, desta vez está relacionada ao “nojo” e à necessidade de limpeza constante, por isso, os rolos estão sumindo das prateleiras. Agora, graças à internet e a tecnologia, você não precisa sair por aí estocando grandes quantidades: dois utilitários online fazem as contas do quanto é necessário para sobreviver à quarentena. O How Much Toilet Paper é uma ferramenta disponível no próprio navegador, que permite estimar quantas unidades de papel higiênico você vai precisar enquanto estiver recluso. Para isso, basta acessar o site e digitar a quantidade de rolos que ainda tem no armário e o número médio de visitas diárias ao banheiro. O site faz a contas e exibe quantos dias seu estoque vai durar. Imagem: Reprodução/How Much Toilet Paper Mas vale destacar um aspecto: a quantidade apontada pela página pressupõe um período de quarentena de 14 dias, uma média de cinco “limpadas” com dois recortes de papel por visita, em um rolo com 160 folhas. Como a utilização e as características de cada produto podem mudar, é possível alterar essas referências para cálculo nas configurações avançadas da ferramenta — justamente para que possa ajustá-la aos seus hábitos. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Se ainda assim você achar que o site não é tão preciso quanto às suas necessidades, há um outro que faz isso, o Got Paper?. O funcionamento é semelhante, mas com algumas opções a mais. Nessa página, é preciso selecionar quantas vezes o banheiro é utilizado para as fezes, incluindo o número de “limpadas” e os recortes de papel por visita. A página também pede o preenchimento do uso de papel higiênico para o xixi e para eventuais “extras” — como, de repente, o uso dos rolos para a limpeza de outras partes do corpo ou objetos. Imagem: Reprodução/Got Paper? Nessa ferramenta é possível incluir o número de pessoas, o tamanho do rolo e o tempo de quarentena, tudo no próprio navegador — e, para os moradores nos Estados Unidos, há até um botão direto para comprar na Amazon. Bem, embora pareça brincadeira ou talvez não mostre com total precisão o quanto você realmente deve utilizar, esses sites podem ajudar a manter os ânimos e evitar a correria que estamos vendo em supermercados em busca desse item. Afinal, manter os produtos nas prateleiras para todos não somente disponibiliza o papel higiênico para as necessidades da população, como também evita a alta descontrolada dos preços. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x Veja Mais

'Má interpretação' fez Bolsonaro revogar dispositivo que permitia suspender salários, diz secretário

G1 Economia Presidente editou MP neste domingo que, entre outros pontos, permitia suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses; trecho foi revogado nesta segunda. Segundo Bruno Bianco, nova medida será editada. O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Bruno Bianco, afirmou nesta segunda-feira (23) que o presidente Jair Bolsonaro decidiu revogar o trecho da medida provisória que previa a suspensão dos contratos de trabalho por 4 meses em razão da "má interpretação" sobre o tema. A MP foi editada neste domingo (22) e, nesta segunda, Bolsonaro informou que havia determinado a revogação do dispositivo sobre os contratos. O anúncio da revogação foi feito em meio às críticas ao conteúdo da MP por parte do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), de partidos políticos e de entidades. "O presidente [Bolsonaro] pediu que suspendêssemos o artigo porque houve uma má interpretação. Na minha opinião, o presidente está correto. As pessoas estavam entendendo que não haveria contra-prestação por parte do empregador. Não era isso, haveria contra-prestação por parte do empregador", afirmou Bruno Bianco. "De fato, houve uma interpretação equivocada e, diante dessa interpretação equivocada, e do descasamento de medidas, o presidente entendeu por bem a revogação do dispositivo e que nós pensássemos na próxima MP, a orçamentária, num outro dispositivo, que já trouxesse as duas coisas: possibilidade de suspensão e contra-prestação por parte do empregador", completou o secretário. Bruno Bianco deu as declarações em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto, da qual participaram alguns ministros, entre os quais Luiz Henrique Mandetta (Saúde) e Walter Souza Braga Netto (Casa Civil). Antes da entrevista coletiva, o presidente Bolsonaro fez um pronunciamento à imprensa. Na declaração, detalhou o pacote de medidas econômicas para estados e municípios enfrentarem a crise na economia provocada pelo coronavírus. Initial plugin text Veja Mais

Para Maia, combate ao coronavírus é a prioridade

Para Maia, combate ao coronavírus é a prioridade

Câmana dos Deputados Em uma live promovida pelo banco BTG Pactual, o presidente da Câmara Rodrigo Maia falou sobre as medidas emergenciais para combater o coronavírus no Brasil. Maia debateu o cenário político- econômico atual com jornalistas e especialistas do mercado financeiro. Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados #RodrigoMaia #Coronavírus Veja Mais

SAS libera mais de 100 cursos online de análise de dados

SAS libera mais de 100 cursos online de análise de dados

canaltech O SAS anunciou que irá liberar por 30 dias a sua plataforma de cursos online com o objetivo de capacitar profissionais e pessoas interessadas no uso de técnicas e ferramentas de análise de dados. A plataforma traz aprendizagem em analytics, gestão de dados e outras competências de negócios Para ter acesso aos cursos disponíveis, o interessado deve realizar um cadastro por meio do link, que dará acesso à plataforma educacional e aos cursos. São mais de 100 opções de aulas online e sob demanda, ou seja, os alunos poderão acompanhar quando e quantas vezes quiserem. Vale lembrar que os cursos são disponibilizados em inglês. Entre os programas disponíveis estão conteúdos recentes sobre data science, curadoria de dados, advanced analytics, inteligência artificial, machine learning, deep learning e gestão de fraudes, além de diversos cursos voltados para as plataformas SAS, como Viya, Visual Analytics, Dashboarding, etc. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Os alunos terão a oportunidade de aprender a extrair insights dos dados analisados e traduzir tais ideias para o ambiente de negócios, fazendo uso das mais avançadas ferramentas de exploração e visualização de dados do mercado. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Pandemia: deputado quer proibir bancos de cobrar tarifa de cheque especial

O Tempo - Política Em documento enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes, é pedido que medida dure enquanto a pandemia do novo coronavírus persistir no país Veja Mais

Mudança climática: degelo na Antártica e Groenlândia está 6x maior

Mudança climática: degelo na Antártica e Groenlândia está 6x maior

Tecmundo O medo do degelo acelerado e aumento do nível dos mares ganhou mais um capítulo: segundo a NASA, o processo está 6 vezes mais rápido do que nos anos 1990. As medições foram feitas por 12 satélites, que monitoraram as regiões da Antártica e da Groenlândia. Se continuar nesse ritmo, a pior previsão do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) irá se concretizar, com estimativa de aumento dos mares em 17 cm até 2100.A pesquisa foi tocada por 89 cientistas de 50 organizações internacionais diferentes. De acordo com as medições, Antártica e Groenlândia juntas perderam 475 bilhões de toneladas de gelo por ano durante a década de 2010 – um salto gigantesco em comparação aos 81 bilhões anuais dos anos 1990. Somado tudo o que já perdeu, desde o começo das medições há 3 décadas, ambas as regiões diminuíram em 6,4 trilhões de toneladas de gelo, fazendo o nível do mar aumentar em 17,8 mm.Leia mais... Veja Mais

Exame de coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus de SP dá positivo

O Tempo - Política O governador João Doria informou pelo Twitter o diagnóstico do médico infectologista David Uip, e disse que também fará o teste Veja Mais

São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

São Paulo em Quarentena | O que abre e fecha e o que você não pode fazer

canaltech De acordo com o balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (23), o número de novos casos confirmados com o novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil subiu para 1.891, com 34 mortes, dos quais 30 vieram a óbito por conta da COVID-19 no estado de São Paulo. Com isso, a prefeitura da capital paulista e o governo estadual adotaram novas medidas para conter o avanço da pandemia na região. Na quarta-feira passada (18), o prefeito Bruno Covas (PSDB) já havia assinado decreto determinando o fechamento do comércio, entre a sexta-feira (20) e 5 de abril. No sábado (21), o governador João Dória (PSDB) determinou quarentena de 15 dias, com início na terça-feira (24) até o dia 7 de abril — e isso envolve todos os 645 municípios do estado de São Paulo. Somente podem funcionar os serviços considerados essenciais, listados em decreto federal publicado pelo Diário da União na última sexta-feira. Entre as categorias estão supermercados, farmácias, hospitais, segurança pública e privada, internet e telecomunicações, entre outros. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Como fica o funcionamento na capital paulista? A partir desta terça-feira (24), os serviços em São Paulo ficam desta forma: Educação: escolas estaduais, municipais e particulares fechadas. A Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual Paulista (Unesp), a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) também suspenderam aulas; Comércio: fechado em toda a capital. As exceções são supermercados, padarias, feiras livres, farmácias, postos de gasolina, lojas de conveniência, lanchonetes e lojas de produtos para animais; Transporte público: na capital, ônibus, metrô e trens da CPMT funcionam normalmente, menos o serviço Expresso Turístico, cancelado por tempo indeterminado. No ABC, as sete cidades suspenderam o transporte público municipal, de forma gradativa até 28 de março e total e por tempo indeterminado, a partir de 29 de março; Postos da SPTrans: a partir do dia 23 de março, o atendimento nos terminais de ônibus será das 6h às 22h, de segunda a segunda, para que haja menor circulação dos funcionários e escala de trabalho; Rodízio de veículos: suspenso por tempo indeterminado desde terça-feira passada (17); Saúde: profissionais tiveram férias suspensas até o dia 15 de maio e são esperados mais 1 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no estado, dos quais 600 serão montados na capital e o restante em outras cidades. Na capital, também há previsão de mais unidades básicas de saúde; Bancos e lotéricas: abertos; Coleta de lixo domiciliar e limpeza pública: serviços poderão sofrer atraso e a prioridade será a coleta de lixo hospitalar e residencial. Pode haver diminuição no recolhimento em estúdios de tatuagem, pet shops e clínicas odontológicas. O lixo reciclável pode ser colocado diretamente pela pessoa em caçamba ou entregue em ponto de coleta; Shoppings: todas as unidades da capital fecham e nesses estabelecimentos funcionarão apenas supermercados, farmácias e laboratórios de análises clínicas; Igrejas e cultos religiosos: todos os eventos, independente de religião, foram proibidos pela Justiça em todo o estado e não podem ser realizados a partir desta segunda (23); Eventos culturais: suspensos. O Sesc São Paulo anunciou fechamento das portas das unidades até 31 de março. A Parada LGBT, prevista para 14 de junho, foi adiada para novembro. Mutirões: mutirão do Emprego, na Lapa, foi cancelado. Feirão Limpa Nome acontecerá online; Presídios: a Secretaria Estadual da Administração Penitenciária (SAP) proibiu a visita de crianças, adolescentes e de pessoas acima de 60 anos a presos de todas as 176 unidades prisionais do estado de São Paulo. A medida já está valendo desde sábado (21), com visitas das 8h às 16h, aos sábados e domingos. Pelas novas regras, cada preso poderá receber apenas um visitante por fim de semana. Visitantes com sintomas de enfermidade não podem entrar nas unidades; Centro de Referência do Idoso: fechados; Câmara Municipal de São Paulo: desde a segunda passada (16), o acesso ao Palácio Anchieta ficou restrito apenas a vereadores, funcionários e fornecedores. As atividades legislativas foram mantidas, mas estão suspensos eventos coletivos, como sessões solenes, reuniões de lideranças partidárias e visitação institucional; Defensoria Pública: desde a sexta-feira da outra semana (13), o atendimento presencial só vem sendo realizado para casos urgentes (critério pode ser consultado no site da Defensoria Pública do Estado de São Paulo), que impliquem risco de perecimento de direitos. Integrantes do órgão continuam presentes nos prédios, mas o fornecimento de informações acontece por meios telefônicos ou digitais; Justiça do Trabalho: o Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2) divulgou que o acesso às salas de audiência, de julgamento e ao plenário deve ficar restrito às partes e seus advogados e que o público deve recorrer ao atendimento virtual, por telefone ou por e-mail, e comparecer aos fóruns quando estritamente necessário; Polícia Federal: novo procedimento desde a segunda passada (16), incluindo o atendimento de imigrantes que buscam regularização na sede da Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, na Lapa, Zona Oeste da cidade. Os serviços afetados são registro de imigrantes, autorizações de residência, naturalização, solicitação de refúgio e solicitações relacionadas à Carteira de Registro Nacional Migratório, como retirada, renovação, troca, segunda via e outras informações; Praias: restrição total de acesso à faixa de areia na Baixada Santista, incluindo barracas, cadeiras, guarda-sol e ambulantes na orla desde sexta-feira (20), por tempo indeterminado. E nos outros municípios do estado? O Decreto 64.881, assinado pelo governador João Doria (PSDB), recomenda que a circulação de pessoas em todo o estado de São Paulo se limite às necessidades imediatas de alimentação, cuidados de saúde e exercício de atividades essenciais. Estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços em geral devem paralisar suas atividades. Ficam fechadas casas noturnas, shoppings, galerias comerciais, academias de ginástica. Bares, restaurantes, padarias, cafés, lanchonetes, açougues, hipermercados, supermercados só abrem para pedidos por telefone, serviços de entrega ou coleta (como em drive thru) — mas fica vetado o consumo no local. Atividades essenciais permanecerão em pleno funcionamento, o que inclui serviços de saúde, como hospitais, clínicas (inclusive odontológicas), farmácias; além de lavanderias, serviços de limpeza, manutenção e zeladoria; hotéis e segurança privada. Imagem: Reprodução/Rede Brasil Atual Serviços de abastecimento como transportadoras, postos de combustíveis e derivados, armazéns, oficinas de veículos automotores e bancas de jornal também continuam funcionando, assim como transporte público, táxis, aplicativos de transporte, serviços de call center, pet shops. Está autorizada a manutenção dos serviços dos meios de comunicação executados por empresas jornalísticas e de radiodifusão sonora e de sons e imagens. A quarentena não afeta o funcionamento das indústrias, assim como bancos, lotéricas e correspondentes bancários. Impacto será grande para os pequenos Embora o funcionamento de restaurantes e bares fique limitada, uma opção para continuar mantendo as vendas é o delivery, que deve aumentar bastante durante os 15 dias de quarentena em todo o estado. Contudo, muitos donos de estabelecimentos estão preocupados, especialmente os de menor porte ou sem experiência de entrega. Por conta da demanda na entrega em domicílio, algumas redes de supermercados tiveram que suspender o serviço ou ampliar o prazo de envio dos produtos até a casa do consumidor. Alguns restaurantes menores, que servem a self-service, por exemplo, fecharão as portas por tempo indeterminado. O aluguel é a grande preocupação do setor, que tenta negociar com a administração pública medidas de isenção fiscal e novas linhas de crédito. Os comerciantes também vêm tentando explorar mais as plataformas digitais, como vaquinhas coletivas que oferecem pacotes especiais ou pedem por doações; e interações com o público, seja com marketing digital ou com engajamento na web, para manter os clientes conectados. Com a queda do faturamento alguns empresários estão dispensando funcionários, como cozinheiros, e as comidas e produtos que podem vencer vêm sendo divididos entre as equipes. Comerciantes de outros setores, como o de distribuição de itens de papelaria e informática ou de livros e revistas, também vêm sofrendo o impacto, pois os pedidos de entregas para esses produtos são muito baixos. Punição O cumprimento da quarentena será fiscalizado pelo próprio governo estadual e pelas prefeituras. O decreto diz que a Secretaria da Segurança Pública será a responsável pela punição nos casos de descumprimento. Se as infrações não forem enquadradas em crimes mais graves, serão normalmente tratadas de acordo com os artigos 268 e 330 do Código Penal, que preveem, respectivamente: Infração de medida sanitária preventiva, com detenção de um mês a um ano, além de multa; Desobediência a ordem de funcionário público, com detenção de 15 dias a seis meses, também com multa; As aglomerações e festas ao ar livre são consideradas ilegais e deverão ser coibidas pela Polícia Militar, não apenas na Grande São Paulo, mas também no interior e no litoral. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: NASA divulga fotografia do asteroide Bennu em detalhes sem precedentes Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19 Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Calculadoras online: de quanto papel higiênico você precisa no isolamento? SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! Veja Mais

Bichos, plantas e Punk: Rita Lee dá dicas para superar a quarentena

R7 - Música Cantora icônica está isolada há 8 anos e sabe bastante do assunto Veja Mais

A lista dos 10 filmes mais pirateados da semana (23/03/2020)

A lista dos 10 filmes mais pirateados da semana (23/03/2020)

Tecmundo A pandemia do novo Coronavírus também teve reflexos na tradicional lista dos filmes mais pirateados da semana, divulgada pelo TorrentFreak. Com todo mundo de quarentena em casa e preocupado com a saúde, produções com temática parecida ao que estamos vivendo no momento têm sido bastante procuradas pelos internautas, fazendo títulos antigos ficarem novamente em evidência.Um dos longas que se enquadra nesta situação é Contágio, lançado em 2011, que já apareceu na edição anterior, na oitava posição, e agora está em nono lugar. Recheado de estrelas como Bryan Cranston, Marion Cottilard, Matt Damon, Kate Winslet, Laurence Fishburne e Gwyneth Paltrow, o filme mostra como um vírus letal se espalha rapidamente e faz a sociedade desmoronar, enquanto os pesquisadores iniciam a busca pela cura.Leia mais... Veja Mais

CT News - 23/03/2020 (Correios suspendem alguns serviços devido à COVID-19)

CT News - 23/03/2020 (Correios suspendem alguns serviços devido à COVID-19)

canaltech No episódio de hoje do CT News em podcast: COVID-19: Correios suspendem alguns serviços e anunciam medidas de prevenção; Supercomputador da IBM indica possíveis tratamentos para a COVID-19; fora do ar, The Pirate Bay está passando por grande reformulação e mais. Ouça ao podcast. Veja Mais

A VOZ DO BRASIL | 23/03/2020

A VOZ DO BRASIL | 23/03/2020

Câmana dos Deputados Conheça nossos termos de uso: https://www.camara.leg.br/tv/562840-termos-de-uso/ Siga-nos também nas redes sociais: http://www.facebook.com/camaradeputados http://www.twitter.com/camaradeputados Conheça nossos canais de participação: http://www2.camara.leg.br/participacao/saiba-como-participar/institucional/canais #CâmaraDosDeputados Veja Mais

Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19

Infectologista chefe de contingenciamento em SP testa positivo para COVID-19

canaltech Diante da epidemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Brasil, é o estado de São Paulo que apresenta o maior número de casos. Até o momento, 30 pacientes diagnosticados com a COVID-19 já foram a óbito e o estado também registra 745 casos confirmados — incluindo o médico infectologista David Uip, de 67 anos, que é coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus do governo de São Paulo. Infectologista Davi Uip, membro da equipe do governador Dória, testa positivo para o novo coronavírus (Foto: Reprodução/ Estado de São Paulo)Caption Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Hoje (23) o profissional da saúde testou positivo para o novo coronavírus. A partir do resultado clínico, Uip ficará, pelos próximos 14 dias, em isolamento, dentro de casa. "Acabo de saber que meu exame deu positivo. Estou bem, febre baixa, tosse e repouso. Ficarei em quarentena por 14 dias. Espero voltar rápido as minhas atividades. Agradeço a solidariedade. Obrigado", afirma o coordernador. Informo que o resultado do exame do Dr Davi Uip, Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, deu positivo para COVID-19. Ele está isolado, passa bem e permanecerá em sua residência. Há pouco me submeti ao teste e, assim que obtiver o resultado, divulgarei. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- — João Doria (@jdoriajr) March 23, 2020 Em comunicado via Twitter, o governador do estado de São Paulo João Dória comentou a situação: "Informo que o resultado do exame do Dr Davi Uip, Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, deu positivo para COVID-19. Ele está isolado, passa bem e permanecerá em sua residência. Há pouco me submeti ao teste e, assim que obtiver o resultado, divulgarei". Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Diagnóstico De acordo com a secretaria estadual de Saúde de São Paulo para o G1, David Uip acordou com sintomas de febre e tosse, hoje (23). Por conta do cargo que ocupa no Centro de Contingência do Coronavírus, Uip realizou os exames no Hospital Sírio-Libanês, no bairro da Bela Vista, em São Paulo. "Estou muito bem. Sinto ainda um pouquinho de febre, de vez em quando tusso um pouquinho. Pode ser o coronavírus, ou qualquer outro. Por precaução, em cima daquilo que estamos falando, eu estou isolado. E se o exame for positivo, eu manterei a quarentena como qualquer outra pessoa. Se for negativo e eu estiver bem, voltaremos ao nosso trabalho. Mas estou muito bem, obrigado. Agradeço o carinho e a preocupação de todos", comunica Uip. Hidroxicloroquina e azitromicina já são usadas no Brasil contra a COVID-19 O médico infectologista David Everson Uip é ex-diretor-executivo do Instituto do Coração (Incor) de São Paulo da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, desde fevereiro de 2009. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas Amazon Prime Video agora permite até seis perfis com a mesma conta Veja Mais

Prefeitos resgatam ideia de realizar todas as eleições em um único ano

O Tempo - Política Políticos e dirigentes partidários defendem adiamento do pleito de 2020 devido ao avanço do coronavírus Veja Mais

Ajuda aos estados: representante dos secretários de Fazenda aprova pacote, mas pede novas medidas

G1 Economia Governo anunciou pacote de R$ 88,2 bilhões aos estados para combate ao coronavírus. 'Atende alguns itens, mas outros ficaram de fora', diz presidente do comitê de secretários. O presidente do Comitê Nacional de Secretários de Fazenda (Comsefaz), Rafael Fonteles, afirmou nesta segunda-feira (23) que o pacote anunciado pelo governo de auxílio aos estados, relacionado à pandemia do coronavírus, contém medidas positivas, mas nem todos os pleitos dos governos estaduais foram atendidos. Após reunião com governadores, o presidente Jair Bolsonaro anunciou um plano de R$ 85,8 bilhões – mais tarde, o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, informou que o montante chega a R$ 88,2 bilhões – para fortalecer estados e os municípios no enfrentamento da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. "Atende alguns itens [solicitados pelos estados] integralmente, mas outros ficaram de fora", declarou ao G1. Segundo Fonteles, que é secretário da Fazenda do Piauí, o governo atendeu o pedido dos estados de destinar mais recursos para ações em saúde. Foram solicitados R$ 5 bilhões pelos próximos três meses. O governo federal se comprometeu a enviar R$ 8 bilhões para a área de saúde. Bolsonaro anuncia plano de R$ 85,8 bi a estados e municípios Fonteles disse que também foi atendido o pedido de suspensão no pagamento das dívidas estaduais com a União e bancos federais, em valores de R$ 10 bilhões e de R$ 12 bilhões, respectivamente, pelos próximos seis meses. Entretanto, disse que o pedido de suspensão da dívida com instituições de crédito internacionais, como o Banco Mundial e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) ainda não foi atendido. "Eles ficaram de analisar a possibilidade com as instituições", declarou. O valor seria superior a R$ 10 bilhões também em seis meses, estimou. O presidente do Comsefaz também se mostrou satisfeito com a recomposição de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundo de Participação dos Estados (FPE) no valor de R$ 16 bilhões, anunciado pela área econômica para os próximos meses. Mas, segundo ele, esse valor não é suficiente para fazer frente à perda de arrecadação do estados. Para Rafael Fonteles, esse valor atende "parcialmente" ao pleito dos estados de R$ 14 bilhões por mês buscado pelos estados. Para o presidente do Comsefaz, o principal pedido que ficou de fora é a possibilidade de "secutirização" das dívidas bancárias dos estados – a conversão de empréstimo e outros ativos em títulos, a serem vendidos a investidores. Esse tipo de operação, segundo ele, aumentaria as "possibilidades de captação [de recursos] porque os estados poderão vender as dívidas. Pode gerar novas operações que vão reforçar os investimentos. É um dos pleitos", declarou. Ele também explicou que, dos R$ 40 bilhões em crédito aos estados, anunciados pela área econômica, R$ 10 bilhões irão para os estados do regime de recuperação fiscal – atualmente só o Rio de Janeiro está no programa, mas Minas Gerais e Rio Grande do Sul estão em negociação –, R$ 10 bilhões para os estados que seriam beneficiados com o Plano Mansueto e outros R$ 20 bilhões para renegociação e reestruturação de dívidas estaduais. Initial plugin text Veja Mais

Coronavírus: como nasce e se espalha um boato

G1 Economia A BBC rastreou o caminho do boato do 'Tio com mestrado', que cruzou fronteiras com desinformação sobre a covid-19. BBC mostra como nasce, se espalha e se transforma um boato. BBC Em meio à pandemia de coronavírus, a BBC rastreou mais uma coisa que cruzou fronteiras e se alastrou rapidamente pelo mundo: um entre os muitos boatos e informações equivocadas que estão circulando pela internet. Coronavírus: perguntas e respostas Veja o que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus Trata-se do boato apelidado de "Tio com mestrado" ("Uncle with master's degree", em inglês), que viralizou no perfil de Facebook de um britânico de 84 anos e chegou ao Instagram de um apresentador de TV em Gana, passando por grupos de católicos indianos e fóruns dedicados a discutir o coronavírus. Este é apenas um dos vários boatos e notícias falsas circulando sobre o coronavírus — e eles reproduzem desde dicas de saúde desonestas a especulações sobre planos do governo. À primeira vista, o boato do "Tio com mestrado" tem uma aparência legítima, pois as informações são atribuídas a uma fonte supostamente confiável: um médico experiente com ótima formação. 'Post zero' A versão mais antiga em inglês deste boato que encontramos foi postada por uma usuária do Facebook em 7 de fevereiro em um grupo chamado Happy People, que tem quase 2.000 membros. A autora do post compartilhou informações atribuídas ao tio "do meu colega de classe, que fez mestrado e trabalha no Hospital de Shenzhen (na China)." "Ele está sendo transferido para estudar o vírus da pneumonia de Wuhan. Ele acabou de me ligar e sugerir que eu contasse algumas coisas para meus amigos..." As dicas que se seguem são enganosas ou erradas. Diz-se, por exemplo, que uma pessoa não fica doente com o vírus caso tenha coriza. Dedicadas à checagem de fatos, as organizações Full Fact e Snopes, citando fontes como os Centros de Controle de Doenças dos EUA (CDC) e publicações da revista médica "The Lancet", afirmaram que o corrimento nasal é incomum mas não impossível em pacientes com coronavírus. O post no grupo Happy People também incentiva as pessoas a "beber mais água quente" e "evitar beber gelo". Atualmente, não há evidências de que essas coisas ajudem a prevenir ou curar o coronavírus. Tentamos entrar em contato com a autora da postagem, mas ela não respondeu. O boato se espalha O conteúdo dessa postagem ganhou força vários dias depois, quando compartilhada por um homem chamado Glen na Índia. Ele compartilhou a postagem em vários grupos diferentes do Facebook, incluindo muitos reunindo católicos indianos. A nova postagem acrescentou coisas ao post original. Embora o novo post mencionasse um tio "que fez mestrado", obviamente Glen não recebeu um telefonema de um tio. O homem dizia que apenas "encaminhou algo que recebeu". Alguns conselhos embasados por recomendações de órgãos competentes, como a importância de se lavar as mãos, foram acrescentados. Mas a nova versão também incluiu algumas informações infundadas. Por exemplo, descrevia em detalhes muito específicos como a doença progride. Os cientistas, no entanto, reconhecem que, hoje, ainda não é possível definir um padrão exato de progressão da covid-19. Os sintomas e a gravidade da infecção pelo novo coronavírus são altamente variáveis. O post viraliza Durante várias semanas, esse boato ficou restrito a um ou outro grupo relativamente menor. Mas em 27 de fevereiro, um dono de uma galeria de arte aposentado de 84 anos o transformou em um viral. O post de Peter era semelhante ao de Glen, mas também incluiu novas informações, muitas erradas e enganosas. A disseminação do post do britânico também chamou a atenção de agências de checagem de fatos, como a Full Fact e Snopes. Por exemplo, uma alegação no post era a de que o vírus "odeia o Sol" — mas não há evidências hoje de que a luz solar mate o novo coronavírus. E há muitos e crescentes casos da doença em países de clima quente e ensolarado, como o Brasil. Outras partes do post eram verdadeiras — como, mais uma vez, a recomendação para lavar as mãos. Peter, que vive no sul da Inglaterra, editou posteriormente as partes enganosas de seu post checadas por agências verificadoras. Mas, até ali, o post já havia sido compartilhado quase 350.000 vezes. Contatado pela BBC, Peter não disse especificamente onde obteve as informações do post, mas disse que confiava em sua fonte na época. "Acreditava que realmente se tratava de um parente desse cientista, um médico que havia fornecido todos esses fatos e números", afirmou em entrevista por telefone. Peter defende que estava tentando ajudar as pessoas a se proteger. "Tento ser o mais factual possível. E, se eu for corrigido, ou se descobrir que disse algo incorretamente, peço desculpas e faço as alterações." O boato passa por mutações Apesar das edições posteriores feitas por Peter após checagens de fatos, sua versão original se espalhou e foi modificada. Algumas foram turbinadas com ainda mais informações enganosas. A suposta fonte das recomendações também mudou. Em algumas versões, o "tio com mestrado" se tornou "membro do conselho do hospital de Stanford"; houve atribuições também a "médicos japoneses" e "especialistas de Taiwan". Os posts citando Stanford — há pelo menos 100 deles apenas no Facebook — se espalharam tão rapidamente que a universidade emitiu uma declaração negando qualquer relação com o conteúdo compartilhado. O boato em novos idiomas O post então foi ainda mais impulsionado — incluindo compartilhamentos por personalidades, como um apresentador de TV ganês e um ator americano, mas também por dezenas de pessoas comuns. Uma internauta americana, April, postou uma versão do boato em um grupo no Facebook chamado Coronavirus Updates ("Atualizações sobre o coronavírus", em tradução livre). Sua postagem atribuía as informações ao "sobrinho de um amigo nas forças armadas". Contactada pela reportagem através do Facebook Messenger, April disse que viu as informações pela primeira vez na postagem de um amigo, mas depois percebeu que "tudo o que ele fez foi copiar e colar, como eu fiz. Parece que a maioria delas é falsa." "Uso o Facebook o dia todo, todos os dias", diz April. "Já encontrei muitas informações úteis... Não assisto às notícias (da imprensa tradicional)." Começa então uma nova etapa da viralização do boato: o post foi traduzido para vários idiomas, incluindo árabe, vietnamita, francês, espanhol e italiano. Mais informações falsas são adicionadas — como o conselho para que se faça um "autoexame" de coronavírus todas as manhãs, prendendo a respiração por mais de 10 segundos. Não há evidências de que isto funcione como um diagnóstico ou indicação sobre a infecção. Tipo de viral: copia e cola Entre os tipos de boatos e notícias falsas, o "Tio com mestrado" pode ser classificado como "copia e cola" — em vez de o usuário usar ferramentas de replicação direta, como "compartilhar" e "retuitar", o material é colado manualmente e às vezes alterado. Isso faz com que cada post pareça autêntico, talvez escrito por alguém que você conhece, aumentando assim as chances de você confiar nele. Como existem muitas postagens "originais", também torna difícil para as redes sociais e as pessoas que as estudam acompanhar exatamente até que ponto essas postagens se espalharam. Sabemos que a única postagem de Peter foi compartilhada centenas de milhares de vezes — mas é uma tarefa colossal, talvez impossível, calcular quantas pessoas viram as variações nascidas a partir do "Tio com mestrado" no Facebook e outras redes sociais. O que o Facebook está fazendo Em relação às postagens que não foram editadas nem tiveram as informações enganosas retiradas, um porta-voz do Facebook afirmou à BBC: "Essas postagens violam nossas políticas e foram removidas". "Estamos trabalhando continuamente para remover desinformação prejudicial sobre o coronavírus", disse o porta-voz. "O Facebook também fez parceria com o NHS (serviço público de saúde britânico) para conectar as pessoas às mais recentes orientações oficiais do NHS sobre o coronavírus — tanto diretamente em seus feeds quanto em pesquisas sobre o assunto". A empresa também está inserindo os textos das postagens em sistemas automatizados para detectar replicações. Gigantes da tecnologia como Facebook, Microsoft, Google, Linkedin, Reddit, Twitter e YouTube se comprometeram publicamente a trabalhar juntos para combater a desinformação sobre a nova doença. Os profissionais especializados na checagem de fatos dizem que todos temos um papel a cumprir — começando por pensar antes de compartilhar. "Pare por um segundo. Dê uma olhada. Veja se você pode descobrir mais informações sobre o assunto", diz Claire Milne, da Full Fact. "Descubra se está correto ou se você está compartilhando algo com seus amigos e familiares que pode ser enganoso e prejudicial." Se a fonte parecer vaga ou a postagem for uma longa lista ou tópico repleto de informações, compare as informações ali contidas com as de fontes conhecidas e confiáveis. Mistura de verdade e bobagem As pessoas que compartilharam o post do "Tio com mestrado" geralmente não são mal intencionadas — muitas vezes, acreditam que estão passando fatos confiáveis à frente. Ou podem não ter certeza sobre a veracidade das informações, mas acreditam que "em todo caso" podem ajudar. Inclusive, é mais fácil ser enganado se houver medo e ansiedade. O post do "Tio" também é uma mistura de verdade e bobagem, o que o torna mais pernicioso e fácil de espalhar. "Quando coisas (falsas) são misturadas com coisas que parecem razoáveis ou verdadeiras, isso confunde as pessoas e, em alguns casos, as leva a pensar que o restante dos conselhos também é legítimo", diz Kasprak, da Snopes. Três perguntas a se fazer antes de compartilhar A fonte da informação parece vaga ou de um amigo de um amigo que você não consegue localizar? Vá fundo na busca de onde a história veio — ou não a compartilhe. Só porque o material foi enviado por alguém em quem você confia, não significa que esta pessoa recebeu informações de alguém que realmente conhece. Todas as informações parecem verdadeiras? Quando há listas longas, é fácil acreditar em tudo, apenas porque um núcleo de conselhos está correto — esse pode ser o caso. O conteúdo desperta emoções — te deixa mais feliz, zangado ou assustado? A desinformação muitas vezes se torna viral porque afeta nossas emoções, então isso é um sinal de que pode não ser verdade. Mais uma vez, procure um pouco mais. Descobertas científicas, conselhos sobre prevenção e medidas públicas virão de fontes confiáveis. Initial plugin text Veja Mais

Mais de 16 mil pessoas já morreram pelo novo coronavírus no mundo

O Tempo - Mundo Desde o início da epidemia, 361.510 casos oficiais foram registrados, em 174 países ou territórios Veja Mais

Fundação de Rihanna faz doação de R$ 25 milhões para o combate ao coronavírus

Fundação de Rihanna faz doação de R$ 25 milhões para o combate ao coronavírus

R7 - Música Vagalume Vagalume Rihanna fez uma doação de US$ 5 milhõs (aproximadamente RS 25 milhões), através de sua Clara Lionel Foundation, para o combate ao coronavírus pelo mundo. O valor foi destinado à Organização Mundial de Saúde (OMS) e grupos de assistência. O site TMZ informou que a quantia será utilizada no abastecimento do estoque de comida em comunidades de risco, para aumentar e acelerar os testes de coronavírus, tratamento médico em países como Haiti e Malawi, levar mais equipamentos de proteção para médicos e funcionários da área de saúde e incentivar o estudo e desenvolvimento de vacinas. Do valor total, US$ 700 mil são para a compra de ventiladores para Barbados, país de origem da cantora. "Nunca foi tão importante ou urgente proteger e preparar comunidades marginalizadas, aquelas que serão atingidas com mais força pela pandemia", disse Justine Lucas, diretora da fundação. A Clara Lionel Foundation foi criada em 2012 por Rihanna e tem como objetivo investir em educação e dar suporte em situações de emergência para vários países.Fonte: Vagalume Veja Mais

COVID-19 | Facebook oferece parceria para governos e organizações de saúde

COVID-19 | Facebook oferece parceria para governos e organizações de saúde

canaltech O Facebook anunciou que oferecerá ajuda para governos e agências sanitárias usarem o Facebook Messenger para divulgar informações sobre a pandemia do novo coronavírus. A iniciativa inclui um programa global para que desenvolvedores auxiliem as agências e governos a usarem o Messenger de maneira eficaz. Entre as soluções listadas pelo Facebook estão a criação de respostas automáticas para perguntas frequentes e na propagação de atualizações e notícias. Coronavírus | OMS usa robô no WhatsApp para enviar informações sobre pandemia WhatsApp lança site para evitar fake news sobre o novo coronavírus Buscas do Google mostram alerta de SOS para o coronavírus Entre as organizações que já utilizam a parceria estão o Ministério da Saúde da Argentina, o Unicef e o Ministério Nacional de Saúde do Paquistão. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Além de disponibilizar desenvolvedores para parcerias, o Facebook anunciou também um hackthon online para utilizar a plataforma do Messenger na criação de soluções de mensagem para enfrentar questões ligadas à atual pandemia, como o distanciamento social e informações sobre a doença. O hackathon incluirá materiais de apoio do Facebook, incluindo tutoriais com especialistas no produto. O vencedor receberá uma mentoria de funcionários da empresa para transformar a solução em produto, além de ingressos com passagem e hospedagem para a F8 2021, a conferência de desenvolvedores do Facebook. Para participar do hackathon é preciso se inscrever na newsletter do Facebook para desenvolvedores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Adiamento das eleições é defendido por mineiros no Congresso

O Tempo - Política O entendimento entre alguns parlamentares é que a pandemia possa prejudicar o pleito para alguns candidatos Veja Mais

Coronavírus: quase 11 mil brasileiros no exterior não conseguem voltar para casa

O Tempo - Mundo O fechamento das fronteiras deixou muitos sem voos, sem poder sair de seus hotéis e sem saber quando poderão retornar Veja Mais

Facebook reduz qualidade de vídeo na América Latina para evitar congestionamento de redes

G1 Economia Medida também havia sido adotada por YouTube, Globoplay e Amazon. Facebook vai reduzir a qualidade dos vídeos na América Latina para reduzir congestionamento de redes Dado Ruvic/Reuters O Facebook vai reduzir qualidade de streaming de vídeo em sua plataforma e no Instagram na América Latina, replicando medidas adotadas para as atividades da empresa na Europa. A medida vem para reduzir congestionamento de dados em uma região que está começando a sentir os efeitos da pandemia do coronavírus. No domingo, o Facebook acompanhou medidas tomadas por Netflix, YouTube, Amazon e Walt Disney no sentido de reduzir congestionamento de dados da internet na Europa uma vez que milhões de pessoas estão com recomendação para não saírem de casa ou em regime de trabalho remoto. No Brasil, o Globoplay e os serviços digitais da Globo também adotaram medida semelhante, para garantir estabilidade do streaming Facebook mobiliza plataformas de mensagens como forma de enfrentar o coronavírus Globoplay adota medida para garantir estabilidade do streaming "Para ajudar a aliviar as redes neste período de alta demanda devido à pandemia de Covid-19, vamos reduzir temporariamente a resolução em bits dos vídeos no Facebook e Instagram na América Latina", afirmou o Facebook em comunicado. "Queremos garantir que as pessoas possam permanecer conectadas...e continuaremos trabalhando com nossos parceiros para administrar qualquer limitação de transmissão de dados", acrescentou a empresa. Questionada sobre planos sobre redução da qualidade do streaming no Brasil, como adotado na Europa, a Netflix afirmou que "vai continuar a trabalhar com os provedores de internet e governos de todo mundo e que vai aplicar estas mudanças em outras regiões, se necessário". Veja Mais

CVC reduzirá jornada de funcionários em 50% a partir de abril

G1 Economia Medida tem o objetivo de garantir "saúde financeira" financeira em meio à forte queda na demanda por viagens gerada pela pandemia de Covid-19. Loja da CVC Brasil Divulgação O maior grupo de turismo do país, CVC, anunciou nesta segunda-feira (23) que vai reduzir a jornada de trabalho de seus funcionários pela metade a partir do início de abril, como parte de plano para garantir sua "saúde financeira" em meio à forte queda na demanda por viagens gerada pela pandemia de Covid-19. A companhia não informou em fato relevante divulgado ao mercado como se dará a remuneração dos funcionários em jornada reduzida. Coronavírus: veja o que muda na vida do empregado com a MP que altera regras trabalhistas Além do corte na jornada, a empresa afirmou que as medidas incluem a suspensão de todos os investimentos em marketing previstos para o ano e que está renegociando "termos e prazos de pagamento" junto a fornecedores. As ações da CVC encerraram nesta segunda-feira em queda de 7,3%. Até semana passada, os papéis da empresa acumulavam queda de cerca de 80% neste ano, em meio ao cancelamento de voos e fechamento de fronteiras, além da disparada recente do dólar. A empresa afirmou que com as medidas anunciadas nesta segunda-feira espera que os gastos recorrentes sejam de cerca de 50 milhões de reais por mês. A companhia citou que possui "um balanço sólido" e que seu caixa no final do ano passado era de 365,4 milhões de reais e que do endividamento total de 1,8 bilhão de reais, 613 milhões vencem em novembro deste ano. Veja Mais

Três dos maiores festivais de Rock do mundo são cancelados oficialmente

R7 - Música 2020 não será ano de Sonic Temple, Epicenter e Welcome To Rockville por conta do Coronavírus Veja Mais

Foxconn já está pronta para retomar produção depois de problemas com coronavírus

Foxconn já está pronta para retomar produção depois de problemas com coronavírus

canaltech Maior montadora de iPhone do mundo, a Foxconn anunciou que já conseguiu preencher todas as vagas para atingir a demanda antes de começar a produção da próxima linha, que deve ser anunciada pela Apple no segundo semestre deste ano. Novo coronavírus: tire suas dúvidas e descubra como se proteger Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Quanto tempo o coronavírus sobrevive no plástico, maçaneta ou papelão? Em um comunicado emitido no sábado, 21, a empresa informou que a meta de contratações conseguiu o número esperado de trabalhadores para “demanda sazonal” em boa parte das fábricas na China. Isso depois de ter ficado com cerca de 50% da força de trabalho durante os meses de fevereiro e boa parte de março, de acordo com o diretor-executivo da companhia, Young Liu, disse a investidores recentemente. A força de trabalho e a produção reduziram em meio ao surto causado pelo novo coronavírus, que começou na China e agora se espalha por todo o mundo, tendo sido classificado como pandemia. Por conta disso, a Foxconn anunciou uma série de medidas para proteger os funcionários, incluindo os testes de mais de 55.000 trabalhadores para verificar a presença do novo coronavírus no sangue, e 40.000 raios-x dos pulmões. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Com a produção retomando o ritmo esperando, a Foxconn acredita que atinge o pico de unidades produzidas por dia antes de julho, para então começar a fabricação dos novos iPhone 12. Enquanto isso, as ações da companhia caíram 4,7% nesta segunda-feira, mais do que a bolsa de Taiwan para dispositivos eletrônicos. O aumento dos casos de COVID-19 nos Estados Unidos e Europa explicam, ao menos em parte, esse baque mais acentuado nas ações da fabricante. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 Coronavírus | Diretor de conteúdo da Netflix fala sobre séries canceladas Amazon Prime Video agora permite até seis perfis com a mesma conta Veja Mais

EUA monitoram aumento de casos no Brasil e não descartam restrição de voos

O Tempo - Mundo Há algumas semanas, estão proibidas todas as chegadas e partidas para a Europa Veja Mais

BB prorroga dívidas de micro e pequenas empresas

G1 Economia Empresas vão poder adiar por dois meses as parcelas dos seus financiamentos junto ao Banco do Brasil. Banco do Brasil de Afrânio Reprodução/ TV Grande Rio O Banco do Brasil (BB) anunciou nesta segunda-feira (23) que micro e pequenas empresas poderão prorrogar o pagamento das próximas duas parcelas de seus financiamentos junto ao banco, em medida para ajudar o segmento a garantir pagamento de funcionários e fornecedores. O banco afirmou que as parcelas prorrogadas serão migradas para o final do cronograma de pagamento das dívidas. A instituição também afirmou que a incidência de juros será diluída ao longo do financiamento. "O objetivo é garantir que as micro e pequenas empresas não necessitem dispor de seus caixas para pagar empréstimos neste momento, liberando recursos para garantir o pagamento de funcionários e fornecedores", afirmou o BB em comunicado à imprensa. O BB anunciou na semana passada reforço de suas linhas de crédito com 100 bilhões de reais, dos quais 24 bilhões de reais serão destinados à pessoa física e 48 bilhões de reais para empresas. Veja Mais

Vinte idosos morrem em casa de repouso na Espanha possivelmente por coronavírus

O Tempo - Mundo País é segundo mais afetado pelo vírus na Europa, com mais de 33.000 casos notificados e cerca de 2.200 mortos Veja Mais

Hospital Albert Einstein vai contratar 1.426 profissionais da saúde para reforçar combate a coronavírus

G1 Economia Serão 509 para o Hospital de campanha no Pacaembu, 195 para unidades de parcerias públicas com a prefeitura e 722 para serviços hospitalares. O Hospital Albert Einstein informou nesta quarta-feira (23), por meio de nota, que fará a contratação de 1.426 profissionais de saúde na cidade de São Paulo, para reforçar a equipe médica na atuação contra a pandemia do novo coronavírus Serão 509 para o Hospital de campanha no Pacaembu, 195 para unidades de parcerias públicas com a prefeitura e 722 para serviços hospitalares, ambulatoriais e diagnóstico das diversas unidades de atuação. As inscrições podem ser feitas aqui. Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença Infografia/G1 Initial plugin text Veja Mais

Cursos de cinema de BH oferecem aulas online em meio à pandemia de coronavírus

O Tempo - Diversão - Magazine Pablo Villaça, Escola Livre de Cinema e Una buscam alternativas para se virar durante momento caótico Veja Mais

Plataforma do Governo reúne produtos e serviços gratuitos durante pandemia

Plataforma do Governo reúne produtos e serviços gratuitos durante pandemia

Tecmundo No último domingo (22), o governo federal lançou uma plataforma chamada Todos por Todos. O site reúne serviços e produtos gratuitos ou liberados como medida emergencial durante o período de combate à pandemia do novo Coronavírus.De acordo com o governo, a proposta é estimular o movimento solidário de empresas, entidades, associações e órgãos públicos, que podem usar a página para divulgar suas ações capazes de beneficiar os cidadãos neste momento de crise.Leia mais... Veja Mais

Telemedicina é regulamentada no Brasil para o combate da COVID-19; o que muda?

Telemedicina é regulamentada no Brasil para o combate da COVID-19; o que muda?

canaltech Com mais de 1.800 casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e 34 óbitos até esta segunda-feira (23), o Conselho Federal de Medicina (CFM) passa a reconhecer e regulamentar o uso da telemedicina, uma antiga demanda de muitos profissionais, para o combate à epidemia da COVID-19 no Brasil. A medida, de caráter temporário e em vigor até o final da crise de saúde pública, chega após pressão de diferentes setores da sociedade por essa facilidade, inclusive do Ministério da Saúde. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, vinha se posicionando a favor o uso da telemedicina no SUS, com foco no combate ao novo coronavírus. Inclusive, afirmou que o governo implementará também um serviço de telemonitoramento para acompanhar os sintomas de pacientes diagnosticados com COVID-19. Para reduzir deslocamento de pacientes com sintomas leves da COVID-19,  modalidades da telemedicina são regulamentadas no Brasil (Foto: Reprodução/ Vix) Com coronavírus e enchentes, home office é a melhor opção para jovens adultos "É uma maneira que estamos discutindo com nossos epidemiologistas e equipes, e deveremos ter uma ferramenta bem inovadora para que todo brasileiro possa receber a chamada e, ao digitar sinais e sintomas, classificarmos o risco e mantê-lo sistematicamente monitorado", explicou Mandetta na semana passada, sobre os procedimentos já usados nos Estados Unidos e na China. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Como fica? Até então a telemedicina era restrita, no Brasil, pela Resolução CFM nº 1.643/2002, que só a permitia em casos específicos e emergenciais, como na emissão de laudos a distância e prestação de suporte diagnóstico ou terapêutico. Agora, durante a crise da COVID-19, uma resolução temporária permite três novos moldes para o funcionamento da telemedicina. Está liberada a teleorientação, medida que permite aos médicos realizarem, remotamente, orientação e encaminhamento de pacientes, em isolamento, para atendimento presencial. Também ocorre a regulamentação do telemonitoramento, o que possibilita o monitoramento de pacientes com suspeita ou casos leves da COVID-19, de forma virtual. Nessa situação, é possível acompanhar a frequência respiratória de um paciente, por exemplo. Além disso, foi oficializada a teleinterconsulta que libera a troca de informações e opiniões entre médicos, de forma remota, auxiliando no diagnóstico de casos. Em comum, todas medidas buscam reduzir os deslocamentos, sejam eles feitos por pacientes ou por médicos. Mesmo assim, é importante ressaltar que a medida não autoriza o teleatendimento, que seria a consulta completa, feita de maneira online. Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Combate ao novo coronavírus Ginecologista e obstetra, Laura Gusman de Miranda é a médica responsável pelo setor de teleorientação do Clude, clube digital de vantagens com foco em saúde e atendimento 24 horas. Por conta da epidemia, a doutora explica que quando um associado aciona o serviço por suspeita da COVID-19, ele passa imediatamente por uma triagem, onde é classificado de acordo com sua categoria, sendo de risco ou não. No caso de baixo risco, o paciente recebe a teleorientação. Quando são identificados sintomas graves, recomenda-se que o paciente busque atendimento presencial. Miranda explica: "Como precisamos que os pacientes fiquem em casa [caso não seja essencial o deslocamento], esta é uma excelente ferramenta e é o momento para seu uso crescer ainda mais na área médica." “Essa medida irá facilitar a situação brasileira [no combate ao novo coronavírus], primeiro porque conseguimos fazer essa orientação com pacientes em áreas remotas ou em caso de dúvidas quanto ao protocolo, como saber se deve procurar ou não atendimento no hospital", afirma Miranda. "Quando o quadro permite, mantemos a pessoa em casa, que é a recomendação atual. Nesses casos, podemos orientar o paciente tanto por telefone quanto por vídeo, além de acompanhar mudanças no caso", orienta a médica, que auxilia muito em dúvidas quanto ao novo coronavírus. Quanto aos desafios com o novo formato de auxílio, que não para de crescer, a obstetra explica que quem "tem preconceito contra a tecnologia é quem não a conhece, porque é um instrumento facilitador. Não é um inimigo do médico, afinal nós já temos há muito tempo, por exemplo, pacientes buscando atendimento via WhatsApp. O que acontece é a regulamentação ou não [do meio utilizado]". A questão dos receios se torna ainda mais secundária, quando se pondera que, nos casos regulamentados, acontece apenas a orientação e acompanhamento do paciente, ou seja, em casos graves, a recomendação segue sendo a consulta presencial. Por essa ótica, "a teleorientação pode ajudar as pessoas a se acalmarem, terem um pouco mais de tranquilidade para enfrentar o novo coronavírus", esclarece Miranda. Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Facilidade no atendimento "Há uma semana comecei a sentir dor de cabeça e a ter congestão nasal, depois veio a dor na garganta. Como tenho filhos pequenos e não tenho com quem deixá-los, além de preferir ficar dentro de casa o máximo possível, vi na teleorientação a saída", conta o paciente Alex Antoniazzi ao acionar os serviços do Clude. Para Antoniazzi, "a telemedicina funciona muito bem para a população, como no meu caso. Precisamos divulgar para a população que existem outras saídas no caso de alguém precisar de um médico". Com a popularização dos smartphones e maior acesso à internet, as modalidades da telemedicina se tornam, de fato, acessíveis, funcionais e práticas. "Temos diferentes formas de realizar essa teleorientação, de forma criptografada, permitindo extrema segurança para o usuário final. Essas ferramentas já oferecem segurança tanto para o paciente quanto para o médico, através da criptografia SSL e de outros certificados digitais, por exemplo", conclui Vinícius Miranda, CTO do Clude. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

YouTube tira do ar vídeo em que Olavo de Carvalho diz que coronavírus não existe

O Tempo - Política A plataforma remove conteúdos que incentivem 'as pessoas a não procurarem tratamento médico' ou 'afirmem que substâncias nocivas podem ser benéficas à saúde' Veja Mais

COVID-19: China monitora “importados”, que causaram um novo registro local

COVID-19: China monitora “importados”, que causaram um novo registro local

canaltech A China, que já foi o epicentro do novo coronavírus (SARS-CoV-2), vem conseguindo estabilizar o número de novos casos confirmados e até chegou a passar quatro dias sem infecções locais. Todos os últimos registros recentes da COVID-19 no país têm sido de “importados”, ou seja, de pessoas que desembarcaram de viagens recentes. A exceção fica por conta de uma pessoa que manifestou os sintomas no sul de Guangzhou. Não há muitos detalhes sobre seu perfil e estado de saúde, contudo, esse paciente estaria ligado à chegada de um conhecido do exterior no sábado (21). Aliás, o desembarque de viajantes é a maior preocupação das autoridades neste momento, pois esse é o primeiro caso de transmissão local em quatro dias — em Wuhan, onde o surto começou, não há novas infecções, locais ou importadas, há quase uma semana. Imagem: Reprodução/Fotos Públicas No sábado, a Comissão Nacional de Saúde da China informou haver 46 novos casos da COVID-19, todos importados, dos quais 14 se concentravam no centro financeiro de Xangai e 13 na capital Pequim. Já neste domingo (22), os números caíram, com 39 confirmações, também vindas de fora. A grande maioria dos infectados é de estudantes chineses, que retornaram para casa após um período na Espanha, Grã-Bretanha, França, Estados Unidos e Paquistão. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Medidas para conter casos importados Pequim intensificou as medidas para conter infecções importadas, desviando todos os vôos internacionais que chegaram nesta segunda-feira (23) para outras cidades, incluindo Xangai e o oeste de Xian, onde os passageiros serão submetidos a exames. De acordo com autoridades da imigração, estrangeiros que perdem conexões internacionais como resultado dessa medida têm que deixar a China, acrescentando que os visitantes devem "pensar com cuidado" antes de escolher Pequim como ponto de trânsito. Imagem: Reprodução/Fotos Públicas Os governos de Xangai e Guangzhou também disseram que todos os passageiros internacionais que chegarem serão testados para detectar o novo coronavírus — antes, só quem vinha de países fortemente afetados vinham sendo avaliados. A província costeira de Zhejiang, perto de Xangai, colocará todos os desembarques marítimos do exterior em quarentena. Mesmo com um nível de alerta mais baixo, a Feira de Cantão, a maior e mais antiga feira da China, que deveria começar no dia 15 de abril em Guangzhou, agora está adiada por tempo indeterminado. Por enquanto, a única localidade chinesa interditada é o centro de Wuhan — outras cidades e condados já estão classificados como de baixo risco e com trânsito de pessoas liberado. O país, que acumulou 3.270 mortes, não registrou mais óbitos e, das quase 82 mil pessoas infectadas, mais de 72,7 mil se recuperaram. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Fundador do Wikileaks vai pedir liberdade sob fiança com alerta do coronavírus

Fundador do Wikileaks vai pedir liberdade sob fiança com alerta do coronavírus

canaltech Julian Assange, fundador do site de vazamentos de informações confidenciais WikiLeaks, está sob custódia da Polícia Metropolitana de Londres desde 2019, sob acusação de ter violado condições estabelecidas na sua fiança de 2010. Entre outras requisições, ele aguarda um mandado de extradição por publicar online informações classificadas a respeito das guerras no Iraque e no Afeganistão. Agora seus advogados devem usar como argumento a possibilidade dele contrair o novo coronavírus (SARS-CoV-2) na tentativa de liberá-lo da reclusão forçada. “Na quarta-feira, 25 de março, os advogados de Julian Assange farão um pedido de fiança no Tribunal de Magistrados de Westminster", disse o Wikileaks, em comunicado, nesta segunda-feira (23). Ainda não há detalhes ou comentários sobre as autoridades que o prenderam, mas, ao longo da semana, esse assunto com certeza voltará ao noticiário — ficamos de olho para trazer o que vai resultar desse pedido. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Pearl Jam disponibiliza novo disco aos fãs por telefone

R7 - Música Ligue para número dos EUA e ouça 30 segundos de cada uma das 12 faixas do novo disco do Pearl Jam Veja Mais

Receita de álcool em gel caseiro pode ajudar a proliferar o coronavírus; entenda

Receita de álcool em gel caseiro pode ajudar a proliferar o coronavírus; entenda

canaltech Em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19), muitos estão fazendo o possível para se proteger. Nesse contexto, boa parte da população está buscando se prevenir com álcool em gel. Por incrível que pareça, esse item está conseguindo gerar bastante polêmica. Isso porque, com a alta demanda, é um produto já mostra escassez nas prateleiras, e frente a isso, muitos estão procurando alternativas que chegam até a fórmulas caseiras na internet. No entanto, é preciso compreender que produzir álcool em gel em casa pode simplesmente ser perigoso e, de quebra, ainda causar o efeito contrário (ou seja, proliferar ainda mais o vírus), dependendo da substância utilizada. Para compreender isso, a equipe do Canaltech conversou com o químico Victor Vieira, que trouxe à tona as principais razões pelas quais você não deve tentar fazer receitas de álcool em gel na sua casa.  Primeiramente, Victor aponta que manipular ou processar um produto químico sem o devido preparo, sem ter estudado a área, sem ter o devido conhecimento ou uma estrutura de segurança para caso algum acidente aconteça, principalmente quando se trata de um produto altamente inflamável, é não apenas perigoso, como também fora da lei: "Mesmo se uma empresa for produzir um álcool em gel, ela precisa ter pelo menos um químico responsável, e uma série de documentações e licenças para poder fazer esse tipo de processo". -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- O álcool em gel é um produto industrial, e você não deve tentar produzir na sua casa, sem supervisão de um químico ou as licenças necessárias Os perigos do álcool em gel caseiro De acordo com Victor, há uma infinidade de acidentes possíveis. Dentre os mais comuns, o químico destaca o caso de um material pegar fogo, uma reação química ou uma reação alérgica na pele. "Depende do produto que as pessoas têm acesso para fazer esse tipo de fórmula. Uma receita utilizando produto de limpeza, por exemplo, pode dar algum tipo de reação na pele, como uma alergia". O infectologista Marcos Cyrillo também faz um alerta: "Se você fizer álcool em gel, pode ter doenças de pele, porque isso é um preparado industrial, com fórmulas testadas, feitas por químicos. Não se deve fazer o álcool em gel em casa. De jeito nenhum. Além de ele ser um produto inflamável, pode gerar graves consequências". Por sua vez, Victor ainda ressalta a importância de comprar um álcool em gel devidamente rotulado, produzido em um laboratório ou uma indústria farmacêutica: "Você tem a garantia de que eles estão usando os produtos apropriados, que foram realizados testes dermatológicos e que não vão causar alergia. Você também tem a garantia de que é um produto seguro, que foi desenvolvido para essa finalidade, e que o consumidor fica praticamente isento de problemas relacionados a isso". O químico explica que a fórmula do álcool em gel não é nenhum segredo, tanto que pode ser lida em qualquer rótulo. No entanto, a maior parte das substâncias necessárias para a produção não é encontrada em qualquer lugar. "Você não consegue comprar esses ingredientes no mercado. Até para comprá-los, é preciso ter uma licença". Coronavírus | Google lança página para apresentar dúvidas sobre COVID-19 Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo 25 casos do novo coronavírus confirmados no Brasil; na América do Sul já são 65 Efeito contrário O álcool em gel produzido com a substância errada pode colaborar para a proliferação do vírus, ao invés de ajudar a eliminá-lo Como se ainda não fosse suficiente, há mais uma razão para não fazer a receita de álcool em gel caseiro: dependendo da substância utilizada, ele pode ter um efeito contrário. Isso significa que ao invés de eliminar os vírus, você ajudá-los a se proliferar ainda mais. "Ao produzir o álcool em gel em casa, pode ser que você utilize itens ou ingredientes que potencializem a proliferação do vírus. Se você utilizar gelatina, por exemplo, ela acaba se tornando um ponto de refúgio para o vírus. É como se estivesse indo pelo caminho contrário, porque usar um alimento, um carboidrato, ajuda o vírus. Seja qualquer microorganismo: se você adiciona um nutriente, ele vai se dar bem", explica o químico. Victor acrescenta que os vírus, em geral, são protegidos por uma camada fina de lipídios (gordura), e o álcool consegue dissolver essa capa e eliminar grande parte deles. É por isso que lavar a mão com água e sabão ou detergente é tão eficaz quanto passar álcool em gel. Porque o detergente e o sabão são surfactantes (substâncias que diminuem a tensão superficial ou influenciam a superfície de contato entre dois líquidos). "É a mesma ação de você remover gordura da louça. Ele vai remover essa capa de gordura, expôr o vírus e eliminá-lo", afirma.  Mas e aí, o que fazer se o álcool em gel acabou? Espia só: a realidade é que ele não é a sua única opção. "Ele não é a alternativa principal. A água e o sabão são tão eficazes quanto para eliminar o vírus da superfície da pele. O álcool em gel seria uma opção, por exemplo, para quando você está na rua e não tem um lugar em que você possa higienizar a mão", conclui o químico.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim oficial: COVID-19 leva a 34 óbitos e 1.891 infectados no Brasil SÓ R$ 999 | São 7 dias em 2021 pra conhecer a Disney, com hotel e passagens! PREÇO DESPENCOU | Viaje em 2021 para Cancún com all-inclusive por R$ 1.999 MELHOR OFERTA DO ANO | Pacote para conhecer a Disney em 2021 por R$ 999 em 12x SOS COVID-19 | Iniciativa reúne soluções de empreendedores no combate à doença Veja Mais

Westworld: como foi realizada a referência a Game of Thrones

Westworld: como foi realizada a referência a Game of Thrones

Tecmundo Atenção! Este texto contém spoilers da terceira temporada de Westworld.Quem está acompanhando Westworld provavelmente deve ter reparado em um easter egg em determinado momento. Drogon, o dragão de Daenerys, de Game of Thrones é mostrado em determinada cena. Na verdade, trata-se de um robô de Drogon, usado em algum parque não apresentado pela série.Leia mais... Veja Mais