Meu Feed

Últimos dias

Felipe Prior é eliminado do 'BBB20' com 56,73% dos votos

G1 Pop & Arte Manu e Mari, que também estavam no paredão, se salvaram e permanecem na casa. Felipe Prior é o décimo eliminado do 'BBB20' Reprodução/Globo Felipe Prior foi eliminado do "BBB20" nesta terça-feira (31) com 56,73% dos votos. Ele foi o décimo a deixar a casa. O paredão bateu o recorde histórico do programa, com mais de 1,5 bilhão de votos. Initial plugin text Prior foi indicado no domingo (30) pela líder, Giselly. Com isso, Manu Gavassi e Mari Gonzalez continuam na casa. Manu, puxada por Prior após indicação do participante, recebeu 42,51% dos votos. Mari, que terminou no paredão por ser a pior colocada com Gabi na prova do líder na quinta-feira (26) levou apenas 0,76%. Em conversa com o apresentador Tiago Leifert depois de deixar a casa, Prior falou que ficou nervoso depois dos problemas que seu grupo de amigos enfrentou no começo da edição. "Aqueles primeiro fatos no programa me desequilibraram muito." Também falou que estava chateado com os rivais. "Eu já estava esgotado com o pessoal. Tava vendo muita hipocrisia nas pessoas. Tudo era muito lindo e maravilhoso. A vida não é assim." Mas o eliminado admitiu que precisa pensar em algumas atitudes, principalmente depois que Leifert falou que ele precisa parar de gritar com a própria mãe. "Preciso melhorar nisso. Preciso melhorar em muitas coisas, e o 'Big Brother' vai me ajudar nisso." Veja Mais

Facebook vai adicionar reação temática da COVID-19 na rede social

Facebook vai adicionar reação temática da COVID-19 na rede social

canaltech O Facebook está desenvolvendo um botão de reação para o cenário da COVID-19. A funcionalidade foi descoberta por Jane Manchun Wong, pesquisadora que geralmente antecipa funcionalidades da rede social. O novo botão vai aparecer na lista quando o usuário colocar o dedo ou mouse em cima do “curtir” na plataforma. O desenho é semelhante à imagem usada no Instagram para estimular as pessoas a ficarem em casa. Facebook is working on a COVID-19 themed reaction pic.twitter.com/B2MBIgjMlu -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- — Jane Manchun Wong (@wongmjane) March 30, 2020 Depois da divulgação da pesquisadora, o Facebook informou em nota para o site Mashable que está, sim, trabalhando na funcionalidade, mas ainda não tem data para adicionar na rede social. Facebook busca proteger usuários e funcionários contra depressão com COVID-19 O Facebook tem trabalhado em algumas ferramentas para informar sobre a pandemia. Por exemplo, á um espaço na rede social que concentra notícias sobre contaminações em todo mundo, além de sugestões de como se manter seguro do vírus da COVID-19. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Rumor | Novo Apple TV e HomePod 2 chegarão em 2020, apesar do novo coronavírus

Rumor | Novo Apple TV e HomePod 2 chegarão em 2020, apesar do novo coronavírus

canaltech Nem mesmo o novo coronavírus pode parar a Apple, aparentemente: segundo uma reportagem veiculada pela agência de notícias Bloomberg, a empresa de Cupertino, Califórnia, deve seguir com o seu calendário de lançamento de produtos programados para o ano de 2020 — mesmo que suas forças de trabalho estejam trabalhando remotamente. Depois de um relatório indicar um possível atraso no lançamento de novos modelos do iPhone (e outro relatório desmentir o primeiro no dia seguinte), fontes da Bloomberg afirmam que outros dois produtos da linha de hardware da Apple devem dar as caras ainda este ano: tanto o Apple TV como o HomePod devem ganhar novas versões em 2020. Leia mais: Apple pode adiar iPhone 9 e atrasar iPhone 12 em 2020 Leia mais: Apple não vai atrasar lançamento do iPhone 12, diz novo relatório Informações pertinentes a datas de revelação e lançamento, preço e outros tópicos relacionados seguem sob proteção, e a Apple, sendo a Apple de sempre, evidentemente não comentou sobre os boatos em caráter oficial. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Novos HomePod e Apple TV? Rumores indicam que, apesar do avanço do novo coronavírus, a Apple deve seguir seu calendário de lançamentos e incluir novas versões dos dois produtos (Montagem: Rafael Arbulu/Canaltech)  Entretanto, se provadas verdadeiras, as informações denotam outra mudança — ou talvez uma adaptação temporária ao atual cenário global — em uma política interna da Apple: é comum que seletos funcionários sejam determinados pela empresa a andar por aí com produtos ainda não revelados ou lançados. Essa prática tornou-se evidente em meados de 2010, quando um colaborador da empresa esqueceu-se de um protótipo do que viria a ser o iPhone 4 em um bar. Desde então, a Apple tem sido mais e mais rígida com essa prática. Entretanto, devido à constante presença de novos casos de infecções pelo vírus SARS-CoV-2 — o novo coronavírus — nas manchetes, forçando praticamente todas as nações do mundo a instituírem quarentenas e isolamento social em variados graus de intensidade, tudo indica que a Apple esteja sendo mais “flexível” com produtos ainda não revelados nas mãos de funcionários fora de seu campus. Por ora, tudo ainda recai na categoria do “talvez seja verdade, talvez não”. Nos resta é esperar os próximos meses passarem e, quem sabe, nesse meio tempo, a Apple acabe revelando alguma coisa. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Passa ou repassa: como criar um jogo de perguntas para o WhatsApp

Passa ou repassa: como criar um jogo de perguntas para o WhatsApp

canaltech Criar um quiz para mandar para os amigos no WhatsApp pode ser uma excelente maneira de conhecer um pouco mais sobre eles e fazer com que eles conheçam um pouco sobre você. Um quiz é capaz de aproximar mais as pessoas e pode até criar vários debates sobre as possibilidades de resposta que ele oferece. O site “Teste sua afinidade” possui diversas perguntas sobre relacionamento e expectativas sobre a vida para que as pessoas possam aumentar um pouco mais o nível de afinidade com seus amigos. O site ainda permite que o teste seja compartilhado em conversas do WhatsApp, no Stories e em várias outras redes sociais. Confira neste tutorial como criar um quiz para WhatsApp. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Quizur: como criar um teste personalizado para redes sociais Faça o seu próprio quiz do Facebook Como criar um quiz no Instagram Como criar um quiz para WhatsApp Passo 1: acesse o site "Teste sua afinidade", digite seu nome completo e clique na opção “Início”. Acesse o site "Teste sua afinidadr", coloque o seu nome e clique em "Início" (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 2: responda às 15 perguntas da forma que for mais conveniente para você. Caso a pergunta não tenha nenhuma resposta que combine com o que você gostaria de responder, ainda é possível clicar em “Pular esta pergunta”. Responda ou pule as perguntas que não combinarem com você (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 3: após finalizar o quiz, você pode colocá-lo no Status do WhatsApp e ainda pode compartilhar o link diretamente com seus amigos. Para fazer isto, clique em “Copiar este link”. Ao final do quiz, copie o link ou coloque no seu Status do WhatsApp(Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 4: abra uma conversa ou um grupo no WhatsApp e clique em colar para enviar. Cole o link e envie para uma conversa do seu WhatsApp (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 5: com o link que foi gerado, ainda é possível ter acesso à classificação de todos os que responderam ao quiz. Veja quem acertou mais as perguntas que você colocou no quiz (Captura de tela: Matheus Bigogno) Passo 6: o site do quiz ainda permite que você veja a resposta de seus amigos para saber quais eles acertaram ou erraram. Você ainda pode ver quais as respostas que cada pessoa deu (Captura de tela: Matheus Bigogno) Pronto! Agora você pode criar um quiz e mandar para os seus amigos diretamente do WhatsApp para saber o quanto eles te conhecem. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Novo cartão da Caixa para aposentado e pensionista com baixa taxa de juros e sem anuidade

R7 - Economia Em parceria com a ELO, a Caixa lançou um novo cartão de crédito  para aposentado e pensionista do INSS, com menos de 75 anos. O cartão oferece as mesmas facilidades dos cartões de crédito convencionais para fazer compras em lojas físicas e pela Internet, tanto no Brasil quanto no exterior. De acordo com a estatal, [...] O post Novo cartão da Caixa para aposentado e pensionista com baixa taxa de juros e sem anuidade apareceu primeiro em Jornal Contábil - Contabilidade, direito, INSS, Microempreendedor. Veja Mais

Coronavírus: qual a diferença entre COVID-19, SARS e MERS?

Coronavírus: qual a diferença entre COVID-19, SARS e MERS?

canaltech Mais de 650 mil pessoas, em todo o mundo, foram infectadas pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2) nos últimos três meses. Outras 30 mil pessoas foram a óbito por essa infecção respiratória, cujo número de vítimas não para de crescer. Além das questões de saúde, esse vírus tem paralisado as principais economias do globo, a exemplo de grandes potências como China e Estados Unidos. Mas afinal, o que é um coronavírus?  Coronavírus não é o nome da doença — embora a COVID-19 seja muito chamada pelo apelido de "novo coronavírus" —, mas sim uma família de vírus que causam infecções respiratórias. Segundo os relatos médicos, os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez ainda no ano de 1937. Desde então, sabemos que os coronavírus podem causar doenças parecida com a gripe, trazendo até mesmo complicações graves, epidemias, pandemias e impactos diretos na saúde pública. São os casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), identificada em 2003, e da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS), descoberta em 2012 — ambas causadas por coronavírus. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Vírus que atacam o sistema respiratório humano são conhecidos por causarem epidemias e gerarem grandes perdas (Imagem: Reprodução/ iStock)  Quanto tempo pode durar a pandemia da COVID-19? Em retrospecto, por onde passaram, os coronavírus causaram transtornos e perdas. A seguir, confira parte das histórias e características de cada um desses patógenos.   COVID-19 A COVID-19 é a doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2. O agente da COVID-19 só foi descoberto no último dia de 2019, após uma série de casos relatados na China, na província de Wuhan, e causar comoção global conforme se espalhou pelo mundo. Até agora, as autoridades de saúde pública em todo o mundo ainda investigam sua ação e reações no corpo humano. Inclusive, desconfia que o vírus tenha vindo dos morcegos. Mesmo séria, a maioria das pessoas infectadas por esse coronavírus enfrentará uma doença respiratória leve a moderada, se recuperando sem a necessidade de um tratamento especial ou até mesmo internação, porque terão apenas os sintomas de uma gripe comum, como tosse e febre. Já os idosos e aqueles com problemas médicos pré-existentes, como doenças cardiovasculares, diabetes, tuberculose e câncer, por exemplo, terão mais probabilidade de desenvolver as complicações graves. É o caso de uma pneumonia que, posteriormente, pode desencadear uma fibrose pulmonar. Sem vacinas ou medicamentos específicos, as melhores formas de profilaxia são a quarentena — o isolamento funciona, porque quase nenhuma das pessoas tem anticorpos para esse vírus — e boas práticas de higiene, como lavar bem as mãos ou o uso de álcool em gel 70%. Afinal, o vírus da COVID-19 se espalha, principalmente, por gotículas de saliva ou secreções eliminadas por tosse e espirros. Álcool gel e lavar as mãos são mesmo eficazes no combate ao novo coronavírus? SARS Identificado pela primeira vez em 2003, o vírus SARS-CoV (nota-se que não tem o número dois) é conhecido por causar a Síndrome Respiratória Aguda Grave, a SARS. É uma epidemia que afetou 26 países e registrou mais de oito mil infecções desde que foi descoberta na província de Guangdong, no sul da China, em 2002. Desde então, um pequeno número de casos ocorreu como resultado de acidentes com o vírus em laboratório ou, menor ainda, por transmissão de animal para humano. As últimas pesquisas levam a crer que o SARS-CoV seja um vírus de origem animal e, novamente, acredita-se que seja originário dos morcegos, com possível transmissão para gatos domésticos. No entanto, a sua transmissão acontece, principalmente, de pessoa para pessoa.  Já os sintomas também são semelhantes aos da gripe e incluem febre, mal-estar, dor de cabeça, diarreia e calafrios. Novamente, nenhum sintoma individual ou conjunto de sintomas provou ser específico para o diagnóstico de SARS (igual a COVID-19). Também é especialmente preocupante em idosos e pacientes imunossuprimidos, quando passam a exigir cuidados intensivos. Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo MERS Já a síndrome respiratória do Oriente Médio, popularmente chamada de MERS, é uma doença respiratória viral, ou seja, uma virose que ataca o sistema respiratório. É causada pelo coronavírus MERS, por sua vez chamado MERS-CoV, que foi identificado pela primeira vez na Arábia Saudita, no ano de 2012. Na época, foram registras surtos em países como Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Coreia do Sul. Já as últimas evidências científicas sugerem que os camelos e dromedários são importantes hospedeiro do MERS-CoV e, provavelmente, foram a principal fonte de infecção em humanos. O curioso é que nenhuma transmissão sustentada de homem para homem foi documentada. Por isso mesmo, as práticas de profilaxia da MERS se baseiam na prevenção de produtos animais não pasteurizados ou não cozidos e na prática de hábitos de higiene seguros, quando se lida com esses animais. Os sintomas da MERS variam de nenhum a problemas respiratórios leves ou graves, incluindo febre, tosse, falta de ar, diarreia e até pneumonia — novamente, o padrão sintomático se repete. Também pode causar problemas graves, como insuficiência respiratória, e requer ventilação mecânica com internação em UTI, por exemplo, nas infecções extremas. Adianta usar máscaras para se proteger contra o coronavírus? Gripe As três doenças já citadas, que são originárias por diferentes tipos de coronavírus, se parecem muito, principalmente nos sintomas, como uma gripe comum. Só que essas semelhanças acabam justamente nos sintomas, porque a gripe, como a influenza (H1N1), é causada por uma outra família de vírus, a Orthomyxoviridae. Quanto à sua ação, a gripe costuma ser sazonal, ou seja, em determinadas épocas do ano, acomete grande parcela da população. Mesmo diferentes, os vírus da gripe também foram conhecidos por epidemias e até mesmo pandemias. É o caso da gripe suína, da gripe aviária e da gripe espanhola. Foi por esta última, em 1918, que o Brasil entrou em situação de quarentena pela última vez.   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Jair Bolsonaro recua e pede união em discurso mais ameno; veja pronunciamento

O Tempo - Política Em tom mais amenizador, presidente disse que tem tomado medidas para contornar pandemia da Covid-19 Veja Mais

iPhone 11 Pro Max surpreende em comparativo de bateria com o Galaxy S20 Ultra

iPhone 11 Pro Max surpreende em comparativo de bateria com o Galaxy S20 Ultra

canaltech A Apple sempre foi criticada pela autonomia dos iPhones, mas sugerimos que você deixe o ceticismo de lado para acompanhar o vídeo a seguir. O canal do YouTube PhoneBuff colocou o iPhone 11 Pro Max ao lado do Galaxy S20 Ultra para uma série de testes, de modo a definir quem possui a maior duração de bateria. Pasmem, o modelo da Apple surpreendeu. Lançado em setembro de 2019, o iPhone 11 Pro Max é equipado com uma bateria de 3.969 mAh e possui uma tela de 60 Hz de taxa de atualização. Apesar dos números teoricamente inferiores aos dos concorrentes, vale lembrar que o sistema operacional da Apple é extremamente otimizado, logo o consumo de energia tende a ser menor. Por outro lado, o Galaxy S20 Ultra, lançamento mais recente da Samsung, traz uma bateria enorme de 5.000 mAh, mas foi testado no modo 120 Hz de taxa de atualização, o que possibilita maior fluidez em jogos e navegação, porém consome mais energia. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Modo 120Hz do Galaxy S20 reduz bateria em 20% Confira as diferenças entre os novos Galaxy S20   Para os testes, o youtuber realizou um dia inteiro de chamada de áudio, mensagens, envio de e-mails, navegação nas redes sociais e jogos. Além disso, ambos foram testados no modo standby por 16 horas, no qual ambos obtiverem 6% de descarga média. No fim do dia, Galaxy S20 Ultra descarregou totalmente, enquanto o iPhone 11 Pro Max ainda possuía 17% de carga restante, que durou pouco menos de duas horas. Apesar de certa "injustiça" em equiparar a autonomia dos dois smartphones nessas condições não exatamente iguais, é surpreendente ver a evolução que o iPhone 11 Pro Max trouxe à linha. O youtuber prometeu realizar novamente o mesmo teste em algum momento, mas com ambos no modo de 60 Hz. Vale lembrar que as configurações de tela do Galaxy S20 Ultra não permitem o modo 120 Hz na resolução Quad HD+. A escolha, é claro, consumiria mais a energia do smartphone, mas deixaria a reprodução de conteúdos ainda melhor. Além disso, se o usuário optar por economizar bateria, é possível alterar para o modo de 60 Hz. Review completo do iPhone 11 Pro Max:   Review completo do Galaxy S20 Ultra:   Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Hubble tira foto de galáxia "floculenta" a 60 milhões de anos-luz da Terra

Hubble tira foto de galáxia

canaltech Uma galáxia peculiar, localizada a cerca de 60 milhões de anos-luz de distância, na constelação Coma Berenices, foi fotografada pelo Telescópio Espacial Hubble. A característica que a torna um tanto especial é sua aparência “floculenta”. Essa palavra estranha usada na química significa que, olhando à distância, a galáxia NGC 4237 parece um aglomerado de flocos aglutinados - mais ou menos como um prato de mingau empelotado. Também podemos pensar nisso como um amontoado de pedaços fofinhos de algodão. Telescópio Hubble encontra "elo perdido" da evolução dos buracos negros Medusa espacial: Hubble captura imagem incrível de fusão de galáxias Hubble tira foto impressionante de galáxia gigante e misteriosa Descoberta pelo astrônomo William Herschel em 1783, a NGC 4237 é uma galáxia espiral, embora seja difícil dizer isso à primeira vista. É que sua aparência pode confundir o olhar menos atento, pois, em galáxias floculentas, os braços espirais são um tanto irregulares e difíceis de distinguir. Mas não é apenas essa aparência que chama a atenção dos astrônomos. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- (Foto: NASA) No bojo (grupo de estrelas que forma uma espécie de esfera luminosa no centro da maioria das galáxias espirais) da NGC 4237, provavelmente existe um buraco negro supermassivo. Há evidências de que a massa do buraco negro está relacionada à massa do bojo, mas a relação ainda não é muito bem compreendida. Os astrônomos estudam essa região central para tentar entender como as galáxias evoluem e como o buraco negro central cresce através do tempo. Telescópio Hubble descobre sem querer uma nova galáxia em nossa vizinhança As 10 fotos mais incríveis tiradas pelo Hubble em 2019, segundo este astrofísico Existem teorias que tentam explicar como os buracos negros supermassivos podem crescer e se tornar tão grandes. Os cientistas concordam que esses objetos localizados no centro de uma galáxia podem crescer através da acreção, ou seja, a acumulação de matéria através da ação da gravidade. Mas exatamente de onde esses buracos negros gigantescos vêm e como eles moldam a evolução galáctica, ainda são questões aguardando uma resposta definitiva. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Plug.dj: como organizar uma festa online durante a quarentena

Plug.dj: como organizar uma festa online durante a quarentena

Tecmundo Com o aumento exponencial de infecções pelo novo coronavírus, as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) são direcionadas para o isolamento como forma de "achatar a curva de infecção", porém, deixar de ter contato com pessoas e ser bombardeado com notícias negativas pode resultar em sérios efeitos colaterais, como crises de ansiedade, por exemplo. Aqui no TecMundo, já publicamos dicas para controlar a ansiedade durante a pandemia, e uma delas é justamente o isolamento físico, mas não social. Para ajudar nesta atividade,  vamos te ensinar a organizar uma festa virtual com a ajuda do site Plug.dj.Leia mais... Veja Mais

Funcionário da Amazon é demitido após lutar por melhor proteção contra Covid-19

Funcionário da Amazon é demitido após lutar por melhor proteção contra Covid-19

canaltech Mais um item para a lista de críticas públicas à Amazon: de acordo com a agência de notícias Bloomberg, a empresa demitiu alguns funcionários do seu centro de fornecimento e estoque de produtos para o atacado (“fulfillment centers”) em Staten Island, no estado de Nova York, logo após estes se organizarem em protesto contra a companhia, exigindo que ela lhes fornecesse melhores condições e equipamentos de proteção contra a Covid-19, a doença que deriva do novo coronavírus. Chris Smalls, um dos funcionários demitidos e que concedeu a entrevista à Bloomberg, atuava na empresa como gerente assistente do centro, afirma que os empregados do local não receberam equipamentos próprios de proteção sanitária, extremamente necessários para se evitar o contágio do vírus SARS-CoV-2, além de pedir em protesto que a empresa desligasse as atividades do centro temporariamente para a realização de limpeza. Ele, junto de outros 60 colegas, foram mandados embora. Os centros de estoque e distribuição de produtos (Fulfillment Centers) da Amazon são grandes espaços abertos, com diversas pessoas trabalhando próximas (Foto: Dustin Dwyer/Michigan Radio) Smalls também disse que “algumas” pessoas no centro estavam, de forma confirmada, acometidas pela Covid-19. Essa mesma razão foi, de acordo com o posicionamento da Amazon, o motivo de sua demissão. Um porta-voz da empresa disse que Smalls teve seu contrato terminado por “violação de normas de segurança”, já que ele supostamente teria sido exposto à pessoa infectada pela doença e recusou-se a se isolar dos demais colegas. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- "O Sr. Smalls recebeu diversos avisos de violação dos parâmetros de distanciamento social e por colocar a segurança de outros em risco”, disse a Amazon. “[Ele] recebeu o pedido de que permanecesse em casa por 14 dias, com remuneração, o que é uma medida que tomamos em nossas estruturas ao redor do mundo. Apesar dessa instrução de manter-se em casa com pagamentos, ele veio ao centro hoje, 30 de março, colocando as equipes em ainda maior risco”. A Amazon teria demitido um funcionário de um dos seus centros em Nova York, supostamente por ele protestar por melhores condições de proteção contra o novo coronavírus; Empresa nega o motivo, afirmando que ele é quem violou normas de segurança sanitária (Foto: Shannon Stapleton/Reuters)  A Amazon também afirma que os números de manifestantes foi exagerado (sem indicar por quem), e que os protestos em questão contaram com “apenas” 15 pessoas. Smalls, por sua vez, disse que a posição da empresa é “ridícula”, ressaltando que seguirá com suas reclamações: “Porque eu tentei lutar pela coisa certa, a empresa decidiu retaliar contra mim. Eu ainda vou batalhar por aquelas pessoas dentro do prédio”. Smalls, em sua entrevista, não confirmou ou negou se havia contraído a Covid-19 ou mesmo estado em proximidade de alguém infectado por ela. A promotora do estado de Nova York, Letitia James, emitiu um comunicado culpabilizando a Amazon pela situação, dizendo: “É uma desgraça que a Amazon tenha demitido um empregado que corajosamente lutou para proteger a si mesmo e aos seus colegas. No alto de uma pandemia globalizada, Chris Smalls e seus colegas protestaram de forma pública contra a falta de precauções que a Amazon apresentou para defendê-los da Covid-19”. Ela ainda pediu que as entidades laborais e sindicatos intervissem no caso, chamando a ação da Amazon de “imoral” e “desumana”, além de ressaltar que o direito ao protesto é garantido pela lei norte-americana. Finalmente, Letitia Jones disse que a promotoria estuda tomar ações legais contra a Amazon. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Samsung Galaxy Chromebook chega aos EUA no dia 6 de abril a 999 dólares

Samsung Galaxy Chromebook chega aos EUA no dia 6 de abril a 999 dólares

canaltech Quando a Samsung apresentou sua mais nova proposta de laptop na Consumer Electronics Show (CES) 2020, em Las Vegas, no começo do ano, muita gente ficou de olho no lançamento: elogiado como o mais belo e bem construído computador móvel da companhia até agora, o Galaxy Chromebook traz uma nomenclatura de sucesso no mercado mobile e promete cativar uma boa parcela dos consumidores. Nesta segunda-feira (30), a sul-coreana anunciou que a máquina estará disponível nos Estados Unidos a partir do dia 6 de abril, a US$ 999 (R$ 5.177 na conversão direta). Além do famoso nome, o que chama a atenção do Galaxy Chromebook é o design refinado, com um corpo de alumínio e cores chamativas, a exemplo do vermelho Fiesta Red e do cinza Mercury Gray. A tela AMOLED UHD é sensível ao toque, conta com 13,3 polegadas e tem resolução 4K. O processador é o Intel Core i5 de 10ª geração, com até 16 GB de memória RAM (LPDDR3) e armazenamento interno de até 1 TB de SSD. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Chromebook na cor vermelha / Imagem: Reprodução/Digital Trends Para a comunicação, há uma câmera de 1 megapixel na parte superior da tela, para as chamadas de vídeo, e outra de 8 MP logo acima do teclado, para tirar fotos quando o usuário dobrar o conversível no modo tablet. A caneta do tipo stylus fica na entrada ao lado da porta USB-C, do lado esquerdo, e, assim como nos primos das linhas de smartphones e phablets, é usada para escrever, desenhar e navegar no painel. Este será o design do próximo Chromebook / Imagem: Reprodução/Digital Trends Com relação ao som, são dois alto-falantes estéreo de 2W e o sistema vem com suporte ao Google Assistente. O teclado é retroiluminado e a acessibilidade tem o bloqueio com scanner de impressões digitais. A conectividade tem o Wi-Fi 6 e duas portas USB-C, com entrada de 3,5 mm para fone/microfone e um slot para cartão UFS/MicroSD. A bateria, de 49,2 watts/hora dura até oito horas com uma só carga, segundo a Sammy — mas isso também vai depender do uso da tela em 4K. Ainda não há previsão de disponibilidade e preço no Brasil. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Wallace Roney, trompetista de jazz americano, morre aos 59 anos vítima do novo coronavírus

G1 Pop & Arte Músico, que ficou conhecido ao tocar com Miles Davis, estava internado desde quarta-feira (25) em hospital nos Estados Unidos. Wallace Roney toca em apresentação Divulgação/Silvio Tanaka O trompetista americano Wallace Roney, conhecido por tocar com Miles Davis, morreu nesta terça-feira (31) por complicações causadas pelo novo coronavírus. De acordo com o site da Rádio Pública Nacional (NPR, da sigla em inglês) americana, ele estava internado em hospital nos Estados Unidos desde quarta-feira (25). A notícia foi divulgada por sua noiva, Dawn Felice Jones. Veja Mais

Quarentena: Breve Festival lança projeto com shows online de artistas mineiros

O Tempo - Diversão - Magazine Evento, que foi adiado para outubro por causa do coronavírus, convoca intérpretes para apresentações inéditas que podem ser acessados a qualquer momento Veja Mais

Dinho Ouro Preto fala sobre recuperação da COVID-19: “nunca peguei algo tão forte”

R7 - Música Vocalista do Capital Inicial tem atualizado Instagram com mensagens aos fãs Veja Mais

Produção da Xiaomi volta a 80% da capacidade após COVID-19

Produção da Xiaomi volta a 80% da capacidade após COVID-19

canaltech A Xiaomi parece ter passado pela crise da COVID-19, ao menos na fabricação. O relatório financeiro da companhia, divulgado nesta terça-feira (31), informa que ela já trabalha novamente com 80% a 90% da sua produção. “Em termos de cadeia de produção, sentimos uma ruptura temporária na fabricação entre fevereiro e março de 2020, em função da pausa estendida das fábricas chinesas. Entretanto, nossa capacidade de produção tem recuperado em níveis entre 80% e 90% até o momento deste anúncio”, disse a companhia. Câmeras do Mi 10 e Mi 10 Pro ganham uma série de novos recursos; confira Segundo o relatório, dentro da China, por conta da quarentena, houve queda das vendas em pontos físicos (por conta de fechamentos de lojas), mas o mercado de venda online se manteve em alta. “Temos visto que os envios de smartphone estão retomando rapidamente no fim de março de 2020, mostrando a resiliência da demanda de smartphones”, aponta o relatório. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Fora da China O documento mostra que a Xiaomi ganhou espaço em 2019, principalmente por conta da expansão para fora do território chinês. No ano, a companhia viu sua receita subir 27,1%, em comparação a dezembro de 2018. Parte disso, veio de fora da China. Segundo o documento, houve elevação de 30,4% no total de receita proveniente de vendas internacionais, representando 44,3% do total em 2019. Atualmente, a companhia tem lojas em 90 países, incluindo o Brasil. Xiaomi não teve vendas afetadas pela crise do coronavírus, garante executivo Apesar disso, a COVID-19 pode atrapalhar o bom momento de expansão da Xiaomi. A gigante disse estar monitorando as regiões para ainda tentar contabilizar os impactos em outros locais. “Embora o nossa demanda internacional vá ser, sem dúvida, impactada, principalmente no segundo trimestre de 2020, acreditamos que o impacto geral seja manejável”, explica a empresa. A expectativa é de que o distanciamento social aumente a compra de aparelhos de smartphones e internet das coisas para consumo doméstico, uma vez que as pessoas estão mais em casa. “Algo que apreendemos com nossa experiência doméstica na China no começo do ano”, completa. No último trimestre de 2019 (com fim em 31 de dezembro), a empresa viu crescimento em receita de 17,1%. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

10 séries com mulheres inspiradoras no elenco

10 séries com mulheres inspiradoras no elenco

canaltech Para fechar a comemoração do Mês da Mulher em março, é hora de conhecer histórias de mulheres inspiradoras, sejam da realidade ou da ficção, que têm suas vidas contadas em séries de televisão. Elas trabalham com política, medicina, publicidade, são mães exemplares e vivem intensamente enquanto criam diferentes trajetórias. Entre as séries que destacam essas mulheres, que muitas vezes são várias ao mesmo tempo, estão as mais recentes The Crown, Dear White People e Grace and Frankie, além de mais antigas, como Veep, Grey's Anatomy e Parks and Recreation. As 10 mulheres mais poderosas da ficção Confira a lista das 10 séries com mulheres inspiradoras no elenco e o motivo de essas mulheres serem tão inspiradoras! -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- 1. Parks and Recreation Como o próprio nome da série diz, Parks and Recreation se passa no departamento de parques e recreação da prefeitura de Pawnee, uma cidade pequena no estado de Indiana, com foco na personagem Leslie Knope, interpretada por Amy Poehler. A comédia mostra todos os esforços da protagonista para ser reconhecida por todo o seu trabalho na área, com o sonho de, um dia, se tornar presidente dos Estados Unidos. Imagem: Divulgação Parks and Recreation pode ser assistido em sete temporadas no Amazon Prime Video. 2. The Crown The Crown é inspirada na história real da Rainha da Inglaterra, Elizabeth II, mostrando toda a sua trajetória desde quando foi coroada, ainda muito jovem. A trama apresenta ao público quais foram os desafios enfrentados pela Rainha nessa saga, precisando lidar com a reputação de sua família em meio a vários problemas pessoais e de administração. Elizabeth II, na vida real, segue no posto com quase 94 anos de idade. Imagem: Divulgação The Crown conta com três temporadas e pode ser assistida na Netflix. 3. Mad Man Mad Men é uma série que se passa nos anos 1960 em um escritório de publicidade de Nova York, apresentando a história de Peggy Wilson, interpretada por Elizabeth Moss. A novata ganha um papel importante na vida de Don Draper (Jon Hamm) em sua saga por ser uma referência na área, e ela acaba se tornando a primeira mulher a trabalhar como redatora na empresa desde a Segunda Guerra Mundial. Imagem: Divulgação Mad Men está disponível em streaming na Netflix. 4. Grey's Anatomy Há 16 temporadas no ar, Grey's Anatomy tem como foco a personagem Meredith Grey (Ellen Pompeo), que no início da trama surge no hospital como uma residente, filha de uma das médicas mais famosas dos Estados Unidos. Seguindo os passos da mãe, ela se torna referência na medicina e também para os novos residentes que vão aparecendo no hospital Grey Sloan Memorial. Além de Meredith, outras grandes cirurgiãs ganham destaque na trama, como Cristina Yang (Sandra Oh). Imagem: Divulgação Você pode maratonar Grey's Anatomy na Netflix. 5. This Is Us This Is Us é uma série de drama que conta a vida da família Pearson antes e depois do falecimento do pai, Jack (Milo Ventimiglia), mostrando todas as dores que o acontecimento deixou na vida da viúva Rebecca (Mandy Moore). A personagem precisa se manter forte para lidar com os filhos nessa perda, mesmo depois de adultos. Imagem: Divulgação This Is Us está disponível em três temporadas no Amazon Prime Video e Fox Play. Por apenas R$ 9,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! 6. Veep Em Veep, uma das séries de maior sucesso dos Estados Unidos, somos apresentados à personagem Selina Meyer, interpretada por Julia Loius-Dreyfus, vice-presidente dos Estados Unidos. A trama retrata como Meyer, no papel de autoridade, lida com os jogos de poder e os ataques da imprensa que vêm junto com o cargo. Imagem: Divulgação Veep pode ser assistida no HBO GO em sete temporadas. 7. The Good Wife Na série dramática The Good Wife, Alicia (Julianna Margulies) é extremamente constrangida quando escândalos sexuais e políticos de seu marido, Peter Florrick (Chris North), vem à tona. Depois disso, ela decide deixar a sua rotina de dona de casa e mergulhar de vez na vida da advocacia, precisando lidar com a concorrência muito mais jovem. Imagem: Divulgação Você pode assistir à The Good Wife no Amazon Prime Video e Globo Play. 8. Homeland Homeland conta a história de Carrie Mathison (Claire Danes), uma agente do FBI que, depois de passar vários anos no Afeganistão, tenta a todo custo provar que um soldado norte-americano tido como herói na verdade se tornou um inimigo que está prestes a provocar mais um ataque terrorista em seu país. Imagem: Divulgação Homeland está disponível no Globo Play e Fox Play. 9. Grace and Frankie Grace and Frankie conta a história de Grace (Jane Fonda) e Frankie (Lili Tomlin), duas mulheres idosas que há anos são esposas de dois colegas de trabalho e se odeiam. Tudo muda quando os maridos revelam ser um casal e elas se unem para superar o acontecido, descobrindo uma amizade divertida e inspiradora, mesmo com tantas diferenças. Imagem: Divulgação Grace and Frankie é uma série original da Netflix. 10. Dear White People Para fechar a lista, chegou a hora de Dear White People, conhecida também pela tradução Cara Gente Branca. Ela conta uma história de luta contra o racismo por Samanta White (Logan Browning). A personagem cria um programa de rádio em sua universidade com outros estudantes com o objetivo de lutar pela conscientização e respeito racial. Imagem: Divulgação Dear White People pode ser assistida na Netflix em três temporadas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Maia rebate Guedes sobre os R$ 600 e acusa governo de mentir em ação no STF

O Tempo - Política Emm coletiva nesta terça (31), ministro da Economia cobrou medidas da Câmara e afirmou que a efetivação dos pagamentos dependia da aprovação de uma PEC Veja Mais

Câmara aprova proibição de exportação de produtos para o combate da Covid-19

O Tempo - Política Equipamentos como máscaras e luvas não poderão mais ser vendidos ao exterior Veja Mais

Subsidiária da Xiaomi lança ducha que filtra cloro e bactérias

Subsidiária da Xiaomi lança ducha que filtra cloro e bactérias

canaltech Em tempos de quarentena contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), a Xiaomi aproveita para promover alguns gadgets que, bem, podem fazer sucesso nesse momento em que a população está mais atenta com a higiene pessoal. Um deles é a ducha que vem com um sistema de filtro antibacteriano e anticloro. A novidade faz parte da subsidiária Diib e o design do produto chama a atenção porque parece um espelho de mão — ou uma lupa. A água sai por 40 pequenos orifícios, de 0,25 mm cada, “o suficiente para garantir um jato substancial mesmo quando a pressão na rede não é ideal”. Como dá para notar a novidade vem com uma atenção especial para as cores, em rosa, branco e preto. GIF: Divulgação/Xiaomi Youpin O interior da ducha Diiib é feito de uma liga de aço inoxidável, que a empresa garante ser resistente à corrosão, o que garante o visual em dia por bastante tempo. O sistema de filtragem é duplo e promete bloquear 99% das bactérias, cloro e quaisquer pequenas impurezas dissolvidas na água. A troca do filtro deve ser realizada a cada dois meses. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Os modelos branco e rosa custam 69 iuanes (R$ 51 na conversão direta) e preto sai por 79 iuanes (R$ 58). Para usar é preciso comprar mangueiras adicionais, a 109 iuanes (R$ 80) nas cores branca e rosa e 129 iunes (R$ 95) na preta. Quem quiser pode também escolher uma caixa com mais três filtros, por 119 iuanes (R$ 87,5). Está disponível na plataforma de crowdfunding Xiaomi Youpin. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Veja Mais

Kings Of Leon lança nova música, "Going Nowhere". Veja o clipe!

Kings Of Leon lança nova música,

R7 - Música Vagalume Vagalume A banda Kings Of Leon lançou a música inédita, "Going Nowhere". Junto com a faixa, foi disponibilizado um clipe, que traz apenas o vocalista, Caleb Followill, tocando a canção no violão. Junto com o vídeo, a banda fez um pedido para os fãs para o combate ao coronavírus. "Fiquem seguros. Fiquem em casa. Nós veremos vocês o mais breve que pudermos", diz o texto. Veja o clipe abaixo:Clique para ver no VagalumeFonte: Vagalume Veja Mais

TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus

TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus

canaltech Como sabemos, as lojas das operadoras de telefonia celular são bastante utilizadas pelos clientes para realizar trocas de chips, especialmente no caso de roubo, perda ou defeito, entre outras ações. E, nesse momento de distanciamento social por conta dos protocolos de prevenção ao novo coronavírus (SARS-CoV-2), essa atividade ficou comprometida, até porque muitas unidades estão de portas fechadas. A saída sa TIM, da Oi e da Vivo é enviar os SIM cards pelos Correios. A TIM foi a única das maiores operadoras a publicar uma cartilha especial para o atendimento no período de quarentena. Vale destacar que isso só vale para os planos controle ou pós-pago — o pré-pago não faz parte das ações emergenciais. No caso de perda ou roubo do chip, é preciso ligar para o 1056 e relatar o problema. Após análise, a companhia se compromete a enviar um substituto para o endereço cadastrado para o recebimento da fatura. No caso do chip com defeito, é preciso também ligar para o 1056 e relatar o ocorrido. Após avaliação se a solução remota não for possível, o SIM card vai para o mesmo endereço do recebimento da fatura. “Se você tiver urgência e não puder ficar sem número até que seu chip chegue, você pode ir até uma farmácia, mercado ou banca de jornal mais próximos e adquirir um chip novo na modalidade pré-pago. Assim, você ficará com esse número novo até que seu chip chegue e você recupere seu número original”, diz o documento com orientações. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Os clientes corporativos podem pedir a reposição do chip no app Meu TIM ou o Meu TIM Web. Aliás, esses canais, assim como o próprio site o www.tim.com.br ou o www.meuplano.tim.com.br, também podem ser usados pelos outros consumidores para outras ações, como recarga. Vivo e Oi também enviarão novos chips   Procurada pelo Canaltech, a Vivo diz que fará a troca dos chips perdidos, defeituosos ou roubados, de todos os planos, por meio dos canais de atendimento 1058 ou *8486. "O chip será emitido para o endereço de cadastro do cliente e entregue através dos nossos parceiros logísticos que atuam em todo Brasil. Assim que o cliente receber o novo chip deverá retornar o contato com a Vivo, que efetuará o procedimento final de ativação do chip. Os prazos para entrega dos chips variam de acordo com cada região e todos os esforços estão centrados para tornar o processo ágil e atender aos clientes no menor período", informou a companhia. A Oi não especificou planos, mas também se dispôs a enviar novos SIM cards no caso de furto, roubo ou defeito. O procedimento é feito pelo telefone 1057, com auxílio do app Minha Oi, para que os clientes possam comprovar sua identidade por meio de uma selfie ou documento de identidade. Já a Claro ainda não emitiu comunicado sobre os procedimentos nesses casos. O Canaltech entrou em contato com a operadora para confirmar essas medidas e vamos atualizar a matéria assim que obtivermos respostas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020) Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Veja Mais

Senado encampa projeto de Toffoli que suspende aluguéis na crise do coronavírus

O Tempo - Política Texto foi apresentado pelo senador Antonio Anastasia (PSD) e terá relatoria de Simone Tebet (MDB-MS) Veja Mais

Sem cópias: Snapchat permitirá postagem de Stories em apps de terceiros

Sem cópias: Snapchat permitirá postagem de Stories em apps de terceiros

canaltech Tantos serviços oferecem uma função tipo "stories" que muita gente nem se lembra que o recurso veio do Snapchat. Em vez de se fazer de vítima e cair no ostracismo, o Snapchat sacodiu a poeira e finalmente passou a oferecer a integração do recurso original para outras plataformas e aplicativos. O recurso foi anunciado no ano passado, mas estreia hoje (31) em parceiros como os apps Hily (de encontros), Octi (realidade aumentada), Squad (compartilhamento de tela) e Triller (publicação de vídeos). Instagram Stories: como desativar notificações de vídeos ao vivo Stories do Facebook já são utilizados por 500 milhões de usuários diários Em breve, Status do WhatsApp aparecerão nos Stories do Facebook A integração permite que desenvolvedores de apps não precisem criar uma estrutura própria para integrar Stories, usando a plataforma do próprio Snapchat. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Para o usuário, a novidade permite gravar um vídeo no Snapchat e publicá-lo em qualquer um dos aplicativos parceiros. A diferença é que, em vez do prazo de um dia no Snapchat, os publicados no App Stories têm validade de sete dias. Quando a Snap, empresa dona do Snapchat, anunciou a novidade em seu evento para desenvolvedores, em abril do ano passado, um exemplo mostrado foi a integração com o Tinder. O app de paquera integrou desde então o recurso de Bitmojis (pertencente à mesma companhia), mas não o de Stories. Desenvolvedores interessados em integrar Stories ao seu app podem solicitar acesso às APIs do Snapchat na página dos Snap Kits. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Dinheiro do governo permitirá às pessoas 'em dificuldade' obedecer isolamento, diz Guedes

G1 Economia Ministro da Economia afirmou que R$ 200 bilhões serão usados para ajudar vulneráveis a enfrentar o coronavírus. Bolsonaro vem defendendo retomada de atividades econômicas. "Se Rodrigo Maia votar uma PEC emergencial, dinheiro sai em 48 horas", diz Guedes O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (31) que as pessoas que enfrentam “dificuldade” financeira para se manterem em isolamento podem obedecer às recomendações do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Segundo ele, há recursos sendo mobilizados para isso. “As pessoas que teriam dificuldade para se manter, elas podem obedecer ao isolamento [recomendado pelo] ministro Mandetta, porque elas terão aí R$ 200 bilhões. Para terem uma ideia, R$ 800 bilhões era o que a gente ia retirar de privilégios da Previdência em 10 anos [...]. Nós injetamos isso na economia em três semanas e meia", declarou Guedes. "É uma quantidade formidável de recursos. Amparo formidável à sociedade. E podemos avançar mais”, disse. A declaração foi dada durante entrevista no Palácio do Planalto, onde também estava os ministros Mandetta, Sergio Moro (Justiça) e Braga Netto (Casa Civil). Os R$ 200 bilhões citados por Guedes se referem a medidas já anunciadas, como a inclusão de 1,2 milhão de pessoas no Bolsa Família e o auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais – um dos setores mais atingidos pela redução da atividade econômica. O projeto foi aprovado pelo Congresso e enviado para sanção na segunda-feira (30). Até a publicação desta reportagem, o presidente Jair Bolsonaro ainda não tinha colocado o texto em vigor. Segundo Guedes, mesmo com a lei publicada, a previsão é de que o benefício comece a ser pago a partir do dia 16– essa estimativa foi criticada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Ainda de acordo com Paulo Guedes, o Ministério da Economia estima alocar cerca de R$ 750 bilhões em um pacote de medidas para combate à pandemia de Covid-19 no país. O ministro não informou se a cifra inclui novas iniciativas que ainda serão anunciadas. Initial plugin text Veja Mais

Petrobras inicia processo para venda de fatia remanescente de 10% de gasoduto no Sudeste

G1 Economia Estatal já vendeu 90% de participação na Nova Transportadora do Sudeste por mais de US$ 5 bilhões. A Petrobras iniciou o processo para a venda de sua fatia remanescente de 10% na empresa de gasoduto Nova Transportadora do Sudeste (NTS), informou a petroleira em fato relevante divulgado nesta terça-feira (31). O processo começa com a etapa de divulgação de oportunidade, que traz as principais informações sobre o desinvestimento e os critérios de eligibilidade para participação, disse a Petrobras, acrescentando que as "principais etapas subsequentes do projeto serão informadas oportunamente ao mercado". Sede da Petrobras no Rio de Janeiro Daniel Silveira/G1 Além da fatia de 10% da Petrobras, a NTS possui como demais sócios a Brookfield Brasil, com 82,35%, e a Itaúsa, com participação de 7,65%. Em 2016, a estatal vendeu 90% de participação na NTS, por mais de US$ 5 bilhões. Segundo a Petrobras, a NTS possui autorizações de longo prazo para operar e administrar um sistema de gasodutos de cerca de 2 mil quilômetros, com passagens por Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais e conexão ao gasoduto Brasil-Bolívia e à TAG, entre outras instalações. A capacidade de transporte é de 158,2 milhões de metros cúbicos por dia. Veja Mais

Suposta traição entre influenciadores digitais agita web

O Tempo - Diversão - Magazine Abner Pinheiro assegura que o bebê Apolo não é filho dele com Sthe Matos Veja Mais

TV italiana não abordou o coronavírus em 2015, como circula nas redes

O Tempo - Mundo Programa foi retirado de contexto e não está relacionado com a atual pandemia do Covid-19 Veja Mais

Justiça condena Geddel por pressionar ministro de Temer a favorecê-lo em negócio

O Tempo - Política Então titular da Cultura, Marcelo Calero foi cobrado por aprovação de prédio em área histórica de Salvador Veja Mais

Preta Gil repudia fala racista de amigo Rodrigo Branco

O Tempo - Diversão - Magazine 'Que assuma e pague as consequências', afirmou cantora que acaba de se recuperar da Covid-19 Veja Mais

Rússia venderá metade de sua reserva de grãos em meio à pandemia de coronavírus

G1 Economia Medidas visam garantir o fornecimento de ração para os animais e preço equilibrado dos produtos no mercado. A Rússia vai vender 1 milhão de toneladas de grãos de suas reservas estatais no mercado doméstico com o objetivo de garantir ofertas e manter os preços baixos durante a pandemia de coronavírus, disse nesta terça-feira (31) o Ministério da Agricultura do país. A pasta, que possui 1,8 milhão de toneladas de grãos em estoque, a maior parte na Sibéria, afirmou na semana passada que estava se preparando para a medida. O ministério também propôs limitar as exportações de grãos da Rússia de abril a junho por causa da pandemia. "Essas medidas vão garantir a quantidade necessária de grãos para os propósitos de alimentação e ração, reduzir os preços dos grãos e evitar uma disparada nos preços de produtos alimentares ao consumidor", disse em comunicado o ministro da Agricultura russo, Dmitry Patrushev. No geral, a situação de oferta de produtos socialmente importantes, bem como os preços, não é um motivo de preocupação, acrescentou o ministro. O governo ainda não aprovou a proposta do Ministério da Agricultura para limitar as exportações de grãos russas em 7 milhões de toneladas entre abril e junho, mas o Ministério da Economia afirmou na segunda-feira que apoia a medida. Initial plugin text Veja Mais

Cabo Júnio Amaral propõe pena mais dura para furto durante calamidade pública

O Tempo - Política Texto aumenta a pena prevista para o crime, hoje de um a quatro anos, para dois a oito anos. Veja Mais

Estados Unidos registram 865 mortes pelo novo coronavírus em apenas um dia

O Tempo - Mundo Número de óbitos no país está em 3.873, e 188.172 casos confirmados da Covid-19 Veja Mais

Shaquille O’Neal vira DJ e comanda festa com filhos em casa; vídeo

R7 - Música Astro da NBA ainda dançou dubstep com seus quatro garotos Veja Mais

O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020)

O céu (não) é o limite | O que está rolando na ciência e astronomia (31/03/2020)

canaltech "Bora" lá para mais um "resumão" com as principais notícias científicas da última semana? Em tempos de pandemia de COVID-19, as notícias da área de saúde, em especial, não param — e hoje trazemos várias novidades sobre o tema nesta coluna. Mas vamos começar com o que tem rolado de mais importante no setor espacial? Vamos! Talvez vejamos um cometa brilhando no céu em maio Trajetória do cometa ATLAS no céu com marcadores de 7 dias O último cometa que pudemos admirar a olho nu em nosso planeta surgiu em 1997, mas talvez tenhamos a chance de testemunhar um novo fenômeno do tipo agora em 2020 — especificamente no mês de maio. O cometa ATLAS (ou C/2019 Y4), descoberto em dezembro do ano passado, tem tido seu brilho aumentado rapidamente do nosso ponto de vista, e astrônomos esperam que ele ilumine os céus muito em breve. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Contudo, isso ainda não é uma certeza, pois prever esse tipo de coisa é uma tarefa bastante complicada. Mas, caso realmente vejamos o ATLAS passando por aqui, ele poderá rivalizar até mesmo com Vênus no céu noturno — o segundo objeto mais brilhante depois da Lua, claro. Rússia quer criar mapa lunar em 3D e alta resolução (Foto: Andrew McCarthy) Se tudo der certo, os russos serão os primeiros a criar um mapa da Lua em 3D e em alta resolução. A agência espacial russa tem isso em mente para ajudar em sua decisão de onde seus cosmonautas pousarão em nosso satélite natural no futuro. Tal mapa, usando imagens estereoscópicas, terá resolução entre dois e três metros por pixel, e permitirá um melhor entendimento das estruturas lunares e suas origens. Esse tipo de mapa tem vantagens sob os atuais mapas "planos" que temos da Lua, incluindo maiores detalhes e mais precisão quanto à altura das elevações do terreno lunar. SpaceX levará cargas à estação Gateway com uma nave Dragon modificada Conceito da DragonXL (Imagem: SpaceX) A empresa de Elon Musk foi a primeira escolhida pela NASA para entregar cargas experimentais e suprimentos à estação orbital Gateway, que ficará ao redor da Lua. Para isso, a SpaceX revelou que desenvolverá uma nave "nova mas nem tanto" — uma Dragon modificada, na verdade, chamada DragonXL. Ela será capaz de transportar mais de 5 toneladas à órbita lunar. Constelação de satélites OneWeb sob ameaça (Imagem: OneWeb) Apenas uma semana depois de seu terceiro lançamento, contendo 34 satélites no lote, a OneWeb de um passo para trás em seus planos de inaugurar uma constelação de satélites de internet ao redor da Terra. A empresa, concorrente do projeto Starlink, da SpaceX, entrou com pedido de falência nos EUA e está demitindo alguns de seus funcionários. O motivo? De acordo com seu CEO, seria os impactos econômicos causados pelo novo coronavírus. Contudo, a empresa não está fechando as portas. A OneWeb acionou um capítulo específico da lei de falência do país, um que permite às empresas com dificuldades financeiras continuarem operando normalmente, sob o controle de um tribunal, enquanto os prazos para pagar suas dívidas são adiados ou negociados. Rússia adia lançamentos de 2020 A Roscosmos decidiu mudar seu cronograma de lançamentos deste ano, também por causa da pandemia do novo coronavírus. A agência espacial russa mexeu na programação de cerca de 40 missões, e também decidiu adiar a construção do Centro Espacial Nacional Russo, cuja finalização estava programada para dezembro de 2022. Agora, a nova previsão de conclusão está para o ano de 2023. Agora, vamos às notícias científicas mais importantes relacionadas à COVID-19! Imagens reais do coronavírus em ação Todo mundo está falando sobre ele, mas você já viu o novo coronavírus como ele é de verdade? O Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) dos EUA proporcionou ótimas imagens que mostram o vilão do momento. As imagens foram obtidas com a ajuda de microscópios eletrônicos de varredura e transmissão, a partir de uma amostra do vírus em um paciente real. Abaixo, é possível ver as proteínas conhecidas como “spike”, que, juntas, formam a “coroa” (corona) que dão nome ao patógeno. É com essas estruturas que ele se agarra às membranas celulares e se transporta ao interior delas. (Imagem: Reprodução/NIAID-RML) Essa outra mostra o novo coronavírus em amarelo, na superfície das células cultivadas em laboratório. (Imagem: Reprodução/NIAID-RML) Já nesta, uma horda de SARS-CoV-2 aparece como pequenas esferas roxas, saindo da membrana celular ao fim do ciclo de replicação. (Imagem: Reprodução/NIAID-RML) Aqui, os coronavírus estão em amarelo novamente, emergindo da superfície das células cultivadas em laboratório. (Imagem: Reprodução/NIAID-RML) Quando o novo coronavírus consegue penetrar no interior da célula, ele a obriga a replicar seu material genético milhares de vezes. Essas duas imagens ilustram bem esse processo. (Imagem: Reprodução/NIAID-RML) Sozinha, hidroxicloroquina não é eficaz contra o coronavírus Um novo estudo chinês mostra que pacientes de COVID-19 tratados com hidroxicloroquina (sozinha) e os que não receberam a droga tiveram resultados semelhantes no combate à doença. O mesmo estudo também mostra que os cuidados convencionais, como repouso, inalação com oxigênio e uso de medicamentos antivirais foram eficazes na maioria dos casos. Resumo da ópera? Ainda são necessárias mais pesquisas para concluir se esta droga realmente traz benefícios, além de descobrir seus riscos a quem recebê-la Tratamentos em estudo no Brasil Instituições diversas, incluindo o Hospital Israelita Albert Einstein, o HCor, o Hospital Sírio Libanês e a Rede Brasileira de Pesquisa em Terapia Intensiva (CRICNet), com suporte do Ministério da Saúde, firmaram uma parceria chamada Coalizão COVID Brasil para iniciar pesquisas e testes contra o coronavírus. A iniciativa conta com entre 40 e 60 hospitais de todo o país na realização de três pesquisas iniciais, com o objetivo de avaliar a eficácia de medicamentos como a hidroxicloroquina, a azitromicina e corticoides em pacientes com diagnóstico positivo para a COVID-19. Neste primeiro momento, a Coalizão focará seus estudos em pacientes com quadros menos graves, porém já internados por conta da doença. Neles, será avaliado se a hidroxicloroquina é eficaz na melhora do quadro respiratório, e outros testes também tentarão descobrir se a associação com azitromicina se mostra eficaz. 630 pacientes serão investigados nesta etapa. A segunda fase prevê testes com casos mais graves, que necessitam de maior suporte respiratório, contando com mais 440 pacientes. Já o terceiro estudo avaliará a efetividade da dexametasona, uma medicação com ação anti-inflamatória, para pacientes com insuficiência respiratória grave, que necessitam de suporte de aparelhos (ventilador mecânico) para respirar. Nesta pesquisa, serão incluídos 284 pacientes. Os resultados devem estar disponíveis em 60 a 90 dias. Terapia com células-tronco contra a COVID-19 Já no Rio de Janeiro, a UFRJ montou um grupo de pesquisadores para desenvolver uma terapia com células-tronco a pacientes com quadros críticos — aqueles com pulmões inflamados e que não respondem aos procedimentos usuais. Nos EUA, sangue de pessoas curadas será usado como tratamento Enquanto isso, os EUA testam uma outra abordagem: o FDA (equivalente à Anvisa do Brasil) confirmou que médicos de todo o país poderão usar o plasma do sangue doado por ex-portadores do coronavírus no tratamento da COVID-19. A ideia é testar este método em pacientes que estão em estado grave devido à doença. O tratamento, conhecido como plasma convalescente, já foi usado anos atrás, como na pandemia de gripe que aconteceu em 1918, época que antecedeu as vacinas modernas e as drogas antivirais. De acordo com especialistas no assunto, essa pode ser uma das maiores esperanças no tratamento da nova doença até que terapias mais sofisticadas sejam desenvolvidas — o que pode levar bastante tempo. Inicialmente, este tratamento experimental será empregado apenas naqueles pacientes com sério risco de morte. Caso os resultados sejam seguros e efetivos, o método poderá ser testado também antes de os sintomas começarem a ficar graves. Leia também: Testes de COVID-19 na Islândia mostram que metade dos infectados é assintomática Quanto tempo pode durar a pandemia da COVID-19? Isolamento vertical ou horizontal: como o lockdown ajuda a combater a COVID-19 Coronavírus: qual a diferença entre COVID-19, SARS e MERS? Veja como fica o pulmão de um paciente com sintomas graves de COVID-19 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 TIM, Vivo e Oi permitem troca de chip remota na pandemia do novo coronavírus Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Veja Mais

Durante pronunciamento de Bolsonaro, BH registra panelaço; veja os vídeos

O Tempo - Política Manifestações foram realizadas durante discurso sobre a pandemia e seus efeitos na economia brasileira Veja Mais

Mandetta diz que ministério prepara protocolo que vai indicar máscaras também para quem não tem sintomas de coronavírus

Glogo - Ciência Atualmente, órgãos de saúde só recomendam o uso por profissionais da saúde e por pessoas que estão com sintomas. Ministério da Saúde prepara recomendação para ampliar o uso de máscaras Pessoas que não trabalham diretamente na área da saúde ou que não têm os sintomas da Covid-19 devem receber a indicação para o uso de máscaras em algumas situações, de acordo com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O ministro disse nesta terça-feira (31) que sua equipe prepara um protocolo que vai indicar diretrizes para produção das máscaras com TNT e também orientação para o uso do equipamento. Atualmente, o Ministério da Saúde recomenda que apenas profissionais de saúde e pessoas com coronavírus ou com sintomas devem usar as máscaras. A restrição na indicação do uso vem sendo justificada por causa do risco de a manipulação inadequada das máscaras ampliar a transmissão e também pela escassez do produto no mercado nacional. Por causa da falta do item, o próprio Ministério da Saúde já tinha dito que máscaras caseiras poderiam ser utilizadas por pessoas que estão com sintomas. A alternativa caseira busca deixar que as máscaras cirúrgicas - que estão em falta - sejam usadas somente para profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e atendentes em geral). Máscaras cirúrgicas devem ser usadas somente por profissionais da saúde Reprodução/TV Globo Nesta terça, Mandetta sinalizou que estuda contar com outro tipo de máscara no esforço de contenção do coronavírus para a população em geral e para apoio a profissionais de outras áreas. "A gente mandou pesquisar primeiro, para saber se ela tem eficácia, ela serve perfeitamente bem", disse Mandetta. O ministro disse ter conversado com a indústria têxtil para uma "grande articulação" que permita que o item seja oferecido para pessoas que precisam "de reforço de barreira por conta da profissão". "A gente vai fazer esse protocolo, vai divulgar, para a gente usar no ônibus, no ir e vir, pessoal que está na parte de menor contato, que fica mais na questão do isolamento social, mais no distanciamento, mas que precisa de reforço de barreira por conta da profissão, por conta da atividade." - Mandetta, ministro da Saúde Máscaras feitas de TNT Divulgação O ministro incluiu as máscaras de TNT (tecido não tecido) entre os itens que são necessários para enfrentar a epidemia, como a organização do transporte público, oferta de respiradores, telemedicina e mapeamento dos casos pelo Brasil, entre outros. VÍDEOS: incubação, sintomas e mais perguntas e respostas BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações SINTOMAS: febre, tosse e dificuldade de respirar, entenda em detalhes "O que a gente acha também é que (a oferta de máscaras) vai ser mais uma das condicionantes para que a gente possa abastecer o sistema de saúde e ao mesmo tempo manter um padrão social equilibrado em relação a essas questões", disse Mandetta. Máscaras no mundo Nesta terça (31) o jornal Washington Post informou que funcionários do Centro de Controle e Prevenção a Doenças (CDC) dos Estados Unidos estão considerando alterar orientações oficiais sobre o uso de máscaras simples para todas as pessoas, inclusive as que não manifestaram sintomas da Covid-19. No entanto o CDC não divulgou nenhuma nota oficial sobre o assunto, e as recomendações nos EUA sobre o uso de máscaras se mantêm somente para profissionais de saúde e pessoas que apresentam sintomas. Especialistas ouvidos pelo jornal informam que o uso de máscaras simples, até mesmo feitas de pano, podem ajudam a achatar a curva de transmissão e diminuir o número de casos. Na Áustria, o governo passou a exigir que funcionários e consumidores passem a utilizar máscaras cirúrgicas obrigatoriamente em supermercados, como uma tentativa de diminuir a disseminação da Covid-19 no país. O chanceler do país informou à Reuters que as máscaras serão entregues em supermercados a partir de quarta-feira (1). Máscaras só devem ser usadas por profissionais de saúde e os contaminados Médicos falam sobre uso de máscaras contra o coronavírus Initial plugin text Veja Mais

Santas Casas pedem ajuda de empresários e população para enfrentar coronavírus

O Tempo - Mundo Iniciativa é da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais (Federassantas); Minas tem 316 unidades de saúde que representa 70% das internações Veja Mais

TJ-RS proíbe corte de serviços de telecomunicações em todo o país

TJ-RS proíbe corte de serviços de telecomunicações em todo o país

R7 - Economia celular iphone Tatyana Makeyeva/Reuters - 28/09/2018   O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) proibiu o corte de serviços de telecomunicações por falta de pagamentos em todo o país. A decisão, em caráter liminar, foi concedida em uma ação civil pública do Fórum Nacional de Entidades Civis de Defesa do Consumidor e cita as empresas Claro, Oi, TIM e Vivo. Na decisão, a juíza Debora Kleebank, da 15ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, afirma que o estado de calamidade pública, decretado em razão da pandemia do novo coronavírus, justifica que o pedido seja aceito. Segundo ela, os impactos econômicos da crise vão atingir os trabalhadores autônomos, o que "culminará na elevação do número de inadimplentes, gerados pelo quadro de recessão imposto". "Desta forma, diante da gravidade do atual quadro e em razão das dificuldades financeiras impostas pelo isolamento determinado, é óbvio que a manutenção de qualquer cláusula que permita o corte do serviço de comunicação por inadimplência de serviço essencial vai de encontro à política estabelecida pelo Poder Público, devendo ser vedada, pelo menos enquanto perdurar o estado de calamidade", diz o despacho. A juíza destaca a necessidade de resguardar a continuidade dos serviços essenciais de telefonia, como telefonia móvel e internet. Além de proibir cortes, a juíza determinou o restabelecimento dos serviços que já foram interrompidos por falta de pagamentos enquanto perdurar a pandemia, "sob pena de multa diária no valor de R$ 10.000,00". Veja Mais

Veja o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira

O Tempo - Política O presidente da República fará um pronunciamento nesta terça-feira, às 20h30. O tempo previsto é de oito minutos Veja Mais

Filme sobre greve de Contagem na ditadura estreia online nesta terça (31); veja

O Tempo - Diversão - Magazine No dia em que se completam 56 anos do golpe de 64, documentário será disponibilizado no YouTube Veja Mais

Samsung vai encerrar produção de telas LCD no final deste ano

G1 Economia Empresa disse que irá aplicar recursos para produzir linha de telas mais avançadas. Samsung apresenta TV 8K QLED na CES 2019. Telas mais tecnológicas serão foco da empresa. Thiago Lavado/G1 A Samsung decidiu parar de produzir telas de cristal líquido (LCD) na Coreia do Sul e na China até o final deste ano, afirmou uma porta-voz da companhia nesta terça-feira (31). A empresa tinha informado em outubro a suspensão de uma das duas linhas de produção de LCD na Coreia do Sul em meio à queda na demanda pelo produto e excesso de oferta. Na época, a empresa havia anunciado investimento de US$ 10,7 bilhões em instalações e pesquisa para atualizar uma linha de produção. Os recursos, a serem aplicados ao longo de cinco anos, serão focados em conversão de uma das linhas coreanas de LCD em uma capaz de produzir telas mais avançadas, com tecnologia "ponto quântico. A rival da Samsung, LG, anunciou este ano que vai parar de produzir telas LCD na Coreia do Sul até o final de 2020. Veja Mais

Bolsonaro indica que Mandetta está mantido no cargo

O Tempo - Política Presidente também afirmou que ajuda de R$ 600 ainda não tem previsão de ser sancionada Veja Mais

Amazon demite funcionários após protesto sobre condições de higiene

Amazon demite funcionários após protesto sobre condições de higiene

Tecmundo Em uma entrevista à Bloomberg, um ex-funcionário da Amazon alegou que, após liderar um protesto contra as condições de higiene e segurança da empresa frente à atual pandemia de covid-19, foi demitido nesta segunda-feira (30) junto com outros 60 funcionários que se uniram à causa. Chris Smalls, ex-gerente júnior do centro de atendimento de Staten Island, distrito da cidade de Nova Iorque, afirmou que o grupo queria apenas que a empresa fizesse uma limpeza adequada no local.Leia mais... Veja Mais

Tecnologias médicas ajudam o grupo de risco no combate à COVID-19

Tecnologias médicas ajudam o grupo de risco no combate à COVID-19

canaltech Desde que as notícias sobre o novo coronavírus começaram a circular, entendemos que os principais afetados pela doença que ele causa, a COVID-19, são os idosos e pessoas com problemas de saúde pré-existentes. Para este público-alvo, as medidas de segurança precisam ser redobradas, assim como o atendimento médico deve ser, mais do que nunca, prioritário. Felizmente, temos em mãos tecnologias que podem ajudar médicos e outros profissionais da área de saúde nessa missão. Uma dessas iniciativas é o dandelin, que está presente no mercado desde 2018, que criou uma série de medidas para informar e conscientizar a população sobre o novo coronavírus. O serviço é uma healthtech com foco no agendamento de consultas médicas, que está trabalhando na desaceleração do contágio, evitando que o sistema de saúde fique sobrecarregado e deixe pessoas sem o tratamento adequado.  Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Imagem: Divulgação/dandelin Para isso, o app agora irá incluir um selo de médicos indicados para pacientes com sintomas da COVID-19. Sendo assim, profissionais como infectologistas, clínicos gerais e otorrinolaringologistas que se dispuserem a atender esses casos terão um selo especial ao lado de seu nome. O mais interessante é o foco no grupo de risco, que não terá a mensalidade cobrada quando uma consulta for efetuada, com o paciente recebendo ainda uma cartilha informativa, máscaras, luvas e álcool em gel.  -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O app é capaz de atender 107 pessoas por dia, incluindo os médicos que contam com o novo selo para o coronavírus, chegando a três mil atendimentos mensais. O dandelin possui cerca de três mil usuários e 800 médicos em mais de 60 especialidades diferentes. Mára Rêdiggollo, COO e cofundadora do aplicativo, diz que esse crescimento é o reflexo das demandas de usuários sobre diferentes alternativas no mercado da saúde. "No sistema do dandelin um ajuda o outro, assim a nossa rede cresce e nosso propósito ganha forças. Mais de 360 mil casos: pandemia do coronavírus está se acelerando, afirma OMS Outra tecnologia que vem auxiliando uma parte das pessoas do grupo de risco é a TeleHelp. A empresa, que é pioneira no Brasil em teleassistência e que atua com foco nos idosos, pode ser essencial no cuidado de quem faz parte do grupo de risco da COVID-19. Disponível em 24 estados e 321 cidades, a TeleHelp oferece, 24 horas por dia, apoio aos idosos não só em tarefas do dia a dia, como também em situações de emergência.  José Carlos Vasconcellos, fundador da empresa, que surgiu há 14 anos, conta que o objetivo da TeleHelp é permitir que pessoas acima dos 60 anos consigam morar sozinhas, com independência e autonomia. "Além do apoio ao dia a dia por meio de uma tecnologia simples e intuitiva, também oferecemos muito mais tranquilidade à família", diz. Imagem: Divulgação/TeleHelp O serviço faz a instalação de um sistema dentro da residência do paciente, sendo possível acessar a central apenas apertando um botão de emergência que pode ficar em pulseiras ou colares. Assim que a central é acionada, o atendente faz o contato por viva voz para entender a necessidade da emergência, enviando uma ajuda especializada. No caso da COVID-19, os idosos que sentirem sintomas graves, como a falta de ar e dor nos pulmões, pode requisitar a emergência e aguardar a chegada da ajuda que irá levá-los a um hospital. Intel promete doar um milhão de itens de proteção para combate ao coronavírus Até o momento, a TeleHelp já conta com cerca de 12 mil clientes, realizando mais de 400 mil atendimentos. Os pacientes podem adquirir o serviço em planos que custam entre R$ 149 a R$ 269 ao mês.           Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Veja como fica o pulmão de um paciente com sintomas graves de COVID-19

Veja como fica o pulmão de um paciente com sintomas graves de COVID-19

canaltech Se você estiver acompanhando o noticiário do novo coronavírus (SARS-CoV-2), já sabe que um dos principais sintomas graves da COViD-19 é a falta de ar. Mas, afinal o que acontece dentro do pulmão de quem contrai a doença, que leva alguns dos pacientes ao óbito? Para ajudar médicos (e curiosos) a compreenderem como a patologia se desenvolve, o George Washington University Hospital gravou essa evolução em vídeo. A partir de imagens em 3D feitas por tomografia computadorizada com Realidade Virtual (VR), os médicos norte-americanos do hospital gravaram o vídeo do pulmão com auxílio de uma tecnologia normalmente usada em exames de câncer e para o planejamento de cirurgias. Esse foi o seu primeiro uso no combate ao novo coronavírus. Médicos capturam imagem de paciente internado com COVID-19 (Foto: Reprodução/ George Washington University) Quanto tempo pode durar a pandemia da COVID-19? Nas imagens, podem ser vistos os danos aos pulmões de um homem de 59 anos até então saudável e que, somente, apresentava pressão alta. No vídeo, é provado que as palavras para descrever os sintomas comuns, como tosse e falta de ar, não conseguem captar o impacto real dessa doença no corpo. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- No momento da obtenção dessas imagens, o paciente estava internado na UTI do hospital, em estado crítico. Responsável pelo caso, Keith Mortman, chefe de cirurgia do hospital, informou em entrevista à CNN que os pulmões do paciente já não funcionam adequadamente. Desde que ficou gravemente doente, o paciente precisou de um ventilador respiratório que o ajudava a manter sua respiração em funcionamento. No entanto, o homem também precisa de outra máquina responsável por circular e oxigenar seu sangue. "Este não é um paciente diabético, imunossuprimido, com 70, 80 anos de idade", explica o médico Mortman. "Além da pressão alta, ele não tem outros problemas médicos significativos... Se repetirmos as imagens em VR agora, ou seja, uma semana depois, há uma chance que a infecção e o processo inflamatório sejam piores", escalare o médico sobre a piora do caso.   Coalizão COVID Brasil: governo e mais de 40 hospitais testam novos tratamentos O que a imagem nos revela? As áreas em amarelo, no vídeo, representam as partes do pulmão infectadas e inflamadas, mais nas extremidades, explica Mortman. Isso porque quando os pulmões enfrentam uma infecção viral, o órgão começa a "selar" o vírus. A partir da varredura do órgão, é fácil perceber que o dano não está localizado em uma única área, mas abrange faixas de ambos os pulmões, mostrando a rapidez e a agressividade da infecção, mesmo em pacientes mais jovens, já que um paciente com pulmões saudáveis e sem a COVID-19 ​​não teria nenhum ponto amarelo. "Para esses pacientes que apresentam essencialmente insuficiência respiratória progressiva, o dano aos pulmões é rápido e generalizado", comenta Mortman. "Infelizmente, uma vez danificados nesse grau, os pulmões podem demorar muito para cicatrizar. Em cerca de 2% a 4% de pacientes com COVID-19, o dano é irreversível e eles sucumbem à doença", conclui o médico. No caso dos pacientes que sobrevivem, eles precisam ainda lidar com as sequelas dessa infecção que pode ser a fibrose pulmonar. Ela ocorre quando o tecido pulmonar é danificado, como no caso de uma infecção, e em sua recuperação se formam cicatrizes, as fibroses, que endurecem os tecidos do órgão, prejudicando a elasticidade e dificultando a respiração.  Coronavírus em tempo real: mapa interativo mostra regiões mais afetadas do globo COVID-19 e as sequelas O coronavírus entra, principalmente, pela muscosa nasal do paciente, até chegare ao pulmão. Para tentar controlar a infecção, o corpo provoca uma reação inflamatória, que nada mais é do que a resposta imunológica, tentando proteger suas estruturas. "Você tem esse processo inflamatório [representado pelas manchas amareladas] bastante forte nos pulmões na tentativa do corpo de controlar a infecção", comenta Mortman. Nesse caso, a inflamação impede que os pulmões sejam capazes de oxigenar o sangue e remover o dióxido de carbono, o que faz com que um paciente ofegue e inale muito mais ar para equilibrar os níveis de oxigênio e dióxido de carbono no corpo. "Queremos entendê-lo da melhor maneira possível. Este foi nosso primeiro paciente, mas tenho certeza de que ele é o primeiro do que provavelmente se tornará muitos [casos] nas próximas semanas", completa o médico sobre as perspectivas de piora no cenário dos Estados Unidos nos próximos dias. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Maia cobra sanção e repasse do auxílio emergencial aprovado pelo parlamento

O Tempo - Política Presidente da Câmara afirma que prazo de 16 de abril para ajuda financeira contra o coronavírus não é razoável Veja Mais

FGTS: 530 mil trabalhadores vão receber R$ 896,4 milhões no 1º lote do saque-aniversário que começa amanhã

G1 Economia No saque-aniversário, trabalhador poderá fazer uma retirada por ano de parte do valor das contas do Fundo de Garantia. Saques podem ser feitos pela internet, sem necessidade de ir a uma agência. Tire dúvidas sobre o saque de aniversário do FGTS A Caixa Econômica Federal anunciou que 530 mil trabalhadores vão receber o pagamento do saque-aniversário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) no primeiro lote, que começa nesta quarta-feira (1). Eles nasceram em janeiro e fevereiro e optaram por essa nova modalidade de saque até o último dia do mês de seu aniversário. O trabalhador que optar pelo saque-aniversário continuará a ter direito à multa de 40% em caso de demissão, mas perderá o direito ao saque-rescisão, isto é, não poderá retirar o saldo total de sua conta do FGTS caso seja demitido. O valor é de mais de R$ 896,4 milhões, que serão disponibilizados na data escolhida no momento da adesão: no dia 1 de abril serão disponibilizados R$ 367,5 milhões a 243,9 mil trabalhadores. Já no dia 13 de abril (tendo em vista que o dia 10 não é útil), 286,2 mil trabalhadores terão disponíveis R$ 528,9 milhões. A diferença é que, ao optar pelo 10º dia, o valor contemplará juros e atualização monetária do mês de recebimento. Os saques podem ser feitos pelo App FGTS, pelo site do FGTS e pelo internet banking da Caixa – não é preciso ir até uma agência bancária. Saiba tudo sobre a liberação dos saques do FGTS No saque-aniversário, o trabalhador poderá fazer uma retirada por ano de parte do valor das contas do Fundo de Garantia de acordo com o mês em que nasceu. Veja calendário abaixo: Nascidos em janeiro e fevereiro – saques de abril a junho de 2020; Nascidos em março e abril – saques de maio a julho de 2020; Nascidos em maio e junho – saques de junho a agosto de 2020; Nascidos em julho – saques de julho a setembro de 2020; Nascidos em agosto – saques de agosto a outubro de 2020; Nascidos em setembro – saques de setembro a novembro de 2020; Nascidos em outubro – saques de outubro a dezembro de 2020; Nascidos em novembro – saques de novembro de 2020 a janeiro de 2021; Nascidos em dezembro – saques dezembro de 2020 a fevereiro de 2021; A partir de 2021, o saque ocorrerá no mês do aniversário do trabalhador. Dos trabalhadores que receberão os valores em abril, 76% optaram pelo crédito em conta bancária. Os que não indicaram uma conta bancária poderão fazer o recebimento dos valores nos terminais de autoatendimento da Caixa ou nas casas lotéricas, mas ainda podem mudar de ideia e optar pelo crédito em conta. Para os nascidos em janeiro e fevereiro que registraram a opção pelo saque até o último dia do mês de seu aniversário e não indicaram uma conta bancária para receber os valores, ainda podem voltar no App FGTS e cadastrar uma conta de qualquer banco, até o dia 23 de junho. O crédito na conta indicada será feito em até 5 dias úteis após esse cadastramento, sem nenhum custo e sem necessidade de deslocamento do trabalhador. Veja calendário de cadastro de contas: Datas limite para cadastro de conta bancária no app FGTS Reprodução Adesão deve ser no mês do aniversário Para receber o percentual anual do Fundo de Garantia, os trabalhadores devem informar sua escolha até o fim do mês de seu aniversário para receber no mesmo ano de adesão. Quem perder o prazo pode fazer a adesão, mas só passará a receber no ano que vem. Assim, os nascidos de abril até dezembro ainda podem fazer a adesão para ter direito aos valores ainda neste ano. Quem nasceu entre janeiro e março e ainda não aderiu só vai poder fazer o saque a partir de 2021. De acordo com a Caixa Econômica Federal, até o dia 27 de março, mais de 3 milhões de pessoas haviam aderido ao saque-aniversário – a adesão começou no dia 1º de outubro do ano passado. As retiradas do saque-aniversário para os nascidos em janeiro e fevereiro vão até o dia 30 de junho. Caso o recebimento dos valores não seja efetuado até a data limite, eles voltam para as contas do FGTS devidamente corrigidos pelas mesmas regras do fundo. O saque-aniversário não tem relação com o saque imediato de até R$ 500 e R$ 998, cujo pagamento terminou nesta terça-feira (31). O saque-aniversário só valerá para o trabalhador que comunicar à Caixa que quer receber os valores anualmente. Do contrário, ele só poderá sacar o FGTS nas situações previstas em lei, entre elas compra da casa própria, aposentadoria e demissão sem justa causa – veja aqui todas as situações. Os valores ficam disponíveis para saque por um período de três meses, a contar do primeiro dia útil do mês de nascimento. Por exemplo: se a data de aniversário for dia 10 de março, o trabalhador terá de 1º de março até o último dia útil de maio para efetuar o saque. Caso o trabalhador não saque esse recurso, ele volta automaticamente para a sua conta no FGTS. Em caso de arrependimento, o trabalhador poderá retornar ao saque-rescisão. Mas a migração só ocorrerá dois anos após a data da adesão ao saque-aniversário. Assim, se ele aderir nesta terça-feira, ele poderá retornar ao saque-rescisão em 2022 e terá direito aos valores depositados na conta no FGTS a partir do fim do período de carência da migração (do 25º mês em diante). Se o trabalhador for demitido enquanto está retirando o saque anual, a conta se torna inativa – o trabalhador não poderá sacar todos os recursos da conta referente àquele emprego, somente o valor da multa rescisória de 40% sobre o valor total da conta. Ou seja, o saque do valor total só será liberado de forma imediata para o trabalhador que for demitido se ele não aderir ao modelo de saque anual. Além disso, se o trabalhador estiver no saque-aniversário e for demitido poderá continuar sacando os valores do FGTS anualmente. E, se optar pelo saque-aniversário, continuará tendo direito à retirada o saldo do FGTS para a casa própria, em caso de doenças graves, de aposentadoria e de falecimento do titular e para as demais hipóteses previstas em lei para o saque. Quem preferir ficar no saque-rescisão e ter direito a sacar o saldo integral em caso de demissão não precisa fazer nada. Limites de retirada Nos saques anuais do FGTS haverá limite de retirada. O valor do saque anual será um percentual do saldo da conta do trabalhador. Para contas com até R$ 500, será liberado 50% do saldo, percentual que vai se reduzindo quanto maior for o valor em conta. Para as contas com mais de R$ 500, os saques serão acrescidos de uma parcela fixa. Portanto, os cotistas com saldo menor poderão sacar anualmente percentuais maiores. Limite dos saques anuais do FGTS Reprodução/Ministério da Economia Por exemplo: quem tem R$ 750,00 na conta do FGTS recebe 40% de R$ 750, que são R$ 300, mais a alíquota adicional de R$ 50, totalizando R$ 350. Quem tem R$ 25.000 na conta recebe 5% de R$ 25.000, que dá R$ 1.250, mais a alíquota adicional de R$ 2.900, que dá o total de R$ 4.150. Quem tem R$ 100.000 recebe 5% de R$ 100.000, que dá R$ 5.000, mais a alíquota adicional de R$ 2.900, que dá o total de R$ 7.900,00. À medida que os saques vão sendo feitos, o saldo diminui, aumentando o valor que pode ser sacado. Veja Mais

Trompetista americano Wallace Roney morre por complicações da Covid-19

O Tempo - Diversão - Magazine Músico teve aulas com o lendário Miles Daves e morava em Nova York Veja Mais

Deputados federais apresentam PL para reduzir impactos da pandemia na cultura

O Tempo - Diversão - Magazine Complementação de renda e fomento às atividades online estão entre as propostas; expectativa é que Projeto de Lei seja votado na semana que vem Veja Mais

Plenário - Sessão virtual de votações - 31/03/2020 18:44

Plenário - Sessão virtual de votações - 31/03/2020 18:44

Câmana dos Deputados Sessão para a votação de propostas legislativas Propostas analisadas: ✔️REQ 515/2020 - Requeiro a V. Exa. , nos termos artigo 155 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, urgência para apreciação do PL ______1161___________, do Sr. Efraim Filho e outros que “Garante piso de transferência de recursos do FPE e do FPM devido aos efeitos financeiros provocados pela pandemia do Coronavírus (COVID-19)”. - Aprovado, por unanimidade, o Requerimento de Urgência (Art. 155 do RICD). ✔️REQ 529/2020 - Requeiro que o PL 985/2020 tramite sob o regime de urgência. - Aprovado, por unanimidade, o Requerimento de Urgência (Art. 155 do RICD). ✔️PLP 232/2019 - Dispõe sobre a transposição e a transferência de saldos financeiros, provenientes de repasses federais, nos Fundos de Saúde dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. - Aprovada a Emenda do Senado Federal ao Projeto de Lei Complementar nº 232-A, de 2019. Sim: 487; não: 2: total: 489. ✔️PL 668/2020 - Dispõe sobre a proibição de exportações de produtos médicos, hospitalares e de higiene essenciais ao combate à epidemia de Coronavírus no Brasil. - A proposta foi aprovada nesta comissão ✔️MPV 903/2019 - Autoriza a prorrogação de contratos por tempo determinado do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. - A matéria vai ao Senado Federal, incluindo o processado (MPV 903-A/2019). Veja mais: https://www.camara.leg.br/evento-legislativo/59536 Veja Mais

Vocalista do The Hives revela suspeita de coronavírus em anúncio da banda

R7 - Música Banda liberou show completo para manter os fãs entretidos na quarentena Veja Mais

GABIGOL AINDA TEM FUTURO NA EUROPA? Veja a discussão do Debate Final

GABIGOL AINDA TEM FUTURO NA EUROPA? Veja a discussão do Debate Final

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br Baixe o APP! http://bit.ly/yt_cnbra ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #FOXSports Veja Mais

10 invenções da ficção científica que se tornaram realidade

10 invenções da ficção científica que se tornaram realidade

Tecmundo A ficção científica é uma das maiores fontes de inspiração quando se pensa no futuro. Livros, filmes e séries previram cenários apocalípticos, viagens interestelares, carros voadores e muitas outras coisas. Aos poucos, algumas delas acabaram se tornando realidade. Por isso, confira 10 invenções que surgiram primeiro na mente de visionários da ficção:Hoje o aparelho é praticamente uma extensão de nossos braços, mas eles surgiram apenas em 1973, ainda no formato “tijolão” – a saber, trata-se do Motorola DynaTAC, que pesava mais de 1 kg! Por anos, achava-se que a inspiração teria sido a série clássica de Star Trek, mas, em 2015, o criador Martin Cooper falou que a ideia surgiu após ler uma revistinha do Dicky Tracy, que trazia um rádio bidirecional de pulso, uma espécie de comunicador semelhante a um celular. Mas não dá para descondierar os efeitos do Capitão Kirk nessa novidade.Leia mais... Veja Mais

Apple Watch pode receber modo para crianças com o WatchOS 7

Apple Watch pode receber modo para crianças com o WatchOS 7

Tecmundo A Apple pode lançar um modo especial de uso para o Apple Watch que otimiza a experiência com o relógio para crianças. A novidade foi descoberta nos códigos do WatchOS 7, nova versão do sistema do vestível que deve ser lançada futuramente pela empresa de Cupertino.De acordo com os detalhes, o modo para crianças contará com opções de controle parental. Assim, um adulto poderá configurar o uso do relógio inteligente e receber detalhes sobre como o dispositivo está sendo utilizado.Leia mais... Veja Mais

Barroso proíbe que Bolsonaro faça campanha para população furar isolamento

O Tempo - Política Ministro do STF acolheu pedido da Rede contra a campanha 'O Brasil Não Pode Parar' Veja Mais

Flexibilização de contratos com recursos da União beneficiará 27 mil instrumentos

R7 - Economia A flexibilização dos prazos de processos de contratações com recursos de transferência da União beneficiará cerca de 27 mil instrumentos que já estão em vigor e todos os novos que forem firmados enquanto estiver em validade o decreto de calamidade pública em decorrência da pandemia do novo coronavírus. De acordo com o secretário de gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert, diversos processos já enfrentavam problemas com atrasos em vistorias e prestações de contas nas últimas semanas devido às limitações de mobilidade impostas pelas medidas de enfrentamento à covid-19. "Já tínhamos identificado esse ponto de atenção como uma das prováveis frentes que demandariam medidas e nos últimos dias fomos procurados por parlamentares e representantes de governos estaduais e municipais", disse Heckert ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. Os convênios de que trata a medida dizem respeito a emendas parlamentares ou transferência para os governos regionais decorrentes de políticas públicas dos próprios órgãos do governo federal. Os repasses para esses contratos obedecem a um fluxo de prazo que estabelecem limites de tempo para abertura de licitações, para movimentação financeira e para a comunicação após o encerramento da aquisição. Normalmente, esses convênios e contratos de repasse custeiam obras, compras de equipamentos e a contratação de serviços por Estados e municípios. Em Portaria interministerial publicada nesta terça-feira, o Ministério da Economia e a Controladoria Geral da União decidiram flexibilizar esses prazos de contratos firmados com recursos de transferências da União. Veja Mais

Ao vivo: acompanhe o pronunciamento do presidente Bolsonaro nesta terça-feira

O Tempo - Política Em sua última transmissão em cadeia nacional, presidente defendeu que o país 'volte à normalidade' com a reabertura de comércio em meio à pandemia de coronavírus Veja Mais

Vídeo: tecnologia contra coronavírus prevê quais infectados terão complicações

em - Internacional Pesquisadores chineses e americanos desenvolveram ferramenta para prever quais pacientes infectados com o novo coronavírus podem desenvolver problemas mais graves nos pulmões Veja Mais

CT News - 31/03/2020 (Usuários poderão assistir lives no Facebook sem cadastro)

CT News - 31/03/2020 (Usuários poderão assistir lives no Facebook sem cadastro)

canaltech No episódio de hoje do CT News: em breve, não será necessária uma conta no Facebook para assistir a uma live; como criar uma conta exclusiva para o seu filho no Spotify Kids; boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos e mais. Ouça ao podcast. Veja Mais

Bolsonaro é irresponsável e precisa deixar Mandetta trabalhar, diz Serra

O Tempo - Política Senador por São Paulo ataca o presidente Jair Bolsonaro pelo modo que conduz a crise do novo coronavírus Veja Mais

Chay Suede declara torcida por Manu no paredão

O Tempo - Diversão - Magazine Ator foi namorado da sister e segundo um comentário dela no reality, teria a traído Veja Mais

Milton Nascimento explica “Canção da América” com vídeo de performance emocionante

R7 - Música "Nesses últimos dias parece que o verso 'Qualquer dia amigo, a gente vai se encontrar' faz ainda mais sentido" Veja Mais

Empresas listadas na bolsa perderam R$ 1,1 trilhão em valor de mercado em março

G1 Economia Mês marcou a maior queda da bolsa em mais de 20 anos. Segundo levantamento feito pela Economatica, 281 companhias perderam R$ 1,187 trilhão em março. Painel da B3 - Bovespa Nelson Almeida/ AFP As empresas listadas no principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, perderam R$ 1,187 trilhão em valor de mercado em março, mês em que a Bovespa registrou a sua maior queda desde agosto de 1998. No acumulado de 2020, as 281 companhias de capital aberto perderam R$ 1,561 trilhão, segundo dados da Economatica. A Petrobras lidera a lista de empresas que mais perderam valor de mercado em março, com queda de R$ 160,4 bilhões no período. Logo depois da estatal, estão o Itaú Unibanco (R$ 75 bilhões), Bradesco (R$ 73,2 bilhões), Banco do Brasil (R$ 54 bilhões), Santander (R$ 45,2 bilhões) e Ambev (R$ 41,2 bilhões). Já no ano, as maiores perdas são: Petrobras (R$ 223 bilhões), Bradesco (123 bilhões), Itau Unibanco (116 bilhões), Ambev (R$ 106 bilhões) e Santander (R$ 81 bilhões). Valor de mercado das empresas março Economia/G1 Veja Mais

Restaurante obtém liminar que suspende pagamento de aluguel a shopping de Campinas fechado por conta do coronavírus

G1 Economia Centro de compras informa que tomará as medidas cabíveis assim que for notificado pela Justiça. O dono de um restaurante instalado em um shopping de Campinas (SP) obteve na Justiça uma liminar que suspende o pagamento de aluguel e de um fundo de propaganda enquanto o empreendimento permanecer fechado por conta da pandemia do novo coronavírus - a maioria dos centros de compra da cidade suspenderam as atividades até 30 de abril. Cabe recurso. Shoppings de Campinas fecham ao público Em sua decisão, a juíza Bruna Marchese e Silva, da 8ª Vara Cível de Campinas, reconhece perigo de dano ao empresário caso seja mantida a cobrança, uma vez que ele está impossibilitado de atuar no período. "O perigo de dano consiste no iminente risco de ruína econômica em caso de manutenção do pagamento de aluguel mínimo mensal e fundo de promoção e propaganda nos termos do contrato, ante a impossibilidade da parte auferir rendimentos no citado período. Contudo, no tocante ao pagamento do valor do condomínio, reputo que este não pode ser afastado, uma vez que envolve despesas devidas em razão da manutenção do shopping", destaca a magistrada. Advogado que representa o comércio, a liminar é uma forma para que comerciantes consigam suspender o pagamento "depois de encerradas tentativas de negociações" com os administradores dos centros de compra. “Com a suspensão das atividades, os comerciantes enfrentam dificuldades para pagar seus compromissos e estão buscando renegociações de dívidas e acordos para prorrogar os prazos”, explica o advogado Gustavo Maggioni. Em nota, o Parque das Bandeiras informa que assim que for notificada da decisão, tomará as medidas cabíveis. O centro de compras destaca que já oferece descontos especiais aos lojistas e que trabalha em soluções que auxiliem os operadores durante a crise do Covid-19. Veja nota na íntegra: "O Shopping Parque das Bandeiras informa que tomou conhecimento pela imprensa da liminar em questão e reforça que, assim que for notificada, tomará todas as medidas cabíveis judicialmente. O shopping esclarece ainda que hoje já oferece descontos especiais aos lojistas e reitera que trabalha incansavelmente junto ao governo e à Abrasce para encontrar soluções que auxiliem nossos operadores e minimizem os impactos econômicos do avanço da doença no país." Coronavírus: infográfico mostra principais sintomas da doença Foto: Infografia/G1 Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Campinas Veja Mais

Enem 2020 mantém datas e site divulga regras para provas impressas e digitais

Enem 2020 mantém datas e site divulga regras para provas impressas e digitais

canaltech Em meio à atual pandemia do novo coronavírus, muitos eventos vêm sendo cancelados, até mesmo os que acontecem no segundo semestre, como a Olimpíada de Tóquio, pois a preparação dos participantes fica comprometida nesses tempos de distanciamento social. Essa poderia ser uma justificativa para adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (2020), que acontece em outubro. Mas o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) confirmou nesta terça-feira (31) a realização das provas em outubro, que pela primeira vez, terão versões impressas e digitais. “Eu sei que o coronavírus atrapalha um pouco, mas atrapalha todo mundo. Como é uma competição, está justo”, justifica o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ao lado do presidente do INEP, Alexandre Ribeiro Pereira Lopes, em um vídeo veiculado nas redes sociais. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Vai ter Enem!!! Hoje, o @inep_oficial publicou os editais do Enem Digital e do Enem tradicional. Você que quer uma vaga em uma instituição pública, continue estudando, ainda que em casa. Seu esforço valerá a recompensa. pic.twitter.com/DnwpzpYqp0 — Abraham Weintraub (@AbrahamWeint) March 31, 2020 As inscrições serão registradas entre os dias 11 e 22 de maio e o aluno poderá optar pela prova digital, que terá limite de 100 candidatos. Vale destacar que essa alternativa não tem a ver com distanciamento social e ela está sendo disponibilizada para agilizar o preenchimento e correção. Assim, os estudantes que escolherem a modalidade digital também terão que comparecer ao local do evento — e não será permitido o uso de computador próprio, claro. Quem faltou na edição de 2019 e pretende disputar o Enem 2020 precisa justificar sua ausência entre os dias 6 e 17 de abril. As provas digitais serão aplicadas nos dias 11 e 18 de outubro, enquanto as impressas estão marcadas para os dias 1º e 8 de novembro. Todas as informações estão disponíveis no site enem.inep.gov.br. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Boletim: Brasil tem quase 6 mil casos de COVID-19 e ultrapassa 200 óbitos Pesquisa do Google começa a mostrar animais em realidade aumentada pelo celular Os lançamentos da Netflix em abril de 2020 Relatos de pacientes: como são os sintomas da COVID-19? E o que fazer? Golpe no WhatsApp promete 7 GB de internet móvel grátis Veja Mais

Com orquestra de guitarristas, Casagrande mostra “Parede do Rock” em sua casa

R7 - Música Rita Lee, Slash, Keith Richards, KISS, The Beatles e mais estão na parede do ex-jogador Veja Mais

Produtores de arroz do RS alertam para problema logístico com medidas contra o coronavírus

G1 Economia Estado é o maior principal fornecedor do alimento no país e pediu providências ao Ministério da Agricultura. Colheita de Arroz Aires Mariga/Divulgação A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) afirmou nesta terça-feira (31) que a diminuição de caminhoneiros nas estradas, devido a dificuldades logísticas deflagradas pelas medidas para combater o coronavírus, tem sido um problema para o escoamento da safra, em processo de colheita no principal estado produtor do país. Com a colheita gaúcha atingindo cerca de 50% da safra até a última semana, a Federarroz emitiu nota ao Ministério da Agricultura solicitando providências relacionadas ao transporte e abastecimento do produto no país. Governo cria comitê para monitorar abastecimento Outros setores do agronegócio têm feito reclamações na mesma linha, apesar de atividades agrícolas e de transporte de safras terem sido consideradas essenciais pelo governo federal, com o objetivo de afastar barreiras municipais e estaduais que acabam sendo um problema para a estrutura de escoamento. A principal reclamação é sobre o fechamento de postos de serviços aos caminhoneiros, o que tem elevado custos de transporte, já que muitos caminhoneiros deixam de pegar viagens sem saber se encontrarão infraestrurura no caminho, segundo afirmação da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), que representa o setor de soja. A entidade dos produtores de arroz reforçou ainda, em comunicado, que "um possível desabastecimento dos centros consumidores poderá ocorrer não pela falta de produto, mas sim relacionado à questões logísticas pela falta de frete para transporte desta produção". O Rio Grande do Sul tem safra estimada em mais de 7 milhões de toneladas de arroz, de um total de 10,5 milhões de toneladas no país, segundo dados do Ministério da Agricultura. A entidade disse ainda que, há mais de 30 dias, vem fomentando junto aos produtores do Estado que procedam ao regular escoamento da safra 2019/2020, especialmente porque os produtores precisam entregar arroz para fins de adimplemento das Cédulas de Produto Rural (CPR's) com vencimentos nos meses de março e abril. A maioria dos produtores usam as CPRs como forma de financiar a safra. Initial plugin text Veja Mais

Coronavírus: Maia critica previsão do governo de pagar a partir do dia 16 R$ 600 a informais

G1 Economia Ministro Onyx (Cidadania) disse que pagamento 'provavelmente' começará dia 16. Para Rodrigo Maia, governo consegue pagar antes. 'Sempre vai haver críticas', disse ministro Paulo Guedes. Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados Luis Macedo/Câmara dos Deputados O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta terça-feira (31) a previsão do governo de iniciar somente no próximo dia 16 o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais. Para Maia, já que o auxílio é "emergencial", o pagamento deveria ser feito antes. O presidente da Câmara declarou ainda que o governo tem "toda a condição" de antecipar essa previsão. O pagamento foi aprovado pelo Congresso Nacional em razão dos efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia e será feito por três meses. O governo propôs R$ 200, mas os parlamentares aumentaram o valor durante a votação. Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), "muito provavelmente" o pagamento começará no próximo dia 16 de abril. "A palavra 'emergencial' não me perece, por uma crise do tamanho que a gente está vivendo, que aguardar até 16 de abril é a melhor solução", afirmou Maia. "Acho que o governo tem toda a condição, num trabalho com mutirão, juntando outras estruturas, mesmo de forma remota, que consiga organizar o pagamento dos brasileiros antes de 16 de abril", acrescentou o presidente da Câmara. 'Sempre vai haver críticas' Questionado em entrevista na tarde desta terça sobre a crítica de Rodrigo Maia, o ministro Paulo Guedes, da Economia, afirmou que o programa criado para atender aos trabalhadores informais em razão da crise do coronavírus não existia. "Foi um choque inesperado. Em três semanas e meia, criamos um programa novo", disse. Para Guedes, "sempre vai haver críticas". "Dinheiro não cai do céu", declarou Guedes. Segundo ele, "tem que ter a compreensão de que não é trivial colocar dinheiro nas mãos de 38 milhões de pessoas". O ministro pediu o apoio de Maia para a aprovação de uma PEC emergencial a fim de flexibilizar a Lei de Responsabilidade Fiscal, o que permitiria ao governo, segundo o ministro, agir mais rapidamente. "Tenho certeza de que o presidente Rodrigo Maia quer nos ajudar a aprovar isso. Queremos implementar isso o mais rápido possível", disse. MP dos empregos Maia afirmou que a Câmara aguarda, ainda nesta terça-feira, a edição de uma medida provisória para tratar dos empregos que serão impactados durante a pandemia. Caso o governo não envie a medida, os deputados trabalharão em um texto próprio. O texto assinado pelo governo federal deve permitir a redução da jornada de trabalho de forma proporcional à diminuição dos salários dos funcionários, com a contrapartida do recebimento do seguro-desemprego. "O governo encaminhando hoje [terça, 31], a gente vai trabalhar com a proposta do governo. O governo não encaminhando hoje, a partir de amanhã [quarta, 1º], a gente começa a trabalhar um projeto, os projetos dos deputados, e vamos ver se até sexta-feira a gente vota", disse. Ainda segundo o presidente da Câmara, o ideal é que o Congresso vote a MP enviada pelo Executivo com mudanças incorporadas pela Câmara e pelo Senado. Por se tratar de uma medida provisória, o texto tem validade imediata assim que é publicado pelo governo. Pela Constituição, Câmara e Senado têm até 120 dias para aprovar o texto e torná-lo lei permanente. No entanto, parlamentares têm discutido a possibilidade de mexer nas regras para agilizar a tramitação. PEC do ‘orçamento de guerra’ Sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria um orçamento paralelo para as medidas de combate ao coronavírus, Maia explicou que há um ponto de discórdia com o governo em relação ao texto. Segundo ele, os parlamentares não querem abrir mão de um dispositivo que deixa expresso que o Congresso Nacional terá o poder de controlar os gastos. Pela Constituição, o Parlamento já tem essa prerrogativa de fiscalizar as contas do governo. “Você delega poder [ao governo para gastar], mas o controle – claro, já é do parlamento e precisa ficar expresso na PEC – esse poder, sem dúvida nenhuma, tem que ser do Parlamento e continua sendo do Parlamento. Senão, fica parecendo que o governo tem o poder absoluto para tomar qualquer decisão. Não tem. Ele tem poder de tomar decisão sempre, [mas], com qualquer extrapolação da sua responsabilidade, o Parlamento tendo as condições de fazer o controle. Porque é assim que funciona o sistema democrático”, afirmou. Maia ressaltou, porém, que pretende votar a matéria ainda nesta semana, com ou sem o apoio do governo. “Temos só esse pequeno problema com o governo, que eu espero que a gente possa ter isso resolvido, para que a gente possa votar a matéria também com o apoio do governo e não apesar do governo”, disse. Initial plugin text Veja Mais

13 BILHÕES EM FUNDO: Fifa pretende ajudar clubes pelo mundo

13 BILHÕES EM FUNDO: Fifa pretende ajudar clubes pelo mundo

Fox Sports Brasil Quer saber tudo sobre o melhor do esporte? Acesse nossas redes! http://www.foxsports.com.br ➡ Facebook: http://facebook.com/foxsportsbrasil ➡ Twitter: http://twitter.com/foxsportsbrasil ➡ Instagram: http://instagram.com/foxsportsbrasil Torcemos Juntos! #JogaEmCasa #Fifa #Futebol Veja Mais

Coronavírus: CNJ recomenda punição menor a empresa que descumprir recuperação judicial

G1 Economia Conselho orienta magistrados a avaliarem 'com cautela' medidas como despejo por falta de pagamento. Empresas devem ser autorizadas a refazer plano de quitação de dívidas. O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, nesta terça-feira (31), uma série de recomendações aos juízes e tribunais que atuam em processos de recuperação judicial de empresas, em meio aos impactos econômicos da crise causada pelo novo coronavírus. Pela lei atual, de 2005, o juiz pode, por exemplo, decretar a falência de uma empresa se ela não cumprir as obrigações previstas em seu plano de recuperação. A norma aprovada pelo CNJ abre espaço para a análise de casos concretos. Se os juízes entenderem que a recuperação judicial foi descumprida por conta das regras de quarentena e isolamento social, a orientação é para não aplicar medidas drásticas. O CNJ orienta também que os juízes permitam que as empresas apresentem novos planos de pagamento aos credores "em prazo razoável", desde que elas comprovem que a capacidade de honrar os compromissos foi afetada pela crise criada com a pandemia. Micro e pequenas empresas sofrem com a dificuldade de conseguir crédito As recomendações preveem ainda a fiscalização do cumprimento de obrigações das empresas de forma remota. Também orientam os juízes a avaliar, com "especial cautela", medidas como "decretação de despejo por falta de pagamento". Initial plugin text Veja Mais