Meu Feed

Hoje

Transmissão assintomática da varíola dos macacos é relatada em diversos países

canaltech Estudos por cientistas de diversos países vêm trazendo relatos de transmissão assintomática da varíola dos macacos, além de quadros diferenciados de infecção, não envolvendo, por exemplo, contato sexual. Os casos apresentam características contrárias às da maioria dos casos registrados no surto atual da doença em todo o mundo. Varíola dos macacos é transmitida de humanos para cães, aponta 1º possível caso Varíola dos macacos tem cura? Existe tratamento? Transmissão assintomática da varíola dos macacos nos EUA Um dos pacientes teve seu caso relatado na revista científica Journal of Emerging Infectious Diseases, feito pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. O homem em questão, na casa dos 20 anos de idade, foi diagnosticado com a infecção sem ter tido contato recente com doentes. O paciente estadunidense relata não ter tido contato com ninguém que tivesse sintomas ou feridas da varíola dos macacos (Imagem: MarinaDemidiuk/Envato Elements) Além disso, o paciente não teve histórico de relações sexuais nos três meses anteriores à infecção e permaneceu em locais fechados apenas em viagens de avião e trem. Seu contato mais próximo de pele a pele com outros indivíduos aconteceu 14 dias antes dos sintomas, quando ele foi a um show: o paciente usava calças e uma blusa de manga curta, e muitos participantes vestiam o mesmo. Ele, no entanto, não notou ninguém com lesões ou que parecesse doente. -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Outra característica atípica do caso é que não surgiram outros sintomas além de erupções cutâneas — nem mesmo inchaço dos linfonodos ou febre. As lesões apareceram na área do peito, costas, mãos e lábio, mas não nos genitais, comprovando que o meio de transmissão não foi sexual. Segundo os cientistas, o caso mostra o potencial de propagação do vírus em aglomerações. Pacientes sem sintomas da varíola dos macacos na França Mais um estudo desta semana, desta vez publicado na revista Annals of Internal Medicine, examinou 200 pacientes em um hospital francês, mostrando que 11 dos 13 infectados não desenvolveram sintomas da varíola do macaco após contrair a doença. Isso aumenta as possibilidades da transmissão assintomática estar ocorrendo, ou seja, de indivíduos não saberem que têm a doença pela falta de sintomas. Casos como esses terão de mudar as estratégias das autoridades de saúde em relação à contenção de uma pandemia de varíola dos macacos, segundo cientistas (Imagem: Twenty20photos/Envato Elements) Isso contraria o que já sabíamos sobre a disseminação atual do vírus, já que a Organização Mundial da Saúde (OMS) relatou uma disseminação por encontros sexuais na casa dos 91%. Enquanto o contato prolongado pela pele já era considerado principal forma de contaminação, não foi o caso do paciente estadunidense. Embora se teorize que o vírus pudesse ter fica em alguma superfície nos ambientes que frequentou, isso não tem sido relatado no surto recente, diminuindo essa possibilidade. Casos sem sintomas da varíola dos macacos no Reino Unido Já outro estudo, publicado no periódico British Medical Journal, analisou 197 pacientes no Reino Unido e determinou que somente 25% dos infectados relataram contato com pacientes confirmados da varíola dos macacos. É altamente provável que a transmissão tenha sido assintomática ou paucissintomática, quando há poucos sintomas. Segundo os cientistas, descobertas como essa gerarão implicações sérias para o rastreamento de contatos, mudando as estratégias de instituições de saúde pública e medidas contínuas de controle e isolamento de infecções. Embora mais estudos sejam necessários para entender as especificidades dessas disseminações em comum, já foram acendidos vários alertas sobre as vias de transmissão da varíola dos macacos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Molécula no exame de sangue pode indicar diabetes antes dos primeiros sintomas

canaltech Para possibilitar o diagnóstico precoce do diabetes, uma equipe internacional de cientistas buscou alternativas simples e acessíveis, como um exame de sangue comum. Neste tipo de teste, quando a molécula 1,5-anidroglucitol — um tipo de açúcar — está em concentrações baixas, há um forte indicativo de que a pessoa desenvolverá a doença, mesmo que os sintomas ainda não sejam perceptíveis. Entenda o que é pré-diabetes, diabetes e hiperglicemia Tratamento do diabetes sem insulina? Cientistas dizem que cura pode ser possível Publicado na revista científica Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, o estudo sobre a molécula associado ao diabetes precoce foi liderado por pesquisadores da Universidade de Genebra (Unige), na Suíça. Em fase de testes, novo exame de sangue pode revelar se uma pessoa tem diabetes antes dos sintomas iniciais (Imagem: Seventyfourimages/Envato) O novo exame de sangue já está disponível? "Ainda estamos planejando testar a relevância desse açúcar em diferentes tipos de pacientes e em diferentes escalas temporais, mas deve permitir grandes avanços no acompanhamento de pessoas em risco", explica o cientista Pierre Maechler, um dos autores do estudo, em comunicado. Isso porque, apesar das evidências, mais estudos são necessários até que a análise dessa molécula faça parte dos exames de rotina. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Vale lembrar que, quando a doença é diagnosticada no estágio de pré-diabetes, sua progressão para o diabetes estabelecido pode ser evitada, através de mudanças no estilo de vida e da adoção de atividades físicas. Por isso, medidas que permitam o diagnóstico precoce são tão importantes. Agora, quando a doença não é diagnosticada precocemente e avança sem controle, a pessoa pode enfrentar sérias complicações, como a amputação de pernas ou pés, ou a cegueira. Em casos extremos, a condição pode levar ao óbito. Como funciona o novo teste para o diabetes? “Identificar a passagem do pré-diabetes para o diabetes é complexo", comenta o pesquisador Maechler. Isos porque as células afetadas — que estão espalhadas em quantidades muito pequenas no pâncreas — não podem ser analisadas de uma forma que não seja invasiva. A partir dessa dificuldade, a ideia foi buscar uma molécula que sua concentração estivesse associada com a doença. Inicialmente, análises foram feitas com roedores saudáveis, pré-diabéticos e diabéticos, onde foi possível identificar a importância da ausência da 1,5-anidroglucitol. Molécula pode indicar a doença antes dos primeiros sintomas Após descobrirem a relação entre a molécula e o diabetes em roedores, a equipe buscou alternativas para confirmar a sua relevância para os humanos. Isso foi possível comprovar no mais recente estudo dos cientistas. “Conseguimos observar uma diminuição desse açúcar em pessoas com diabetes. Foi muito motivador, especialmente porque essa redução era observável independentemente dos sintomas e mesmo antes do início do diabetes”, afirma Cecilia Jiménez-Sánchez, uma das autoras do estudo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Homem quebra recorde ao usar interface cérebro-computador por sete anos

canaltech Imagina passar sete anos e três meses da sua vida com um computador interligado ao seu cérebro. Pois é exatamente isso o que tem acontecido com Nathan Copeland, de 36 anos. Na última quarta-feira (17), ele quebrou o recorde de maior tempo que alguém já conseguiu ficar com uma interface cérebro-computador. Computador é capaz de ler cérebro para antecipar as preferências de uma pessoa Cientistas conectam cérebro humano a um computador através das veias Um acidente de carro em 2004 deixou Copeland paralisado do peito para baixo, incapaz de se mover ou sentir seus membros. Em 2014, ele se juntou a um estudo da Universidade de Pittsburgh para ver se uma interface cérebro-computador poderia restaurar algumas das funcionalidades perdidas. Trata-se de uma matriz de eletrodos instalada cirurgicamente em seu córtex motor. Na prática, essa interface traduz seus impulsos neurais em comandos que lhe permitem controlar dispositivos externos: um computador, videogames e até mesmo um braço robótico. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- O fato de que o implante ainda não tenha causado grandes efeitos colaterais ou complicações é bem promissor para a comunidade científica, já que significa que esses dispositivos estão se aproximando da realidade comercial para pacientes com deficiências graves. Homem quebra recorde ao usar interface cérebro-computador por sete anos e três meses (Imagem: Gerd Altmann/Pixabay) Ainda assim, os cientistas responsáveis buscam entender qual a durabilidade a longo prazo das matrizes implantadas, e se elas podem ser atualizadas. Elas são feitas de silício e contam com 100 agulhas minúsculas, cada uma com cerca de um milímetro de comprimento, revestida com metal condutor. Para construir uma interface cérebro-computador, os pesquisadores precisam traduzir sinais neurais em comandos digitais. As matrizes implantadas podem provocar uma resposta imune no tecido neural que envolve os eletrodos, e o tecido cicatricial pode se formar ao redor de implantes cerebrais, o que afeta sua capacidade de captar sinais de neurônios próximos. Por isso os pesquisadores se preocupam tanto em entender quanto tempo essa interface cérebro-computador pode durar. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Pequeno lander japonês vai "pegar carona" na Artemis I para pousar na Lua

canaltech Em algumas semanas, a NASA lançará a missão Artemis I, que levará diferentes cargas úteis “de carona” ao espaço — entre elas, está o lander (veículo de pouso) lunar OMOTENASHI, sigla para “tecnologias de exploração lunar surpreendentes demonstradas por um nano impactador semi-rígido”, em tradução livre. Desenvolvido pela agência espacial japonesa (JAXA) e Universidade de Tóquio, ele tentará realizar um pouso controlado na Lua durante uma missão de demonstração. EXCLUSIVO! O que o Brasil fará no Programa Artemis? Presidente da AEB conta tudo Foguete da missão Artemis I chega à plataforma de lançamento Durante a missão Artemis I, a cápsula Orion será lançada com o foguete Space Launch System (SLS) para orbitar a Lua, retornando para a Terra algumas semanas depois. Mas o OMOTENASHI irá se separar do SLS e entrar em uma órbita de impacto lunar com uma única manobra de seu módulo orbital; depois, ele usará seu motor de foguete sólido para descer à Lua, desacelerando o movimento. Representação do lander OMOTENASHI sobre a superfície lunar (Imagem: Reprodução/JAXA/University of Tokyo) O OMOTENASHI fará uma parada quase completa quando estiver entre 100 e 200 m acima da superfície lunar. No fim, o motor dele será desativado e o lander descerá à Lua em queda livre, usando airbags e um sistema de absorção de choque para amortecer a chegada ao solo lunar. Enquanto isso, ele medirá os níveis de radiação no ambiente lunar. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- O lander pesa apenas 14 kg, o que o torna o menor lander lunar já projetado, e suas capacidades serão colocadas à prova durante a missão. “Em um futuro próximo, a indústria, a academia e até os indivíduos vão poder — e devem — participar facilmente da exploração espacial”, disse Dr. Tatsuaki Hashimoto, investigador principal do lander. “Para isso, naves pequenas e de baixo custo serão indispensáveis”. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Dell XPS 13 2 em 1 é lançado com tela 3K e Intel Core i7-1250U

canaltech A Dell acaba de atualizar a sua linha de notebooks 2 em 1 com o modelo XPS 13. O produto traz uma construção semelhante ao Surface Pro da Microsoft, com foco em praticidade de transporte e especificações voltadas para produtividade. Intel Core i9 13900K pode ter modo "performance extrema" com TDP de 350 W Galaxy Book 2 Pro: a aposta da Samsung contra o Macbook Air [Análise/Review] Dell XPS 13 2 em 1 pode ser usado com teclado e caneta (Imagem: Divulgação/Dell) Ele conta com processadores atualizados Intel Core de 12ª geração: as suas diferentes configurações permitem ao consumidor escolher entre um i5-1230U ou um i7-1250U. A construção interna do produto dispensa a necessidade de ventoinhas, e, por isso, ele deverá oferecer uma experiência mais silenciosa. . O conjunto de desempenho ainda tem algumas opções extras de personalização: ele vem com 8/16 GB de RAM LPDDR4x e até 1 TB de armazenamento interno via SSD PCIe 4x4. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Como o próprio nome do produto sugere, o XPS 13 tem uma tela de 13 polegadas. Este painel traz resolução 3K de 2.880 x 1.920 pixels, assim como cobertura de 100% da gama de cores sRGB e 500 nits de brilho máximo. O display tem bordas simétricas nas quatro laterais, e uma câmera 1080p fica posicionada em um dos lados mais compridos, para conferências em vídeo ou outras tarefas semelhantes. Tela cobre 100% da gama de cores sRGB (Imagem: Divulgação/Dell) No mais, a estrutura do dispositivo também traz duas portas Thunderbolt 4 nas laterais. Além disso, o suporte para conectividade 5G pode ser um grande atrativo para os usuários que desejarem levar o 2 em 1 em muitas viagens e/ou locais sem redes Wi-Fi disponíveis. O Dell XPS 13 foi pensado para utilização com a capa XPS Folio, com um teclado que se estende até os dois extremos laterais do produto. Também é possível utilizar o 2 em 1 com uma caneta XPS Stylus, que pode auxiliar em diversas tarefas de produtividade — porém, ambos os acessórios são vendidos separadamente. Dell XPS 13 2 em 1 - Preço e disponibilidade O 2 em 1 foi apresentado ao mercado estadunidense com um preço cobrado de US$ 1.099 que pode ser convertido a R$ 5.714 sem a adição de impostos adicionais — portanto, um valor ligeiramente mais alto que o XPS 13 padrão. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Google lança novo design do Gmail, e internet reage

 Google lança novo design do Gmail, e internet reage

em - tecnologia Testado pelo Google desde o início deste ano, o novo design do Gmail já está valendo. Entre as principais mudanças, disponíveis desde o fim de julho está a maior integração entre os aplicativos. Chat, Spaces e Meet agora podem ser acessados pela plataforma. Também foi adicionada uma nova filtragem de busca nos emails. Um tom azul predomina por toda a interface. As mudanças não são automáticas. Para ter acesso as novas funcionalidades, é preciso que se utilize o botão de configurações rápidas no canto superior direito da tela e escolha quais aplicativos deseja adicionar. Após isso, os aplicativos aparecerão no menu à esquerda junto com Mail.  Leia mais: Gmail vs Hotmail: treta entre e-mails causa comoção nas redes As novidades repercutiram nas redes nesta terça. A maioria dos usuários ainda está se adaptando às mudanças e estranhando o novo visual do serviço, que é o mais usado de email da internet. Mudanças no Gmail podem ser revertidas por usuárioAlguns usuários tiveram a oportunidade de utilizar a versão teste e, segundo a empresa, o feedback dado foi importante para melhoria do aplicativo antes do lançamento oficial. Mas caso o usuário não se adapte ao novo design, o Gmail permitirá que a configuração original da plataforma seja utilizada.  Leia mais: Google anuncia recursos para combater a desinformação Para isso, é necessário clicar no botão de configurações rápidas e selecionar a opção "voltar para o formato original".Outra novidade são os "chips de pesquisa", que são basicamente filtros para que se pesquise com mais facilidade emails antigos. Os novos filtros são mais amplos e prometem ser mais precisos que os antigos.   * Estagiário sob a supervisão do editor João Renato Faria  Veja Mais

Novos alto-falantes SA-RS5 da Sony possuem bateria interna e podem ser usados com soundbar

tudo celular A Sony lançou o seu mais novo conjunto de alto-falantes SA-RS5, que proporciona um som espacial de 360º e a possibilidade de utilizar com a soundbar da marca Veja Mais

Amazon corrige brecha que permitia invasão a câmeras inteligentes em app no Android

tudo celular Falha era considerada grave e dava acesso às imagens salvas a partir dos dispositivos de segurança da linha Ring. Veja Mais

Diablo 4 revela seus planos de monetização

tudo celular A Blizzard revelou hoje como as práticas de monetização irão funcionar em Diablo 4 quando o jogo for lançado no ano que vem. Veja Mais

Nintendo agora permite compra de cartões presente digitais em seu site por PIX ou boleto

tudo celular Embora a eShop brasileira ofereça diversas formas de pagamento, a Nintendo anunciou esta semana que agora é possível adquirir cartões de presentes para uso na loja através de pagamento por PIX ou... Veja Mais

Alerta de jogo grátis! DOOM 64 e mais na Epic Games Store

tudo celular A Epic Games Store continua fazendo a alegria dos jogadores. Veja Mais

Odyssey Ark: Samsung inicia pré-venda do monitor gamer com Tizen e tela Mini LED; veja o preço

tudo celular Novo carro-chefe da linha gamer traz suporte ao HDR10+ Gaming e aplicativos de streaming pré-instalados. Veja Mais

Samsung Galaxy A12 recebe atualização com Android 12 e One UI 4.1

tudo celular Após uma longa fase de testes, o Galaxy A12 recebeu a atualização com Android 12 e One UI 4.1. Veja Mais

Pokémon Unite revela os primeiros detalhes de seu novo mapa para Switch, Android e iOS

tudo celular O Pokémon Unite revelou oficialmente os planos para introduzir um novo mapa no jogo, tendo Rayquaza como seu Pokémon Lendário central. Veja Mais

Nintendo deixa jogo de Pokémon gratuito no Switch para comemorar o Campeonato Mundial 2022

tudo celular O Campeonato Mundial de Pokémon 2022 já começou e a Nintendo e a Game Freak preparam uma série de surpresas para animar os fãs durante o evento. Veja Mais

Motoristas da 99 terão desconto para alugar carros elétricos

canaltech A 99 aproveitou o evento de comemoração de seus 10 anos de atividade no Brasil para divulgar os planos para aumentar a frota de veículos eletrificados ao longo dos próximos anos. A principal ação nesse sentido é a concessão de descontos a motoristas parceiros na locação de carros elétricos. 99Pay amplia oferta de criptomoedas com Ethereum e lança gift cards Aliança quer difundir carro elétrico no Brasil lançando 10 mil postos de recarga De acordo com a empresa, já há 50 carros elétricos operando no aplicativo de transporte, e a meta é ter 300 até o fim do ano. Com o passar dos anos, a expectativa é zerar totalmente a emissão de carbono, meta prevista para ser alcançada até 2030. Para acelerar a adoção dos carros elétricos, a empresa mantém uma parceria com a empresa de aluguel de carros Movida e o Banco BV, por meio da Aliança Pela Mobilidade Sustentável. A ideia é facilitar o acesso ao aluguel desse tipo de veículo aos condutores. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Lorena Pilotto, Diogo Souto e Priscilla Ferreira, da 99, apresentam novidades para os motoristas (Imagem: Divulgação/99) A parceria reduzirá em 50% o valor do aluguel dos carros elétricos, que são mais caros que os veículos convencionais, com motor à combustão. Graças à profunda economia de custos com combustível, estimada em 80%, a empresa estima que motoristas que adotarem os modelos podem ver o custo de sua operação cair em 25% no total. A empresa também oferecerá um subsídio de R$ 1 mil aos motoristas que aderirem ao programa, que começa ainda durante o mês de agosto. 10 anos de 99 A 99 utilizou o evento para destacar alguns números de sua operação ao longo da última década no Brasil. A companhia divulgou uma pesquisa da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que aponta que a empresa injetou indiretamente R$ 54,2 bilhões no PIB brasileiro entre 2012 e 2021. Esse número leva em conta todos os valores movimentados em decorrência do aplicativo. Isso inclui a geração de renda para os condutores, seus gastos operacionais e o consumo de suas famílias. Além disso, a empresa cita que também foram gerados, indiretamente, 1.172.975 postos de trabalho formais graças às movimentações financeiras produzidas pelo aplicativo entre 2012 e 2021. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Review Samsung BU8000 | A Smart TV foi renovada, está mais barata, mas evoluiu?

canaltech A Samsung segue renovando o seu portfólio de smart TVs custo-benefício. E dessa vez, a sul-coreana trouxe o modelo BU8000 para ser a versão com resolução 4K mais atrativa ao público que está desejoso por um novo equipamento para assistir a Copa do Mundo de Futebol em 2022. Review Samsung The Serif | Uma Smart TV QLED muito diferenciada Como escolher uma TV Samsung Isso porque a marca conseguiu lapidar funcionalidades importantes e, como vantagem, reduziu consideravelmente o preço cobrado pelo equipamento. E por ser tratar de uma linha de grande popularidade, espera-se que a evolução atenda às nossas expectativas. Mas será que faz sentido fazer o upgrade da AU8000 para a BU8000? Confira a minha opinião na análise completa. -CT no Flipboard: você já pode assinar gratuitamente as revistas Canaltech no Flipboard do iOS e Android e acompanhar todas as notícias em seu agregador de notícias favorito.- Preço atual da smart TV Samsung BU800 Prós Posicionamento das principais conexões Controle SolarCell Suporte ao Google Assistente, Bixby e Alexa Compatibilidade com o Gaming Hub Tela 4K de boa qualidade Contras Alto-falantes sem novidades Design e construção Mesmo que de maneira discreta, o corpo da Samsung BU8000 passou por alguns refinamentos interessantes, principalmente na parte frontal. As bordas estão menores, e isso ajuda a dar um aspecto mais premium ao produto. Dimensões (L x A x P): 111,8 x 22,8 x 68,3 cm; Peso: 10,7 kg (sem base). O fato de a TV ter mais espaço para a tela do que o contorno em plástico ajudou a reduzir consideravelmente a altura da televisão. Além disso, agora o aproveitamento frontal está maior, principalmente para quem escolhe o modelo de 50 polegadas. A espessura mais compacta também favorece a instalação dela na parede. Porém, é importante se atentar para o número de conexões necessárias para manter os seus dispositivos complementares ligados. Samsung 50BU8000 (Imagem: Ivo/Canaltech)Isso porque a Samsung inseriu uma entrada HDMI extra e a de áudio óptico na parte traseira da BU8000. Sendo assim, quem desejar utilizar essa conexão para ligar uma soundbar, precisará abrir mão de aplicar a TV na parede, ou optar por um braço articulado. No verso, também podemos encontrar algumas baias para a organização dos cabos. Esse formato de ajuste para os fios já é muito popular entre os modelos intermediários da sul-coreana, pois contribui para dar um aspecto minimalista ao produto. Os pés seguem com o formato de instalação diferenciado, pois permite que os encaixes sejam feitos sem o uso de parafusos. Além disso, há a possibilidade de ajustar a altura da TV em relação ao móvel para deixar do jeito ideal para cada pessoa. Pés da Samsung 50BU8000 (Imagem: Ivo/Canaltech)Controle remoto O controle da Samsung BU8000 é o SolarCell, que já é muito popular entre os usuários da linha QN da fabricante. O fato de ele não ter entrada para pilhas AAA — também conhecidas como palito — faz com que o corpo dele seja mais compacto. Para utilizá-lo existem dois meios básicos e que ajudam na sustentabilidade do planeta. Um dele é recarregando a bateria interna pela entrada USB-C embutida no acessório. O outro jeito é sob a luz do sol, que é o principal propósito desse aparelho. Além dos botões para o controle do volume e a troca de canal, existem algumas teclas que ajudam a acessar atalhos específicos. Entre eles, estão os focados nos serviços de streaming Netflix, Prime Video e Globoplay. Controle Solarcell da Samsung 50BU8000 (Imagem: Ivo/Canaltech) "Apesar de não fugir muito do óbvio, a Samsung BU8000 segue um padrão visual de smart TV premium. Por isso, a compra desse produto com foco também na parte de design não causará decepções em quem tem expectativas realistas ao escolher o produto." — Jucyber +5 $(function() { $('body').append("\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n1 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n2 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n3 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n4 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n5 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n6 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n7 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n8 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n9 \/ 9\n\n\n\n.......... (Imagem: Ivo Meneghel Jr\/ Canaltech)\n\n\n\n\n\nIMAGENS\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n\n"); iniciaGaleria($('#_699f68')); }); Conectividade Na lateral da TV, existem duas entradas do formato HDMI, sendo uma delas compatível com a tecnologia eARC para o uso de soundbars com o áudio transmitido em melhor qualidade e fidelidade. Além disso, existem duas conexões USB-A, a porta LAN — Ethernet RJ-45 — para uso da internet via cabo. Como já citei acima, a fabricante também colocou uma porta HDMI e a entrada óptica na parte traseira em um posicionamento diferente do resto das opções. Conexões físicas da Samsung 50BU8000 (Imagem: Ivo/Canaltech)O ponto positivo de a maioria das conexões estar no mesmo espaço é que facilita o acesso mesmo com a BU8000 instalada na parede. Porém, o cabo de energia é conectado no verso e na outra extremidade da televisão. Com isso, é necessário “ter jogo de cintura” para não danificar esse fio. Em relação às conexões sem fio, é importante destacar a evolução para o Bluetooth 5.2, que é a versão mais recente dessa tecnologia. Com isso, o pareamento de diversos dispositivos com a TV fica muito mais fácil. Sistema operacional O Tizen chegou em um período de maturidade, mas ainda precisa de algumas lapidações para aprimorar a experiência de uso. O sistema operacional não traz muitas novidades na navegabilidade em relação ao que já havíamos visto na TV antecessora AU8000. Por isso, ainda me incomoda bastante estar buscando algum conteúdo e me deparar com a pausa instantânea do que estava em reprodução. Além de “criar um vácuo” de entretenimento, é chato ter que ficar decidindo mentalmente o que assistir antes de procurar para não ficar navegando por vários minutos de maneira monótona. Uma solução que poderia acabar com esse problema é a Samsung se inspirar no WebOS da LG para fornecer essa opção em uma atualização da interface. Sendo assim, seria uma mescla entre o que o usuário gosta e aquilo que a sul-coreana líder no mercado de smart TVs é capaz de entregar. Para quem curte entretenimento, além de todas as opções de serviços de streaming presentes no mercado — como Netflix, HBO Max, Apple TV+ e outros —, a BU800 traz como grande novidade o ‘Gaming Hub’. A Samsung 50BU8000 tem o recurso Gaming Hub embutido no sistema (Imagem: Ivo/Canaltech)Essa plataforma embutida no sistema da televisão entrega ao usuário tudo que tem a ver com jogos, sempre dando muita ênfase para as opções presentes na nuvem via Geforce Now e Xbox Game Pass. Com a smart TV, o uso de um console é dispensável! Algo bem interessante que está presente no sistema Tizen é a plataforma ‘Samsung TV Plus’, que é gratuita e traz diversas opções de conteúdos com diferentes temáticas. Uma vantagem desse recurso está no fato de ter canais baseados em programas específicos, como Masterchef e também transmitir emissoras da TV aberta, como a Record News. Outro ponto que merece destaque nessa smart TV é a compatibilidade com as assistentes de voz Bixby, Alexa e Google Assistente. Dessa forma, dá para o usuário explorar as funcionalidades da IA sincronizada com o smartphone da Samsung, ou explorar o ecossistema de casa inteligente desenvolvido com produtos do Google ou da Amazon. Tela A Samsung BU800 tem painel Dynamic Crystal 4K de 50 polegadas, mas a marca também oferece alternativas de 43, 55, 60, 65, 70, 75 e 85 polegadas. Por isso, a escolha pelo tamanho ideal vai depender do quanto você pode pagar. O contraste foi melhorado, quando comparado com a experiência de uso da geração anterior. Mas é preciso se acostumar a ver as cores de uma maneira mais forte devido a calibração de cor padrão disponibilizada na TV. A tela da Samsung 50BU8000 é 4K (Imagem: Ivo/Canaltech)Mesmo que seja possível ajustar, o ideal seria a fabricante disponibilizar o aparelho em um modo “flat” para cada usuário personalizar as cores ao seu gosto, pois é trabalhoso e cansativo tentar equilibrar as tonalidades com o intuito de remover os excessos. Por se tratar de uma TV 4K de entrada, ainda sinto falta de um pouco mais de “força” nos tons escuros, mas não é nada que atrapalhe a experiência ao assistir conteúdos em streaming graças a presença do HDR10+. Sistema de som Os alto-falantes da Samsung BU8000 são divididos em dois speakers que totalizam 20 W de potência — 10 W em cada um — na parte traseira. O áudio, no entanto, não chama a atenção nesse modelo de smart TV 4K básica. Isso demonstra que o corte no preço repassado para o consumidor pode estar alinhado a uma “reciclagem” do hardware de som presente na geração anterior, já que não há uma diferença real entre o do modelo mais recente para a AU8000. Quando o foco do conteúdo é a narrativa, os agudos ajudam a dar uma ênfase maior para a voz. Porém, para assistir a filmes ou clipes musicais, a ausência de mais “força” nos médios e a total ausência de graves atrapalha bastante a experiência. "Um dos pontos mais preocupantes da Samsung BU8000 é o som. Os alto-falantes passam longe de atender às expectativas dos usuários que estão em busca de uma TV de dispense o uso da soundbar. Então, a única solução possível para ter imersão sonora com esse produto é investir em uma barra para complementar o áudio." — Jucyber Concorrentes diretos Muitas fabricantes, ainda não renovaram o seu portfólio de TVs 4K básicas para 2022. Por isso, a Samsung BU8000 possui poucas concorrentes equivalentes no mercado, e uma opção atrativa é a TCL P635. Essa smart TV traz um painel LCD 4K que traz pretos profundos para dar o destaque necessário em ambientes escuros, e um nível de detalhes bem interessante em cenas mais iluminadas. Além desse ponto positivo em seu visor, outro elemento que merece ser citado é o áudio. Apesar de a TCL não ter uma representação muito forte no mercado sonoro, os televisores da marca conseguem ser bem competentes nesse quesito, e com a P635 não é diferente. A TCL P635 é a principal concorrente da Samsung BU8000Em uma sala mediana, é possível ter uma percepção nítida do som com o volume em 30%, enquanto seria preciso colocar a BU800 em 50% ou mais — dependendo do conteúdo — para gerar uma altura sonora parecida. Com o preço médio de R$ 2.700 pela versão de 55 polegadas, quem foca mais em áudio do que na tela e curte o sistema Android TV, pode se interessar por essa televisão. A Samsung BU800 é uma boa TV 4K? Se você está em busca de uma smart TV boa e com um preço que a caracteriza com ótimo custo-benefício, a Samsung BU8000 é a melhor opção presente no mercado, dentre as versões lançadas em 2022. O design recebeu poucas melhorias, mas ao ponto de fazer o eletrônico básico ficar visualmente equivalente a alguns modelos premium. Os pés com ajuste de altura e fixação sem precisar de parafusos é algo inesperado e bem-vindo. Apesar de a interface não receber aprimoramentos que facilitem a usabilidade, como já temos acesso em algumas concorrentes, a Samsung acertou em cheio com a disponibilidade do Gaming Hub. Samsung 50BU8000 (Imagem: Ivo/Canaltech)A sul-coreana conseguiu entregar uma opção de plataforma que alinha o entretenimento com a economia. Afinal, o fato de esse recurso fazer a compra de um console da nova geração ser uma decisão opcional já é um grande avanço. E por falar nisso, considerando o preço de um Xbox Series S, por exemplo — que é em torno de R$ 2.200 fora das promoções —, é muito mais fácil juntar alguns reais a mais e adquirir a TV para ter acesso aos mesmos games direto na nuvem, sem precisar instalar nada. Atualmente, a Samsung BU8000 pode ser encontrada nas varejistas a uma média de R$ 2.800, que é um preço abaixo do cobrado em sua antecessora nesse mesmo período em 2021 e faz muito sentido pelos upgrades entregues. Gostou da Samsung BU8000? Então, confira a oferta que separamos para você no link abaixo: Samsung BU8000 em oferta Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Versão digital do Álbum da Copa do Mundo de 2022 já está disponível

canaltech O álbum de figurinhas da Copa do Mundo de 2022 será lançado na próxima sexta-feira (19) nas bancas, mas os colecionadores já podem desfrutar da brincadeira mundo eletrônico. A Panini lançou nesta semana a versão digital do álbum da Copa para quem quiser buscar, trocar, colar e colecionar as imagens. Ícone do WhatsApp no Android 13 vai mudar conforme gosto do usuário Android 13 "mata" sincronização de área de transferência entre celular e PC Assim como na Copa de 2014 e 2018, qualquer pessoa pode baixar o aplicativo e se divertir com as fotos dos jogadores e escudos das seleções participantes da Copa do Mundo do Catar de 2022. O programa é grátis e apostará na interação entre as pessoas para virar febre nos próximos meses. O álbum digital da Copa de 2022 pode ser acessado de qualquer navegador ou por aplicativo (Imagem: Reprodução/FIFA) As trocas serão realizadas entre desconhecidos ou com o sistema de grupos herdado do aplicativo anterior. Você poderá juntar até dez amigos para enviar e receber figurinhas das conexões, inclusive com indicação de qual região veio a imagem. Segundo a Panini, essa é uma forma de incentivar transações internacionais, seguindo o espírito de união entre as nações pregado pela Fifa na Copa do Mundo. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Como funciona o álbum digital da Copa de 2022 A coleção virtual terá 434 figurinhas, sendo 12 de cada uma das seleções — o brasão da equipe e 11 jogadores, os possíveis titulares de cada país. O álbum digital terá também a logomarca oficial, o mascote do Mundial e a bola da Copa. Como nos anos anteriores, a parceria com a Coca-Cola trará figurinhas extras para colecionar: o "Team Believers" e as "Fan Stickers". Para obtê-las, será preciso escanear figurinhas do álbum físico e trocá-las pelos itens digitais no aplicativo. Produtos da marca de refrigerantes, capa e envelopes do álbum também darão acesso aos benefícios extras dentro do jogo. Outra novidade desta versão são as figurinhas douradas. Para conseguir, o usuário deverá cumprir desafios do aplicativo, como abrir cinco ou mais envelopes, convidar amigos para o jogo e muitas outras que serão liberadas no decorrer das semanas. Todas as 32 seleções participantes do Mundial terão esses cromos diferenciados para colecionar. Cada envelope digital tem cinco figurinhas para "colar" no seu álbum (Imagem: Reprodução/FIFA) Como baixar o álbum digital da Copa O download do álbum digital da Copa do Mundo de 2022 pode ser feito por qualquer navegador pelo endereço paninistickeralbum.fifa.com. Usuários do Android podem baixar o aplicativo diretamente na loja Google Play Store. Não existe app para iPhone até o momento, mas isso pode mudar nos próximos dias — fique atento às novidades do Canaltech para não perder tempo. É importante fazer o cadastro no site da Fifa para salvar o progresso da coleção e ter acesso a vantagens exclusivas, como mais envelopes por dia e possíveis sorteios feitos pela entidade máxima do futebol. É bom ficar ligado também nos códigos promocionais que devem pipocar na internet, porque eles devem oferecer figurinhas exclusivas e pacotinhos extras. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

TikTok vai banir influenciadores que impulsionarem anúncios políticos

canaltech O TikTok reiterou sua política de publicidade paga e garantiu que vai banir conteúdo político patrocinado por candidatos ou criadores. A rede social já tem uma proibição para temas eleitorais, mas deve reforçar a divulgação para evitar o uso indevido durante as eleições do Brasil e nos Estados Unidos. TikTok vai compartilhar seus Stories no Instagram e no Facebook TikTok lança ferramenta de tradução simultânea para áudios e textos dos vídeos Segundo o chefe de segurança do TikTok nos Estados Unidos, Eric Han, a plataforma está comprometida com a integridade eleitoral. Ele promete que, nas próximas semanas, serão publicados diversos conteúdos educacionais no Portal do Criador para evitar punições. A Central de Eleições será focada nas eleições dos EUA, mas o Brasil também deve receber uma parecida em breve (Imagem: Reprodução/TikTok) "Realizaremos briefings com criadores e agências para que as regras do caminho sejam bastante claras quando se trata de conteúdo pago em torno das eleições. Se descobrirmos que o conteúdo político foi pago e não divulgado adequadamente, ele é imediatamente removido da plataforma”, esclareceu Han. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Está previsto ainda o lançamento de um novo recurso na Central de Eleições, que dará ênfase na proibição dos anúncios políticos pagos. Ali será possível tirar dúvidas mais comuns sobre o que se pode ou não fazer durante as campanhas, chegar hashtags e vídeos em alta, além de manter um canal confiável de comunicação com a equipe de moderação do TikTok. A promessa é de a central abrigar informações provenientes de fontes oficiais em mais de 45 idiomas. Ainda não se sabe quais órgãos serão incluídos no Brasil, mas nos EUA haverá a participação do Center for Democracy in Deaf America e o Federal Voting Assistance Program. Os resultados eleitorais também devem ser publicados assim que disponíveis, graças a uma parceria firmada com a agência internacional Associated Press. Tiktok não vai aceitar conteúdo político pago A conta oficial do TikTok no Twitter se somou ao coro e disse que não vai aceitar conteúdo político patrocinado de forma alguma. "Continuaremos a educar os criadores sobre as responsabilidades que eles têm de cumprir nossas Diretrizes da comunidade e políticas de publicidade e removeremos o conteúdo que viole nossas regras", disse o tuíte. 6/ TikTok does not allow paid political ads, including content that creators are paid to create. We'll continue to educate creators about the responsibilities they have to abide by our Community Guidelines and Advertising policies, and will remove content that violates our rules. — TikTokComms (@TikTokComms) August 17, 2022 Embora pareça rigorosa, a medida é justificada pela rede social como uma forma de defesa contra a desinformação eleitoral. Com o período eleitoral iniciado, os candidatos costumam reservar parte do orçamento para divulgar jingles, impulsionar vídeos com propostas ou criar conteúdo difamando rivais. Em muitos casos, parte (ou todos) dos argumentos podem conter exageros, mentiras ou imprecisões. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Mundial de Pokémon | Confira eventos nos celulares e consoles

canaltech O Campeonato Mundial de Pokémon de 2022 (Pokémon World Championships 2022, em inglês) abre as portas entre os dias 18 a 21 de agosto, em Londres. Para comemorar a data, a The Pokémon Company trará uma série de eventos especiais para os jogos das franquias, nos celulares e consoles. Pokémon UNITE | Xis espera surpreender adversários no mundial 5 jogos parecidos com Genshin Impact Títulos como Pokémon GO, Pokémon UNITE e Pokémon Sword & Shield recebem eventos especiais, inspirados no mundial. Entre os benefícios, estão bônus como distribuição de Pokémon raros e estreia de espécies em batalhas de raide. Confira detalhes dos eventos do mundial de Pokémon em games da franquia: Campeonato Mundial de Pokémon acontecerá em agosto, em Londres. (Imagem: Divulgação/The Pokémon Company) Pokémon GO O jogo de realidade aumentada recebe itens cosméticos e a estreia de espécies em batalhas de raide. O evento do mundial dentro do título começa na quinta-feira, 18 de agosto, às 10h, e segue distribuindo bônus aos jogadores até a terça-feira, 23 de agosto, às 20h, horário local do treinador. O tema do evento será a região de Galar, inspirada na Inglaterra, palco do mundial. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Região inspirada na Inglaterra é tema do evento de Pokémon GO. (Imagem: Divulgação/Niantic/The Pokémon Company) Pokémon para capturar O Pikachu que estampa as artes oficiais do Campeonato Mundial de 2022 fará sua estreia em reides, pesquisas de campo e pesquisas temporárias de Pokémon GO. O mascote ganha um visual britânico e será acompanhado pelo retorno dos lendários da oitava geração, Zacian e Zamazenta, em raides de 5 estrelas. Confira abaixo outros monstrinhos em destaque durante o evento. Em negrito, todas as espécies que podem aparecer na forma brilhante dentro do jogo: Pokémon: Onde encontrar: Nidoran, Mankey, Machop, Mudkip, Sableye, Meditite, Swablu, Spheal, Croagunk, Dewpider, Scraggy e Galarian Stunfisk. Com mais frequência na natureza. Pikachu, Galarian Farfetch'd, Marill, Barboach, Timburr, Scraggy Raides de uma estrela. Primeape, Lickitung e Skarmory Raides de três estrelas. Zacian e Zamazenta Raides de cinco estrelas. Bulbasaur, Gastly, Rhyhorn, Magikarp, Chikorita, Mudkip, Galarian Zigzagoon, Beldum, Galarian Stunfisk e Fletchling Pesquisas de campo. Itens cosméticos Dois novos itens de avatar estarão disponíveis no jogo. A Camiseta do Campeonato de 2022 ficará disponível globalmente por meio de um código compartilhado durante a transmissão do Campeonato Mundial. O código também será distribuído nos canais oficiais de redes sociais de Pokémon GO logo após o evento. O código será válido até 22 de agosto de 2022, às 20h59 (horário de Brasília). Já a camiseta do Participante do Campeonato Mundial de 2022 ficará disponível na Poképarada localizada no estande do mundial, em Londres. Itens de avatar inspirados no Campeonato Mundial de 2022. (Imagem: Divulgação/Niantic/The Pokémon Company) Para celebrar o tema de Galar no Campeonato Mundial de Pokémon de 2022, os seguintes itens de avatar inspirados nessa região serão apresentados na loja do jogo. Top esportivo tipo dragão Shorts esportivo tipo dragão Top esportivo tipo sombrio Shorts esportivo tipo sombrio Itens cosméticos poderão ser comprados com dinheiro de verdade na loja de Pokémon GO. (Imagem: Divulgação/Niantic/The Pokémon Company) Entre outros prêmios, o Campeão Mundial de Pokémon GO receberá uma roupa e uma pose exclusivas de Campeão Mundial 2022. Pokémon Sword & Shield Os eventos em Pokémon Sword & Shield envolvem distribuição de Pokémon. Com exceção de Sinistea, será possível garantir os monstrinhos de qualquer lugar do mundo, utilizando o sistema de resgate dos jogos de Nintendo Switch. Confira todos os detalhes do evento do mundial de Pokémon na dupla Sword & Shield. Distribuição de Dracovish do Ash Enquanto o mundo prepara-se para o mundial de Pokémon, na animação da franquia, Ash também participa de um torneio. Para celebrar o momento dos treinadores, dentro e fora das telas, um código com Dracovish utilizado pelo protagonista do anime foi distribuído mundialmente. Usando o código GANJ0UAG0882 na aba Mystery Gift de Sword & Shield, jogadores de todo o mundo podem resgatar Dracovish do Ash em Sword & Shield até 25 de agosto de 2022. Resgate Dracovish do Ash em jogos de consoles. (Imagem: Divulgação/The Pokémon Company) Distribuição de Victini Anos após ser encontrado no código fonte dos jogos de Switch, Victini finalmente será liberado em Sword & Shield. Uma versão especial do mítico da vitória será distribuída durante a transmissão ao vivo do Pokémon World Championships na próxima semana. O Victini segura uma Starf Berry e tem os movimentos V-Create, Work Up, Zen Headbutt e Flame Charge. Anúncio da distribuição de Victini em Sword & Shield. (Imagem: Divulgação/The Pokémon Company) Sinistea Distribution Um Sinistea especial será distribuído aos jogadores de Pokémon Sword & Shield que estiverem participando presencialmente do Campeonato Mundial Pokémon, diretamente de Londres. O Pokémon contará com os movimentos Celebrate, Memento, Metronome e Aromatherapy. Pokémon chá será presente para público presencial do mundial. (Imagem: Divulgação/The Pokémon Company) Pokémon UNITE O mundial de 2022 marca a primeira edição com uma competição oficial de Pokémon UNITE. Para comemorar a chegada do jogo Moba dentro do circuito competitivo da The Pokémon Company, a empresa liberou um evento com bônus de login diário no jogo. Todos os dias que o jogador entrar em UNITE, ele garante recompensas especiais. Confira: Missão Recompensa: Entre no jogo 1 dia. Adesivo especial do Mundial de Pokémon. Entre no jogo por 2 dias. 50 Aeos Ticket. Entre no jogo por 3 dias. 100 Aeos Ticket. Entre no jogo por 5 dias. 50 Aeos Ticket. Cartão de Pontos de Batalha (7 dias). Entre no jogo por 6 dias. 100 Aeos Ticket. Entre no jogo por 7 dias. 50 Aeos Ticket. Entre no jogo por 8 dias. 100 Aeos Ticket. Cartão de Pontos de Batalha (7 dias) Assine o Xbox Game Pass Ultimate por apenas R$ 44,99/mês e tenha acesso a uma biblioteca com mais de 100 jogos para Xbox e PC! No Campeonato Mundial de Pokémon de 2022 serão definidos os melhores jogadores do mundo de Pokémon TCG, Pokémon UNITE, Pokémon Sword & Shield, Pokémon GO e ainda Pokkén Tournament DX. US$ 500 mil de premiação serão distribuídos entre os vencedores, com o valor representando recompensas em dinheiro, bolsas de estudo e outros prêmios. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Wireless Mouse Lite 2 é o novo periférico da Xiaomi que custa menos do que R$ 30

tudo celular Por menos de R$ 30, o Wireless Mouse Lite 2 da Xiaomi chega ao mercado chinês prometendo conforto no uso independente se você for destro ou canhoto Veja Mais

Melhor fone de ouvido on-ear para comprar | Guia do TudoCelular

tudo celular Em busca de um bom fone supra auricular para comprar em 2020? Confira a nossa seleção com os melhores on-ear. Veja Mais

Microsoft Edge Dev agora permite criação de apelidos para senhas

tudo celular Entre as correções, estão as diminuições nos travamentos e nos erros ao gerar um código QR no Android. Veja Mais

Intel Core i9-13900K pode trazer modo de "desempenho extremo" que consome até 350W

tudo celular Geração "Raptor Lake" pode trazer recurso "Extreme Performance" que amplia as possibilidades de overclock em chips da série K. Veja Mais

Minecraft Preview 1.19.30.22 é lançado com melhorias em recursos experimentais e correções

tudo celular Nova versão de Minecraft Preview chega com muitas melhorias para o jogo no Xbox, PC, iOS e muito mais. Veja Mais

Celular explode e quase fere criança de 6 anos no interior do Ceará

tudo celular Caso ocorreu no interior do Ceará e criança quase foi ferida pela explosão do celular. Veja Mais

Samsung inicia distribuição do Android 12 e One UI Core 4.1 para o Galaxy A03

tudo celular A Samsung iniciou a distribuição do Android 12 com One UI Core 4.1 para o Galaxy A03. Veja Mais

AMD Ryzen 7000: placas-mãe da ASUS com novo soquete AM5 são listadas no varejo da Europa

tudo celular Placas-mãe "X670" podem chegar ao mercado com preço mais alto, mas com novas habilidades de overclock. Veja Mais

Embracer Group adquire estúdios de jogos e direitos das franquias Senhor dos Anéis e O Hobbit

tudo celular O Embracer Group adquiriu os direitos das franquias Senhor dos Anéis e O Hobbit, além de diversos estúdios de jogos. Veja Mais

iQOO Neo 7 tem novas especificações vazadas com Dimensity 9000 Plus e tela E5 AMOLED

tudo celular O iQOO Neo 7 deve ser lançado com Dimensity 9000 Plus em breve, segundo um vazamento. Veja Mais

Lançamentos do Amazon Prime Video da semana (18/08/2022)

canaltech Nesta semana, mais uma vez foram poucos os lançamentos significativos no Amazon Prime Video, ganhando destaque duas produções originais. A primeira é a série A League of Their Own, ou Uma Equipe Muito Especial, trama baseada em um filme de mesmo nome de 1992. Lançamentos do Amazon Prime Video em agosto de 2022 Lançamentos da Netflix em agosto de 2022 A série conta a história de um grupo de mulheres que se une para criar um time de baseball profissional. A protagonista é a personagem Carson Shaw (Abbi Jacobson), que viaja até a cidade de Chicago para realizar esse seu grande sonho. A trama conta com todos os oito episódios já disponíveis para você começar a sua maratona.   Filmes, Séries, Músicas, Livros e Revistas e ainda frete grátis na Amazon por R$ 14,90 ao mês, com teste grátis por 30 dias. Tá esperando o quê? Também acaba de desembarcar no Amazon Prime Video a série Notícia de um Sequestro, baseada em acontecimentos reais contados no romance de Gabriel García Márquez. A produção de seis episódios conta a história de um grupo de mulheres que é sequestrado por traficantes da década de 1990 e precisa fazer de tudo para se libertar. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.-   Para quem prefere assistir a um bom filme, já está disponível na plataforma de streaming o longa Jovens Bruxas - Nova Irmandade, que vai acompanhar um quarteto de garotas aprendizes de bruxa. Tudo começa quando elas recebem mais poderes do que conseguem lidar e precisam entender tudo e mais um pouco sobre eles.   Esses foram apenas alguns destaques entre as estreias da última semana, mas você pode conferir a lista completa abaixo. Todos os lançamentos da semana no Amazon Prime Video 10/08 Mind The Malhotras Bajre Da Sitta 11/08 Darfur: Deserto de Sangue Ligações Cósmicas Tainted Canvas Green White Green Rampage Bunny Drop - Surpresas da Vida O Grito 3: O Início do Fim Notícia de um Sequestro A Torre do Mal Uma Equipe Muito Especial (A League of Their Own) 12/08 O Último Dia Doutora Coração 13/08 Os Segredos da Mansão Rocheville 14/08 Um Encontro Romântico Jovens Bruxas: Nova Irmandade The Mentalist Vampire Diaries Cold Case Supernatural 15/08 Cadeado do Amor Ghost Hound A Maldição de Rose Guerra Sob a Terra Sozinho Com o Inimigo Sedenta de Sangue O Ilusionista 16/09 Amigo de Ninguém Devil May Cry A Perseguição Street Fighter II: Victory Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança 17/08 Tudo ou Nada: Arsenal Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Correios vão exigir CPF ou CNPJ de destinatários para encomendas nacionais

canaltech Atualmente, os Correios só exigem o CPF ou CNPJ de destinatários no caso de envios de encomendas internacionais, seguindo a regulação aduaneira. Já faz um tempo que essa regra era discutida internamente para as postagens nacionais, e, agora, a mudança foi confirmada: a partir do dia 1º de setembro, também passa a valer para a distribuição de pacotes para endereços no território brasileiro. 11 maneiras de rastrear encomendas dos Correios Correios reduzem prazo e ampliam cobertura do Sedex em mais de 17 mil trechos “A informação traz mais segurança ao processo, possibilita o rastreamento das encomendas por meio do CPF, CNPJ ou passaporte informado no momento da postagem e permite a utilização de outras funcionalidades disponibilizadas aos nossos clientes por meio do número do documento informado”, diz a superintendente executiva de Canais de Vendas dos Correios. Para quem vai enviar encomendas aos armários inteligentes (Lockers) dos Correios ou pelo serviço Clique e Retire, continuam valendo as mesmas informações já exigidas, assim como também o CPF/CNPJ ou passaporte e o telefone celular ou e-mail do destinatário. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Quem não preencher os dados de CPF ou CNPJ dos destinatários para encomendas enviadas pelos Correios a partir do dia 1º de setembro, terá as postagens recusadas. Os Correios também destacam que os dados informados não ficarão expostos nas etiquetas, pois serão incluídos somente nos sistemas de atendimentos e seguirão todas as orientações sobre privacidade da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Tokboard | Como ver músicas em alta para Reels e TikTok

canaltech O Tokboard é um site que reúne as músicas mais populares no TikTok no período de uma semana ou um mês. É uma excelente referência para quem quer ver quais músicas estão em alta e usá-las para a trilha sonora do Reels ou de vídeos para o TikTok. Como usar o TikTok para ouvir músicas Como salvar uma música para usar no Reels no Instagram A plataforma não pertence ao TikTok, mas usa um mecanismo que coleta dados dos vídeos publicados na rede social. Na lista de músicas em alta, é possível ouvir um trecho e ainda conferir informações sobre a quantidade de views e o número de vídeos populares com esse áudio. Como usar o Tokboard para ver músicas em alta no TikTok No navegador, acesse tokboard.com; O site exibe uma lista com as músicas mais famosas no período de uma semana; Para ouvir um trecho da música, toque ou clique na miniatura da capa. Use o Tokboard para encontrar as músicas mais tocadas no TikTok (Captura de tela: André Magalhães) Nas abas do site, é possível navegar pela lista das músicas mais populares no TikTok em meses e outras semanas, com registros até 2018. A lista permite visualizar até 474 músicas ou faixas de áudio populares da rede de vídeos. Após encontrar o conteúdo que deseja utilizar, basta copiar o título e procurar na busca do TikTok para inseri-lo no seu vídeo. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Navegue no acervo do site (Captura de tela: André Magalhães) Como encontrar mais músicas em alta no TikTok O Tokboard é uma alternativa interessante por oferecer a lista das músicas mais populares em todo o mundo. No entanto, se quiser escolher pelas mais populares no Brasil, é possível navegar pelo próprio app de vídeos para encontrar as seções “Viralizou BR” e “Top BR”. Há, ainda, uma série de playlists em serviços de streaming com músicas populares na rede social. Você pode conferir diferentes maneiras de ver as músicas mais tocadas e salvar áudios no TikTok nesse artigo. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

7 motivos para você começar uma nova carreira no mundo digital

canaltech A indústria de tecnologia é um dos setores que conseguiram se manter relativamente estável e apresentou bom desempenho em relação aos cenários macroeconômicos dos últimos anos. Mesmo com a alta inflação e desvalorização das principais moedas do mundo, o setor tem mantido seu crescimento, mostrando-se como um segmento promissor. Stone abre vagas para candidatos de todo o Brasil Confira as dicas para iniciar a carreira em TI mesmo sem experiência Vale destacar que empresas que atuam no setor destacam que esse crescimento pode ser afetado devido a dois fatores: um deles é a falta de mão de obra especializada; e o outro é a baixa oferta de ferramentas de aprendizagem de qualidade nas principais universidades, especialmente na América Latina. No nosso país, uma estimativa da Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais) aponta que, somente em 2022, o setor de tecnologia tem cerca de 133 mil vagas abertas e não preenchidas. A associação também destaca que apenas 55 mil profissionais são formados anualmente, essa lacuna pode causar um “apagão tecnológico” no país, enquanto chega a cerca de 800 mil vagas até 2025. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Profissionais têm buscado vagas no “mundo digital”, que tem sido visto por estes como um plano B, quando decidem sair de trabalhos relacionados a uma carreira tradicional, para se tornarem cientistas de dados, desenvolvedores de softwares, engenheiros em nuvem, entre outros. O setor de tecnologia é um dos segmentos que proporciona o profissional trabalhar de qualquer parte do mundo (Imagem:Reprodução/unsplash/Andrew Neel) Para entender melhor as vantagens e as oportunidades de emprego no ambiente digital, veja sete motivos para incentivar você a estudar uma mudança profissional. Flexibilidade e trabalho remoto Uma pesquisa da CondinGame revelou que 70% dos desenvolvedores de software preferem trabalhar remotamente. Nesse sentido, vale destacar que para mercado digital, não há barreiras físicas. Profissionais desse segmento podem atuar de casa ou de qualquer lugar, existem oportunidades de trabalho no mundo todo sem se preocupar com a cidade de residência. O segmento também permite que estes profissionais possam desfrutar de uma autonomia no trabalho que possibilita conquistar um maior equilíbrio entre a rotina profissional e a vida pessoal. Salários maiores que a média Em questão de salários, o setor de tecnologia é um dos que oferece remunerações acima da média comparados a vários outros segmentos. Dados do Guia Anual da Robert Half, revelam que profissionais como cientistas de dados, desenvolvedores de software ou engenheiros em nuvem tem ganhos iniciais de R$ 7.500 em média. Salários dos profissionais do setor de tecnologia em média começam em R$ 7.500 (Imagem:Reprodução/Hired) Contratação mais rápida O crescimento exponencial do setor nos últimos anos, fez disparar as vagas de trabalho, e, consequentemente, fez aumentar a procura por novos talentos da área. Comparado a outros setores, a indústria de tecnologia é uma das poucas que disponibiliza plataformas especializadas na captação de talentos. Uma delas é a Turing, uma plataforma que conecta desenvolvedores de software a oportunidades de trabalho remotas nas maiores empresas dos Estados Unidos. A empresa consegue intermediar a contratação de profissionais brasileiros em menos de cinco dias e ainda economiza mais de 50 horas que seriam gastas com entrevistas. Educação e treinamentos não tradicionais Outro motivo que diferencia o setor de tecnologia dos segmentos tradicionais, é que os cursos e certificações precisam de três a seis meses para adquirir o conhecimento e habilidades necessárias para trabalhar como um gerente de tráfego, cientista de dados, desenvolvedores de software ou engenheiro de nuvem, entre outros trabalhos digitais, acelerando a entrada no mercado de trabalho. Mais oportunidades de crescimento profissional A maioria das vagas é focada na melhoria de processos, obtendo resultados rápidos e agilizando a gestão das atividades. Esses profissionais estão em constante aprimoramento de suas habilidades técnicas e humanas, o que permite acessar cargos com maiores responsabilidades e melhores salários. Diferente dos tradicionais cursos, que duram entre quatro e seis anos, estudantes ou profissionais do setor de tecnologi podem optar por cursos e certificações online que precisam de três a seis meses para serem concluídos (Imagem:Reprodução/Pexels/Ivan Samkov) Além disso, graças a democratização do trabalho remoto, os profissionais do “mundo digital” podem se candidatar a oportunidades de trabalho no mundo todo, um fator ainda limitado em outros setores. Diversidade e Inclusão O segmento é bastante democrático, com equipes são multiculturais, promovendo intercâmbio cultural e melhores práticas de trabalho entre colegas de diferentes regiões do mundo por meio do trabalho remoto. Algumas empresas do setor buscam incorporar profissionais digitais em suas equipes, e têm um forte compromisso com a diversidade e a inclusão. Por exemplo, os processos de recrutamento e gestão de talentos da Turing usam Inteligência Artificial para determinar padrões de habilidades recorrentes e alta demanda. Com isso, é possível avaliar o perfil dos candidatos independentemente de gênero, idade, etnia, orientação sexual, deficiência ou qualquer outra variável que historicamente impede grupos minoritários de terem acesso a oportunidades de trabalho. Definindo o futuro do trabalho Um aspecto bastante comum em quase todas as profissões associadas ao mercado digital é que o setor atua no desenvolvimento, aprimoramento e planejamento de novos aplicativos, produtos ou serviços digitais que vão atuar diretamente no dia a dia das pessoas. O futuro de vários setores é sustentado por carreiras relacionadas a TI, segurança cibernética, nuvem, desenvolvimento de software, design de UX/UI, análise e ciência de dados; assim, os profissionais dessas carreiras estão lançando as bases para o futuro de suas vidas profissionais e pessoais. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Coronavírus: Brasil chega a 682.216 mortes em 34.245.374 casos confirmados | Relatório diário

tudo celular Fique por dentro dos dados atualizados de casos confirmados e mortes por Covid-19 no Brasil e no mundo. Veja Mais

CDC emite alerta nacional após bactéria rara e mortal ter sido é encontrada nos EUA

tudo celular Agente patogénico é causador da melioidose, uma doença pulmonar perigosa. Veja Mais

Anatel adia novamente liberação do 5G nas capitais e 3,5 GHz deve ser desocupado até outubro

tudo celular Com a mudança, operadoras terão mais tempo para liberar o 5G nas demais capitais brasileiras. Veja Mais

Aproveite! Pokémon Sword e Shield estão distribuindo gratuitamente um Victini

tudo celular Além da distribuição dos Pokémon usados por Ash no mais recente arco do anime Jornadas Pokémon, os donos dos jogos poderão resgatar por um período bem limitado o monstrinho Mítico Victini. Veja Mais

Novo Chevrolet Bolt EV: GM destaca equipamentos e tecnologias presentes no modelo

tudo celular Modelo 100% eletrificado da montadora deve ser lançado no mercado nacional no próximo mês de setembro. Veja Mais

Adeus, Pixy? Snap irá descontinuar linha de "drones para o Snapchat" após menos de quatro meses

tudo celular CEO da Snap teria informado aos seus contribuidores que encerrará a linha "Pixy". Veja Mais

Atualize já! Google Chrome recebe correção para brecha utilizada por hackers

tudo celular Problema permitia que cibercriminosos rodassem códigos maliciosos no PC dos usuários. Veja Mais

Fim dos prints? WhatsApp está trabalhando em bloqueio de capturas de tela no Android

tudo celular Novidade deve chegar ao WhatsApp Beta em breve para evitar vazamentos com os famosos prints. Veja Mais

ColorOS 13, baseado em Android 13, é lançado e começa pelo Find X5

tudo celular Marca diz que deve atualizar 35 modelos até o ano que vem. Veja Mais

Plasma pode ajudar a extrair oxigênio em Marte, propõem pesquisadores

tudo celular Planeta Vermelho possui substância na atmosfera, mas presa a moléculas de dióxido de carbono. Veja Mais

Apple deve apresentar linha iPhone 14 no dia 7 de setembro, diz Bloomberg

tudo celular Um novo artigo da Bloomberg revelou que a Apple deve apresentar a linha iPhone 14 no dia 7 de setembro. Veja Mais

Instagram, WhatsApp e Facebook registram instabilidade nesta quinta (18/8)

 Instagram, WhatsApp e Facebook registram instabilidade nesta quinta (18/8)

em - tecnologia Os usuários do WhatsApp passaram por um raro momento de silêncio nesta quinta-feira (18/8). É que o serviço apresentou uma instabilidade no Brasil, no meio da tarde e durou aproximadamente 30 minutos. Outras redes da Meta, o Instagram e o Facebook também passaram pelo mesmo problema. O resultado foi uma avalanche de posts nas redes sociais que permaneceram ativas, principalmente Twitter e Telegram, reclamando da falta de funcionamento dos sites administrados pela empresa de Mark Zuckerberg. O assunto ficou entre os mais comentados do dia. O Estado de Minas entrou em contato com os responsáveis pelas redes no Brasil, e aguarda um posicionamento sobre o problema. * Estagiária sob supervisão do editor João Renato Faria Veja Mais

WhatsApp e Instagram ficam fora do ar nesta quinta (18)

canaltech Na tarde desta quinta-feira (18), Instagram e WhatsApp apresentam instabilidade. Milhares de relatos de usuários se acumulam no Twitter e se somam no site DownDetector sobre problemas de conexão nas plataformas da Meta. TikTok vai compartilhar seus Stories no Instagram e no Facebook Versão digital do Álbum da Copa do Mundo de 2022 já está disponível Não se sabe o que causa a falha nas plataformas do CEO Mark Zuckerberg, porém ela se manifesta de diferentes maneiras: no WhatsApp, a versão Desktop e Web não se conectam à internet; enquanto no Instagram, o site oficial da rede social não carrega no navegador. O instante de maior quantidade de queixas sobre a queda do WhatsApp aconteceu às 15h55 (Imagem: Reprodução/DownDetector) como assim o whatsapp caiu?? -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- — mari (@ideamari) August 18, 2022 Que ódio essa dependência que a gente tem de algumas plataformas. O WhatsApp caiu e minha tarde vira um caos. — Lília sem n (@lavorlilia) August 18, 2022 mano o WhatsApp caiu??? — ella PINK VENOM (@sunyrosie) August 18, 2022 Falha momentânea Em pouco mais de dez minutos, as plataformas da Meta parecem ter normalizado para a maioria dos usuários. Aqui, no Canaltech, repórteres afirmam já conseguir trocar mensagens pelo WhatsApp Desktop sem problemas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Huawei Band 6 ou Huawei Band 7: vale a pena fazer o upgrade?

canaltech A Huawei Band 7 é uma boa pulseira inteligente, principalmente para quem busca o acessório com um foco maior em esportes. Porém, ela não é a única alternativa da marca, e resolvemos fazer um comparativo do produto com a Huawei Band 6. Review Huawei Band 6 | Uma das melhores smartbands do momento Review Huawei Band 7 | Uma boa alternativa à Mi Band 7? Afinal ainda existem muitos usuários com a antecessora, e ficar em dúvida se o upgrade vale a pena ou não é incomum. Por este motivo, vamos apontar as características que evoluíram entre as gerações e defeitos que poderiam ser ajustados, mas seguem presentes. Quer saber se vale a pena continuar usando a Huawei Band 6 ou se comprar a Huawei Band 7 é um bom avanço? Então, confira nesse comparativo completo. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Confira o preço atual da Huawei Band 6 Confira o preço atual da Huawei Band 7 Design e construção Por mais que as duas pulseiras inteligentes tenham um visual bem parecido, existem detalhes que ajudam a diferenciá-las. Entre eles, está o peso, pois a Huawei Band 6 é mais robusta do que a Band 7, e isso faz com que elas pesem 18 gramas e 16 gramas, respectivamente. Consequentemente, essa mudança no peso também influencia nas dimensões dos produtos. Mas a principal e mais relevante alteração é a altura da Huawei Band 7. A Huawei Band 7 está mais fino do que o seu antecessor (Imagem: Ivo/Canaltech) Segundo a fabricante chinesa, esse “redesign” tem como foco melhorar a experiência de uso. E, na minha opinião, conseguiu ajustar positivamente o conforto para manter a pulseira no pulso por horas e em diferentes atividades sem que ela cause incômodo. Nas duas gerações, temos pulseiras que dão maior segurança no uso pelo formato parecido com o de um relógio tradicional. Além disso, o carregador magnético funciona da mesma maneira nos equipamentos. Tela A tela não teve nenhuma alteração da Huawei Band 6 para a Band 7. Por isso, a qualidade visual obtida nos dois equipamentos será a mesma, já que todos os ajustes que poderiam fazer diferença na usabilidade são equivalentes nelas. Ambas contam com painel AMOLED de 1,47 polegadas em formato retangular. Com isso, o ajuste do layout da interface à tela é bem interessante, e a visualização das informações, principalmente mensagens, não exige uma navegação excessiva pelo display. A tela da Huawei Band 6 e Band 7 são idênticas em qualidade e tamanho (Imagem: Ivo/Canaltech) Apesar de as duas smartbands da Huawei terem compatibilidade com mais de 4 mil planos de fundo — watchfaces —, a Band 7 ainda tem um elemento a mais para manter a autonomia da bateria equilibrada sem deixar de lado a parte visual. Trata-se do recurso ‘Sempre na tela’ — Always on display — no qual as informações básicas do acessório ficam expostas continuamente no visor. Nesse tipo de uso, as imagens das watchfaces são transformadas em desenhos lineares para a personalização, mas dando ênfase apenas à hora. Recursos Apesar de a Huawei Band 7 e Band 6 se destacarem na parte de exercícios físicos, é importante apontar alguns recursos que estão presentes na versão mais recente da pulseira inteligente e não são encontrados na antecessora. Como é o caso da opção de resposta rápida para mensagens em aplicativos como o WhatsApp e o Telegram. Obviamente, alguns textos prontos podem não ser equivalentes com o que foi enviado para você, mas, respondendo com atenção, dá para reduzir a necessidade de abrir o app continuamente no smartphone. Outros recursos que chegaram na Huawei Band 7 são a opção de tocar na tela para ligar o dispositivo e a função de encontrar o smartphone. Apesar de serem ferramentas populares em equipamentos de outras marcas, somente em 2022 chegou ao acessório da chinesa. A respeito dos modos esportivos, não existem diferenças entre elas. São 96 atividades físicas monitoráveis nas duas gerações de smartband. Por terem os mesmos sensores, o rastreamento é equivalente nas duas. A Huawei Band 6 tem recursos equivalentes aos da Band 7 (Imagem: Ivo/Canaltech) Porém, um recurso presente na Huawei Band 7 que faz falta na band 6 é o monitoramento automático de exercícios. Muitas vezes, é comum se esquecer que clicar em “iniciar” nas atividades, e essa opção registra uma movimentação equivalente a um esporte e começa a rastrear sem intervenção do usuário. Elas possuem o sensor para detectar o nível de oxigenação no sangue (SpO2), e também são à prova d’água em mergulhos de até 50 metros de profundidade. O monitoramento de sono tem um relatório bem completo no aplicativo Huawei Health — Saúde —, mas na versão 7 senti algumas falhas nesse rastreio. Por exemplo, ao acordar em um período da noite, o recurso detectou como se eu tivesse despertado por completo. Esse é um ponto negativo citado na análise dela, pois nunca tive esse problema na Huawei Ban 6. Entretanto, é preciso estar atento para as atualizações de firmware, pois pode acontecer de a fabricante solucionar esse problema detectado poucas semanas após o lançamento do aparelho aqui no Brasil. A Huawei Band 7 traz mais opções de recursos focados em atividades físicas (Imagem: Ivo/Canaltech) Todos os dados rastreados pela Huawei Band 6 e 7 são sincronizados e embutidos no aplicativo ‘Saúde’. Apesar de funcional, ele é muito limitado quanto comparado com outras opções presentes no mercado. Além disso, a conexão dos equipamentos com ele demanda um pouco de tempo e paciência pela necessidade de estar logado na conta da Huawei para que esse pareamento ocorra corretamente. Bateria Tanto a Huawei Band 6 quanto a Huawei Band 7 possuem 180 mAh de capacidade total de suas baterias. Porém, parece que a atualização de geração ajudou a aprimorar a administração energética. Mesmo que a empresa prometa 2 semanas de uso contínuo antes de precisar recarregá-las, é notório que a usabilidade demandará bem mais energia deles, e, consequentemente, menos tempo de uso antes da recarga. A Huawei Band 7 tem uma ótima durabilidade de bateria (Imagem: Ivo/Canaltech) Porém, é importante deixar claro que o tempo de uso total — dentro da experiência de uso do analista Diego Sousa — da 6ª geração foi de uma semana. Em contrapartida, a 7ª geração foi capaz de entregar até 9 dias de autonomia em uso intenso, mesmo com todas as notificações ativas, rastreamento cardíaco constante, entre outras opções que ajudam a drenar a bateria. Huawei Band 6 ou Huawei Band 7: qual é a melhor? Se o seu intuito é escolher uma das duas pulseiras inteligentes para ter a certeza de que está comprando um produto de altíssima qualidade e com recursos atrativos, saiba que as duas são boas nesse sentido. Entretanto, é preciso destacar que a Huawei Band 7 recebeu melhorias agradáveis em sua usabilidade, principalmente com a presença tão aguardada das opções de ‘Always on display’ e ‘Toque para ligar a tela’, que sempre a fizeram ficar atrás das concorrentes. O conforto obtido com a Band 7 também é outro diferencial agradável, pois dá mais leveza no uso e a pulseira com fixação confiável ajuda a manter o equipamento seguro contra quedas inesperadas. A Huawei Band 7 vale mais a pena do que a sua antecessora (Imagem: Ivo/Canaltech) A bateria também está mais otimizada na Huawei Band 7, e nada disso afetou absurdamente o preço da smartband. Comprando nas varejistas do Brasil, a pulseira pode ser encontrada a uma média de R$ 350. Todavia, a Huawei Band 6 está mais barata, com o preço próximo de R$ 260. Logo, a escolha pela nova será mais uma questão de necessidade de uso dos recursos mais recentes, já que não existem upgrades tão significativos que justifiquem uma troca geracional. Mas, para uma primeira compra, é melhor partir logo para a Band 7. Confira o preço atual da Huawei Band 6 Confira o preço atual da Huawei Band 7 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Google Play agora permite pagamentos via PicPay

canaltech A partir de hoje (18), vai dar para pagar aplicativos e assinaturas disponíveis no Google Play pelo PicPay. Após firmar uma parceria com o Google, a carteira digital PicPay será listada como opção de pagamento, permitindo, inclusive, adquirir produtos usando o saldo disponível na carteira. O que esperar da One UI 5? WhatsApp para Windows 11 enfim permite visualizar Status Além de facilitar a vida de quem usa frequentemente o PicPay como método de pagamento, a adição será mais um caminho para que usuários sem cartão de crédito façam compras no Google — neste caso, inclusive, sem precisar recorrer aos cartões de presente pré-pagos. Além do saldo da carteira, o consumidor também poderá usar cartões PicPay Card ou de outras instituições financeiras. Além do saldo da carteira do PicPay, o PicPay Card e outros cartões cadastrados no serviço também podem efetuar a compra (Imagem: Divulgação/PicPay) “A parceria com o Google Play amplia a aceitação e a possibilidade de pagar tudo e todos com PicPay. Quando garantimos que as pessoas paguem por serviços online de forma rápida e simples sem cartão de crédito, promovemos a inclusão financeira e facilitamos ainda mais a vida dos brasileiros, um dos nossos principais propósitos”, disse o diretor de Serviços Financeiros PJ do PicPay, Adriano Navarini. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Pagamento de apps via PicPay Assim como as demais alternativas em pagamento, a opção para pagar com PicPay será listada na hora de finalizar a compra nas plataformas do Google, seja YouTube Music, Play Store, Google Play Livros ou Google Play Filmes. Em nota, o PicPay ressalta que a novidade "está sendo liberada para todas as pessoas com dispositivos Android e conta no PicPay". Provavelmente, a atualização é distribuída de forma gradativa entre os consumidores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Bactéria rara e mortal é encontrada nos Estados Unidos e gera alerta nacional Veja Mais

Florianópolis, Palmas, Rio de Janeiro e Vitória vão ter o 5G puro a partir de segunda-feira (22)

tudo celular Com a chegada das novas cidades, vão ser 12 capitais do país a contar com a tecnologia funcionando até o início da próxima semana. Veja Mais

Novo chip Pentonic da MediaTek traz Dolby Vision IQ para um segmento mais acessível

tudo celular O Pentonic 700 é o novo chip para TVs lançado pela MediaTek que dá suporte a 4k 120 Hz e ainda vem com recursos para aprimorar a jogatina nas telas com o SoC Veja Mais

TIM comunica clientes sobre troca do serviço Banca Virtual pelo Bancah em outubro

tudo celular Sem justificar o porquê, a operadora substituiu o serviço Banca Virtual pelo Bancah. Veja Mais

Motorola Edge 2022 é anunciado com Dimensity 1050, tela de 144Hz e câmera de 50 MP nos EUA

tudo celular Celular é o primeiro do mundo com chip Dimensity 1050 da MediaTek, que oferece suporte a versão mais rápida do 5G. Veja Mais

Banco Original lança nova modalidade de conta conjunta digital no aplicativo

tudo celular Clientes do banco podem solicitar a conta conjunta através do próprio aplicativo. Veja Mais

Nintendo diminui em quase 20% preço sugerido do Nintendo Switch V2 no Brasil

tudo celular A redução equivale a aproximadamente R$ 500 em lojas do varejo nacional. Veja Mais

TC Ensina: como ver suas estatísticas de digitação no Swiftkey

tudo celular Aprenda com o TC Ensina de hoje como checar as suas estatísticas de uso do Swiftkey! Veja Mais

Vivo V25e, listado com Helio G99 e 8 GB de RAM, tem renders vazados

tudo celular O documento vazado afirma que o aparelho será lançado com chipset MediaTek e Android 12 de fábrica. Veja Mais

Netflix: plano com anúncios pode limitar a funcionalidade do aplicativo

tudo celular Além de um catálogo inferior ao da versão tradicional do app, esse novo plano pode contar com ainda mais limitações. Veja Mais

Fortnite: Eminem pode ser a estrela do show virtual deste ano

tudo celular O jogo da Epic estabeleceu uma tendência que já se espalha para outros jogos similares, mas depois do evento grandioso com Ariana Grande no ano passado, muitos se perguntam o que esperar para o... Veja Mais

Realme 9i 5G é anunciado com Dimensity 810, câmera de 50 MP e bateria de 5.000 mAh

tudo celular O Realme 9i 5G foi anunciado na Índia com Dimensity 810, câmera de 50 MP e bateria de 5.000 mAh. Veja Mais

Últimos dias

O que é boost no Tinder? | Raio

canaltech O boost no Tinder, ou Tinder Boost, é um recurso pago do Tinder para quem deseja ter o perfil destacado na região por um curto período de tempo. Com isso, você “fura a fila” e aparece com maior frequência para os usuários dentro do raio de distância. Como ver quem me curtiu no Tinder Como repetir pessoas no Tinder | Voltar É possível comprar boosts a qualquer hora acessando um botão dedicado dentro do aplicativo. A seguir, saiba como funciona o boost no Tinder e como usar a ferramenta para aumentar suas chances de conseguir mais matches. Como funciona o boost no Tinder O boost no Tinder permite que seu perfil apareça em destaque na sua região atual por 30 minutos. Durante esse tempo, as outras pessoas que usam o Tinder verão o seu perfil com mais frequência. De acordo com o Tinder, usar um boost pode aumentar em até dez vezes a visualização do seu perfil. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- O Tinder lembra que usar um boost não é garantia de novos matches. O que a funcionalidade faz é aumentar a visibilidade do seu perfil para as outras pessoas. Caberá a elas decidir o que fazer na hora de dar um match. O que é boost no Tinder: ferramenta aumenta visibilidade do seu perfil (Imagem: Mika Baumeister/Unsplash) Quanto custa um boost no Tinder? O boost no Tinder pode ser comprado de forma avulsa em três versões: 1 boost: R$ 39,90; 5 boosts: R$ 109,90; 10 boosts: R$ 169,90. Os valores foram consultados em agosto de 2022 e podem sofrer alteração a qualquer momento. Assinantes do Tinder Gold e Tinder Platinum ganham 1 boost grátis por mês, e não é acumulativo. Ou seja, se o usuário não utilizar o boost naquele mês, então ele é perdido. Como usar boost no Tinder Abra o aplicativo do Tinder no Android ou iPhone (iOS); Na tela inicial, toque no ícone de raio roxo, no canto direito; Selecione um dos boosts disponíveis; Confirme o pagamento pela sua conta na Google Play Store ou App Store. Como comprar boosts no Tinder (Captura de tela: Caio Carvalho) Pronto. Assim que a compra for confirmada, volte para a tela inicial do Tinder e toque novamente no ícone de raio roxo para ativar o boost do Tinder. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Como fazer uma alavanca no Minecraft

canaltech Se você gostaria de ligar e desligar circuitos, ou alimentar permanentemente um bloco, sem dúvidas está em busca de saber como fazer uma alavanca no Minecraft. Mais especificamente falando, é através delas que é possível fornecer energia de redstone alternáveis. Como ver a camada no Minecraft Como fazer uma fornalha no Minecraft Se você quer saber qual a receita para criar uma alavanca, onde poderá usá-las e até mesmo onde encontrar onde elas são geradas naturalmente, confira abaixo mais detalhes! O que é necessário para fazer uma alavanca no Minecraft Para criar uma alavanca no Minecraft é necessário ter uma bancada de trabalho e organizar um graveto e um pedregulho na seguinte estrutura: -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Veja como fazer uma alavanca no Minecraft e outras informações adicionais (Captura de tela: Matheus Bigogno) Onde é possível colocar alavancas no Minecraft? Uma alavanca pode ser depositada no topo, do lado ou na parte inferior de qualquer bloco sólido ou opaco (pedra, terra, ouro, entre outros). Também é possível adicionar uma alavanca no topo de uma laje ou escadas, mas não na parte inferior deles. Na Edição Bedrock, as alavancas também podem ser colocadas em cima de cercas, muros de pedra ou funil, e podem ser colocadas até mesmo debaixo d’água. Onde encontrar alavancas no Minecraft? As alavancas são geradas de forma natural no Minecraft e podem ser encontradas nas mansões da floresta e em cidades ancestrais. Além disso, é possível encontrar três alavancas em cada templo da selva. Quais ferramentas quebram uma alavanca no Minecraft? As alavancas podem ser mineradas e extraídas usando qualquer ferramenta (ou nenhuma) e podem ser largadas como um item. Confira alguns dos atributos das alavancas: Dureza: 0,5; Tempo de quebra: 0,75. Como funciona a ativação das alavancas? Quando uma alavanca é depositada nas laterais de um bloco, ela funciona da seguinte forma: Para baixo: ligada Para cima: desligada Quando a alavanca é colocada na parte superior ou inferior de bliocos: Norte ou oeste: ligada Sul ou leste: desligada Para entender melhor, veja como ver as coordenadas do Minecraft. Criaturas podem interagir com uma alavanca? Criaturas do Minecraft não podem ligar ou desligar uma alavanca. Pronto! A partir de agora você já sabe como fazer uma alavanca no Minecraft e obtece acesso a informações adicionais sobre o objeto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

5 motivos para assistir Iron Chef: Brasil na Netflix

canaltech Acaba de estrear na Netflix um novo reality show para quem gosta de competições: Iron Chef Brasil. O programa, que nasceu no Japão e também chegou aos Estados Unidos, agora conta com uma versão brasileira exclusiva da plataforma de streaming. Crítica Iron Chef Brasil | Reality show culinário diverte e emociona Iron Chef: Brasil | Conheça o novo reality culinário da Netflix Iron Chef Brasil é um reality show também indicado para quem gosta de gastronomia, já que a competição é entre chefs de cozinha. No programa, você vai conferir duelos entre grandes chefs de nosso país, que podem esbanjar seus talentos e conhecimentos para vencer. Com a primeira temporada estreando na Netflix, o Canaltech preparou cinco motivos para você já começar a sua maratona do reality de gastronomia. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- As competições do reality acontecem em duelos (Imagem: Divulgação/Netflix) Por apenas R$ 14,90 você compra com frete grátis na Amazon e de quebra leva filmes, séries, livros e música! Teste grátis por 30 dias! 5. Emociona Em Iron Chef Brasil, você não vai só acompanhar grandes disputas entre chefs incríveis, como também conhecer suas histórias. Muitas delas, inclusive, sendo bastante emocionantes, contando casos de superação, crescimento, família e amizade. 4. Diverte O reality show de gastronomia da Netflix também é bastante divertido de assistir, com os duelos sendo assistidos pelo espectador, claro, e por outros participantes. Então, você pode esperar diversos comentários engraçados dos concorrentes e das apresentadoras, Fernanda Souza e Andressa Cabral, que esbanjam simpatia. 3. Gastronomia Por ser uma série de culinária, é claro que Iron Chef Brasil também vai trazer bastante informação sobre gastronomia. A atração nos apresenta às comidas de diversas regiões do Brasil e do mundo, trazendo conhecimento e inspiração para chefs amadores e simpatizantes. Os duelos acontecem com participantes diferentes a cada episódio (Imagem: Divulgação/Netflix) 2. Competição A competição acontece em um formato bastante interessante, diferente de alguns programas do tipo que já são bem conhecidos por aqui. Em Iron Chef Brasil, você vai se divertir com os novos duelos que acontecem a cada episódio, sempre com participantes diferentes. 1. Cultura Por fim, o reality show de gastronomia traz bastante cultura para os assinantes da plataforma de streaming, que vão poder explorar as diferentes regiões do Brasil através da culinária. Você já pode maratonar a primeira temporada de Iron Chef Brasil na Netflix. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Empresas brasileiras são processadas pela Meta por venda de seguidores no Instagram

tudo celular Juiz responsável pelo caso classificou as acusações como graves e pediu que as companhias nacionais se manifestem. Veja Mais

Twitter lança campanha de educação midiática para ajudar pessoas a lidar com a desinformação

tudo celular Segundo a empresa, o objetivo da iniciativa é promover conversas mais saudáveis e dar às pessoas mais controle sobre sua experiência na plataforma. Veja Mais

Premium Service da Samsung oferece reparo expresso, entrega gratuita e muito mais

tudo celular O Premium Service é a novidade da Samsung para quem comprar aparelhos selecionados ter acesso a várias vantagens exclusivas enquanto durar a garantia do produto Veja Mais

Walmart fecha parceria com Paramount Plus para oferecer serviço de streaming aos clientes

tudo celular O benefício será disponibilizado aos membros do clube Walmart+. Veja Mais

Apple lança versões públicas dos iOS e iPadOS 15.6.1, macOS 12.5.1 e watchOS 8.7.1

tudo celular Veja o que há de novo nas novas versões dos iOS e iPadOS 15, watchOS e no macOS Monterey que estão sendo lançadas hoje. Veja Mais

Cientistas brasileiros descobrem como o vírus da covid-19 infecta o cérebro

canaltech Cientistas brasileiros encontraram evidências do vírus causador da covid-19 em astrócitos de cérebros humanos, publicando seus achados na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS). Foram analisados pacientes que: não se infectaram; que se infectaram, mas não foram hospitalizados; infectados e hospitalizados; e indivíduos que faleceram da condição. Covid-19 pode atrofiar região frontal do cérebro, segundo pesquisa brasileira Covid-19 pode fazer cérebro "encolher", sugere estudo Pacientes têm reclamado de sintomas neurológicos advindos da infecção por SARS-CoV-2 desde o início da pandemia. Eles incluem névoa mental, dores de cabeça e dificuldades para manter a atenção. Estudos focados no cérebro, portanto, vêm sendo realizados desde que se notou a infecção do cérebro por parte do vírus. Áreas afetadas pela covid-19 no cérebro dos pacientes: as cores representam atrofia na grossura cortical (Imagem: Crunfli et al./PNAS) Astrócitos e sua infecção A equipe de pesquisadores iniciou estudando o caso de 81 pacientes infectados, mas que não morreram ou que sequer foram hospitalizados. Em comparação a um grupo controle que não foi infectado, notou-se que o primeiro grupo exibia mais sintomas de depressão e ansiedade. Essas condições são típicas de problemas no córtex orbitofrontal. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- Dissecando, então, o cérebro de 26 pacientes que faleceram por decorrência da covid-19, com foco no córtex orbitofrontal, o vírus foi detectado em astrócitos de 5 indivíduos. Os cientistas notam, ainda, ser possível não ter encontrado o vírus no cérebro de outros pacientes falecidos por limitações técnicas. Os astrócitos, embora trabalhem no cérebro, não são células nervosas, e sim células gliais, que apresentam formato de estrela e auxiliam os neurônios ao fabricar e lhes transportar alimentos. Analisando de perto os vírus que infectaram os astrócitos, descobriu-se que eles produziram uma proteína que mudou o comportamento das células, fazendo-as produzir menos lactato, o alimento neuronal. A descoberta abre novas possibilidades terapêuticas aos efeitos da covid-19 em pacientes (Imagem: FabrikaPhoto/Envato) A pesquisa, então, se voltou para descobrir com o vírus conseguiu infectar tais componentes cerebrais. Revelou-se que as proteínas espículas (spike) do SARS-CoV-2 miravam em receptores diferentes daqueles afetados nos pulmões, o que permitia a ligação das proteínas virais com os astrócitos. O resultado disso, segundo os cientistas, foi a morte ou disfunção neuronal, já que os astrócitos infectados não conseguiam mais alimentar os neurônios. A descoberta mostra como a covid-19 afeta as funções cerebrais dos pacientes infectados, e embora o estudo tenha sido limitado, ele abre caminho para novas pesquisas e possibilidades terapêuticas tanto em casos graves quanto leves da doença, impedindo que o vírus se replique em astrócitos e acabe causando danos severos no cérebro. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

5G chega ao Brasil: o que ainda precisa ser feito para avançar na conectividade

canaltech Imagine o dia em que um médico em São Paulo consiga fazer em tempo real uma cirurgia em um paciente que está em Macapá. Ou a possibilidade de pegar uma carona até o outro lado da cidade em um carro autônomo, ou seja, sem motorista. Parece um filme de ficção científica, certo? Mas são apenas duas de uma infinidade de possibilidades que a chegada do 5G nos traz. Em uma sociedade hiperconectada, o detox digital ainda é possível? Indústria 4.0 no Brasil: mais digital, porém com baixa maturidade Após um longo capítulo entre disputas geopolíticas, questões comerciais e um leilão muito esperado, o 5G chega oficialmente ao Brasil. Realizado em novembro de 2021 pelo governo federal, o chamado leilão do 5G movimentou R$ 46,7 bilhões entre as dez empresas ganhadoras da negociação. Brasília foi a primeira capital do país a oferecer o tão aguardado 5G "puro". A tecnologia conta com uma infraestrutura totalmente nova e dedicada exclusivamente a ela e, por isso, oferece uma internet com alta velocidade, conexão massiva de dispositivos, com um baixo tempo de resposta e alta confiabilidade. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- No dia 29 de julho foi a vez das cidades de Belo Horizonte (MG), João Pessoa (PB) e Porto Alegre (RS). O cronograma previsto para implementação do 5G no Brasil aponta que até o dia 29 de setembro todas as capitais devam ser contempladas. Porém, para cidades menores, aquelas com até 30 mil habitantes, a previsão é de que a tecnologia chegue apenas em 2028. As redes 5G utilizam frequências de rádio mais altas para o seu funcionamento e que permitem ampliar a capacidade de transmissão de dados a uma latência menor — que é o tempo que a informação leva para sair do computador e chegar ao destino. O 5G permite uma internet até 20 vezes mais rápida que o 4G; para se ter uma ideia, se antes levávamos 10 minutos para baixar um filme no 4G, o mesmo poderá ser feito em apenas 30 segundos utilizando o 5G. Os ganhos que o 5G promete trazer para o país poderão elevar o Produto Interno Bruto (PIB) em US$ 1,2 trilhão até 2035. A tecnologia deve resultar no aumento da produtividade, no desenvolvimento de novas soluções, abertura de novos negócios e na queda nos custos de produção. O Brasil, finalmente, se junta aos 60 demais países que já possuem a tecnologia de quinta geração. A conectividade como um direito social As perspectivas de como essa nova tecnologia pode impulsionar a utilização de soluções disruptivas são muito animadoras, mas não devemos deixar de reconhecer os desafios históricos para que a conectividade possa ser um direito social garantido à população. A chegada do 5g reforça também como é preciso reduzir as profundas desigualdades no acesso à internet existentes no Brasil. Isso porque, ignorar a complexa realidade social do nosso país pode nos levar a repetir as mesmas injustiças, agora diante de uma nova tecnologia que promete ser tão transformadora. Democratizar o acesso ao 5G é uma necessidade (Imagem: Jeremy Bezanger/Unsplash) Dados da Anatel de julho de 2022 mostram que 90,15% dos moradores do país recebem cobertura 4G. Apesar da alta porcentagem, é necessário analisar as diferenças regionais: enquanto 99,66% dos moradores do Distrito Federal acessam o 4G, no Piauí o percentual cai para 73,78%. Por ser uma tecnologia que depende da instalação de antenas, há no país grandes “lacunas” de conexão. Em 2022, apenas 12,45% do território nacional conta com cobertura 4G. O Amazonas é a unidade da federação com menor área coberta, 0,82% do estado. Um estudo do Instituto Locomotivas e da empresa de consultoria PwC, realizado em 2022, identificou que 33,9 milhões de brasileiros estão desconectados e outros 86,6 milhões não conseguem se conectar todos os dias. Os impactos de uma população excluída digitalmente podem ser medidos a partir das enormes perdas econômicas. Mas eles são sentidos, principalmente, como uma violação incalculável ao pleno exercício da cidadania. Em uma sociedade que vive sua revolução tecnológica, excluir pessoas do acesso à internet significa condená-las à pobreza, à exclusão social e à impossibilidade de acessar recursos essenciais para se desenvolver, estudar, acessar serviços públicos –como bem demonstrou a pandemia de covid-19 — e gerar riquezas. Para enfrentar um problema desta magnitude, é preciso prioritariamente desenvolver políticas públicas inclusivas para a ampliação do acesso à internet, como a criação de um novo Plano Nacional de Banda Larga. É fundamental também garantir estratégias, metas e obrigações de cobertura de telefonia e banda larga móveis (3G, 4G e 5G) nos municípios brasileiros. Iniciativas como essas, aos poucos, estão sendo desenvolvidas. Como é o caso do leilão do 5G, encerrado em novembro de 2021, que garantiu o compromisso do poder público de conectar 85% das escolas até o ano de 2028. Com isso, dos R$ 47,2 bilhões que devem ser investidos pelas empresas privadas, R$ 3,1 bilhões — o equivalente a 6,5% —vão para a área de educação. __ A chegada do 5G no Brasil é uma ótima notícia e trará enormes ganhos para o nosso ecossistema de inovação e tecnologia. Precisamos garantir que o desenvolvimento tecnológico esteja atrelado ao compromisso de gerar ganhos sociais, de forma que o avanço proporcionado pela nova geração de banda larga móvel represente também uma oportunidade de democratizar o direito à conectividade para uma importante parcela da sociedade ainda excluída. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Lanternas Verdes têm a prisão perfeita para o Superman

canaltech Todo mundo sabe que o Superman luta pelo bem da humanidade, mas já vimos em várias histórias (inclusive na famosa trama do game Injustice) que o Homem de Aço pode ser tornar um inimigo formidável caso ele vire a casaca. A Tropa dos Lanternas Verdes, que que toma para si a responsabilidade de patrulhar, enfrentar e se preparar para grandes ameaças no universo, sabe desse perigo em potencial. E criou a prisão perfeita para um possível “Clark Kent do mal”. Batman descobre em nova HQ mais uma arma que pode ferir o Superman Capitão América ganha seu próprio momento "Aranhaverso" nas HQs Já sabemos que os Lanternas Verdes, com a preparação e o tempo adequados, podem até mesmo produzir uma porção de kryptonita sintética. Contudo, a maneira mostrada em uma história na fase de Geoff Johns mostra uma forma diferente de conter o Superman. Em Green Lantern #13, de Johns e Ivan Reis, lançado em 2006, os Lanternas Verdes Hal Jordan e Guy Gardner desobedecem aos Guardiões do Universo mais uma vez, em uma missão na busca por Lanternas Verdes perdidos. Depois de enfrentarem o Ciborgue Superman, ambos saem vitoriosos e trazem os aliados de volta para Oa. -Canaltech no Youtube: notícias, análise de produtos, dicas, cobertura de eventos e muito mais! Assine nosso canal no YouTube, todo dia tem vídeo novo para você!- Contudo, os dois acabam sendo punidos por desobediência, e o castigo de Gardner acaba sendo o monitoramento do recém-capturado Superboy-Prime, que era uma das maiores ameaças ao Multiverso DC na época. Para conter o vilão, que tem, basicamente, as características do Superman, Gardner e um grupo de Lanternas mantém o Superboy-Prime em um contêiner próximo a um Devorador de Sóis. Devorador de Sóis se alimenta da energia liberada pelo Superboy-Prime e mostra como o Superman poderia ser contido (Imagem: Reprodução/DC Comics) Com o Devorador de Sóis se alimentando constantemente pela radiação solar vermelha emitida pelo Superboy-Prime, os Lanternas Verdes conseguem manter o vilão sem energia o suficiente para aprontar das suas. Na verdade, a própria Tropa já mostrou mais recentemente uma saída semelhante de deter o Superman. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! É claro que, para esses planos envolvendo a ligação do Superman com sóis vermelhos e amarelos funcionarem, é preciso que a Tropa mantenha os integrantes preparados para isso; e a concentração e o monitoramento em limite máximo, caso contrário, o Homem de Aço poderia escapar e destruir os oponentes. Mas não deixa de ser mais uma inventiva solução, sem a dependência da kryptonita. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Marvel finalmente revela origem secreta de Thor

canaltech Nos quadrinhos da Marvel, já se sabia que Gaia era mãe biológica de Thor. E embora Freya tenha criado Odinson como seu filho e de Odin, a editora vinha dando pistas nos últimos anos de que a Fênix, que dá origem à Força Fênix explorada em várias histórias dos X-Men e dos Vingadores, teria importância na concepção do Deus do Trovão. Eis que agora vêm as respostas. Esta é a única maneira de realmente derrotar os Vingadores, segundo a Marvel Conheça os Vingadores do futuro liderados pelo Homem-Aranha 2099 Desde que introduziu os Vingadores Pré-Históricos de 1.000.000 a.C. há alguns anos, a Marvel decidiu mexer um pouco em seus pilares estruturais, mostrando que alguns de seus personagens atuais carregam um legado de forças primordiais de seu universo. Entre eles estão o primeiro Motoqueiro Fantasma, que, na verdade, cavalga sobre um mamute; Odin, o pai-de-todos nórdico; Agamotto, o primeiro Mago Supremo; o primeiro Pantera Negra, e a Fênix, que remonta à ave mitológica renascida das cinzas. Completam o time a primeira Punho de Ferro e o Estigma, na forma de um monstro semelhante ao Hulk. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Mais recentemente, no ano passado, a Marvel destacou a Força Fênix, que escolheria uma nova representante na Terra. Desta vez, não seria Jean Grey, dos X-Men, e sim um outro herói, talvez um Vingador. No entanto, a escolhida da vez foi a personagem Echo, mais relacionada ao Demolidor — e que apareceu na série do Gavião Arqueiro, no Disney+, e tem até uma atração própria em desenvolvimento para a TV. Título dos Vingadores Pré-Históricos traz a revelação de Thor (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Só que essa trama não foi lá grande coisa. Na verdade, a informação mais importante revelada ali foi uma mudança na origem de Thor: a trama sugeria que, na verdade, Odinson seria filho de Odin com a Fênix, que se encontraram nos Vingadores Pré-Históricos. Fênix é a verdadeira mãe de Thor? Pois bem, aí chegamos ao título Avengers 1.000.000 AC, lançado nesta semana. Na trama, vemos Odin flertando com a Fênix, após a morte do primeiro Pantera Negra. A Fênix ignora as investidas do asgardiano e Gaia, que já demonstrava amizade com a Fênix, é quem acaba dando à luz a Thor Odinson. Contudo, logo após seu nascimento, Thor é atingido pela lâmina de um Gigante de Gelo, transformando-se em gelo. Quem salva o bebê da morte prematura é a Fênix, que sopra seu fogo de vida de volta ao recém-nascido — daí vêm os laços maternais que a Fênix nutre pelo Deus do Trovão até os dias atuais. Fênix usou seu fogo mágico para salvar a vida do bebê Thor (Imagem: Reprodução/Marvel Comics) Isso explica como Thor conseguiu poderes de fogo da Fênix e, embora mude parte do seu passado, ainda conserva os pais biológicos Odin e Gaia, e a mãe adotiva, Freya. Ainda não se sabe ao certo como isso vai se desenrolar no presente e no futuro das histórias da Marvel. Mas é uma alteração e tanto no cânone do Deus do Trovão. Assine Amazon Kindle Unlimited por apenas R$ 19,90/mês e tenha acesso a mais de 1 milhão de livros digitais! Avengers 1.000.000 AC tem roteiro de Jason Aaron e arte de Kev Walker, com capas de Ed McGuinnes, e foi lançado nesta quarta-feira (17) nos Estados Unidos. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Moto E32: básico Motorola evolui e tenta competir com linha Moto G | Análise / Review

tudo celular O Moto E32 é um bom celular Android? Confira nossa análise do novo básico Motorola e veja o que tem de bom e se vale a pena comprar. Veja Mais

Coronavírus: Brasil chega a 682.010 mortes em 34.223.207 casos confirmados | Relatório diário

tudo celular Fique por dentro dos dados atualizados de casos confirmados e mortes por Covid-19 no Brasil e no mundo. Veja Mais

Celular é o aparelho mais usado por crianças e adolescentes para acessar à Internet, diz pesquisa

tudo celular O estudo também mostra que o WhatsApp é usado por 80% dos entrevistados. Veja Mais

Varíola dos macacos: primeiro caso de transmissão para um cachorro é registrado

tudo celular A hipótese é de que o animal tenha contraído a doença de seus donos, que também foram infectados. Veja Mais

Melhor smartwatch (relógio inteligente) para comprar | Guia do TudoCelular

tudo celular Interessado em adquirir um relógio inteligente para comprar? Confira as melhores opções disponíveis para o mercado brasileiro! Veja Mais

Grounded ganha recurso de Mundos Compartilhados

canaltech O jogo Grounded, que está em acesso antecipado para Xbox e PC, ganhou um novo recurso, chamado Mundos Compartilhados. Neles, os jogadores podem participar de partidas multiplayer sem precisar de um anfitrião. 9 games exclusivos de Xbox que chegam em 2022 Conheça todos os estúdios do Xbox Game Studios Os Mundos Compartilhados ficam armazenados na nuvem, e podem ser jogados por qualquer pessoa com acesso a eles. O jogador anfitrião pode sair da partida a qualquer momento, e o progresso não será perdido.   Caso o jogador prefira, é possível fazer uma cópia do seu Mundo para jogar offline depois, sozinho. Além disso, todo o progresso será compartilhado entre todos os próximos jogadores. Cada jogador pode ter acesso a, no máximo, 50 mundos diferentes. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- A Obsidian Entertainment, desenvolvedora do game, alerta que este recurso ainda está em fase de testes beta e, por isso, pode não funcionar como planejado. A sugestão é criar cópias offline dos seus Mundos ao fazer um grande progresso, a fim de evitar quaisquer perdas. Em Grounded, as crianças são encolhidas por algum motivo, e precisam sobreviver em um quintal... que mais parece uma selva (Foto: Divulgação/Xbox Game Studios) O novo recurso deve fazer com que o multiplayer online de Grounded seja muito mais simples e prático no lançamento, previsto para o dia 27 de setembro. O título chegará ao Xbox One, Xbox Series X, Xbox Series S e PC. Trata-se de um game de sobrevivência que se passa em um quintal, após um grupo de crianças serem encolhidas misteriosamente. Compre aqui o Xbox Series S e entre para a nova geração com o modelo mais compacto da Microsoft Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Galáxias recordistas de distância achadas pelo James Webb podem ser "impostoras"

canaltech Em julho, os astrônomos encontraram nos dados do telescópio James Webb algumas galáxias candidatas ao título de mais distantes no universo, mas novos estudos mostraram que elas podem estar nos “enganando”. Enquanto os pesquisadores aguardam novas observações, o debate ganhou alguma intensidade. Espetacular dança de galáxias em fusão é fotografada com riqueza de detalhes Nova imagem do James Webb revela detalhes nunca vistos de uma galáxia Galáxia CEERS-DSFG-1 Uma equipe de astrônomos liderada por Callum Donnan, da Universidade de Edimburgo, encontrou nas imagens do Webb uma galáxia chamada CEERS-DSFG-1, candidata a ter um redshift de 18, aproximadamente. Isso equivale a apenas 220 milhões de anos após o Big Bang. Outras cinco parecem ter redshift maior que 12. O redshift é uma consequência da expansão do universo, que afasta as galáxias umas das outras a uma velocidade superior à da luz. Isso faz com que as ondas eletromagnéticas de uma galáxia distante da nossa sejam “esticadas” como uma mola. Com isso, o comprimento de onda da luz dessas galáxias aumenta, enquanto a frequência e energia dos fótons (partículas que compõem a luz) diminui. O resultado é que quanto mais tempo a luz viaja, mais ela estica e, portanto, mais avermelhada fica. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- Quando os astrônomos encontram uma galáxia muito avermelhada, logo supõem que ela pode estar bem distante. Existem outros critérios a serem observados no cálculo de distâncias, mas a cor é, geralmente, um bom indício. Acontece que, segundo os novos artigos publicados, esse pode ser um indício pouco confiável. Imagem do CEERS, um dos levantamentos de dados do James Webb (Imagem: Reprodução/NASA/STScI/CEERS/TACC/S. Finkelstein/M. Bagley/Z. Levay) Uma equipe liderada por Jorge Zavala, do Observatório Astronômico Nacional do Japão, usou o telescópio submilimétrico NOEMA (Northern Extended Millimeter Array) na França para saber se a galáxia CEERS-DSFG-1 contém muita poeira. O resultado foi uma quantidade bem considerável. A poeira, formada no ciclo de nascimento e morte das estrelas, absorve comprimentos de onda mais curtos e azuis da luz das galáxias, deixando passar apenas as frequências mais avermelhadas. Isso significa que uma galáxia empoeirada pode imitar a vermelhidão de uma galáxia com redshift mais alto. Uma vez que isso foi considerado, a equipe de Zavala calculou um desvio para o vermelho de apenas 5 para a CEERS-DSFG-1, o que a deixa com idade de 1,3 bilhão de anos após o Big Bang. Assim, ela estaria muito longe das recordistas. Galáxia CEERS-93316 Outra suposta impostora é a galáxia CEERS-93316, com redshift calculado anteriormente de 16,7, o que a coloca a apenas 250 milhões de anos após o Big Bang. Callum Donnan, que liderou a equipe que encontrou esta galáxia, discorda da avaliação de Zavala. "Soluções de redshift empoeirado eram uma preocupação", disse ele, afirmando que sua equipe explorou essa possibilidade. Para Donnan, é improvável a CEERS-93316 ser uma galáxia empoeirada e com redshift inferior porque “tem um contínuo ultravioleta azul e nenhuma detecção significativa em comprimentos de onda submilimétricos”. Zavala rebate, dizendo haver algumas evidências observacionais provisórias em comprimentos de onda submilimétricos para sustentar sua conclusão de que a galáxia está no redshift 5. A primeira imagem de céu profundo do James Webb revela muitas galáxias vermelhas (Imagem: Reprodução/ESA/CSA/STScI) Houve ainda outra equipe, liderada por Rohan Naidu, do Harvard-Smithsonian Center for Astrophysics, que concorda com Zavala. Para chegar à mesma conclusão, Naidu conduziu observações da região no céu onde outras galáxias com redshift 5 foram encontradas juntinhas da CEERS-93316. Este conjunto de galáxias forma um proto-aglomerado muito jovem, no meio da qual está a CEERS-93316. Assim, a equipe de Naidu supõe que esta galáxia com redshift supostamente de 16,7 é parte desse aglomerado de galáxias em expansão, o que a colocaria no redshift 5. Apenas novas observações podem chegar a um resultado mais definitivo. Os pesquisadores aguardam agora por medições espectroscópicas dos redshifts, ou seja, uma análise detalhada de quantas linhas individuais no espectro das galáxias foram de fato desviadas para o vermelho. Isso poderá acontecer quando os astrônomos conseguirem usar novamente o James Webb, o ALMA, o Observatório Keck e outros. O artigo de Zavala foi enviado ao The Astrophysical Journal e o de Naidu para The Astrophysical Journal Letters. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Pokémon TCG | 10 novas cartas da expansão Espada e Escudo - Origem Perdida

canaltech Pokémon TCG, chamado no Brasil de Estampas Ilustradas, continua recebendo novas cartas para os jogadores colecionarem e criarem novas estratégias. Uma das novidades mais recentes é a expansão Espada e Escudo — Origem Perdida, que chegará ao Brasil em 9 de setembro. Pokémon: as curiosidades mais insanas da franquia Pokémon GO | Os Pokémon mais raros e difíceis de captura Na galeria abaixo, o Canaltech revela, com exclusividade, 10 cartas inéditas do pacote, o que inclui um Magnezone V e um Giratina V-Astro. Magnezone V (Divulgação/The Pokémon Company) Banette (Divulgação/The Pokémon Company) Spiritomb (Divulgação/The Pokémon Company) Steelix Radiante (Divulgação/The Pokémon Company) Giratina V-Astro (Divulgação/The Pokémon Company) Areza (Divulgação/The Pokémon Company) Magnezone V (Divulgação/The Pokémon Company) Banette (Divulgação/The Pokémon Company) Descoberta da Aventureira (Divulgação/The Pokémon Company) Ordem da Chefia (Divulgação/The Pokémon Company) -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- A expansão trará o retorno da mecânica de Zona Perdida, que funciona de maneira similar à pilha de descarte, mas com a diferença de que os jogadores não podem recuperar as cartas perdidas. As cartas que utilizam a Zona Perdida contarão com uma aura sombria estampada na ilustração. Outro aspecto interessante da expansão é que ela é baseada em Pokémon Legends: Arceus, jogo exclusivo de Nintendo Switch lançado no começo do ano. Portanto, Espada e Escudo — Origem Perdida tem como foco as criaturas da região de Hisui (antiga Sinnoh), o que inclui também uma Gardevoir Radiante. No total, a expansão trará para o TCG três novos Pokémon Radiantes, seis Pokémon V-Astro, 14 Pokémon do tipo V, um Pokémon VMAX e 30 cartas com ilustrações apresentando Treinadores e Pokémon na coleção Galeria de Treinadores. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Vítimas do “robô do Bitcoin” Atlas Quantum pedem R$ 7 bi em ação na Justiça

canaltech Vítimas de golpe que supostamente envolvia um robô que fazia operações de Bitcoin, pedem na Justiça a devolução de R$ 7 bilhões da empresa Atlas Quantum. No processo, os investidores acusam a organização de manter em sua posse 15,2 mil BTCs dos 39 mil clientes de todo o Brasil e 200 mil em todo o mundo. Homem vai usar cachorro robô para recuperar 8.000 Bitcoin perdidos em lixão Quais são as diferenças entre criptomoeda e moeda digital? As vítimas também solicitaram 40 salários mínimos na justiça como indenização a cada um dos que foram lesados, além de danos sociais e morais coletivos desde 2019, período em que a Atlas Quantum parou de pagar seus clientes. Além do processo, protocolado no final de julho de 2022 na Justiça de São Paulo, também existem outras ações penais na Justiça Federal contra a Atlas Quantum, além de investigações na Polícia Civil de São Paulo, na Polícia Federal, em SP, e na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Mas nenhum dos processos foram concluídos. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Jorge Calazans, do escritório Calazans Vieira Dias Advogados, especialista em defesa de vítimas de fraudes financeiras e responsável pela ação civil pública, explicou que a petição principal do atual processo é para que Rodrigo Marques, proprietário da empresa, devolva tudo o que foi captado por ele dos investidores. A empresa que afirmava utilizar um "robô" para realizar as operações, foi liderada pelo empresário Rodrigo Marques e prometia rendimentos de 5% ao mês com arbitragem de Bitcoin(Imagem:Reprodução/envato-Panxunbin) O processo também relaciona outras empresas ligadas a Atlas e reivindica na justiça que associados da organização sejam responsabilizados caso tenham se beneficiados de forma ilegal com o dinheiro das vítimas. O advogado comentou também que além da acusação de crimes financeiros que já são investigados, ainda existe a denúncia de prática de pirâmide financeira. "O que ocorria era um falso anúncio de investimento que gera rendimento, mas nada mais era do que a entrada de novas pessoas que sustentavam as mais antigas no esquema", explicou Jorge Calazans. Como a Atlas Quantum funcionava? A empresa Atlas Quantum oferecia investimento baseado em Bitcoin e um rendimento diário sobre cada BTC investido. Os usuários eram indicados por clientes que já utilizavam os serviços da organização ou eram captados por propagandas em rede nacional nas principais redes de comunicação. A organização cobrava 50% sobre o rendimento obtido. Isso quer dizer que, se, em um mês, a plataforma render 20%, a Atlas ficava com 10% e o cliente com 10%. O robô da empresa investia os Bitcoin dos clientes utilizando uma estratégia chamada “arbitragem de alta frequência”. O suposto robô do Bitcoin da Atlas Quantum é alvo de investigação da Polícia Federal e Ministério Público Federal. (Imagem:Reprodução/envato/jirkaejc) Vale destacar que esse tipo de negociação existe desde 1998 e hoje é um serviço relativamente comum, oferecido em bolsas de valores ao redor do mundo. O serviço tem até uma sigla, HFT, que em inglês significa High Frequency Trading. Esse tipo de negociação de “alta frequência” são operações de compra e venda de ativos centenas de vezes por minuto por meio de um programa de computador, um “robô de arbitragem”. Inicialmente a Atlas pagava normalmente seus clientes, no entanto, após a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) descobrir irregularidades e proibir as operações, começaram as solicitações de saque e o sumiço de novos clientes, causando o fim do suposto esquema de pirâmide, deixando o prejuízo para as vítimas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

MetaMask tem vulnerabilidades mas usuários são maiores alvos de cibercriminosos

canaltech A MetaMask é uma das carteiras de criptomoedas mais utilizadas no mundo. Ela pode ser utilizada para armazenar tokens das principais blockchains do ecossistema, tais como Ethereum, BNB, Solana e outros. Por ser umas das preferidas dos cripto investidores, tornou-se um dos maiores alvos dos cibercriminosos. O que é um faucet de Bitcoin? Quais são as diferenças entre criptomoeda e moeda digital? Após um ataque cibercriminoso é normal vermos os responsáveis pelas plataformas analisarem os projetos em busca de falhas. E o ideal é que essas vulnerabilidades sejam encontradas e solucionadas antes que um cibercriminoso possa se beneficiar da situação. Em junho deste ano, Giorgi Khazaradze, CEO da plataforma cripto Aurox, revelou ao portal Decrypt que sua equipe descobriu uma falha chamada “inline frame” ou “iframe” que possibilita acrescentar um aplicativo descentralizado (dapp) camuflado numa página web. -Baixe nosso aplicativo para iOS e Android e acompanhe em seu smartphone as principais notícias de tecnologia em tempo real.- Essa vulnerabilidade permite que um cibercriminoso possa desenvolver uma página falsa capaz de se conectar com a MetaMask, levando o usuário a associar sua carteira e sem perceber dar acesso aos seus criptoativos a algum agente mal-intencionado. Khazaradze revelou que, no dia 28 de junho, ao descobrir a falha, entrou em contato com a equipe da MetaMask — e que foi orientado a publicar a descoberta no GitHub, mas ele não se sentiu confortável em fazer isso. Como não obteve uma resposta satisfatória, Khazarade foi até o portal de notícias Decrypt e relatou a descoberta e a negligência da MetaMask. A MetaMask é uma das carteiras de criptomoedas mais utilizadas pelos criptoinvestidores (Imagem:Reprodução/MetaMask) O Decrypt enviou a equipe de relações-públicas da MetaMask um e-mail descrevendo a vulnerabilidade que o time da Aurox encontrou. Herman Junge, que faz parte da equipe de segurança da plataforma de carteira, relatou ao Decrypt que a equipe de suporte nunca recomendou que uma vulnerabilidade de iframe fosse listada no GitHub. “Na MetaMask, levamos relatos de iframe muito a sério e damos a devida atenção em nosso programa de caça a falhas [“bug bounty”] na HackerOne. Se um pesquisador de segurança enviar seu relatório usando outra ocorrência, o convidamos à HackerOne”, respondeu Junge por e-mail. Junge também revelou não haver registros de mensagem no suporte da plataforma onde os membros da equipe de segurança recomendam que falhas e vulnerabilidades sejam publicadas no GitHub, uma espécie de "rede social para programadores". A MetaMask não reconheceu a suposta vulnerabilidade ou disse que iria investigar o problema. Também em junho, a empresa de segurança Web3 Halborn Security, contactou a plataforma de carteira e divulgou uma falha que poderia afetar os utilizadores dos serviços da MetaMask. David Schwed, diretor de operações da Halborn, revelou que foi respondido pela equipe da MetaMask, ele também explicou que rapidamente a vulnerabilidade foi resolvida e que os usuários devem ter cuidado ao armazenar valores muito altos de criptomoedas nesse tipo de plataforma. Para ele, um dos principais problemas para quem usa esse tipo de carteira é a falta de conhecimento técnico do usuário. Empresas como a MetaMask gastam milhões em segurança cibernética, por isso na maioria das vezes os cibercriminosos miram nos usuários das plataformas (Imagem:Reprodução/Envato/LightFieldStudios) “Eu não tomaria riscos com a MetaMask. [A carteira] atende um propósito momentâneo. Agora, se eu fosse uma organização, eu não armazenaria centenas de milhões de dólares na MetaMask, disse ele. Problemas envolvendo usuários da Metamask A empresa de carteiras virtuais para criptomoedas MetaMask passou por diversas situações envolvendo falhas e vulnerabilidades, no entanto, às vezes a culpa é dos usuários que, como citado acima, têm pouco conhecimento técnico de como funciona a plataforma que está utilizando. Um exemplo disso foi que usuários da MetaMask estavam guardando sua “senha mestra” no iCloud. Um cibercriminoso conseguiu acessar a conta Apple, e, pelo menos um deles, teve criptos roubadas por conta dessa situação e acabou perdendo cerca de US$ 655 mil (R$ 3 milhões). Outro exemplo bastante comum envolvendo a MetaMask são as mensagens de golpes que se passam por falsos alertas de bloqueio da carteira digital, com o intuito de roubar as senhas das vítimas e, com isso, conseguir acesso à carteira, credenciais e criptomoedas das pessoas. A MetaMask é uma das carteiras de criptomoedas mais utilizadas no mundo (Imagem:Reprodução/Chrome web store) Quando clica no link enviado na mensagem, a vítima é direcionada para uma página que imita o site da MetaMask, sem perceber que está numa página falsa o usuário com medo de ser bloqueado, acaba divulgando os dados de acesso para o criminoso possibilitando a transferência dos seus ativos. Nesses exemplos é possível perceber que geralmente os casos envolvendo a MetaMask está mais ligado a falhas do usuário do que da plataforma. Como se proteger de golpes de criptomoedas e carteiras digitais Os especialistas da Kaspersky recomendam os seguintes cuidados para aqueles que querem se proteger contra o roubo de carteiras digitais e criptomoedas, veja abaixo: Procure por possíveis erros na escrita. Geralmente as páginas falsas possuem erros ortográficos importantes ou gramática desconexa. Leia os e-mails com atenção e desconfie de qualquer coisa suspeita; Só clique em anexos de mensagens que você conhece o remetente. Os cibercriminosos geralmente usam vírus e malware como uma tática de phishing. Confira a assinatura da mensagem. A falta de detalhes sobre o remetente ou como o usuário pode entrar em contato com uma empresa está geralmente ligado a ataques de phishing. Empresas legítimas sempre fornecem detalhes e dados de contato; Se atente a mensagens urgentes ou ameaçadoras, esse tipo de tática é bastante utilizada em golpes envolvendo na internet. Fique esperto com possíveis ameaças de contas desativas ou de perda de benefícios; Não compartilhe informações pessoais. Não fornecer informações pessoais ou confidenciais da empresa. A maioria das empresas nunca solicitará credenciais pessoais por e-mail, especialmente os bancos. Avaliar atentamente antes de revelar qualquer informação confidencial por e-mail. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

A mulher que 'conversou' com os convidados do próprio velório

 A mulher que 'conversou' com os convidados do próprio velório

em - tecnologia A ativista Marina Smith, que trabalhava com educação sobre o Holocausto, morreu em junho aos 87 anos. Alguns dias depois, no entanto, sua família e amigos puderam vê-la respondendo a perguntas sobre sua vida - em seu próprio velório - graças a uma tecnologia criada por seu filho. Stephen Smith disse que a ferramenta de vídeo da sua empresa, a StoryFile, permitiu que sua mãe estivesse "presente, de certa forma" durante a cerimônia.Ele explica que a tecnologia permite uma conversa por vídeo com uma pessoa que já morreu - e ela "responde como se estivesse lá". Smith afirma que a tecnologia trouxe à conversa os aspectos da vida de sua mãe que eram mais importantes para ela e para as pessoas que mais a amavam. E as palavras utilizadas eram falas de sua mãe de fato, não um texto criado por inteligência artificial. Mas como isso funciona?Para fazer o vídeo, a pessoa deve fazer uma gravação antes de morrer, respondendo a inúmeras perguntas sobre sua vida.Mais tarde, após a morte, um sistema de inteligência artificial seleciona os clipes apropriados para reproduzir em resposta a perguntas de pessoas que assistem ao vídeo, e a pessoa parece ouvir e responder - em algo que a empresa chamou de "vídeo conversacional".Rollo Carpenter, que criou o chatbot CleverBot - e não tem conexão com a empresa de Smith - afirma que o sistema de conversa em vídeo funciona de forma diferente, sem tentar construir suas próprias respostas ou usar inteligência artificial para criar respostas novas."É apenas selecionar a partir de um conjunto pré-gravado de sequências que podem ser reproduzidas", diz ele. Interação de celebridadesMarina Smith foi uma das cofundadoras do Centro Nacional do Holocausto em Nottinghamshire, no Reino Unido, onde ela coordenava um programa de educação sobre o Holocausto. Em 2005, ela foi premiada com uma ordem de cavalaria dada pela realeza britânica pelo seu trabalho. Os fundadores da StoryFile tiveram a ideia do vídeo conversacional enquanto trabalhavam na criação de hologramas interativos de sobreviventes do Holocausto para a fundação USC Shoah.A empresa vê uma ampla gama de possíveis aplicações comerciais para a tecnologia, desde atendimento ao cliente até vendas.A companhia também encorajou algumas celebridades a documentar suas carreiras usando a tecnologia, incluindo o ator William Shatner, conhecido por seu papel como capitão Kirk na série Star Trek (Jornada nas Estrelas). É possível interagir com o vídeo no site da empresa. 'Versão virtual de mim'Olhando para o futuro, Smith prevê um mundo em que as pessoas documentem suas vidas continuamente, sugerindo que os usuários possam "falar com o seu eu de 18 anos, quando tiverem 50, ou apresentar seus filhos ao seu eu de 16 anos". A ideia de que no futuro a inteligência artificial poderia ser usada para criar versões virtuais de pessoas mortas é algo que já existe há algum tempo. O tema foi tratado, por exemplo, em um episódio da série Black Mirror. Mas Smith explica que não é isso que sua tecnologia faz e rejeita a ideia. "Tudo sobre nós é absolutamente único. Não há como você criar uma versão de mim."Carpenter concorda, dizendo que usar a tecnologia de inteligência artificial atual para criar uma pessoa "gerada por computador" arriscaria "colocar palavras na boca da pessoa falecida". O resultado poderia ser ainda pior se outras pessoas acreditassem que o falecido de fato falou aquelas palavras enquanto estava vivo. Os limites dos chatbots - robôs com inteligência artificial que imitam conversas - foram demonstrados pelo BlenderBot 3, o conversador da Meta, a empresa que controla o Facebook. O programa foi criticado por fazer comentários ofensivos e dizer coisas pouco lisonjeiras sobre o cofundador da empresa, Mark Zuckerberg.A Meta disse que o robô é um protótipo criado para fins de pesquisa. A empresa afirmou também que os usuários foram alertados que o programa poderia dizer coisas que idealmente não deveria. - Este texto foi publicado em https://www.bbc.com/portuguese/geral-62579891Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal! Veja Mais

Chegando em breve? Infinix Smart 6 é homologado na Anatel a pedido da Positivo

tudo celular A homologação sugere que o celular será oficializado em breve no Brasil. Veja Mais

Rumores indicam que Huawei não deve lançar o Mate 50X

tudo celular Em setembro, a Huawei deve lançar os seus novos smartphones da linha Mate 50 e a notícia ruim para alguns fãs é que a versão X das variantes não deve aparecer Veja Mais

Europa+ chega ao Brasil por meio de parceria com a ClaroTV e com preço atrativo

tudo celular Depois de fazer sucesso na Argentina, Chile e México, o serviço de streaming Europa+ chega ao Brasil por meio de uma parceria com a Claro e mensalidade de R$ 6,90 Veja Mais

Vivo X Fold S pode ser lançado em setembro como rival do Galaxy Z Fold 4

canaltech A Vivo Mobile deverá apresentar uma série de dispositivos nos próximos meses, em diferentes categorias. De acordo com o conhecido leaker Digital Chat Station, o principal modelo será o X Fold S, novo dobrável da marca para brigar com o Galaxy Z Fold 4 e outros rivais. Galaxy Tab Active 4 Pro dá as caras em certificações com Snapdragon 778G Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Vivo Z Fold S pode chegar com atualizações pontuais (Imagem: Divulgação/Vivo Mobile) As especificações técnicas deste dispositivo não são conhecidas até o momento, mas é provável que ele traga atualizações pontuais em relação ao atual Vivo X Fold. O modelo foi apresentado em abril deste ano, com Snapdragon 8 Gen 1 e outras especificações avançadas de desempenho. O dispositivo ainda oferece uma tela interna de 8,03 polegadas, enquanto o display rígido externo fica com 6,53 polegadas. O conjunto de câmeras conta com um sensor principal de 50 MP, e a bateria é de 4.600 mAh com suporte para recargas rápidas de até 66W. -Participe do GRUPO CANALTECH OFERTAS no Telegram e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.- iQOO Z6, Z6x e Neo 7 também devem ser novidades da Vivo Mobile Novo aparelho da linha iQOO Z6 deve trazer Snapdragon 778G e recargas de até 80 W (Imagem: Divulgação/Vivo Mobile) Além do X Fold S, a Vivo Mobile ainda deve apresentar pelo menos mais três modelos em breve. Um deles seria uma nova versão do iQOO Z6, que pode chegar com suporte para conectividade 5G e compatibilidade com carregamento rápido de até 80 W. No mais, o Z6 ainda pode trazer um chipset Snapdragon 778G/778G Plus e tela IPS LCD de 120 Hz. Um modelo Z6x viria com grande bateria e suporte para recargas rápidas de 44 W. O iQOO Neo 7 também estaria nos planos da marca, e rumores prévios apontam que o modelo deve trazer o MediaTek Dimensity 9000+ como principal componente de desempenho. A plataforma opera em clocks de até 3,2 GHz, frequências semelhantes ao Snapdragon 8 Plus Gen 1. Ainda não foram divulgadas datas exatas para estes lançamentos, mas os rumores apontam que eles deverão acontecer em algum momento do mês de setembro. Os eventos já estariam sendo preparados, possivelmente com apresentações separadas para cada smartphone. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Linha de produção de telas para iPhone é paralisada na China

canaltech A BOE, fornecedora chinesa de telas para iPhones da Apple, paralisará temporariamente as atividades nas instalações da província chinesa de Sichuan. O motivo é a forte onda de calor que atinge a região, forçando as autoridades a implantar um racionamento de energia. BOE apresenta tela Mini LED com menos de 1 mm de espessura Linha iPhone 14 terá dois tipos de painéis OLED da Samsung Até o próximo domingo (21), a temperatura média em Sichuan será de 37ºC com sensação térmica de 41ºC. A qualidade do ar na região também foi classificada como insalubre, sendo recomendado que pessoas com problemas respiratórios reduzam a exposição prolongada devido ao alto nível de poluentes atmosféricos. Segundo a Reuters, a BOE realizará ajustes na linha de produção e espera que a paralisação não gere grande impacto no desempenho operacional. A marca possui quatro instalações com linha de montagem de displays em Sichuan: duas com a fabricação de telas LCD e duas com a produção de painéis AMOLED. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- A BOE é responsável pela produção de telas de algumas variantes do iPhone 13 (Imagem: Reprodução/Apple) Paralisação não deve afetar a produção do iPhone 14 Ming-Chi Kuo, analista da TF International e fonte confiável sobre assuntos da Apple, afirma que a BOE produz apenas pequenas remessas de telas da série iPhone 13. Por conta de conflitos entre as duas partes, a empresa chinesa não deve fornecer painéis OLED para o iPhone 14. Em uma decisão sem consultar a Apple, a BOE ampliou a largura do filme de transistores (TFT) dos painéis OLED usados em variantes de iPhone 13. Supostamente, a ação visava driblar a escassez de componentes e reduzir o número de falhas no controle de qualidade. Entretanto, a Gigante de Cupertino não ficou contente ao descobrir a alteração sem aviso e pediu o encerramento da fabricação dos painéis. A fornecedora chinesa precisou enviar executivos chefes de departamentos para explicar aos membros da marca norte-americana o que ocasionou as mudanças nos painéis. Embora a BOE não tenha sido excluída completamente como fornecedora da Apple, a empresa chinesa perdeu a oportunidade de fornecer componentes para o iPhone 14. Fontes da indústria mencionam que a companhia não teria recebido uma resposta sobre o pedido de aprovação para o início da produção das telas do novo dispositivo. Samsung e LG são as fornecedoras das telas da linha iPhone 14 (Imagem: Victor Carvalho/Canaltech) Samsung e LG assumem o posto de fornecedoras Por outro lado, a Samsung será a principal fornecedora de painéis OLED para a linha iPhone 14. Segundo as informações, a sul-coreana estaria produzindo telas OLED com diferentes materiais e tecnologias conforme as variantes do smartphone. Os modelos premium iPhone 14 Pro e iPhone 14 Pro Max devem receber displays com tecnologia LTPO com suporte a taxas de atualização dinâmica. Já os dispositivos de entrada iPhone 14 e iPhone 14 Max podem ter telas com tecnologia LTPS, mas sem recurso de taxa de atualização dinâmica. Por fim, a LG deve assumir a produção de uma pequena remessa de painéis OLED para o iPhone 14 e iPhone 14 Pro Max. Então, a empresa fornecerá alguns componentes com LTPO TFT. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Google Fotos vai renomear função importante para torná-la mais explicativa

canaltech O Google Fotos decidiu mudar o nome do recurso de ocultação de fotos duplicadas para deixá-lo mais alinhado ao recurso. Até então, a funcionalidade se chamava "Arquivo", mas agora será renomeada para "Oculto" (Hidden, em inglês). Como era a internet há 10 anos? Os 10 maiores flops da internet dos últimos 10 anos Quando alguém abre uma foto no app, um menu flutuante dá a opção de mover uma foto para o arquivo. Em vez disso, um aviso agora informa as pessoas que a opção passou a se chamar oculto, porque ela vai apenas esconder a imagem da visualização, sem movê-la para outra pasta, como alguém poderia supor. Em vez de "Arquivo", a pasta de itens escondidos agora se chamada "Oculto" no Google Fotos (Imagem: Reprodução/9to5Google) A pasta antes chamada "Arquivo" também será renomeada com a nova etiqueta para abrigar as fotos omitidas. Em termos de funcionalidades, tudo vai continuar como antes. As fotos ocultas permanecerão visíveis em álbuns e resultados de pesquisa. -Feedly: assine nosso feed RSS e não perca nenhum conteúdo do Canaltech em seu agregador de notícias favorito.- A mudança ocorreu na versão 6.1 para iOS, mas deve chegar também para o Android em uma atualização futura. Além desta alteração, a seção de backup também passou a exibir o tamanho do arquivo e a qualidade do backup de uma foto. Um pequeno, mas importante ajuste Trata-se de uma alteração pequena, mas que torna mais clara a comunicação com o usuário. A funcionalidade é uma ótima para otimizar a análise da galeria principal do Google Fotos, principalmente para quem costuma trabalhar com muitas imagens duplicadas. Só é importante relembrar que a pasta não esconde fotos de terceiros nem de acessos indevidos, principalmente se a sua conta for compartilhada. Para evitar que outros bisbilhotem o conteúdo, a indicação é ativar uma pasta bloqueada com senha no Google Fotos. No final de julho, o aplicativo de imagens resolveu facilitar o gerenciamento de arquivos na web com a adição de dados sobre localização, dispositivo de origem e se um arquivo ocupa (ou não) o armazenamento da conta Google. Ao final da ficha de informações, o serviço informa se o arquivo ocupa espaço na nuvem — e, se sim, quanto. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Apple ainda não lançou um iPhone dobrável por causa da baixa margem de lucro, apontam analistas

tudo celular Falta de uma cadeia de suprimentos madura para esse segmento de produtos também teria influenciado a Maçã a ir com mais calma. Veja Mais

Microsoft abre inscrições gratuitas para capacitação de mulheres em DevOps

canaltech As oportunidades para mulheres cis e trans no mercado de tecnologia aumentaram nos últimos anos, mas ainda estão longe de absorver as interessadas em ingressar no setor. Com isso em vista, a comunidade de tecnologia WoMakersCode, em parceria com a Microsoft, anuncia o novo programa gratuito de mentoria exclusivo para desenvolvedoras, o DevOps 4 Women. 10 linguagens de programação que cursos recomendam para devs iniciantes As 10 linguagens de programação que estarão em alta em 2023 O objetivo capacitar é mulheres cisgênero ou transgênero em DevOps e contribuir para o desenvolvimento de suas carreiras, aumentado a representatividade e empregabilidade feminina em tecnologia. O programa DevOps 4 Women oferecem 25 vagas com duração de 13 semanas e 34 aulas on-linem, além de mentoria sobre DevOps e soft skills, ou habilidades comportamentais em português. O curso tem como base a certificação AZ-400 (Designing and Implementing Microsoft DevOps Solutions – Desenhando e implementando soluções Microsoft DevOps). Ao final, as participantes receberão um voucher para tirar a certificação. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- Como participar do DevOps 4 Women? As candidatas precisam ser residentes do Brasil, ter pelo menos 18 anos e no mínimo seis meses de experiência em tecnologia, com nível de conhecimento básico em nuvem, controle de versão com Git, metodologia ágil e programação em qualquer linguagem. As interessadas também precisam ter acesso a um computador conectado à internet e nível básico de inglês para leitura dos materiais. As reuniões terão 1h30 de duração, com início em 12 de setembro de 2022 e encerramento no dia 9 de dezembro de 2022. Todos os treinamentos serão em português, gratuitos e irão permanecer disponíveis após o período do desafio. Além da capacitação, todas as participantes terão acesso ao Conecta+, programa de qualificação profissional e conexão com oportunidades no mercado de trabalho, que também integra o Plano Microsoft Mais Brasil. O lançamento do DevOps 4 Women está marcado para a próxima segunda-feira (22) em um evento on-line, das 17h às 18hrs, na plataforma Microsoft Reactor: https://developer.microsoft.com/en-us/reactor/events/16955/. As inscrições para o processo seletivo do programa começam também na segunda, e vão até as 23:59 do dia 04 de setembro, por meio do no site aka.ms/devops4women. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Big techs na China suspendem atividades após seca prolongada

canaltech A China passa por uma escassez de energia após ser atingida por uma seca prolongada que reduziu a atividade das usinas hidrelétricas — que estão com os reservatórios baixos. Com isso, fábricas no sudoeste da China fecharam e algumas cidades passaram por apagões forçados. Ondas de calor marcam o clima de 2022: quanto do clima quente o corpo aguenta? Startups inovam no acesso à água, mas esbarram no desinteresse de gestores Dentre as regiões afetadas pela seca está a província de Sichuan, que abriga diversas fábricas de big techs incluindo unidades da Foxconn que fabrica iPads da Apple, Intel, Toyota e CATL, responsável por fornecer baterias elétricas para os carros da Tesla. Com a crise de energia que vem piorando, a Toyota e a CATL anunciaram o fechamento das suas fábricas nesta quarta-feira (17) até o dia 20 de agosto. A província de Sichuan depende bastante da energia hidrelétrica — que é responsável pelo fornecimento de 80% da energia na região. -Siga o Canaltech no Twitter e seja o primeiro a saber tudo o que acontece no mundo da tecnologia.- As autoridades anunciaram que o fornecimento de energia será priorizado para o uso residencial e ordenaram que empresas de 19 das 21 cidades da província — que conta com 84 milhões de habitantes — suspendessem as suas atividades até o final desta semana. A província é o centro de mineração de lítio e polisilício da China — componentes chave nas indústrias de baterias de automóveis elétricos, solar e eletrônica. Com o fechamento das fábricas do setor de mineração, o custo da matéria-prima pode aumentar nas próximas semanas devido à redução na oferta dos materiais, segundo analistas da Daiwa Capital. A seca prolongada em Sichuan tem se intensificado desde o dia 7 de agosto, marcando a onda de calor mais extrema das últimas seis décadas na região. Segundo as autoridades, a precipitação média da província caiu em 51% em relação ao mesmo período dos anos anteriores. A seca afetou Sichuan, que é o principal centro de mineração de lítio e polisilício da China (Imagem: Reprodução/Pexels/Blaz Erzetic) Além de Sichuan, outras províncias chinesas — incluindo Jiangsu, Anhui, Zhejiang, Chongqing e Hubei — também tiveram que racionar a energia para empresas e residências. Com a seca, a produção de energia da maior usina hidrelétrica do mundo, Três Gargantas, em Hubei, caiu cerca de 40% em relação ao ano passado. Nesta quarta-feira (17), a província de Hubei também anunciou um extenso programa de modificação do clima, com a implementação de aviões para disparar hastes de iodeto de prata nas nuvens para induzir chuvas. A agência meteorológica alertou que as temperaturas em algumas áreas podem ultrapassar os 40 graus Celsius e devem permanecer até o final do mês. Embora, diversas cidades na China tenham sido afetadas pela seca, é improvável que todo o país sofra com a escassez de energia visto que a maioria delas ainda depende do carvão para gerar eletricidade, segundo o analista da Bloomberg, Hanyang Wei. É provável que a China ainda seja altamente dependente do carvão nos próximos anos, considerando que as ondas de calor podem se tornar cada vez mais comuns no país à medida que as mudanças climáticas pioram — o que pode comprometer os planos de Pequim de zerar a emissão de carbono do país. Contudo, pesquisadores da Universidade de Tsinghua, em Pequim afirmam que 90% da energia na China será fornecida por usinas nucleares e renováveis até 2050. Outro fator que pode ajudar a China a atingir sua meta de neutralidade de carbono até 2060, está no seu avanço no setor de transportes — com a troca dos combustíveis fósseis por células de combustível de hidrogênio — na produção de painéis solares e nos programas de reflorestamento. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Tempestades "canibais": ejeções de massa coronal do Sol estão a caminho da Terra A posição do corpo afeta a rapidez do efeito de um remédio; entenda Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Veja Mais

Android pode ter arquitetura 64 bits a partir de 2023; Pixel Tablet deve ser o primeiro a usar

tudo celular Atualmente, o sistema operacional roda em 32 bits, um padrão considerado ultrapassado por ser mais lento no processamento de dados. Veja Mais

Loki: suposto vilão surpresa da segunda temporada pode ser uma afronta para os fãs da DC Comics

tudo celular Diferente de WandaVision e Falcão e o Soldado Invernal, que se encerraram como minisséries de apenas uma temporada, a série do Deus da Trapaça terminou com uma cena pós-créditos que confirma uma... Veja Mais

Polestar deve lançar carro elétrico em 2026 baseado no conceito O2

tudo celular A Polestar deve trazer ao mercado em 2026 o Polestar 6, carro elétrico que já está em produção e tem como base o conceito chamado de O2 Veja Mais

AMD Ryzen 7 7700X: vazamento revela imagem real do processador Zen 4 no novo soquete AM5

tudo celular Às margens do anúncio oficial dos novos processadores, modelo para testes surge em fórum chinês. Veja Mais

Tower of Fantasy | Requisitos mínimos para jogar no PC e celular

canaltech Tower of Fantasy já está disponível para os jogadores do Ocidente, tanto para computadores quanto para dispositivos móveis que usam Android e iOS. Este é um gacha futurístico em que o jogador deve explorar o Planeta Aida, envolvido em uma guerra entre três facções que estão lutando entre si, e seu personagem acaba se envolvendo nessa história. 5 jogos parecidos com Genshin Impact Genshin Impact | Quando chega a versão 3.0? Quer jogar Tower of Fantasy, mas não sabe se seu PC ou celular aguentam rodar o game? Mostramos abaixo os requisitos mínimos e recomendados para aproveitar o novo gacha: Requisitos Mínimos Requisitos recomendados Processador Intel Core i5 ou equivalente Intel Core i7 ou equivalente 8 GB de RAM 16 GB de RAM NVIDIA Geforce GT 1030 NVIDIA Geforce GT 1060 6GB 25GB de espaço disponível 30 GB de espaço disponível Cansado de perder tempo procurando preços baixos? Inscreva-se no Canaltech Ofertas e receba as melhores promoções no seu celular! Nos dispositivos mobile, você pode conferir abaixo nas categorias Android e iOS: -Siga no Instagram: acompanhe nossos bastidores, converse com nossa equipe, tire suas dúvidas e saiba em primeira mão as novidades que estão por vir no Canaltech.- Requisitos Mínimos Requisitos recomendados Kirin 710, Snapdragon 660 Kirin 980 / 985 / 990 / 9000, Snapdragon 855 / 865 / 870 / 888, Dimensity 800 / 1000 iPhone 7 iPhone 11 Pro, iPhone 11 Pro Max, iPhone 11, iPhone SE 2ª geração, iPhone Xs, iPhone Xs Max, iPhone XR, iPhone 12, iPhone 12 Mini, iPhone 12 Pro, iPhone 12 Pro Max, iPhone 13, iPhone 13 Pro, iPhone 13 Pro Max, iPhone 13 mini Tower of Fantasy é gratuito e está disponível no PC (com suporte no Steam), dispositivos Android e iOS. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

OPPO Reno 8 4G é anunciado com chip Snapdragon e tela AMOLED de 90 Hz

canaltech A OPPO lançou nesta quarta (8) o OPPO Reno 8 4G, mais novo integrante da recente família de celulares intermediários da gigante. Curiosamente, apesar do nome, o lançamento traz um conjunto de especificações quase idêntico ao do antecessor, incluindo o processamento e o design. Realme confirma atuação independente da OPPO no Brasil Disputa de patentes paralisa vendas de celulares OPPO e OnePlus na Alemanha OPPO Reno 8 4G chega com Snapdragon 680 e tela de 90 Hz Basicamente idêntica à geração anterior, a novidade chega ao mercado equipado com processador Snapdragon 680, mesmo de rivais como o Moto G42 e o Galaxy A23 4G, acompanhado de 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento, com possibilidade de expansão via cartões MicroSD. Um dos maiores destaques, a tela embarca painel AMOLED de 6,43 polegadas com resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 90 Hz e amostragem de toque de 180 Hz, além de pico de brilho que atinge os 800 nits. Apesar da qualidade do display, o áudio é modesto, com um único speaker na lateral inferior. -Podcast Porta 101: a equipe do Canaltech discute quinzenalmente assuntos relevantes, curiosos, e muitas vezes polêmicos, relacionados ao mundo da tecnologia, internet e inovação. Não deixe de acompanhar.- Apesar do nome, o OPPO Reno 8 4G apresenta os mesmos design e especificações do Reno 7, incluindo Snapdragon 680, tela AMOLED de 90 Hz e a recarga de 33 W (Imagem: Reprodução/OPPO) O conjunto de câmeras segue o padrão de outros dispositivos da categoria, contando com lente de selfies de 32 MP, abrigado em um furo no canto superior esquerdo da tela, junto a um trio de lentes traseiras com sensor principal de 64 MP, sensor com zoom microscópico de 2 MP e sensor auxiliar para cálculo de profundidade de 2 MP. Assim como o design, que lembra alguns modelos da companhia-irmã Realme, a bateria do OPPO Reno 8 4G apresenta as mesmas configurações do Reno 7 4G: há por aqui uma célula de 4.500 mAh, com carregamento rápido de 33 W. As câmeras chamam atenção pela lente principal de 64 MP e a zoom microscópico de 2 MP (Imagem: Reprodução/OPPO) No mais, o smartphone intermediário estreante traz conectividade 4G, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.1, leitor de digitais óptico sob o display, conector P2 para fones de ouvido e Android 12, rodando sob a interface ColorOS 12.1 Preço e disponibilidade O OPPO Reno 8 4G chega primeiro à Indonésia nas cores preto e dourado, com preço sugerido de 4.999.000 rupias indonésias, ou algo em torno de US$ 340 (~R$ 1.750), em conversão direta e sem impostos. Ainda não há informações sobre disponibilidade em outros países — vale lembrar que a companhia está chegando ao Brasil, e há a chance da novidade chegar por aqui eventualmente. OPPO Reno 8 4G: ficha técnica Tela: AMOLED de 6,43 polegadas, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização 90 Hz, amostragem de toque de 180 Hz, pico de brilho de 800 nits Chipset: Qualcomm Snapdragon 680 Memória RAM: 8 GB Armazenamento interno: 256 GB Câmera traseira: 64 MP (Principal, f/1.7) + 2 MP (Microscópio, f/3.3) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) Câmera frontal: 32 MP (f/2.4) Dimensões: 159,9 x 73,2 x 7,5 mm Peso: 175 g Bateria: 4.500 mAh com carregamento rápido de 33 W Extras: 4G, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.1, NFC, leitor de digitais óptico sob o display, áudio mono, conector P2, expansão com cartões MicroSD Cores disponíveis: preto e dourado Sistema operacional: Android 12, sob a ColorOS 12.1 Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

Como saber se seu WhatsApp foi clonado | Guia Prático

canaltech É importante saber se o seu WhatsApp foi clonado para recuperar a segurança dos seus dados o mais rápido possível. Isso porque o aplicativo de mensagens mais utilizado do país é, infelizmente, também o mais visado para prática de golpes por criminosos. Como colocar senha no WhatsApp O que é autenticação em dois fatores Frequentemente, a clonagem de um WhatsApp por golpistas visa propagar de links fraudulentos, roubar dados pessoais, disseminar fake news ou se passar pelo usuário para pedir dinheiro para outras pessoas. Confira abaixo algumas dicas importantes para saber se você foi vítima do crime. Como funciona o golpe que clona o WhatsApp O WhatsApp possui seus próprios mecanismos de defesa contra a invasão de privacidade de suas conversas no app. A criptografia de ponta a ponta, por exemplo, garante o sigilo da troca de mensagens enviadas entre os usuários. -Podcast Canaltech: de segunda a sexta-feira, você escuta as principais manchetes e comentários sobre os acontecimentos tecnológicos no Brasil e no mundo. Links aqui: https://canaltech.com.br/360/- Além disso, não há uma forma oficial de clonar o seu WhatsApp em dois ou mais aparelhos ao mesmo tempo. Ou seja, se você instalar e usar o mensageiro em outro smartphone com o mesmo número de telefone, o aplicativo deixará de funcionar no aparelho previamente configurado. Logo, os golpes são aplicados através da engenharia social, técnica utilizada por criminosos virtuais para obter dados confidenciais de usuários. Um exemplo disso é receber mensagem de um suposto sistema de atendimento ao cliente, seja por SMS ou através do próprio mensageiro. Atualmente muitas empresas utilizam o aplicativo para atendimento e isso faz com que as chances de cair no golpe aumentem. Também há a possibilidade de você receber uma notificação do WhatsApp solicitando um código de confirmação para usar o seu número de telefone. Isso ocorre quando alguém digita seu número e tenta registrar uma conta do mensageiro em outro smartphone. Os métodos podem variar, mas as mensagens pedem, normalmente, dados pessoais que a empresa não solicitaria, apresentam ofertas falsas e auxílios de qualquer natureza para enganar o usuário e obter a conta. Com essas informações, os criminosos podem tentar se passar pelo dono da conta para pedir dinheiro a amigos e parentes. Como descobrir se meu WhatsApp foi clonado Mensagens estranhas Quando um perfil é clonado o usuário rapidamente percebe que algumas coisas estranhas passam se suceder. A mais comum delas é o envio de mensagens que você não escreveu, mas também uma mensagem marcada como lida, mas que não lembra de ter acessado antes. Sua conta foi acessada em outro aparelho (WhatsApp Web) Outro ponto de atenção é receber o aviso de que sua conta do mensageiro foi acessada por outro aparelho pelo WhatsApp Web, normalmente um computador. Se não está participando do beta da função Múltiplos Aparelhos do WhatsApp, é bem provável que estejam acessando ilegalmente sua conta e se passando por você. O que é possível fazer, segundo recomendação oficial dos desenvolvedores, é acessar a aba do WhatsApp Web, em seu smartphone, e verificar as seções ativas que possuem acesso às suas conversas. Encerre a sessão de qualquer outro dispositivo que não seja utilizado ou desconhecido. Verifique os dispositivos que possuem acesso ao seu WhatsApp pela versão Web (Captura de tela: Thiago Furquim/Canaltech) Perfis clonados Outro golpe muito comum, os perfis clonados se passam por outras pessoas e apresentam "ofertas imperdíveis". Isso é um sinal de alerta para saber se o WhatsApp foi clonado e, por confiar em conhecidos, os usuários podem também cair no golpe e serem vítimas. Além do mensageiro, veja dicas de como saber se o celular foi clonado para aumentar ainda mais a segurança. Rede social sendo usada para aplicar golpe a esquerda e a direita WhatsApp sendo usado indevidamente (Captura de tela: Felipe Demartini) Estão tentando clonar meu WhatsApp, o que fazer? Existem métodos importantes para você seguir e aprender como proteger meu WhatsApp de ser hackeado. Se você perdeu acesso ao mensageiro, deve tentar recuperar imediatamente o acesso baixando novamente o WhatsApp no smartphone e, depois, solicitar um código por SMS com seu número de telefone. Enquanto isso, avise aos seus parentes e amigos sobre a situação. É importante que as pessoas ao seu redor estejam informadas sobre a possível tentativa de clonagem do seu WhatsApp para evitar golpes e constrangimentos. Para evitar problemas futuros, esteja atento a essas dicas para manter sua segurança. Utilizem a Play Store ou a App Store para baixar aplicativos de fontes confiáveis; Não compartilhe o código de registro enviado por SMS pelo WhatsApp; Mantenha sua foto de perfil visível apenas para seus contatos nas configurações de privacidade do WhatsApp; Utilize o AppLock para colocar senhas nos seus aplicativos; Ative a verificação em duas etapas no WhatsApp. Mantenha seu WhatsApp mais seguro contra clonagem e invasão (Captura de tela: Thiago Furquim/Canaltech) Recurso de segurança no WhatsApp Bloqueie e denuncie usuários suspeitos Você é o primeiro e principal meio de defesa de sua conta. Ao ser contatado por uma conta que suspeita ser golpe, bloqueie-a e denuncie-a para evitar incômodo. Veja abaixo como proceder. Se desejar fazer uma denúncia, você receberá a informação de que as últimas mensagens serão encaminhadas para análise, mas o usuário não será notificado. Acesse a conversa do usuário que deseja bloquear ou denunciar; Clique nos três círculos no canto superior direito; Escolha entre "Bloquear" ou "Denunciar". Bloqueie e denuncie qualquer mensagem que aparente ser fraudulenta no WhatsApp (Captura de tela: Rodrigo Folter) Pronto! Essas são as maneiras que você tem de saber se seu WhatsApp foi clonado e as formas que encontra para se proteger, tanto internamente na plataforma, quanto por dicas externas. Leia a matéria no Canaltech. Trending no Canaltech: Cientistas alertam que a próxima pandemia poderá ser de fungos, e não de vírus Por que crianças do Japão caminham de um jeito diferente das outras? Quais celulares Motorola serão atualizados para o Android 13? Quais celulares Samsung serão atualizados para o Android 13? Este é o estranho motivo que leva algumas pessoas a preferirem café sem açúcar Veja Mais

CEO da Nothing alfineta Lenovo por copiar design do Ear 1 e web compara Phone 1 ao iPhone

tudo celular Carl Pei tentou provocar rival chinesa devido ao visual de seus novos fones de ouvido, mas o tiro saiu pela culatra. Veja Mais